Porto Alegre

Beira-lago

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Por dois séculos e meio Porto Alegre acreditou ser banhada pelas águas do Rio Guaíba. Um dia os porto-alegrenses acordaram com a notícia de que o seu rio é, na verdade, um lago (e que isso mudaria também as regras de ocupação das margens). A nova denominação ainda causa controvérsia – e é um ótimo assunto para puxar quando você não quiser falar de futebol.

O rio que virou lago não é a única novidade. Nos últimos tempos Porto Alegre vem ganhando ares cada vez mais cosmopolitas. A carne continua sagrada, mas a cena gastronômica vai muito além das churrascarias. A programação cultural é intensa e diversificada.

Para descobrir uma das mais surpreendentes capitais brasileiras, basta aproveitar as folgas de uma viagem a trabalho e seguir a agenda dos porto-alegrenses. Ou dar-se ao luxo de uma escala mais demorada antes de subir a Serra.

Quando ir

A umidade é intensa tanto no inverno quanto no verão, acentuando as sensações de frio e calor.

O outono é a estação mais seca, com dias quentes e noites frescas. A época mais bonita do ano, no entanto, é a primavera, enfeitada por uma profusão de jacarandás floridos.

Porto Alegre fica ainda mais interessante na época de eventos culturais.

O maior deles é a Feira do Livro, sempre na primeira quinzena de novembro, e que em 2014 completa 60 anos na Praça da Alfândega. E em setembro há o Porto Alegre Em Cena, um festival internacional de teatro.

Como chegar

O aeroporto de Porto Alegre localiza-se ainda dentro dos limites da cidade.

É possível chegar com vôos diretos desde São Paulo (Congonhas e Cumbica), Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Florianópolis, Curitiba, Campinas, Belo Horizonte, Foz do Iguaçu e Brasília. Há vôos diretos também para Buenos Aires, Montevidéu, Lima, Cidade do Panamá, Miami e Lisboa.

As cidades turísticas da Serra estão a duas horas de viagem.

Gramado fica a 130 km; Bento Gonçalves e o Vale dos Vinhedos, a 125 km.

Onde ficar

O elegante bairro dos Moinhos de Vento tem tudo: localização central, hotéis, restaurantes, cafés, lojas de rua, shopping e um pequeno parque de nome superlativo, o Parcão. Por ali, o Sheraton está na boca do gol: em frente à rua dos restaurantes (a Padre Chagas e suas transversais), ao lado de um pequeno shopping (o Moinhos) e a uma quadra do Parcão. Com diárias mais em conta (mas uma pequena ladeira no caminho), o novo Master Premium Cosmpolitan está na mesma rua, algumas quadras abaixo (abaixo mesmo: conte com um belo aclive para chegar à região da Padre Chagas). Outros hotéis que deixam você perto da badalação são o Lagheto Viverone Moinhos, o Mercure Manhattan, o Adagio Moinhos de Vento e o Ibis Porto Alegre Moinhos de Vento. Há um bom hotel na borda do parque: o Quality Porto Alegre. Ainda nos Moinhos de Vento, mas talvez fora de mão para ir caminhando até a região da Padre Chagas, considere o Master Express Moinhos de Vento e o Swan Molinos Business.

O Centro da cidade fica ermo à noite; há muitos hotéis (e com diárias em conta), mas eu não me hospedaria por lá não. A não ser que fosse para ficar no Everest, que está junto à Praça da Matriz (onde fica o Theatro São Pedro) e na beira da linda escadaria do viaduto histórico da Borges de Medeiros.

Para curtir a noite mais animada do pedaço, fique no bairro (central) da Cidade Baixa. O Master Express Cidade Baixa está no meio da muvuca. Ficando no Comfort Porto Alegre ou Master Express Perimetral você vai precisar atravessar uma avenidona (a Perimetral).

O novo pólo empresarial da cidade na avenida Carlos Gomes, entre os bairros de Auxiliadora e Três Figueiras. Bons hotéis da região: Holiday Inn Porto Alegre, Novotel Três Figueiras e Swan Tower Porto Alegre.

Caso o seu trabalho leve você à Zona Sul da cidade, hospede-se no caminho: no InterCity Premium Porto Alegre ou no Blue Tree Towers Millenium (este, perto do shopping Praia de Belas e o mais próximo que há do estádio Beira-Rio).

O pólo de hotéis junto ao aerporto serve aos apressados e aos que vão apenas pernoitar para seguir viagem à Serra de manhã seguinte. Por ali escolha entre o Express Aeroporto, o InterCity Express, o Novotel Porto Alegre Aeroporto, o Deville Porto Alegre Aerporto e o Ibis Porto Alegre Aeroporto.

O que fazer

Tire uma tarde para fazer o circuito clássico do Centro, com visitas ao MARGS (o Museu de Arte estadual), à Casa de Cultura Mario Quintana e ao Theatro São Pedro, com um pit stop no Mercado Público para tomar uma salada de frutas com nata na Banca 40.

O rio-lago pode ser navegado em passeios com o barco Cisne Branco – e contemplado das janelas da nova atração da cidade, a Fundação Iberê Camargo.

À noite, escolha entre a badalação dos Moinhos de Vento (ruas Padre Chagas e Fernando Gomes) e a cena alternativa da Cidade Baixa (entre as ruas Lima e Silva e José do Patrocínio).

Porto Alegre no Viaje na Viagem

2 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Paula
PaulaPermalinkResponder

Pessoal, para quem quiser conhecer mais sobre os arredores de Porto Alegre, visite o Comer, Dormir e Viajar. smile
http://comerdormireviajar.wordpress.com

Lúbia
LúbiaPermalinkResponder

Para o leitor Elimar, que solicitou dicas da Romênia, eu indico as seguintes cidades: Bucarest, Brasov, Bran (Castelo de Drácula), Targu Neamt, Piatra Neamt, Suceava e Sighisoara.