FRED TESTE - Como chegar madri

Fred Marvila
por Fred Marvila

Madri: Como chegar

Madri é uma das capitais da Europa mais bem conectadas ao Brasil por voos diretos. Por isso, é comum ser eleita como primeira parada numa viagem à Europa. Sua posição bem ao centro da Espanha também facilita seguir viagem para todos os cantos do país.

Chegando a Madri de avião

madri aeroporto barajas internacional

[legenda]Aeroporto de Barajas[/legenda]

Temos voos diretos do Brasil a Madri saindo de quatro capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Recife.

De São Paulo há voos diários pela Iberia, Latam e Air Europa. Às quintas e domingos, pela Air China.

Do Rio de Janeiro, às segundas, quartas, quintas, sextas e sábados pela Iberia.

De Salvador, às terças, quintas e sábados pela Air Europa.

De Recife, às terças e quintas pela Air Europa.

Imigração no aeroporto de Madri - Barajas

A imigração já foi mais chatinha em Barajas. Há 10 anos, era até melhor evitar entrar na Europa por Madri. Felizmente, esse tempo já passou. Tenha em mãos, organizados numa pastinha, todos os documentos necessários para a entrada no Espaço Schengen e você não vai passar por nenhum aperto.

Esses documentos são:

  • Passaporte válido por mais 3 meses além da data prevista de saída do Espaço Schengen (leia mais aqui)
  • Passagem de volta
  • Reservas de hotel para todo o período da viagem ou carta-convite de quem vai hospedar você (leia mais aqui)
  • Seguro-saúde dentro das exigências do Espaço Schengen
  • 65 euros por dia por pessoa em dinheiro vivo, ou extrato do cartão de crédito ou cartão pré-pago provando que você dispõe desse limite ou saldo

É raro que peçam esses documentos -- mas é muito bom ter tudo arrumadinho caso seja necessário.

Transporte entre o aeroporto e o centro

O aeroporto de Madri é Barajas, que está a 12 km do centro da cidade.

De transporte público, você pode escolher entre táxi, metrô e trem. Mas precisa estar preparado para fazer baldeações, caminhar com a mala da estação até o hotel, ou 'completar' a viagem com um trecho final de táxi ou Uber.

Saindo do aeroporto de táxi

Vale a pena ir do aeroporto ao seu hotel de táxi. A tarifa é fixa: 30 euros por carro (maio/2018). Não há cobrança de pedágio e nem taxa por malas. Ou seja, totalmente à prova de motoristas espertinhos.

Existem pontos oficiais de táxi na área de desembarque de todos os terminais. Cabendo no orçamento, não se prive desse conforto.

Se preferir trânsfer privado até o seu hotel em Madri, nosso parceiro Viator oferece opção em carro (de 1 a 3 pessoas) ou minivan (de 4 a 6 pessoas).

Saindo do aeroporto de Uber

A Uber atua legalmente em Madri e tem tarifas boas para rodar na cidade. Mas, no caso específico do trajeto aeroporto-centro, o táxi costuma ficar mais barato. Você pode conferir ao chegar, usando o wi-fi gratuito do aeroporto ou depois de instalar o seu chip local (leia mais abaixo como comprar chip já no aeroporto de Barajas).

Saindo do aeroporto de ônibus

aeroporto barajas ônibus

[legenda]Exprés Aeropuerto[/legenda]

A linha de ônibus Exprés Aeropuerto tem ônibus refrigerados e com bagageiro para malas. Liga o aeroporto de Barajas (terminais T1, T2 e T4) até a estação de trem Atocha, com paradas na Calle O'Donnel e na Plaza Cibeles.

Usar ônibus é simples: você paga a passagem no direto no ônibus, e deixa para se entender com maquininhas e baldeações quando estiver rodando pela cidade sem malas. Mas é também menos econômico, com bilhetes a 5 euros (maio/2018).

O ônibus só resolve a vida de quem estiver estiver num hotel próximo do Museu do Prado, da Praça Cibeles ou da estação Atocha. Para qualquer outro destino na cidade, você vai ter que completar a viagem de metrô (com escadas e probabilidade de baldeação), táxi ou Uber.

O serviço de ônibus Exprés Aeropuerto funciona 24 horas.

Veja mais detalhes aqui.

Saindo do aeroporto de trem

trem aeroporto madri

[legenda]Trem Cercanías[/legenda]

Os trens de curta distância Renfe Cercanías ligam o aeroporto de Barajas (terminal T4) até a zona mais central de Madri. As duas linhas, C1 e C10, levam às estações de Atocha e Príncipe Pio, respectivamente.

O trem é mais barato do que o metrô e do que o ônibus, com bilhete a 2,60 euros para saídas de Barajas (maio/2018). É melhor para acomodar as malas do que o metrô, também. Fazendo baldeação (para as linhas C3 ou C4) você desembarca na estação Sol, bem servida por hotéis.

O trem é a melhor escolha de transporte público para quem está hospedado próximo ao Palácio Real, à estação Atocha ou da Puerta del Sol.

O serviço de trem funciona entre 5h56 e 22h55 em intervalos de 20 minutos, com um último trem saindo às 0h20.

Veja mais detalhes aqui.

Saindo do aeroporto de metrô

metro aeroporto madri

[legenda]Metrô linha 8[/legenda]

A linha 8 do metrô liga o aeroporto de Barajas até a estação Nuevos Ministerios. Há uma estação no terminal T4, e outra que serve aos terminais T1, T2 e T3.

O metrô vai ser o transporte público a levar você até mais perto do seu hotel. A má notícia é que até lá você vai precisar encarar uma ou duas baldeações, e possivelmente subir ou descer escadas carregando a bagagem.

Considere também que o metrô pode ser o transporte mais cheio, dependendo do horário -- e o que menos tem espaço para bagagem.

Caso você decida pelo metrô mesmo assim, o mais recomendável é já comprar uma Tarjeta Multi, o passe de transportes de Madri, na maquininha. Carregue com um bilhete de 10 viagens, mais o suplemento do aeroporto. Você vai pagar um total de 17,70 euros (2,50 euros pelo plástico, 12,20 euros pelo bilhete Metrobus de 10 viagens, mais 3 euros pelo suplemento do aeroporto). Esse mesmo cartão você usa nas suas próximas viagens de ônibus e metrô pela cidade.

O metrô deixa você especialmente perto de hotéis nas regiões da Puerta del Sol, do Palácio Real, do Museu do Prado ou em Chueca.

O serviço de metrô é oferecido entre 6h30 da manhã e 1h30 da madrugada.

Veja mais detalhes aqui.

Chip no aeroporto Barajas

Para comprar chip de celular, peça uma "tarjeta SIM". No desembarque do terminal T4 em Barajas, procure pelo quiosque da operadora Lebara, mais econômica, em frente à loja de conveniência The Market.

Já no piso de embarque do terminal T4, a Crystal Media/Tech&Fly vende chips das operadoras Orange e Vodafone, que têm serviço considerado melhor.

O aeroporto tem wi-fi, e o seu hotel também terá. Se não quiser resolver isso no momento da chegada, compre o chip em alguma das lojas das operadoras no centro.

Espere pagar a partir de 15 euros por uma tarjeta SIM recarregável, com roaming incluso para demais países da Europa.

Chegando a Madri de trem

madri trem puerta de atocha chamartin estacao

[legenda]Puerta de Atocha e Chamartín[/legenda]

Madri tem duas estações de trem principais: Puerta de Atocha e Chamartín. Ambas são bem conectadas ao centro de Madri tanto pelo metrô quanto pelo trem de curta distância Cercanías.

Estação Puerta de Atocha

Você chegará por Atocha se vier de Barcelona, Sevilha, Córdoba, Málaga ou Valencia.

Opções para sair de Puerta de Atocha:

  • Táxi: espere pagar cerca de 10 euros (maio/2018) ao seu hotel na região central
  • Uber: espere pagar pouco mais de 5 euros (maio/2018) ao seu hotel na região central
  • Metrô: a linha 1 serve Atocha e deve levar até perto do seu hotel provavelmente com uma baldeação
  • Trem: as linhas C3 e C4 levam à estação Sol do metrô; as linhas C1 e C10, à estação Príncipe Pío. Só use trem se o seu hotel ficar colado à estação final

Estação Chamartín

Você chegará por Chamartín se vier de Lisboa, Salamanca, Santiago de Compostela ou Bilbao.

Opções para sair de Madrid Chamartín:

  • Táxi: espere pagar cerca de 17 euros (maio/2018) ao seu hotel na região central
  • Uber: espere pagar cerca de 13 euros (maio/2018) ao seu hotel na região central
  • Metrô: as linha 1 e 10 servem Chamartín e devem levar até perto do seu hotel provavelmente com uma baldeação
  • Trem: as linhas C3 e C4 levam à estação Sol do metrô; as linhas C1 e C10, à estação Príncipe Pio. Só use trem se o seu hotel ficar colado à estação final

 

Como se deslocar em Madri

Metrô e ônibus

madri tarjeta multi transporte metro onibus

Tarjeta Multi e máquina do metrô

Usar transporte público em Madri é bastante fácil.

Na área central, o metrô de Madri é tão capilarizado quanto o de Paris ou o de Londres. Sempre vai haver alguma estação de metrô muito perto do seu hotel e das atrações que você quer visitar. Dificilmente, porém, você vai escapar de fazer alguma baldeação, mesmo em viagens relativamente curtas.

Também dá para circular de ônibus numa boa. O Google Maps funciona muito bem em Madri indicando os melhores transportes e rotas.

Passes de transporte em Madri

Para pagar menos no transporte em Madri você deve comprar a Tarjeta Multi, vendida nas maquininhas do metrô, e que vale tanto no metrô quanto no ônibus. (Se precisar andar de ônibus antes de comprar a sua Tarjeta Multi, pague um bilhete avulso direto ao motorista.)

A Tarjeta Multi custa 2,50 euros e é carregável com diversos tipos de passes de transporte (ou títulos, como são chamados).

Os títulos mais interessantes para quem é turista são o Metrobus 10 Viajes e a Tarjeta Turística.

Metrobus 10 Viajes

A maior vantagem do Metrobus 10 Viajes é ser um título compartilhável: você pode 'rachar' as viagens entre duas ou mais pessoas. Custa 12,20 euros para 10 viagens de metrô ou ônibus dentro da zona mais turística de Madri. Para ir ou voltar do aeroporto é preciso pagar um suplemento de 3 euros por pessoa (maio/2018).

Quando as viagens do seu título Metrobus terminarem, é só recarregar o cartão com outro título, ou com bilhetes avulsos (ou sencillos). Os bilhetes avulsos precisam ser usados no mesmo dia da carga e custam a partir de 1,50 euros (maio/2018).

Tarjeta Turística

Já a Tarjeta Turística é um título pessoal, não compartilhável. Sua maior vantagem é facilitar as contas: você paga por dia e tem transporte ilimitado (em metrô, ônibus e trens Cercanías). O suplemento do aeroporto e o valor do plástico já estão incluídos. Um dia de uso custa 8,40 euros; 4 dias de uso, 22,60 euros; 7 dias de uso, 35,40 euros (maio/2018). Veja todos os valores disponíveis aqui. São contados dias corridos.

Além da venda nas maquininhas do metrô, o título Tarjeta Turística também pode ser comprado em postos de atendimento ao turista no aeroporto de Barajas.

Monte o seu roteiro e faça as contas. Se você vai intercalar seus dias em Madri com passeios bate-volta, escolha o Metrobus 10 viajes. Se você vai ficar direto passeando em Madri, e pretende ir e voltar do aeroporto de metrô, a Tarjeta Turística provavelmente vai acabar se pagando.

Andando de Uber e táxi em Madri

Para ir à estação de trem com malas, ou para sair à noite depois de um dia batendo perna, use o Uber. O serviço em Madri é de primeira linha -- as corridas de UberX são feitas com carrões executivos. Trajetos entre bairros próximos custam 5,50 euros (maio/2018).

Táxi costuma ficar mais caro do que Uber nesse tipo de corrida. Confira os preços usando o aplicativo MyTaxi, bastante popular na Espanha.

Andando de trem em Madri

madri atocha cercanias estacao

Estação Atocha Cercanías

Para se deslocar com os trens Cercanías da Renfe (entre as estações de trem, o aerporto e a área central) você pode comprar bilhetes unitários (sencillos) ou um título Bonotren.

O Bonotren é compartilhável e válido para 10 viagens. Você compra nas maquininhas da Renfe das estações de trem (não são carregáveis na Tarjeta Multi).

O Bonotren custa a partir de 10 euros. Nessa tarifa mais básica você pode circular na zona onde estão as estações de Atocha, Chamartín, Sol e Príncipe Pío. A tarifa unitária é de 1,70 euro (maio/2018).

O bilhete avulso para o trem do aeroporto de Barajas tem tarifa especial, a 2,60 euros.

O Bonotren não é válido para os trens de alta velocidade Renfe.

Seguindo viagem de Madri

Colaborou | Ricardo Freire

Madri é o ponto de partida natural para roteiros pela Espanha e pela Europa. Integrar Espanha e Portugal numa mesma viagem também é o sonho de muitos viajantes brasileiros. Veja nossos pitacos sobre esses itinerários.

Seguindo viagem pela Espanha

Cores das linhas: Avião | Trem | Ônibus

De trem

O trem é o melhor meio de transporte para Barcelona (2h30 de percurso), Córdoba (1h45), Sevilha (2h30), Málaga (2h30), Valência (1h45) e Salamanca (1h45).

Use o trem também para fazer passeios bate-volta de um dia, sem pernoite, a Toledo, Ávila, Segóvia, Aranjuez e até mesmo Córdoba.

Granada está a 4h de viagem, combinando trem até Antequera (2h20) e ônibus na continuação a Granada (1h15) -- o ônibus é vendido na mesma passagem.

O trem já fica um pouco puxado para viajar a destinos do norte, como Santiago de Compostela (5h de percurso) e Bilbao (5h).

As passagens de trem começam a ser vendidas no site da Renfe (e em sites como Trainline) com 120 a 90 dias de antecedência da data. Passagens para feriadões espanhóis, no entanto, costumam demorar para entrar no sistema. Há também duas mudanças de horários, em junho e dezembro, que normalmente retardam a abertura das vendas para as férias de verão e de inverno.

Clique neste post para saber como comprar passagens de trem na Espanha (tela a tela).

Veja também nosso itinerário prático para 7 dias na Andaluzia (cobrindo Córdoba, Sevilha, Pueblos Blancos e Granada).

De ônibus

Saindo de Madri, ônibus é uma opção low-cost. O ônibus sempre será mais lento e menos confortável que o trem.

Caso os preços do trem e do avião para Barcelona estejam pela hora da morte, dá para considerar o ônibus (mas pense bem: são 6 horas nas viagens noturnas e 8 horas nas diurnas).

O ônibus direto a Granada evita a baldeação do trem em Antequera, mas aumenta a viagem em duas horas (total: 6 horas).

Caso você vá para a Andaluzia e não alugue carro por lá, o trecho entre Sevilha e Granada também precisa ser feito de ônibus.

Compre passagens de ônibus em alsa.es.

De avião

Dentro da Espanha, o avião é o meio de transporte mais indicado para viajar de Madri a cidades do norte que ainda não são servidas por trilhos de alta velocidade. É o caso de Santiago de Compostela, Bilbao e San Sebastián.

O avião também é o meio de transporte perrengue-less para ir de Madri às Ilhas Baleares (Ibiza, Maiorca ou Menorca).

Caso você demore para comprar sua passagem de trem a Barcelona e não consiga mais as tarifas descontadas, é possível que encontre preços melhores de avião -- o puente aéreo oferece muitos horários, e há concorrência entre Iberia/Vueling e Air Europa.

Pelo inconveniente da baldeação de trem, Granada também é um destino para onde pode valer a pena voar.

Caso a sua continuação de viagem pela Espanha requeira deslocamento entre Granada e Barcelona (ou vice-versa), use o avião. Considere também o avião para viajar entre Sevilha e Barcelona, ou vice-versa (de trem, você vai fazer baldeação em Madri).

De carro

Dois alertas importantes:

  • Não use carro em Madri
  • Não use carro para fazer bate-voltas desde Madri

Não se entra nem se usa carro em grandes cidades da Europa! Todas as cidades têm medidas para reduzir o tráfego de carros nas áreas centrais, e você vai ter toda a dificuldade do mundo para se deslocar e estacionar. Os estacionamentos são caríssimos, e a probabilidade de levar multas é muito grande.

No caso dos bate-voltas, a perda de tempo para entrar e sair da cidade é enorme. E como o carro é bem mais lento que os trens, o seu passeio vai ficar seriamente prejudicado, com poucas horas líquidas para aproveitar no destino. Absolutamente não vale a pena -- nem mesmo se você viajar com crianças ou idosos.

Aceita um conselho?

  • Só alugue carro quando for explorar o interior

As distâncias na Espanha são bem maiores do que parecem no mapa. Em vez de pensar numa 'road trip' pelo país, considere alugar o carro apenas nos momentos em que você for explorar regiões delimitadas, servidas por estradas secundárias panorâmicas e pontilhadas de vilarejos e pontos para parar.

Algumas dessas regiões:

  • Pueblos Blancos -- alugue o carro ao sair de Sevilha, devolva ao chegar a Granada -- leia mais aqui
  • Costa Brava -- alugue e devolva o carro em Barcelona (ou, se continuar à França, devolva o carro em Figueres Vilafant e siga de trem a Perpignan, na França, onde você pode alugar um novo carro)
  • La Rioja -- alugue ao sair de Bilbao e devolva ao chegar em San Sebastián (ou vice-versa)

Seguindo viagem a Portugal

Cores das linhas: Avião | Trem | Ônibus

De avião

O avião é o melhor e mais recomendável meio de transporte entre Madri (ou Barcelona) e Lisboa e o único meio de transporte civilizado para uma viagem de Madri (ou Barcelona) direto ao Porto.

Há também vôos diretos de Sevilha e Málaga a Lisboa.

De trem

As ligações ferroviárias entre Espanha e Portugal são bastante deficientes.

Entre Madri e Lisboa só existe um trem direto por dia, e mesmo assim, noturno. Acredite: viagens noturnas de trem não valem a pena. Você dorme mal num vagão que sacoleja e faz barulho, e chega na outra cidade num horário em que está tudo fechado. Como você não conseguirá subir ao quarto do seu hotel em Lisboa antes das 14h, passará a manhã homeless e sem banho há pelo menos 24 horas. Não é recomendável.

Saindo de Madri, o trem se encaixa apenas num itinerário que inclua Salamanca. Você sai de Madri de trem rápido a Salamanca (1h40 de percurso, compre na Renfe), dorme pelo menos uma noite e depois segue de ônibus a Coimbra (6h de viagem, compre na Alsa). De Coimbra, depois de um ou dois dias, você prossegue de trem para o Porto ou Lisboa (compre na CP).

Não há trem entre o sul da Espanha (Sevilha) e o Algarve, mas há ônibus.

Existe trem entre Santiago de Compostela e o Porto, mas é melhor usar o ônibus.

De ônibus

Dá para ir de ônibus de Madri a Lisboa, mas são 8 a 9 horas de viagem. Ao Porto, são 11 horas.

No entanto, o ônibus é o meio de transporte mais recomendável para seguir viagem de Sevilha ao Algarve (a viagem a Albufeira leva 2h30).

Também use o ônibus para ir de Santiago de Compostela ao Porto (3 horas de viagem).

Compre passagens de ônibus na Alsa.

Continuando viagem pela Europa

De avião

O avião é o único meio de transporte recomendável para ir de Madri a qualquer outro ponto da Europa. Todas as outras alternativas são problemáticas, como você vai ver em seguida.

Compre sua passagem aérea na modalidade múltiplos destinos, com o seu itinerário ao Brasil, no mesmo bilhete. Essa tipo de passagem rentabiliza ao máximo a sua tarifa e evita problemas de conexão desvinculada. Veja o vídeo abaixo e leia mais aqui.

De trem

Não saia de Madri de trem para lugar nenhum na Europa. São 10 horas de viagem a Paris (com uma baldeação), 25 horas a Milão (com duas baldeações), 29 horas a Roma (com três baldeações). É cilada.

Saindo da Espanha para outro país, o trem só vale a pena para ir de Barcelona a Montpellier (5 horas de viagem), Marselha (4h35) ou Paris (6h30).

De ônibus

Só use ônibus na Europa se não houver avião nem trem para o destino, ou se você precisar muito da economia. Sair de Madri de ônibus para a França, Itália, Holanda, Alemanha é possível, mas você vai passar suas férias na estrada. De Madri a Paris, por exemplo, são 36 horas de busão. Consulte horários e preços no site da Eurolines.

De carro

Muita gente sonha em pegar um carro num país na Europa e devolver em outro. Ao orçar a brincadeira, porém, as sobretaxas de devolução encarecem tanto a locação, que a viagem fica inviabilizada.

É bom que seja assim: viagens de carro que atravessem a Europa de sul a norte só são interessantes no papel. Não há nada mais monótono do que auto-estrada -- e quem viaja com pressa, cumprindo longas distâncias, não tem tempo para usufruir da maior vantagem do carro, que é a de poder parar pelo caminho.

Vai por mim: alugue carro apenas pontualmente, para explorar regiões delimitadas do interior da Europa, que não envolvam entrar e sair de cidades grandes ou médias. Complemente com trajetos de trem ou avião.

Se você tinha planos de sair da Espanha de carro, indo de Barcelona à Costa Brava e depois à Provence e Côte d'Azur, faça assim:

  • Pegue o carro alugado ao sair de Barcelona
  • Faça a Costa Brava e entregue o carro em Figueres, perto da fronteira
  • Pegue o trem em Figueres Vilafant para a França (compre na Renfe)
  • Alugue um novo carro na França -- pode ser em Perpignan (primeira cidade depois da fronteira), Avignon ou Aix-en-Provence (Provence) ou Marselha (Côte d'Azur)