Enquete da semana: roaming

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

A Renata sugeriu, e eu adorei o tema. Até porque eu não entendo absolutamente nada dele.

A pergunta da semana é:

Você costuma usar o celular em viagens ao exterior?

Já se arrependeu de ter levado?

Descobriu um plano que realmente vale a pena?

Ou conhece o caminho das pedras para fazer o melhor uso?

Conte pra gente!

73 comentários

Danielle
DaniellePermalinkResponder

Gente, sempre usei TIM na Europa (desde 2004) e não tem coisa melhor ! Vc sai do avião e pimba... em seguida recebe uma mensagem de boas vindas da operadora local. Sou partidária do SMS também ! Super prático, chega just in time, e é suuuuper mais barato. Receber tb é bem mais em conta que fazer ligações, então a idéia de mandar um sms para quem se quer falar e a pessoa retornar, é ótima ! Pelos relatos, tomara que a TIM continue a TIM de sempre, porque na maioria, seus clientes estão satisfeitos como eu !

Daniela Siqueira

Eu ainda uso as tarifas Brasil Direto da Embratel, para ligar a cobrar para o Brasil (o meu marido brinca que se são os nossos pais que querem falar com a gente, então eles que paguem a conta wink É bom porque a gente entra de férias mesmo, e fica aquele clima antigo, em que a gente marca horário para ligar, e uma ligação é importante, uma festa.
Mas nesses tempos de globalização, é melhor a gente se atualizar...

Ricardo Freire

Numa primeira passada pelos depoimentos, dá para notar a existência de alguns grupos definidos.

Existem os desligados, que aproveitam as férias para se libertar do celular.

Alguns são desligados por convicção; outros, por fazerem parte de um grupo importante, o dos escaldados -- gente que usou e não gostou quando recebeu a conta.

Um outro grupo que aparece com força é o dos controlados: usuários que aprenderam a usar o celular só nos momentos imprescindíveis -- e que dominam macetes como o de mandar uma mensagem por SMS para que o interlocutor faça a ligação (porque é mais barato receber do que fazer ligações internacionais).

Um subgrupo dos controlados é o dos organizados -- esses conseguem ler os sites e descobrir as boas oportunidades; alguns chegam a usar normalmente o celular em viagem, sem sustos posteriores.

E finalmente, um grupo que parece crescer é o dos supermóveis: um pessoal que descobriu que dá para desbloquear o celular GSM e comprar um chip local pré-pago no país onde chegar.

(Ah, sim: dos fiéis ao cartão telefônico e telefone fixo, precisamos destacar o grupo dos brazucas de carteirinha, que levam cartões telefônicos pré-pagos da Embratel ou ligam a cobrar pelos números do Brasil Direto.)

Carla
CarlaPermalinkResponder

Para mim essas enquetes têm sido muito educativas, estão me abrindo novas possibilidades... Me incluo por convicção no grupo dos desligados, mas, lendo os comentários, concordo que há momentos em que ter um celular à mão (funcionando!) pode ser mais do que uma questão de praticidade e se transformar na solução para uma emergência. Estou considerando a possibilidade de experimentar fazer como os controlados na minha próxima viagem...

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Eu também me encaixo nos desligados convictos...já utilizo o celular em SP quase obrigada, imagine usá-lo no meu sagrado momento de lazer smile.
Concordo com o Jorge que às vezes ele é uma mão na roda, mas acho que vai demorar um pouco até eu me acostumar com a idéia.

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Pros de orçamento muiiiiito curto. Manda um SMS via cyber café para clientes da Oi e Claro (não paga nada nos sites dessas cias) e recebe a resposta em qualquer lugar do mundo (fora Japão, onde o GSM não funciona) no seu celular. Não dizem que celular é para recado?

WAll
WAllPermalinkResponder

Pra quem leva seu aparelho em viagens, minha dica é usar minutos voip em suas chamadas, visite o site da phoneclub e veja as tarifas, são as menores del mundo! E é a única voip móvel

Monica
MonicaPermalinkResponder

Mudei de idéia!
A Claro, essa fofura, me enviou um e-mail dizendo que os e-mails enviados seriam cobrados R$0,09 por kb.
Para mensagens de texto, fica baratinho, pois são de no máximo 11 kb.
Fiquei toda feliz, usei bastante, funcionou perfeitamente.
Até que chegou a minha conta, cobrando 5 MB - isso mesmo.
Liguei lá e disseram que a cobrança mínima por mensagem era de 100kb.
Ou seja, isto não foi avisado, não estava no e-mail com as tarifas que ele enviaram e eu não sou maluca pra gastar mais de R$9,00 em um único "oi, tudo bem aqui, estou indo para a Recoleta".
Enfim, agora aguardo a minha reclamação, se não resolverem vou na Anatel (que funciona muito bem o setor de reclamações pela Internet), no Papa, no Bispo, no Bill, nos infernos, mas me recuso a pagar isso.
Enfim, cuidado porque sempre pode haver uma pegadinha!

Fabio Nitschke Gomes

Em setembro passado fui com minha esposa para Itália, Genebra e Amsterdam e, pela primeira vez, levamos nossos celulares Tim para "férias internacionais". Antes da viagem é muito importante levantar o máximo de informações com a operadora. Por exemplo, em cada país dispúnhamos de algumas alternativas de operadoras, com diferentes tarifas - e numa estratégia "tiro no pé", a Tim era das mais caras, vai entender a lógica!

Duas grandes utilidades:
1) Usar o celular como modem para acessar a web do Palm. Prós: ao invés de pagar pelo tempo que você fica digitando seus emails no cyber, escreve "offline" e paga somente pelo volume de dados da conexão; não precisa procurar um cyber aberto (como quase tudo, fecham cedo em muitas cidades européias) e pode usar durante seu deslocamento de trem, otimizando seu tempo. Contra: a tarifa pode ser alta, pois há cobrança de taxa mínima de conexão (e quando a conexão "cai" você paga pelo que não usou) - mas nada que assuste, acho que vale pela utilidade!
2) SMS: permitiu que a gente se comunicasse quando estávamos separados (em Genebra ela participou de um congresso enquanto eu pedalava pela cidade), combinando pontos e horário de reencontro. Indispensável para quem vai se "desencontrar" de seu companheiro em algum momento da viagem!!!

Mas pra telefonemas mesmo a gente não usou - não atendemos ligações que vinham de amigos desavisados (depois eu retornava por email) e para ligações locais que precisamos fazer compramos um cartão telefônico comum.

Fabio Nitschke Gomes

Em tempo: para utilização de SMS havia uma taxa que a gente já conhecia antes da viagem (naquela tal pesquisa das opções), e pra receber não tinha custo algum.

wink

ANA
ANAPermalinkResponder

ESTAREI FAZENDO UMA VIAGEM PARA HOLANDO E COMO MEU CELULAR É GSM VOU DESBLOQUEA-LO E COMPRAR UM CHIP PRÉ PAGO DE UMA OPERADORA LOCAL PARA FAZER MINHAS LEGAÇÕES INTERNACIONAIS, VCS ACHAM QUE É VÁLIDO?

ANA
ANAPermalinkResponder

DESCULPEM HOLANDA BASICAMENTE, AMSTERDAN E ROTTERDAM, PODEM ME DAR SUGESTÕES DESBLOQUEIO OU NÃO O CELULAR?

andrea
andreaPermalinkResponder

em 2001, fui passar 40 dias em Paris, sozinha. Nos primeiros dias, me sentindo sozinha, usei o celular o tempo TODO prá falar com o Brasil. Depois maneirei um pouco, mas mesmo assim usei bastante. Deixei prá pensar na conta na volta, passei meses preocupada com isso e a conta... NUNCA VEIO!!!!!!!
hahaha
andréa
PS Por favor não avisem a VIVO!

carol
carolPermalinkResponder

estou aqui no chile mas ñ consigo ligar para o brasil, e nem mandar torpedo. alguem pode me explicar como eu faço.
tenho q digitar 00552111 ou 0552111.
ja tentei de tudo e nao consigo.
se alguem puder me ajudar.
obrigado

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Para o Brasil: 00 + 55 + código da cidade sem o primeiro zero + número do telefone

Ricardo Freire

É, Carol, você está colocando o código da operadora Embratel (21) -- do exterior não precisa, não...

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Estando em Trinidad e Tobago não atenda telefone. Lá custa uma fortuna atender - caí nesta.

O bom de viajar é estar livre. Na última viagem que fiz, cheguei a consultar a Tim mas 9 reais o minuto para receber em Praga uma ligação achei o fim!!!

Quanto a torpedo, há 2 meses troco torpedos regularmente com a Alemanha e não recebi ainda a conta. Alguém sabe quanto é?

LindolfoBr
LindolfoBrPermalinkResponder

Oi pessoal.
Achei muito interessante o debate. Para mim foi superproveitoso. Estou indo com um grupo de amigos para a Europa em agosto, faremos Amsterdam, Praga, Viena, Budapeste, Berlim e Lisboa. A nossa estratégia é:
1 – Adquirir créditos do Skypout, no Brasil;
2 – Levar o celular GSM desbloqueado;
3 – Comprar um chip pré-pago local.
Para nos comunicarmos com o Brasil, fazemos uma ligação e os familiares no Brasil não atendem a ligação e vão através do Skype e fazem a chamada para o número pré-pago.
Dessa forma falamos o tempo que quisermos e só pagamos o custo de uma ligação local.
Que tal ?

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Ótimo Lindolfo , mas tem que ficar de olho no relogio devido ao
fuso , na pratica não é simples não apesar de fácil smile

LindolfoBr
LindolfoBrPermalinkResponder

Retornando. Já adquiri os créditos skype, não tive nenhum problema e os mesmos foram disponibilizados após 15 minutos da compra, por cartão de crédito. Já testei e o sistema funciona mesmo. Não tenham dúvidas. Seguindo os passos anteriormente fornecidos, a redução é incrível.

Flávia
FláviaPermalinkResponder

Oi. Tô indo morar na Espanha e tenho um celular GSM desbloqueado. Não sei se é tri-band, nem sei como se checa isso. Qnd eu chegar lá é só colocar o chip de outra operadora espanhola?

Lindolfo, o crédito que vc adquiriu no skype foi pra ser usado no seu celular mesmo ou para ser usado no computador da sua família. Não entendi direito o esquema. Valeu gente!

LindolfoBr
LindolfoBrPermalinkResponder

Oi Flávio.
Quanto ao tipo do GSM não sei te informar mas, uma busca pelo google resolverá o seu problema.
Os créditos Skypeout vc compra e são dispoponibilizados no seu computador. Cada ligação que sua família fizer (computador para celular na Europa) a tarifa é local e o valor da ligação é debitada em seu saldo da conta Skype.
Um abraço.

mtv music news ringtones

realtones com

Sometimes music ringtones verizon metal realtones

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar