África A-Z

O conteúdo está organizado por ordem alfabética de países. Os links em azul levam a a todos os posts já publicados sobre o país ou a cidade.

230 comentários para “África A-Z”

  1. Olá a todos, estou a planear uma viagem a Israel e Jordânia. O plano é o seguinte voar de londres para Tel aviv e depois viajar por Israel e Jordânia de comboio ou autocarro. Mas não encontro muita informação. Fiz o mesmo no egipto andei sempre de transportes publicos e foi muito interessante e barato, mas na altura encontrei muita informação na internet. Alguem me pode ajudar? É facil encontrar transportes de Tel aviv para jerusalém… e depois para Amã..?

    1. Olá, Sónia! É fácil encontrar transporte, o difícil é passar a fronteira. Um dos transportes leva até a fronteira, então o passageiro atravessa a pé e, depois das formalidades de imigração, apanha o transporte seguinte.

      Leia sobre os dois países nos blogs indicados nestas páginas:

      http://www.viajenaviagem.com/category/jordania

      http://www.viajenaviagem.com/category/israel

  2. Olá Ricardo e Bóia!
    Dei uma procurada no blog, mas não encontrei.
    Estou precisando de informações sobre trabalho voluntário na África. POsso encontrar em algum lugar do site? Estou pesquisando indicações de organizações confiáveis e lugares seguros pq irei sozinha.
    Obrigada!
    Um abraço,
    Janine

    1. Olá, Janine! Essa informação não é exatamente turística, mas pesquise junto a órgãos como a Cruz Vermelha (Red Cross), ou procure por “aid work Africa” no Google. Encontrei dicas boas na National Geographic e no About.com:
      http://www.nationalgeographic.com/adventure/photography/adventure-dreams/africa-congo/lessons-learned.html
      http://goafrica.about.com/od/workinafrica/Finding_a_Job_in_Africa.htm

    2. Janine, eu tenho um grande amigo que participou do Médicos sem Fronteiras ( http://www.msf.org/ ) no Chade e no Burundi. Ao que me parece ele não escolheu onde foi parar, é a organização quem escolhe onde há mais necessidade. Ele conta que o MSF é bem idôneo, e precisa de muito mais que apenas médicos. Quando ele estava no Chade, aconteceu uma revolta política no país e ele enviou uns emails comentando q postei aqui:

      http://www.luciamalla.com/blog/2008/02/o-caos-no-chade-em-primeira-pessoa.html

    3. Janine, trabalhei por 8 anos na CI – http://www.ci.com.br que oferece programas de trabalho voluntário em diversos paises, inclusive na África.

  3. Oi Janine e Lúcia! Na verdade, no MSF os voluntários são profissionais recrutados e com remuneração quando estão em Missão; é um voluntário no sentido de que ninguém é obrigado a aceitar uma missão, mas é diferente no que diz respeito aos outros aspectos. Falo com conhecimento de causa. Uma opção para buscar trabalho voluntário na África, é procurar ONGs como Visão Mundial, Oxfam ou a Save the Children, além da própria Cruz Vermelha. Essas organizações promovem missões de curto prazo em caráter totalmente voluntário, ou seja, você arca com as despesas com passagens, por exemplo. Eu já participei de expedições assim, de curto prazo, na Ásia e na América Latina. E como participei do processo de recrutamento de MSF, sei que são de naturezas bem distintas!

    1. Oi Cíntia! Muito obrigada pelo esclarecimento! :)

  4. Bom dia a todos, estou conhecendo o site agora e vou fazer uma viagem de 11 dias desembarcabdo em Port Elizabeth e voltando de Cape Town, minha idéia era fazer este trajeto de carro, poderia me dar dicas de roteiro?
    Obrigado, Celso Jr

  5. Oi Ricardo,
    o clima é bom para ir em novembro para Africa do Sul e ilhas Mauricio?
    é quente?

    1. Olá, Olívia! É bom para a África do Sul mas não muito bom para Maurício:
      http://www.viajenaviagem.com/2007/09/maldivas-seychelles-taiti-mauricio/

    2. Quando fui foi em novembro e foi ótimo!
      Sol todos os dias em Maurício e clima agrabilíssimo na Africa do Sul.

  6. Ricardo,
    estou querendo fazer uma visita a Africa do Sul em setembro com meus 2 filhos ( 7 e 10 anos) e mulher. gostaríamos de ir a Cape Town e Safari. qual o melhor lugar para Safari nesta região? Cape town é bom para crianças?
    Obrigado

    1. Olá, Fernando! Aqui quem responde é A Bóia.

      Não há nenhum safári importante perto da Cidade do Cabo.

      Leia sobre África do Sul com crianças no blog da Lu Betenson:
      http://rosmarinoeoutrostemperos.blogspot.com/search/label/Africa%20do%20Sul

    2. Olá Fernando dá uma olhada neste post para saber mais sobre safáris.
      http://quatrocantosdomundo.wordpress.com/2011/12/18/papai-noel-trocou-o-treno-por-um-caminhao-2/

      se tiver dúvidas entre em contato.

      http://www.quatrocantosdomundo.wordpress.com

    3. Estou indo com meu filho e a ideia é a mesma! Pelo que vi, os voos passam necessariamente por Johannesburg e perto há o Pilanesberg (parque navional), onde vc poderá fazer safaris. De lá é que vc vai para Cape Town.

  7. Ola, afereceram-me um emprego no pais (africa) cidade de camaroes, o salario é bem chamativo, mas tenho medo que seja um golpe. preciso encontrar um modo de me comunicar com algum orgao que possa vir me dar concelhos sobre isto, por exemplo, se a tal e´mpresa realmente existe, entre outras informaçoes, POR FAVOR, me ajudem nisto.

    1. Olá, Guilherme! Esse é um site de turismo. Não podemos ajudar, infelizmente.

  8. Somos apaixonados pelo continente africano. Viajamos 5 meses por lá e amamos.

    aqui temos vários posts falando desde overland tour até como viajar sozinho. Teremos o maior prazer em ajudar quem quiser se aventurar por lá.

    Passamos por Tunísia, Marrocos, Egito, África do Sul, Namíbia, Botswana, Zâmbia, Moçambique, Tanzânia e Quênia

    http://quatrocantosdomundo.wordpress.com/category/africa-2/

    abraços

  9. Olá, Capitão e Bóia. Eu e minha mulher estamos planejando passar as férias na África do Sul e Mauritius e estamos com as seguintes dúvidas:

    • Dollar: é bem aceito ou teremos que comprar Rands?
    • Devemos levar repelente no Kruger? Existe risco de malária?
    • Existe vôo do Kruger p/ Port Elizabeth?
    • Estamos planejando fazer a Rota Jardim de Port Elizabeth até Cape Town (dormindo uma noite em Kysna). É pouco tempo?

    Valeu!

    1. Olá, Jimmy! A moeda corrente na África do Sul é o rand. Talvez serviços turísticos especializados aceitem dólar.

      Informe-se sobre África do Sul nestes blogs:
      http://www.viajenaviagem.com/2011/08/blogs-dicas-e-roteiros-pela-africa-do-sul-deixe-o-seu/

    2. Jimmy,

      Vc precisa trocar dinheiro, sim. O aeroporto tem boas opções já na chegada.
      Qto a Rota Jardim, fiz em 8 noites. Dá pra fazer em menos, mas acho que só uma noite no meio fica corrido, vc vai passar o dia inteiro dirigindo e vai deixar de ver muitas coisas legais. Se só tem este tempo, melhor seria ir direto pra Cape Town.

  10. Nossa grande dúvida é: ir em um Lodge fora do Kruger Park ou em uma reserva privada?
    No segundo caso Kapama ou Sabi Sands?

    1. Olá, Geraldo! Vamos pôr a sua dúvida no Perguntódromo. Se alguém responder, a resposta vai aparecer aqui.

    2. Uma referencia do Kapama
      Ficamos no kapama. Há 3 niveis de hotel na rede , ou seja, um 3 estrelas, um 4 estrelas e um 5 estrelas .
      Reservamos o 3 estrelas ,aquele das cabanas, mas como deu overbooking , nos colocaram no quatro estrelas .
      Foi maravilhosa a troca, o hotel é lindissimo, serviço excelente, guias e veiculos do safari de primeira, comida otima, a preço de 3 estrelas.
      Ficamos 3 noites, e o suficiente …..são dois safaris por dia, bem programados, tudo funciona muito bem , um bem cedo ( saindo ainda com o dia escuro) com os animais acordando e outro no fim da tarde, com lanche etc .Na volta grandes jantares coletivos com os guias para comentarios e comida nativa .Otimo!
      Acho que até é demais. Chega uma hora que está bom, sabe? Já vi tudo, e “bora” para cidade do cabo ?
      Acho que é tudo mais ou menos igual em reserva privada.
      O safari do primeiro dia é demais, aquela surpresa, milhóes de fotos , o lugar, o clima, a oportunidade de estar lá etc ninguem esquece jamais essa emoção , mas depois é bem repetitivo.
      Fica tranquilo que vc verá tudo em qualquer lugar dessa região. Não há safaris desse tipo na região da cidade do cabo.

    3. Fique no Kapama que não tem erro e você não vai de arrepender!
      Ficamos no Kapama Karula, se puder, fique na suíte. O quarto é inesquecívellllllllll!!!
      É caro, mas vale cada centavo!!!
      O atendimento no Kapama Karula é maravilhosoooo e até português eles tentaram aprender para falar com a gente.
      Ficamos 2 dias e foi suficiente (fizemos 4 safaris, 2 ao amanhecer e 2 ao entardecer) e vimos todos os big five nas primeiras 24 horas.
      Mas nosso ranger, o Trully, era muito bom. Se puder, peça para ir com ele, pois ele se empenha muito em procurar os animais, entrava no meio da savana, descia do carro a pé e procurava, procurava, até encontrar. Furamos o pneu do carro 2 vezes até. Vimos outros grupos que só iam nos locais de acesso mais fácil e ele só viram o leopardo de passagem, enquanto nós vimos ele dando um show.
      No último safari, optamos por fazê-lo em cima de um elefante, já que já tinhamos visto todos os animais e queríamos uma experiência diferente. Essa parte do passeio é paga a parte, mas foi muito legal!
      As refeições estão todas incluídas e você vai comer muitooooo bemmmmm!!! Todas as refeições tem opção de carne exótica local, carne branca e vegetariana. As bebidas não estão incluídas apenas no almoço e no jantar, mas o preço é super justo (mais barato do que nos restaurantes de Cape Town). As bebidas durante o safari, lanche, e café-da-manhã estão incluídas, inclusive as alcoolicas.
      Ficar dentro do parque vai permetir vc escutar os bichos a noite (especialmente se optar pela tenda, que tem o conforte de um quarto normal, com banheiro, tv, etc, mas em vez de tijolos, suas paredes são de lonas impermeáveis, como as barracas) e ver o show dos macaquinhos (eles fazem de tudo para chamar sua atenção, te espionam, batem os pés no telhado, jogam frutinhas no deck, são uns fofos!).
      Leve repelente (compre lá na africa, pois dizem que os nossos não são eficientes), mas na reserva do Kapama a incidência de malária é mínima, aliás, fui no final de outubro e começo de novembro e não existiam mosquitos de nenhuma espécie, mas não custa nada se prevenir. Não precisa tomar o coquetel ante malária se for ficar menos de 2 semanas, pois o risco é bem pequeno pelo que li.
      Acho que se você somar o preço da hospedagem fora do Kruger, todas as refeições que irá fazer (inclusive lanches )e os safaris, vai ver que compensa ficar dentro do parque.
      Boa viagem! Tenho certeza que você vai amar!

    4. Olá Geraldo, primeiro voce deve ir de carro, no seu carro (alugue um que é bem barato) aconselho vc a ficar em Nelspruit em um Hotel, ou mesmo fora do kruger, perto da Entrada Principal. Voce faz as mesmas coisas como se ficasse lá dentro, e ainda tem liberdade e fica bem mais barato. Nao recomendo comprar pacotes. Os locais onde encontram os animais é muito facil saber. Eles estao smpre perto das aguadas. E nos Campos onde estao os lodges, vc pod ir e lá estao a localizacao de ond estao os animais. Lembre que lá é uma savana e quase nao tem arvorés grandes. Quase nada. Abs

      1. Olá Floriano,

        estou pesquisando sobre o safari no Kruger, então achei o seu comentario falando sobre os hoteis em nelspruit, sabe me indicar algum que seja perto da entrada do Skukuza?

        Obrigada.

  11. Oi Geraldo! Eu fiquei fora do parque, em Hazyview, que fica perto de 2 portões de entrada do parque. Voei de Cape Town para Nelspruit e aluguei um carro para ir de Nelspruit para Hazyview. Mesmo fazendo tudo isso, ainda saiu mais barato do que ficar dentro do parque. Fiz 2 sáfaris – 1 noturno na Sabi Sand, que é uma reserva e foi mais sem graça e fiz o passeio do dia inteiro no Kruger que foi excelente. Vi todos os Big 5. Paguei U$90 em cada passeio e o preço foi reduzido porque a dona do hotel nos ajudou a negociar. Se você ficar em Hazyview, não deixe de ir até a churrascaria cgamada Pioneers, boa e barata.

    Mas se você quiser muito ficar dentro do parque, existe uma rede um pouco mais barata que os caríssimos lodges. Chama-se Protea.

  12. Oi, Geraldo,
    Minha dica e mais alternativa. Tambem voamos para Nelspruit e alugamos um carro.
    Ficamos no Skukuza, no Kruger Park mesmo. Sao varios alojamentos, de opcoes diversas. A epoca, o Skukuza parecia ser o maior deles (chales, restaurantes, correio, etc, uma mini cidade). Nosso chale era legal (quarto, banheiro e cozinha, com um visual lindo), porem, tudo muito simples.
    Ao fazer a reserva, pelo site do Sanparks.org, vc pode escolher e reservar tambem os passeios. Um dos guias era biologo e nos ensinou muito sobre os “big five”.
    Realmente faltou “glamour”, mas ganhamos em autenticidade e o preco foi muito bom.
    Abraco. Juliana

  13. Boas sugestões sobre aventuras africanas. Aproveito para deixar uma mão
    cheia de opções de safaris africanos bem diversificados. Podemos
    encontrá-los num site especializado neste tipo de viagens que descobri
    recentemente, o Safari
    Guide Africa
    .
    Os safaris podem ser feitos na África do Sul, Moçambique, Malaui,
    Namíbia e mais países.
    O site é bem completo: inclui informações sobre onde ficar, desde
    hotéis a lodges e reservas naturais, fotos fantásticas de todos os
    destinos, sugestões sobre o que levar e como proceder e ainda vários
    artigos sobre os maravilhosos parques naturais a visitar, dicas de
    eco-turismo, como interagir com as populações locais, etc.
    A ler, ver e a não perder. Por mim fiquei fã e com vontade de ir assim
    que possível.

  14. Pretendo ir para Maputo em dezembro. Alguem tem dicas de hoteis, passeios em Pemba, Zanzibar, Chidenguele, Tofo e Vilakunlo?

    1. Iara, meu amigo Robson foi pra Tofo e Inhambane para mergulhar, adorou. Dá uma olhada no post dele, tem umas dicas boas:

      http://blog.travelpod.com/travel-blog-entries/foradecasa/1/1287691537/tpod.html

    2. Olá Iara

      em Maputo te indico o Fatima´s place. Tofo fiquei no bambozi BP, em Vilankulo no Baobab BP. Zanzibar te indico ficar na praia de Nugwi, veja mais aqui:
      http://quatrocantosdomundo.wordpress.com/2010/08/21/zanzibar-paraiso-na%C2%A0terra/

      Mas tenha em conta que Moçambique é bem rustico e não tem mordomia.

      dúvidas deixe uma mensaem me nosso blog

      Quatro Cantos do Mundo

  15. Estou indo dia 19 para Maputo encontrar uma amiga que chega do Sudao e teremos 25 dias para viajar. Onde voces recomendam um belo passeio de balao pela regiao? Devo comprar aqui ou dá para tentar de lá mesmo em agencias ou via site? Será que os preços sao os mesmos? Agradeco todas as dicas que me derem, inclusive de locais e restaurantes especiais (dificil lá né?) kkk obrigadao.

    1. Olá, Iara! Infelizmente não temos conteúdo próprio sobre Moçambique.

      Dê uma olhadinha no blog da Nhatinha, que morou lá durante um tempo:
      http://www.nhatinha.com/blog/tag/mocambique/

    2. Iara, estive lá no início do ano e não vi oferta de passeio de balão, nem ouvi falar que seja feito.
      O negócio lá é mais pela água que pelo ar!

      Mas fique sempre atenta. Contratei um transfer no hotel que nunca chegou. Por sorte, não paguei antecipado como queriam. A cidade é bem servida por taxi, por isso não tive maiores problemas.
      E quando for negociar o preço da corrida com um tuk-tuk, certifique-se se é a viagem fechada ou por pessoa (o malandro me disse um preço pela viagem e qdo estávamos quase chegando, disse que o preço era por pessoa. Fiz escândalo, ameacei chamar a polícia e denunciá-lo a central e acabamos pagando o combinado). Apesar disso, é uma ótima maneira de se locomover pela cidade.

      Até que Maputo tem bons restaurantes, principalmente de frutos do mar, mas os que me foram indicados (o Zambi parece ser o melhor!) estavam fechados para férias. O Costa do Sol é famoso, mas meio longe do centro. Optei por não ir.

    3. Olá, em Moçambique acho difícil achar passeio de balão. Tem no Parque Serengeti na Tanzania por US$400 por pessoa. Eu sou louca pra fazer, mas achei muito caro.
      Em Moçambique, vá para alguma ilha como Inhaca ou Pemba.
      Lembre-se que Moçambique é foco de malária – use repelente sempre e antes de sair do país compre o auto teste e o remédio, pois os sintomas podem aparecer até 10 dias depois.

  16. Bom Dia pessoal

    Estou indo para a Africa no próximo mês e estarei fazendo uma escala em Johanesburgo para depois ir ao Kruger Parque. Estou querendo deixar as malas no aeroporto, pois pelo que me falaram, é permitido somente uma pequena mala no voo para Nelspruit. Sabariam me informar se no aeroporto de Johanesburgo tem local para guardar mala gde e se é viavél (custo por dia)?
    abs, obrigado.
    eduardo azenha

    1. Olá, Eduardo! Tem sim. Custa 50 rand o primeiro dia e 40 rand os dias subseqüentes.

      http://www.southafrica.to/transport/Airports/O-R-Tambo-International/O-R-Tambo-International-Airport.php5

  17. Olá pessoal, prtendo fazer um safári pelo Kruger na Africa do Sul em setembro de 2013, ver os Big Five e tal pelo menos, fazer ao menos aquele roteiro básico de 8 dias. Mas estou procurando uma pessoa pra ir junto pois todos os pacotes costuma fechar para 2 pessoas, inclusive os preços abaixam bastante, se alguém estive rinteressado ou souber de alguém, ´dá um toque please!!
    Mary

  18. Olá Pessoal,
    Gostei das dicas!!! E tambem quero uma ajuda!
    Estou querendo passar minha lua de mel da Africa do Sul + Mauricio! Abril é uma boa época para ir nesses lugares???
    Obrigada

  19. Ricardo, amo as dicas de seu site.
    Fui a Los Roques pelo seu relato, realmente a expressao “CARACA”!!! diz tudo.
    Estamos programando um passeio: Blue Train-Cape Town – Seychelles – Mauricius em junho.
    Temos duvidas sobre a melhor forma de conhecer e curtir Seychelles…
    Gostaria de saber se deveria ficar em hotel ou resort ou mesmo fazer um “cruzeiro” pelas ilhas Seychelles…
    Como as ilhas sao distantes talvez o melhor seria fazer o mini cruzeiro?!
    Aguardo ansiosa…

    1. Olá, Maria Emilia!

      Infelizmente não temos conteúdo próprio sobre as Seychelles.

      Leia uma introdução ao arquipélago aqui:
      http://www.viajenaviagem.com/2007/09/maldivas-seychelles-taiti-mauricio/

      Veja em detalhe a diferença entre as ilhas aqui:
      http://www.seyexclusive.com/map.html

      Veja como ir às Seychelles com pouco no Esvaziando a Mochila:
      http://www.viajenaviagem.com/2012/05/viajosfera-seychelles-sem-luxos-no-esvaziando-a-mochila/

      Leia sobre cruzeiros aqui:
      http://www.seychelles-cruises.com/?CategoryID=212&ArticleID=137

  20. RELATO DE VIAGEM – AFRICA DO SUL
    Eu e minha mulher Laura estivemos na África do Sul em janeiro de 2103, viajando com outro casal. Os hotéis e o aluguel do carro foram previamente reservados aqui do Brasil em sites de hotéis. Tudo deu certo e não tivemos nenhum contratempo.
    Nosso roteiro foi de 13 dias, assim distribuídos: 2 dias em uma reserva para fazer safaris (conhecidos como “game drives”), 4 dias pela Rota Jardim (a Garden Route, estrada que corre ao longo da costa sul do país, ao lado do mar, desde Port Elizabeth até Cape Town), 4 dias em Cape Town, e mais um dia parcial em Joanesburgo.
    Todos os restaurantes que escolhemos foram muito bons, sem exceção, e seus preços foram muito mais baratos que os equivalentes aos de restaurantes do mesmo nível de São Paulo. Comemos muito bem e tomamos vinhos muito bons todas as noites.
    Resumo da viagem:
    - Reserva próxima ao Kruger – Os hotéis ficam dentro das várias reservas, que na verdade são fazendas localizadas ao lado do Kruger Park (dentro de cada reserva existem alguns hotéis, todos com muito boa infraestrutura). O nosso se chamava Waterside Lodge, na reserva Thornybush, ao lado de outra reserva que tive recomendações, Kapama. Peguei esse hotel no site Siyabona Africa Travel (www.siyabona.com) e não me arrependi.
    Chegamos a essa reserva após 1 hora de voo desde Joanesburgo, logo após a chegada de São Paulo. O aeroporto fica em um local chamado Hoedspruit, apenas uma casa perdida no meio do nada. Existem hotéis também que ficam perto de outro aeroporto, mas dentro de uma cidade maior, chamada Nelspruit.
    O hotel é super-legal, os chalés tem quarto completo, confortável e aconchegante, as refeições são muito boas, tudo incluído no preço, assim como os safaris – dois por dia- um logo cedo (das 5 às 8 da manhã) e outro no final do dia, das 5 às 8 da tarde. Os safaris são feitos em um jipão sem capota, com capacidade para dez pessoas com um motorista-guia e um rastreador. Achei que dois dias foram suficientes para passear pelas savanas e procurar os animais. Mais que isso me parece exagerado para um ‘urbanóide’ paulistano.
    - Garden Route – Fomos de avião de Hoedspruit a Port Elizabeth, e retirei o carro no aeroporto. Precisei de um pouco de concentração para me habituar a dirigir do lado direito do carro, mas depois de um dia já estava bem mais à vontade.
    Toda essa rota possui vários hotéis do tipo Bed and Breakfast. Nossa base de diária era da ordem de US$ 100/dia, e por esse preço encontramos B&B muito simpáticos, bonitos, bem localizados, com bons quartos e ótimos cafés da manhã, além da simpatia e atenção dos proprietários.
    Só ficamos uma noite em Port Elizabeth (não fomos ao Addo Elephant Park) e seguimos viagem no dia seguinte, em direção à Knysna, onde passamos duas noites. No caminho, passamos rapidamente por Jeffrey´s Bay, e paramos em vários belvederes, com vistas muito bonitas.
    Knysna está em uma região linda, e merece um passeio pela cidade e arredores. No centro da cidade há um píer com lojas muito simpáticas – o Waterfront, com ótimos restaurantes dentro e nas ruas próximas. Os B&B geralmente tem os cardápios e isso facilita muito a escolha.
    Passeios nas proximidades de Knysna:
    - Tsitsikamma National Park, lugar muito bonito, onde é possível andar por cerca de duas horas, visitando o Storms River Mouth.
    - Cidade de Plettenberg Bay, localizada em uma bonita região. Vale à pena ira até a península Robberg, que possui algumas trilhas com vistas muito bonitas, com possibilidade de avistar golfinhos se der sorte, e às vezes baleias, dependendo da época.
    - Face Adrenaline – O salto de bungee jump é de cerca de 220 metros, feito embaixo de uma ponte da rodovia principal – a N4. Para os adeptos deve ser fantástico.
    -Passeio pela baía de Knysna pelos dois lados – The Heads e Brenton on the Sea, onde há uma Scenic View maravilhosa.

    - Knysna Elephant Park. – você fica em contato direto com os elefantes, é divertido.

    - Parque Tenikua (que cuida de guepardos , leopardos e gatos selvagens).

    De lá saímos para Oudtshoorn, cidade mais para o interior, onde visitamos as Cango Caves, cavernas muito bonitas, e uma fazenda de avestruzes. São passeios muito interessantes.
    No dia seguinte seguimos para Stellenbosch, cidade bem próxima a Cape Town, onde existem várias vinícolas. A cidade é pequena e bonita e os restaurantes das vinícolas são muito bons. No caminho passamos pelo Cape Agulhas, o ponto mais ao sul da África, onde os oceanos Atlântico e Índico se separam. É um pouco fora do caminho, mas vale a pena a vista do mar, super-azul.
    Cape Town – A cidade é muito bonita, assim como toda a região de entorno. Seguindo recomendações, ficamos hospedados em um hotel dentro do V&A Waterfront, algo como o Fishermen’s Warf Africano. Bem mais caro que os B&B, mas valeu à pena ficar ao lado do bochicho.
    Lá fizemos um Hop-on-Hop-off para conhecer a cidade e arredores, com direito à subida na Table Mountain, para curtir a bela vista sobre a região. Depois, de carro esticamos para conhecer lugares perto da cidade como Groot Constantia e Kirstenbosch National Botanical Gardens.
    Dentre os passeios que fizemos e recomendamos, fomos de carro ao Cabo da Boa Esperança, passando por vários lugares no caminho, como Simon’s Town, Boulders Beach (lá estão os pinguins), e Chapman’s Peak. Todos os lugares são muito bonitos.
    Outra visita que vale à pena é à Robben Island, onde funcionava a prisão política destinada aos não brancos do regime do Aparthied. É emocionante perceber aspectos sombrios da história recente da humanidade, contados por antigos detentos. Importante: Esse passeio precisa ser agendado com antecedência, na última hora é perigoso não conseguir vaga.
    Joanesburgo- Devolvemos o carro e voamos para Joanesburgo, e lá ficamos apenas meio dia, mas o suficiente para visitar o museu do Aparthied ,que é muito interessante.

    Resumo:
    Achamos que a África tem uma boa infraestrutura de turismo, hotéis com preços bem amigáveis e bons comida a preços convidativos. Os B&B são ótima opção. Os locais que visitamos são muito bonitos. O povo é simpático.
    O aluguel de carro e as reservas de hotéis podem ser feitos por aqui sem problemas, mas normalmente parte da diária é debitada pelos hotéis na ocasião da reserva.
    As cidades da Garden Route são seguras e o trânsito é tranquilo. A gasolina tem preço semelhante à nossa e você só encontra uma praça de pedágio naquele caminho. Para estacionar carros nas zonas centrais das cidades você conta sempre com a presença de flanelinhas.
    Ao desembarcar e embarcar nos aeroportos sempre aparece um ‘flanelinha’ para te “ajudar”; os valores que eles pedem são inferiores aos nossos.
    Os aeroportos de Cape Town e principalmente de Joanesburgo são superiores aos de São Paulo.
    É emocionante ver um país que a pouco tempo saiu de regime de opressão estar se erguendo não obstante as inúmeras dificuldades.
    Achei que na minha viagem faltou uns dois dias para conhecer Joanesburgo

    1. Vou lá conferir! Fiz um blog essa semana, mas como fui pro Marrocos em 2006, vai demorar ainda pra eu postar alguma coisa de lá! Acho que vou fazer uma sessão “fundo do baú” que nem a Carla do Idas e Vindas rs

  21. Olá!! Fuçando aqui na internet encontrei vocês. Estou sonhando, meio que tentando planejar uma viajem para Moçambique. Mas olhando as possibilidades, vi que tem alguns lugares bem interessantes além de Moçambique para conhecer ali por perto. Nós gostamos muuuito de praia e queríamos conhecer praias paradisíacas com águas de temperatura agradável para banho, além de poder mergulhar. Ví que Pemba, em Moçambique é muito legal, mas também tem Madagascar, ilhas Maurício, Zamzibar e as paradisíacas Ilhas Seycheles. Não estamos procurando luxo, e nem podemos arcar com hotéis caríssimos. Queremos apenas poder desfrutar do lugar com o mínimo conforto. Além das praias, claro que também planejamos conhecer algum parque para ver animais. Não sei qual seria um roteiro interessante, como ir de um lugar para outro… Pensamos em ir para Moçambique primeiro, chegando em Maputo, ir para Pemba, depois ir para Madagascar, Ilhas Maurício, Zamzibar e, se possível e o dinheiro permitir ir para as Ilhas Seycheles. Mas será esse o melhor roteiro?? Vale a pena ir para Ilhas Maurício ou Zamzibar ou de repente deixar de lado Moçambique e ir direto para outro lugar que valha mais a pena… É difícil decidir sem ter alguém que já tenha ido para dar uma dica do que vale mesmo a pena. Bom, se vocês puderem me dar uma luz, eu agradeceria. E qual a melhor época?? Tenho férias em janeiro e julho. Dizem que em janeiro chove muito e que julho então seria uma opção mais interessante… Será?? Desculpe perguntar tanta coisa…

    1. Olá, Clara!

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2007/09/maldivas-seychelles-taiti-mauricio/

      A Teté Lacerda do Escapismo Genuíno acabou de passar uma longa temporada na África, dê uma passadinha lá:
      http://www.viajenaviagem.com/2013/06/africa-exotica-roteiro/

  22. Olá
    Queria dica de lodge de safari para fazer na Africa do Sul, proximo ao Kruger Park.
    Estou indo em lua de mel, então quero ficar num lugar bom. mas como passamos o dia todo fazendo safari nao sei se vale a pena pagar muito caro… o que vocês sugerem?
    Estou muito empolgada em fazer o safari!

  23. Bom dia
    Olá pessoal. Africa é um mosaico de culturas e povos, todos interessantes e com alguma ligação ao Brazil. Vejo que muitos já visitaram Angola e Moçambique o que é muito bom. Deixo aqui um país, também de expressão Portuguesa, CABO VERDE, que é constituído por 10 bonitas ilhas, e que é muito procurado pelos europeus para turismo de praia e aventura: http://www.randonnee-capvert.com
    Abraços
    Alcinda
    CABO VERDE

  24. Gostaria de fazer uma viagem para a Zâmbia em junho/julho do ano que vem. Alguém já fez? Recomenda algum roteiro? Obrigado.

    1. Olá, Riccardo! A Teté do Escapismo Genuíno esteve recentemente por lá:
      http://escapismogenuino.com.br/tag/zambia/

      1. Obrigado, Bóia. Será que tem alguma dica de safári lá?

        1. Olá, Riccardo! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui.

          1. Obrigado, Bóia.

            1. Olá Ricardo,
              tudo bem?

              Na Zâmbia, depois de ver as cataratas, todos os hotéis oferecem safaris de 1, 2, 3 dias. VOcê pode ir de lá até a Botsuana que tem safaris bem mais legais.
              Eu fiquei hospedada em um albergue, e lá eles oferecem safari e você escolhe quantos dias quer fazer.
              Vale a pena cruzar a fronteira até o Zimbábue e ver as Cataratas Vitória do outro lado. Vc pega um taxi até a fronteira, pega o visto (tem que pagar em dolares), atravessa e pega outro taxi no outro país.

              abraço
              Teté Lacerda

              1. Obrigado, Teté.

        2. Oi Ricardo!
          Fui a Zambia em setembro 2011. Nós ficamos em Livingstone e de lá fomos até Botswana e Zimbabwe.
          Nos hospedamos no Jollyboys que é um albergue que tem quartos privativos. Entre as opções que vimos ou era esse ou o Royal Livingstone, que é um hotel resort (inclusive com animais como zebras e girafas andando livremente). Gostei muito do Jollyboys era limpo, preço justo, com viajantes do mundo inteiro e fizemos todos os passeios de lá.
          Para safari a melhor opção é ir até o Chobe em Botswana. Tem safari de um dia ou de mais saindo de Livingstone. Nós fizemos de um dia, saindo de manhã cedo e voltando fim de tarde, e incluiu river safari (num barquinho) e safari de terra. A fauna de animais de Botswana é mais rica. Tem alguns safaris que você pode fazer ao redor de Livingstone, inclusive tem um que você pode andar com leões.
          Aqui estão meus posts da Zambia, Zimbabwe (que é só atravessar a ponte) e Botswana
          http://cadernotiahelo.blogspot.com.br/search/label/zambia
          http://cadernotiahelo.blogspot.com.br/2011/09/chobe-botswana.html
          http://cadernotiahelo.blogspot.com.br/2011/09/victoria-falls-zimbabwe.html

          Eu adoro a Africa. Estou de olho na Namibia para a próxima vez lá.

          1. Muito legal, karine. Sensacional. Como foi a obtenção dos vistos? Comprou o visto múltiplo ou comprou o duplo e mais um simples? Obrigado pelas dicas.

            1. Oi Riccardo!
              Os vistos foram todos na imigração lá mesmo. Na Zambia compramos um duplo que serviu para a entrada na Zambia a primeira vez e depois na volta de Botswana. Quando atravessamos para o Zimbabwe pagamos a entrada no Zimbabwe e na volta pagamos outra entrada da Zambia.
              Acho que o visto múltiplo só tirando na embaixada aqui, lá só podia tirar no máximo o duplo.

              1. Obrigado, karine.

    2. Não fui pra Zambia, mas fiz outras viagens com esta empresa:
      http://www.nomadtours.co.za/accommodatedtour/vic-falls-and-malawi-2013/
      Confiável e com ótimo custo-benefício!

      1. Obrigado pela dica.

  25. Lá= Zambia….rs

  26. Olá a todos.

    Excelente website. Em setembro vou à Africa acompanhar minha esposa, que está indo à trabalho. Vamos ficar uns dias em Nairobi e fazer um safari no Masai Mara. Depois, ele fica no Kenya trabalhando e eu tenho mais uns 9 dias para aproveitar.

    Fiquei na dúvida entre ir para a Africa do Sul ou para Zanzibar.

    O que vocês recomendariam nessa época do ano?

    Grande abraço e obrigado pela atenção.

    Bruno.

    1. Olá, Bruno! Aproveite que está pertinho e vá a Zanzibar!

      http://www.viajenaviagem.com/2007/09/maldivas-seychelles-taiti-mauricio/

  27. Bruno,

    A Africa do Sul tem muito a oferecer. Joanesburgo não achei nada demais, mas Cape Town e Franschoek são maravihosos! e claro, safari no Kruger.
    Zanzibar é bem bonito, apesar de pouca estrutura e tem o lado muçulmano – feiras, mercados, comida e arquitetura. Dar es Salaam não tem nada demais, nem iria. Agora, o Serengeti é maravilhoso! – safari inesquecível.

    abraço

    Teté

  28. Dá África por enquanto só conheci o norte do Marrocos, que é lindo mas pouco explorado. Neste post tem dicas de um roteiro por Tanger, Tetouan e a linda Chefchaouen: http://taindopraonde.blogspot.com.br/2013/10/um-final-de-semana-no-norte-do-marrocos.html#more

  29. Oi oi :)

    Não sou de participar muito por aqui (só quando consigo ajudar alguém!), mas quem me conhece sabe que sou fãzona do VnV <3

    Vou pra Namíbia em março do ano que vem e, por enquanto, só a passagem que está comprada. Como estou indo sozinha, minha tendência vai ser arranjar uma excursão por lá e aí está meu grande desafio do momento – que está super difícil: arranjar uma boa agência que consiga me ajudar.

    Alguém conhece? Help??

    1. Olá, Renata! Vamos pôr sua pergunta no Perguntódromo. Havendo resposta, aparecerá aqui!

      1. Recomendo a Nomad Tours: http://www.nomadtours.co.za/
        Em 2011 fiz uma viagem com eles para o Delta do Okavango, Chobe National Park e Victoria Falls, fui com meus dois irmãos em um grupo de 12 pessoas de diversas nacionalidades.
        A agência é sul-africana, mas têm viagens para todo o Sul e Leste da África. E o atendimento online foi super prestativo.

        1. Viajei várias vezes com a Nomad e adorei! Foi dica do Paulo, que sempre recomendo.

    2. Olá Renata!
      Dê uma olhada no blog da DriEverywhere, ela foi pra Namíbia e dá várias dicas
      http://drieverywhere.net/categoria/viagens/namibia/

    3. Renata!

      A Queensberry tem grupo para lá, é uma baita operadora e recomendo 100%. Sou agente de viagens e trabalho com eles faz 5 anos já!
      http://www.queensberry.com.br/

  30. Renata, dá uma olhada no blog da drimiller, o drieverywhere, ela já esteve por lá e com certeza tem uma superdica para você! Boa sorte e boa viagem!

  31. Suuuuuuper obrigada, gente! Já comentei lá no blog da Dri Miller e vou procurar a agência do Paulo. Se descobrir algo precioso, aviso a vocês :)

  32. Eu me virei sozinho com carro alugado.
    Windhoek é uma cidade bem organizada para os padrões do continente.
    Basicamente vc tem o Kalahari para ir Wallys Bay na direção oposta.
    E umas 3 reservas de santuário de elefantes ao norte e nordeste .Vale a pena caso nao conheca alguma . Bom se a questão é elefante risos o lugar certo na África é Botswana.
    A Namíbia é um destino a ser descoberto , bem legal.

    1. Obrigada, Jorge!

      Não quero ir muito para o norte não – já fiz alguns safaris e terei pouco tempo para fazer a Namíbia toda. Estou focando no deserto e no sul (Fish River Canyon, Swakopmund, etc.). Você foi também? Tem dicas?

      Estou um pouco hesitante de ir sozinha só porque fico preocupada de dirigir em estradas um tanto remotas sozinha. Se der problema…

  33. Nao achei nada sobre passeios de balao no Kruger .por favor me ajudem neste sentido.vou em abril dia 2

    1. Qualquer hotel dentro do Kruger consegue agendar um passeio de balão para você. Além disso, os portões do parque quase sempre tem uma equipe super bem informada para você pedir dica. É bem mais indicado pedir as dicas deles do que agendar um por conta própria de longe!

  34. Boa tarde.

    Pretendo passar minha lua de mel, em janeiro, nas ilhas maurício + áfrica do sul, contudo, tenho algumas dúvidas:
    1. É uma boa época para viajar para as ilhas maurício? Eu sei que pode chover, mas as chuvas são intensas? Poderia me arrepender?
    2. Vale a pena ficar em um hotel dentro do kruger?

    Obrigado

    1. Olá, Marcos! A época mais indicada para safáris é o meio do ano. Mas temos depoimentos de quem foi em janeiro também:

      http://www.viajenaviagem.com/2013/04/africa-do-sul-de-carro-a-viagem-do-fernando/

      Leia sobre Maurício:

      http://www.viajenaviagem.com/2007/09/maldivas-seychelles-taiti-mauricio/

  35. Olá, quero ir em Abril a zanzibar a partir de maputo mas os voos que encontro têm 2escalas e demoram imensas horas,
    Alguém sabe uma forma mais rápida de lá chegar?

    Se não for zanzibar alguma sugestão para ir a partirdes maputo?

    Obrigada

    1. Olá, Carmen! O site http://www.skyscanner.com costuma ser o melhor buscador de rotas aéreas.

  36. Oi pessoal, comecei essa semana a postar sobre minha viagem para a África do Sul. Voltei final de semana passado e o 1o post já saiu: http://taindopraonde.blogspot.com.br/2014/03/curiosidades-primeiras-impressoes-africa-do-sul.html.

  37. Olá Riq e A Bóia. Dá pra compartilhar se alguém tem info e roteiros em Dakar no Senegal.

    1. Olá, Rita! Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo. Havendo respostas, aparecerá aqui.

  38. Ok valeu. No aguardo

  39. Imam meurt dans la mosquée incendiée en habitant belge

    Parfois, le processus de redimensionnement ne peut pas être appliquée à certains jeux de segments cela est dû à ce qui pourrait causer des pierres précieuses de l’anneau de sortir. Il est fréquent chez la chaîne et même les paramètres invisibles. Un problème n’est pas que d’innombrables est en mesure de payer les principaux problèmes Longchamp. frais extravagant. Cette générales de sacs à main de créateur potentiels, faite sur commande de sacs à main seront par hasard providentiel pour autant que les aficionados du modèle sont. Même si vous parlez de Fendi et Longchamp aussi ou simplement ainsi que toute liste célébrée dans le marché de type, tout l’individu portant donne en permanence une célébrité c’est vraiment reproduit autour formation.Basis du développeur du Dharma sont les Quatre Nobles Vérités : 1. Vivre dans le cycle de l’existence implique la souffrance.

    Vous supérieure économiser de l’argent une fois que vous apprenez votre valeur pour les articles que vous obtenez. Ce qui signifie habituellement, vous pourriez potentiellement être donner beaucoup à un faux sac à main dames beaucoup plus idée que vous pouvez réellement décider d’acheter que les experts affirment ici au prix cut.Replacement moteurs ne sont pas trop cher, et sont simples à remplacer, même avec aucune expérience préalable. En cochant la barre à brosse, les filtres, le tuyau et le câble d’alimentation régulièrement, vous pouvez vous assurer qu’il n’y a aucun problème, et vous pouvez également remplacer tout ceCouleur Sac Pliable qui doit replacing.And aussi par tous les moyens, qu’ilIl ne doit pas être détacha, passer du temps avec poste de quel que soit le système de l’appareil. Si vous la recherche pour supérieure, malgré le fait que, pas tendance à consulter les questions à la fois accessible.

    Même si vous n’avez pas de doute cette sacs une variétéLongchamps Soldes de but sacs à main de la fille, la vérité souvent reprises afin qu’ils puissent facilement se permettre ces gars-là (pour la raison que ne se fera pas cher), ce qui signifie les produits continuent d’être seulement aspirations. C’est toujours quand cela arrive, ensuite, que peuvent reproduction sacs aider à faire une entrée forte dans l’arène, offrantSite Vente De Sac A Main Griffe A Rabais à la personne qui serait susceptible désir de manière significative à toujours loin portant le sac à main , cependant, qui va être sur une base financière peu, ce faisant, présentant une probabilité

ATENÇÃO:
Antes de perguntar, veja se a dúvida já não está respondida no texto. Perguntas redundantes e comentários em maiúsculas serão apagados. Obrigado!