Enquete | Aplicativos de transporte e caronas compartilhadas: quais você usa?

  • 0
Natalie Soares
por Natalie Soares

uber em bruxelas

A popularização dos aplicativos de transporte compartilhado mudou a maneira como nos locomovemos. Mas esse assunto não fica restrito ao nosso dia a dia e aos debates sobre mobilidade urbana: os aplicativos acabam impactando também nossos deslocamentos em viagem.

A começar pelo sempre polêmico Uber, hoje já é possível encontrar diversos apps como Cabify, Willgo, 99, Easy e a BlaBlaCar com ampla atuação aqui no Brasil. Quais são as principais diferenças entre eles e como podem facilitar nossas férias?

A base de todos é a mesma: os aplicativos identificam a nossa geolocalização e avisam motoristas próximos. O primeiro motorista que aceitar a corrida será encaminhado para onde você está; o aplicativo informa o nome (e a nota) do motorista, o modelo e a placa do carro. Um cartão de crédito (ou PayPal) previamente cadastrado debitará as corridas automaticamente (alguns aplicativos aceitam também pagamento em dinheiro). Todas as informações sobre a corrida ficam registradas, o que aumenta a sua segurança -- se você achar que foi enganado num deslocamento, tem como provar isso para a administração do aplicativo.

Aplicativos de transporte: os principais

Veja as características de cada um dos aplicativos que estão na praça:

Uber

  • É o app mais famoso do mercado de 'motoristas particulares'
  • Presente nos quatro continentes
  • Informa o valor aproximado da corrida antes do embarque
  • A tarifa é dinâmica e depende das condições do trânsito e da oferta de motoristas
  • Em algumas praças, aceita dinheiro
  • Tem vários tipos de carros, dependendo da praça. No Brasil, o mais caro é o UberBlack. UberSelect é uma categoria intermediária; UberX indica carros populares. UberPool é para corridas compartilhadas, UberBag para SUVs. Em São Paulo dá para alugar até helicóptero.

Cabify

  • É o principal concorrente do Uber no Brasil (sem contar os aplicativos de táxi)
  • Informa o valor aproximado da corrida antes do embarque
  • Também trabalha com preço dinâmico
  • É fácil conseguir cupons de desconto
  • Oferece diferentes carros na frota e também aceita transportar animais

WillGo

  • Usa valores fixos de corrida
  • Informa o valor antes do embarque
  • Trabalha com diferentes modelos de carros
  • Também oferece serviços de transporte e entrega de pequenos objetos e documentos
  • É possível agendar corridas com até 48 horas de antecedência

Easy

  • Antiga EasyTaxi
  • Trabalha tanto o serviço de motoristas particulares, quanto com taxistas convencionais credenciados
  • Usa valores fixos de corrida
  • Aceita dinheiro
  • Tem parceria com alguns programas de acúmulos de pontos
  • Oferece diferentes modelos de carro, inclusive os táxis pretos executivos
  • Tem operação em diferentes países da América do Sul.

99

  • Atua em mais de 350 cidades brasileiras
  • A app de táxi agora também oferece outras três categorias de transporte, duas são mais econômicas, a 99POP e a Táxi 30% OFF, e uma mais superior, a 99TOP
  • Informa o valor aproximado da corrida antes do embarque
  • Aceita dinheiro

BlaBlaCar

  • É a maior comunidade de caronas de longa distância do mundo
  • É um misto de couchsurfing com AirBnB, muito usado por quem quer economizar nas viagens de carro, dentro e fora do Brasil
  • As viagens podem ser combinadas diretamente pelo site ou pelo aplicativo
  • As datas, ponto de encontro e rotas são combinadas previamente, assim como os custos a serem compartilhado.

Como essa tecnologia avançou rapidamente, muitos concorrentes se propagaram não apenas por aqui, mas por diversos países. Entre os mais conhecidos, estão empresas de táxis e transportes compartilhados como a Lyft, Curb, Grab, LeCab, Haxi, Gett e MyTaxi.

Na enquete de hoje, queremos saber: você já utilizou esse tipo de aplicativo em alguma viagem nacional ou internacional? Como foi sua experiência? Deu tudo certo ou passou por algum tipo de perrengue?

É a nossa vez de pegar carona nas suas dicas!

Mais enquetes:

31 comentários

Philipp Muller

Em Sao Paulo normalmente uso o Easy ou 99 pois taxis podem utilizar os corredores, mas em outros lugares normalmente uso Uber. Alem dos mencionados acima, na India (Delhi) usei o Ola (https://www.olacabs.com/) e em NY uso o Via (https://ridewithvia.com/)

Daniel Soares
Daniel SoaresPermalinkResponder

Em Porto Alegre uso o Cabify, e, eventualmente, o Uber. Já utilizei o Uber em Montevideo, para ir até a Bodegas Bouza, fora da cidade (depois tratei com o motorista para nos buscar, porquê não pegava o sinal do uber na Bouzas), e também na França, em Paris e Versailles. Em Montevideo era um carro super-compacto; na França, um Passat Iraque e uma BMW com teto solar.

Lili Pontes
Lili PontesPermalinkResponder

Usei uber em miami e a experiência foi fantastica. Só carros incríveis!

MARIA CRISTINA Salgado

usei o uber em Montevideo e foi muito prático, haviam muitos carros próximos disponíveis. Além deste conforto, o pagamento direto pelo cartão do aplicativo facilitou bastante por não ter que trocar moeda e também não me preocupar com gorjeta. Também é bem mais barato que o táxi normal, lá. Foi tão bom que saí muito mais do faria normalmente.
já em Buenos Aires, não tinha muita disponibilidade no Uber, usei o Easy ,mas,foi num dia atípico lá, em abril, não dá para avaliar, estava tendo uma paralisação enorme. mesmo assim, consegui, apesar de bastante demorado, 2 taxis numa noite conturbada, então, é uma boa experiência.

Nemer
NemerPermalinkResponder

Usei Uber em Lisboa e em Recife e em ambas cidades, tudo funcionou muito bem, trazendo economia bem vinda em viagens.

Kely
KelyPermalinkResponder

A 1a vez que usei Uber foi em San Francisco em 2014 para ir para o aeroporto, foi tranquilo e deu tudo certo na viagem. Uso regularmente na região metropolitana de Porto Alegre e em Porto Alegre, já peguei carros bons e motoristas bons, e também carros mais velhos e sujos o Uber tem muita variação de qualidade de carro. Geralmente uso o UberX, onde mais tive problema com o Uber foi em São Paulo, já esperei mais de 1hora em Congonhas para o carro chegar (mas o motorista foi bem prestativo e me ligou informando onde estava e que ia demorar para chegar), outra vez o motorista me largou no meio de caminho e me disse que havíamos chegado, sendo que a rua que estávamos não era a rua que dizia no aplicativo como destino, mas o aplicativo mostrava que havíamos chegado, desci e fui a pé, e numa corrida de ida a Congonhas o motorista não finalizou a corrida e deu 40km de trajeto e R$ 60,00 em um trajeto de R$ 15,00.
Porém todas as vezes que deu algo errado entrei em contato via o aplicativo e eles resolveram o problema me devolvendo o valor pago ou me dando um crédito para futuras corridas.

Já usei o Blablacar de Porto Alegre a Florianópolis e retornei também.
Deu tudo certo tanto na viagem de ida como de volta, fui com um motorista e voltei com outro. Muito legal ver como o Blablacar possibilita quem tem carro a ir mais longe aproveitando para dividir os custos assim viajar fica mais acessível.
Foi interessante ver as medidas de segurança dos motoristas e dos companheiros de carona, curti muito a atmosfera de viagem do Blablacar e de ver como sempre está cheio os carros nesse trajeto Poa - Floripa.
É importante cuidar quantos passageiros o motorista está levando, o recomendado é 3 passageiros para a viagem ser mais confortável.
Pretendo usar o Blablacar seguido e espero que ele continue confiável e aumente a quantidade de usuários, procuro regularmente Poa - Passo Fundo e Caxias mas nunca tem disponível.

E espero que mais iniciativas colaborativas apareçam por aqui.

Perla
PerlaPermalinkResponder

Usei o Uber em Bogotá e em Paris (para ir ao aeroporto). Sem problemas.

Maria Angélica Medeiros Guimarães

Usei UBER em Curitiba, foi horrível, o motorista saiu totalmente da rota e foi difícil sair do carro. UBER NUNCA MAIS.

Cleber
CleberPermalinkResponder

Minhas experiências fora do Brasil com o Uber:

Lima: várias corridas em 2015, em todas elas muito bem atendido. Em uma delas, inclusive, o ponto que eu tinha marcado no mapa não era onde eu queria ir e o motorista foi muito solícito em me ajudar. Ótima alternativa aos táxis, que eu usei só uma vez, assim que cheguei, e combinei um preço com o motorista, mas na hora de pagar ele me veio com uma "taxa não-sei-do-que" que aumentou em uns 30% o preço final.

Cartagena: Em 2/2017 usei para ir do aeroporto até o Castillo, depois de lá para o Terminal de Cruceros. Tudo ok. Na volta, do Terminal não consegui nenhum. Chamei vários e todos cancelavam aparentemente ao perceber minha localização. Até tentei ir para um pouco longe do terminal, mas ninguém aceitou a corrida (lá é dominado por taxistas). Resultado: tive que pegar um táxi, combinei o valor da corrida (8 dólares) e perguntei se ele aceitava dólares (disse que sim), na hora de pagar, dei uma nota de cinco e três de um, ele falou que não aceitava as notas pequenas. Me fez dar dez dólares e me deu o "troco" em pesos com uma cotação péssima em um momento que eu não ia precisar mais da moeda colombiana... Reforça o estereótipo do taxista malandro em todo lugar (na América latina, pelo menos)

São Petersburgo: Usei duas vezes, em 7/2017. Do aeroporto ao hotel (tudo ok), e do hotel para a estação de trem Finlandiski. Nesta última corrida, o "uberista" tomou um caminho bem mais longo que o indicado, quando eu percebi o questionei e ele disse que o app do Uber não indica o caminho correto, que tinha uma ponte fechada, blá blá blá, resultado: a corrida ficou o dobro. E vi a tal ponte que estava fechada com muitos carros passando sobre ela. Enfim, pelo menos lá na Rússia o Uber é bem barato. Ah, e lá os carros do Uber são identificados com um grande adesivo.

Era isso!
Abs.

Marcelo Jesus
Marcelo JesusPermalinkResponder

Desses aplicativos sempre usei o Uber. Fora do país já usei em Buenos Aires, Lisboa e Madrid.

No Brasil uso muito, mesmo em minha cidade, quando quero sair e imagino que vá beber alguma coisa, uma multa numa blitz de lei seca paga umas 200 corridas de uber, fora o perrengue... Em SP costumo usar sempre que vou e não tive problemas.

Em Buenos Aires foi muito tranquilo usar Uber, mesmo no desembarque do Buquebus voltando de Colônia deu pra chamar usando o wi-fi do terminal, os taxistas do local ficaram olhando com cara feia mas não passou disso. Na hora de voltar para o Brasil o motorista que nos levou ao Aeroparque encerrou a corrida logo antes de entrar no estacionamento e escondeu o celular, disse que tinha havido alguns problemas com taxistas no aeroporto, mas não aconteceu nada conosco. No geral bem tranquilo, barato, conveniente e sem as dificuldades corriqueiras com taxistas de lá.

Lisboa e Madrid muito tranquilo para usar. Em Madrid dá a impressão de só haver uber black, motoristas de terno, carros muito bons, o preço vale muito a pena. Estávamos em quatro pessoas, um bilhete de metrô custaria algo como 1,20 euro e uma corrida de uber hotel-plaza mayor estava saindo entre 6-8 euro. Em duas ocasiões apanhei motoristas brasileiros, além de um peruano, um cubano e um colombiano.

Ricardo Freire

Acabei de voltar dar um pulinho pá-pum em Santiago. Ao chegar ao aeroporto peguei o táxi oficial, mas nos dois dias seguintes, quando não era possível ir de metrô eu chamava um Uber. O UberX é bem em conta (corridas entre R$ 12 e R$ 16 entre os bairros mais centrais) e à prova de malandragem, que nos táxis de Santiago grassa. Uma coisa meio irritante, porém, é que os motoristas cancelam muito as corridas; é normal uma corrida ser cancelada por um ou dois motoristas antes de um motorista aceitar de verdade (uma corrida minha só foi confirmada no 5º motorista).

É bom lembrar que o Uber em Santiago não é legalizado. Os motoristas pedem que o banco da frente seja ocupado por um passageiro.

Beto
BetoPermalinkResponder

Uso muito os 4 aplicativos na cidade de SP (Uber; Cabify; 99 e Easy). Hoje em dia minha experiência tem sido essa: para vir de GRU para a cidade, o UberX continua sendo o mais barato. Porém, para rodar na própria cidade de SP, muito dificilmente o UberX tem sido o melhor preço. Sem contar que ultimamente tenho notado (e amigos comentam isso também) que a qualidade dos carros e motoristas do Uber tem ficado para trás em comparação com os outros.
Para não ter que ficar entrando nos 4 aplicativos para checar preço, baixei um outro aplicativo grátis chamado VAH. Ele compara automaticamente os 4, em todas a suas variações e promoções (que não faltam em SP; como pagar com certo cartão, operadora de celular, e outras variadas), dando os preços e tempo de espera para cada um. Foi a melhor coisa e isso que me permitiu ver como o UberX deixou de ter o melhor preço. O Easy e o 99 tem sido muito agressivos nas promoções; já andei muitas vezes por preços quase igual a um metrô ou ônibus, ou até mesmo de graça. Usei o VAH no Rio também.
Em Curitiba, o Uber me deu vários problemas; achei os motoristas "verdes", erravam caminhos, aceitavam corridas e não apareciam. Fiquei com uma má impressão; espero que tenha melhorado.
A dica do comentário acima de táxis da 99 e Easy poderem usar os corredores de ônibus em SP é muito relevante em dias de semana e quando se tem compromissos. Os carros da Uber, Cabify, 99Pop e Easy comum não tem essa opção.

Uma coisa importante em todos eles é só sair do carro depois que o motorista encerrar a corrida; verifique. Nem acho que é malandragem; acho que tem muita gente dirigindo que é "verde" em termos de usar aplicativos e faz besteira. Já soube de vários casos assim. Sempre confiro o email de confirmação da corrida depois. As operadoras dos aplicativos tem sido prestativas em corrigir esses erros, mas melhor já evitá-los dentro do carro mesmo.

Márcia
MárciaPermalinkResponder

Buenos Aires - Usei o UBER para ir do Porto ao Aeroporto Ezeiza. Achei um pouco caro. Não sei se compensou. O Ezeiza em Buenos Aires é sempre complicado.
San Francisco - Usei o LYFT e o UBER. Adorei. Bem barato. Usei direto na cidade, fui e voltei do aeroporto.
Maceió - Usei o UBER na cidade. Foi tranquilo. Não consegui pegar no aeroporto. Estava bloqueado.
Santos - Usei UBER para sair do Porto de Santos e ir até o Gonzaga. Perfeito. Usei na cidade também. Bem barato.
Rio de Janeiro - Minha cidade, uso direto UBER, CABIFY e 99POP. Faço a cotação na hora que preciso usar e chamo o mais barato.

Katia
KatiaPermalinkResponder

Costumo usar Uber no Brasil, sem problemas. Usei pela primeira vez na Califórnia em julho de 2017 e foi ótimo, inclusive para ir do aeroporto para o hotel em São Francisco. Em outras cidades da Califórnia, como Santa Barbara e San Diego também funcionou super bem e é super econômico.

SergimPeninha
SergimPeninhaPermalinkResponder

No Brasil uso o VAH que engloba Uber, Easy, Cabify, 99... Ele escolhe a melhor promoção dentre as várias operadoras.
Nunca usei no exterior.

Sâmia
SâmiaPermalinkResponder

Obrigada por compartilhar sua experiência com o Blablacar! Não consegui usá-lo em Curitiba sad Espero que aumente o número de interessados, em especial com o combustível a estes preços atuais.

Valerie
ValeriePermalinkResponder

Tive uma péssima experiência de Uber no Rio, confirmei o endereço: Jockey Clube do Brasil, Praça Santos Dumont, e notei que o motorista estava seguindo por um caminho diferente, mas era na direção certa. Eis que ele parou na frente da Hípica na Lagoa e queria que a gente descesse tentando nos convencer que era ali. Discuti com ele e mostrei pelo waze do meu celular que não era ali. Bom, seguimos então para o Jockey e ele entrou no estacionamento da pizzaria antes da entrada principal e nos largou dizendo que a corrida tinha acabado. Saímos do carro e, por gentileza da pessoal da pizzaria, pudemos atravessar pelos fundos do estabelecimento para chegar à entrada principal do Jockey, que quem conhece o Rio sabe que é inconfundível! Se não seguíssemos por esse desvio providencial, teríamos que contornar pela rua ao longo do muro do Jockey, sujeitos à violência e/ou roubos, por causa do horário do evento que estávamos indo. Reclamei no aplicativo, mas não nos deram a menor bola. Alguns motoristas estão despreparados até para usar waze.

Inácio Novaes

Usei o Uber em Curitiba durante minha viagem pra lá por 4 dias e não tive nenhum problema. Foi bem prático e com preços mais baratos que o táxi, principalmente pra voltar pro aeroporto.

Erica Bacchetti

Uso muito o uber no estado de SP, sou adepta desde o começo do App. Mas acho que a qualidade caiu muito e tenho trocado pelo cabify, que funciona melhor e até o momento tem aquela qualidade que o uber deixou pra trás. Também já usei em Recife, Porto Alegre, BH e não tenho do que reclamar.
Usei uber em Buenos Aires e não achei nada vantajoso em relação aos taxis, a não ser pela segurança do pagamento em cartão. Achei caro e o serviço é bem ruim.
Em Lima achei bem mais pratico usar o uber que ficar barganhando corrida com os taxistas. E os carros do uber são melhores também, os táxis são velhos, batidos, até enferrujados.
Usei também em Istambul e em Berlim, para chegar da cidade até o aeroporto - meus voos eram bem cedo e deixei as corridas agendadas. Foram ótimas experiências, com um excelente custo-benefício: nas duas ocasiões era volta pro Brasil depois de muitos dias de viagem, cansaço, malas cheias...valeu pelo conforto e praticidade. Em Istambul o uber tem uma categoria de táxis mesmo, mas com a mesma lógica de funcionamento e pagamento do App. A vantagem é que você digita o destino, então o motorista (os que eu peguei não falavam nada de inglês) sabem onde te levar.
Também usei bastante uber em praga - o serviço é barato e muito melhor que o táxi (serio, da medo pegar táxi em por lá, os caras são bem esquisitos).

Danielle Freitas

Fiquei curiosa a respeito desse Uber Family que vem com com cadeirinha infantil para o carro, alguém já uso o serviço?

Fernando Pavan

O Uber me salvou várias vezes em Bangkok, onde os taxistas não falam inglês e às vezes não entendem endereços escritos com caracteres ocidentais. Uso \ o Uber nos EUA toda vez que vou pra lá. Em SP, onde moro, prefiro os táxis, pois os motoristas do Uber são amadores e despreparados.

DIEGO
DIEGOPermalinkResponder

To usando o cabify pois onde moro esta dando muito erro o Uber

Francisco Siqueira

Como no local em que eu moro em Brasília normalmente o tempo de espera do Cabify é grande, normalmente utilizo o Uber, mas quando estou na região mais central vejo qual está mais barato, ou se tem algum cupom de desconto de um dos dois (mais fácil conseguir um do Cabify) e uso o mais barato.

Agora, quando fui a Santiago no ano passado, só andamos de Cabify. Começamos a pedir por ele porque não conseguíamos pedir o Uber e ficamos surpresos com os carros, a maioria SUV's (apenas no últimos dias descobrimos que não era a mais barata). Quando conseguimos pedir um Uber, acabamos pagando por um UberX o preço que pagávamos pelas SUV's do Cabify. A partir daí passamos a pedir só o Cabify.

Edson Cunha - #OceanodeAventuras

Aqui no Brasil costumo usar o Uber e Cabify.
Durante o meu período sabático tive a oportunidade de usar o aplicativo Uber na Austrália e o Grab (https://www.grab.com/my/) na Malásia e em Bali na Indonésia. Aliás, as corridas usando o Grab eram tão baratas que as vezes eu me perguntava se - por parte da empresa - não era uma exploração com os profissionais que prestavam este serviço.

Stella
StellaPermalinkResponder

Recentemente, usei Uber em Cracóvia, Viena e Londres. Não tive qualquer problema em nenhum dos locais. Em Viena, havia a opção Uber Van, que foi particularmente útil, pois estávamos em quatro pessoas com malas indo ao aeroporto. Foi pouca coisa mais cara que o Uber normal. Em Londres, havia a opção equivalente, o Uber XL.

Eleonora
EleonoraPermalinkResponder

Usamos Uber ano passado em Washington. Na primeira chamada o motorista demorou e como não conseguiu falar conosco pois meu celular não estava habilitado para roaming ele cancelou. O próximo quando chegou e viu nossas 3 malas tamanho GG desistiu dizendo que não tinha lugar apesar de estar em um sedan com porta-malas enorme. A Uber cancelou apenas essa. Na Philadelphia o motorista não nos achou,de novo o problema de roaming, e o Uberaba me deu um crédito de 5 dólares que só poderei usar em países que aceitem

Francisco Souza

Aqui em Recife passei a usar o Uber invés de meu carro particular. Gasto menos que usando o carro, poís com ele pago muitos estacionamentos, gasto combustível, o carro ainda transfiro meu stress dos engarrafamentos para o motorista do Uber.

Ana
AnaPermalinkResponder

Uso o Blablacar - já peguei carona umas duas vezes e ofereço quando viajo sozinha. Minhas experiências sempre foram positivas, mesmo com alguns caroneiros sem noção, que levam uma mala enorme e não avisam antes (como meu carro é grande, isso não foi um problema, mas achei no mínimo deselegante). Ajuda na gasolina e você ainda vai batendo um papo durante a viagem. Só precisa gastar um tempinho respondendo mensagens para combinar ponto de partida e chegada, o que às vezes pode ser um pouco chato, pq tem gente que confunde com uber e que que vc pegue e largue em casa, o que não é a proposta do app. No mais, super recomendo.

Flávia
FláviaPermalinkResponder

Já usei Cabify, Blablacar e Uber (este uso com mais frequência).
Usei Cabify somente uma vez, em minha viagem a Belo Horizonte há uns meses atrás. Gostei, mas confesso que só o usei para experimentar e tbm pq o app da Uber estava dando um erro.
Blablacar: usei e acho sensacional a idéia. Gostei pra caramba! Fui de uma cidade a outra pagando bem menos.
Uber: É o app que mais uso (Cabify não tem na minha cidade). O problema do Uber é o app que dá uns erros, bem quando pedimos (pelo menos comigo é assim), mas mesmo assim, gosto do app e o uso. Pretendo fazer teste com outros para comparar.

Lucia
LuciaPermalinkResponder

Desses aplicativos so utilizo o Uber.
Vou tentar o BlaBlaCar

Carlos Valentim R. de Castro

Uso bastante o Ubber nas capitais brasileiras, todas sem problemas . Tentei usar em Santiago no Chile , lá o sistema funciona mas não é legalizado e se voçê for pego numa Blitz dos Carabineiros que é a Policia do Chile voçê acaba na delegacia junto com o motorista e é Fichado . O Motorista paga uma Multa enorme. Logo vale o alerta. Turista fichado no exterior não deve ser boa coisa..Lá em Santiago é legalizado o Cabify somente para Vans que levam de 5 a 6 pessoas . .

Atenção: Bóia de férias! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 2 de outubro de 2017. Obrigado pela compreensão!
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar