Santos: agora quem dá bola é o Beto

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

pontadapraia4501.jpg

Joguei no Google a frase "Canta a tua aldeia e cantarás o mundo", e o oráculo me disse que a frase é principalmente de Tchecov, em boa parte também de Tolstói, um pouquinho de Maiakóvski e com alguma participação de Mario Quintana.

Na próxima busca é provável que a frase seja atribuída também ao nosso Beto Paschoalini, que publicou hoje um texto lindamente escrito e ilustrado sobre a sua aldeia, Santos. É um daqueles posts que, quando acabam, você fica no por-que-parou-parou-por-quê.

pontadapraia451.jpg

(Às meninas e aos não-paulistas: o meu título é apropriado do hino do Santos F.C.)

33 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Lindo o post dele! Adorei...

Beto
BetoPermalinkResponder

Por que as fotos do meu blog ficam melhores no teu blog? São as tais das uvas verdes? Ou é teu olho no Photoshop? Você é sempre generoso. Apesar de compreender a pertinência, não posso linkar o teu link pros meus amigos, porque vão me torrar a paciência. Pra ser coerente comigo, mas traindo o tema, você devia ter escrito: "Salve o Tricolor Paulista, amado clube brasileiro...". Aí dava pra linkar. Espero vocês por aqui qualquer dia. Grande abraço.

mcb
mcbPermalinkResponder

"Às meninas"? Surtou, Ric?

Lindo post, indeed!

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Betão é faixa-preta!!!!

Ricardo Freire

Confessa, Beto, tu é Portuguesa Santista! Ou seria Jabaquara?
lol

Beto
BetoPermalinkResponder

Só se for... porque peixe, nananina...

GiraMundo com Jorge Bernardes

O título do post ficou dez, só não ficou melhor que o próprio texto do Beto. Acho, inclusive, que ele deveria fazer um tour pra nos levar à Santos e conhecer a cidade que muitos paulistanos, como eu, nunca viram.
Que tal Beto? A gente fala disso amanhã...

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Gostei....Mas, tem mais coisas bontias em Santos, tem o Orquidário, o aquario... Da para fazer um segundo post!! E, bem pertinho tem o passeio de teleferico e da ponte pensil em São Vicente. E, quem quiser agendar um must: Vila de Itatinga em Bertioga, onde so se chega de bonde, e uma das primeiras hidrelétricas do Brasil, com um jeitão bem preservado de Vila inglesa do começo do século.

marcio
marcioPermalinkResponder

Ficou muito bom mesmo!!!

Abs!

Ricardo Freire

Ernesto, o Beto já nos presenteou com outros textos sobre Santos que eu linkei aqui; um sobre várias atrações de Santos, que ele deixou nos comentários e eu transformei em post

http://viajenaviagem.wordpress.com/2007/04/15/santos-de-carona-com-o-beto/

outro, já no blog dele, sobre o Café Paulista

http://omeulugar.wordpress.com/2007/04/19/cafe-paulista-a-colombo-dos-santistas/

e outro sobre o Orquidário

http://omeulugar.wordpress.com/2007/05/14/entre-bichos-plantas-e-orquideas/

Tenho certeza de que ainda vem coisa por aí grin

Rogéria
RogériaPermalinkResponder

Ah, simplesmente emocionante... Sou mais uma santista que toda segunda-feira pega a Imigrantes rumo à capital mas fica olhando no retrovisor do carro o sol nascendo sobre o mar enquanto a cidade fica pequenininha. Que espera ansiosa pela sexta para ser recebida pela maresia, pelo vento noroeste, pelos pescoços sem gravatas. E que sabe que é uma privilegiada por poder desfrutar do melhor de dois mundos cruzando apenas 70km.

Parabéns, Beto, pela declaração de amor que, mesmo sem saber, está no coração de cada um de nós que teve a sorte de ter sua vida escrita naquelas areias.

A gente se vê hoje à noite, conterrâneo!

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Como assim "às meninas... o titulo é do hino do santos"!!!???. Tem muita menina (como eu) apaixonada por futebol. E outras tantas (eu e minha irma) torcedoras do Santos. SANTOS, MEU AMOR! (pros nao santistas: slogan do Milton Neves, tambem santista).

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Riq

E verdade, os outros post também merecem ser conhecidos!!

WB
WBPermalinkResponder

Beto : obrigado por tantas recordações, obrigado pelo emocionante texto e pelas lindas fotos. Não sou santista, mas morei em Santos de 1972 até 1977 e seu post trouxe-me tantas lembranças, felizes recordações. Ainda tive o tempo de viajar no trem para SP, era uma viagem muito mais demorada do que o onibus, mais eu a fazia por prazer. Recordações do belvedere do Boqueirão, do centro, da vida no porto, da vida na orla da praia e do seu maravilhoso jardim. Entretanto uma observação : no tempo em que vive nesta cidade havia muitos outros cinemas no Gonzaga que já foram fechados, lembra ? Voce tem razão não se controem cidades como antigamente. Santos tem muita história e com certeza outros posts virão.
Obrigado e um abraço do amigo virtual
Wanderlei.

Guilherme Lopes

Ô Riq, não precisa da legenda dedica às meninas e aos não-paulistas...

O título até perdeu um pouco do charme...

Voltando à enquete da semana: Como faço para comprar ingressos para os jogos do Boca?

; )

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Vila de Itatinga? Adorei a descrição!
Ernesto, pode ir dando as coordenadas...quando eu estiver mais tranqüila nos finais de semana vou até lá conferir.

Lena
LenaPermalinkResponder

Com respeito às meninas boleiros, eu não tenho a mínima idéia a qual frase você se referiu :roll: A do título ou a do verso? :roll:

O post do Beto ja tinha lido e amado smile

Rogéria
RogériaPermalinkResponder

Riq, sou menina, mas queria fazer uma observação: a frase do título não é do hino do Santos. Essa música, que é mais popular do que o hino oficial, é a Marchinha do Leão do Mar.

O hino oficial do S.F.C. é outro, e tem uma frase que também merecia estar aqui: "Nascer, viver e no Santos morrer é um orgulho que nem todos podem ter." smile
Beijos a todos, alvinegros ou não.

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Concordo com a Gabriela. Adoro futebol, e reconheci o verso imediatamente, Riq... que preconceito.....

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

O post do Beto tá lindo (assim como os anteriores) e as fotos também. Não se preocupe, Beto: elas estão ótimas aqui e lá, viu? wink

Beto
BetoPermalinkResponder

Riq, viste onde te meteste? Esse hino dá zica. Meninas peixeiras, ele só tava querendo ser gentil.
Ernesto, se tava com a razão, eu é que sou meio seqüelado e devia ter botado o link da matéria sobre o Orquidário. Já corrigi. A dica de Itatinga é realmente pertinente, eu nunca fui, mas quem foi garante que é um passeio bem legal. Vou ver se consigo as informações e posto lá no meu lugar.
Obrigado a todos pelos comentários e visitas. Cês bateram o recorde do blog: acho que somando ontem e hoje vai chegar a mil visitas, o que é um espanto pra mim.
Beijos. À noite a gente se vê.

Beto
BetoPermalinkResponder

Corrigindo pro Ernesto: é cê, não se...

Carol
CarolPermalinkResponder

Lindo Beto!!!! Lindo!!!
Alias, to indo ao Guarujá no feriado, acompanhar o marido a trabalho !! Vou dar um pulo em Santos, matar a saudade dos tempos de criança!!
Passei no inicio do ano por ai, muito rapido, mas a cidade tava linda!!! Muito diferente do outro lado, Guarujá. Que decepçao, Guarujá já foi, cidade suja, feia, com indices socias horrorosos!! Tanto que iamos ficar até no sabado, chegou quarta feira, colocamos a mala no carro e viemos embora!!

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Me junto ao coro de Carols e, conseqüentemente das meninas e e digo: "Ei??? Explicação para as meninas não!! Tem muuuita menina que conhece muito bem o hino do Santos apesar de não saber tooooda a escalação do Palestra! Oras!!!" .... hehheheh... beijo!!!

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Muito legal: palavras simples, mas carregadas de emoção. Como boa santista, tratei de divulgar o link, por e-mail, para meus "amigos de aldeia" - a maioria, como eu, morando longe da cidade atualmente. A reação foi quase em uníssono: emoção e choradeira geral. O comentário mais legal foi o da minha irmã, que mora em Salvador: "pô, Lu, pega leve, eu moro mais longe que você, esse texto me fez chorar muito".
Em resumo, foi uma bela contribuição à nação santista.
Beijo e obrigada pelo link, Ricardo. Graças a ele, conheci o blog do Beto.

sergio faria
sergio fariaPermalinkResponder

"se queres ser universal, canta a tua aldeia"

é do Brecht, Ric.

Abraçón!

Sergio Faria

caiçara
caiçaraPermalinkResponder

outra menina santista representando aqui !

só pra dizer que eu era fã desse tal beto pelo belíssimo post dele... até saber que ele tem péssimo gosto para escolher clubes de futebol razz

Patricia Gama
Patricia GamaPermalinkResponder

Beto,
Sua cidade é mesmo muito legal. aliás tive uns dias ano passado e resolvi desfrutá-los por lá; tirei umas fotos (bem legais por sinal) e pedi para as pessoas adivinharem onde era. Até quem é exímio conhecedor (tem ap e vai sempre) ficou na dúvida! Grades surpresas a serem descobertas nessa cidade !
Agora tenho uns outros poucos diazinhos e em x de pegar stress em aeroporto, já que quero mais é descansar, pensei nisso de novo - e ainda tem a infra da cidade, que é sempre legal de se ter por perto. Mas queria umas dicas de hotel, não dos mais caros, mas uma coisa bacaninha; vc teria pra me dar?
Obrigada, abraço
Patricia

Patricia Gama
Patricia GamaPermalinkResponder

E tb, se não for pedir demais: voce se lembra se no feriado de 07/09 faz sol? smile

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patricia! Aqui quem responde é A Bóia. Tente o Atlântico Inn. O segundo semestre no litoral paulista tem tempo imprevisível.

Ana Lúcia
Ana LúciaPermalinkResponder

Só quero agradecer a Boia, pela atenção em resposta ao meu pedido de socorro postado semana passada em "capitais". Nos decidimos por Santos ao invés de qualquer capital, pois depois de ler o post do Beto, e em voz alta para o meu marido, me decidi na hora, vamos para Santos? E ele concordou imediatamente. Simplesmente por esse site existir, obrigada!
Ana Lúcia

Cesar
CesarPermalinkResponder

Ricardo, tudo bem? Sei que o post é antigo, mas li só agora as dicas do Beto, pq semana passada estive em Santos...

Se for possível, será que ele pode desvendar o mistério do pão de cará? Só tem em Santos e parece com o pão de leite de SP. Depois descobri que de fato o pão não leva cará em seus ingredientes. Pq tem esse nome então? Em alguma data distante já foi de cará mesmo? Há algum lugar onde é possível comer esse "antigo pão de cará", se ele existir? E que fato histórico é esse que fez o cará ser popular em Santos?

Valeu!!