De onde virá tanta gente

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

A propósito do boom de novos resorts no Brasil, o caderno Viagem & Aventura do Estadão de hoje traz uma declaração bem esclarecedora de Orlando Gigilo, diretor do Iberostar:

"A ilha de Maiorca recebe 9 milhões de turistas por ano, e lá o calor só dura quatro meses. O Brasil, que tem praias lindas e sol o ano todo, só recebe 5,8 milhões."

Calor o ano inteiro, sem o inverno do sul da Europa, os furacões do Caribe ou as monções da Ásia. É isso que atrai esses megavendedores de férias ao Nordeste.

iberostargringos2.jpg

13 comentários

Daniela Siqueira

E enquanto isso os espertos do nosso planejamento estratégico ainda inventam de exigir visto dos turistas ricos. Pelo menos, vamos ter uma propaganda do Brasil feita por gente séria - quem sabe os gringos conseguem promover melhor o nosso país (porque se depender da gente...).

Nil Breault
Nil BreaultPermalinkResponder

Ola Ricardo.
Eu estava lendo sobre uma reportagem sobre o aumento do turismo internacional no mundo em 2006. O menor crescimento registrado e' justamente nas Americas, entenda-se nos EUA, a reportagem sequer menciona a America do Sul. Voce tem alguma teoria porque o Brasil nao desperta o interesse dos turistas internacionais? Se voce quiser dar uma olhada no artigo, aqui vai o link: http://www.msnbc.msn.com/id/16870112/

Marco Antonio
Marco AntonioPermalinkResponder

Acho que se nos colocarmos no lugar dos gringos, poderemos descobrir a resposta à questão do Nil. Tendo vários locais para ir, você escolheria para visitar um em que (ou onde):
1- o portão de entrada, o cartão-postal, pudesse ser sintetizado, poeticamente, como "purgatório da beleza e do caos", com problemas seriíssimos de segurança pública, transporte público, sinalização viária, limpeza urbana, poluição nas praias, etc...
2- Interessante perceber que eu pretendia escrever diversos itens, mas observando o item 1, vi que o Rio de Janeiro resume boa parte dos problemas nacionais. Acresça-se à esses:
*estradas esburacadas, pessimamente sinalizadas, com problemas de segurança,
* vôos caros e, ultimamente, caóticos,
* aluguel de carro caro,
(ou seja, você iria para um local para ficar quase que sitiado?)
* oficinas de apoio ao turista estrangeiro praticamente inexistentes,
* cidades sujas e visualmente poluídas, várias com esgoto a céu aberto ("romanticamente" chamados de rios, córregos ou canais);
* língua de difícil compreensão e com poucas pessoas aptas a comunicarem-se com o visitante em inglês ou francês;
* parcela do empresariado com visão de curtíssimo prazo, obtusa, querendo pagar os custos do negócio da noite para o dia (é o caso da coca-cola do Pérgula a R$6,00 a lata, ou pacote de reveillon em Búzios por R$8.500,00), tornando alguns serviços extorsivos,
* atualmente, câmbio desvalorizado;
* exigência de passaporte para americanos, canadenses, mexicanos, etc...

E que, além disto tudo, faz propaganda insuficiente para amenizar os problemas mencionados e promover suas beleza e atrações.

Assim, talvez o Brasil não desperte o interesse dos turistas internacioanis pelos mesmos motivos que Moçambique não desperta o meu...

Marco Antonio
Marco AntonioPermalinkResponder

Leia-se: no lugar de exigência de passaporte, exigência de visto para turistas; em vez de câmbio desvalorizado, câmbio valorizado.

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Marco Antonio, yo conozco muchas personas que viajan cada año -Julio, Agosto o Septiembre- a Centro América y América del Sur. Huyen de las playas superpobladas, en verano, del Sur de Europa.
Esto plantea un gran dilema y es qué tipo de turista desea tener cada país. Un turista responsable o un turista que más valdría NO tener.

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Espanha tiene una población de 46 millones de habitantes y recibe al año 58 millones de turistas. Esto crea riqueza, pero también problemas especulativos, medioambientales etc...
La costa española ha quedado muy dañada. Se han edificado miles de megahoteles y miles de apartamentos costeros.
Los españoles nunca nos preguntamos hasta cuándo un país puede ser apetecible para un turista, y no preguntárselo es un grave error.

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Eu concordo um pouco com o Marco, turismo no Brasil é caro, mesmo pra turistas que ganham em dolar ou euros. Passagens de avião são carissimas dentro do Brasil, os resorts então ! Até em pousadas, dependendo do lugar, vc acaba pagando o mesmo valor de um hotel 3/4 estrelas no US ou Europa... As estradas tb não ajudam, e aluguel de carro tb tem valor alto. Tudo isso faz com que os turistas estrangeiros optem por uma outra localidade com melhor custo-beneficio...

Riq, ainda existe alguma companhia que vende aqueles passes aéreos p/ 4 ou 5 lugares dentro do Brasil ?

Ricardo Freire

Nil e Marco Antonio: a análise de vocês está supercorreta, mas a motivação desse post não era cri-cri, não -- este é um post otimista wink

Vi na declaração do diretor do Iberostar o porquê desses caras estarem vindo com tudo para cá.

Um megaoperador-hoteleiro-charteiro como o Iberostar vê no Nordeste um lugar que ele pode aproveitar/vender o ano inteiro, com praias infinitamente menos povoadas do que as da Costa do Sol, Canárias ou dos trechos mais populares das Baleares -- como lembrou a Carmen.

Existe um ditado usado por países que querem entrar no mercado de turismo que diz "construa, e eles virão". Eles, no caso, são os turistas -- e isso nem sempre acontece. Mas quando entram esses megaoperadores na parada, a coisa muda de figura. Eu diria: "construa, e eles trarão".

É só ver a lotação do Serhs ou do Iberostar para ver como eles conseguem.

Infelizmente, no entanto, não é esse o turista que vai salvar os nossos pousadeiros na longa baixa temporada brasileira.

Ricardo Freire

Dani G., a TAM vende um Brazil Air Pass, sim.

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Isto sem falarmos em duas questões importantes: falta de segurnaça em geral (nós ja´sofremos bastante, imagine o turista, acostumando a um padrão europeu...), e total falta de informações - exceto na Bahia, onde há atendentes que falam várias línguas em muitos pontos turisticos como rodóviária, pelourinho,etc... -. Basta dizer que no aeroporto Santos Dumont não há um balcão de informações turistico. Web sites, oficiais do governo, tampouco... Alías que tal o nosso Minstério do Turismo fazer uma certificação opcional, para que as pousadas possam colocar na Internet, mostrnado que são limpas, confiáveis, incliusive na hora de fazer reserva... Já que voar esta complicado, andar de onibus, então nem se fala, voce já foi para Parati de onibus? São 5 paradas, o tempo é odobro do que se gasta de carro, num onibus velho, que nem ar condicionado tem...Imagine tentar comprar a passagem no Tiete sem falar portugues.... Falatam também sites oficiais sobre o Brasil, infromações nas embaixadas. Que tal abirr escritórios de turismo, lá fora, mas que sejam sérios e não cabides de emprego? Aruba gasta mais na promoção do turismo do que o Brasil inteiro.... Do jeito que estamos o que se vai conseguir vender são realmente os pacotes do tipo Iberostar, e não todo um outro publico, mais diversificado, dos sofisticados aos mochileiros.... Ficam aqui algumas opiniões... Em tempo: alguem aqui viu o Globo Repórter de sexta... O mesmo IBAMA tão vigilante quanto as placas no Cristo Redentor do Rio, aprovou um porjeto que está devastando uma floresta rara, perto do parque das Sete Cidades, no Piui, um lugar único, para simplesemte queimar as árvores e transformar em carvão, pode??

Ana Luisa
Ana LuisaPermalinkResponder

Ricardo,
Por favor, o que vc acha do club med itaparica??????Muito muvucado?Vou para lá com meus 2 filhos em julho....obrigada

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Ola,gostaria de receber dicas sobre Majorca.Em que lugar da Ilha e melhor se hospedar?
Bjsss

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Já perguntaram sobre Maiorca por aqui. Dê uma olhada nessas dicas: https://www.viajenaviagem.com/europa/europa-a-z/comment-page-4/#comment-114269

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar