Arquiteturismo

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

     disneyhall.jpg

Não é um ótimo título?

Pois não é meu: é o nome de uma nova revista eletrônica dedicada ao... bem, ao arquiteturismo.

Um dos editores é meu amigo Michel Gorski, que também colabora para a ótima revista Host.

O destaque da primeira edição, pra mim, é a entrevista do Marcio Kogan -- que, ao lado do Isay Weinfeld, forma a dupla de arquitetos favorita de todo mundo que não gosta do Ruy Ohtake.

Dois trechos especialmente selecionados para a tripulação do Viaje na Viagem:

Arquiteturismo: Qual foi a última obra de arquitetura que visitou após se preparar com estudos prévios? A expectativa se cumpriu?

Kogan: Em junho, nos Estados Unidos, visitei algumas obras do Frank Gehry como o Disney Hall em Los Angeles e o MIT Stata Center.

A expectativa se cumpriu, achei uma droga.

Arquiteturismo: Ser turista em sua própria cidade tem alguma graça?

Kogan: São Paulo é uma das mais sensacionais cidades para se visitar. Uma das mais feias cidades do mundo, caótica, violenta, suja, porém fascinante. Do jeito que eu gosto. Uma das minhas obras favoritas é uma praça que fica na Rua Oscar Freire com a Av. Dr. Arnaldo. Nem em Bagdad achamos algo parecido. Imperdível!

Foto: Disney Hall, de Frank Gehry, copiada do site da Arquiteturismo.

13 comentários

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Pô, e isso é um elogio a SP??!!

Ricardo Freire

É sim, Arnaldo -- e verdadeiro smile

Carla
CarlaPermalinkResponder

Gente, pode até parecer maluquice, mas bem que eu fiquei curiosa pra ir ver essa tal praça... wink

Carla2
Carla2PermalinkResponder

Carla, nem perca seu tempo, aquilo nem praça é, parece mais um canteirinho.
Mas o Kogan bem que poderia ter sido mais gentil com a cidade, pois apesar de tudo o que ele disse, SP também é uma cidade surpreendente, com belezas por toda parte. Só não é uma beleza fácil, arrumadinha, asséptica; é preciso ter olhos que busquem essas belezas, e que queiram vê-las.

Jorge Bernardes

Pelos dois trechos selecionados, só posso dizer que esse arquiteto não sabe o que fazer para chamar atenção. Deve ser a "revolta dos arquitetos coadjuvantes".

Ricardo Freire

Não é coadjuvante não, Jorge. Pelo contrário...

O Kogan e o Isay são da teoria -- com a qual eu concordo em gênero, número e etc. -- que São Paulo arquitetônica e urbanisticamente não tem jeito, e que a beleza de São Paulo está justamente na sua feiúra e na absoluta falta de estilo.

Eles têm no currículo, além de prédios lindos (Hotel Fasano, por exemplo), um filme sobre São Paulo que é uma pequena obra-prima, chamado "Fogo e Paixão", e uma exposição genial de maquetes, a "Humor e Arquitetura".

Marcio - http://ajanelalaranja.blogspot.com/

Sensacional, passava pela pracinha citada todos os dias. Realmente o contraste é que faz São Paulo diferente.
Nossa o prédio do Fasano?? Ele com certeza está entre os Top 10 de São Paulo.

Abs!

Marcio

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

Eu adoraria fazer um roteiro arquiteturista. Eu sou um "arquiteto-fotógrafo frustrado". NADA me interessa mais em viagem do que fotografar arquitetura e ornamentação. Ah, desculpe, comer é mais gostoso que fotografar..., mas eu adoro registrar arquitetura, ornamentação e detalhes construtivos em fotografia. Tenho até uma "reportagem" no meu blog, com o título "O Ginkgo biloba e o Art Nouveau em Praga" em

http://interata.squarespace.com/jornal-de-viagem/2006/6/5/o-ginkgo-biloba-e-o-art-nouveau-em-praga.html

Boa reportagem, Riq, boa mesmo. Vou guardar o endereço da Vitrius.

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Eu ainda acho que SP é uma preciosidade arquitetônica. É só saber procurar. A Estação da Luz e a Pinacoteca são imperdíveis. A Avenida Paulista também. E nada se compara à beleza sombria do céu nublado à noite, iluminado por vários espigões, num clima absolutamente Blade Runner.

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Já a minha paixão são as casas antigas, mesmo as que estão abandonadas...cada dia eu descubro uma preciosidade nova (para mim). E claro que o coração dói com algumas delas, pena tanto descaso e falta de incentivo para restauração.
Já sobre o 'skyline' de São Paulo, nada como um pôr-do-sol na sacada da casa da minha mãe, em Santana...só o vazio do Campo de Marte, Anhembi e o rio e longe todos os prédio do Centro e Paulista. Com certeza uma das melhores vistas de SP. Muito bacana tentar adivinhar quais são, mas claro que o Banespinha e o Conjunto Nacional são uma barbada smile

catitausa
catitausaPermalinkResponder

eu adoro aquirtetura... estudei alguma sobre isso em Boston e acho que Sampa tem m estilos bem legais.

Minha paixao maior sao predios

Marco Antonio
Marco AntonioPermalinkResponder

Vou discordar de você, Ricardo.
Tudo bem que Sampa não seja nenhuma cidade maravilhosa e, até que esteja bem abaixo da média de beleza das grandes cidades e capitais mundiais, mas daí a ser conceituada como uma das mais feias do mundo vai uma longa distância.
E olha que minha opinião é bem isenta, já que só visitei SP como turista. Nunca morei lá, nunca fui a trabalho/ estudo, não tenho parentes na cidade, etc.
-------
Sugestão, que tal fazer uma votação sobre as cidades mais feias do mundo, dividida em 3 categorias: pequeno, médio e grande porte?

Xará
XaráPermalinkResponder

ehhehehe... muito arquiteto isso de fazer a barra de rolagem ser horizontal e não vertical...

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar