Nova York: um dia em Williamsburg, no Brooklyn

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Hotel Wythe, Williamsburg, Brooklyn

Terraço do hotel Wythe

Durante muito tempo, o forasteiro só ia ao Brooklyn para ver o skyline de Manhattan. Não mais. Um pedacinho do Brooklyn chamado Williamsburg tornou-se o bairro da vez em Nova York.

O lugar é a continuação natural do Lower East Side, do outro lado do East River, não muito longe do pé da Williamsburg Bridge. Chega-se até lá facilmente pela linha L do metrô -- que é uma linha que sai das estações da rua 14 (está a apenas três paradas da Union Square).

Deixe para ir de metrô, porém, quando você voltar, ou quando for à noite. Para ser apresentado a Williamsburg, vá num sábado no fim da manhã. E... de barco! Querendo, dá para voltar atravessando a Brooklyn Bridge. De que jeito? Vem comigo...


View Williamsburg (com volta pela ponte do Brooklyn) in a larger map


East River Ferry

East River Ferry, pier 11East River Ferry

East River Ferry, Pier 11

O jeito mais bonito e divertido de chegar a Williamsburg é de barco. Você pode pegar o East River Ferry no Pier 11, à altura de Wall Street, ou entre as ruas 34 e 35. Dá para comprar a passagem na bilheteria ou na máquina. Custa 4 dólares durante a semana não importa onde você desça (mas se descer, terá que comprar nova passagem para continuar viagem). É o terceiro passeio panorâmico de barco mais barato da cidade (os outros dois são os ferries grátis para Staten Island -- que passa perto da Estátua da Liberdade -- e Governors Island).

Brooklyn Bridge

Brooklyn Bridge

Manhattan Bridge

Manhattan Bridge

Williamsburg

Williamsburg

Williamsburg, píer da rua 6 Norte

Saindo do Pier 11, o East River Ferry leva 15 minutos até Williamsburg (é a terceira parada). Saindo da rua 34, são 21 minutos (e também é a terceira parada). Você vai descer à altura da rua 6 Norte. Num dia comum, basta você continuar pela rua 6 até a Bedford (depois eu falo mais sobre a zona). Mas se for sábado, você inevitavelmente vai fazer seu primeiro pit stop no...

Smorgasburg

Smorgasburg

SmorgasburgSmorgasburgSmorgasburg

Smorgasburg

Grande feirinha gastronômica! As barraquinhas vendem de tudo, com ênfase no orgânico e no exótico (muitas vezes, combinados). Um bar no centro do terreno (vão te pedir identidade para entrar...) tem cerveja e vinho para os que não quiserem ficar no suquinho. Procure chegar antes das duas; no meio da tarde muitos pratos e guloseimas já esgotaram e só sobra a xepa.

Atenção: Durante o inverno (até meados de março) a feira se muda para um pavilhão coberto. Saiba onde ela estará aqui.

O filé da 6 à 11, entre Bedford e Kent

Williamsburg

Williamsburg

Williamsburg

WilliamsburgWilliamsburgWilliamsburg

Williamsburg

O bairro já viveu dias mais alternativos: hoje é tudo arrumadinho e meio produzido. Mas o que é bacana por aqui: você não vai ver aquelas marcas que se parecem se repetir em todos os quarteirões de Manhattan (OK, tem um Starbucks, mas também né). A altura dos prédios é mais baixa até do que a de Downtown, e o trânsito é tranqüilíssimo. Bares, restaurantes e lojas são discretos. Williamsburg tem mais vibe de um lugar sussa da Europa nórdica do que propriamente Nova York. Zanze ao léu, faça suas próprias descobertas. Se o tempo estiver bom, finalize a visita com um drink no terraço do hotel Wythe, na esquina da rua 11 com Wythe).

Williamsburg

Williamsburg

Brooklyn Brewery

Brooklyn BreweryUm dos ícones do bairro, a pequena fábrica de cerveja (pequena para padrões americanos, of course...) oferece tours guiados de hora em hora no sábado (entre 13h e 17h) e domingo (entre 13h e 16h).

Na sexta à noite está aberta como bar (das 18h às 23h) e no domingo para degustação e tapas (das 12h às 18h).

De segunda a sexta os tours só acontecem mediante reserva.

No East River Ferry

A caminho de Dumbo

Dumbo + Brooklyn Bridge

E já que estamos passeando, que tal combinar a visita a Williamsburg com a travessia da ponte do Brooklyn? Facinho. Vamos lá.

Pegue o East River Ferry direção sul (southbound). Desça duas paradas adiante (12 minutos), no Brooklyn Bridge Park/DUMBO. Dá 10 minutos de viagem, 4 doletas a passagem.

Nas redondezas você vai encontrar três ícones turísticos brooklyanos A.W. (antes de Williamsburg): o River Café, um dos restaurantes preferidos para fazer propostas de casamento; a Brooklyn Ice Cream Factory, sempre com filas, e a pizzaria Grimaldi's, sempre com filas maiores ainda. (Se você tiver gostado de Williamsburg, é provável que nada disso emocione mais você.)

Brooklyn Bridge PromenadeBrooklyn Bridge PromenadeBrooklyn Bridge Promenade

Início da Brooklyn Bridge Promenade

Vá em direção à Grimaldi, atravesse a rua e você vai começar a ver placas apontando para a travessia da Ponte do Brooklyn. (Num dia bonito vai haver um certo fluxo de pessoas nessa direção, não tem como se perder).

Suba as escadas e pronto: em meia horinha, sem muito esforço, você terá atravessado a ponte do Brooklyn e visto Manhattan de um ângulo belíssimo.

Travessia da ponte do BrooklynTravessia da ponte do Brooklyn

Travessia da ponte do Brooklyn

Travessia da ponte do Brooklyn

Travessia da ponte do Brooklyn

(Para fotos melhores, entretanto, o melhor é fazer essa travessia pela manhã, quando o sol bate no skyline; à tarde, como está sugerido neste itinerário, Manhattan estará no contraluz. Se vier direto, pegue a a linha A ou C do metrô e desça em High Street.)

Ao pé da ponte de Brooklyn o que não faltam são estações de metrô. Escolha a que tiver a linha mais conveniente para você.

Volte à noite

Curtiu Williamsburg? Então pegue a linha L, desça em Bedford Avenue e volte para aproveitar a noite. Eu adorei um bar sem placa na porta chamado Hotel Delmano (indicação de uma leitora pelo twitter!) e comi muito bem num tailandês bom e barato, o Chai.

E você? Tem um lugarzinho em Williamsburg pra compartilhar? Deixe a dica na caixa de comentários!

Leia mais:

106 comentários

Mariangela
MariangelaPermalinkResponder

Ola !!! Estou na Broadway com a setima avenida.Como faco para chegar na 34 para prgar o ferry para williansburg?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mariangela!

Para todas as suas necessidades de trajeto em Nova York, use o trip planner da MTA:
http://tripplanner.mta.info/MyTrip/ui_web/customplanner/tripplanner.aspx

Pegue o ônibus Crosswtown 34 St na 34th Street na direção oeste, ele leva até o píer.

Hugo Pereira
Hugo PereiraPermalinkResponder

Muito legal o roteiro. Vou estar em NY na primeira semana de dezembro e estou pensando em em fazer esse passeio. Será que no frio vai ser assim atrativo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Hugo! Se estiver ventando ou chuviscando, a travessia da ponte fica bem prejudicada. As lanchas do East River Ferry têm espaço abrigado.

Abelardo
AbelardoPermalinkResponder

Olá, estou indo p NYC semana q vem e gostaria de visitar a Smorgasburg.. Mas fiquei sabendo q ela está agora na 1000, Dean St., Brooklyn. Procede essa informação? Ficou um pouco fora do roteiro de Williamsburg né? Ainda será q dá pra fazer???

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Abelardo! É isso mesmo: a Smorgasburg vai para um pavilhão fechado durante o inverno. O endereço também é no Brooklyn, dá pra encaixar no roteiro, sim! smile

Simone
SimonePermalinkResponder

Olá! Chegamos dia 31 e ficamos até dia 10/02, vale a pena ir nessa época do ano até Williamsburg? E como fazemos pra chegar na Smorgasburg?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Simone! Não tem a mesma graça dos meses quentes, mas vale a pena a ida sim. Mas o Smorgasburg só reabre dia 4 de abril.

JOSE MENK
JOSE MENKPermalinkResponder

Bom dia, iremos em abril você acha que compensa alugar um apartamento em Wlliansburg....

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, José! Só se você já conhece o bairro e faz questão de ficar por lá. Se não conhece, melhor escolher Manhattan.

Simone
SimonePermalinkResponder

Olá galera,para quem tem dúvidas se vale a pena ir a Smorgsburg no inverno falo disso la no blog http://casinhacolorida-simone.blogspot.com.br/2014/04/a-serie-viagem-lugares-secretos-que_13.html?m=0 . Abs!

Priscylla Mesquita

Olá Ricardo, segui várias das suas recomendações e tivemos um dia incrível hoje no Brooklin. Preferimos ir pela ponte e curtir a melhor vista e a melhor luz e deixar o passeio por volta da ilha pra outro dia.
O Dumbo tem uma super vista e é realmente incrível.
Já em Smorgasburg, a estrutura da feirinha é mais zoneada do que imaginava, nem todos os caras seguem as regras mais básicas de organização e limpeza, mas provamos um típico "all fish" e gostamos. Mas preferimos sentar e comer com mais calma do Rosarito Fish Shack, comer umas ostras e tomar umas cervejas e margaritas, sorte nossa tb, pq a partir das 5p.m., na hora do happy hour, tinham vários ítens que saíam pela metade do preço.
Só não deu pra encaixar o tour pela Brooklin Brewery, mas vamos tentar voltar lá durante a nossa estadia por aqui.
Virei tua fã! wink
Thank you, so much!

Maria prince
Maria princePermalinkResponder

Williamsburg nos finais de semana parece Times Square

Mariza
MarizaPermalinkResponder

Acabo de voltar de Nova York, cidade maravilhosa que visito todos os anos.
Esta foi a primeira vez em Williamsburg, adorei o passeio!
Gostaria de atualizar o valor da balsa - nos fins de semana sai por US$6, round trip.
Vale a pena!!

Mariza
MarizaPermalinkResponder

ERRATA - A passagem no fim de semana sai por US$ 6,00 ONE WAY e não ROUND TRIP. Sorry!!

Marco
MarcoPermalinkResponder

Adoramos o shelters !!!!!!! Comemos todos os dias Na volta de Manhattan!
Fica Na 7a norte. Recomendo.

ivana Araujo Jasmim

Segui esse roteiro, indo de barco visitando Smorgasburg,passiei pela ruas e comércio de Williansburg e finalizei com um tour na Brooklin Brewery. Foi incrível, passamos um sábado maravilhoso. É um programa muito legal. Só ficou faltando atravessar a ponte, pois ficamos muto cansados e vtamos de barco direto. Ótimas dicas.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar