Puerto Iguazú: vale a noitada (e até o pernoite)

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

El Quincho del Tío Querido

Das três cidades da Tríplice Fronteira, Puerto Iguazú é a menorzita -- e a menos visitada pelos brasileiros. Na maior parte das vezes passamos batidos pelo lugar. Depois de visitar o lado argentino do parque, fazemos a parada regulamentar no free-shop, que fica à beira da estrada, perto da fronteira, e voltamos ao Brasil. Há quem volte à noite, normalmente para fazer uma fezinha no cassino, que fica na entrada da cidade.

A cidadezinha argentina tem outras qualidades, porém. Não chega a ser bonita, mas é compacta -- e oferece, em poucas quadras, coisas que Foz, grandona, torna mais trabalhosol achar: bons restaurantes, vida noturna. O próprio pessoal de Foz de Iguaçu gosta de fazer incursões gastronômicas por lá. Nos fins de semana a quadra da muvuca (Brasil entre Misiones e Félix de Arara) lota com a moçada vinda de Foz.

Há três modos de usar Puerto Iguazú.

Pit stop na volta do parque

As lojas estarão todas abertas, mas muitos restaurantes fecham entre o almoço e jantar. Duas boas opções permanecem abertas: o Aqva e o Terra (falo deles em seguida). O cassino só abre às 18h.

Jantar + cassino ou balada

As duas churrascaria mais famosas da cidade são  El Quincho del Tío Querido (Bonpland, 110, entre Misiones e Perito Moreno; tem shows folclóricos ao vivo à noite) e La Rueda (Córdoba, 28 -- a rua da rodoviária).

Eu testei outros dois restaurantes. À tarde, almocei no Terra (Misiones 125), que tem pratos com sotaque asiático feitos na wok. Recomendo. Funciona também como bar -- é o ambiente mais charmoso que vi na cidade (mas está fora da muvuca brazuca, e por isso andava meio devagar no dia em que passei na cidade).

Terra, Puerto IguazúTerra, Puerto Iguazú

À noite me encontrei com o nosso PêEsse e a querida Gerliana naquele que é tido como o restaurante mais sofisticado da cidade, o Aqva (na Córdoba, a rua da rodoviária, esquina com Carlos Thays).

PêEsse e Gerliana

Pedimos um sortido de entradas (entre elas, a "sopa paraguaia", um empadão delicioso) e depois emendamos com bife de chorizo, trio do mar e panqueque de dulce de leche. Os trips potiguares não me deixaram nem ver a conta (!), mas me lembro pelo cardápio de que os preços eram menores do que no Brasil, porém sensivelmente mais caros do que se encontraria em Buenos Aires.

Sopa paraguaia e outras mumunhas mais, no AqvaBife de chorizo no AqvaPanqueque de dulce de leche

A outra zona com muitos restaurantes é a quadra da Brasil entre as avenidas Victoria Aguirre e Misiones. Por ali há lugares bacaninhas como a pizzaria Il Fratello, que também tem bons pratos italianos na carta (Gustavo Eppens, 294, quase esquina com Victoria Aguirre).

Jackie Brown, Puerto Iguazú

O povo da noite se concentra (sobretudo às sextas e sábados) na Brasil entre Misiones e Félix Azara. Por ali tem os bares bochinchados Jackie Brown (Brasil esquina Paraguay) e La Tribu (Brasil 149). Tem discos também, como a Cuba Libre (Paraguay esquina Brasil) e a La Barranca, na avenida Costanera, que é reduto quase 100% de brasileiros de Foz.

O cassino abre das 18h às 5h. Não é permitida a entrada de menores.

Para dormir

Se você gosta de sair a pé à noite para jantar (coisa que é difícil fazer no centro de Foz, e impossível entre a cidade e o parque brasileiro), e quer fazer o lado argentino com calma (isto é: em duas visitas), considere passar uma ou duas noites em Puerto Iguazú.

O grosso das acomodações são albergues e hotéis pouco estrelados, voltados para mochileiros e mãos-fechadas. No centro da cidade, a alternativa mais civilizada é o hotel Panoramic, que fica à beira-rio. (Na entrada da cidade, dá pra ficar no Iguazu Grand, onde está o cassino, mas a caminhada para o centro não é agradável.)

Uma opção intermediária e muito conveniente é o hotel Saint George, um quatro-estrelas que fica em frente à rodoviária e tem quartos a 100 dólares. (Para quem está sem carro, estar em frente à rodoviária é ótimo, porque é de lá que sai o ônibus El Práctico, que vai ao parque argentino.)

Eu não acho muito negócio ficar nos hotéis entre a cidade e o parque, porque isso eliminaria a tal vantagem de sair a pé à noite do hotel...

Mas atenção: dormir em Puerto Iguazú só vale a pena para fazer o lado argentino com calma (e também para seguir viagem de lá a outros pontos da Argentina, como as Misiones). Fazer base na Argentina para ir ao Brasil só compensa se você estiver de carro; e para ir ao Paraguai o programa de índio ganha mais dois tacapes. Um bom esquema para quem não se importa de trocar de hotel é passar duas ou três noites no Brasil e uma ou duas na Argentina.

Leia mais:

224 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

ANNA LUIZA
ANNA LUIZAPermalink

Olá adorei o site muito interessante. Eu tenho uma dúvida, os supermercados ficam abertos até que horas durante a semana? E abrem aos domingos?
Beijo
E desde já agradeço!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Anna Luiza! Puerto Iguazú é uma cidade muito pequena, não há supermercados grandes não. O comércio abre aos domingos. Não sabemos até que horas abrem durante a semana, mas essa é uma informação que é bastante fácil de conseguir quando você chegar, no hotel mesmo.

andrea
andreaPermalink

Estou indo à Foz para o reveillon e já tenho reserva na churrascaria Rafain para a virada do ano. É uma opção para as perguntas acima. Espero ter ajudado.

Alan Law
Alan LawPermalink

Olá, parabéns pelo site, entrei neste blog sem querer... Bom, sou de Foz do Iguaçu, e conheço bem a cidade.. Claro que para muitos, a cidade de Puerto Iguazu parece decadente em relação a sua infra-estrutura... Mas o cenário faz parte do estilo de vida do povo argentino (interior)... Vida pacata... O melhor horário para visita-la é durante a noite, não vá visitar o centro de manhã ou a tarde.. Vocês com certeza acharão um tédio!!! Mas a noite, é bem mais agitada, pois o povo de Foz frequenta bastante as baladas da cidade.. Sugiro que conheçam a feirinha, esta feirinha vendem uma grande variedades de frios.. e tem umas azeitonas.. uhmmmm deliciosas e baratas em relação ao Brasil... Ah, lembrando, nesta feirinha.. é algo simples, nada de luxo, parada legal para conversar, beber uma cerva e jogar conversa fora... Espero ter contribuido... Abraços!

Isabel
IsabelPermalink

O Casino vale uma visita, bem interessante. Só nao comam por lá, pois, além de caro (R$120 por pessoa,) a comida nao faz juz ao preço. E' bem melhor comer em um dos vários restaurantes da cidade. Eu recomendo La vaca enamorada, onde comemos a melhor comida de toda a viagem (e pagamos R$120 para 4 pessoas). Nao deixem de pedir las gambas (camarões), simplesmente deliciosos. Também tem bife de chorizo com a opção do corte borboleta (aberto para ficar mais bem passado).

Jose Alfredo
Jose AlfredoPermalink

Olá!
Fiquei no Loi Suites Iguazú. Gostei e recomentdo fortemente.

Jose Alfredo
Jose AlfredoPermalink

Loi Suites – parte I
O hotel fica longe do centro de Puerto Iguazú e estar de carro é bastante apreciável. Foi o que fiz, alugando carro com seguro para el lado Argentino na IGUFOZ.
São 4 km do centro, via rodovia das cataratas, até a estrada secundária que acessa o hotel. Esta mesma estrada leva a uma aldeia Guarani. Da estrada secundária são mais 3 km. Ou seja: A pé, não dá pé.
Você pode até estar sem carro e ir de taxi ao Parque das Cataratas e jantar em Puerto Iguazú. No mais, o hotel oferece estrutura de lazer e conforto para se passar muitas horas sem sair. Há SPA com atividades pagas e outras gratuitas como sauna. Há duas trilhas ecológicas dentro da área do hotel. Uma leva até o rio Iguazú. É morro abaixo e haja folego para voltar. Depende da hora funciona um funicular que faz o trajeto. A outra é a trilha das orquídeas.
O hotel fica na selva subtropical, totalmente integrado à natureza. A decoração é de bom gosto e a recepção fica em amplo salão (perfumado) com enormes vidraças das quais se vislumbra parte da área social, com suas admiráveis piscinas.
As habitações são amplas e confortáveis. O piso é em madeira laminada. Há uma varanda com rede no lado externo de frente para selva. Dentro há um espaço de estar com poltronas de couro donde se vislumbra a selva através de um janelão de vidro. O banheiro é grandão com ducha e banheira separados.
Um conjunto de três piscinas integradas entre si está inserido em uma área verde. Você pode ficar a beira da piscina lendo um bom livro na sombra. As bordas infinitas ajudam a manter as aguas limpas, eliminando folhas e insetos. A estrutura de cadeiras e espreguiçadeiras é muito boa e as de plástico foram vetadas. À noite, a iluminação da piscina proporciona uma visão fascinante com predomínio do azul e matizes verdes. O bar da piscina, à noite, é perfeito para relaxar enquanto se posta fotos do dia, aproveitando o wi-fi gratuito.

Jose Alfredo
Jose AlfredoPermalink

Parte II
O restaurante cumpre a função, mas é o ponto fraco do hotel. Apesar da vista para a piscina, o ambiente é despojado demais para um jantar romântico. Os vinhos são de ponta e caros, mas você pode pedir uma Freixenet sem susto. Nos pratos que pedimos, o bife de chorizo não correspondeu: estava duro.
O café da manhã é muito bom. Servido no mesmo ambiente do restaurante. Há muita fruta fresca. As passas de pêssego, típicas da região, são espetaculares. Sucos de laranja e pomelo naturais, recém-espremidos e deliciosos. Os ovos mexidos são feito por quem entende. Muitos tipos de facturas e medialunas. A manteiga e o doce de leite são demais. O café e leite são servidos na mesa por atendentes atentos. O café preto recém passado, também estava ótimo, diferente dos cafés queimados e fracos comum no Brasil.
Os preços do restaurante, bar da piscina e frigobar são compatíveis com o padrão cinco estrelas da casa: são caros e contrastavam com a diária promocional que consegui.

Camila
CamilaPermalink

Achei demais suas dicas.
Estou indo amanhã para foz, passar o dia no PY e quero dormir na argentina, jantar.. passar a noite.. e o domingo.
Estou louca para ir na feirinha e também para conhecer algum desses restaurantes..
Obrigada por compartilhar!

Jose Alfredo
Jose AlfredoPermalink

A feirinha abre, de verdade, às 16h.
Em Porto Iguazú, entre 12h e 16h, tudo fecha. Inclusive supermercados.
A barraca da Miriam é a maior e mais animada e fica bem para dentro da feira.
Algumas bancas tem a espetacular cerveja Patagônia, por 42 Pesos (17 Reais) garrafa de 750 ml. Vale muito a pena.
Nos cardápios estão as picadas com suas composições, mas você pode escolher o que quiser. Pedir queijo parmesão, azeitona pretas temperadas, etc.
Presunto cru, copa, pepininho, palmito (muito bom, pois não é ácido como o que encontramos no Brasil) e salamito sempre vêm.
As porções pequenas, são grandes...

Marli
MarliPermalink

Bom Dia!
Gostaria de saber se alguém já ficou em um apartamento alugado pelo site www.deptoseniguazu.com.ar, pois achei um apartamento legal e com bom preço, porem fiquei com medo ou onde posso confirmar o anuncio.
Beijos
Desde já agradeço

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Marli! Veja como verificar a reputação de empresas na net:

http://www.viajenaviagem.com/2012/08/5-passos-viagens-sem-roubadas/

Tica
TicaPermalink

Já fiz o meu roteiro baseado nas ótimas dicas do site. Senti falta de algo para fechar a viagem: onde pode-se comer bem em Foz mesmo? Gostaria de dicas de um bom restaurante para provar o prato típico da cidade, que até onde soube é o Pira de Foz, certo?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Tica! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Se houver resposta, aparecerá aqui.

Enquanto isso, leia esta compilação de 90 dicas:
http://www.viajenaviagem.com/2013/02/roteiro-foz-do-iguacu-90-dicas/

amaurymattei
amaurymatteiPermalink

Tica,
Comi um excelente Pira de Foz no restaurante do Hotel Bourbon Cataratas, mas isto foi a alguns anos, portanto ligue antes e reserve para certificar-se que eles ainda servem este prato.
Outra indicação que posso te dar fica atravessando a fronteira com a Argentina. O restaurante chama-se El Quincho del Tio Querido e serve o tradicional churrasco argentino, aos sabados tem musica ao vivo e até um show de tango para animar. (O bife de chorizo com arroz à Cubana me dá agua na boca só de pensar hehe).

vinicius matias
vinicius matiasPermalink

Galera, vou ter uma tarde livre em foz, proximo dia 10 e gostaria de ir conhecer puerto, mas só vou ter uma tarde pra tudo, vocês poderiam me indicar o melhor trajeto?

pensei em sair as 14h e pegar um onibus na avenida jk para a aduana, pegar o passe, e ir para o duty free, a partir dai queria passar no cassino apenas para conhecer mesmo, e jantar em algum restaurante legal. a volta devo voltar de taxi mesmo.

o que vocês aconselham? o cassino é proximo do dutyfree? da pra ir a pé? e os restaurantes que vocês indicam aqui são próximos?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Vinicius! O duty free fica passando a fronteira. O cassino, na entrada da cidade. O restaurante Tío Querido se mudou para esta região.

Leia:
http://www.viajenaviagem.com/2013/02/roteiro-foz-do-iguacu-90-dicas/

http://www.viajenaviagem.com/2013/02/foz-do-iguacu-como-e-ficar-em-puerto-iguazu/

Monica Cristina
Monica CristinaPermalink

olá! adorei as dicas para Puerto Iguazu. Visitarei Puerto e a província de Misiones em Maio, no Cataratas Motofest. Passarei uma semana e já fiz um roteiro, incluindo visitar o Parque Provincial Casa de Che Guevara em Caraguatay, há uns 140km de Puerto, Salto Encantado, Salto Moconá, Ruínas San Ignácio e outras atrações. O que me atraiu foi porque Puerto é uma cidade pacata, lugar para descontrair longes dos grandes centros urbanos, onde podemos caminhar pelas ruas na madrugada, andar de bicicleta, etc. Espero que seja inesquecível!!

Fabio Boni
Fabio BoniPermalink

Olá. Vamos no feriado de Corpus Christy e decidimos ficar as 4 noites no lado argentino. Estaremos de carro, 4 adultos e 3 crianças. Meu sogro gosta de conforto, do cassino e minha esposa gosta muito de sair a noite a pé ou de carro, passear pelos lugares, feirinhas e restaurantes. Qual hotel vcs indicam pela localização em primeiro e conforto depois ( temos 3 crianças!!, atividades de lazer sâo bem vindas ), o Gran Cassino ou o Panoramic? Desde já obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Fabio! O Panoramic é menos luxuoso que o Gran Casino, mas está dentro da cidade. Converse com o seu sogro sobre como serão as noites, decida a partir da rotina que estabelecerem.

Nádia
NádiaPermalink

Oi gente!, estou indo passar 5 dias em foz agora em abril, e no primeiro dia, como chegaremos as 5 da tarde, gostariamos de ir conhecer o cassino e jantar.(já li aki q o cassino não compensa o jantar e custo)Daí lá agente vai pra esse restaurante El quicho del tio querido, minha pergunta é: 1ª se alguém já foi nesse, qual a média de preço por lá, e 2º qual o melhor trajeto já q estou sem carro, e ficarei hospedada no centro de Foz do iguaçu,para se chegar até la?

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Nádia! Se não sair tarde do Brasil, você pode ir de ônibus até Puerto Iguazú e voltar de táxi. Informe-se sobre os horários dos ônibus ao chegar. O táxi de Puerto Iguazú a Foz custa entre 40 e 50 reais.

50 reais é o valor médio das refeições em bons restaurantes de Puerto Iguazú.

Mais informações aqui:
http://www.viajenaviagem.com/2013/02/foz-do-iguacu-como-e-ficar-em-puerto-iguazu/

A Bóia
A BóiaPermalink

Informações atualizadas sobre Puerto Iguazú:

Como é ficar em Puerto Iguazú

Mais informações sobre Foz do Iguaçu:

Foz do Iguaçu: roteiro completo em 90 dicas selecionadas