Albergues: and the Hoscar goes to...

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

jazzmiami450.jpg

Não, o trocadilho não é meu. Veio no título do e-mail do Hostelworld, o Trip Advisor dos alternativos, anunciando o Hoscar, o Oscar dos albergues (hostels, em gringuês).

Não foi uma eleição rapidinha, tipo aqui-estão-os-finalistas-agora-vote. Nananina. Os vencedores foram apurados segundo as avaliações contínuas, ao longo do ano, dos hóspedes que fizeram reservas pelo Hostelworld e depois registraram suas opiniões.

Se eu fosse usar um trocadilho de lavra própria, eu diria que esta lista é só de... hostais que são os tais.

(*ai* -- desculpaê)

Vamolá.

O grande campeão de 2007 é o JetPak Hostel de Berlim.

Completando a lista dos 10 mais vêm o Hostel of the Sun de Nápoles, o La Chimba de Santiago, o Mama's Place de Cracóvia, o Wombat's City de Viena, o Friendly Fun Frank's de Riga, na Letônia, o EastSeven de Berlim (melhor localizado que o JetPak, entre a Mitte e Prenzlauer Berg), o Argonauts de Riga (olha a Letônia de novo aí, gente), o Oasis de Granada, na Espanha e o Oki Doki de Varsóvia.

Como as avaliações são feitas por quesitos, o Hostelworld consegue tabular vencedores também por categorias.

O JetPak de Berlim ganhou também como o mais limpo e o melhor staff. O albergue mais seguro, segundo os usuários do Hostelworld, é o Miraflores House de Lima. O vencedor do quesito melhor localização é o Flamingo de Cracóvia. E o mais animado, o Mostel de Sófia.

Deu pra notar a tendência? A nova meca da mochilagem é a Europa central e do leste.

Foto: Jazz Hostel de South Beach, em Miami. (Não, não ficou entre os vencedores. Nem sequer me hospedei. Mas pelo menos a foto é minha...)

27 comentários

Avassaladora
AvassaladoraPermalinkResponder

Ric, eu era a pessoa mais anti-albergue dessa terra... até ir pra NY e ficar no YMCA East Side... não era lá essa belezura, mas tudo ficável...
Beijos,

Ricardo Freire

Ava, eu não consigo me imaginar dormindo no beliche. Mas já vejo vantagem em ficar nos quartos privados, que custam o mesmo (ou menos) que hoteizinhos bem fuleiros. Os quartos privados dos albergues também costumam ser fuleiros, mas a companhia é mais divertida e a infra para você curtir o destino sempre é boa.

fbravos
fbravosPermalinkResponder

Ricardo,
Fiz um post lá no meu blog (http://badulaque.wordpress.com) comentando sobre a boa recepção que me deram aqui. Depois da uma passada por lá. Aproveito para agradecer pela dicas que me deram referente a minha viagem de lua de mel. Depois da viagem eu te mando umas fotos.
abraço

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Ricardo, já usei o Hostelworld.com para reservar albergues e o serviço é excelente. O tempo foi passando e o meu espírito mochileiro/albergueiro pelo visto também foi... e eu não percebi uma mudança importantíssima no universo dos albergues, que só percebi agora lendo este post! Se bem que meu último albergue foi em tempos recentes, em 2004... Há um tempo atrás (anos 90) os melhores albergues incontestes eram os filiados ao Hostelling International www.iyhf.org . Em geral, eram super arrumados, com móveis bem novos e um tinham todos um mesmo estilo que me lembrava um colégio. Vendo agora os hostels vencedores, vejo que a HI perdeu força e os albergues tomaram um banho de loja e se modernizaram... Algo meio influenciado - acho - pela boutiquização dos hotéis. E hoje vale mais a pena se hospedar num albergue independente do que nos do HI, assim como ficar no Mercer é muito mais cool do que no Hilton ou no Waldorf. Viajei???

Renata
RenataPermalinkResponder

Por enquanto eu encaro um albergue numa boa e quando viajo sozinha até prefiro pela possibilidade de encontrar viajantes na mesma situação. Ontem preenchi uma das minhas lacunas (que era sua tbm, Riq.. só não sei se ainda é..) fui no Museu da Língua Portuguesa, achei realmente interessante e uma das coisas que mais gostei foi do ascensorista-guia, que não só te leva de um andar para o outro, como dá dicas para o seu passeio. Aproveitei e preenchi outra lacuna...essa é ridícula...nunca tinha ido na Estação da Luz..linda!! Como ainda é começo de ano letivo é uma boa hora para conhecer o museu, estava vazio, sem excursões. Ahh, finalmente consegui te ver "animado" essa semana, mas só peguei um pedacinho do programa na Cultura.

Ricardo Freire

Viajou não, Fernando. É por aí mesmo. Privatizaram os albergues! E com a internetização das reservas, via sites como o Hostelworld, isso virou um grande negócio.

Ricardo Freire

Ih, o quadro dessa semana não foi dos melhores não, Renata...

Renata
RenataPermalinkResponder

Acho que vc não viajou não, Fernando. Eu que ainda fico em albergue, sempre acho opções mais interessantes fora dos afiliados HI. E alguns membros do HI são bem fraquinhos tbm.

Renata
RenataPermalinkResponder

Eu de novo...tô muito falante hj....eu vi só o finzinho, vou tentar ver próximo inteiro.

Schnaider
SchnaiderPermalinkResponder

Ric, mto legal essa lista, valeu pela dica! Apesar de ser assidua no seu blog, reconheco todas as vezes que vejo um lugar novo, corro no google pra ver se há, alem dos hoteis maravilhosos e pousadinhas charmosas que vc apresenta, opções mais em conta naqueles lugares... Confesso que ainda nao tenho cacife pra me hospedar em hoteis assim como os que vc apresenta, entao prefiro me aventurar nos hostels a ficar em casa num feriado ou mesmo nas ferias. Nas minhas férias do ano passado tive a experiencia de ficar em Hostels pela primeira vez, (ate entao soh ficava em campings ou pousadinhas sem grandes atrativos, em hotel legal soh ficava qndo viajava em familia, hehe...), viajei sozinha e queria conhecer pessoas e não gastar muito então achei a opção viável! Reservei um em Bs As pela net mas chegando lá odiei, dei uma andada pela cidade e conversei com os viajantes e acabei ficando num bem legal! Depois fui pro Nordeste e fiquei no Hostel de Olinda e no de Itacaré, ambos muito legais, bem frequentados e com aquele precinho camarada! Me surpreendi com o tanto de brasileiros que conheci em todos eles, achei que só os estrangeiros que eram adeptos desse tipo de acomodação. O Brasil começa a ter Hostels mto bons e espero que algum dia tenha um deles listados em rankings como esse!

fbravos
fbravosPermalinkResponder

Aeromoça foi boa...heheheheh

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Nossa, eu fiquei no YMCA de NY pra nunca mais me meter em albergues!
Deusolivre!!! banho coletivo ninguém merece! Foram só 2 noites, pelo menos...

Marcia Kawabe
Marcia KawabePermalinkResponder

off topic - fantástica a crônica do estadão de hoje heim? smile

Ricardo Freire

Obrigado, Marcia! Mas pelo menos metade dela já tinha sido publicada aqui smile

Analice
AnalicePermalinkResponder

Ric e pessoal,
Fiz uma GRANDE parte das minhas viagens sempre ficando em albergues e considero que foram experiências maravilhosas! Pelo ambiente nem tanto, mas principalmente pelas pessoas: a troca de dicas e idéias com viajantes do mundo todo é algo que nos enriquece!
Hoje em dia, apesar de ter deixado os banheiros coletivos no passado, os albergues ainda são minha primeira opção ao viajar. Sempre utilizo o Hostel World (antigamente, o BUG Europe também era ótimo pra dicas!) e raras foram as vezes em que me decepcionei.
Seguindo as dicas do Ric, estou indo hoje mais uma vez pra Buenos Aires (sempre, Bs. As) e a hospedagem!?!? Um albergue charmoso, banheiro no quarto, em plena Avenida de Mayo!
Recomendo a todos! Com a "boutiquização" dos albergues, alguns tem varandas charmosas, edredons fofinhos e até te buscam no aeroporto!
abraços e parabéns mais uma vez pelo Blog!

Hugo
HugoPermalinkResponder

Os albergues também não fazem a minha cabeça. Quando viajo não faço questão de ficar em lugares caros (apesar de que isso é muito bom!!), mas tento me hospedar pelo menos em lugare charmosos by Freire´s ou em redes conhecidas, como hotéis da accor.

Para mim, beliche + banheiros coletivos = vou ficar em casa nestas férias.

Aff, cada vez mais acho que estou ficando velho e chato.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Nunca me aventurei em albergues, as viagens ao exterior foram poucas e aqui no Brasil uso diárias Bancorbrás, geralmente. Me corrijam se eu estiver equivocada: o público de albergues = juventude, e/ou pessoas solteiras, não me enquadro em nemhuma das situações. Conheço pessoas já bem maduras, acima dos 60, que vivem sózinhas e adoram albergues, seja no Brasil ou exterior. Acho que é uma forma de compensação, não sei. Hugo, velho todos nós estamos ficando mesmo, mas chatos não, exigentes talvez. O que se aplica a todos os públicos, caso contrário não teriam havido tantas mudanças dos albergues de muitos anos atrás para os dos dias atuais.

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Também nunca fiquei em albergues no Brasil, mas na Europa conheci alguns. Existem uns muito bons e outros bem ruins. Se seguirmos a avaliação do hostelworld.com ou do Lonely Planet, dificilmente teremos surpresas negativas. Mas é bom que se diga: para se conseguir vaga em um bom albergue, é preciso reservar com muita antecedência. Outro ponto: viajando em turma - o ideal é umas quatro pessoas - geralmente é possível não dividir o quarto com desconhecidos. Há também alguns albergues com banheiro no quarto. A turma dos albergues é sempre divertida. E, agora, com os albergues se desestadizando, tomando banho de butique hippie-chic, há ainda mais motivos para nós desfrutá-los, mesmo tendo passado a idade de carregar mochilão nas costas.

Paula
PaulaPermalinkResponder

Analice, qual o nome do hostel que você vai ficar em Buenos Aires? Vou para lá em maio e gostaria de uma dica de um albergue bacana...
Obrigada. Paula.

Analice
AnalicePermalinkResponder

Paula,

É o Hostel Estoril (www.hostelestoril.com.ar). Uma amiga ficou no Hostel Suites Obelisco e também gostou muito! Você pode verificar preço e disponibilidade de ambos no site do hostelworld. Os dois têm quarto com banheiro privativo.
abraços

Denise
DenisePermalinkResponder

Eu fiz uma viagem pelo Leste Europeu em julho do ano passado e fiquei em bons albergues. Reservei com uma amiga quartos duplos com banheiro privativo. O preço era mais em conta que em hotéis. O que fiquei em Viena foi o Wombats, o que está na lista dos 10 do Hostelworld. O ambiente é muito legal, a troca com outros viajantes, dicas de lugares legais pra visitar... Tudo isso vale a pena pra quem quer fazer uma viagem econômica!

Schnaider
SchnaiderPermalinkResponder

Paula, de uma olhada tbem no Milhouse (www.milhousehostel.com), é mto bom tbem. Se vc gostar, tente fazer reserva já pois ele vive lotado. Abraço, Schnaider

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Oi Ricardo!

Achei ótimo o post, já tive ótimas experiencias em albergues e outras bem ruins. Mas isso já aconteceu em hotel também. Então nada melhor do que conferir alguns hostels dessa lista e aproveitar para colocar as dicas no blog. Depois conto pra vcs!! Volto pro Leste ainda esse ano!!

Abrs!!!

Marcio

MELISSA
MELISSAPermalinkResponder

OLÁ...VIAJO EM SETEMBRO PARA A EUROPA E GOSTARIA DE SABER DICAS DE ALBERGUES EM LONDRES E AMSTERDAM, CENTRAIS SE POSSÍVEL. COM QUARTO PRIVADO E BONS.
OBRIGADO

magno
magnoPermalinkResponder

gostaria de saber como cadastrar-me como albergueiro

suely
suelyPermalinkResponder

gostaria de cadastrar meu albergue o que fazer

Vide meu albergue no site www.andrelandia.net fazendabicas.htm

suely
suelyPermalinkResponder

gostaria de saber como cadastrar como albergueiro

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar