Veneza: como chegar e como se locomover

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Veneza: barcos da Alilaguna desde o aeroporto

Não é todo dia que você visita ou se hospeda numa cidade em que as avenidas são, ahn, pavimentadas com água. Quase nada do que você aprendeu por aí vale aqui. Às instruções, pois.

--> Como ir do aeroporto de Veneza ao seu hotel

Ônibus

A maneira mais barata de ir do aeroporto Marco Polo a Veneza é com o Aerobus, o ônibus da ATVO (a cia. de transportes local) que por 6 euros (11 euros ida e volta) leva ao terminal de ônibus da Piazzale Roma (este aí da foto de baixo; mas o Aerobus não é nenhum desses bumbas, não). O trajeto é feito em 20 minutos. O primeiro ônibus sai da Piazzale Roma às 5h; o último sai do aeroporto à 0h20. Por favor: confira horários atualizados aqui (linha 35). Existe também um Aerobus a Mestre. O primeiro ônibus sai de Mestre às 5h20; o último sai do aeroporto à 0h20. Por favor: confirme os horários atualizados aqui (linha 35B)

Terminal de ônibus da Piazzale Roma

(Há também um Aerobus que vai a Mestre, onde está a porção continental (e absolutamente convencional) da cidade. Se o seu hotel ficar por lá, saiba que o ônibus também custa 5 euros (9 euros ida e volta) e que o trajeto é feito em 17 minutos. Veja o horário aqui.)

Existe um segundo aeroporto vendido como sendo "Veneza" por algumas low-costs (a principal delas, a Ryanair). Na verdade trata-se do aeroporto de Canova, em Treviso. A ATVO também tem um Aerobus que faz o percurso Canova-Mestre-Veneza. Até a Piazzale Roma dá 1h10 de viagem. O aeroporto de Canova/Treviso estará fechado para manutenção até dezembro de 2011.

A Piazzale Roma é vizinha à estação de trem Santa Lucia. Para ir da Piazzale Roma até o seu hotel, leia o tópico "Como ir da estação de trem ao seu hotel".

Alilaguna

Se o seu hotel ficar perto de alguma estação servida pelos barcos da cia. privada Alilaguna, cacife os 15 euros da passagem. A linha mais útil à maioria dos visitantes é a Arancio (laranja), que chega ao Rialto em 57 minutos e a San Marco (Santa Maria del Giglio) em 1h15. (Se o seu hotel fica perto da estação Santa Lucia, não vale a pena ir de Alilaguna; o ônibus é 20 minutos mais rápido). Já a Linea Blu liga o Aeroporto ao Terminal de Cruzeiros em entre 1h15 e 2h (dependendo do número de paradas), passando por Murano, Lido, San Marco, Zattere e Giudecca. O primeiro barco da linea Arancio sai de San Marco (Santa Maria del Giglio) às 5h48; o último sai do aeroporto à 0h05. O primeiro barco da linea Blu sai do Giudecca Hilton às 4h35 da madrugada; o último sai do aeroporto à 0h15. Veja os horários da linha Arancio aqui e da linha Blu aqui.

Barco compartilhado

A partir de duas pessoas é possível dividir um barco até o píer mais próximo do seu hotel. Custa 27 euros por pessoa e o barco pode levar até 8 passageiros (e, portanto, fazer até oito paradas pelo caminho). Mais detalhes aqui.

Táxi aquático

É o jeito mais chique e cômodo de chegar. Um táxi aquático pode se embrenhar pelos canais menores e deixar você o mais perto possível do seu hotel. Custa 90 euros (ida e volta, 170 euros). Mais detalhes aqui.

Leia mais: 70 hotéis de Veneza comentados pelos leitores (com mapa!)

--> Como ir da estação de trem Venezia Santa Lucia ao seu hotel

A pé

Muita gente procura hotéis nas imediações da estação Santa Lucia (no bairro contíguo de Canaregio ou do outro lado do canal em Santa Croce) para poder chegar com as próprias pernas. Neste caso, certifique-se de que o hotel fique realmente perto da estação. Ao ler instruções de percurso no site do hotel, preste atenção num detalhe: as pontes.

Ponte em Veneza

Ponte em Veneza não significa apenas um vão calçado por cima de um rio ou canal; ponte em Veneza significa necessariamente degraus, degraus e mais degraus. Por isso muita gente opta por deixar a mala no guarda-volumes da estação (preço por dia: 11 euros por volume) e ir para o hotel com apenas uma mochila.

De vaporetto

Deve ser o transporte público mais caro do planeta: um bilhete simples custa 6,50 euros (vale por 60 minutos numa mesma direção). É bem provável que você não consiga ir sentado -- e sua mala certamente irá em pé também. Se você planeja fazer outras viagens de vaporetto nas 24, 48 ou 72 horas seguintes, compre direto um passe (leia mais adiante, em "Como se deslocar em Veneza"). Existem também passes de vaporetto combinados com o ônibus do aeroporto.

Vaporetto em Veneza

Pois bem -- o vaporetto vai deixar você numa estação próxima ao seu hotel. Da estação ao hotel é por sua conta -- inclusive a passagem pelas pontes cheias de degraus. Para o recém-chegado, orientar-se pelas vielas venezianas é superdifícil, mesmo com mapa ou instruções detalhadas à mão (talvez com um GPS instalado no celular e atualizado você chegue sem erros).

Veneza

Um jeito de evitar maiores perrengues é deixar a mala grande na estação (a 4 euros as primeiras 5 horas, ou 11 euros por 24 horas), comprar um passe de vaporetto, achar o hotel só com a mochila e deixar para voltar com a mala mais tarde, depois de ter aprendido o caminho direitinho. (Esse conselho vale especialmente para quem se hospedar nos cantinhos mais remotos e menos turísticos de bairros como San Polo e Dorsoduro.)

De táxi aquático

O conforto de chegar o mais perto possível do seu hotel mesmo que ele se localize longe do Canal Grande custa 60 euros para até 4 pessoas desembarcando no mesmo ponto. Mais detalhes aqui.

--> Como se locomover por Veneza

A pé

O grande barato de Veneza, todo mundo já disse, é se perder. E você só se perde a pé. Saia das ruas de passagem, atravesse para o outro lado do Canal Grande, descubra os campos (praças), os becos, os canaizinhos recônditos. É de grátis smile

De vaporetto

Lá em cima eu disse que era o transporte público mais caro do mundo. Mas que outro transporte público faz de cada mínimo trajeto um tour por Veneza? Batalhe por um lugar à janelinha -- ou no pequeno convés -- e deslumbre-se.

Passes de vaporetto para visitantes

Bilhete magnéticoO bilhete simples custa 7 euros e mantém a validade durante 60 minutos na mesma direção (ou seja, dá para parar no caminho e reembarcar no mesmo sentido antes de expirar o prazo).

Já os passes para visitantes custam 18 euros (12 horas consecutivas), 20 euros (24 horas), 25 euros (36 horas), 30 euros (48 horas), 35 euros (72 horas) e 50 euros (7 dias). Por alguns euros a mais, todos podem incluir o Aerobus do aeroporto (ida ou ida e volta). Veja todos os preços aqui.

As linhas principais do vaporetto funcionam entre 5h e meia-noite. Na madrugada há linhas noturnas, que fazem um serviço espaçado, de 40 em 40 minutos. Veja todos os horários aqui (role a página e procure linhas 1, 2 e a noturna N Lido-Canal Grande).

Atenção: é preciso validar o passe numa das maquininhas dos pontos de embarque. Apesar de ser de papel, o cartão é magnético; basta chegar perto da maquininha e o painel avisa se está válido ou não.

Um bom uso do passe de vaporetto é comprar o de 24 horas para fazer um tour de todas as ilhas do arquipélago veneziano (Lido, Murano, Giudecca), de repente dando um pulinho no Arsenal (onde está a Biennale). Começando às duas da tarde num dia longo (entre o meio da primavera e o meio do outono), dá pra extrair o máximo do passe. Eu só faria o passe para todos os dias da estada se tivesse problemas de locomoção; caso contrário, o passe do vaporetto pode acabar dando preguiça de bater perna (e descobrir a Veneza longe do Canal Grande).

Vaporetto em Veneza

Leia mais: 70 hotéis de Veneza comentados pelos leitores (com mapa!)

--> Como ir de Mestre a Veneza

Há trens freqüentes, que fazem o trajeto em 8 minutos. Cada trecho no trem regional custa 2,90 euros. O primeiro trem sai de Mestre às 5h; o último sai de Veneza (Santa Lucia) à 0h36. A ATVO também faz o trajeto de ônibus, com a linha 8a. A passagem custa 3,50 euros ida (6,40 euros ida e volta). À noite funciona a linha N1, de 40 em 40 minutos (veja horários aqui).

--> Como ir do Terminal de Cruzeiros a Veneza (e vice-versa)

O Terminal de Cruzeiros ("Porto Crociere" ou "Marittima" em italiano, "Cruise port" em inglês) fica próximo à Piazzale Roma. Um monotrilho, chamado People Mover, liga a ilha-estacionamento de Tronchetto ao terminal e continua à Piazzale Roma. O trajeto até a Piazzale Roma custa apenas 1 euro e menos de 3 minutinhos. De lá você segue a pé ou de vaporetto por Veneza (leia mais acima). O People Mover funciona entre 7h e 23h em dias úteis, e entre 8h30 e 21h fins de semana e feriados (ate 22h no verão). É possível também pegar a Línea Blu da Alilaguna, que vai à Giudecca e ao Zattere antes de chegar em San Marco e Rialto -- e segue até o aeroporto. A passagem para qualquer ponto da linha custa 15 euros. Veja horários da Alilaguna aqui.

--> Viajar a Veneza: carro, trem ou avião?

Um carro em Veneza só serve para dar despesa: você paga a(s) diária(s) do aluguel mais a(s) diária(s) do estacionamento. Tente fazer de Veneza o início ou o fim do seu périplo italiano; assim você pode pegar o carro depois de visitar a cidade ou entregar o possante ao chegar (ou na última cidade em que ele for necessário).

Se você já estiver no centro ou no norte da Itália, recomendo que chegue a Veneza de trem. De Milão são 2h30; de Florença, 2h, e de Roma, 3h40, nos trens mais rápidos. Compre com antecedência e você pode conseguir a tarifa Mini, que é super em conta (veja como aqui). Compre até Veneza Santa Lucia, que é a estação final (Veneza Mestre é a última estação do continente, e serve apenas para quem vai se hospedar por lá).

Caso Veneza seja o seu primeiro destino na Itália -- seja vindo do Brasil, seja de algum outro país europeu -- recomendo que você venha de avião. Veneza é ligada por vôos diretos às principais cidades européias. Saindo do Brasil você pode fazer uma conexão imediata em lugares tão díspares quanto Lisboa, Paris, Amsterdã ou Frankfurt -- às vezes por tarifas mais em conta do que voando direto à Itália (e sem precisar se virar para continuar a viagem). Vindo de outros pontos da Europa, no mínimo procure orçar quanto fica incluir o(s) vôo(s) intra-europeu(s) na sua passagem transatlântica. Na maioria das vezes compensa. Ao comparar com preços de low-cost, lembre-se que os preços de low-costs normalmente estão cotados em euros, enquanto os preços de passagens aéreas internacionais comprados no Brasil estão em dólar. Tenha em mente também que low-costs impõem rigorosas limitações de bagagem (e cobram uma fortuna por cada quilo extra), além de cobrar à parte por despacho de bagagem, check-in e operação por cartão de crédito. (Leia mais aqui.)

Leia também:

70 hotéis de Veneza comentados pelos leitores (com mapa!)

Todas de Veneza no Viaje na Viagem


Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email
Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire
Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

871 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Denise Russo da Silva Olhier

Olá Ricardo! Eu e meu marido estaremos na Itália em janeiro/2015 e visitaremos Maranello de carro. Nossa pergunta: você acha que vale a pena irmos de carro até Veneza, e entregaríamos o carro no aeroporto. Ou seria melhor irmos de trem? Muito obrigada e parabéns pelas dicas! Abraços. Denise e Marcos.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Denise! É mais prático chegar a Veneza de trem.

Hanna
HannaPermalinkResponder

Olá, Bóia! Quero ir a Santorini, Atenas, Roma, Veneza e Paris. Pensei em pegar um voo para Atenas com stopover em Paris, no final da viagem. Mas como eu faria Atenas- Roma- Veneza- Atenas? Isso seria indicado?
Estarei com mala com mais de 15kg, existe algum lugar em Atenas que eu possa guardar as malas pra viajar só com uma mochila, já que serão apenas 5 noites e poder ir de low cost pra Roma e Veneza?
Muito obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Hanna! Compre passsagem com ida a Veneza e volta de Paris. Faça Veneza-Roma de trem, Roma-Atenas de avião, Atenas-Santorini-Atenas de avião, Atenas-Paris de avião. Orce quanto fica incluir os trechos internos na passagem internacional e compare com os trechos avulsos que você conseguir. Não é uma viagem barata.

Hanna
HannaPermalinkResponder

Muito obrigada, Bóia!

Dinamene
DinamenePermalinkResponder

Olá.
Primeiro quero dar os parabéns pelo vosso site! Adoro!
Agora aproveito para colocar umas questões, se me pudessem ajudar seria ótimo. Vou passar a carnaval de 2015 a Veneza com o meu marido e a minha filha e estava a pensar ficar na zona de Mestre. O voo vai chegar tarde e nessa altura como estará muita gente em Veneza, lá será mais calmo, e mais barato também. A minha questão é a forma melhor de ir do aeroporto para o hotel e depois do hotel para Veneza. Têm alguma informação sobre o hotel Ducale? Qual o valor dos transportes para esta rota? Será que compensa ficar do outro lado? Relativamente ao bilhete do vaporetto, ele também inclui a ida à ilha de Burano? Muito obrigada!
Saudações Portuguesas! wink

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Dinamene! Há um ônibus do aeroporto para Mestre. Por favor clique nos links oferecidos ao longo do texto.

diego
diegoPermalinkResponder

Olá, seu blog é muito interessante, mas surgiu uma dúvida. Li que quem ficar em um hotel próximo a estação Santa Lucia, vale mais a pena ir de ônibus, pois é 20 minutos mais rápido. Então não há uma estação de trem próxima ao aeroporto de Veneza, correto? A caminhada após a descida da linha 35 é longa até o endereço Rio Tera Lista de Spagna?
Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Diego! Não há trens partindo do aeroporto de Veneza. Use o Google Maps para verificar a distância do seu hotel à Piazzale Roma.

Érica
ÉricaPermalinkResponder

Boa tarde.
Pretendo ir para Europa em Março de 2015 e pretendo visitar Roma, Milão, Veneza, Florença e Barcelona. Como não conheço nada, gostaria que me indicasse um melhor roteiro que gaste menos tempo e menos dim dim. Para qual cidade eu devo ir primeiro? Na Itália posso fazer tudo de trem? Obrigada Érica

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Érica! Comece por Roma ou Milão e termine por Barcelona ou ao contrário. Não fazemos roteiros personalizados. Monte um roteiro que a gente dá nossos palpites. Para ajudar nesse começo, veja:
http://www.viajenaviagem.com/2011/12/como-montar-viagem-europa
http://www.viajenaviagem.com/2010/07/europa-quantos-dias-em-cada-lugar
http://www.viajenaviagem.com/destino/roma/
http://www.viajenaviagem.com/destino/milao/
http://www.viajenaviagem.com/destino/florenca/
http://www.viajenaviagem.com/destino/barcelona/

Érica
ÉricaPermalinkResponder

Obrigada pela dica Boia. Meu roteiro ficou o seguinte: Saindo do Rio para Milão, ficando 4 dias em Milão, de Milão p Roma ficando 4 dias, de Roma p Florença ficando 4 dias com um bate e volta em Pisa, de Florença para Veneza ficando 3 dias, de Veneza para Barcelona, 3 dias em Barcelona e 2 em Madri assim finalizando a viagem retornando p o Rio. O que vc acha? Alguma dica ? Obrigada.

Neftalí
NeftalíPermalinkResponder

Oi Érica, seu roteiro está bom! Eu tiraria um ou dois dias de Milão e colocaria em Madri ou/e Barcelona. E começaria em Milão, daí Veneza, Florença e Roma. Use os trens na Italia comprando antecipadamente (www.italotreno.it ou www.trenitalia.com). De Roma a Barcelona a www.vueling.com tem ótimos vôos diretos e baratos, compre o antes possível. De Barcelona a Madrid vá de trem, use a www.renfe.com

Érica
ÉricaPermalinkResponder

Ótimo, muito obrigada pela dica Neftali.