Cinque Terre em um dia: de trem, de barco e a pé

Corniglia

[Corniglia; ao fundo, Manarola]

Estive em Cinque Terre — os míticos cinco vilarejos encravados na costa lígure, tombados pela Unesco e revelados aos não-italianos pelo Rick Steves — em outubro do ano passado. Duas semanas depois, chuvas torrenciais provocaram desmoronamentos e causaram interdições no parque. Em princípio eu estava guardando este post para quando todo o parque — em especial a cidade que achei mais encantadora, Vernazza — estivesse perfeitamente visitável. Mas depois de ouvir neste outro post a opinião dos trips (incluindo alguns que passaram por lá recentemente), achei que valia a pena prestar esse serviço para quem quer incluir Cinque Terre no seu circuito italiano ainda este ano, mesmo com Vernazza em obras.

–> O QUE EU FIZ

Montei base em La Spezia, imediatamente ao sul das Terre. Gostei muito, explico adiante por quê. Percorri as Cinque Terre de três maneiras: de trem, a pé e de barco.

Monterrosso; estação de trem

[Monterosso]

O trajeto completo de trem, parando em todas as Terre, leva 29 minutos entre La Spezia e Monterosso (a viagem expressa, sem paradas intermediárias, leva menos de 15 minutos). Não é uma viagem panorâmica: o trem vai por dentro da montanha quase todo o tempo, com poucas aberturas para o Mar da Ligúria (pegue a janelinha da esquerda no sentido La Spezia-Riomaggiore-Monterosso, ou a janelinha da direita no sentido Monterosso-Riomaggiore-La Spezia). O trem deve ser usado apenas para cortar caminho — só vale mesmo a pena como ida ou volta de  um percurso de barco ou a pé (quando as trilhas reabrirem, claro).

Sentiero Azzurro (n. 2) entre Vernazza e Corniglia

[Sentiero Azzurro; entre Vernazza e Corniglia]

Percorri também a pé quase toda a trilha principal, conhecida como Sentiero Azzurro ou Sentiero Numero 2 — digo “quase” porque o trecho Corniglia-Manarola estava interditado, em manutenção. E quer saber? Achei muito esforço pra pouca vista. A trilha é um deslumbre nas imediações dos vilarejos, permitindo contemplar (e fotografar) as Terre de ângulos bacanérrimos. Mas o miolão entre as cidades mais afastadas — aqueles intermináveis 60, 75, 90 minutos que você caminha sob o sol — rende muito pouco em termos de deleite visual; é mais para quem está na vibe trilheira. Para turistas mais vagais como eu, recomendo roubar no jogo e fazer só o comecinho/finzinho de cada trilha (tipo os primeiros 15 minutos), retornando ao vilarejo assim que acabar o fator “uau!”. A exceção à regra é o trecho Manarola-Riomaggiore, a Via dell’Amore, que nem chega a ser uma trilha — é um passeio.

(É bom lembrar que atualmente estão abertos apenas dois trechos do Sentiero Azzurro: o trecho entre Monterosso e Vernazza, e a Via dell’Amore entre Manarola e Riomaggiore.)

Barco aproximando-se de Riomaggiore

[Perto de Riomaggiore]

Finalmente, fiz o percurso inteiro de barco (parando ainda em Portovenere, a “sexta” Terre). E achei o mááááximo.

A partir desta experiência, aí vai a minha recomendação para fazer o filé das Cinque Terre num dia de percurso.


Visualizar Cinque Terre e arredores em um mapa maior

.
–> O QUE EU RECOMENDO

Durma na região para aproveitar bem o dia. Mais embaixo eu listo todas as possibilidades, mas para fazer esse roteirinho aqui o ideal é montar base em La Spezia (saindo de outras localidades serão necessárias pequenas adaptações).

Compre um 5 Terre Card (€ 5), que dá direito a percorrer os trechos abertos do Sentiero Azzurro (incluindo a Via dell’Amore de que ninguém abre mão) e também permite usar o serviço de ônibus interno do parque (uma mão na roda para ir da estação de Corniglia até a cidade, que a pé fica 365 graus morro acima). Caso saia de La Spezia, de Levanto ou de alguma das Terre, compre logo um 5 Terre Card Train (€ 10), que além do que o 5 Terre Card proporciona também dá direito a transporte ilimitado de trem ilimitado entre La Spezia, as Cinque Terre e Levanto durante todo o dia (é ótimo para voltar na última hora ao vilarejo de que você mais gostou). Os cartões podem ser comprados nas estações de La Spezia, Levanto e nas Cinque Terre.

Atenção: sempre confira os horários dos trens, prestando atenção às estações em que param. Veja horários no site da Trenitalia (consulte sempre para a mesma semana).

–> 1. TREM a Corniglia

Corniglia

La Spezia a Corniglia de tremCorniglia é a Terre do meio — são duas pra lá, duas pra cá. Mas não é por isso que eu começaria por ela. É que Corniglia é a única das Terre onde o barco não pára. De La Spezia até lá o trem leva 14 minutos. Da estação ferroviária você toma um ônibus até a vila (incluído no Cinque Terre Card) ou sobe 365 degraus.

Pela dificuldade de acesso, Corniglia é a menor e também a menos visitada das Cinque Terre. O que é ótimo: assim você começa seu périplo pelo vilarejo menos afetado pelo turismo. Mande fazer um panino no minimercado da praça e aprecie a vista de Manarola.

CornigliaCornigliaCorniglia

[Corniglia]

–> 2. TREM de Corniglia a Monterosso

Monterosso

[Monterosso]

Corniglia a Monterosso de tremMonterosso, na extremidade norte do parque, é o vilarejo mais espalhado dos cinco, graças à larga praia de areia que se estende da estação até o centrinho. A viagem desde Corniglia leva 7 minutinhos.

A praia é a mais amigável da região; é para cá que você voltará caso tenha um dia sobrando para descansar à beira-mar.

O centrinho é bastante simpático, mas sofreu com os desabamentos; pode ser que você encontre ainda algo sendo reconstruído.

Aproveite que o trecho do Sentiero Azzurro entre Monterrosso e Vernazza acaba de ser liberado ao público (desde 3 de abril de 2012), e percorra os primeiros 15 minutos de trilha.

É subida, mas vale a pena: é a melhor vista de Monterosso que você pode ter.

Monterosso al MareMonterossoMonterosso

[Monterosso]

–> 3. BARCO de Monterosso a Vernazza e Manarola

Vernazza

[Vernazza]

Monterosso-Vernazza-Manarola de barcoProcure no centro o píer onde atracam os barcos do Consorzio Maritimo 5 Terre. O serviço funciona entre abril e novembro.

Localize o stand da cia. e compre uma passagem até Portovenere (€ 25 o ticket válido o dia inteiro, € 27 sábado ou domingo, € 17 o “afternoon ticket”, válido apenas à tarde). O barco faz a rota Monterosso-Vernazza-Manarola-Riomaggiore-Portovenere (e volta). O ticket do dia inteiro (ou da tarde) dá direito a descer e reembarcar em todas as paradas. Caso você não queira ir até Portovenere, pode comprar só o ticket one-way de € 10,50 que dá direito às três paradas dentro das Terre (Vernazza, Manarola e Riomaggiore). À tarde também é possível comprar o one-way com direito a duas paradas, por € 9.

Vernazza

[Vernazza]

VernazzaVernazzaVernazza

[Vernazza]

Barco passando por Corniglia

[Prestes a passar por Corniglia]

Eu achei o percurso marítimo muitíssimo mais bonito do que as trilhas — e incomparavelmente mais agradável :D  Num dia ensolarado, aposto que este vai ficar como um dos passeios de barco mais memoráveis do seu currículo… Há sete viagens diárias (oito no fim de semana); veja os horários aqui (role a página para a tabela completa).

Manarola

[Manarola]

De Monterosso a Vernazza o barco leva 10 minutos. Em 2012 quem descer em Vernazza ainda pegará a cidadezinha em reconstrução. Não tenho idéia de como estão as fachadas do portinho (o mais charmoso da classe); ainda assim, deve valer a pena caminhar 10 minutos morro acima, na direção de Monterosso, para tirar umas fotos do ângulo mais bonito.

De Vernazza a Manarola são 20 minutos, passando ao largo de Corniglia (que fica no alto, lembra? Você começou seu passeio por lá).

–> 4. A PÉ de Manarola a Riomaggiore, pela Via dell’Amore

Via dell'Amore

[Via dell'Amore; Manarola ao fundo]

Manarola-Riomaggiore a péManarola é pequena, porém íngreme. Na praça principal, no alto, você encontra a igreja de San Lorenzo, que é de 1338.

A Via dell’Amore é praticamente uma avenida costeira para pedestres. Daria para ser percorrida em 20 minutos, mas leva mais tempo porque você vai querer tirar muitas fotos — das duas cidadezinhas, dos penhascos, e sobretudo dos inúmeros cadeados deixados por lá por casaizinhos in love.  A origem do caminho é interessante: foi construído nos anos 20 como uma via auxiliar de segurança para obras de ampliação da galeria ferroviária entre as duas vilas. Terminada a obra, o caminho permaneceu e começou a ser usado pelos moradores. O resto é história — e declarações de amor…

Via dell'Amore

[Via dell'Amore]

Via dell'Amore

[Via dell'Amore]

Via dell'AmoreVia dell'AmoreVia dell'Amore

[Via dell'Amore]

O calçadão termina exatamente sobre a estação de trem de Riomaggiore — mas de maneira nenhuma encerre sua visita ali. A cidadezinha se esconde para lá da estação e é adorável, espremidinha na montanha, com escadarias, vielas cobertas e o portinho mais pitoresco das Terre.

Riomaggiore

[Riomaggiore]

RiomaggioreRiomaggioreRiomaggiore

[Riomaggiore]

Caso Riomaggiore seja sua última escala, fique até o pôr do sol — há cafés e bares próprios para aproveitar o momento. Tendo apenas um dia, no entanto, eu abriria mão do pôr do sol pela próxima etapa do passeio.

–> 5. BARCO a Portovenere

Embarque em Riomaggiore

Riomaggiore-Portovenere de barcoFreqüentemente descrita como “a sexta Terre”, Portovenere é uma cidade medieval que floresceu em torno de um castelo que hoje funciona como museu de arte contemporânea.

É sensivelmente menos visitada do que as Cinque Terre.

O barco leva 35 minutos desde Riomaggiore, contornando um costão imponente e desabitado até alcançar o vilarejo, escondidinho na boca da baía de La Spezia, voltado para o sul.

O lugar é um centro produtor de pesto; se estiver no fim da sua viagem, taí um bom souvenir :-)

Portovenere também é um bom destino para um passeio de dia inteiro, já que de lá, entre abril e novembro, é possível fazer passeios de barco a ilhotas próximas.

Chegando a Portovenere

[Chegando a Portovenere]

Portovenere

[Portovenere]

PortovenerePortovenerePortovenere

[Portovenere]

–> 6. BARCO OU ÔNIBUS a La Spezia

Portovenere-La Spezia de barcoO barco a La Spezia tem poucos horários, leva 20 minutos e custa € 4. Compre no stand de vendas no portinho.

É possível também ir de ônibus local, que tem mais horários.

A pegadinha é que você precisa comprar a passagem no posto de turismo Pro Loco. Custa € 1,45.

O barco deixa você no porto, de onde precisa caminhar entre 10 e 15 minutos até a estação de trem.

O ônibus leva até a estação.


Visualizar Cinque Terre e arredores em um mapa maior

.
–> ONDE FICAR

As Cinque Terre podem ser visitadas num dia a partir de uma série de localidades. Também é possível dormir numa das Terre, evidentemente. Minha dica é que, não importa a base que você escolha, você passe duas noites — desta maneira, pode dedicar um dia inteiro ao passeio, sem perder tempo com deslocamento até as Terre, nem o stress de seguir viagem no mesmo dia.

O bate-volta de Florença não é recomendável. São duas horas e meia de trem ou de carro em cada sentido; um passeio com cinco horas totais de deslocamento é um sacrifício.

–> Em La Spezia

La SpeziaLa SpeziaLa Spezia

[La Spezia]

Montei base em La Spezia, cidade portuária imediatamente ao sul de Cinque Terre, a meia hora de trem de Riomaggiore, e ligada às Terre também por barco (via Portovenere). A cidade não tem nada de especial, mas foi exatamente por isso que gostei da experiência :mrgreen:

Explico: por ter ficado todos o restante dos meus 30 dias pela Itália em cidades grandiosas e/ou fofinhas, foi interessante passar duas noites numa cidade quase não-turística. Cheguei num início de noite, usei o dia seguinte para passear pelas Terre, dormi uma segunda noite na volta. Me hospedei no My One Hotel, bastante confortável (prédio novo, estacionamento grátis, bom café da manhã e internet incluídos), que consegui por pouco mais de € 100 no Hoteis.com (seu único defeito é não estar muito perto da estação). Para quem não está de carro, é mais negócio se hospedar perto da estação, em hotéis como o Firenze e Continentale (muito bem avaliado no TripAdvisor), Venezia ou Mary. Jantei muito bem nas duas noites — uma no excelente bistrô Osteria della Corte, outra na generosa (e baratíssima) cantina La Nuova Spezia.

Como chegar a La Spezia

La Spezia está a 42 minutos de trem de Pisa, 1h05 de Gênova, 1h20 de Lucca (via Pisa), 2h10 de Florença, 3h10 de Milão, 3h40 de Roma,  4h50 de Veneza.

De carro são 78 km desde Lucca, 85 km desde Pisa, 112 km desde Gênova, 150 km desde Florença, 220 km desde Milão, 365 km desde Veneza e 410 km desde Roma.

–> Nas Cinque Terre

Riomaggiore

[Riomaggiore]

A hospedagem nos cinco vilarejos é composta por hotéis bastante básicos, pensões e bed & breakfasts. O TripAdvisor lista 19 hotéis em Monterosso, 62 em Vernazza, 12 em Corniglia, 15 em Manarola e 11 em Riomaggiore. Note que muitos lugares em Monterosso e em Vernazza ainda não reabriram (confira a situação de Monterrosso aqui e a de Vernazza aqui).

Como chegar às Cinque Terre

Monterrosso está a 14 minutos de trem direto de La Spezia, 1h04 de Gênova, 1h10 de Pisa, 2h25 de Florença.

Também é possível chegar às Terre de carro: todas as cidadezinhas são ligadas a uma estrada que passa no alto da montanha. Há bolsões de estacionamento fora das cidades. Monterrosso está a 33 km de La Spezia, 44 km de Portovenere, 100 km de Gênova, 115 de Lucca, 120 km de Pisa, 190 km de Florença, 230 km de Milão e 470 km de Roma.

–> Em Portovenere

Portovenere

Portovenere, a “sexta das Terre” é a melhor alternativa da região para quem quer mais conforto do que o oferecido pelas cinco cidadezinhas, mas não está a fim de encarar La Spezia. A Luisa do Arquivo de Viagens recomenda esta opção. O TripAdvisor lista 16 hotéis em Portovenere.

Como chegar a Portovenere

A cidade está ligada a La Spezia pelo ônibus local 11/P, que em 25 minutos vai do centro histórico de Portovenere à estação central de La Spezia. A passagem, de € 1,45, precisa ser comprada no posto de informações Pro Loco. Entre abril e outubro há também barcos — seis ou sete por dia, a € 4.

Veja o tempo de viagem de trem a La Spezia desde diversas cidades um pouco mais acima, no tópico La Spezia.

Note que de novembro a março não há transporte de barco às Cinque Terre; hospedando-se neste período em Portovenere você teria que estar de carro ou ir a La Spezia para pegar o trem.

De carro Portovenere está a 14 km de La Spezia, 92 km de Lucca, 97 km de Pisa, 125 km de Gênova, 165 km de Florença, 235 km de Milão e 445 km de Roma.

–> Nas cidadezinhas ao norte das Cinque Terre

Na costa entre Gênova e Monterosso há várias cidades que podem servir de base para o passeio às Cinque Terre — sempre no mesmo esquema: duas noites, chegando no fim do primeiro dia e aproveitando o segundo sem stress de precisar seguir viagem no mesmo dia. Dessas cidades também dá para dar um pulinho no outro destino cobiçadíssimo da costa lígure, Portofino.

Levanto está a meros 4 minutos de trem de Monterosso; Deiva Marina, a 12 minutos; Rapallo (onde a Lena ficou), a 35 minutos; e Santa Margherita Ligure, o mais importante balneário da região, a 40 minutos.

No verão é possível ir às Cinque Terre de barco, partindo de Portofino e Deiva Marina.

O TripAdvisor lista 16 hotéis em Levanto, 7 hotéis em Deiva Marina, 27 hotéis em Rapallo e 25 hotéis em Santa Margherita Ligure.

Como chegar às cidades entre Gênova e as Cinque Terre

De trem, Santa Margherita Ligure está a 22 minutos de Gênova (2h20 de Milão, 3h20 de Florença); Rapallo, a 3 minutos de Santa Margherita Ligure; Deiva Marina, a 1h06 de Gênova e 3h30 de Milão).

De carro, Santa Margherita Ligure e a vizinha Rapallo estão a 5 km de Portofino, 30 km de Gênova, 70 km de Monterosso, 165 km de Milão, 211 km de Florença e 224 km de Nice, na França.

–> Em Gênova

Hospedar-se em Gênova implica em perder uma hora para ir e outra para voltar do seu passeio em Cinque Terre. Mas se Gênova estiver nos seus planos, montar base por lá faz todo o sentido. (A Carmem e a Ana fizeram isso.) Além de ser uma cidade bacanérrima (pelo que contam; nunca fui), você ainda pode tirar meio dia para dar um rolezito por Portofino, ali perto. O TripAdvisor lista 88 hotéis em Gênova; a Carmem e a Ana ficaram no Continental e dão ótimas dicas de restaurantes aqui.

Como chegar a Gênova

De trem, Gênova está a 1h30 de Milão, 1h35 de Turim, 3h11 de Nice, 3h15 de Florença, 4h50 de Veneza e 4h50 de Roma.

De carro, Gênova está a 37 km de Portofino, 145 km de Milão, 170 km de Turim, 195 km de Nice, 230 km de Florença, 410 km de Veneza e 510 km de Roma.

Leia também:

Cinque Terre depois do dilúvio: vale a pena ir em 2012?

Passeando pelas Cinque Terre (dezembro/2011), no De uns tempos pra cá

Portovenere e Cinque Terre, no Arquivo de Viagens

Cinque Terre, no Giramundo

Montando base em Gênova, no De uns tempos pra cá

Gênova, no Idas e Vindas

Navigazione Golfo dei Poeti, horários de barco Cinque Terre-Portovenere

As últimas da Itália no Viaje na Viagem

Os carros desta viagem são alugados com todos os seguros pela Mobility Cars.

O grupo Pestana e as Pousadas de Portugal apoiam esta viagem.

O Mondial Travel é a assistência viagem oficial do #viajenaviagem no projeto Europa de carro.

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


362 comentários para “Cinque Terre em um dia: de trem, de barco e a pé”

  1. Qual a melhor época para ir a CinqueTerre e qual o número ideal de dias para conhecer as 5 vilas? Aguardo obrigada, Myrian

    1. Olá, Myrian! A melhor época é entre maio e início de outubro; junho e setembro são os melhores meses. No texto (você leu?) mostramos como visitar em um dia, dormindo duas noites nas redondezas. Mas tendo tempo para ficar mais dias, esteja à vontade.

  2. Esse ano, em maio, estive em Cinque Terre. As dicas aqui do RF e do Viaje na Viagem foram ótimas e tentei segui-las, mas peguei um tempo instável e as trilhas pela encosta estavam fechadas e nada de passeios de barco… Mesmo assim, adorei. Aliás usei várias outras dicas também que conto lá no meu blog http://vacationanimae.blogspot.com.br/
    Valeu! bj Kareen

  3. Parabéns pelo post!
    Raramente escrevo comentários em sites, mas sobre esse post não poderia deixar em branco.
    Muito bem escrito e detalhado, uma ótima referência para que vai visitar esse paraíso.
    Obrigado pelo excelente trabalho.

  4. Li em alguns sites que para a base, também pode ser escolhidas as cidades Rapallo ou Sta Marguerita. Isso procede, ou você ainda sugere La Spezia?

    1. Olá, Fabiola! O Ricardo Freire estava de carro vindo da Toscana, por isso ficou em La Spezia.

      As outras cidades estão citadas no tópico “onde ficar ao norte de Cinque Terre”. Por favor: leia nossos textos com atenção. Eles são longos justamente por preverem quase tudo que você possa querer perguntar.

  5. Certo! Pelo nosso roteiro, chegaremos até Cinque Terre vindo de Florença, acredito então que La Spezia também seja a melhor base…Obrigada!

  6. oi querida..

    estarei de lua de mel 5 dias em paris… 3 em veneza..
    pensei em pegar um trem e fazer bate-volta para La Spezia e conhecer a praia um dia (ja tenho hotel em Veneza comprado) o que achas?

    bj

    1. Olá, Fabiola! São 5h30 de viagem, com duas baldeações.

      Foque nos lugares onde você vai estar. Não passe a sua viagem inteira pensando nos lugares onde você não vai passar. A Europa não vai sair do lugar; você vai voltar em breve, acredite.

  7. Olá Ricardo,

    Tudo bom? Eu sou simplesmente apaixonada pelo seu site. Vivo, de fato, viajando nas suas viagens. rsrs

    Estou escrevendo aqui porque no post sobre a Costa Amalfitana não tem mais espaço e porque a dúvida envolve a região de Cinque Terre também. Será a primeira viagem “grande” que faço com minha namorada. Vamos ficar ao todo 20 dias na Itália. Mas infelizmente só conseguimos conciliar nossas férias no mês de agosto. Confesso que estou um pouco com medo de tudo estar um pouco lotado. A minha dúvida é: acha que vale conhecermos a Costa Amalfitana e a região de Cinque Terre mesmo em agosto?

    Outra dúvida (essa um pouco mais pretensiosa.. rsrs): pensei em dividirmos a nossa viagem assim: 2 dias em Veneza, 5 dias em Roma, 1 dia em Nápoles, 2 dias em Capri, 3 dias m Positano (fazendo bate e volta nas outras cidades da região), 2 dias em Florença, 3 dias na Toscana e dois dias em Verona. A minha dúvida é: acha que está bom? E quanto ao período, vai estar tudo muito lotado, do tipo não vamos conseguir conhecer tudo com calma?

    Beijos, obrigada e desculpa pelo “abuso”, Juliana

    obs: E parabéns!!!

    1. Olá, Juliana! Em agosto estará tudo lotado. Verona pode ser visitada como bate-volta de Veneza ou como pitstop entre Milão e Veneza.

      Leia mais sobre Costa Amalfitana:
      http://www.viajenaviagem.com/2013/09/costa-amalfitana-roteiro-dicas/

      1. Obrigada!!!

        Beijos

  8. Amei o post!!

    Mas alguém saberia dizer se a Via dell’Amore ainda está interditada?

    1. Olá, Carolina! Há um link no site do parque que traz a situação em tempo real.

      Neste momento, todas as trilhas deste circuito estão fechadas.

      Continue conferindo aqui:
      http://www.parconazionale5terre.it/sentieri_parco.asp

  9. Olá! Esse post é tudo para quem está indo para essa região!! Obrigada! Vi valores de hospedagem em BeB e os preços para acomodação em Riomaggiore está o mesmo valor de La Spezia. É melhor ficar em La Spezia ou passar a noite em uma das “terras”?

    1. Olá, Celina! O post acima explica as diferenças das duas opções. Leia com carinho! O Comandante gostou de La Spezia.

      1. Muito obrigada!!

  10. Olá, Bóia. Para bate e volta desde Gênova, tenho que ir a La Spezia ou posso chegar direto a uma Terre? Não acho nenhuma Terre para comprar a passagem na Trenitalia, mesmo selecionando tutti i tremi e colocando a data amanhã. Grata.

    1. Olá, Marise! Genova está ao norte das Terre, você não precisa passar por La Spezia.

      No site da Trenitalia, espere aparecer a opção “Genova (Tutte le stazioni)”, ou então preencha com Genova Piazza Principe . Dá 1h30 a 1h45 de viagem a Monterosso.

  11. Bóia, como descubro se em Savona tem guarda volumes no porto ou na estação de trem? Desculpe a pergunta no post errado, mas não sabia onde perguntar. Grata.

  12. Hoje mesmo uma amiga me indicou o seu site e já fiquei apaixonada.
    Em maio viajamos à Croácia e de lá partimos para Milão.Há anos ouvi falar e sonho com Cinque terre mas não consegui conciliar as minhas viagens com realizar este sonho .
    Depois de ler o que você escreveu ,vou mesmo de barco ( isto de subir 365 degraus ninguém vai me obrigar ) pois ,segundo o seus relatos é a viagem mais bonita.
    Como ficarei hospedada em Milão gostaria de saber como pegar o barco ?,de onde ele sai ? é muito distante de Milão ?
    O barco para em todas as cidadezinhas? De barco há condições de fazer a Via Dell’Amore ?
    Atenciosamente,
    Selma

    1. Olá, Selma! Está tudo explicadinho no guia aí em cima! Com mapinha das paradas de barco e tudo :D

      La Spezia está a 3h10 de trem de Milão.

  13. Olá!
    Mais uma vez utilizo suas valiosas informações…
    Viajo para a Italia semana que vem e passarei um dia em Cinque Terre. Sairei de Viarregio bem cedo em direção à Riomaggiore, de carro. Vi na postagem que há bolsões para estacionar o carro nas cidades, mas pensei em deixar o carro na primeira cidade e seguir de trem na ida e de barco na volta. Adorei o seu roteiro começando pela vila do meio. Acho que vou fazer da mesma forma, deixando as outras para visitar com o barco.
    Só não sei se é melhor deixar o carro em La Spezia ou em Riomaggiore. É possível comprar o bilhete de trem em Riomaggiore, ou só em La Spezia?
    Mais uma vez, parabéns pela qualidade das informações deste site. Nunca viajo sem antes passar por aqui.

    1. Olá, Adriana! Viareggio está ao norte de Monterosso, tente por lá. Chegue cedo para pegar lugar no estacionamento. ao sul de La Spezia. Vai ser melhor usar um estacionamento em La Spezia.

      1. Querida bóia, desculpe, mas creio que Viareggio fica, na verdade, ao sul de La Spezia e, vendo pelo mapa, parece mais fácil chegar a Riomaggiore primeiro…
        De qualquer maneira, acho que se posso começar a viagem por Monterosso, também posso começar por Riomaggiore, sem ter que, necessáriamente parar em La Spezia. Com certeza, tentarei chegar cedo para conseguir vaga no estacionamento…
        Mais uma vez me desculpe, mas achei melhor responder. Não tenho intenção de discutir ou ser indelicada.
        Obrigada pela atenção.

        1. Olá, Adriana! Você tem toda a razão, eu me confundi (o pior é que pus no mapa para responder! acho que na hora troquei as bolas).

          Já corrigi lá.

          Nesse caso, é melhor usar um estacionamento em La Spezia mesmo!!!

          1. Mais uma vez, obrigada!!!

  14. Olá Ricardo!!

    Já a algum tempo planejava visitar a região de Cinque Terre, nunca estive na Itália, nunca me interessou, porém essa região em particular sempre me atraiu.
    Não sou rico (Graças a Deus), mas não gostaria de passar aperto durante a viagem. Você teria uma estimativa de quanto em média devo gastar para conhecer a região??.. Não quero me privar de visitar e conhecer os lugares, mas também não quero ostentação, se posso me fazer entender.. Não preciso considerar as despesas até a Itália nem mesmo o tempo da minha estadia em Roma (minha cidade de partida), pois já estão devidamente pagos e contabilizados. Mas preciso muito da dica pra poder esticar minha viagem até lá… gostaria de passar ao menos 6 dias pela região, pra poder vivenciar 1 dia em cada uma delas sabe.. Se puder me ajudar!! Agradeço desde já!

    1. Olá, Lisias! Aqui quem responde é a Bóia.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2013/07/como-estimar-gastos-viagem/

  15. Olá Boia,
    Vou visitar as Cinque Terre em Maio/2014.
    Seu post será meu guia.
    Tenho uma dúvida qto ao trajeto Monterosso/Vernazza.
    Primeiro você cita: “Aproveite que o trecho do Sentiero Azzurro entre Monterrosso e Vernazza acaba de ser liberado ao público (desde 3 de abril de 2012), e percorra os primeiros 15 minutos de trilha”.
    Porém, o item 3 diz que devemos ir de barco de Monterosso para Vernazza.
    Percorremos os 15 minutos da trilha e voltamos a Monterroso para pegar o barco?
    É isso?
    Grata
    ZOÉ

    1. Olá, Zoe! Ultimamente todos os caminhos têm estado interditados, dê uma olhadinha no site do parque linkado no texto.

      1. Obg Boia,
        De fato, olhei no site do Parque e as trilhas estão fechadas.
        Saberias informar o porquê?
        Mal tempo?
        Pq se for, tenho esperança que melhore daqui para Maio.
        Grata mais uma vez
        Zoe

        1. Olá, Zoe.
          Eu e minha esposa acabamos de voltar da Itália, dia 24/03, e estivemos em Cinque Terre. Não é preciso dizer que o lugar é belíssimo e vale muito a visita! Usamos o roteiro sugerido pelo Comandante: ficamos em La Spezia, hotel Firenze e Continentale (fica próximo à estação de trens, muito bom!) e nos deslocamos por trem para as Terres. Não usamos barco pq não era época. Quanto às trilhas, a Via dell’Amore está fechada, mas a de Monterrosso a Vernazza está aberta, mas não recomendamos: foram 2h e 20min de caminhada por trilhas estreitas, subidas íngremes, às vezes perigosas e a vista não é assim uma brastemp! Vale mais a pena percorrer alguns minutos, curtir, fotografar e voltar para pegar o trem ou o barco. A não ser que tu sejas adepta do trekking e daquelas muito fanáticas!
          Abs, João e Clarice.

          1. Obg Joao e Clarice.
            Muito enriquecedor o comentário de vocês.
            Só sinto a Via Dell’Amore estar fechada, porque dizem ser muito bonita.
            Vocês saberiam dizer porque está fechada? E se tem chance abrir até Maio, quando estarei viajando?
            Grata
            ZOÉ

            1. Olá, Zoe! Desde as chuvas que interditaram o parque, em 2011, a maioria das trilhas tem estado fechada todo o tempo para reparos estruturais.

            2. Pois é, Zoe, também sentimos não poder percorrê-la!
              Certamente está fechada em consequência da queda de barreiras ao longo da trilha, o que exige reparos. Tomara liberem o trecho até maio quando viajas.
              Abs, João e Clarice.

  16. Zoé,
    dica de restaurante em Riomaggiore: La Lampara – via Malborghetto, 10 (rua principal da Terre!)
    Vai tranquila, é excelente! Preço em torno de 30 euros por pessoa.
    Abs, João.

  17. Ola Ricardo. Já estive na Itália por duas vezes em roteiros quase diferentes um do outro e desta vez, em outubro 2014, quero me aventurar por outros cantos. Terei do dia 01 ao dia 08, saindo de Berlim dia 01 cedo. Tenho muita vontade de conhecer Cinque Terre, assim como Costa Amalfitana, assim como a Sicília, assim como cada cantinho da Itália. O que você poderia me recomendar, especialmente se tivesse de escolher entre Cinque Terre e Costa Amalfitana? Daria pra ir nos dois nesses dias ou os dois são parecidos e vale apenas focar em um; e qual? Amei Roma, Florença (muito) e Veneza, mas dessa vez acho que vou ficar sem vê-las :( . Provavelmente retornaremos por Milão. Obrigado.

    1. Olá, Ivan! Quem responde é A Bóia.

      Como se trata de destinos costeiros, quanto mais cedo em outubro, melhor. Em meados do mês já começa a esfriar e chover.

      Os dois destinos são, de uma certa maneira, redundantes, sim. Escolha o que faz mais o seu gênero. Cinque Terre é mais rústico, a Costa Amalfitana (sobretudo Capri) tem um pouco mais de glamour.

  18. Olá Ricardo. Seu post é tudo de bom. Obrigado por nos ajudar.Somos duas senhoras, viajando sózinhas. Fechamos nossa viagem pra junho próximo. Só que colocamos uma noite em La Spézia, para que de lá possamos ir a 5 terres. A pergunta é. Como só podemos entrar no hotel após as duas, e sairemos no outro dia até as 12.00. Como nos organizarmos pra esse passeio. Entramos, 25.6 e saimos 26. indo pra Veneza. Agradeceria demais uma idéia sua. obrigada e mais uma vez Paabéns pelo Blog.

    1. Olá, Marilda! Qualquer hotel de qualquer lugar do mundo guarda suas malas no depósito até você poder subir ao quarto.

      O ideal é dedicar um dia inteiro ao passeio, saindo cedo e voltando no fim da tarde.

  19. Boa noite, vamos de carro de Milão para La Spezzia e então a programação é de irmos a Cinque Terre. A data é entre 24 e 26 deste mês. Já vi que que tem algumas dicas, mas se tiver outras sugestões, ficaríamos gratos.
    Abraço.
    Roberto Peres

    1. Olá, Roberto! O post acima é bastante completo ;) Se precisar tirar alguma dúvida, a gente tenta ajudar.

  20. Oi Boia,
    Oi Joao,

    Obrigada pelas informaçoes acima.
    Vamos torcer que a Via Dell’Amore reabra até Maio.
    Depois conto aqui no Post a vocês.
    João, muito obrigada pela dica do restaurante em Riomaggiore, certamente, irei experimentar.

    Abs
    ZOÉ

  21. Só queria agradecer. Seu blog te me ajudado bastante a fazer meus roteiros. :)
    Parabéns!!

  22. Olá pessoal!

    Hoje, dia 10/04/14, estamos em La Spezia, hospedados no Hotel Crismar. Chegamos ontem e fomos passear em Riomaggiore, tentamos passar pela Via Dell’Amore, mas ainda está interditada devido a um desmoronamento. Ontem à tarde ficamos em um barzinho, no alto da cidade, esperando o por-do-sol no mar, é muito bonito. O sol se pôs por volta das 20:00 hrs. Agora pela manhã iremos para Monterosso.

  23. Olá Thelma,
    Manda mais dicas das Cinque Terre.
    Como esta o clima?
    E qual esse barzinho que ficou em Riomaggiore?
    Boa viagem
    Zoé

  24. Ricardo, Boia, tudo bem?

    Primeiro, parabéns pelo site, minha leitura diária há anos! Em maio embarco para minha primeira viagem à Itália. Serão 12 dias, e, seguindo sugestões aqui do VnV, o percurso começaria em Veneza (3 noites), passaria por Florença (5, incluindo bate-e-voltas) e terminaria em Roma (4).

    O problema (ou não!) é que lendo o blog fiquei morrendo de vontade de conhecer Cinque Terre. E pensei em colocar em meu roteiro 2 noites por lá. Ficaria assim: 3 noites em Veneza, 4 em Forença, dois em Cinque Terre (em Monterrosso, provavelmente) e 3 em Roma.

    Só que, ao ler os últimos comentários e ver que alguns trechos estão interditados, fiquei pensando se essa mudança vale a pena – e considerando também que a viagem vai ficar mais cansativa com esses deslocamentos.

    O que vocês acham?

    Um abraço,
    Marcos

    1. Olá, Marcos! Se a sua viagem é entre maio e setembro, Cinque Terre vale a pena mesmo com as trilhas interditadas.

  25. Só tinha um dia para fazer este passeio (infelizmente sem estas dicas) e fiz um bate e volta de Gênova, realmente é um local maravilhoso.

  26. Olá Bóia
    Estarei em um cruzeiro que fará uma parada no porto de La Spezia no dia 17 de setembro (7 as 19h). Eles oferecem um passeio à Cinque Terre, saindo do porto de ônibus fretado, iniciando em Manarola, caminhada até Riomaggiore, embarca em barco rápido para Vernazza (fica 30 min.)e dali para Monterosso al mare (não ficou claro se caminhando ou barco). De Monterosso retorna no ônibus fretado para o porto La Spezia, para o navio. Esse passeio sai por R$342,22 por pessoa.
    Vi o seu roteiro iniciando por Corniglia e incluindo Portovenere. Considerando os valores, parece que por conta própria fica mais barato, além de parecer mais livre. Meu receio é o horário de volta para o navio.
    O que acha? É viável fazer por minha conta sem risco de problemas para retornar a tempo? Não consegui entender bem os horários dos trens/ônibus/barcos.
    Obrigada

    1. Olá, Monica! O problema dos cruzeiros é exatamente esse. Os passeios são caros mas pelo menos você tem a garantia de que vai voltar a tempo.

      Cruzeiro é para quem gosta de navio, não de viajar…

  27. Olá Bóia, vou estar em Roma do dia 14/05 ao dia 20/05. Não sei nada de nada mesmo sobre os pontos turísticos e gostaria de saber qual a melhor opção e rota para Cinque Terre.

    Obrigado

    1. Olá, Cesar! Falamos das principais atrações de Roma neste post: http://www.viajenaviagem.com/2012/06/roma-pass/

      Vá de Roma a La Spezia de trem.

  28. Oi Ricardo,
    maravilhosas suas dicas. Irei com uma amiga agora no final de maio para Parma – a trabalho e ficaremos 9 dias na Itália e nossa intenção é fazer as Cinque Terre e Toscana. Pensamos inicialmente em fazer de trem, mas depois veio a vontade de fazer de carro pela liberdade de horário e roteiro, porém estamos com dúvida se precisamos de carteira de motorista internacional. Sabe me dizer algo a respeito?
    Obrigada,
    Cláudia

    1. Olá, Cláudia! Leia sobre a carteira de habilitação internacional aqui: http://www.viajenaviagem.com/2010/09/habilitacao-internacional-precisar-nao-precisa-mas-e-bom-ter/

  29. OI,
    Sairei de Gênova dia 9 pela manhã rumo a Cinque Terre com meu marido e filho de 1 ano e 3 meses. Após ver seu relato e os preços dos hoteis nas terras, achei melhor ficar em La Spezia, até porque iremos no dia seguinte para Siena. Será que consigo fazer o seu roteiro no dia 9 com meu filho? OBS. pensei ir de trem até monterosso, de barco até Manarola e andando até Riomaggiore, onde fico até o poro do sol e volto de ônibus para La Spezia, para o hotel Mary. O que você me diz?

    1. Olá, Camila! Nos últimos anos todos os caminhos por terra têm estado interditados. Combine trem com barco.

  30. 9 de julho de 2014!

  31. Olá Ricardo,
    Parabéns pelo VNV, sempre vou por vc, e acerto . Estou precisando de sua ajuda.
    Estou indo em setembro com meu marido para fazer Toscana e Roma, somos um casal
    Maduro e queremos saber o melhor para passear sem lerês, Amalfi ou Cinque terre?
    Com carro ou sem carro?
    Desde já agradeço
    Abs

  32. Oi Ricardo, oi Bóia !

    Irei passar a minha lua de mel na Itália ! Eu e meu noivo chegaremos em Milão no dia 18 de agosto de noite e voltaremos no dia 03 de setembro de Roma (total de 15 dias inteiros). Pretendemos passar 1 dia em Milão (a chegada por Milão foi só pela logística, não é a prioridade da viagem…), ir para Cinqueterre (1 dia), Toscana (2 dias em Florença e 4 dias com base em Siena), Costa Amalfitana (4 dias), Roma (3 dias).

    Queria dormir 2 noites em Cinqueterre, como vc sugere, mas só achei 1 horário de trem saindo de La Spezia para Florença às 20:07, então acho q terei q passar o dia lá e pegar esse trem. Se decidir ficar mais um dia, terei que reduzir um dia de outro lugar… O q vc sugere ?

    Também gostaria de saber a sua opinião sobre o nosso roteiro. Vc sugere alguma mudança ? Dicas sobre como ir de um lugar para o outro tb são bem vindas ! ;-) Pretendemos ir de carro de Florença para a Costa Amalfitana e de lá para Roma tb.

    Muito obrigada ! Parabéns pelo site !!! Adorei ! Estou viajando na viagem !! ;-)

    1. Olá, Bianca! Não se esqueça que dias de deslocamento podem ser dias perdidos.

      Nossa receita para 14 dias na Itália:
      http://www.viajenaviagem.com/2007/04/italia-pra-aluna-da-carla/

      1. Obrigada Bóia !

  33. Boa noite Boia e Ricardo, primeiramente parabens pelo trabalho maravilhoso.
    Li bastante e gostaria de uma orientacao para um roteiro de uma semana (lua de mel) em Capri e Costa Amalfitana, na ultima semana de agosto.
    Pelo que entendi, o mais coerente parece ser, chegar em Napoles, pegar um barco ateh Capri e ficar 2 dias na regiao. Em seguida alugar um carro em Sorrento e seguir para Ravello, Amalfi, Praiano e Positano e devolver o carro em Salerno.
    Uma duvida que tenho eh o tempo gasto nestes trechos de carro e a condicao das estradas.
    Por ultimo, qual a sua sugestao de volta a Napoles para pegar o voo de volta ao Brasil.
    Atenciosamente,
    Lucas

    1. Olá, Lucas! Você pode comprar sua passagem com ida e/ou volta de Nápoles. Qualquer cia. que voe à Europa venderá para você.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2012/01/passagens-internacionais-como-evitar-o-erro-mais-comum/

      As distâncias na costeira são curtas, a estrada está em boas condições. É apenas estreita e, no verão, engarrafada, o que faz com que os deslocamentos sejam lentos.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2009/05/vai-por-mim-costa-amalfitana-e-capri/

  34. Obrigado Boia. A unica duvida que tenho eh se pela epoca do ano que vou valeria a pena ir para Cinque Terre.
    Voce saberia dizer qual dos dois destinos eh mais traquilo na ultima semana de agosto?
    Abs

    1. Olá, Lucas! A última semana de agosto será conturbada em todo sul da Europa.

  35. Obrigado mais uma vez. Jah estou mudando a minha viagem para primeira semana de setembro.
    Abs

  36. Obrigado pelas dicas!

    Recomendo também o site abaixo, para complementar tudo que foi dito acima (os CARDS, situaçao das trilhas, praias, passeios de barco, trens…)

    http://www.cinqueterre.eu.com/en/

    Rafael N

  37. Oi Ricardo, oi Bóia !

    Já escrevi para vcs por aqui, perguntando sobre a minha lua de mel na Itália ! Nós chegaremos em Milão no dia 18 de agosto de noite e voltaremos no dia 03 de setembro de Roma (total de 15 dias inteiros).

    Li o artigo que vcs sugeriram (aluna da Carla) e acabei desistindo de ir a Costa Amalfitana, não irei mais ao sul do que Roma.

    Agora tenho mais um dúvida… Lendo novamente esse post de Cinqueterre, achei uma ótima idéia ficar em Santa Margherita de Ligure pq a cidade é bem bonitinha, quero conhecer Portofino e agora poderemos passar 2 noites na região !

    Existe um trem que sai de Milão e vai para Santa Margherita de Ligure, mas não achei um trem que de Santa Margherita de Ligure para Florença. Vcs saberiam me informar se esse percurso existe ou se terei q parar em La Spezia e pegar outro trem ? Vcs recomendam algum site de alguém que “montou a base”em Santa Margherita de Ligure ?

    Encaminho tb o meu novo roteiro para vcs darem e uma olhada e darem “pitacos” se quiserem ! Qq dica é sempre muito bem-vinda !

    17-Aug Rio _ Milão
    18-Aug chegada em Milão às 21:10h
    19-Aug milão + trem para Santa Margharita de Liguria às 18: 05h / chegada 20:20h ou 20: 10 / chegada 22:27h
    20-Aug Cinqueterre + Porto Venere
    21-Aug Portofino / Santa Margharita de Liguria / Gênova (?) – Trem para Florença às ??? (Trem La Spezia – Florença: 20:07h / chegada 21:34h
    22-Aug Florença
    23-Aug Florença
    24-Aug Florença + Pisa
    25-Aug Alugar carro para ir cedo para Toscana – passar em Assis – dormir em Siena
    26-Aug Toscana – Siena
    27-Aug Toscana – Monterriggioni + San Gimignano + Volterra + Colle d’Elisa
    28-Aug Toscana – Val D’Orcia
    29-Aug Toscana – Cortona + Arezzo + Lucignano
    30-Aug Toscana – Roma
    31-Aug Roma
    1-Sep Roma
    2-Sep Roma
    3-Sep retorno de Roma às 7h

    Muito obrigada !!! Parabéns novamente pelo site !!
    Bianca

    1. Olá, Bianca! De Santa Margherita Ligure a Florença são 3h10 de trem, com baldeação em Pisa, ou 3h30, com baldeação em Viareggio. Veja horários em http://www.trenitalia.com ; selecione “tutti i treni” e simule uma data na próxima semana.

  38. Muito obrigada Bóia !
    Achei estranho não conseguir comprar para agosto, todos os outros trechos que eu vi eu consigo comprar. Pelo que li os trechos começam a ser vendidos 4 meses antes da viagem. Vc tem idéia de quando eu conseguirei comprar ?
    Como faz baldeação em Pisa, eu poderia aproveitar parar em Pisa para conhecer e fazer o trecho Pisa – Florença mais tarde ?
    Me desculpe a insistência, mas vc faria alguma alteração no meu roteiro ?
    Obrigada !!!!

    1. Olá, Bianca! Trechos de trens regionais-lentos-locais só estão disponíveis uma semana antes na Trenitalia.

  39. Bóia,

    Agora no fim de Agosto, chegarei em La Spezia no dia 24/08 à tarde, ficarei dia 25/08 e dia 26/08 (podendo ficar o dia todo, ou sair pela manhã bem cedo), e depois tenho até o dia 31/08, quando tenho que seguir para a Espanha para encontrar uns amigos. Já conheço as regiões mais “famosas” da Itália (Roma, Veneza, Florença, Milão, Como, etc.). Minha pergunta: alguma dica de para onde seguir antes de ir para a Espanha? Vale a pena usar estes dias pela Côte D’Azur ou vc recomenda mais dias alí pela Italia mesmo? Alguma dica?

    Obrigada :)

      1. Obrigada :)

        Li nos posts da Côte D’Azur e vi que o Ricardo só dá a dica de St Tropez pra quem faz o trecho entre a Riviera e Provence. Vc acha que neste meu roteiro, em 5 dias, depois de Cinque Terre, é possível ir a St Tropez também, ou deixo pra uma próxima? E se possível, faço antes ou depois de Nice? Obrigada!!!

        1. Olá, Mariana! Com cinco dias, fique por Nice. Para ir a St. Tropez você precisaria de dois dias inteiros por lá para não ficar corrido. 3 dias na Côte d’Azur é pouco. Olhe no mapa e veja como St. Tropez está depois de Nice na direção da Espanha.

  40. Boa noite, muito bom seu blog.
    Estou pensando em ir de barco pela cinque terre, porem tenho medo de que em 5 de dezembro quando estarei lá não haja barco. sabe onde me informo das datas que funciona e também os horários de saída de La Spezia?

    1. Olá, Mariana! Não haverá barco. O barco funciona entre abril e outubro, está escrito no texto.

  41. Boa noite!

    Planejo ficar em Rapallo como cidade base para conhecer as cinque terre, como indicado por vocês.
    Tive um pouco de dificuldade para encontrar informações sobre transporte de Rapallo para as cidades de trem.
    Existe algum site oficial fora o Trenitalia que tenha isso?
    Estamos indo entre 16 e 20 de junho.

    Obrigado!

    1. Olá, Gabriel! Entre em http://www.trenitalia.com , selecione “tutti i treni” e simule datas sempre nos próximos 7 dias.

  42. Oi, Vamos as 5 terre em Setembro e meu marido quer dormir em uma delas para pegar uma praia. Você acha que vale a pena? Em qual delas recomenda passar a noite?

    1. Olá, Carolina! O Comandante ficou em La Spezia, mas comenta no texto acima que a melhor praia da região fica em Monterosso. Ele recomenda que, independente da base, sejam feitos 2 pernoites.

ATENÇÃO:
Desculpe, mas esta caixa está inativa e seu comentário não aparecerá. Estamos aprontando um novo Viaje na Viagem. No novo site a caixa de comentários voltará a funcionar. Obrigado pela compreensão!