Olha só, Congonhas

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Se eu já tinha todos os motivos do mundo para detestar Congonhas (o aeroporto errado no lugar certo; tinha que ser mantido apenas para ponte aérea e vôos regionais, transferindo o tráfego, e os investimentos de ampliação, para Cumbica), agora apareceu mais um: o fechamento freqüente do aeroporto por conta de água na pista.

Mas para que você não fique pensando que o aeroporto central de São Paulo é o mais perigoso do mundo, aí vão duas fotinhas de um pouso no aeroporto de St.-Barthélemy -- que tem uma pista tão curta que só teco-tecos dos anos 40 (com pilotos experientes) podem pousar.

stbarthaterrissagem450.jpg

stbarthaterriss451.jpg

12 comentários

Lena
LenaPermalinkResponder

Aiiii! Qual é a estatística de acidentes? smile

Ricardo Freire

Por incrível que pareça, poucos. O último foi em 2001, e não foi nem na pista -- o avião desviou para o lado e bateu numa casa em Public (um microvilarejo à esquerda do aeroporto, no sentido de quem aterrissa):
http://www.st-barths.com/ac_crash2_eng.html

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Bom, se o aviao for para a água, pelo menos a praia é linda, né? wink Em Sampa, o coitado do passageiro vai cair na 23 de maio... wink

Carla
CarlaPermalinkResponder

Hahaha... Alê, essa foi ótima!!! Nada como uma prainha no Caribe, mesmo que ainda a bordo do avião...

Marília
MaríliaPermalinkResponder

Se o avião não parar, o máximo que pode acontecer é a tripulação dar um mergulho refrescante antes de voltar ao trabalho wink

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Riq, tanto o Congonhas, em São Paulo, quanto o Santos Dumont, no Rio de Janeiro, são dois absurdos. Enquanto nosso Galeão está relativamente ocioso e sujo, mal instalado, bagunçado e sem manutenção, gasta-se uam fortuna na construção de um novo terminal para o Santos Dumont.

Daniela Siqueira

Começo a achar que o ideal aí é hidroavião...

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Esta de Congonhas é inacreditável, agora a cada chuvinha que cai por lá resolvem fechar, se fosse só com chuva forte já seria errado mas com garoa fina como hoje é o fim, tudo é absurdo nos nossos aeroportos, ampliar Congonhas e Santos Dumont é um CRIME pela localização dos dois, enquanto na China constroem um aeroporto novo e colocam um trem super veloz para compensar a distância do centro (Xangai), aqui abandonam os grandes aeroportos às moscas, o serviço prestado dentro dos mesmos é no mínimo revoltante, pagamos taxas absurdamente altas e o atendimento varia entre ruim e péssimo, na alfândega do Galeão frequentemente tem só um funcionário e uma fila enorme, é triste ver o terminal 2 (mais moderno) quase sem vôos e o 1 com recebendo os turistas com aquela cara de anos 60. Outro grande problema do Galeão é a famosa Linha Vermelha, o Rio de Janeiro é a cidade que dá a pior "primeira impressão" ao turista no mundo (se souberem de alguma pior me avisem), porque não murar a via inteira, ninguem sentiria falta da vista do Complexo da Maré ou do cheiro fétido do canal de esgoto com lama do Fundão.

Jorge Bernardes

Parece até que nunca choveu no verão em Congonhas. Só toda tarde. Estou convencido de que Deus é realmente brasileiro, pois até 29/09/06 nada prejudicava o nosso tráfego aéreo. Agora a gente descobre absurdos todos os dias.

Gus
GusPermalinkResponder

Só pq eu estou indo pra St.Barth, vc colocou este post! smile))

Rafael
RafaelPermalinkResponder

O Congonhas é realmente mais perigoso que esse ai ... Se passar da pista cai na praia, já aqui ele bate em um posto de Gasolina. E ocorre um acidente trágico como o de ontem.

Cmte:Valle
Cmte:VallePermalinkResponder

Seria mais interessante fazer o approach pela o 28, desce pela praia e nao pega o barranco na curta final, tende instalar um VASI ou um ILS para o pouso ai, visual fica dificil acertar o ponto do toque, tende conhecer MUITO BEM a STAR(carta de aproximacao padrao).

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar