Vai alugar apê no exterior? Não faça transferência bancária!

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Apê alugado em Barcelona, sem fraude

Uma coisa que eu já falei muito em comentários, mas que preciso incorporar à série de Como alugar apartamentos de temporada no exterior é alertar para que de jeito nenhum se envie dinheiro por transferência bancária -- seja para pagamento total, seja para sinal.

É que este meio de envio (via Western Union, por exemplo) é o preferido dos pilantras, porque uma vez feita, a operação não pode ser revertida -- e na maioria dos casos o malandro nem consegue ser localizado.

Já quando a operação é feita por cartão de crédito ou PayPal os rastros que se deixa são muito maiores -- e há a possibilidade de contestar a despesa.

No começo do ano, o Seth Kugel, atual Frugal Traveler do New York Times e grande blogueiro do iG Viagem, entrou direitinho num esquema assim -- e contou para os leitores do NYT.

Agora em novembro começaram a pipocar casos de hackeamento de contas no site da VRBO, um site em que toda a negociação é feita diretamente entre proprietário e candidato a inquilino. O Washington Post acompanhou alguns casos.


E infelizmente a coisa chegou até a gente. O Marco contou aqui no site que foi vítima de um golpe em conta hackeada -- o que lhe custou mais de 2.000 dólares. Transcrevo aqui o relato na íntegra:

Vou viajar para Londres em fevereiro e resolvi alugar um apartamento lá. Um dos sites que utilizei para me orientar foi esse (e isso não quer dizer que o Ricardo Freire tenha qualquer culpa nisso, longe disso, mas gostaria que ele desse publicidade sobre esse fato), e acabei escolhendo um apartamento da VRBO. Enviei o email via site e pouco tempo depois recebei um email automático da VRBO dizendo que haviam recebido meu pedido e que em breve o dono do imóvel iria entrar em contato. No dia seguinte recebi email do dono, que se identificou como Mario Rossi, e disse os detalhes do imóvel. Troquei diversos emails com ele (e ao mesmo tempo com outros, além de apês da NYHabitat). Enfim, decidimos pelo apartamento e negociamos o pagamento da primeira metade do apartamento para 6 pessoas.

Dados enviados, fiz a transferência bancária internacional (5 dias após ter recebido o primeiro email do proprietário), e na terça-feira, à noite, 6 de dezembro, recebi um email da VRBO dizendo que eles tinham identificado um hackeamento da conta do proprietário do apartamento que eu estava alugando e que não era para eu enviar qualquer detalhe de pagamento e muito menos o pagamento. O alerta veio 10 dias depois do meu primeiro contato. No dia anterior eu havia feito um seguro, pelo sim pelo não, e até agora há pouco eu acreditava que isso iria me salvar. Mas já sei que não vai, pois o seguro não cobre phising na conta do proprietário!!!!! Outros casos aconteceram nos últimos dias e agora colocam em dúvida este sistema. Perdi 1.185 euros! Então recomendo muuuuuuito cuidado a todos e que de preferência evitem esse tipo de aluguel. Estou às ordens para dar mais detalhes sobre tudo que aconteceu e caso o Ricardo Freire queira fazer uma matéria sobre isso estou às ordens e além disso sugiro acessar o link comunity no próprio site da VRBO onde começam a pipocar diversas casos com as mesmas características.

Espero ter contribuído.

Marco, a gente lamenta muito e agradece ainda mais por você ter contado aqui.

Pessoal: transferência bancária, nunca! Sinal só por cartão de crédito ou PayPal!

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email


84 comentários

Rose Pritsopoulos

Pessoal tivemos problemas sérios com a Thaysa da brasilway apartamentos em NY.
Alugamos um apartamento para curta temporada em NY com 4 meses de antecedência pelo site brasilway apartamentos em NY na véspera da viagem ela nos avisou que teve problema de vazamento no banheiro e que o apartamento ficaria interditado por 15 dias. Constatamos que era mentira pois fomos até lá e tinha outros hóspedes. Não cumpre o que combina, literalmente sem caráter.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar