Duas semanas de carro em Portugal, do Norte a Lisboa: o relato da Sheila

Viaje na Viagem
por Viaje na Viagem

Rio Douro, Portugal

Sheila e Rômulo NascimentoNo finzinho de junho a Sheila Nascimento de Brasília deixou um super-relatório da sua viagem de carro com o maridão Rômulo por Portugal. Ela começou pelo norte -- Porto, Douro, Minho --, rodou pelo centro do país (Serra da Estrela, Coimbra) e terminou em Lisboa. Um roteiro enxuto, pontuado de pequenas extravagâncias (adoro). Vai pela Sheila:

Pessoal, este comentário é pra deixar um feedback sobre minha última viagem a Portugal e uma forma de agradecer ao Riq, Bóia, Isabel O., Dri Miller, e todos os que nos socorrem quando precisamos de help na hora de programar a viagem.

Pestana Porto

1 – Porto (uma noite)

O destaque foi o hotel: Pestana Porto. A vista da suíte já valia a estada. Era um quarto de canto e tinha vista lateral e frontal para o Douro . O pacote “romântico” incluía espumante e brownie! Já conhecia o Porto, mas gostei muito de voltar. Aliás, cidade grande sem lerê é bom demais.

Vista da suíte do Pestana Porto

Guimarães, Portugal

2 – Guimarães (duas noites)

A cidade vale muito a pena. Além de graciosa, é pura história. Conta com um teleférico que leva até “a Penha”, onde há uma estrutura excelente para piqueniques ou simplesmente para um passeio curtindo verde, água, vista. Jantar imperdível é na Pousada de Santa Marinha, que fica num antigo mosteiro, não muito longe do centro. É um luxo! Nos hospedamos no Hotel da Oliveira, que na época fazia parte do grupo Pousadas de Portugal e tem ótimas instalações, porém mais simples. O ponto alto é a sua localização: no centro, se faz tudo a pé.

Guimarães, Portugal

Deixando Guimarães, passamos pela Igreja de Bom Jesus do Monte, em Braga (veja abaixo, à esquerda); do alto de suas escadarias onde se tem uma bonita vista da cidade. É possível ir até a igreja de carro, de funicular (com hora marcada de subida e descida) ou a pé pelas escadarias. Naquele dia de sol lindo, fomos de carro e descemos de carro; nem pensar se acabar naquele calor... Lá em cima, há um restaurante mais pomposo e um bar, onde comemos bifanas com cerveja geladinha. Delícia!

Igreja de Bom Jesus do Monte, BragaJardins do Palácio de Mateus

3 – Douro (três noites)

Nos hospedamos no Hotel Folgosa Douro, que fica em frente (exatamente em frente) ao estrelado restaurante do Rui Paula. É um hotelzinho B&B todo novinho, com excellente café da manhã com vista pro Douro e todos os quartos são com vista para o rio. Fiquei no último andar, que tem uma vista panorâmica, mas acho que os do 1º são melhores, pois têm varanda. Visitar as vinícolas e almoçar numa delas é programão. As vistas são de cair o queixo e o trecho mais lindo é entre Régua e Pinhão. Outra dica é a Pousada Solar da Rede, em Mesão Frio, que tem belíssimas vistas e fica colada na Serra do Marão. Aliás, as Pousadas de Portugal são ótimo ponto para almoçar, jantar ou se hospedar. Em passeio pela Serra do Marão, almoçamos na Pousada de São Gonçalo. O passeio de barco pelo Douro é bem interessante, mas preferi um de duas horas, em barco pequeno, exclusivo para o casal. Eu me canso de ficar muito tempo a bordo, então fiz uma ótima escolha. Por mais que tenham me recomendado passar o dia todo com almoço a bordo, achei mais legal encurtar o tempo no rio e conhecer as vinícolas de carro. As vistas da Quinta do Seixo (Sandeman) são lindas!

Rio Douro, Portugal

A partir do Douro, visitamos o Palácio de Mateus (veja no alto, à direita), pertinho de Vila Real. Na propriedade, há uma loja de vinhos com excelentes produtos e preços. Não fizemos a visita interna do palácio (com horários programados e guia acompanhando), mas só os jardins já enchem os olhos.

Serra da Estrela, Portugal

4 – Serra da Estrela (três noites)

Por dica da Isabel O., fiquei na Casa das Penhas Douradas. O hotel é muuuuuuito charmoso, e o hóspede é tratado com vários mimos. Amei a dica e a reforço! Vale muito a pena se hospedar lá, sobretudo na suíte, que tem excelente estrutura e uma vista pra ficar na lembrança. Os jantares de lá são fantásticos; cozinha excelente! Além de todo o profissionalismo e hospitalidade do staff.

O ambiente da Casa das Penhas Douradas é tão acolhedor, que acabamos ficando um dia inteiro só aproveitando as lindas vistas que tínhamos de nossa suíte e o conforto e o charme do hotel. O design então, nem se fala. A proprietária faz questão de cuidar de tudo de perto. Há vários objetos na casa que remetem em algum aspecto à arvorezinha colorida, símbolo do hotel. Todos os quartos estão equipados com DVD, e há diversos filmes e livros disponíveis, inclusive guias de Portugal e especificamente da Serra da Estrela. Nos espaços comuns, há o restaurante (que mais se assemelha a uma sala de refeições de casa) uma sala de lazer com lareira e jogos, outra propícia à leitura, além de piscina aquecida e coberta, sauna e um spa para momentos relax total! Durante o dia todo, fica à disposição dos hóspedes uma mesa com vários quitutes, bebidas, inclusive vinho. No quarto, há frutas, água, chá, café expresso; tudim já incluso na diária. Os jantares, estes sim, à parte, podem ser reservados com menu completo ou pode ser programado um menu mais enxuto, conforme sua escolha. Pertinho dali, há outra Pousada de Manteigas/São Lourenço, do grupo Pousadas de Portugal, que também recebe não-hóspedes em seu restaurante. Mas eu nem me aventurei.

Belmonte, Portugal

Preciso confessar que para subir e descer a Serra para ir a cidades como Manteigas e as outras que se seguem, não é fácil por conta das estradas sinuosas (e pouca iluminação noturna), mas isso não é motivo para não voltar. Visitamos Belmonte e me encantei com a cidade e toda a sua história que remete às nossas origens (berço de Pedro Álvares Cabral). Lá, há o Museu dos Descobrimentos, que ilustra as viagens marítimas portuguesas, sobretudo a de descobrimento do Brasil. Também conta um pouquinho de nossa história, cultura e costumes. O museu é excelente e com rico conteúdo. Foi o melhor retrato do Brasil que já vi lá fora.

Mata do Buçaco, Portugal

5 – Coimbra/Mata do Buçaco e Mealhada (duas noites)

Os amantes de Coimbra que me desculpem, mas eu esperava mais da cidade. Não sei se foi o calor, mas trocaria fácil pela hospedagem no Palace Hotel do Bussaco, que achei lindo. O leitão da Mealhada é realmente muito bom e optamos pelo Pedro dos Leitões, que fica na Estrada Nacional – Mealhada. Conforme a Isabel recomendou, espumante brut pra acompanhar! E depois 10 km imediatos de corrida pra perder as calorias ganhas!!! (essa é minha recomendação…).

Ruínas de Conímbriga, PortugalRuínas de Conímbriga, Portugal

Pertinho de Coimbra, há as ruínas de Conímbriga, que valem muito a visita, especialmente pelos mosaicos que adornam o piso das antigas construções: vários deles estão intactos, sobretudo os que estão sob uma cobertura moderna construída há pouco. Estar ali e ter a idéia do que eram aqueles banhos termais e o culto de adoração ao imperador é fantástico. Além das ruínas, pode-se visitar o museu, que possui um interessante acervo. Aos domingos e feriados, a entrada ao complexo é gratuita até às 14 horas.

Aveiro, Portugal

6 – Aveiro

É uma graça e também a trocaria pela hospedagem em Coimbra. A furada foi ir à fábrica de porcelana da Vista Alegre, que fica em Ílhavo: a loja tem produtos muito caros e a loja de fábrica quase não tem nada que valha de fato a pena comprar. Me senti numa lojinha chinesa de 1,99…

Sana Capitol, LisboaSana Lisboa

7 – Lisboa (três noites)

O fim da viagem foi em Lisboa, e a dica de pit stop fica por conta da Foz do Arelho, que se situa do ladinho das Caldas da Rainha. O lugar é lindo e vale uma parada.

Em Lisboa costumo me hospedar na rede SANA e desta vez ficamos no SANA Capitol, que é o típico hotel pra executivos, e tem uma estrutura bem bacana. também reservei com a opção "pacote romântico", que dava direito a late check-out; todos os dias havia uma garrafa de espumante com frutas (morangos, uvas) nos aguardando ao voltar pro quarto. O único problema é o estacionamento: tem que usar o rotativo do hotel da frente, o Sana Lisboa; mas só precisei de uma noite, pois devolvi o carro no dia seguinte.

O aluguel do veículo foi pela eAluguerdecarros.pt e a locadora foi a Guerin, por onde eu não havia alugado ainda. Sem problemas; excelente preço (341 euros por 12 diárias com seguros); com up grade de Seat Ibiza para Peugeot 307 (diesel). A única chatice é que estava com cheiro de cigarro…

Era isso. Virou um tratado, mas gostaria de compartilhar o que julgo ser útil a algum viajante.

Muito obrigadinho, Sheila! Relate sempre mrgreen

Leia também:

Guia de Lisboa no Viaje na Viagem

Hotéis de Lisboa comentados por leitores do Viaje na Viagem

Onde comer em Lisboa: a lista do Phillip

Hotéis do Porto comentados por leitores do Viaje na Viagem

Todas do Porto no Viaje na Viagem

Portugal no Turomaquia

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email
Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire
Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

172 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
val
valPermalinkResponder

que ótimo! Preciso conhecer Portugal...

RosaBsb
RosaBsbPermalinkResponder

Muito bacana, Sheila! Eu ainda quero aprender a conter meus impulsos e dedicar mais tempo a uma viagem em um só País, e fazer uma viagem relaxada, desestressada e contemplativa. Toda vez que cruzo o Atlântico, me empolgo e coloco pelo menos três países no roteiro, ainda que próximos, não há como curtir cada lugar como vocês fizeram. E Portugal sempre tem o gostinho familiar de quero mais!!! Beijos, vou copiar/colar tudo, vai me servir de inspiração!

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Rosa,
Em 2005, fiz minha primeira viagem à Europa. Naquela ocasião, passei por 7 países e umas 15 cidades durante 30 dias. Viajar assim, nunca mais. Como se diz por aqui, foi puro maraturismo, do oeste ao leste europeu, com direito a trem noturno e tudo. Para mim, a ansiedade de conhecer tudo-ao-mesmo-tempo-agora é o maior dos crimes quando se viaja e isso quem me falou pela primeira vez foi o Riq.
Na segunda viagem, já em 2007, conheci o espaço do Riq (ainda era a casa antiga) programando Portugal+Espanha para aquele ano. Aí a coisa mudou de rumo. De lá pra cá, só tenho feito viagens focadas, estudando a área a ser "coberta" e procurando não mudar muito de hotel. Nas viagens seguintes, sempre dei uma paradinha em Paris ou Lisboa e segui para uma região específica/arredores: 1)Provence+Côte d'Azur, esticando até Milão e Genebra/Montreaux; 2)Vale do Loire+Le Mont Saint Michel+Londres; 3)Toscana+Cinque Terre+Como; 4)Arredores de Lisboa+Évora+Algarve; e esta última deste Post, que foi a mais focada de todas. A todas as viagens, dispensei pelo menos 15 dias, e apostei em deslocamentos que me facilitam a vida, poupando-me tempo. Isso tudo, claro, com o suporte de todos vocês aqui. Tem valido muito a pena.
No mais, eu gosto de voltar aos destinos que já visitei, sobretudo pra não ter que ter a obrigação de conhecer os pontos que já tickei wink É...viajar é um vício, o mais salutar deles.

Lenize
LenizePermalinkResponder

Sheila e Romulo:
Fiquei encantada com tudo. Sua maneira de contar os detalhes deixam a gente fixada no texto. As fotos, ...... Ah!.......... as fotos ..... lindas, lindas, lindas. Parabéns.

Viajante Oficial

Excelenmte relato. Quem visita portugal não pode mesmo deixar de dar uma espiada no site POUSADAS DE PORTUGAL.

http://www.pousadas.pt

Isabel O., Portugal

Olá Sheila. Gostei muito de ler o seu relato. Obrigada pelas referências simpáticas. (Isso é que foi pesquisar... foi apanhando dicas pelo caminho)
Achei graça ao facto de eu ter estado também no Folgosa Douro há pouco tempo. Inicialmente tínhamos previsto duas noites na Quinta do Vallado ( http://www.wonderfulland.com/vallado/ ), na Régua.
O espaço é bonito e está bem posto (tem também caves para vistar) mas houve pormenores que não estavam tão bem (sobretudo tendo em conta o preço e a localização, sem vista para o Douro). Então, na segunda noite, mudámo-nos para o Folgosa e gostámos da opção. Sem o mesmo charme e classe do 1º, tinha uma boa vista e a vantagem de ser só atravessar a rua para ir ao DOC e poder beber um pouco mais. Fiquei com a ideia que acabou por não ir lá... ou foi? Nós adorámos o jantar e deixo já aqui o testemunho positivo.
Pena não ter descido um pouco mais e vindo à Arrábida. De qualquer forma foi um bom passeio.
O meu foi na Beira Alta, Trás os Montes e Douro (passando por Coimbra, no regresso). O entusiasmo inicial não era grande, com a minha mania de querer sempre variar. Afinal, já tinha andado por ali... Puro engano. Nem imagino o que é viver no Brasil... num espaço pequeno como o nosso as surpresas estão sempre ali a cada esquina.
Como as pessoas que planeiam viagens a Portugal vão lendo comentários (e aqui temos um exemplo de um bom "trabalho de casa"), deixo mais umas ideias - Castelo Rodrigo ( http://www.wonderfulland.com/cisterna/ - ficámos no quarto cuja portinha se vê logo na entrada do site e recomendo o espaço sem reservas), uma daquelas aldeias restauradas, cheias de história e de silêncio; Museu das Gravuras Rupestres de Foz Coa (muito interessante para quem viaja com crianças e se interessa por Pré-História); Museu do Douro (na Régua); Passeio pelo Douro Internacional (diferente do Douro "normal", pertinente para quem gosta de geologia e aves de rapina); Espaço Museológico de Santa Clara a Velha, Coimbra (espaço que fará as delícias de quem gosta da rainha Santa Isabel e quer relembrar os amores de Pedro e Inês).

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Isabel,
Há tempos que tenho pensado em como te agradecer mais diretamente por todas as dicas; que bom que apareceu aqui! Obrigadíssima por tudo!
Lembro-me de que você deixou a dica da Quinta do Vallado em um comentário. Quando dei um giro pelas vínicolas, comecei por esta e achei a localização meio fraca também. Pra piorar, o meu GPS sinalizava a Quinta uns 3 Km antes dela. Fiquei meio perdida. Outra curiosidade: quem me indicou o Folgosa Douro foi uma recepcionista da Casa das Penhas Douradas (tudo linkado, hein wink Que sintonia!!!) Agora, classe mesmo, é na Pousada Solar da Rede; ficarei lá da próxima vez. A atmosfera, a vista, a cozinha, o pomar, tudo é maravilhoso.
Sobre o restaurante DOC, sim, eu jantei lá na primeira noite. Divino!
O restaurante do Hotel também tinha uma cozinha ótima. Hummm...aqueles cogumelos recheados...
Bom, este foi somente um capítulo da exploração a Portugal. Conheço relativamente bem o Alvarge e os arredores de Lisboa ao norte (Alcobaça, Tomar, Batalha, Óbidos, Nazaré, Fátima). Então, ainda há muito o conhecer por aí. Já estou arquitetando a próxima, explorando melhor o Alentejo. Você conhece a Herdade dos Grous? Passei por lá e quero me hospedar na propriedade da próxima vez. Também ainda quero voltar ao norte pra me dedicar mais aos arredores de Guimarães. Acho que vou ficar velhinha desejando sempre voltar a Portugal. Amo demais este país!

Ronan Jose Moraes Silva

Olá Isabel, bom dia. Irei conhecer a região entre Porto e Lisboa no período de 02 a 15/10/2013 e aproveitando sua experiência, geralmente esse período chove muito, enfim como é o tempo nessa época? No mais, montarei meu roteiro seguindo informações da Sheila, sua e dos demais. Abraço.

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Geeeeente!!! Tô passada! E não é que o relato/tratado virou post mesmo?!
Estou super feliz smile smile smile
Agradeço por ter a oportunidade de compartilhar com todos os trips as exeperiências que tive. E também registro que acho o máximo esse espaço de gente do bem, que se esforça pra ajudar os outros, repassando todos os tips que possam interessar a quem está planejando viajar. Como já disse ao comandante, isso aqui é pura utilidade pública. Valeu Riq! Um abraço pra você e sua equipe.
No momento, estou planejando uma esticadinha às praias do nordeste (PE e AL) e, na volta, deixo o meu relato de novo.

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Parabéns Sheila, continue assim, nos ensinando os macetes de como viajar bem. Valeu Riq e tripulação !

Isabel O., Portugal

Sheila
Só ouvi falar nos Grous, nunca lá estive. Quando estiver com ideias de vir dou-lhe uns nomes. Nos últimos tempos têm aparecido espaços fenomenais no Alentejo. Já vi que nos arredores de lisboa não inclui a Serra da Arrábida. Já sabe, quando vier Lisboa-Alentejo tem que vir por lá. É a melhor paisagem marítima do país (juro!!!).
Beijinho
Venha sempre.

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Essa região da Serra da Arrábida não conheço mesmo. Dá certinho com o Alentejo! E também tenho vontade de conhecer as Ilhas Berlengas. Pronto, já deu 15 dias... Eu queria mesmo era poder comprar dias de férias...

jefferson
jeffersonPermalinkResponder

Prezados amigos, tudo bem? Irei passar as festas de final de ano no norte de Portugal e gostaria de saber se há trem ou ônibus, e quais companhias, ligando Braga à Santiago de Compostela e daí retornando ao Porto. Por favor, se souberem me informem.
Desde já agradeço a atenção dispensada.
Jefferson

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Jefferson! Pesquise em http://www.alsa.es , mas não deixe de selecionar a aba "internacional" no motor de busca.

O ônibus mais rápido de Braga a Compostela leva 2h30, custa 31 euros.

De Compostela ao Porto são 3h45 e também custa 31 euros.

jefferson
jeffersonPermalinkResponder

Muito obrigado pela gentileza; era só isso que faltava para eu acabar de organizar minha viagem.
Um grande abraço,
jefferson

Melissa
MelissaPermalinkResponder

Sheila,
seu relato está excelente. Estou planejando uma viagem a Portugal e já peguei algumas dicas. Eu e meu marido ficaremos 8 dias inteiros por lá. Chegando pelo Porto e voltandoi por Lisboa.

Queria muito dicas de restaurantes e vinícolas na região do Douro e também em Évora/Arredores.
Ja li que o restaurante do chef Rui Paula é um dos melhores.

Alguém pode ajudar? Onde devo reservar as degustações de vinho?

Muita obrigada,
Melissa

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Melissa! Releia com atenção o relato da Sheila, há inúmeras recomendações de restaurantes. Clique nos textos em azul, e você será levada aos sites respectivos.

Degustações são agendadas diretamente com as vinícolas.

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Para Restaurantes na Região do Douro, além do DOC, recomendo muito os das Pousadas de Portugal. Há também boas opções nas vinícolas que recebem para visitação, como a Quinta de la Rosa (www.quintadelarosa.com), mais próxima a Pinhão. Eu tive ótimas recomendações, mas não foi possível dar uma chegada lá. Para degustação, claro que é bacana agendar, mas eu não tive problemas em degustar na Quinta do Portal. Foram super gentis fazendo um tour nas caves.
Quanto a Évora, vai pela Isabel, pois todos os restaurantes são ótimos. Meu pitaco é comer "bochechas de porco" no Luar de Janeiro. Divino! Se der pra fazer uma extravagância, peça um Pêra Manca pra acompanhar.

Isabel O., Portugal

Melissa
No link que envio está um texto que fala de um conjunto de produtores (e seus vinhos), cujas quintas são visitáveis.
É só colocar o seu nome no google e aparecerão as informações para poder fazer as marcações.
O nome do grupo é "Douro Boys".
http://www.enoleigos.com.br/2011/08/douro-boys-estiveram-no-brasil-e-deram.html
Na região do Douto o DOC é, de facto, o melhor. Para uma refeição boazinha, mais em conta, há um restaurante mesmo junto ao Museu do Douro, na Régua (se puder vá), chamado "Gato Preto". Comida portuguesa simples, sem grande softiscação mas bem servida.
Em Évora é difícil é comer mal... Fialho, Tasquinha do Oliveira, Luar de Janeiro, Cozinha de Santo Humberto...

Melissa
MelissaPermalinkResponder

Isabel,
muitíssimo obrigada pelo link com os nomes das Quintas! Isso mesmo que precisava. wink E também pelos restaurantes em Évora.

Bjs

Emilio Melo
Emilio MeloPermalinkResponder

Parece que tava adivinhando do que eu precisava, rsrs. Esse texto e mais alguns comentários podem me ajudar a ajustar minha viagem para Portugal em outubro. Iremos eu, minha esposa e minha filhota Manuela, de 1 ano e 3 meses. Pois é, acreditem se quiserem. Vamos rodar 19 dias de carro com nossa pequena e seja o que Deus quiser. De uma coisa eu tenho certeza: 19 dias com ela não podem ser piores que 3 dias longe dela. Pretendemos viajar sem compromisso, respeitando os horários dela e sem stress de perder algo. Nosso roteiro:

05- LISBOA - Chegamos 05h50. Hotel Chiado 16. Dia pra descansar e a tarde talvez ir pra um lugar distante como Belém ou o Oceanário.
06- LISBOA
07- LISBOA
08- LISBOA. Aqui pegarei o carro e posso dar uma passadinha em Setubal e Arrábida, apenas se não tiver o que fazer em Lisboa.
09- LISBOA-CASCAIS-SINTRA-LISBOA de carro
10- LISBOA-ÉVORA. Conhecer a cidade. Hotel Albergaria do Calvário.
11- EVORA.
12- EVORA. Esses 2 ultimos dias são pra conhecer o Alentejo em torno de Évora, também sem compromisso. Podemos passear por Estremoz, Arraiolos, Beja, Moura, Monsaraz e talvez Marvão. Aceito dicas do que escolher pra conhecer.
13- EVORA-OBIDOS-ALCOBAÇA-BATALHA. Seguindo a dica de Arnaldo Interata.
14- BATALHA-CONIMBRIGA-COIMBRA-PORTO. Hotel Pestana Porto
15- PORTO.
16- PORTO.
17- PORTO. Nesse dia, se der vontade, Viana do Castelo.
18- PORTO-GUIMARÃES-BRAGA-PORTO.
19- PORTO-PASSEIO DOURO (Lado esquerdo da A24)-MESÃO FRIO. Pousada Solar da Rede.
20- MESÃO FRIO-PASSEIO DOURO (Lado direito da A24 até Pinhão)-MESÃO FRIO. DOC, claro.
21- MESÃO FRIO-AVEIRO-LISBOA.
22- LISBOA-RECIFE

Alguma dica ou crítica? agradeço desde já. Abraços e torçam por mim. Depois dou o feedback.

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Pitacos: eu não iria com criança ao Oceanário por apenas uma tarde, sobretudo no dia de chegada. O lugar é maravilhoso para adultos e para crianças. Tem excelente estrutura; dá pra passar o dia lá. Uma esticada até Belém é bacana, mas não vai dar muita vontade de caminhar por lá depois da viagem.
Eu ficaria entre Baixa e Chiado e terminaria com o pôr-do-sol no Castelo de São Jorge ou outro mirador. E se você chegar com a reserva do dia anterior para o de chegada, já entra no quarto de manhazinha. Acho que, com criança, faz suuuuper diferença.
Se não conhece Lisboa, acho difícil dar uma volta na península por não ter o que fazer na cidade tendo estado somente 2 dias e meio nela. Ainda mais se desejar conhecer o Oceanário nesta viagem.
O roteiro de Óbidos-Alcobaça-Batalha pode estar meio puxado pra fazer com criança; mas isto vocês saberão estando lá. Eu dormiria na Pousada do Castelo, em Óbidos, em vez de Batalha, e esticaria até Nazaré, passando por Alcobaça. No dia seguinte, se cair na estrada cedo, passaria por Batalha, pois a Catedral fica bem perto da rodovia.
Deixe pra ir a Conímbriga em hora de sol mais ameno, pois é de rachar o côco e não tem sombra a não ser sob uma construção moderna que abriga alguns mosaicos.

Sueli
SueliPermalinkResponder

Emilio,
Adorei a sua colocação de "19 dias com ela não podem ser piores que 3 dias longe dela". Sem estresse pode-se fazer tudo. Só não dá para esquecer que criança deve ser respeitada, sobretudo à noite. Bem, essa é a minha opinião.
Concordo com as colocações da Sheila, e o lance do hotel é perfeito.
Eu só não iria a Belém correndo. Eu e meu marido, que não somos jovens, já passamos um dia inteirinho em Belém, vendo tudo com calma.
Não me afastaria muito das redondezas do hotel no dia da chegada, por causa do neném. Aproveite para fazer um reconhecimento da área e localizar pontos estratégicos, faça o roteiro desse dia pelo bairro, há muitas coisas para ver e se o cansaço bater estarão por perto, sem precisar se deslocar de carro.
Boa viagem!

Emilio Melo
Emilio MeloPermalinkResponder

Obrigado, Sheila e Sueli.
Suas dicas estão muito bem anotadas.
Quanto aos pontos citados:
- Tivemos o cuidado de reservar um pequeno hotel familiar, mas com a suíte grande para acolher bem nossa pequena. Inclusive com cozinha pra melhor adaptá-la nesses primeiros dias (acondicionar frutas etc). Já entramos em contato com a gerência, pois apenas muitos dias depois da reserva é que notei que o check-in seria às 15h. Mas graças a Deus deu tempo de reservar a suite para o dia anterior. Logo, teremos um delicioso café da manhã nos esperando na manhãzinha de nossa chegada, segundo nos prometeram. E de quebra ainda consegui 30% de desconto nessa diária, rsrsrs. Gostei muito da proposta desse hotel (Hotel Chiado 16). Quem não conhece, dê uma checada no Booking.com (nota 9,cool e no Tripadvisor. A suíte tem 85m2. Nunca vi isso.
- Ótima dica essa do primeiro dia. Vamos entao nos dedicar aos arredores do hotel nessa tarde e dificilmente sairemos de carro no quarto dia, pelo jeito, pois não conhecemos ainda Lisboa. Por isso nos deixei bem à vontade para ficarmos na cidade se quisermos.
- Vou dar uma checada nesse hotel em Óbidos, Sheila. E pretendemos sim dar uma volta por Nazaré e seguir litoral acima, passando por São Pedro de Moel,
- Já decidimos: as noites são de Manuela e para nosso descanso, Programas de dia, dando preferência por andar de carro nos horarios em que ela dorme. Ela é a prioridade.
- Obrigado pela dica de Conimbriga. Só nao sei se terá tanto sol assim em outubro.

Aproveitando mais uma vez:
1) o que voces recomendam ver no Alentejo?
2) esses 2 dias vão ser bem preenchidos nesse passeio pelo Douro?

Um abraço a todos

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Emilio,
No Alentejo, não posso ajudar muito. Só conheço Évora.
Mas, no Douro, 2 dias é bem pouco pra explorar a região. Não vai faltar o que fazer. Dê uma olhada em 2 comentários (03/08/11 às 20:46 e 05/08/11 às 00:34) que deixei na página 10 do post de Lisboa ( http://www.viajenaviagem.com/europa/lisboa-ricardo-freire/comment-page-10/#comment-149590 ). Lá, troquei uma ideia com a Juliane Lopes quando ela estava programando a viagem pelo Douro. Outra dica pra planejar o Douro e o resto de Portugal: guia Key Guide Publifolha, da capa amarela. Parece que estão reeditando com uma capa colorida (http://publifolha.folha.com.br/catalogo/livros/136549/).

Emilio Melo
Emilio MeloPermalinkResponder

Obrigado mais uma vez, Sheila. Ja li tudo.
Na volta, conto como foi.
Abraços e tudo de bom.

Viviane
VivianePermalinkResponder

Olá Emilio Melo,
Gostaria de saber como foi a viagem para Portugal com a sua filha. O que de fato visitou? Estou pensando em viajar com meu filho de 2 anos para Portugal e não tenho ideia de onde começar. Obrigada.

Cristiane
CristianePermalinkResponder

TB gostaria de dicas de quem foi com criança...estamos em dúvida se levamos ou não nossa baixinha de 1 ano e 2 meses

Priscilla
PriscillaPermalinkResponder

Ola pessoal;

Estou indo passar um mes Entre Espanha e Portugal e gostaria de agradecer todas as dicas aqui postadas.
Para tranquilidade dos pais, estou indo com meu filho de 1 ano e meio, uma viajem longa e de carro e sei que vai ser tranquilo.
Quando ele tinha 5 meses passamos um mes na Italia, com 1 ano fomos pro Chile com direito a 10 dias de Atacama. Foi conosco tambem 45 dias pro Hawaii. Entao posso dizer de carteirinha: nao tem coisa melhor do que viajar com bebe. Eles sao super adaptaveis e tornam a viajem muito mais interessante podem acreditar. E a unica exigencia e uma cadeirinha de carro confortavel e um carrinho muiiiiito confortavel tambem para eles tirarem seus cochilos, de resto tranquilo.

Lívia Maria
Lívia MariaPermalinkResponder

Sheila,
Maravilha... tenho a certeza plena que minha próxima viagem será bem parecida com a sua.... amei Lisboa, e amarei o Douro, assim como o Alentejo, que acredito fortemente que serão meus próximos destinos. E terei esse lindo relato ao alcance das minhas mãos, de pessoa tão generosa, a me inspirar. Portugal é tudo de bom ! Grata mesmo ...

Yuska Dias
Yuska DiasPermalinkResponder

Agora em junho estive pela primeira vez em Portugal e, além de Lisboa-Sintra-Porto, conheci o vale do Rio Douro. Nossa, voltei encantada, é realmente lindo! Vale a pena conhecer. Fiquei hospedada no Vintage House, em Pinhão, com vista pro Douro. Perfeito. Entre Peso da Régua e Pinhão tem muitas quintas pra degustação. Aliás, é do alto dessas quintas que se tem a melhor vista da região, de tirar o fôlego. O acesso que é meio assustador, pelo menos no começo: de terra, estreito, íngreme e curvo. Mas depois você se acostuma... Perto de Pinhão fica Vila Real, onde tem uma atração que considero imperdível: a Fundação Casa de Mateus. É aquela casa do rótulo do vinho São Mateus. As estradas entre as cidadezinhas são pavimentadas, mas estreitas e sinuosas. Além do Doc, recomendo o restaurante Douro In, em Peso da Régua, que tem serviço caloroso e a comida é deliciosa. Aproveitei pra conhecer Guimarães, ali pertinho (126km – bate-e-volta tranquilo). A cidade é muito fofa, o castelo é lindo e os moços portugueses de lá são muito bem apessoados! No dia em que fui pra Porto, parei em Amarante pra tomar um sorvete e conhecer a famosa ponte. O centro histórico é pequenininho. Ao contrário da Toscana, em que alugar carro é opcional, essa é uma região em que carro é essencial, pois o serviço de trem é fraco, as cidades em si não têm muita atração e as quintas ficam longe.
Sobre Porto, três passeios me surpreenderam: visita guiada na Casa da Música, Fundação Serralves e degustação na Cave Ferreira.
A Casa da Música é uma casa de espetáculos cuja história é muito interessante. Ela é literalmente aberta ao público: qualquer um pode entrar e passear por seus diversos andares. Mas, a visita guiada explica desde os pormenores de sua concepção à atual utilização do espaço, passando pelos detalhes da construção.
Pra quem gosta de museu, Portugal não é um país tão rico como os demais países europeus. Mas a Fundação Serralves em Porto muito me agradou.
Entre todas as opções de cave lá de Vila Nova de Gaia, achei a Ferreira a mais autêntica. A guia realmente sabia do que estava falando, saí de lá vendo o vinho do Porto com outros olhos. Visita à Sandeman é totalmente dispensável!
Sobre Sintra, só passei o dia. Uma pena, tem que dedicar mais tempo pra este lugar! A cidade é muito pitoresca e tem quatro atrações importantes: Palácio da Pena, Palácio Nacional de Sintra, Castelo dos Mouros e Quinta da Regaleira. Só deu tempo de vistar o Palácio da Pena e a Quinta da Regaleira. Amei, principalmente esta última. O lugar é meio “alice no país das maravilhas”, cheio de passagens secretas, grutas e túneis. Acho que ir com crianças lá deve ser o máximo! Bem lúdico.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

valeu, Yusca!

Marcela
MarcelaPermalinkResponder

Sheila,

nós brasileiros que moramos na terra de Camoes nos surpreendemos com os encantos desse pequeno e lindo país. Seu relato contribui para divulgar essas belezas, que afinal, têm uma relacao de ancestralidade com a terra Brasilis. Um viva ao mundo lusófono!

Raphinadas
RaphinadasPermalinkResponder

Viva o mundo lusófono!

Lívia Maria
Lívia MariaPermalinkResponder

Sheila,

Sempre dou uma passadinha pelo seu post, para alimentar meu sonho e meu arquivo... Desde que fiz minha primeira viagem a Portugal (agora em julho), que acalento uma volta urgente e mais elástica. Vou programar pelo menos uns 15 dias, sendo 10 prá fazer o que não fiz da primeira, aí incluído Óbidos, o Douro (sonho!), Porto, e uns 5 dias de novo em Lisboa, grande paixão.
Não sei onde eu encaixaria o Alentejo, prá ver a terra de um grande amigo nosso, mentor com honra de nossa primeira viagem até Lisboa.
Com forte certeza vou ler e reler seu relato e tentarei ser tão feliz quanto vc foi nessa empreitada...

Abraços

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Lívia,
Se chegar por Lisboa, o Alentejo pode ser o primeiro destino após a cidade. Depois você pode seguir para Óbidos (dorme uma noite na Pousada do Castelo) e depois continuar para a região do Douro. A volta poderia ser a partir do Porto. Se chegar por esta última cidade, basta inverter o roteiro. Eu acho mais interessante deixar Lisboa por último para facilitar as compras no fim da viagemwink
Um abraço!

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Sheila,
Estou copiando todas suas dicas para me guiarem no meu próximo roteiro. Achei interessante sua dica de chegar por Porto, fazer o Douro, descer para o Alentejo e deixar Lisboa pro final. Sempre vai ter um azulejinho extra prá trazer na mala, né mesmo ? Grata.
Um abraço

Vera
VeraPermalinkResponder

Sheila,

Estamos indo para Ilha de Madeira dia 28.05 e depois iremos para Porto. Adorei o seu roteiro, só tem um detalhe, eu e meu marido nao dirigimos. Gostaria de saber se podemos fazer esse roteiro de onibus ou trem.
Agradece,
Vera

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vera! Portugal é bem servido por trens e ônibus. Note, porém, que ao optar pelo transporte público você precisa ir com mais tempo sobrando. Monte bases em cidades como Lisboa, Coimbra e Porto, de onde partem os ônibus (autocarros) e trens (comboios). Considere também pegar alguns tours organizados de ônibus (nos hotéis você sempre encontrará panfletos e catálogos).

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Vera,
Já fiz de Lisboa ao Porto de ônibus e funcionou muito bem. Fica um pouco menos ágil; em vez de visitar mais lugares por dia, me restringi a, no máximo, duas cidades (Óbidos e Nazaré, deixando Tomar para outra ocasião, por exemplo). Dá pra fazer sim, basta planejar.

Karin
KarinPermalinkResponder

Queridos amigos,

estou planejando uma viagem com meu marido e meus pais para o Natal deste ano. Chegaremos no dia 23 de dezembro e eles (nós continuaremos) voltarão para o Brasil no dia 2 ou 3 de janeiro.

Apenas meu marido conhece Portugal, e mesmo assim ele foi a trabalho. Então faremos um roteiro de "exploração básica da terrinha".

Duas dúvidas:
1) vale a pena visitar o Alto Douro em pleno inverno?
2) como é dirigir em Portugal? Falo especificamente das sinalizações das estradas. Explico melhor: nunca tivemos dificuldade para nos localizarmos nas estradas da França, mesmo sem gps. Em compensação, achamos que dirigir na Itália é bem mais complicado.

Obrigada desde já pela ajuda.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Karin! O problema do norte de Portugal no fim do ano é a chuva, que costuma ser intermitente. Fora isso, não há por que não fazer o Douro.

Portugal é bastante bem servido por auto-estradas muitíssimo bem sinalizadas. Quando você entra pelas secundárias, porém, é bom ter GPS. A essas alturas do campeonato, vale a pena ter um GPS próprio e carregar os mapas dos destinos que você for fazer.

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Karin,
Dirigir na Itália é beeeem mais complicado que em Portugal ou na França. Aliás, dirigir na França é bico wink
Por conta do idioma, em Portugal é bem simples e um GPS ajuda muito também. Se for alugar o carro, pense em comprar um GPS em vez de alugar. A compra compensa.

António
AntónioPermalinkResponder

Karin,
o Douro vale sempre a pena visitar, assim como o norte de Portugal. Não pode deixar visitar Braga e Guimarães (este ano capital europeia da cultura). Apesar de Portugal ser uma país de dimensões reduzidas existe uma grande diversidade no que respeita às paisagens e gastronomia.Por vezes basta deslocar-se 30 ou 50km.

Como alguém já comentou, Portugal é bastante bem servido por auto-estradas muitíssimo bem sinalizadas e as estradas costumam também estar bem sinalizadas. De certeza que com um mapa e perguntando as direcções não se vai perder.... claro que com um GPS é mais fácil. No entanto de for conduzir no Porto ou em Lisboa aconselho um GPS, é que estas cidades são muito antigas pelo que nem sempre foram crescendo a pensar nos carros (na altura ainda não existiam! LOL)

Não se esqueça que se vier no final do ano é inverno em Portugal, pelo que às 17h já é de noite. ( e está frio!)

Outra dica: trem ou ônibus são palavras que não existem em Portugal. Aqui diz-se apanhar o comboio ou o autocarro!

Noemia Alcoforado

Sheila,

Nós como a Vera e o marido também não gostamos de dirigir quando viajamos, por isso gostaria de alguns pitacos seus para a minha
próxima viagem a Portugal. Pretendemos ficar em torno de 15 a 20 dias e conhecer com tranquilidade algumas regiões de Lisboa ao
Porto. Se for melhor pode me contatar através do meu e-mail: nregina.alcoforado@gmail.
Suas dicas estão excelentes.

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Noemia,
Desculpe a demora em passar por aqui; estava viajando.
De 15 a 20 dias dá pra conhecer vários lugares e fazer uma viagem bem tranquila sim. Poderia fazer um roteiro como o que aqui está ou trocar alguma região por onde passei pelos arredores de Lisboa (até Alcobaça, Tomar, Batalha, Nazaré, Óbidos). A época da viagem influencia muito também ; )

Gloria Mayer
Gloria MayerPermalinkResponder

Sheila, usei varias dicas suas e a viagem foi perfeita. Obrigada.

Josiane
JosianePermalinkResponder

Ricardo, Bóia e Trips, preciso de 2 dicas:

1°: Estarei com meu marido e meus pais no Porto no dia 03 de dezembro e como é aniversário de 60 anos da minha mãe, quero uma dica de algum restaurante sensacional para comemorarmos. (jantar) Independente de valor gostaria da sugestão de um lugar imperdível para a ocasião...

2°: No dia seguinte continuaremos hospedados no Porto, mas quero planejar um passeio pelo Douro em que a gente possa almoçar no restaurante DOC e conhecer algumas vinículas da região. Como li que o melhor jeito seria de carro, mas todos nós adoramos beber vinho, o que poderia tornar a volta á Porto perigosa, gostaria de saber se vocês conhecem algum "guia" particular que poderia nos buscar no hotel de carro e ficar "por nossa conta" durante o dia todo.

Quando fui para Mendoza peguei a dica aqui no blog do guia (remis) Ariel, e deu super certo. Seria mais ou menos isso que pensei.

Vi também que tem como fazer os passeios de barco, mas como será apenas por um dia, não gostaria de ficar presa a horários de barcos e trens.

Agradeço muito quem puder me ajudar.

Josiane

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Josiane! O seu hotel poderá indicar um guia com carro.

Um lugar sensacional para comemorar o aniversário da sua mãe é o Palácio do Freixo, a Pousada de Portugal onde o Ricardo Freire se hospedou aí no Porto.

http://www.viajenaviagem.com/2012/05/a-descoberta-de-portugal-de-pousada-em-pousada/

Josiane
JosianePermalinkResponder

Oi Bóia, obrigada pela resposta, mas estou numa cinuca de bico.

Meu hotel já está reservado, então estou tentando fazer reserva no Palácio do Freixo apenas para jantar no restaurante mas não estou conseuindo essa opção. Alguma outra sugestão?

Em relação a indicação de um guia com carro pelo hotel também estou com dificuldade, pois vou ficar em um apart hotel RIBEIRA APARTMENTS (inclusive volto aqui depois para contar como foi), e não tenho email direto de contato com eles, reservei pelo booking.com e não tem site oficial ao que me parece.

Ninguém por aqui nunca indicou um guia desses com carro?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Josiane! Para reservar o restaurante, ligue ou mande email.

Podemos pôr uma pergunta no Perguntódromo para o carro com motorista, mas não é um serviço tão usual, nem tão barato, quanto em Mendoza.

Lu
LuPermalinkResponder

Oi, Josiane,
Me lembro q gostei mto do XIS, q fica na Foz. Mas, como é à beira mar, depende mto do tempo. Em dezembro, pode estar mto frio e ventoso. Aí, acho q perde a graça.
Qto ao Douro, eu iria mesmo de barco e voltaria de trem. Como o DOC é perto da Régua, imagino q ñ haverá problema p/vc conseguir um táxi p/te levar lá, e depois à estação de trem.
Eu fiz um programa q mto me agradou: fomos de barco até Pinhão, q fica depois da Régua, dormimos lá num htl maravilhoso, c/jantar idem (poderia ser uma ótima opção p/a comemoração da sua mãe), no próprio htl. Como temos amigos lá, eles nos pegaram de carro e na volta paramos na Sandelman, q é bem legal, e depois fomos almoçar no DOC. Se voltar de trem, vc perde o DOC, mas visitar uma vinícola pode ser programado pelo próprio htl do Pinhão.
Boa sorte!!

Josiane
JosianePermalinkResponder

Oi Lú, muito obrigada pelas dicas.

Acabei pesando os pós e contras, e resolvi alugar o carro mesmo para bate-volta ao Douro, já que depois já ficaremos com o carro para ir no dia seguinte do Porto a Lisboa parando em Fátima e Óbidos.

Fazendo então o trajeto de carro a partir de Porto (e considerando que queremos almoçar no DOC), qual a melhor opção de programação?

A intenção do passeio é passear pela região que dizem que é linda, almoçar no DOC, visitar pelo menos umas 2 vinículas e retornar para dormir em Porto. A dúvida agora é como coloco isso em ordem, já que não sei onde ficam as vinículas mais acessíveis e melhores a visitar.

Lú, Bóia e Ricardo podem me ajudar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Josiane! Saia cedo pela auto-estrada até a Régua, deixe para costear o douro só ao chegar por lá,. senão não vai dar tempo. Lembre-se que no inverno você vai ter horas reduzidas de luz. Dificilmente você terá tempo para visitar mais de uma vinícola, com "o".

Josiane
JosianePermalinkResponder

Brigadinha Bóia, vou estudar o esquema direitinho... Alguma sugestão das Vinícolas (gafe de Português corrigida e jamais a repetir, ora pois. smile ) mais interessantes?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Josiane!

Este mapa traz as propriedades e adegas; a Quinta do Seixo, dos vinhos Sandeman, é das mais visitadas.
http://www.rvp.pt/index.php?op=mapa&lang=pt
http://www.sograpevinhos.eu/visitas/cave/3

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Tente a Quinta de La Rosa, entre o Pinhão e a Régua, mais perto do Pinhão. Esta região, para mim, é a mais bonita daquelas paragens...

ilma maria rosaboni

Adorei as dicas espero ir para portugal em julho se Deus assim me permitir.

Luiz jr
Luiz jrPermalinkResponder

No momento escrevo na sala de um quarto imenso na pousada de santa marinha
Que escolhemos lendo o post de viagem da sheila.
Realmente esta pousada e sensacional, localizada num convento milenar.
O quarto em particular conta com sala, quarto para dormir, sala de leitura
Banheiro e local para as roupas
Isso sem contar com a vista maravilhosa da cidade, do castelo de Bragança e do paço ducal
Obrigado pelas dicas
Luiz e Lucia

Vinicius
ViniciusPermalinkResponder

Sheila. Gostei muito de Tudo que foi postado. Mas gostaria da sua opini?o e se possível ajuda. Pretendo fazer um passeio de carro por 10 Dias em Portugal, partindo de Lisboa e voltando a Lisboa, pois depois irei até a Ilha da Madeira. Preciso de orientações para programar este passeio nestes poucos Dias. Poderia me ajudar?
Pretendo conhecer o maximo possível, dentre Lisboa, Porto, Algarve,Ninho, etc..
Agradeço se puder me orientar o roteiro e hospedagem.
Grato.

Vinicius

Margareth
MargarethPermalinkResponder

Vinicius,

Em setembro de 2012 fiquei 10 dias em Portugal. Meu objetivo era a cidade de Braga. Cheguei em Lisboa e fiquei 3 dias para conhecer a cidade depois alugamos um carro e fomos para Fatima, Obidos, Aveiro, Porto e Braga. Na volta conheci Barcellos e viajamos direto até Lisboa. Chegamos por volta das 17:00 horas.E muito tranquilo conhecer Portugal é um país pequeno e as estradas são excelentes. É só planejar bem sua viagem ver quanto tempo você pretende ficar em cada cidade. Caso não consiga conhecer tudo faça como eu, já estou planejando para voltar e conhecer outras cidades.

Abraço

Silvia
SilviaPermalinkResponder

Ola ..vc fez reserva antecipada em todos os hoteis q ficou ?

Margareth
MargarethPermalinkResponder

Sim, Fiz reserva pelo site booking.

Valdinho Pellin

Margareth
O que você achou de Braga? Devo fazer uma parte do meu doutorado lá....gostou da cidade?

Margareth
MargarethPermalinkResponder

A cidade é muito bonita. Você vai gostar.

Erika BsB
Erika BsBPermalinkResponder

Oi Bóia e Ricardo,
estou sempre de olho no site e busco muitas informações antes de viajar tanto aqui quanto nos sites e artigos que vcs recomendam.

Estou organizando minha viagem ao norte/centro de Portugal no outono. Já conheço Lisboa e quero investir na região de Porto e Douro mas não queria perder a chance de conhecer outro cantinhos.

A princípio está mais ou menos assim:

Primeiro dia: Porto e Vila Nova de Gaia (dormindo em Gaia)
Segundo dia: Viana do Castelo, Guimarães e Braga (dormindo em Gaia)
terceiro dia: Porto pela manhã e passeio de carro pelo Douro
Quarto dia: Peso da Régua e mais Douro - Dormindo na Quinta do Vallado
Quinto dia: Sai cedo e segue para a Serra da Estrela (Vi aqui vários elogios a Casa das Penhas Douradas)
Sexto dia: Passeia em Tomar, Nazaré e Óbidos (ainda não sei onde dormir...)
Sétimo dia: Sintra e Caiscais (dormindo em Lisboa)
Oitavo dia: De Lisboa, aproveito para conhecer Évora
Nono dia: volta para o Brasil

Eu estou exagerando ou dá para fazer tudo isso?
Estou deixando algo muito importante de fora da minha lista?
muito obrigada e desculpa pelo abuso...
Erika

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Erika! Dormir no Porto ou em Gaia não faz diferença em termos de localização. No Porto você terá mais opções noturnas.

Viana do Castelo, Braga e Guimarães num dia só é muita cidade pra pouco dia. A mesma coisa Tomar, Nazaré e Óbidos. Saia da Serra da Estrela para o Alentejo, por trás, via Castelo Branco. Durma duas noites em Monsaraz (se quiser paz) ou Évora (se quiser movimento).

Erika Bsb
Erika BsbPermalinkResponder

Obrigada demais, Bóia. Vou estudar essas duas cidades do Alentejo. Quanto a Gaia, meu marido fala há tempos em dormir no The Yeatman...
Beijos e obrigada mais uma vez. Já disse isso em outros comentários, mas vou repetir: amo o site de vocês!
Erika

marco antonio
marco antonioPermalinkResponder

Viajantes de todas as paragens; vamos em setembro/13, dia 21 , em dois casais (60/65 anos mas acostumados!) para a santa terrinha por 21 dias de carro partindo de lisboa onde ja temos hotel por 3 noites (Carmo). Depois só Deus e voces sabem!! Já tinha algumas idéias, mas relendo aqui fiquei ávido por dicas daquele "hotelzinho" , "cidadezinha" e outras informações que antecipadamente agradeço. Posso dar dicas do leste Europeu( praga, budapeste, lednice, bratislava e viena por 21 dias) Dicas da Italia ( toscana e arredores, costa oeste com cinque terre por 21 dias). França com paris, depois lyon para sudeste até a provence; dai litoral até carcassone e subindo pelo centro por 21 dias e finalmente espanha com madrid descendo pelo centro oeste até o litoral até malaga mais gibraltar etravessia ao marrocos em tres cidades e retorno subindo pelo centro a madrid por 21 dias . Resumão terrivel, hein? Tenho muitas fotos e diários de viagem com dicas para horas de conversa.....

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marco Antonio! A gente vai apagar seu telefone só por questão de segurança wink Você encontra tudo já publicado sobre Portugal no site por esse link:
http://www.viajenaviagem.com/category/portugal

Mais dicas a partir da página-guia de Lisboa:
http://www.viajenaviagem.com/europa/lisboa-ricardo-freire/

Mila
MilaPermalinkResponder

Bom dia, estamos planejando viagem a Portugal para o mes de junho proximo.
Pensamos fazer o roteiro de carro, mas estamos um pouco inseguros por não conhecer a região e de tornar a viagem estressante. Como é dirigir em Portugal?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mila! A maior parte do país é interligada por auto-estradas de pistas duplicadas. Recomendamos, porém, usar estradas secundárias no Alentejo e no Norte para passar por vilarejos mais pitorescos.

Candida Silva
Candida SilvaPermalinkResponder

Mila, já rodei de carro o país todo! Sem GPS, apenas com um bom e velho mapa que as locadoras de carro fornecem. Deu tudo certo! As auto-estradas são muito seguras, as estradas secundárias não ficam atrás. Tudo muito bem sinalizado. Só nos perdíamos quando tinhamos que entrar nos centros da cidade e procurar o hotel. Mas, era só perguntar a algum guarda ou transeunte e pronto, já nos situávamos. O fato de todos falarmos portugues também ajuda, e muito!

Raphinadas
RaphinadasPermalinkResponder

Gostei muito das dicas do post. Só fiquei triste com os comentários sobre Vista Alegre. Essa é uma tradição importante no país. Comparar com uma lojinha de 1,99 foi duro demais. A porcelana é linda, delicada, carregada de símbolos e histórias. Gente, uma fábrica que tem um museu?!

Bom, fica o site deles para quem quiser ver um pouco:
http://www.vistaalegreatlantis.com/contents.aspx/25/Missão%20e%20objectivos/

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Esclarecendo, como relatei, em Ilhavo, há dois locais (na mesma propriedade) para compra de porcelana da Vista Alegre: a loja e a loja de fábrica. Para quem está disposto a investir bons euros numa linda porcelana, a loja é ótima. O que me decepcionou foi a loja de fábrica, que apresenta bons preços, mas não havia, naquela ocasião, variedade de produtos ou algo que valesse a pena trazer, além de duas pequenas peças decorativas... Para mim, dediquei muito tempo à visita e o retorno foi baixo.

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

Boa tarde!
Estou planejando uma viagem de quinze dias em 2014 à Portugal. Minha ideia é ir aos Açores (Ilha do Pico) e depois ao Porto,fazendo o roteiro que a Sheila fez. Não sei se quinze dias é suficiente ou se este roteiro é possível. Será que vocês podem me ajudar? Ana Maria

Marcelo (Álbum de Viagens)

Ana,

Estive nas ilhas do Pico, Faial e São Miguel nos Açores por uma semana em maio do ano passado. Todas as três são lindíssimas e cada uma tem características que as diferem uma da outra. Como Faial e Pico estão separadas por 20 minutos de barco, você pode ficar numa e conhecer a outra.
Escrevi sobre a minha viagem nos posts abaixo do blog Álbum de Viagens:

http://albumdeviagens.blogspot.com.br/2012/08/a-ilha-do-pico-e-seus-misterios.html

http://albumdeviagens.blogspot.com.br/2012/07/a-ilha-acoriana-do-faial-e-erupcao-de.html

http://albumdeviagens.blogspot.com.br/2012/07/horta-faial-dos-hidroavioes-aos.html

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Ana,
Eu gastei 15 dias nesse roteiro do norte ao centro, e confesso que se tivesse mais 2 dias pro norte seriam muito bem aproveitados.
Então, pra incluir Açores e viajar no ritmo que fiz, vc precisaria de mais tempo. O Porto, inclusive, eu já conhecia, por isso fiquei apenas uma noite lá. E em Lisboa, também fiquei pouco tempo, pois já conhecia bem.

Antonio Carlos Sanchez

Mila,
Se vc estiver ainda acompanhando as dicas, gostaria de te tranquilizar. Estivemos em Portugal agora em maio, alugamos um carro em Lisboa e rodamos durante 15 dias. As estradas são ótimas, tanto as auto pistas como as secundárias. Nas auto pistas o pedágio é um pouco caro e por isso o movimento é tranquilo (mas a velocidade é alta!!!)
Não tem radar nessas estradas. Os residentes andam sempre nas estradas secundárias (que não tem pedágios). Como disse a Bóia, andar nas estradas secundárias é mais interessante, mas se quiser chegar rápido vá pelas auto estradas. Atenção aos pedágios (assunto aqui já discutido)pois tem de vários tipos, sendo que na maioria a cobrança é feita por máquinas automáticas.Usei o GPS e também um Mapa porque o Mapa do meu Gps não estava atualizado. O aluguel de carro é muito barato se comparado ao Brasil.
Enfim, pode ir tranquila.
Já não sou mocinho (67) e não tive nenhuma dificuldade.
Boa viagem !!!!

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

Marcelo, muito obrigada.
Vou olhar tudo direitinho.
Abraços,

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

Marcelo,boa noite!
ADOREI os posts e quero muito fazer esta viagem!
Você pode me passar as dicas de hospedagem?
Eu sou do Rio de Janeiro e soube que existe voo da empresa Sata que sai direto de Salvador/Bahia para os Açores. Não sei se procede isso, caso não seja verdade, eu tenho que ir para Lisboa e de lá voar para Açores correto?
Depois quero ir para o Porto e seguir o roteiro da Sheila até Lisboa.
Abs,

Marcelo (Álbum de Viagens)

Ana,

Fiz Rio - Horta pela TAP com conexão em Lisboa. Os voos Horta-Ponta Delgada e Ponta Delgada-Porto fiz pela SATA, comprando pela internet. Gostei da SATA, com todos os voos saindo no horário. Verifique os voos pelo site www.sata.pt. A volta do Porto foi pela TAP, no mesmo bilhete da ida para os Açores.
Passei três noites em Horta, visitando Faial e Pico conforme relatado nos posts e me hospedei no Hotel do Canal. É um hotel excelente e muito bem localizado - Horta é encantadora. Já em Ponta Delgada, onde passei quatro noites, fiquei no Hotel do Colégio, também com localização adequada no centro, mas não tão bom quanto o de Horta - os quartos, apesar de não serem ruins, poderiam ter uma manutenção melhor.

abs.

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

Marcelo,
mais uma vez muito obrigada pela ajuda. Vou amadurecer esta ideia e se for necessário posso entrar em conato com você pelo Álbum de Viagem?
Abs

Marcelo (Álbum de Viagens)

Claro, qualquer dúvida é só postar um comentário no Álbum de Viagens ou use o endereço de correio indicado no Fale Conosco do blog.

JotaPê
JotaPêPermalinkResponder

Ana, esse voo existe, você pode comprar online na Sata
www.sata.pt/pt-pt/campaigns/promoção-salvador-da-bahia-lisboa-ponta-delgada-terceira

Ana Maria
Ana MariaPermalinkResponder

JotaPê, muito obrigada pela informação.
Vou verificar o custo, pois achei que o voo iria direto, mas pelo que vi passa em Lisboa e depois vai para Ponta Delgada.
Como estou programando para o ano que vem vou verificar todas as possibilidades.

Abs

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Olá, as dicas de vocês estão preciosas. Gostaria de compartilhar minha viagem, para Sheila, Bóia e outros palpitarem.
Vamos eu, meu marido e filha de 1 ano e 9 meses, em outubro.
Serão 10 dias, que já estou achando pouco.
Programação:
Chegada em Lisboa dia 29/9- ( Hotel Altis Suites)
29/9- reconhecimento do Local: Alfama, Bairro Alto, Bairro baixo
30/9- Belem
01/10- Cascais e Sintra ( não sei se de carro ou trem?)
2/10- Parque Nações e Oceanário
3/10- Ida para Porto com parada em Coimbra (dorme no Porto Freixo)
4/10 - Porto, Ribeira
5/10 - Gaia, mais Porto
6/10 - Sai do Porto e Dorme em Lamego (Quinta da Pacheca)
Não sei se fazemos essa viagem costeando o Douro, ou por cima passando em Amarante e Vila Real????
7/10- Passeio de Barco no Douro, passeio em Pinhão
8/10 - Retorno a Lisboa, passando em Batalha. ( alguma outra cidade mais interessante para pit stop nesse trajeto??)
9/10- retorno ao Brasil

Obrigada a ajuda!
Daniela

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! O roteiro está redondo.

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Meus pitacos:
1 - se não conhece Lisboa, o dia de chegada é muito pouco para explorar. Eu tiraria o segundo dia do Porto e ficaria um a mais em Lisboa. Se bem que o dia de Belém pode ser só umas 4 horas por lá e o outro período pode ficar em Lisboa. Avalie.
2 - deixaria Cascais/Sintra para o último dia em Lisboa pra já alugar o carro neste dia. Com criança, penso que seja melhor ir de carro do que de trem, já que alugaria o carro mesmo.
3 - do Porto a Lamego, eu passaria por Amarante e depois, em vez de seguir para Vila Real, iria para Lamego passando por Mesão Frio, e almoçando na Pousada Solar da Rede, que é uma das Pousadas de Portugal. O visual de lá é este da foto do post. Se ficar muito tarde pra almoçar ali, poderia almoçar na Pousada do Marão - São Gonçalo, que fica na linda Serra do Marão. Com o roteiro assim, vc passao por Amarante e costeia o Douro. Subir a Vila Real vai demandar muito tempo.
4 - na volta para Lisboa, eu passaria em Óbidos como pit stop. Batalha é uma parada bem rápida, pois a igreja fica pertinho da auto estrada.

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Adorei o que li... vou em outubro para Portugal e estou muito na dúvida no aluguel do carro. As locadoras grandes estão caras, vi em sites de comparação de preços e sai bem mais barato, mas tenho que pagar tudo antes da retirada... Será que são confiáveis?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula! Veja como aferir a reputação de empresas na internet:
http://www.viajenaviagem.com/2012/08/5-passos-viagens-sem-roubadas/

Sheila
SheilaPermalinkResponder

E tenta pelas consolidadoras http://www.ealuguerdecarros.pt/ e http://www.autoeurope.com/mobile/index.cfm
Estas duas são confiàveis.

Ana
AnaPermalinkResponder

Olá Sheila, Bóia e outros que queiram dar palpites. Vou com a família em Setembro (marido, sogra, mãe e enteada), temos carro alugado para todos os dias e um roteiro mais ou menos definido, mas como estamos finalizando agora, se puderem dar alguma dica...

23/09 - chegada em Lisboa 12h00 - jantar com fado
24/09 - Lisboa
25/09 - saímos de carro com destino a Viseu, passando por Tomar, Fátima e Coimbra - hospedamos em Viseu
26/09 - Passamos o dia em Nelas (cidade onde nasceu minha sogra, isto é inegociável! rsrs)
27/09 - Vamos de carro até a Régua e fazemos um passeio no Douro. A Régua é mais perto de Viseu que o Porto, então pensamos em partir de lá pois dizem que o melhor trecho é entre Régua e Pinhão, embora não tenhamos certeza de haver saídas de lá de barco, vamos confirmar lá em Portugal, ou alguém de vcs sabe? Retornamos de carro a Viseu.
28/09 - a definir
29/09 - Belmonte , Guarda e Serra da estrela
30/09 - a definir
01/10 - Saímos de Viseu e retornamos a Lisboa, passando por Óbidos, Leiria e Famalicão
02/10 - Lisboa novamente
03/10 - retorno a SP pela manhã

Uma outra dúvida é se precisamos mesmo levar a PID (permissão internacional p/ dirigir) ou se por estar num país de lingua portuguesa a habilitação brsileira é sufuciente...

Muitíssimo obrigada!

Ana

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

Maria das Graças

Ana, aconselho-lhe a levar a PID. Na estrada de Coimbra para Conimbriga tinha uma blitz da Guarda Nacional. Apresentamos todos os documentos exigidos (a PID estava lá). Fomos prontamente liberados.
Cumprir todas as exigências e todas as regras é fundamental em uma viagem. Dá tranquilidade e evita aborrecimentos que estragam o passeio.

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Ana, seguem meus pitacos:
10 dias é pouco, na minha opinião, para o que planejou.

23 e 24/9 - O tempo em Lisboa está curtíssimo, deduzo que já conheçam a cidade. Do contrário, é muito pouco tempo. Se bem que vi agora que tem mais um diazinho o final.

25/09 – Muito corrido fazer Tomar, Fátima e Coimbra com hospedagem em Viseu. Eu escolheria uma destas cidades e seguiria viagem (meu palpite é Tomar).

27/09 – Tem saídas de barco da Régua sim.
28/09 – Continue no norte. Durma na Régua mesmo e explore a região até Mesão Frio e um pouco da Serra do Marão.
29 e 30/09 - durma em Guarda ou Belmonte e explore a Serra da Estrela
01/10 – O retorno a Lisboa passando por Óbidos é bem legal. Eu seguiria direto sem passar pelas outras cidades, de modo que a viagem não fique tão corrida.

Sobre a PID, o comandante sempre recomenda ter. Meu esposo tem, por via das dúvidas. Mas já dirigimos muito só com a CNH sem problemas. Se tiver, leve, se não tiver, desencane e faça quando voltar pra já ter a PID na próxima viagem.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Olá Sheila,

Irei em Abril e estou bem tentada a fazer esse roteiro exatamente como você fez. Eu e marido passaremos 15 dias tbm. Sabe me dizer + ou - quanto vai em $$ para que eu possa me preparar antecipadamente? Obrigada

Sheila
SheilaPermalinkResponder

Fernanda,
Isso é muuuuito variável. Eu sempre faço assim: 600 euros em espécie por pessoa, 1000 euros no VTM e o restante em cartão de crédito.
Já saio com todas as reservas de hotel e veículo feitas, então já sei quanto vou gastar com essas despesas. Também compro trechos aéreos e ferroviários antes de viajar.
Eu te aconselho a simular toda a viagem pelos sites de reserva e, por dia, o casal deve gastar por volta de 50 euros com refeição. A não ser em locais especiais, como a Pousada de Santa Marinha que citei no texto.

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Sheila,

Há muito sonho com uma viagem como a sua, relatada neste post. Estou fazendo planos para julho/agosto do ano que vem. Tenho acompanhado também o post de Sílvio, que vai ao Douro a partir de Lisboa.

Pensei em entrar em Portugal pelo Porto, onde alugaria carro, e sairia por Lisboa. Teria mais ou menos 15 dias disponíveis para isso.

Minha maior ênfase seria o Douro Vinhateiro, para poder curtir os vinhedos, o passeio de barco, quem sabe o trem até Tua, comer no DOC e andar pelas estradinhas.

Não sei bem se o roteiro que desenhei está consistente, mas seria mais ou menos assim:

DIA 1 – CHEGADA A PORTO
DIA 2 – PORTO / VILA NOVA DE GAIA
DIA 3 – GUIMARÃES
DIA 4 – DOURO
DIA 5 – DOURO – passeio barco Pinhão (2hs)/talvez trem até Tua
DIA 6 – DOURO
DIA 7 – VISEU – AVEIRO
DIA 8 – COIMBRA
DIA 9 – FÁTIMA / ÓBIDOS
DIA 10– LISBOA (5 DIAS)

Não pesquisei ainda o total de km a serem percorridos, para poder organizar melhor a distribuição dos dias e os locais onde montar base. E também não sei se valeria a pena passar por Viseu e Aveiro, ou ir diretamente prá Coimbra.

Fátima e Óbidos estariam a caminho de Lisboa, que pretendo rever por 4 a 5 dias.

Gostaria de sujeitar esse roteiro às suas considerações.

Obrigada e um abraço.
Lívia.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Livia! MOntar bases é melhor do que pinga-pinga. Durma no Porto as três primeiras noites (faça bate-volta a Guimarães). Indo da Régua para Coimbra você não tem como passar por Aveiro; teria que ser outro bate-volta desde o Porto. Passe duas noites em Coimbra (no primeiro dia você já chegará à noite); visite Fátima e Óbidos a caminho de Lisboa.

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Bóia,

Eu poderia fazer outro trajeto até o Douro, que não fosse começando por Porto ? Eu poderia começar por Lisboa, subir até Viseu, Douro (Régua-Pinhão) depois Porto, e aí sim, descer, passando por Aveiro, e voltar a Lisboa, passando por Óbidos ? Tenho acompanhado o planejamento de Sílvio, mas o roteiro dele é pela Serra da Estrela. Não sei bem qual roteiro ficaria mais bacana, para esses 15 planejados.
Obrigada pelas dicas.

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Digo, 15 dias planejados

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lívia! Esse roteiro é factível, sim. O caminho Viseu-Régua-Porto pode ser feito nos dois sentidos. O que não faz sentido é Porto-Régua-Viseu-Aveiro.

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Boia, obrigada !
Acho mesmo que fiz a maior confusão com as cidades rsrsrs

Tenho estudado também o traçado : Porto, Guimarães, Amarante, Mesão, Régua, Pinhão, Lamego, Viseu, Coimbra e Lisboa. Faria bases em Porto, Guimarães, Régua, Coimbra e Lisboa. Sairia do roteiro Aveiro, meio contramão, acho eu. Tenho como incluir Óbidos na volta entre Coimbra e Lisboa ?

E assim eu poderia chegar por Porto e partir por Lisboa.
Como pretendo passar uns 4 dias em Lisboa, esse trecho ficaria para o final.

Qual sua opinião?
Gratíssima.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Livia! Recomendamos Guimarães como bate-volta doPorto, poupando uma base. Óbidos pode estar no caminho de volta a Lisboa, a cidade é vista em uma hora no máximo.

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Bóia, obrigada !
Vou fazer o que recomenda em relação a Guimarães. Amarante valeria um bate-volta também, ou eu passaria direto para Mesão em direção à Régua ?
Muito grata pelas orientações.

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Gostaria de colocar outra questão: no meu retorno de Régua para Lisboa, passaria necessariamente por Lamego, Viseu e Coimbra ? Lamego e Viseu seriam pit-stop, ou valeriam um pernoite ?
Pensei também em 2 noites em Coimbra, antes de voltar a Lisboa.
Tá muito bagunçado meu projeto ?
Aceito pitacos de bom gosto, ora pois !!!

Muito grata, e bom-dia.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lívia! Não estou mais conseguindo acompanhar seu roteiro. Por favor edite a sua programação atual, assim posso compartilhar no Perguntódromo.

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Oi Bóia,

Desculpa aí, confesso que fiz a maior confusão com o roteiro.
Guimarães já coloquei em bate-volta com Porto, conforme sua sugestão.
Agora ficou mais ou menos assim:

DIA 1 – CHEGADA A PORTO
DIA 2 – PORTO
DIA 3 – PORTO / GUIMARAES / PORTO
DIA 4 – RÉGUA (passando por Mesão)
DIA 5 – RÉGUA (passeio barco para Pinhão e trem para Tua, se couber)
DIA 6 – RÉGUA
DIA 7 – LAMEGO / VISEU / COIMBRA
DIA 8 – COIMBRA
DIA 9 – ÓBIDOS / LISBOA
DIA 10 – LISBOA (5 DIAS)

Minha dúvida agora é se Lamego e Viseu valem um pernoite, ou só pit-stop a caminho de Coimbra. Ou se haveria alguma cidade mais interessante a caminho, e que não considerei?
Pretendo ficar 13 dias. Já descontei os dias de chegada e partida.
Espero que o roteiro tenha ficado mais consistente.
Abraços e obrigada!
Lívia

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Livia! Tire o terceiro dia de Régua e acrescente no Porto.

Ana
AnaPermalinkResponder

Olá Sheila e Lívia, muito obrigada pelas respostas. Já estamos em Lisboa agora e vamos reconsiderar a subida e a descida para Viseu. Obrigadíssima mesmo!

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Boia,

Agradeço a sugestão. Já transferi um dia de Régua para Porto.

Pensei em incluir Aveiro no roteiro. Você está percebendo que encasquetei com Aveiro né ?? rsrs. Seria viável sair de Viseu, quebrar para Aveiro, e depois retomar a descida para Coimbra, ou é totalmente fora-de-mão?
Valeria a pena esse pit-stop ?
Estou anotando tudo...

Obrigadíssima.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Livia! Para isso você vai precisar passar meio batida por Viseu. Mas se está encasquetado, vá.

Lívia
LíviaPermalinkResponder

Boia,
Obrigada pelas dicas. Acho mesmo que estou cheia de dúvidas, e isso vai interferir muito na organização do meu roteiro. Por mais que vocês me ajudem, (e isso é fundamental prá mim), eu preciso realmente me definir. Como tenho ainda muito tempo, vou reler todos os comentários do post de Sílvio Cury, e rever minhas escolhas iniciais.
Mas deixo aqui meu muito obrigada antecipado pelas tantas outras sugestões e informações que certamente receberei no andamento dessa minha viagem.
Mãos à obra, o Douro me aguarda !!!
Um grande abraço.