Mais dois países exigem vacina contra febre amarela: Colômbia (para todos os brasileiros) e República Dominicana (para MG e ES)

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

vacina febre amarela colômbia punta cana

Conforme a gente aqui no Viaje na Viagem previu em fevereiro, mais países tropicais estão passando a exigir o certificado internacional de vacinação contra febre amarela de viajantes brasileiros.

A nova leva é composta por dois destinos quentes do momento: a Colômbia e a República Dominicana, justamente os dois países mais em conta da América Latina para brasileiros. A Colômbia exige a vacina de todos os brasileiros; a República Dominicana, apenas de passageiros provenientes de Minas Gerais e Espírito Santos, dois estados com casos confirmados de febre amarela.

A nova norma da Colômbia está em vigor desde o dia 30 de março, quando foi emitida esta circular do Ministerio de la Salud (veja também a nota da Latam).

A exigência na República Dominicana foi divulgada dia 2 de abril pela revista Istoé (agradeço ao leitor Eularino de Andrade pela informação).

Atualização: República Dominicana verifica certificado apenas de passageiros de MG e ES

  • A imprensa dominicana corrige a informação da Istoé: na República Dominicana, o certificado internacional de vacinação contra febre amarela não é exigido de todos os viajantes. À chegada ao país é perguntado se o passageiro é proveniente ou passou pelos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais. Se o turista disser que vem desses estados, precisará apresentar o certificado. Mais detalhes aqui e aqui.

Lembre-se que a vacina só é válida depois de 10 dias de tomada.

Assim como acontece com o Panamá, passageiros em conexão estão dispensados da vacina. Ou seja: se você está indo para o México ou os Estados Unidos ou Aruba ou Curaçao via Bogotá, você não precisa da vacina.

Se você se vacinou alguma vez e ainda tem o seu certificado internacional, ele será válido na Colômbia mesmo se já estiver expirado. Nesta circular o Ministerio de la Salud colombiano recomenda aos agentes que sigam a nova regra da Organização Mundial de Saúde que dispensa a revacinação: para a Colômbia, a vacina que você tomou há mais de 10 anos tem validade para a vida (se você tiver receio de ser barrado pela cia. aérea, tire uma cópia da circular; o texto que precisa ler lido está nos parágrafos 1.3.2.2 e 1.3.2.3).

O círculo está fechando e, dos destinos mais importantes da América tropical para brasileiros, só o Peru e o México ainda não estão pedindo a vacina. Eu sei que a vacina já está em falta na rede pública, mas se você tem planos de viajar para a América do Sul ou Central, fique atento e vacine-se o quanto antes. Mesmo os países tropicais que não exigem vacina podem passar a exigir a qualquer momento, o que pode atrasar qualquer viagem em 10 dias.

Mais uma vez lembro que não é necessário vacinar-se para ir à Europa, Estados Unidos, Canadá ou países fora da zona tropical. Esses países nunca exigirão a vacina porque não têm os ecossistemas onde proliferam os mosquitos transmissores de doenças tropicais.

Converse antes com o seu médico, para ter certeza de que você pode tomar a vacina.

Se não puder tomar a vacina por motivos de saúde ou idade, providencie seu certificado internacional de isenção.

  • Não precisa vacina contra febre amarela para fazer conexão no Panamá
  • Não precisa vacina contra febre amarela para o Peru
  • Não precisa vacina contra febre amarela para o México
  • Não precisa vacina contra febre amarela para a Argentina
  • Não precisa vacina contra febre amarela para o Chile
  • Não precisa vacina contra febre amarela para o Uruguai
  • Não precisa vacina contra febre amarela para os Estados Unidos
  • Não precisa vacina contra febre amarela para país nenhum da Europa

REPETINDO: NÃO É PRECISO VACINA CONTRA FEBRE AMARELA PARA VIAJAR À EUROPA

  • Precisa vacina contra febre amarela para República Dominicana/Punta Cana (desde 2/4/2017, para passageiros vindos de MG e ES)
  • Precisa vacina contra febre amarela para Colômbia (desde 30/3/2017)
  • Precisa vacina contra febre amarela para desembarcar (sair do aeroporto) no Panamá (desde 6/2/2017)
  • Precisa vacina contra febre amarela para Cuba (desde 7/2/2017)
  • Precisa vacina contra febre amarela para Barbados
  • Precisa vacina contra febre amarela para as Bahamas
  • Pode ser preciso vacina contra febre amarela para a Bolívia
  • Precisa vacina contra febre amarela para a Costa Rica
  • Precisa vacina contra febre amarela para a Nicarágua
  • Precisa vacina contra febre amarela para a África
  • Precisa vacina contra febre amarela para a Ásia tropical
  • Precisa vacina contra febre amarela para a Austrália

Leia mais:

30 comentários

Viviane
VivianePermalinkResponder

Comandante e Bóias:
Mais explicadinho impossível! Parabéns pelas atualizações de primeira! smile

Yara Xavier
Yara XavierPermalinkResponder

Caso todos os tripulantes tivessem sempre seguido os conselhos do Comandante, já estariam vacinados e livres desses perrengues. Mas, ô preguiça, viu!

Karen
KarenPermalinkResponder

Alguma chance de Uruguai, Chile e Argentina exigirem a vacina? Vou para Mendoza em maio e fico preocupada. Tomei a vacina há mais de dez anos, mas não emiti o certificado internacional, sabem dizer os postos emitem apesar de todo esse tempo ou se tenho que me revacinar? Anda difícil fazer isso aqui na minha região. Meu marido tem mais de 65 anos, como a vacina não é recomendada para idosos, penso em pedir uma atestado para um médico e fazer o certificado de isenção no caso dele.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Karen! A Argentina tem uma zona subtropical, a província de Misiones, onde poderia haver transmissão da doença. Mas acredito que só tomariam essa decisão se fosse detectado algum caso na região de Foz. O Chile está protegido pela cordilheira, é um país temperado do centro para o sul e desértico no norte, não deve exigir nunca. Para o Uruguai deve valer o mesmo raciocínio da Argentina -- se não houver foco no Rio Grande, é difícil que o Uruguai peça.

ROBERTO DELMAN

Ola boia, vou para miami, via bogota, e pasme, a avianca diz nao saber se quem esta em transito ( por 3 horas, no meu caso) precisa do certificado internacional.
Mandou ligar na imigraçao ????.
V cs tem previsao dessa informaçao sobre apenas o transito em bogota apenas?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberto! Tentamos confirmações por atendimento telefônico e por vias oficiais e até agora, nada, só evasivas. Está bem diferente de quando o Panamá passou a exigir vacina -- o pessoal da Copa estava bem treinado.

Pela lógica, conexões ficam fora da exigência da vacina. Você não vai precisar passar pela imigração (quando checam o certificado) nem sairá do aeroporto.

Mesmo se exigirem, se o atendimento telefônico ainda não está afinado com o assunto, é porque ainda dá para dar jeitinho (por enquanto). Quando Cuba passou a exigir vacina, havia um aviso na home do site internacional da Avianca. Até agora não apareceu o aviso da vacina para a Colômbia no site da Avianca (a circular que a gente publicou é da Latam).

ROBERTO DELMAN

obrigado boia !!!

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Ola Boia, estou indo para Rep. Dominicana na proxima semana , liguei para a GOL e nao sabem informar nada sobre essa exigencia. Como faltam menos de 10 dias vai ficar complicado. Amanha vou tentar ligar no consulado. Se eh tiver alguma informacao util informo a voces.

Lilian Paryse
Lilian ParysePermalinkResponder

Update de primeira! Perfeito!

Rebeca
RebecaPermalinkResponder

Realmente sinto o viajenaviagem como uma bóia pra agarrar em meio a tanta informação. Estou indo pra Europa (Portugal, Espanha e Itália) na semana que vem e tive um "mini infarto" ao pensar que deveria ter tomado vacina. Agora estou mais tranquila. Obrigada por mais essa

Walter Faria
Walter FariaPermalinkResponder

Chegamos em Bogotá no dia 29.03 devidamente vacinados e munidos do certificado Internacional de vacinação, mas em nenhum momento nós foi solicitado. Agora entendi a razão, a portaria vale a partir de 30.03.

Bruno Peniche
Bruno PenichePermalinkResponder

Não é necessário visto para a República Dominicana, ou seja, Punta Cana não necessita de apresentação do CIVP (Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia).
Retirei essa informação do site da anvisa: https://viajante.anvisa.gov.br/viajante/ além de ter ligado para a companhia aérea e para a própria ANVISA.
Tomem cuidado ao emitir essa informação, você não tem idéia do stress e desespero que me causou com esse post, minha viagem está marcada para 10/04...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruno! Um país não precisa exigir visto para exigir vacinação contra febre amarela; são duas coisas diferentes. Panamá, Colômbia, Venezuela e Bolívia não exigem visto de brasileiros, mas exigem a vacina.

A notícia da Istoé, que repercutimos aqui, foi atualizada pela imprensa dominicana. A vacina está sendo pedida apenas para passageiros que admitam ter estado em Minas Gerais ou no Espírito Santo antes de viajar. Já está atualizado no texto.

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Estive hoje na rua Evaristo da Veiga 16,Centro, RJ para emitir meu certificado Internacional de vacinação da Febre Amarela, mas fui informado que a Secretária de Saúde suspendeu a emissão no local em virtude do grande movimento para vacinação. Agora somente no Galeão.
Nada está tão ruim que não possa piorar. Local muito fora de mão.

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Estou viajando para Cancun, com conexão na Colômbia. Será necessário a vacinação contra febre amarela? Grato.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernando! Para conexão NÃO é necessária a vacina.

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Olá Bóia, estou muito preocupado com isso, estou na mesma situação do Fernando, tenho uma conexão na Colombia de 3 horas e meia, vou trocar de avião e ir para Cancun. Tenho a vacina e o certificado internacional, mas no dia da viagem vai fazer só 7 dias que eu terei tomado a vacina e não vai estar valendo ainda. Essa informação de que NÃO é necessária a vacina para conexão é oficial? Tem algum documento para eu me munir na hora do embarque. Muito obrigado pela atenção!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thiago! É oficial.

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Oi, muito obrigado pela informação. Tem algum documento oficial que eu possa apresentar caso o funcionário não esteja alinhado com isso?

Muito obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thiago! Se você está agoniado assim, ligue para a cia. aérea e anote o nome de quem lhe der a informação. Não existe nada publicado. Procure relatos de pessoas barradas porque foram fazer conexão em Bogotá sem vacina, você não encontrará nada.

O site da Avianca menciona ENTRADA NO PAÍS. Você não vai entrar no país. Não faz nenhum sentido obrigar pessoas que não vão entrar no país a ter a vacina.

Certificado de vacinação contra a febre amarela

Devido à alerta internacional sobre a febre amarela emitida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Panamericana da saúde (OPS), o Ministério de Saúde e Proteção Social da Colômbia determinou que os passageiros que procedam de Angola, República Democrática do Congo, Uganda e Brasil, será solicitado o Certificado Internacional de Febre Amarela para sua entrada ao país.
​​

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Entendo, entrei em contato novamente com o Atendimento Online da Avianca internacional e tenho sempre a mesma resposta.

Daniel: Neste caso Thiago, deve validar diretamente com a embaixada ou consulado do país de conexão, já que cada passageiro deve conhecer toda a documentação para a viagem; lembre-se que o requerimento dessa documentação é diretamente o departamento de migração de cada país.
Pode verificar a informação em nosso site na opção de Documentos legais: http://www.avianca.com/pt-br/informacao-viagem/planeje/requisitos-legais/documentos-legais.aspx

Por isso minha agonia, as informações são muito diferentes em cada lugar, e cada lugar te joga pra outro lugar e ninguém responde a pergunta de forma clara. De qualquer forma, muito obrigado, já me deixou mais tranquilo rsrs.

Priscilla
PriscillaPermalinkResponder

Olá pessoal e Thiago! Liguei hoje para o consulado da Colômbia, e uma Senhora nada educada me afirmou que precisava da vacina para qualquer tempo de conexão. Estou em pânico. Pois consegui tomar hoje e viajo dia 5, tenho 9 dias e não 10. Mas pela internet tudo que leio diz que para conexão não. Vou surtar.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Priscilla! Não precisa vacina para conexão. Confirme com a cia. aérea, que é a única autoridade que vai aprovar a sua entrada no avião. Você não passará por nenhum agente de imigração colombiano durante todo o seu percurso entre o Brasil e o seu destino final, só funcionários da cia. aérea no check-in do Brasil e no portão de embarque em Bogotá. Você oficialmente não entrará em território colombiano. A senhora do consulado apenas não quer se comprometer.

Priscilla
PriscillaPermalinkResponder

Bóia, preciso deste Help, tem certeza que para conexão não precisa? Pois para todo lugar que ligo, dizem que precisa, no desespero eu tomei, mas faltando 9 dias para a viagem, e o tempo exigido são 10 dias, estou sem dormir. Cada lugar eles informam uma coisa diferente. O que me diz ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Priscilla! Se o vôo parte da sua cidade, vá até o aeroporto no horário do check-in do vôo para Bogotá da sua cia. e pergunte ao atendente. Procure também na internet relatos de passageiros indignados porque não puderam embarcar porque iam fazer conexão em Bogotá e não tinham vacina.

Ellaine
EllainePermalinkResponder

Fico impressionada como seu blog sempre tem tudo q eu preciso! Você deixou o texto aí em cima bem mastigado! Obrigadaaaa

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Oi comandante, boias e trips! Estive como o Marcelo na ANVISA da Evaristo da Veiga há 2 semanas onde fui informada que a emissão do certificado internacional de vacinação só no Galeão. Não, eu não vou viajar para um local que exija mas como as Companhias Aéreas estão confusas não quis dar mole e como diz o Comandante, vai que... Eu e meu Rick já tinhamos, fui lá hoje fazer para meu mascote VnV. Fui de carro, estacionei no Terminal 2, procurei o Desembarque Doméstico e as 9.30 avisei que o meu era sem cadastro. Havia 2 pessoas na minha frente. Pode agendar e preencher o cadastro previamente mas óbvio que o agendamento não li em lugar algum. Ajudei a senhora antes de mim a preencher e preenchi o meu num terminal dedicado só para os sem cadastro. Uma fila atende os que se cadastraram e outra os sem cadastro como eu. As 9.50 meu filho já tinha o certificado for life (ainda que ele vá tomar outra dose aos 4 anos, pois tomou a fracionada). E a atendente ainda confirmou o que estamos já cientes - o meu certificado tem validade mas eu não preciso tomar de novo - e que a 2a dose do meu filho é da minha consciência. Palmas para a equipe da ANVISA do Galeão!!! Demorei mais para voltar de lá do que para ir e ser atendida.

Mariana Oliveira

Olá Bóia, estou indo para Punta Cana dia 02/05/2017 saindo de SP. Resido em Campinas, passaporte emitido pelo Estado de SP mas sou Mineira. Não tenho muita experiencia com viagens então me desculpa se minha pergunta for meio imbecil.

Saindo de SP, com conexão no Panamá e estadia em Punta Cana seria necessário a vacina contra febre amarela? E em caso afirmativo para obter o cartão internacional de vacinação teria um prazo de vencimento da vacina pois tomei a mais de 10 anos.

Obrigada,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mariana! Nos parece que essa exigência da República Dominicana é só para inglês ver. Se perguntarem, é só dizer que você não vem nem de Minas nem do Espírito Santo. De todo modo, todo certificado internacional de vacina contra febre amarela agora é válido por toda vida, mesmo que esteja vencido.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Tailandia , Vietna e Cambodia tambem exigem a vacina.
Na Tailandia, todos os portadores de passaportes da America d Sul e da Africa tem q passar na inspeçao sanitaria todas as vezes que entrarem no pais ( é demorado e mts perdem voos)

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar