Cataratas para duros: como é ficar em Puerto Iguazú :-)

  • 0
Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Cataratas do Iguaçu, lado argentino

Passei o Carnaval nas Cataratas do Iguaçu. Nunca fiz uma viagem tão planejadinha quanto essa. Em agosto do ano passado fechei as passagens, com bom preço, pela Gol. Logo em seguida, comecei as pesquisas de hotel. Fui especialmente cuidadosa nessa parte. Para o meu tipo de viagem -- sem carro, sem crianças, econômico -- encontrei o melhor custo x benefício entre as pousadas de Puerto Iguazú. Reservada a hospedagem, foi o momento de fechar o roteiro. Li sobre os transportes para os parques, fiz uma lista de restaurantes para conhecer e montei um mapa no Google Maps. Já estava tudo pronto, mas às vésperas da viagem, ainda publicamos aqui no site o guia com 90 dicas de Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú. Mais do que prontíssima, só faltava embarcar.

Ficar em Puerto Iguazú ajudou a matar um pouquinho a saudade da Argentina. Não sei se uma viagem internacional pode ser mais fácil. A imigração é vapt-vupt. O real pode ser usado na maior parte dos pagamentos, com excelente cotação. Muita gente fala Português.

Puerto Iguazú é uma cidade do interior comum, sem casinhas bonitas, sem ruazinhas charmosas. Mas é uma cidade do interior com um punhado de ótimos restaurantes e bares, e com estrutura para que o turista independente aproveite com conforto os passeios às cataratas. Em dois minutinhos você chega à rodoviária, de onde saem os ônibus para os lados brasileiro e argentino. Na volta, cansado, é só dar uma passada no hotel, um mergulho na piscina, e sair a pé mesmo para tomar um vinho em um belo de um jantar.

Petit Hotel Sí Mi Capitán

Petit Hotel Sí Mi Capitán

Escolhendo hotel em Puerto Iguazú

O entorno do terminal de ônibus é mesmo o lugar ideal para ficar. Por ali estão os restaurantes, as lojinhas, os pequenos mercados, as farmácias e o Banco Nación.

Do lado oposto da Victoria Aguirre, a avenida por onde se chega e sai da cidade, as ruas são basicamente residenciais. O que se vê são borracharias, sapateiros, estofadores, quitandas, muitos deles funcionando nas próprias garagens das casas, sempre bastante modestas.

Petit Hotel Sí Mi Capitán

A pousada que escolhi, o Petit Hotel Sí Mi Capitán, fica nesse lado da cidade, a seis quadras do terminal, ou uma caminhada de 10-15 minutos. Se a localização poderia ser um bocadinho mais conveniente, o hotel compensava em preços camaradas e personalidade. É uma graça de pousada. Descobri no Trip Advisor, reservei via Booking.

Petit Hotel Sí Mi CapitánPetit Hotel Sí Mi CapitánChalé no Petit Hotel Sí Mi Capitán

Escolhi um dos chalés, que ficam do outro lado da rua, em uma área à parte. São super bonitinhos e confortáveis. No prédio principal ficam a recepção, o restaurante, a piscina (uma delícia!) e os apartamentos.

Para não deixar os pontos negativos de fora, o wi-fi não funcionava bem nos quartos e umas reformas no banheiro seriam bem-vindas (a água demorava a escoar pelo ralo do chuveiro). O café da manhã era simples, mas tinha frutas frescas e medialunas. De todo modo, fiquei feliz com a escolha, e meu bolso também -- a diária de Carnaval estava em 110 dólares no Booking. Ainda é preciso incluir os 21% de IVA, mas o hotel oferece 10% de desconto caso o pagamento seja feito em dinheiro. Fora do Carnaval, encontrei diárias para os chalés por pouco mais de 80 dólares.

O hotel campeão em localização é o Saint George, na Av. Córdoba, onde estão muitos dos restaurantes. Do Saint George até a rodoviária é só atravessar a rua. Mais prático, impossível. Os preços do Carnaval estavam um pouco além do meu orçamento. Reservando com antecedência, dá para encontrar tarifas em torno de 100 dólares na baixa temporada.

Há muitos albergues bem centrais, e vários deles com piscina. Use o Hostelworld para ver as avaliações. Existem alguns mais albergue-balada, outros com clima de pousadinha. Em quarto compartilhado, há diárias começando em 14 dólares.

Ônibus da Crucero del Norte

Ônibus da Crucero del Norte

Transporte de/para/em Puerto Iguazú

Para as cataratas

Do terminal rodoviário saem ônibus que vão direto às cataratas argentinas (empresa Rio Uruguay) e às cataratas brasileiras (empresa Crucero del Norte). Ambos custam 60 pesos, ida e volta. Consegui pagar 24 reais na passagem para as cataratas argentinas, mas para as cataratas brasileiras foram cobrados 25 reais. Os bilhetes podem ser comprados na hora, nos guichês do terminal. Existem guichês na entrada e também em frente à plataforma, no piso inferior.

Guichê da Rio Uruguay

Guichê da Rio Uruguay

Há ônibus executivos e comuns para as cataratas argentinas, mas mesmo os comuns têm ar-condicionado. O valor da passagem é igual. Saem de 20 em 20 minutos do terminal e do parque.

Os ônibus para as cataratas brasileiras são executivos e confortabilíssimos. O serviço direto é novo, e por enquanto há apenas quatro partidas: 8h10, 10h20, 12h20 e 14h. Os horários de regresso também são quatro: 11h, 13h, 14h50 e 17h. É bom ficar esperto.

Para sair e entrar na Argentina é obrigatória a passagem pela imigração. O motorista de ônibus espera por todos os passageiros. Dei a sorte de pegar filas pequenas e as paradas não duraram mais do que 10 minutos. Como sempre, viajar com passaporte é recomendável para responder menos perguntas e, por que não, colecionar alguns carimbos.

Do terminal de Puerto Iguazú também saem ônibus para Ciudad del Este e para outros pontos de Foz do Iguaçu além das cataratas, mas ficar em Puerto Iguazú só vale a pena para quem quer curtir mais a Argentina.

Na cidade

Quem fica no centrinho de Puerto Iguazú vai e volta a pé dos restaurantes e das baladinhas. As distâncias são curtas e a cidade é bem pacata.

Táxi

Existe um ponto oficial de táxi no aeroporto de Foz do Iguaçu. A corrida até Puerto Iguazú é tabelada: 80 reais. Com paciência, dá para encontrar algum outro motorista por perto dando sopa que queira fazer a corrida por menos. Na volta, os taxistas argentinos cobram entre 45 e 50 reais para levar até o aeroporto.

O táxi foi necessário em mais três ocasiões: para ir do free shop ao hotel (15 reais, preço combinado), para ir ao novo endereço do El Quincho del Tío Querido (10 reais, taxímetro), e para ir do meu hotel, com mala e na chuva, ao Aqva (menos de 10 reais, taxímetro).

Para quem quiser passar só a noite em Puerto Iguazú, os taxistas argentinos cobram entre 40 e 50 reais para levar você de volta a Foz. Negocie, sempre. Há táxis com taxímetro e outros não.

Restaurante Terra

Terra

Restaurantes em Puerto Iguazú

Por que economizar no hotel e no transporte? Para gastar nos restaurantes, ora!

Foram ótimas as refeições em Puerto Iguazú, principalmente o jantar no Terra e o almoço no Aqva.

O Terra (Av. Misiones, 125) é mesmo especial. O ambiente é aconchegante e curioso, a música é muito bem escolhida, e o atendimento, excelente. Pedi recomendações do garçom para o vinho e para o prato, e ele acertou na mosca. O porco laqueado com tomates picantes foi uma gratíssima surpresa.

No Aqva também encontrei atendimento cuidadoso e muito boa comida. O melhor da refeição foi a entrada de tempura de camarões com guacamole e funcho. Meu surubim, peixe da região, estava extremamente bem feito. Para a panqueca com doce de leite me faltam adjetivos.

Restaurante AqvaRestaurante Il Fratello

Aqva | Il Fratello

O jantar no El Quincho del Tío Querido valeu pela farra: deu para entender por que os brasileiros amam aquele lugar. Quantidades indecentes de boa carne, salão imenso, música ao vivo: é disso que o povo gosta. O Tío mudou de endereço e não fica mais no centrinho. Agora o restaurante está mais perto da fronteira com o Brasil, próximo ao cassino e ao duty free. Não à toa, havia muitos grupos saídos de Foz por lá.

Mas, com pesar, eu constatei: a praga das batatas fritas congeladas chegou à Argentina. No Il Fratello, a carne estava deliciosa, mas aquelas batatinhas... que tristeza. O logo da McCain no pé do Cardápio do El Quincho del Tío Querido me fez optar por aipim para acompanhar a parrillada. Antes de pedir o seu tão sonhado bife de chorizo con papas fritas, cheque com o garçom se as papas vêm ou não do abominável pacotinho.

Quanto a valores, o real é amplamente aceito nos restaurantes e, em geral, é praticada uma cotação muito boa para pagamentos em dinheiro. Cheguei a encontrar a pechincha de 3 para 1, enquanto no câmbio oficial 1 real estava valendo 2,53 pesos. O valor médio que paguei em ótimos restaurantes foi de 50 reais. A conta mais cara, no Terra, ficou em 65 reais para cada, com vinho, água, prato principal e sobremesa. Por lá não aceitam cartão de crédito ou débito, e a cotação para reais foi a pior: 2 para 1. De todo modo, achei o valor muito justo.

Há restaurantes mais baratos, minimercados e padarias por todo o centro, se houver necessidade de que a viagem seja 100% econômica. As carrocinhas de pancho estão em toda parte e à noite o cheirinho de churrasco é sentido por todas as ruas.

Bar Dharma

Bar-balada Dharma

Noite em Puerto Iguazú

Para uma cidade tão pequena, Puerto Iguazú é de fato bastante animadinha. Para quem gosta de sair à noite, o dia para programar a balada é o sábado, quando todas as boates funcionam e os bares enchem. Fora do fim de semana, mesmo sendo Carnaval, não vi tanto movimento nas boates que abriram -- o que infelizmente acabou furando o meu trabalho investigativo.

Bar Quita PenasBar Quita PenasBar Quita PenasBar Quita Penas

Como descreveu o Comandante, a Av. Brasil é onde o fervo está. Por ali, gostei da onda do Quita Penas (Av. Brasil, 126): mesas na calçada, salão bem-humorado, som variando entre pop argentino e samba brasileiro. Os petiscos são médios, mas fiquei de olho na pizza da mesa vizinha. É um ótimo lugar para ver a vida passar tomando a incrível cerveja Patagonia -- dica de um leitor do VnV, a quem aproveito para fazer meus agradecimentos.

La Feirinha

La FeirinhaLa FeirinhaFeirinha

Os botequeiros vão gostar bastante da La Feirinha, que fica no final da mesma Av. Brasil. Queijos, salames, azeitonas: tudo que vai bem numa mesa de boteco, em ambiente de acordo, sem qualquer pompa ou circunstância. Recomendo como programa de fim de tarde, direto da rodoviária, como desfecho para um dia de muita caminhada. Duas cervejas e seis empanadas (que, por lá, são fritas) custaram 15 reais.

Fiquei com vontade de ir na Von Hafen (Av. Córdoba esquina com Bompland), um bar com cervejas artesanais de fabricação própria, e no Jackie Brown, o bar-balada com a cara mais simpática entre todos. Mas, uma pena, encontrei ambos fechados. Quem cair na night de Puerto Iguazú, favor contar aqui como foi, sim?

Leia mais:

80 comentários

Victor Hugo
Victor HugoPermalinkResponder

Faz tempo q estou ensaiando uma ida a Foz e esses relatos #paraduros são a minha cara! Mto bom!

Nina
NinaPermalinkResponder

Estou com viagem programa para Foz em maio deste ano. Amei as dicas, principalmente dos petiscos na Av. Brasil!!

zuzu
zuzuPermalinkResponder

Sempre vou ao Aqva qdo vou a Foz! Muito bom!

Fábio Pastorello

Achei Puerto Iguazu bem legal, embora não tenha me hospedado por lá. Os restaurantes me pareceram melhores e o acesso de ônibus também achei tranquilo. E o lado argentino das cataratas é tão imperdível quanto o brasileiro. Ótimas dicas.

NelsonRB
NelsonRBPermalinkResponder

Mariana, aproveitando que a tua ida foi no carnaval, um dos períodos do ano que eu considero mais "complexos" (leia-se: caros e lotados) para viajar, pergunto: Foz do Iguaçu é um bom lugar para fugir do carnaval? Tem muvuca de carnaval por lá? Os preços de hospedagem em geral sobem muito por ser carnaval?

Mariana Amaral

Oi, Nelson! Fui pra lá pra fugir do Carnaval mesmo. Nas minhas pesquisas, para o tipo de hotel que eu procurava, achei preços muito melhores em Puerto Iguazú. A cidade estava calma, os restaurantes tinham sempre lugar, deu super certo. As diárias que encontrei em Foz estavam bastante inflacionadas, e pelo mesmo preço eu poderia ficar em um hotel superior em Puerto Iguazú. Vale a pena comparar.

Os parques estavam cheios. Peguei o parque argentino com muita gente e filas grandes para os transportes internos, mas é só ter paciência e não esquecer que é feriado.

No parque brasileiro havia um número grande de vans e ônibus de excursão, o que me leva a crer que a cidade deva ficar bem movimentada, e os hotéis mais cheios do que em Puerto Iguazú.

De qualquer forma, acho que as cataratas são uma ótima opção para quem não está a fim de folia. smile

NelsonRB
NelsonRBPermalinkResponder

Valeu! Vou colocar na minha lista para 2014, ainda mais considerando que o carnaval será em março, imagino que o clima deva ser até melhor (não deverá ser tão quente).

Tania
TaniaPermalinkResponder

Estive em Foz do Iguaçu no carnaval também. A festa parece que nem existe lá. Eu não vi nenhuma movimentação carnavalesca.

NelsonRB
NelsonRBPermalinkResponder

É isto que eu quero! Eu e minha esposa fugimos todos os anos do carnaval!

Ana
AnaPermalinkResponder

Nunca me hospedei por lá, mas vale cruzar a fronteira para jantar em Puerto Iguazu.

mariluci jung
mariluci jungPermalinkResponder

parabéns! gostei muitissimo de sua explanação!

Rogério Bueno

Olha, se o propósito do tópico é "Cataratas para duros", o correto é hospedar-se em Foz. Hospedagens próximas à rodoviária por 35, 40 reais a suíte são uma baita pechincha.

Caru
CaruPermalinkResponder

Rogério, acho que a intenção do post é a de mostrar que, com a mesma quantia de dinheiro, dá pra conseguir um quarto melhor em Puerto Iguazú do que em Foz. O seu dinheiro vai valer mais do outro lado da fronteira. Isso também vale para os quartos de 35/40 reais. smile

Thais Cruz
Thais CruzPermalinkResponder

Ola , vc sabe nome dos hoteis perto da rodoviaria de Foz que valem a pena ficar com um custo baixo? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thais! O Sarandi e o Vila Quati são bem avaliados no Booking.

Michele - PlanejandoaViagem

Inspirador esse post! Estou com essa trip na minha wish list.

Tania
TaniaPermalinkResponder

Em Porto Iguazu, almocei em um restaurante de nome Parrila. Gostei muito. Uma tábua de carnes de primeira para quatro pessoas. Sobrou.

Eduardo Teixeira

O baby beef do restaurante La Vitrina que fica na Victoria Aguirre é enorme e dá para quase 4 pessoas. A churrasqueira é do lado de fora do restaurante.

Jose Alfredo
Jose AlfredoPermalinkResponder

Também passei meu carnaval por lá.
Puerto Iguazú vale mais que o pernoite, vale como base para visitar as cataratas do Iguazú.
Claro, você deve abrir mão de ir ao Paraguai...
(Se bem que no centro de Puerto Iguazú vendiam passeios para compra ao Paraguai, de balsa mais van, mas não testei.)
Os hotéis em Foz do Iguaçu ou são resorts caros ou são velhuscos e basicões. Quase todos mega-turistão para excursões.
Já em Puerto Iguazú, você encontra boa hospedagem a bons preços em todos os níveis.
Se estiver de carro, os hotéis fora do centro, muitos dentro da selva, são ótima pedida.
Fiquei no Loi Suites que é muito bom e a piscina é demais.
Puerto Iguazú se caixa perfeitamente como uma verdadeira viagem ao exterior e, ainda por cima, barata e agradável.
Os restaurantes são bons e não são caros. Há vida noturna, há passeios ecológicos, possibilita experiência antropológica (vide la feirinha) e turismo de compras (Freshopp, artigos de couro, lãs, cachemiras, vinhos, queijos, etc.).
Os Hermanos de lá são “mui amables”.
Gostei!

Ana Paula
Ana PaulaPermalinkResponder

Vou a Foz com minha familia na Semana Santa e este post me ajudou mt. Gostaria de saber o preco de uma corrida de taxi do aeroporto para o centro de Foz e se existe outra forma de transporte que faca esse trajeto.

Obrigada,

Ana Paula

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula! Calcule 50-60 reais para o táxi. Existe uma linha de ônibus que passa pelo aeroporto também.
Veja as informações mais atuais sobre Foz do Iguaçu neste post:
http://www.viajenaviagem.com/2013/02/roteiro-foz-do-iguacu-90-dicas/

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Merél,
Adorei o relato! Só fiquei assustada com o preço da hospedagem: no próximo carnaval, sugiro Lima wink
Bjs

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

Ótimo relato, parabéns! Estamos indo a Foz na semana santa e gostaríamos de saber se é necessário levar pesos para algum passeio na Argentina. Ou aceitam-se reais em todos os lugares?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Eduardo! Não se levam pesos do Brasil, você não vai achar pesos a bom preço. Troque reais no comércio. O único lugar em que você precisa de pesos é para entrar no parque argentino, e mesmo assim, se não tiver pesos à mão, conseguirá alguém que troque de maneira particular ali pela bilheteria mesmo.

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Estou indo para Foz esse fds e estava pensando em ir para Puerto Iguazu com meu próprio carro. É muito arriscado? Há muitos entraves para atravessar a fronteira?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! É preciso adquirir o seguro Carta Verde. Está à venda em Foz do Iguaçu.

Miguel
MiguelPermalinkResponder

Na fronteira argentina exigem o seguro Carta Verde, pedem os documentos de todas as pessoas que estiverem no veículo, e eventualmente pedem para abrir o porta-malas.

Agora, quem visitar a região em épocas de feriados, tenha em mente que as filas para cruzar a fronteira podem ser grandes. Estive na região entre as festas de Natal e Ano Novo de 2015, e as filas (tanto para ir ao lado argentino como para voltar) eram enormes. Nas vezes que cruzei, variaram de 20 minutos a 2 horas. Inviabilizou pensar em Puerto Iguazú como uma opção para jantares, e até mesmo complicou a visita ao lado argentino das cataratas.

sara
saraPermalinkResponder

Olá a todos,
Vou a foz de 30 de maio a 02 de junho, pretendo ir um dia ao parque brasileiro, um dia ao argentino e um dia a Itaipú, vale a pena ficar em Puerto Iguazú???? Pelo que entendi, você pagou em reais o ônibus???
Obrigada, sara

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sara! Itaipu é um passeio complicado de fazer desde Puerto Iguazú.

symone
symonePermalinkResponder

Olá,pelos relatos vi que Puerto Iguassu seria melhor para se hospedar, para quem quer jantar a noite comer comida boa e bons vinhos, e essa é minha intenção, e claro de dia visitar as cataratas.
O problema é que meu voo chega as 23:15, em Foz,qto tempo para Puerto Igussu, e vou conseguir taxi, vai ser caro demais,é perigoso devido ao horario?
A volta outro problema o voo sai 6:55 da manha, estou imaginando ter que acordar 4:00 da manha, e nem sei como ir para o aeroporto ,se vai ter taxi,ou pensando em mudar de hotel no dia anterior indo para Foz, qual sua sugestão?
Estou fazendo certo ficar em puerto e passear de dia em Foz?ou a noite em Foz tem bons restaurantes com bom preço tambem? o que vc sugere?
Obrigada !

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Symone! A corrida entre o aeorporto de Foz e Puerto Iguazú é rápida e custa por volta de 80 reais na ida, e 50 na volta (os taxistas brasileiros cobram mais caro).
Você pode sair de Puerto Iguazú direto no dia do retorno. É só agendar com um taxista. Peça para o seu hotel marcar para você.

Decida onde ficar com base no seu roteiro. Se for fazer mais atrações do lado brasileiro e quiser ir ao Paraguai, fique no Brasil. Se for se deslocar só entre os lados brasileiro e argentino das cataratas, e se gostar de sair à noite para aproveitar restaurantes e bares, fique do lado argentino.

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Ola, meu nome é flavia comprei uma passagem para ir a foz dia 26/12/13 e retornarei dia 01/01/14. Fechei meus hoteis da seguinte forma, 03 dias em foz e 03 em puerto iguazú, sendo que ficarei no reveillon do lado argentino, minha questão é que meu voo sai de foz 7:20 da manhã do dia 01. Resumindo, depois que fechei tudo fiquei na dúvida a respeito de transporte na virada do ano e ainda por cima de madrugada. Pois terei de estar no aeroporto por volta das 5 da matina. Será que na fronteira é tranquilo? E será que consigo contratar um transfer? Até pensei no aluguel de um carro, mas tenho certeza de que vou beber, então não sei se é boa idéia. Teria alguma informação? Conhece alguém que tenha passado por algo parecido? Só não posso perder o voo. Abraços, Flavia.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Flavia! Contrate esse trânsfer assim que chegar. O transporte nesta noite é complicado.

Fatima Turca
Fatima TurcaPermalinkResponder

eu to querendo ir em excursão...alguem já foi?

Bruno Luís Santana

Tenho uma dúvida: eu viajarei sozinho. Pretendo sair de Salvador em direção a Foz do Iguaçu, e de lá seguir em direção a Puerto Iguazu, porque certamente as coisas lá são baratas. Mas irei em Julho, sei que é um mês bastante frio em toda a região, não sei se é chuvoso, mas enfim... Precisarei comprar roupa de frio. Será que encontrarei boas opções em Puerto Iguazu, ou seria melhor tentar isso no lado paraguaio (Ciudad del Este)? Dicas quanto a isso? Não quero comprar roupa de frio em Foz, é lado brasileiro, é inverno, não acredito que acharei preços favoráveis...
Abraços, adorei as muitas dicas que ajudaram a dirimir minhas dúvidas. Quero também pesquisar para saber se julho é alta estação na região, se os preços são mais ou menos caros.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! A intensidade do frio e a ocorrência de chuva vão depender da passagem ou não de frente fria.

Puerto Iguazú é um bom lugar para comprar lãs e couros, mas são produtos de qualidade, não espere grandes pechinchas made in China.

Bruno Luís Santana

Se forem mais baratas que no lado brasileiro, já me darei por satisfeito, especialmente no duty free, que segundo consta, tem coisas boas e é área livre de impostos. Se o preço é em peso argentino, bem, espero sair satisfeito. Obrigado por mais essa dica smile

Thais Cruz
Thais CruzPermalinkResponder

Bruno quando fui a dois anos atras compramos casacos para meu noivo em Foz mesmo, mais compramos com uns caras que passaram vendendo em frente ao Hotel (eles eram Paraguaios ou chilenos, nao sei direito...rs) mais foram casacos de qualidade e que esquentavam bastante, vale negociar pq eles baixam o preco...pagamos em torno de 50 reais. Caso nao ache, na argentina acredito que voce ache , mais nao esqueca de negociar preco! Espero ter ajudado.

Marcia Daskal
Marcia DaskalPermalinkResponder

Duty Free ali é pega turista. Cheio e caro. Pra ter uma ideia tem chocolate que sai mais barato comprar em supermercado em SP.

Michelle Alves

Olá pessoas...Estou curtindo demais todas as dicas, posts e relatos. Sempre uso esse site para organizar meus roteiros, as dicas são infalíveis. Vou à Foz no final do próximo mês e tenho algumas dúvidas: Ficarei em Puerto Iguazu na Rua Guarani é de fácil acesso aos passeios? Pelo google sim, porém tenho medo da ida ao Paraguai (em relação à distância) e meu vôo de volta é às 6:00 da manhã é fácil agendar táxi, com relação a isso saindo do hotel às 4:00 é suficiente? Obrigada pela ajuda. Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Michelle! Não é prático ir de Puerto Iguazú ao Paraguai; você terá que ir ao Brasil. Agende um remis para as 3h. O ideal seria dormir essa última noite no Brasil. (Talvez a idéia de ficar na Argentina, com intenção de ir ao Paraguai e esse vôo tão cedo, não seja boa; repense.)

Thais Cruz
Thais CruzPermalinkResponder

Boa noite, gostaria de saber se tem como chegar de transporte coletivo do aeroporto ate a rodoviaria da Porto Iguacu? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thaís! Você tem que pegar o ônibus de linha do Brasil, descer em frente ao hotel Bourbon, atravessar a estrada e pegar o ônibus internacional do outro lado.

Recomendamos pegar um táxi ao chegar com malas e sem conhecer a região.

Rosangela
RosangelaPermalinkResponder

Olá!
Achei impressionantes as imagens recentes de Foz, com as quedas d'água altamente caudalosas! Quero levar minha mãe, que nunca viajou de avião. Saindo do RJ, de julho ou agosto. Como iríamos, sós, qual a sugestão de roteiro para 3 dias (dá??) no preço mais em conta possível?!? Abs.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rosangela! Veja aqui:
http://www.viajenaviagem.com/brasil/foz-do-iguacu-ricardo-freire/

Tenha em mente que no inverno a vazão de água diminui, mas o espetáculo é bonito de todo jeito!

michelle
michellePermalinkResponder

Olá pessoal! Estou pensando em ir pra Foz no Carnaval de 2014, porémeu e meu marido gostamos mais da vida noturna(barzinhos e restaurantes) que se possam fazer a pé. Sendo assim é melhor ficar em Puerto Iguasu? Podemos fazer o passeio das cataratas do lado brasileiro com um onibus a partir de Puerto Iguassu?
Adoro o site de voces, sempre muitissimo util para qualquer destino.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Michelle! No texto há informações de como ir ao parque brasileiro estando em Puerto Iguazú, por favor releia.

Sua outra pergunta também está respondida no texto.

johnny
johnnyPermalinkResponder

Olá amigo boa noite !
Estou hoje dia 5/07 em Buenos aires e amanhã farei uma escala em puerto iguazu chegando as 11:00 e saíndo as 18:00. gostaria de conhecer as cataratas de forma rápida. Estou imaginando pegar um taxi correndo no aeroporto.vc tem outra sugestão ? sabe o tempo que levo até lá ? tem ideia de preço do taxi ? um abraço.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Johnny! Não sabemos o preço do táxi do aeroporto de Puerto Iguazú às cataratas argentinas. O tempo é bastante apertado, porque o parque argentino requer longas caminhadas. Não há tempo para ir ao Brasil por causa da fronteira.

viviane
vivianePermalinkResponder

oi, estou indo dia 03/07 para foz e queria saber como anda o tempo por la.... à noite faz frio? ah.. vou ficaar no hotel Best Western Tarobá e queria saber como faço pra ir às cataratas e ônibus. tem algum ponto perto?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Viviane! Em julho pode fazer frio de dia também; acompanhe a previsão em sites como http://www.climatempo.com.br .

Leia mais sobre Foz:
http://www.viajenaviagem.com/2013/02/roteiro-foz-do-iguacu-90-dicas/

andre meirelles

Tudo bem?

Vou para Foz em outubro. A idéia é uma viagem econômica. Chego numa sexta lá pelas 13hs e pego voo de volta segunda fim de tarde. Tenho sexta noite, o fim de semana inteiro e parte da segunda.
Gostaria de conhecer: (por prioridade)
-Paraguai: para comprar uma câmera fotográfica profissional.(Por isso o Paraguai vem antes. Por que dai posso tirar fotos dos parques, hehe)
-Porto Iguazu:Restaurantes
-Cataratas: Lado brasileiro e argentino

As minhas perguntas são:

-Fazendo este roteiro vale a pena ficar do lado argentino (para aproveitar todas as noites os restaurantes e ficar em um hotel com custo beneficio mais interessante?
-É muito complicado ir de Porto Iguazu direto para o Paraguai? Ou tenho que ir para o Brasil antes e depois entrar no Paraguai pela ponte? Caso seja possível, como seriam os tramites de fronteira entre Argentina e Paraguai.
-Qual é o melhor horário para ir para o Paraguai? Que hora as lojas abrem e fecham?
-Caso eu fique em Foz e queira jantar em porto iguazu, até que horas tem ônibus de volta para o Brasil? Ou é só na base do taxi? A fronteira fica aberta 24 horas?

Um abraço!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, André! É inconveniente ficar na Argentina para fazer compras no Paraguai.

Leia mais sobre Foz:
http://www.viajenaviagem.com/2013/02/roteiro-foz-do-iguacu-90-dicas/

Toni
ToniPermalinkResponder

Amigos,
Eu acabei de comprar a passagem pra Foz, mas eu quero é curtir os bares, restaurantes, noite e cassino em Puerto Iguazu.
Só comprei pra Foz pq o valor da passagem é menos da metade do valor do q comprar direto pra Puerto Iguazu.
Devo ir ao Cassino quase todos os dias, vou ficar de quinta a segunda-feira.
Alguém tem dicas de onde é melhor ficar por lá, localização ?
É melhor ficar mais próximo do cassino ou dos bares ?
Sabem informar se tem taxi na cidade a noite ?
Desde já parabéns pelas publicações e obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Toni! Há táxis ou remises toda a noite. O cassino fica fora da cidade; é mais interessante se hospedar na cidade.

Ana
AnaPermalinkResponder

Estarei voltando a Foz final de novembro, vi que abriu um Ice Bar em PUerto Iguazu, ele fica perto ali da feirinha, dos bares?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! Fica fora da cidade, no km 5 da estrada entre a cidade e o parque. O cassino deve estar a uns 3 km.

Fabiane Lacerda

Olá,
estou indo no carnaval de 2014 com meu marido e dois filhos pequenos. Assim, pretendo alugar um carro . Ficando em Puerto Iguazu, vale a pena alugar um carro desde o Brasil ou é melhor pegar um tranfer e alugar um carro por la?
Pensamos em alugar um carro desde o Brasil , nos hospedar em Puerto e fazer os parques dos 2 lados.
Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fabiane! Se vai alugar carro, deixe alugado já no aeroporto ao chegar.

Daniel
DanielPermalinkResponder

Olá,
Porque ? pior para fazer compras no Paraguai se hospedar no lado argentino? Existe alguma proibição de Brasileiro transitar pela fronteira argentina x Paraguai?
É preciso passaporte?
Abs.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniel! É que não há ligação entre a Argentina e o Paraguai. Você terá que vir da Argentina para o Brasil e do Brasil atravesar para o Paraguai. Dá mais trabalho, só isso.

Luciana Sousa
Luciana SousaPermalinkResponder

Olá, estive em Foz do Iguaçú, Puerto Iguazú e Paraguai recentemente. Segue meu post sobre a viagem, da qual vi muitas dicas úteis neste site. Obrigada e Parabéns!

http://saindo-pelomundo.blogspot.com.br/2014/01/viagem-unica-foz-do-iguacu-paraguai-e.html

Att,

Sandro
SandroPermalinkResponder

Olá! Vou a Puerto Iguazu passar um fim de semana, de 5ª a domingo e gostaria de saber por favor, se é necessário levar muitos pesos, ou se eles aceitam o nosso real.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sandro! O real é bem aceito em Puerto Iguazú.

O Planejamento da Viagem para as Cataratas do Iguaçu (Cuidad del Este, Foz do Iguaçu e Puerto Iguazu) | planejandoaviagem

[...] - o segundo dia será para cruzar a ponte da Amizade, visitar Itaipu e fazer check-in no hotel em Puerto Iguazú. Nesse dia o planejamento é deixar as malas no guarda-volumes da rodoviária de Foz ou no guarda volumes de Itaipu. Já fiz uma mala pequena para não me incomodar muito com isso, por email fui informada que o guarda-volumes de Itaipu comporta no máximo uma mala de 8 quilos. A reserva para a visita em Itaipu foi feita pela internet e paga com paypal. Compramos o circuito especial com 2,5 horas de duração. Como será um feriadão achamos melhor não abusar da sorte. À noite será em um dos tantos restaunrantes da cidade argentina, já fiz uma listinhas das minhas preferências utilizandos os comentários sobre os restaurantes do TripAdvisor e com as dicas do VnV; [...]

Solange
SolangePermalinkResponder

Em Agosto vou a Foz alguém poderia me informar: se eu ficar em hotel em Puerto Iguazu, daria tempo se eu sair de lá domingo cedo ir pra Foz de lá para compras no Paraguai e embarcar de volta a SP as 18:30???? ou seria melhor fazer isso no sabado?

Isa
IsaPermalinkResponder

Pessoal, estive na tríplice fronteira nos últimos dias e vim dar um feedback pra vcs em forma de agradecimento pelas sempre boas informações que obtenho no blog!

Na organização da viagem percebi que parecia melhor se hospedar em Puerto Iguazú e assim o fiz. O hotel foi Jardins del Iguazú, hospedagem muito boa e perto do Terminal de ônibus. Dele é possível se deslocar a pé por toda a cidade, inclusive para ótimos restaurantes; além de pegar ônibus para o Brasil e Paraguai.

DESLOCAMENTOS

- Taxi - Aeroporto de Foz para Puerto Iguazú custa 80 reais; de Puerto Iguazú para o Aeroporto de Foz custa 40 reais! Dá pra entender? Claro que dá!

- Para as cataratas argentinas - os ônibus saem em intervalos de 15 minutos e a passagem custa 40 pesos. A entrada no parque argentino custa 115 pesos (ATENÇÃO - só aceitam pesos!), recomendo ir cedo ao parque, pois há muito o que fazer por lá. O único passeio que não está incluso é o de barco. É incrível!

- Para as cataratas brasileiras - os ônibus saem em menor frequência, custa 40 pesos. A entrada no parque custa 29 reais e lá vc tem direito a percorrer a trilha das cataratas, as outras trilhas são pagas (um absurdo!) e os passeio de barco, claro. É um parque menor que o argentino, em uma manhã é possível visitar a trilha das cataratas. E depois vale a pena ir ao Parque das Aves (20 reais a entrada).

- Para Ciudad del Este - não lembro o preço da passagem, mas vale a pena! Não gostei de lá, fomos apenas para cumprir tabela. De lá partimos para Itaipu (táxi por 50 reais, mas é possível ir de ônibus). De Itaipu pega-se o ônibus e desde no TTU de Foz, de lá pega-se o busão para Puerto.

- Dentro de Puerto Iguazú - as passagens custam 4 pesos. Facilmente vc chega à tríplice fronteira, lugar super tranquilo.

RESTAURANTES QUE FREQUENTAMOS

- Acqua - fomos porque todos diziam que ele era o máximo! Fui com muitas expectativas, então rolou uma decepção! rsrs Mas é um bom restaurante sim. Preço médio de 170 pesos o prato individual de carnes de primeira.

- Doña Maria - foi onde comi a fraldinha mais gostosa do mundo! Eh um buffet estilo brasileiro, onde vc paga 140 pesos para acesso livre à churrasco, massas, saladas, sobremesas e um refri. Gostamos bastante da comida.

- Piacere - comemos uma parrilha deliciosa! Atendimento excelente. Fomos lá duas vezes, inclusive.

- Empanaderias - vá em todas! rsrs

- Helados - vá em todos! rsrs A Freddo é a melhora heladeria, sem dúvidas!

DICAS GERAIS

- Câmbio, 1 real vale 4 pesos na maioria dos lugares. Fiz câmbio com um rapaz que cuida do estacionamento que fica em frente ao restaurante Doña Maria.

- Para minha decepção o serviço de fronteira do Brasil não funciona. Todo mundo entra e sai sem mostrar documento. Segurança altamente frágil. Péssimo para nós.

- Levei passaporte para evitar problemas com a aduana argentina, pois eles SEMPRE verificarão seus documentos. Mas lembro que o RG é válido, of course!

- Cidade tranquila, caminhamos muito e sem estresse.

- Andar de ônibus é tranquilo, a grande maioria das pessoas é turista e me senti super segura, inclusive na ida a Ciudad del Este.

- Se hospedar em Puerto Iguazú é sinônino de preços melhores, comida deliciosa e o bem estar de uma cidade pequena.

- Vale a pena levar lanchinhos e muita água para os passeios nas cataratas.

- Verifique a previsão do tempo.

- Se quiser desfrutar da noite de Puerto (noite = restaurantes e bares, não vi baladas!), hospede-se lá, pois se não estiver de carro ficará pagando táxis, pois os ônibus para o Brasil só rodam até 19h.

- Hablar Espanõl! grin

- Conhecemos quase nada em Foz, pois fomos para lá num dia muito chuvoso. Mas parece uma cidade meio sem ter oq fazer, achei Puerto mais interessante.

Obs: NÃO FUI AO DUTY FREE ARGENTINO, NEM SEI INFORMAR SOBRE COMPRAS NO PARAGUAI (só fui pra ver a ponte da Amizade!)

Edgard
EdgardPermalinkResponder

Fui em julho com minha esposa num combo Ruínas + Puerto Iguazú, com as ideias que achei aqui no VnV. Ficamos em Puerto Iguazú, no mesmo hotel recomendado pelo post. Excelente hotel, a preço justo!
A única desvantagem de ficar em Puerto Iguazú é ficar fazendo imigração pra ver Itaipu e o lado brasileiro das cataratas, mas vale. A cidade é simpática, tranquila, boa para caminhar durante a noite e claro, comida argentina, com preços melhores do que no Brasil.
O último post, da Isa, tá bem completo e atualizado de dicas. Só o parque argentino que agora tá 150 pesos e os passeios no parque brasileiros são realmente bem caros (R$ 170/pessoa pra fazer trilha + barco no Macuco Safari e R$ 30 só pra caminhar na Trilha do Poço Preto fica difícil).
E complemento com uma dica: aproveitem os vinhos argentinos com preço três vezes menor do que encontramos no Brasil!

Roberth Juliano

amei tudo que vc contou..li tudo com muita atenção..estou indo pra Foz dia 20 agora ..mas só me preocupa o fato de eu não ter passaporte...vou ser impedido de entrar no lado argentino pra ver ao menos as Cataratas de lá só por causa do passaporte? Não tem como resolver só com a identidade?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberth! Brasileiros só precisam da carteira de identidade (carteira de motorista não vale) para passar à Argentina.

Sheila Sato
Sheila SatoPermalinkResponder

Oi, eu vi no site da prefeitura de foz que são aceitos sim a habilitação para passar para a Argentina. Agora fiquei preocupada!!Poderia verificar por favor?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sheila! Sim, agora dá para cruzar esta fronteira com a CNH. Não é uma prática válida para aeroportos ou para viajar mais adiante na Argentina, mas em Foz/Puerto Iguazú há este acordo.

Franciely
FrancielyPermalinkResponder

O restaurante "Te amaré Maitena", antes da feirinha e as sorveterias também são um espetáculo que fazem parte de Puerto Iguazu! Vale a pena!

Marilia
MariliaPermalinkResponder

Bom dia, amigos. Vi que o restaurante El Quicho del Tio Querido mudou-se para um endereço próximo ao Duty Free. É possível fazer esse trajeto a pé? Vi no Google maps que daria uns 15 min andando. É seguro?
Obrigada, Marilia.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marilia! É seguro.

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Boa noite, adorei as dicas! smile
Alguém saberia me dizer se dá p/ andar de mala no ônibus que sai do aeroporto, há alguma restrição de tamanho?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! É um ônibus de linha. Viaje leve. Não vale a pena carregar a casa nas costas em viagem. Acredite na gente: suas viagens vão mudar no dia em que a mala deixar de ser um trambolho a ser carregado.

Camila Almeida da Silva

Boa noite! Queria saber em relação ao cambio. Ficarei 4 dias em Puerto Iguazu.
O que é melhor levar reais, trocar real para peso no Brasil ou na Argentina?

Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Camila! Aceitarão seus reais em Puerto Iguazú com uma boa cotação.

Michelle Santos

Acabei de voltar da tríplice fronteira e fiquei uma noite em Puerto Iguazu após o passeio nas cataratas argentinas. Recomendo fortemente esse esquema pois você fica cansado do parque e ai tem um local para descansar e depois conhecer a cidade, já que a noite ali é bem melhor que em Foz. E no outro dia aproveitamos para bater perna no Dutty Free antes de retornar ao Brasil.
O parque argentino é mais cansativo e mais caro, porém tem a melhor visão das cachoeiras. Se for escolher visitar apenas um parque, visite o argentino! Mas é interessante ver a diferença na forma de explorar a mesma beleza natural.
PS.: Muito cuidado com os quatis!!! Eles literalmente roubam nossa comida!!! Sobem em bando na mesa e puxam mesmo! E não tem local fechado na lanchonete para comer.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar