Rali a pé, parte 2: de Trancoso ao Arraial

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Onde é que eu tava, mesmo? Ah, sim: as bolhas meio que quase tipo que praticamente sararam, então resolvi seguir para a Arraial d'Ajuda do jeito que tinha planejado, a pé.

Queria sair cedo, mas só consegui marcar uma passadinha na pousada Etnia por volta das 10 horas; fiquei papeando com o André e o Corrado e quando vi já eram 11h10.

 etnia210.jpg etnia211.jpg

    etnia400.jpg

 etnia193h.jpg etnia193v.jpg

Passei na minha pousada, fechei a conta em dois minutos e às 11h24 estava atravessando o Quadrado para descer pela estradinha, de modo a chegar à areia já depois do Rio Trancoso. Às 11h41 estava pendurando o chinelo na mochilinha. Pé na areia e sempre em frente!

nativos-marebaixa450.jpg

A maré estava baixa, com areia durinha que permite ao andarilho atingir velocidade de cruzeiro rapidinho. Em dez minutos eu chegava à Estrela d'Água. Foi a primeira vez que visitei depois de a pousada entrar para os Relais & Châteaux. Não resisti e pedir um, ahn, gatorade de lima-da-pérsia, sem açúcar. Não queria ficar muito (tinha medo de o Rio da Barra subir demais), mas consegui xeretar uma das novas suítes master, que estava sendo arrumada entre uma saída e uma chegada de hóspede.

  edagua193v.jpg edagua193h.jpg 

 edagua140.jpg edagua142.jpg  edagua141.jpg

 edagua140h.jpg edagua141h.jpg edagua142h.jpg

Era meio-dia e quinze quando recoloquei a mochila no lombo e retomei o trekking. Em meia horinha já estava na margem sul do Rio da Barra.

antesdoriodabarra450.jpg 

Já tinha visto duas pessoas passarem com água apenas um pouco acima dos joelhos, então atravessei com calma, mas sem medo.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=M-NHCTRywiU]

Foi fácil, não foi?

depoisdoriodabarra450.jpg

Às 13h15, porém, encontrei um obstáculo pelo qual eu não estava esperando. Um amontoado de pedras no final da praia do Rio da Barra que não daria para contornar pela areia, porque a maré já tinha enchido um pouco. Tive que escalar -- tarefa que, com solas dos pés sensíveis e mochila, não era das mais fáceis para mim. Confesso que fiquei deveras assaz bastante fortemente apreensivo.

    pedradivisataipe400.jpg

Mas no final tudo deu certo e eu ainda gravei esse boletinzinho:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=-wwDs77RiDY]

Conforme eu conto no boletim, essa pedra separa a praia do Rio da Barra, que fica em Trancoso, da praia do Taípe, que fica no Arraial d'Ajuda. Pois é nessa praia do Taípe, no Arraial d'Ajuda, que fica o Club Med... Trancoso.

    med400.jpg

Cheguei às 13h45 ao pé da falésia do Med, e liguei para a relações-públicas que estava à minha espera. Como em 120% dos resorts brasileiros, passantes só podem entrar se agendarem antes; no Med provavelmente será cobrado um day-use.

São 222 degraus até lá em cima (mas tem uma van que liga o resort à praia a cada meia hora). Era um dia lindo para se apaixonar pelo lugar. Sem dúvida, o Med Trancoso é o mais classudo dos villages brasileiros. É um Med mais tranqüilo, com menos atrações para crianças, e mais estrutura para quem quer descansar. Mas veja bem -- tanto Trancoso quanto o Arraial estão a uma corrida cara de táxi de distância; são 104 reais a Trancoso e 140 ao Arraial (ida e volta, com três horas de espera). Pensei que eu ia encontrar a Salete e o maridão, que foram passar as duas últimas noites na região por lá -- conta aí, Salete, o que você achou! Tomei bem uns três cocos, mas consegui resistir bravamente às doze estações do buffet do almoço; queria seguir viagem antes que meus pés desistissem do final da aventura.

med450.jpg

 med140h.jpg med141h.jpg med142h.jpg

 med142.jpg med141.jpg med140.jpg

 med193h.jpg med193v.jpg

Quando voltei à praia, às 15h15, as falésias já faziam sombra em quase todo aquele trecho.

    clubmed400.jpg 

 taipe210.jpg taipe211.jpg

A maré tinha subido, e só dava para caminhar na areia fofa. Minha velocidade caiu barbaramente. Levei uma hora até a Pitinga (na maré baixa, acho que não levaria mais do que 40 minutos). A maioria das barracas já tinha fechado; mas consegui convencer uma a me vender um, ahn, gatorade, só que do tipo que desce redondo e vem num latão. Não fiquei nem dez minutos e toquei em frente.

riopitinga450.jpg

 pitinga140h1.jpg pitinga141h.jpg pitinga143.jpg

A Pitinga é praticamente uma praia urbana do Arraial, com transporte de vans até o centrinho que cobram R$ 3 pelo trajeto de 2 km e pouco. Uma van estava partindo quando eu passei pelo estacionamento que também serve de ponto de embarque. Meus pés pediram que eu embarcasse, mas eu neguei. Quem chegou até ali, não é mesmo...?

Faltavam 5 pras 5 quando cheguei à praia do Mucugê, que é a praia central do Arraial. Fiquei com vontade de entrar no mar, mas bateu uma pequena paranóia de deixar as duas mochilas desguarnecidas. Saí pela vielinha de acesso, o Beco da Alegria, e ainda achei uma barraquinha aberta; pedi um bolo (duro) e tomei um café (frio).

    becodaalegria4001.jpg

Às 17h09 pus a mochila nas costas novamente e subi as duas ladeiras que me separavam da minha pousada. Oito minutos mais tarde -- e quase seis horas depois de ter partido -- eu chegava ao Beijo do Vento

 beijodovento193h.jpg beijodovento193v.jpg

Daí meus pés pediram para mergulhar na piscina, e eu deixei. Eles mereciam...

29 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Emília
EmíliaPermalink

Descanso merecido!
Quantos quilômetros no total, Riq?
Ah, e adorei as informações e fotos sobre a Capim Santo, achei que fosse meio que...inace$$ível. Fora de temporada fica bem razoável.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Há controvérsias, Emília. Já li 12 km, já li 9km. Mas tudo deve depender de onde se começa e se termina a medição. Do pé do Quadrado à Pitinga? Do pé do Quadrado a Mucugê? Mas saindo uma hora e meia antes do pico mínimo da maré baixa, e não fazendo essas paradas nas pousadas, é uma caminhada tranqüilita -- como disse a Carmen, quando você vê, chegou.

Sylvia
SylviaPermalink

Espetacular fim de viagem !
Conta ai Riq , o CMed Trancoso é tudo isso que falam?
E afinal, tiveste que marchar num day use ?

Carmen
CarmenPermalink

Enhorabuena por el trayecto, con tantas aventuras climatológicas, y por la elección del mismo.

Quiero felicitarte por esos pies tan intrépidos y sufridos.
E parabéns x esa valiente hazaña.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

O Med é muito bacana sim, Sylvia. Inda mais num dia meio parado, sem atividade na piscina smile Já marchei com o day use na época da inauguração, quando fui incógnito. Mas dessa vez fui anunciadinho e tudo, e se quisesse poderia ter dormido -- mas eu achei que ia render mais conferindo a noite do Arraial. Sem falar que teremos a opinião fresquinha da Salete, que além do mais vai poder comparar com o Iberostar, onde ela também esteve recentemente.

Salete, onde está você?!?
smile

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Brigadinho, Carmen!

Carmen
CarmenPermalink

Ricardo, o Rali a pé de você é como a Fórmula 1 de F. Massa

Emília
EmíliaPermalink

Carmem, lol

Zé Maria
Zé MariaPermalink

'recoloquei a mochida no lombo' foi sensacional.
Momento Globo Rural! rs...

Carla
CarlaPermalink

Riq, eu já estava super a fim de ir conhecer essa região... Mas você está me deixando morrendo de vontade de ir a pé... wink

Salete
SaletePermalink

Oi, Riq,
Eu passei, sim, duas noites no Med. O curioso foi não ter encontrado você! Na quinta, eu fiquei na praia até umas 14h, subi, tomei banho e fui almoçar, quer dizer, fui escolher o que comer naquela quantidade enorme de opções. Quase tudo com gosto igual (será que estou sendo muito severa?). Bom é o croissant do café da manhã e as variadas opções dele.
As duas noites (quarta e quinta) foram fraquinhas em termos de atividade noturna. Mas, fisicamente, o Med é mais bonito à noite que de dia (o hotel propriamente, não a natureza). Acho chamoso visual noturno.
Mas eu não me encantei tanto assim com o Med.
Bom, é isso.
Abração, Salete

Salete
SaletePermalink

Oi, Riq,
Só para complementar: como comparar Med e Iberostar? Um é chique e outro é... gostoso, sente-se em casa. Eu gostei da piscina do Ibero, não iria para praia por nada desse mundo. A piscina do Med não me atraiu, fui para praia, lindíssima. (E Riq, nos dois casos, a cadeira é de plástico, branco)
Mas olhe só uma coisa. No primeiro dia, esqueci de levar a toalha para a praia e, ao chegar lá embaixo (dos 222 degraus!), me dei conta do erro. Pois bem, fui até o bar, com os cartõezinhos da toalha na mão perguntar se alguém podia pedir para trazerem as toalhas. Não, não podiam. E a van que faz o trajeto, não pode trazer? Eu espero 1/2 hora. Um funcionário de camiseta branca, escrito Med (não era GO, nem o barmen), com ar de desprezo me disse: Ah, ela não vai poder porque é hora do almoço e virou as costas e foi embora (desconfio que ele era o motorista).
O resultado foi o maridão subir os 222 degraus para pegar as toalhas e descer tudo de novo.
Será que eu fui a primeira a passar pelo esquecimento? Eles deveriam ter um plano B para esses casos.
O Med é bonito, chique e... frio! Provavelmente, na temporada, as pessoas que conhecem se encontram lá e suprem essa frieza.
Foi bom conhecer, mas só voltaria em grupo.
Pensando bem, meu julgamento com relação ao Iberostar pode estar errado, porque lá eu estava com mais 3 casais e eu não esperava nada do hotel. Mas que os funcionários eram muito mais simpáticos, eles eram. E boa parte da equipe de animação tinha vindo do Med (não sei qual).
Bom, é isso.
Abração, Salete

Roderic
RodericPermalink

Emília, do Mucugê até o rio Trancoso, pela praia, medi exatos 11.870 metros com meu relógio Timex com GPS.
E a distância do rio Trancoso até a praia do Espelho, via areia, é de 18.230 m, mas atravessar o rio dos Frades, que fica no caminho, não é fácil, só na maré baixa e com um tênis para proteger a sola do pé dos arrecifes.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Salete, pelo que me contaram o Iberostar contratou animadores em vários Meds. Concordo com você que o lance da toalha foi chatíssimo...

Roderic, obrigado pela informação! Os 12 km Trancoso-Arraial então são 12 km mesmo. Eu eu não esperava que a travessia Trancoso-Espelho fosse tão extensa! Fiz há três anos, na maré baixa, de pé descalço (e sem mochila; tratei um táxi para me buscar no fim do dia no Espelho). Não me lembro de arrecifes no rio dos Frades não -- só da areia fofa entre o rio e o Espelho, que quase me nocauteou.

Emília
EmíliaPermalink

Obrigada também, Roderic! É uma bela caminhada sim, especialmente considerando que é pela areia, o que dificulta um pouco as coisas.
Mas com um pouco mais de condicionamento dá smile

Última parada: Arraial d'Ajuda « Viaje na Viagem

[...] parada: Arraial d’Ajuda Relembrando: cheguei ao Arraial pela areia — 12 km, carregando mochila, vindo de Trancoso. Quando acabei [...]

Roderic
RodericPermalink

é que eu atravessei esse trecho pelo mar mesmo, vc deve ter ido pelo rio, Ricardo. Mas é bonito prá burro, né? E totalmente vazio...Gostei principalmente do primeiro trecho, passando por Itaquena..

sergio faria
sergio fariaPermalink

oi, ricardo, tudo bem?

você pode revelar/recomendar seu farnel na travessia trancoso-arraial? quantidades de água, barras de cereais, etc? da farmácia, recomendas incluir na mochila algo além do protetor solar? você sabe se é permitido pescar e acender fogo nessa caminhada, longe de condomínios e área urbana? vou preso, se andar nu? e, por favor, qual foi o conselho da helenice para as bolhas? o link sempre dá erro 404.

parabéns pela qualidade de tudo que você escreve, caro cara.
a gente viaja nas suas viagens.

sergio

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Há três pontos de apoio no caminho: Rio da Barra, Taípe e Pitinga. Não dá pra ir pelado não, é zona de condomínios o tempo todo.

Remédio para bolhas: Dersani.

http://www.viajenaviagem.com/2007/05/obrigado-helenice/

Há muitos andarilhos em todos os trechos desta costa, mas de vez em quando há relatos de assalto. O trecho mais seguro é justamente Trancoso-Arraial, por causa da vigilância do Club Med e dos condomínios.

eva
evaPermalink

Só para complementar (fiz esse passeio na última semana), alcancei o ponto das “pedras” na hora da maré mínima, que naquele dia de maré morta era de 0,7, e tive que passar por cima. Sugiro, muito muito (ui, ai, ui), que protejam os pés.

sergio faria
sergio fariaPermalink

obrigado, riq.

viajei demais na viagem, pensei que havia trechos desertos no percurso e pretendia até pescar e assar um peixe na areia, como nas praias de rio da Amazônia.

Foi bom você tocar no assunto dos assaltos. No Trip Advisor não falta turista estrangeiro assaltado no Quadrado. É um detalhe que deveria ser informado aos desavisados que não conhecem o lugar.

Abraço.

Abração.

Marcelo Lemos
Marcelo LemosPermalink

Ricardo, seus posts são fantásticos e me ajudam muito decidir pra onde ir com minha esposa e filhinho. Estou precisando que me ajude com informações atualizadas sobre as melhores pousadas em Arraial D'Ajuda, vc este tem informação nova?

Abraços!

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Cheque Baixu Village, Coqueiros, Cheiro Verde.

Aline Meireles
Aline MeirelesPermalink

Que bom que você indica a pousada Cheiro Verde. Acompanho sempre seus posts e, se vc indicou, é porque é boa mesmo!
Fechei pacote pra ir pra Cheiro Verde em fevereiro. 5 adultos e 1 criança. Cogitamos fechar Mar Paraíso, mas dava uma diferença de 400 reais por pessoa e resolvemos "investir" esse dinheiro em passeios para Trancoso e outras praias.
Fiquei no Hotel Mar Paraíso ano passado e gostei, mas quem gosta de sair e explorar centro e praias acaba aproveitando pouco dos serviços do hotel, além de ter que subir a ladeira do Mucugê à noite (a gente já chega no centro suada).
Mas estou confiante na pousada Cheiro Verde, tive boas referências, disseram que é muito limpa, com café da manhã gostoso, bom atendimento e que está muito bonita após a reforma. Vou lá conferir e depois conto pra vocês.
Se tiver mais algum comentário ou dica nova (que ainda não esteja nos seus posts) que possa me ajudar na viagem, agradeço!

Aline Meireles
Aline MeirelesPermalink

Bom, vim contar minha experiência! Fiquei hospedada na Cheiro Verde e simplesmente adorei!
Limpa, recém-reformada (tudo novinho!), café da manhã delicioso, localização perfeita! E minha parte preferida: os banheiros de alguns apartamentos tem jardins de inverno pra lá de charmosos! Sei que vocês podem achar estranho, mas fiquei completamente apaixonada pelo banheiro!!! rs
Pra quem visita o blog perguntando sobre hospedagem de crianças, fui com uma criança de 3 anos que adorou a pousada (ele fala com o maior orgulho que ficou hospedado na Cheiro Verde).

Guilherme de Medeiros Souza

Muito boa as informações. Estou aqui em Arraial e pretendo ir a Trancoso, correndo, pela praia. Ontem cheguei até a divisa de Trancoso e Arraial, quem me impediu de prosseguir foi a maré.

Mas muito bacana encontrar essas informações. Eu estava meio "perdido", quanto a locais e distâncias.

A pousada Cheiro Verde esta linda. Fiquei hospedado na antiga, vou tentar dar um pulinho lá pra conferir a reforma.

Abraço.

Kátia Krauel
Kátia KrauelPermalink

Ricardo, tem o relato rali a pé: Trancoso - Espelho ? Fizemos de bike agora em Março, lendo esses posts aí me fez relembrar... Fomos pela praia e voltamos pela estrada.

Viaje na Viagem
Viaje na ViagemPermalink

Ainda tem dúvidas?

Clique e leia nosso post mais atualizado sobre este destino:

Guia de Praias: Sul da Bahia