10 coisas para NÃO fazer em Nova York, segundo o Concierge.com

onibusny

Eu assino a newsletter do Concierge, o braço online da Condé Nast Traveler americana. Vira e mexe eles mandam uma listinha divertida qualquer — as 10 praias mais sexy do mundo, os 10 destinos quentes do Réveillon, os 13 lugares para pedir alguém em casamento (ops, esse eu acho que inventei agora). Nada sério, tudo meio cozinhado por alguém que fuça na internet mais do que propriamente viaja. (Ops número 2 — nós também!)

Anteontem, porém, chegou uma listinha mais interessante do que a média. Nela estão reunidos os 10 lugares que o pessoal da redação do site (que fica em Nova York) considera roubadas. E para não ficar só na pentelhação, para cada um deles há a indicação de uma alternativa aprovada.

Eles já vão avisando que sabem do teor polêmico da lista, mas não poupam alguns programas imexíveis da agenda de todo turista de primeira (ou quinta) viagem.

Dê um desconto para o esnobismo e aproveite o que quiser :mrgreen:

10 coisas para NÃO fazer em Nova York, segundo o Concierge.com:

1. Comer no Tavern on the Green, no meio do Central Park, sem vista nenhuma (prefira torrar sua grana no River Café, no Brooklyn)

2. Pegar um velotáxi, o riquixá de branco (em vez disso, vá de metrô, é muito mais nova-iorquino)

3. Comer hot-dog de carrinho (guarde seu paladar para um cachorro-quente de delicatessen, como o da Katz’s)

4. Subir no Empire State; a vista é linda, mas quando chegar lá em cima você já vai ter passado por tantas filas que não vai estar no clima (em vez disso, vá tomar um drink no Rainbow Room ou, se não quiser beber, suba alguns andares até o Top of the Rock)

5. Comer uma cupcake na Magnolia da Bleecker Sreet, que ficou insuportavelmente cheia depois de “Sex and the City” (ande mais um pouquinho e experimente o cannoli da Rocco’s Pastry Shop, na mesma rua)

6. Andar de charrete ao pôr-do-sol no Central Park (é mais gostoso acordar cedo e atravessar o Central Park de manhã antes de todos chegarem)

7. Comer num restaurante em Times Square; são todos insossos (caminhe até a Nona Avenida, em Hell’s Kitchen; na rua 49 e na Nona há restaurantes bons, autênticos e em conta)

8. Assistir a um número de comédia stand-up no Times Square Comedy Show (se você gosta de stand-up, vá direto ao Upright Citizens Brigade, em Chelsea)

9. Fazer compras na Macy’s; a Herald Square é um circo! (dirija-se à Lord & Taylor, na 5a. Avenida com rua 38)

10. Não faça sua noitada  no Meatpacking District; vá de dia, pelas lojas (à noite saia no Lower East Side, que está bombando)

Antes de dar novamente o link, preciso dizer que discordo bastante da número 10 — acho que o Meatpacking ainda é mais atraente a olhos forasteiros do que o LES.

Para ver fotos de muitas dessas coisas, links de tudo e de outras sugestões que eu não pirateei junto, clique aqui.

60 comentários

Excelente o blog a as dicas são quentíssimas. Posso abusar e perguntar o que vocês recomendam para 4 dias de NY? Eu e o filhão de 17 anos? Já conhecemos a cidade – mas queria que fosse uma semana especial e divertida. Abs.,

Há uns tempos trocámos umas informações sobre musicais (mas já não me lembro em que post). O Mário não é um grande fã e por isso estou ainda a estudar o caso. Vi por aí na Net que uma inscrição no Playbill Club Manager podia ser interessante, porque eles vão mandando para o e-mail promoções.
Os conselhos que me deram por aqui foram “South Pacific” e “Billy Elliot”. Claro que esses ainda não me chegaram com um descontozinho (o último é a tirar para o caro). Do que me apareceu achei graça ao Avenue Q. Se alguém tiver visto ou ouvido falar dê-me uma opinião, está bem?
E já agora há mais do que um Katz? Pelo que vi na Net acho que não.

Gabriel, os “rides” que conheço são aqueles da Disney e da Universal. Este do Empire State, que conhecemos em 2004, era o filme de um helicóptero sobrevoando Nova York, fraquinho sem nenhum efeito ou emoção. Ele não chega nem perto daqueles que tenho como referência. Por isso, que não indico.

Pessoal, em relação ao Empire State, para mim, a maior roubada é o NY Skyride, fuja dele! Quanto ao Katz’s, para quem gosta, o sanduíche de pastrami é o ícone da casa, muito bom! Por fim, quer ir a um “feira magazine”, conheça o “Century 21”.

    Por que o Skyride é roubada? Conta aí para podermos decidir…

Muito obrigada a todos pelas dicas de hotéis em Veneza e Florença. Estou vendo um a um e adorando. Assim que reservar eu informo à vcs qual foi minha escolha.
Obrigada Ricardo, sou sua fã de carteirinha.
Marcia

Ahhhh, eu tive que ir ao Empire!! rs O restante da lista nem sei, mas a Macy´s estava insuportável antes do Memorial Day.

Olá Riq…
Em relação às 10 coisas que não fazer em NY, concordo com vc. Da última vez que estive lá achei o LES meio caído, sei lá, uma coisa meio “bicho grilo”….ao contrario o Meatpacking District é um local facil de se locomover, com opções variadas e gente linda pela rua. Uma pena o Florent não existir mais !!!

Riq e Paula, muuuito obrigada pelas dicas. Iniciantes como eu não sabem muito o que fazer mesmo. Vou de Marcie pass…rsrsrs… ;-). Não quero ir ás atrações em si, mas apenas nos museus sem fila, então esse passe indicado já ajuda e muito!

Yara, eu deixei a sua pergunta lá no blog da Macie porque vi os dois sites, pesquisei e tb não soube responder a sua pergunta. Confiei mais, intuitivamente no NY Citi Pass, o que Marcie indicou.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.