Petrópolis: de volta aos anos 40 na visita guiada ao hotel-cassino Quitandinha

  • 0
Mariana Amaral
por Mariana Amaral

post62-sup2016

quitandinha petrópolis

Que Dom Pedro II me desculpe: a visita guiada ao antigo hotel Quitandinha é a atração mais surpreendente de Petrópolis, a cidade imperial. Embora o palácio, inaugurado em 1944, não passe exatamente despercebido – afinal de contas, é um gigante de 440 quartos, mais áreas comuns –, o Quitandinha do lado de fora é muito diferente do Quitandinha do lado de dentro. A fachada, discreta, e coerente com o histórico de colonização alemã na cidade, não entrega, de nenhuma maneira...

quitandinha petrópolis

Salão de jantar

... todo luxo, riqueza e ostentação que se encontra em seus interiores.

quitandinha petropolis

Área do cassino

Hoje um misto de condomínio e centro cultural, o Quitandinha foi em seu tempo o maior e mais glamuroso hotel-cassino das Américas. Um projeto ousado que, entre muitas extravagâncias, tinha sobre as mesas de jogo uma das maiores cúpulas em vão livre do mundo, com 50 metros de diâmetro, e areia trazida de Copacabana para compor uma praia artificial em Petrópolis.

quitandinha petrópolis teatro

quitandinha petrópolis café concerto

Teatro e café-concerto

Lá se hospedaram Carmen Miranda, Walt Disney, Greta Garbo, Orson Welles, e foi no Quitandinha que Martha Rocha saiu vencedora da primeira edição do concurso de Miss Brasil.

quitandinha petrópolis

Salão

O esplendor original do Quitandinha foi recuperado depois de um impressionante restauro comandado pelo Sesc, que, além de um calendário de shows e peças de teatro, promove também visitas guiadas pelo complexo.

quitandinha petrópolis

Sala de imprensa

Ser acompanhado por um guia não é obrigatório para conhecer os espaços abertos ao público, mas é altamente recomendável. Não são poucas as histórias fantásticas sobre o Quitandinha, a começar pela biografia do seu próprio dono: Joaquim Rolla, semianalfabeto, que de tropeiro em Minas Gerais veio a se tornar um dos maiores nomes da noite carioca, investindo na abertura do hotel-cassino por sugestão de Getúlio Vargas.

quitandinha petrópolis

Corredores

E mais não digo, para não dar muito spoiler. Mas, depois de visitar, volte aqui e conte pra gente se é possível não torcer para que o Quitandinha volte a ser hotel algum dia...

Sesc Quitandinha

  • Av. Joaquim Rolla, 2 | Tel. 24/2245-2020 | Visita livre: de terça a sábado, das 10h às 17h; domingos e feriados, das 10h às 16h | Visitas guiadas: quartas, de hora em hora, entre 10h e 16h (não há visita ao meio-dia); sábados, domingos e feriados, a cada 30 minutos, entre 10h e 11h30, e de 13h às 16h | Ingressos (visita guiada): R$ 10, a partir de 21 anos; R$ 5, menores de 21 anos e maiores de 60 anos | Visita livre: grátis

 

  • Garanta seu passeio do Rio a Petrópolis (incluindo o Quitandinha) com a Desbravo

 

 

Leia mais:

post62-rod2016-06

15 comentários

Maryanne
MaryannePermalinkResponder

Nossa, quero muito ir. Meu pai e minha mãe contavam tantas histórias do Quitandinha. Eles adoravam namorar por lá.

Augusto Rodrigues

Parabens pela divulgação de pontos turisticos no estado RJ. Aproveito para perguntar:
a) porque se chama Quitandinha? b) se há restaurante no local?

Ines Martins Santos

Até onde sei tem esse nome porque está localizado no Bairro Quitandinha hehehe. E tem um restaurante sim, era do SESC, ainda deve ser.

Camila Guerra
Camila GuerraPermalinkResponder

O palácio ganhou o nome do bairro em que se localiza. Esse, por sua vez, recebeu esse nome porque era o ponto de feira de produtos agrícolas que iam e vinham de Minas, quando Petrópolis era caminho para o interior do País. (Fonte: Centenário de Petrópolis, vol. I, pag. 115 – Alvaro Catanheda).

Há uma excelente churrascaria logo em frente (que não é do SESC), chama-se Lago Sul.

[]'s

Celso Henrique Pires

Estive no começo deste ano em Petropolis e aproveitamos para rever o famoso Quitandinha e ficamos surpresos com a restauração patrocinada pelo SESC Rio. Vale muito a pena a visita guiada que tem baixo custo e traz uma quantidade enorme de informações. Quanto ao nome Quitandinha é porque originariamente o local era uma fazenda que abastecia os tropeiros de viveres, daí o nome quitanda, quitandinha.

Fabio Freitas
Fabio FreitasPermalinkResponder

Visitei o Palácio dia 13/10 , vale muita a pena ! Não fiz a visita guiada pois estava com minha filha de 1 ano e quem tem sabe como é......Petrópolis é linda, tranquila e vale o passeio..

Alex serpa
Alex serpaPermalinkResponder

Já fui a muitos casamentos e festas no hotel. Minha mãe vota lá até hoje. Algainda sabe se continua tendo festas de casamento ali? Era o melhor local de Petropolis para isso...

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Visitei diversas vezes quando era criança e vale voltar pela restauração

Claudiney Ribeiro

Que lugar lindo, ainda não tivemos a oportunidade de conhecer esse lado do Rio de Janeiro, mais com certeza vamos pra lá, obrigado pelo post ;D

Kamila
KamilaPermalinkResponder

Há cerca de 10anos funcionava um restaurante no local! Você sabe se agora há?!

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Estivemos em Petrópolis neste feriado de 20 de janeiro e fizemos a visita guiada no Quitandinha.
Imperdível!!! Uma aula de história cheia de glamour, aventura e fatos saborosos muito bem contada pela maravilhosa guia Gláucia.
Lindos ambientes que se tornam mais interessantes quando voltamos no tempo com os relatos emocionantes da época grandiosa dos casinos. Imperdível!

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Estivemos agora no feriado de 20/01 em Petrópolis, e tivemos uma agradável surpresa. Há muito tempo não íamos lá e ficamos realmente muito felizes. A cidade está super limpa, arrumada e bem cuidada. A visita guiada ao Quitandinha foi fantástica. O local foi todo restaurado pelo SESC e vale a visita. A casa de Santos Dumont está uma graça. Tente assistir ao vídeo explicativo no segundo andar da casa. O museu de cera é bacana, caso você não tenha ido ao de Londres ou Amsterdam. Visita guiada à Cervejaria Bohemia é outra boa pedida, principalmente se você curte cerveja, pois lá funciona quase como um museu da cerveja, com algumas explicações sobre a produção da mesma.Poderiam ter detalhado mais a fabricação. A visita ao Museu Imperial é imperdível. Tudo bem cuidado e organizado. Assistimos ao Sarau Imperial na sexta-feira à noite no cine-teatro do Museu e o espetáculo Som e Luz no sábado, nos jardins do mesmo Museu Imperial. Hospedagem no Hotel Casablanca Imperial ao lado do Museu, com preços justos e atendimento correto. Fica uma dica de uma viagem relativamente barata e rápida, principalmente para quem vem do Rio.

Fátima Petronetto

Quando vi a foto achei lindo!
Quando cheguei próximo meus olhos não acreditaram no tamanho e na beleza desta obra!
Mas quando entrei...tive uma mistura de sentimentos inigualáveis. ..Me emocionei tanto com tudo que fiquei imaginando o Cassino cheio de pessoas importantes e bonitas...voltei no tempo.
Quanto a Arquitetura .
Não imaginava conhecer uma obra tão grandiosa! Uma Riqueza de Molduras Detalhadas.E uma beleza de encher os olhos e a imaginação!
Amei cada detalhe...Me imprecionei com a grandiosidade dos Salões e seus lustres Magníficos!
Enfim agradeço a Deus por me dar a chance de ter conhecido um lugar tão lindo!
Abraço...

Livia
LiviaPermalinkResponder

Fui agora em junho/2017. Sensacionalll!! Fiquei embasbacada com tanta beleza. Fiz a visita audioguiada, aquela com o foninho no ouvido que se faz sozinho. Achei ótimo, acho que até prefiro essa do que com o guia. A imaginação vai longe com o narrador falando no ouvido e tem musica, sons e tal. Não tem nada de entediante. Passeio imperdível em Petrópolis.

Marcelly Faver

tem uma churrascaria muito boa no local, o nome é Lago Sul

Atenção: Bóia de férias! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 2 de outubro de 2017. Obrigado pela compreensão!
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar