:-(

acidente2.jpg

Antigamente Congonhas só seria usado num vôo de/para Porto Alegre quando houvesse escala em Navegantes ou Caxias do Sul. Quem quisesse usufruir do conforto de embarcar e desembarcar em Congonhas era obrigado a suportar o desconforto de uma escala inconveniente. E ainda pagava mais caro do que quem voava non-stop para Cumbica.

Essa regrinha da escala (da qual só escapavam os vôos ao Rio, Belo Horizonte e Curitiba) mantinha o tráfego do aeroporto num volume aceitável.

Um acidente como o de hoje não poderia ter acontecido naquela época? Poderia.

Mas pelo menos a gente não ficaria pensando na insanidade que foi deixar Congonhas virar o aeroporto mais movimentado do Brasil, e na enormidade de dinheiro que a Infraero põe em prédios monumentais, aeroshoppings, fingers, edifícios-garagem, viadutos e túneis, e na tão pouca atenção que parece dar às…. pistas.

75 comentários

Voltei para casa com muito, muito medo de não poder ver minha filhinha que fará 6 meses depois de amanhã novamente. Tinha 3 opções p/ férias, Cartagena indo por Manaus, Peru com conexões malucas em Congonhas, Assunção e Cochabamba e por último, Europa saindo e chegando na minha cidade (Fortaleza) via TACV. Escolhi a última por medo, mesmo, e vejo agora que meu pânico não foi desarrazoado. Que Deus acalente e proteja os que ficaram…

Tenho amigos e conhecidos que sao pilotos na GOL e na TAM, e que me confirmaram muito antes de qualquer acidente esta sobre jonada, que coloca em risco a vida de todos.

Venho do Blog do Nassif – bela aula sobre a recente historia de Congonhas, agora fica um pouco mais facil avaliar omissoes e responsabilidades governamentais.
Uma informacao complementar para compreender o nivel de competiçao entre as empresas: pilotos, tripulantes e funcionarios tem trabalhado acima da carga horaria, sem receber horas-extras.
Ate ai, normal para qualquer publicitario… mas problemas podem aparecer quando um piloto que pelas normas internacionais so deve fazer 5 pousos e decolagens por dia e acaba sendo forçado a fazer 6, 7… e ai de quem reclamar.

A todos, independente de credo, religião ou profissão de fé :

Que o Amor do Pai acolha as almas,
Que o Espirito Consolador de forças e consolo aos familiares e amigos,
Que a Paz de Cristo esteja com todos nós. Amem.