Taí, gostei: pacotinho vip pra Amazônia

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

clipper

Encontrei na minha caixa de correspondência e gostei: um pacote diferente e bem boladíssimo da Freeway pra Amazônia: o Amazônia Gold. O bacana do pacote é que combina Manaus, hotel de selva e um minicruzeiro pelo Solimões.

Começa em Manaus, com uma noite no Tropical. Depois, dois dias no Amazon Ecopark, à beira do Tarumã, um afluente do rio Negro. E para terminar, dois dias a bordo do barco mais confortável da frota do Amazon Clipper.

Em quarto duplo, com avião desde São Paulo e todas as refeições (exceto no primeiro dia, em Manaus), a brincadeira sai 3.900 por pessoa. Caso você use milhas ou descole uma passagem mais barata do que 1.000 reais, pode optar só pela parte terrestre, a 2.900 por pessoa em quarto duplo.

Como tudo o que se refere ao turismo amazônico, é caro. Mas esse pelo menos me pareceu completo, civilizado e pitoresco ao mesmo tempo.

33 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Emília
EmíliaPermalinkResponder

Delícia de pacotinho! Mas esses precinhos amazônicos ainda me dão arrepios, brr...

Rafael R.
Rafael R.PermalinkResponder

Aproveitando o gancho, qual hotel de selva você recomenda Riq? Já fiquei no Ariaú, e achei tudo muito artificial, pra gringo ver. Há outros onde dá pra conciliar conforto com um ambiente mais autêntico?

Ricardo Freire

Também fiquei no Ariaú e achei horroroso e breguíssima.

Os que eu tenho maior curiosidade são o Anavilhanas Lodge, que parece ser o mais confortável, e a Pousada Uacari, que parece ser a mais séria e autêntica.

Mas não desgostei desse Amazon Ecopark, não.

E sei que essa Clipper tem outros cruzeiros com duração maior. Acho os barcos deles da maior simpatia.

isabel
isabelPermalinkResponder

ola ricardo,
vou para um evento em manaus e dei uma mini esticada. CHego na terca as 12 horas e tenho uma noite e dois dias livres, o que voce sugere ? aonde fico ? o que da para fazer ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Isabel! Sua pergunta foi para o Perguntódromo! Logo, logo tripulantes devem aparecer por aqui para dar dicas wink

Aline Pontes
Aline PontesPermalinkResponder

Isabel, onde vc vai ficar depende do quanto vc pode gastar e o onde vc pretende ir. Quanto ao que fazer em dois dias livres tem vários passeios legais (mas nunca esqueça a possibilidade de chuva que é grande nessa época).
- Visitar o Teatro Amazonas (fazer a visita guiada que é aos sábados) e passear pelo largo São Sebastião (e descobrir que a famosa calçada de copacabana na verdade é uma réplica da calçada deste largo, que é uma homenagem ao encontro das águas) ;
- Fazer o passeio do encontro das águas (ou contratar um desses "pacotes" que fazem o encontro das águas, almoço, visita a tribo, passeio em igapó, trilha na selva, etc);
- Passar um dia em um hotel de selva;
- Passar o fds em um hotel de selva;
- Visitar Novo Airão (sabendo que a cidade é bem pequena, tem pouca estrutura, mas lá é o local onde vc alimenta os botos);
- Conhecer as cachoeiras de Presidente Figueiredo;
- comer peixe regional no Canto da Peixada (restaurante simples, mas famoso) ou Banzeiro (restaurante mais arrumadinho, e tb famoso);
- Ir ao shopping wink

Tudo depende do que você gosta e está disposta a fazer.

Vagner
VagnerPermalinkResponder

Presidente Figueiredo, Presidente Figueiredo, Presidente Figueiredo.

Fica a 100 km de Manaus. Alugar um carro é a melhor opção: dá pra chegar fácil e ir para as cachoeiras que ficam alguns quilômetros uma da outra.

Passe esta sua noite livre na Pousada Iracema Falls (nada demais, mas bem honesta). Tome um café da manhã regional, com o pé-de-moleque de lá, que nada tem a ver com o doce de amendoim que conhecemos (as opiniões são diversas...eu gosto muito). Visite a Cachoeira da Iracema, que fica dentro desta pousada (tem uma outra cachoeira muito boa que o acesso é pela pousada, mas esqueci o nome), a cachoeira do Santuário e, se conseguir, contrate um guia na prefeitura para fazer a trilha (leve, mas dentro da floresta amazônica!) para a Cachoeira do Maruaga. Sugiro o guia-índio Gadelha, que guiou a mim e a minha família quando fomos lá e foi muito atencioso.

Se seu estilo não for de passeios ecológicos e vc não quiser ir para Pres. Figueiredo, as dicas da Aline POntes estão muito boas. Acrescento apenas dicas de um restaurante, o Choupana.

Mas se gostar de passeios ecológicos, eu repito: Presidente Figueiredo.

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Oi, Isabel,

Manaus é uma cidade cheia de opções. Em dois dias se vc quiser ficar só na cidade sem fazer os passeios de barco há várias opções, para mim os imperdíveis são:

- Bosque da Ciência do INPA: que é fantástico. http://bosque.inpa.gov.br/principal.htm

e o

- Museu do Seringal Vila Paraíso: é de longe o passeio mais interessante pra se fazer, e é pouco conhecido, até mesmo entre os amazonenses ! O acesso ao museu é feito de barco.
http://www.culturamazonas.am.gov.br/programas_02.php?cod=0118

Fazer o roteiro a pé do Centro Histórico de Manaus: com visita ao Largo de São Sebastião e seu entorno - Teatro Amazonas, Palácio da Justiça, Igreja de São Sebastião. Descer a avenida Eduardo Ribeiro ir até o Mercado Municipal tomar café regional numa das barraquinhas de lá...

Guilherme Lopes

http://www.aquaexpeditions.com

Vocês já ouviram falar nesta embarcação que navega nas águas peruanas do rio Amazonas?

Eu vi no programa do Alvaro Granero.

Parece bem luxuoso!

; )

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalinkResponder

Riq, também tenho muita curiosidade, na verdade, faz parte dos meus planos, o Anavilhanas. Gostei até da musiquinha do site. Qdo liguei na central de informações fui muito bem atendida.

Assim que acumular 40 000 pts no cartão TAM ( eu e meu marido) penso em voos para Manaus ou Santiago do Chile.

Depois de 27 viagens para o Nordeste, estou sedenta por novos ares...

Para começar vou para BsAs,Riq, hehehe

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Existe um hotel legal chamado Acajatuba Jungle Lodge. Ele é bem rústico, mas com uma boa estrutura. Os quartos são em palafitas/malocas, e de noite a gente "ouve o silêncio" da natureza. Não é um hotel de conforto como o Ecopark, mas é realmente pra quem quer fazer um turismo ecológico de verdade.

Cláudia Holder

Bem interessante, mas muito caro, mesmo para quem tem milhas. sad Para um casal, 8 mil reais por 5 dias é uma fortuna. Com o dobro disso dá pra passar 20 dias na Europa, com passagem, hospedagem, passeios e alimentação.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Esse pacote realmente dá a maior vontade - um pouco de cada coisa, tudo bem dosado... Infelizmente, estou como a Emília: os precinhos amazônicos também me dão arrepios! Qualquer hora dessas preciso começar a investigar um jeito mais em conta de ir à Amazônia! wink

Ricardo Freire

Hehehehe. Jeito em conta pra ir à Amazônia:

- milhas a Manaus

- gaiola a Santarém

- gaiola a Belém

- milhas de Belém pra casa

mrgreen

Carla
CarlaPermalinkResponder

Ah, Riq, assim não vale... lol Tem que ser "em conta" naquele estilo "sem perder a classe"... Milhas, por supuesto - mas gaiola não dá, não... Agora, de repente, ficar mais tempo e realmente ir de Manaus a Belém pode tornar o custo-benefício mais interessante...

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

E pra quem mora looonge e quer visitar a família em Manaus ? Gente, é um assalto, não sinto nem vontade de ir, cada vez que penso o que poderia fazer com tanto dinheiro.

Por exemplo, agora a Air France ta numa promoçao: Bruxelas-Rio-Bruxelas por pouco mais de 400€ (incluindo aí o Thalys até Paris). Cotei pros mesmos dia de maio Bruxelas-Manaus-Bruxelas e saiu por 2.000€

Como pode, né ? Já que o vôo de Paris até Rio é o mesmo de quem pagou os 400centinhos... sad

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Eu acho caro demais, nem que fosse meu tipo preferido de passeio (tenho verdadeiro pavor de insetos, seria desesperador para mim).
Porém, pareceu bacana para quem gosta e ir à Amazônia é sempre, muito, muito caro.

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Durante a época da cheia (dezembro a maio) não há insetos. Aliás os insetos só existem no lado do Rio Amazonas, nos hotéis às margens do Rio Negro quase não há por causa do PH elevado da água. Só evitar o verão amazônico, e a época da malária (entre outubro e dezembro)

Carla
CarlaPermalinkResponder

Dani, que época você recomendaria como a melhor de todas pra ir à Amazônia?

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Setembro tá valendo para ir a Manaus?Com milhas?

Ricardo Freire

Claro.... inclusive chove menos.

Um lugar chamado Amazônia | Blog da Freeway

[...] Vejam as palavras da Julia, que já se encantou com o Amazônia Gold: [...]

Erica Oliveira

Eu pensei em fazer um minicruzeiro de 3 dias, via Amazon Clipper, em seguida dar um rolé por Manaus para, por fim, me mandar pro Anavilhanas, no pacote de 6 dias. Vocês acham que é uma boa ou que é demais da conta?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Erica! Subimos a sua pergunta para o Perguntódromo.

Em princípio, confira todas as atividades que você pode fazer nesses nove dias para ver se não vai ficar repetitivo.

Erica Oliveira

Poxa, obrigada pela atenção. Montei um esqueminha, comparando os programas oferecidos, e, de fato, algumas atividades se repetiam, pois o Anavilhanas também oferece muitos passeios. Penso que o ideal seria passar dois dias em Manaus e depois seguir para esse lodge, que parece ser incrível. O trabalho agora é convencer meu acompanhante a encarar o destino hehehee

Aline Pontes
Aline PontesPermalinkResponder

Erica,

Hotel de Selva e Barco são experiências bem diferentes, cada uma delas com o seu encanto, e sua forma peculiar de proporcionar interação com a natureza. Mas, apesar disso, acredito que vc precisa ser forte e escolher uma delas, pois as duas, na mesma viagem, fica um pouco repetitivo tirando o brilho uma da outra.

Mas, apenas para aumentar ainda mais sua dúvida, dê uma olhada no IberoStar Grand Amazon, já fiz e considero um dos melhores passeios que existem por aqui.

Por fim, sem dúvidas deixe alguns dias para conhecer a capital, vale a pena. Nem que seja só o Teatro Amazonas.

Erica Oliveira

Obrigada, Aline, pela orientação. Você foi ótima. AJudou bastante. Acho que, no fundo, já me decidi pelo lodge. Já de cara, achei o serviço extremamente gentil, quando entrei em contato para pedir informações.

Juliana Tkatch

Cara, estive em Manaus na Páscoa. Acho que é muito tempo! Fiquei quatro dias e achei mais do que suficiente.

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Erica,

Estivemos, eu e minha esposa, no Anavilhanas Jungle Lodge em outubro de 2009. O hotel é fantástico, não foi à toa que a National Geographic o elegeu o melhor ecoresort do Brasil. O hotel é charmoso, os guias atenciosos e bem informados. E você não vai se cansar de barco caso conjugue com o cruzeiro, já que o transfer até lá é feito de van (que atravessa o rio Negro de balsa em Manaus e segue por cerca de três horas até o hotel).

Avalie suas preferências para escolher a quantidade de dias. Quando fui as atividades do hotel se vinculavam ao número de dias do pacote. Passei apenas duas noites, no menor pacote disponível, mas as atividades eram as mais interessantes (pescaria de piranhas, caminhada na selva – com um guia muito bem informado sobre a fauna e a flora da região – focagem noturna de jacarés, mergulho com botos em Novo Airão – sensacional, e já incluído na diária, ao contrário de outros hotéis –, vista do amanhecer no arquipélago – que me deu preguiça de levantar antes das 5 da manhã, mas se mostrou um passeio super bacana. Outras pessoas que estavam em pacotes maiores estavam inclusive pensando em desistir das outras atividades – arco-e-flecha, visita à casa de um caboclo – para aproveitarem a piscina do hotel.

Passamos uma noite em Manaus na chegada, e nos hospedamos no Saint Paul, um bom hotel bem próximo ao Teatro Amazonas. A cidade não tem muitos atrativos, e tivemos a sorte de, durante a visita diurna no Teatro, ficarmos sabendo que haveria um concerto gratuito à noite. Foi muito bacana ir ao Teatro à noite depois de conhecer sobre sua história.

Na volta passamos mais uma noite em Manaus, e no dia seguinte fizemos o passeio do encontro das águas. A maioria das agências o oferece em uma embarcação grande, saindo do porto do Hotel Tropical. Não gostamos. Leva muito tempo o deslocamento até o encontro – coisa de duas horas – e passa pouco tempo lá. Depois teve almoço num restaurante flutuante bem modesto, e um passeio por uma área que alaga na cheia, para ver vitórias-régias (que na seca, quando fomos, não estão lá).

Bom passeio pra você! Qualquer outra coisa em que eu possa ajudar, é só escrever!

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Ah, esqueci de falar! Há passeios de lancha até o Encontro das Águas. Mais caro, mas bem mais rápido - já que de barco grande leva o dia todo.

Erica Oliveira

Poxa, Thiago, valeu mesmo pelas dicas, viu? Eu estou tentando convencer meu marido a encarar o programa. Não está lá muito fácil, mas eu continuo tentando, rs. As referências do Anavilhanas são as melhores. Obrigada mais uma vez!

Litoral Verde Operadora de Turismo

Dica para quem quer conhecer a Amazônia em um luxuoso cruzeiro é o Iberostar Grand Amazon. http://www.essencialhoteis.com.br/iberostar-grand-amazon.php

Michelle
MichellePermalinkResponder

Eu fiz um cruzeiro de quatro dias no Amazon clipper Premium, saindo de Manaus, e recomendo totalmente. Comida excelente, guias e tripulação super atenciosos, passeios interessantes. Só não mergulhamos com botos, mas passamos ao lado deles.
No meu blog postei vários relatos sobre a viagem à Amazônia:
http://impressoes-de-viagens.blogspot.com/search/label/Amazonia