Viva Wyndham, na melhor praia de Bayahibe

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República DominicanaPara entender o que era Bayahibe, a praia a uma hora e meia/duas horas da zona hoteleira de Punta Cana que serve como uma ótima base de passeios (leia aqui), me hospedei por duas noites no Viva Wyndham Dominicus Beach Resort, a convite do hotel. Como convidado, ganhei uma pulseirinha especial que me dava acesso também ao vizinho Viva Wyndham Dominicus Palace Resort, que é o mais luxuoso do complexo. Normalmente os hóspedes do Palace podem freqüentar o Beach, mas o oposto não é permitido.

O complexo se destaca pela excelente praia e pela boa relação custo x benefício. O Viva Wyndham Beach é o mais em conta da região, com diárias desde abaixo de R$ 200 agora em julho. O Viva Wyndham Palace regula com Catalonia La Romana e o Be Live Canoa, na faixa dos R$ 260. Os mais caros são o Dreams La Romana e o Iberostar Hacienda Domicus, na faixa de R$ 360 em julho.


Visualizar Bayahibe, Punta Cana e Santo Domingo em um mapa maior

Localização. Fica na Playa Dominicus, uma praia a 2 km do vilarejo de Bayahibe. É possível ir à pé até a cidade -- dá meia hora por um caminho rústico, que só pode ser percorrido a pé ou a cavalo (há trechos de areia fofa e um corregozinho). Pela estrada são 10 minutos, que podem ser percorridos de táxi, de mototáxi ou de guagua (o ônibus local).

Há um pequeno comércio na Playa Dominicus, com restaurantes independentes (muitos, de italianos), lojas de artesanato e operadores de passeios. A praia também tem um cassino; à noite um ônibus faz a rota dos hotéis para levar e trazer clientes.

O aeroporto mais próximo é o de La Romana, a 25 km, que recebe vôos de Miami. Os aeroportos de Punta Cana e de Santo Domingo estão a uma hora e meia de distância, cada um para um lado. (Já o centro de Santo Domingo e a ponta da zona hoteleira de Punta Cana estão a duas horas de carro.)

De Bayahibe saem os passeios para Ilha Saona e Ilha Catalina, sem a necessidade da viagem de ônibus desde Punta Cana. Perto também se encontra o vilarejo medieval fake de Altos de Chavón, com seu Museu Arqueológico Regional e a fábrica de charutos Tabacalera de García. É viável fazer passeios à zona colonial de Santo Domingo (duas horas em cada direção).

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

O apartamento. Não cheguei a visitar o quarto do Palace (que pode ser visto aqui). O do Beach em que fiquei é básico mas OK -- não tem luxos, mas essa é a proposta desta ala do resort. Os equipamentos são novos, com TV de tela plana e ar condicionado supergelado.

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Layout da propriedade. É um dos grandes trunfos do resort. Pioneiro na região -- e instalado anos antes do boom de Punta Cana --, o hotel se espalha ao longo de uma extensa frente de praia, num terreno relativamente estreito. Quem está no Palace precisa dar uma caminhadinha para chegar ao Beach, mas o trajeto mais curto é feito o tempo todo pela praia -- nada de ficar zanzando pelo meião do resort, como nos megacomplexos de Punta Cana onde é preciso pegar o trenzinho para jantar ou ir à praia.

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República DominicanaViva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Ambos hotéis têm recepções, piscinas e restaurante-buffets próprios, mas não há nenhuma separação física dentro do complexo. A cor da sua pulseirinha determina em que restaurantes e bares você pode ser servido (lembrando: quem está no Palace pode usar os bares e restaurantes do Beach, mas o contrário não é possível).

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

O ambiente do Palace é mais sossegado; quem quer animação vem para a área do Beach (mesmo que esteja hospedado no Palace). O teatro principal do complexo e os agitos noturnos estão no Beach.

Viva Wyndham Dominicus: piscina do Beach

Piscinas. Cada resort tem sua piscina principal e piscininhas secundárias. A do Beach é free-form, a do Palace é quadradinha. Mas não é pela piscina que você vem pro Caribe grin

Viva Wyndham Dominicus: piscina do Palace

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

A praia. Excelente. Peguei dois dias de tempo ruim e mesmo assim a água estava linda (consegue ser transparente até com dia fortemente nublado). Mar tranqüilíssimo, grande faixa rasinha, perfeita para crianças. Entre os dois hotéis há uma área privativa para pulseirinhas vips, com camas cheia de chinfra.

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Restaurante-buffet. Bastante variado, com comida saborosa (nos dois restaurantes encontrei pratos dominicanos). No café da manhã os frios deixam a desejar.

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Restaurantes à la carte. O Beach tem três: La Pizzeria, que permanece aberta madrugada afora e não exige reservas; Viva México, de comida mexicana, e La Roca, de grelhados. O Palace tem mais quatro: Il Palco, de comida italiana; Bambú, oriental; Viva Café, charmoso e à beira-mar; e Atlantis, de cozinha mediterrânea, também à beira-mar (neste é preciso pagar suplemento). Com exceção da pizzaria, todos os à la carte requerem reservas, que devem ser feitas na mesa do Guest Relations. Hóspedes do Palace podem fazer reservas nos restaurantes do Beach de graça; hóspedes do Beach pagam extra para fazer reservas nos restaurantes do Palace.

Bebidas. Nos resorts de faixa de preço intermediária ou em conta, o melhor é ficar com a ótima cerveja Presidente e os excelentes runs dominicanos. (Falha minha: esqueci de pedir whisky para ver qual seria servido.)

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Entretenimento. Ponto fortíssimo do hotel. Os espetáculos noturnos são muito bem produzidos e ensaiados. Sempre há um número em que as crianças que estiveram no kid's club durante o dia participam; é muito bacana.

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Atendimento. Bastante simpático.

O público. Muitos americanos e europeus -- e dominicanos, também. Pessoal desencanado e bastante animado.

Internet. Gratuita e aberta, mas só funciona nos hot spots (nas duas recepções e nos bares das duas piscinas principais).

No Brasil seria o quê? Um Village Pratagy de Maceió.

Quanto custa? Pesquise diárias no Viva Wyndham Beach e no Viva Wyndham Palace.

Viva Wyndham Dominicus, Bayahibe, República Dominicana

Leia mais:

13 comentários

Dri
DriPermalinkResponder

Essa semana eu recebi um email promocional do Viva Wyndham Beach com diárias de USD39. Sim, eu não estou louca pq fui até o site pra conferir com meus proprios olhos, era MESMO uma oferta de diária por USD39... Mas eu nao tenho ferias pra tirar tao cedo... =(

Arthur "Hirigóez" | Agora vai MESMO

Meio off-topic, mas é geral: tenho que bater palmas para o Riq. Cada um é um, mas não sei como ele aguenta dois, três meses viajando a trabalho, fotografando, escrevendo, burilando o texto etc etc etc. Eu não aguentaria esse tempo todo a passeio, que dirá se fosse compromisso profissional, minha fonte de renda. Eu ficaria maluco.
Abs!!!

Zuzu
ZuzuPermalinkResponder

Vc acredita que antes de ler seu comentário tava pensando o mesmo?
Demais, o Riq ta fora desde NY!!!!
E esta cada vez melhor, palmas para ele e a equipe!!!!

Milton Lucio
Milton LucioPermalinkResponder

New York, Philadelphia,Vermont,Montreal,Quebec,Toronto,Niagara,Buffalo,(quase toda)California,Las Vegas,Ft. Lauderdale,Rep.Dominicana, Los Roques,Aruba....
Caraca!!! Isso eh que eh "deixar a boia te levar" !!!

Uma verdadeira "volta ao mundo" dentro da America...

Parabens, Riq !!!
Suas dicas e relatos sao muito valiosos para nos ....

Luca
LucaPermalinkResponder

Aquilo em cima da cama é um animal feito de toalhas? Adoro!

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Vou ficar 4 noites em Bayahibe em novembro e ainda estou em duvida sobre o hotel ( isso pq sao poucas opcoes, ne?!). Estou tendendo a escolher o Catalonia Dominicus... Se alguem tiver mais info sobre esse hotel eu agradeco! Vou sozinha, quero descansar e mergulhar mas se alguem animar em ir, me fale! Na volta, coloco o meu relato aqui!

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Muito obrigada Bóia!!!
O problema é que quanto mais eu leio, mais indecisa fico!!! heehehhehe O Beach tá parecendo mais animado que o Catalonia, mas as reviews do Catalonia estao melhores... Oh dúvida! Isso porque eu vou pra PC depois e lá entao nao faco nem ideia de qual escolher!!!

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Olá, estou indo para Bayahibe em novembro e pensando em ficar no Dreams La Romana. Já lí os reviews do tripadvisor e alguns outros, mas queria opinião de brasileiros. Alguém já ficou lá?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mariana! Infelizmente por enquanto não recebemos comentários de leitores sobre ele. Tire uma média sobre o que leu, não vai dar galho smile

Guilherme
GuilhermePermalinkResponder

Ok, já que ninguém fez comentários a respeito do Dreams, vou dar minha opinião.

Depois de ter ido 3x para Punta Cana e por conta da minha paixão por mergulho resolvi viajar para Bayahibe.

A escolha estava entre Dreams La Romana e Iberostar Hacienda Dominicus.

Resolvi parar no Dreams, por dois principais motivos:

a)já tinha ido em Iberostar várias vezes na Rep. Dominicana, no Mexico e no Brasil. Dreams era novidade.
b) o site hotels4u.com , da cadeia Thomas Cook estava com excelente preço – menos de 200 usd para uma família de 4 pessoas (2adultos + 2 criancas). Isto era cerca de 50% do preço que estava encontrando em hotel.com, bookings.com, applevacations, etc.

Reservei 16 noites e o único stress foi esta reserva. Em letras pequenas, numa posição do website que ninguém vai olhar, estava escrito : “oferta apenas para proprietários de passaporte europeu”.

Já tinha enviado o dinheiro e o atendimento do hotels4u muito ruim me dizia que deveria enviar cópia do passaporte para que eles emitissem a reserva.

Depois de muita discussão e da sensação de que nós (americanos e latino americanos) subsidiavam o hotel para a “low class” europeia. Já vi discriminação de preços por reservar antes, por reservar depois, por ser idoso, por ser ex-combatente, etc. Mas nunca vi por nacionalidade.

Independente disto, ligamos para o funcionário de reserva do hotel que me garantiu que aceitariam nossa reserva “inglesa”.

No caso do Dreams, ele é um hotel “remodelado” – não foi construído Dreams e sim “Suscape Casa”. Pegaram um hotel antigo e fizeram alguns “puxadinhos”.

E arquitetonicamente acabou ficando na minha opinião um conjunto não harmonioso. Ele não tem, por exemplo, um grande anfiteatro como é o caso dos Iberostars. Os shows acontecem num palco na beira da piscina. São várias improvisações.

Por outro lado, eles compensam estes defeitos com outras coisas :

Muitos restaurantes, alguns realmente bons, sem necessidade de reserva. Eles te entregam um “bip” e, em cerca de 30 minutos quando havia “congestionamento” de gente querendo jantar no mesmo horário, você entrava. Ou seja, todo dia como onde eu quero e na hora que eu quero, desde que a fila permita.

Frequentava prioritariamente dois restaurantes além do Buffet Principal– um que era o “backup”do buffet e ficava numa bela varanda com vista do mar e o outro a cafeteria : cafés de tudo quanto era tipo como bolinhos naquele ambiente de “café”.

A piscina não era grande coisa – o ponto alto era o mar – calmo como a piscina, mas mais quente.

Para crianças pequenas este mar era ótimo.

A areia da praia era branquinha e havia algumas sobras e, claro, lutas dos hóspedes por elas e por cadeiras. A maior parte da animação e das aulas de hidroginástica também eram na praia/mar. A praia porém é curta o suficiente para desanimar quem gosta de caminhadas.

Notar que só existe Dreams na praia. Ele não divide com outros hotéis. E que caminhar 50 metros depois do cordão de segurança te leva para a vila de pescadores.

Em resumo: piscina – sossego. Praia – animação.

As bebidas eram de qualidade, mas sempre duvidei um pouco da limpeza dos copos – mergulhavam o copo numa água química, davam umas duas escovadas e pronto para o uso. Como não passei mal por lá, o método, apesar de não ser bonito deve se eficiente.

O hotel é relativamente compacto. Uma coisa que se pode fazer é pegar uma trilha para correr que contorna o hotel. Coisa de 2,5 kms a volta.

As quadras de tênis estão longe de ser boas : saibro cinza, parecendo cimento. Um problema é que o sol não permite jogos no meio da tarde. No final da tarde dá para jogar, mas não sei porque os meninos que tomam conta do tênis não ligavam os refletores. Então o jogo terminava com a falta de luz.

O mergulho da região não me surpreendeu – não é ruim, melhor que qualquer mergulho que se faça no Brasil. Mas também não é nenhuma “Brastemp” como é Maldivas, Galápagos, Mar Vermelho, etc. Fiz dois mergulhos e achei mais conveniente ( e econômico) ajudar minha mulher a cuidar das meninas nas manhãs seguintes.

O atendimento de maneira geral do hotel é muito bom.

Algumas excursões saíndo do hotel para Santo Domingo, andar de quadriciclo, conhecer pobreza, etc. – nada me interessou. Andei também até bayahibe – e dei meia volta 30 minutos depois. Muita gente te interceptando, querendo vender obras de arte local, etc.

Tem uma excursão que meus amigos elogiaram bastante e deixei para a próxima : Ilha Saona.

Resumo : é um hotel que tem comida e bebida de qualidade, um sistema de “não reserva” muito bom, dois ótimos locais para bater papo com os amigos (café e restaurante da varanda) e uma praia espetacular.
É um hotel que está compensando o gasto em instalações vultuosas com serviços para os hóspedes e uma bela praia.

De maneira geral já considero a cadeia Dreams como opção à Iberostar e gostei muito da praia. Considero a possibilidade voltar lá, se possível com tarifa de europeu. Mas tamém estou considerando o Iberostar Hacienda Dominicus para “variar”e comparar.

Andre
AndrePermalinkResponder

Esse quarto que vc ficou (foto) é o Standard ou Superior?

DEISE
DEISEPermalinkResponder

Pessoal,

Acabei de voltar de Bayahibe e Punta Cana! Seguem meus comentários para tb ajudá-los:

http://deisoka.blogspot.com.br/2013/12/bayahibe-um-paraiso-na-republica.html

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar