Enquete da semana: check-in

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

boardings450.jpg 

Esta semana eu queria saber de coisas fora do script que aconteceram com você na hora do check-in.

Você já foi vítima de overbooking?

Ganhou algum upgrade sem pedir?

Perdeu o vôo com o cartão de embarque na mão?

Conseguiu reabrir um vôo que já estava fechado e embarcando?

Conta pra gente. (Eu vou contar os meus causos no meio dos de vocês.)

83 comentários

Carmen
CarmenPermalinkResponder

En el 2003 regresando a Barcelona desde Natal, nos cambiaron de Business a Primera. Los asientos eran mucho más grandes que en Business. ¡Los asientos en Business ya eran más amplios que los asientos en Turista!. El espacio entre los asientos era enorme!!!. Viajar en Primera supone otra dimensión, sobre todo en un viaje transoceánico. Llegas al país, fresca como una rosa.
También en Brasil en el 2004, en Salvador de Bahía en en hotel Sol Victoria Marina nos colocaron en la Suite Presidencial, al mismo precio ya que habíamos pagado en España y ¡ no les quedaban habitaciones libres!.
¡Qué diferencia! y ¡Qué vistas desde la Suite!.
Por ahora nunca he tenido problemas con los aviones. Además, viajo con una pequeña bolsa de mano que no necesito facturar.

Jorge Bernardes

Eu já ganhei alguns upgrades sem pedir. Duas vezes, indo para NY, fui "upgradeado" para a primeira classe. Uma vez, porque a econômica lotou e eles passaram alguns passageiros para a Executiva e por sua vez, alguns da Executiva para a Primeira Classe... e lá fui eu.
Numa outra vez, foi mais inusitado, fui upgradeado porque a American não havia calculado direito o número de refeições na Executiva e faltaria para mim, então me transferiram para a Primeira Classe onde aparentemente nunca faltam refeições. Eu só lembro de agradecer e dizer: "Que bom, obrigado, eu como muito mesmo".
A última vez que fui "upgradeado" foi num vôo de madrugada de Recife para Guarulhos. Era um vôo que vinha de Paris e estava lotado de turistas franceses. Quando cheguei ao aeroporto Guararapes, fui informado de que o vôo estava cheio e que eu teria que ir na Executiva. Que esforço. Num vôo que eu esperava só o pior, pois chegaria em SP direto para trabalhar, voei dormindo numa cama horizontal. Foi ótimo.

Neide
NeidePermalinkResponder

Oi Ricardo.
Eu ganhei um upgrade sem solicitar na volta de Guam, pena que foi uma viagem bem curtinha. Na ida teve ateh bingo!!! Acredita???Foi bingo de verdade, com os numeros aparecendo no monitor e tambem aconteceu uma incrivel coincidencia. Encontrei no aviao e depois no hotel duas pessoas que havia conhecido nas mesmas circunstancias nas ferias do ano anterior em Cingapura.

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

Você já foi vítima de overbooking?

Nunca. Sou "mineiro", confirmo três dias ANTES o vôo seguinte, chego ao aeroporto com TRÊS horas de antecedência. Todavia, sofri com atrasos decorrentes de overbooking. Já me ofereceram pra não embarcar se desistisse do vôo, em troca de dinheiro e hospedagem.

Ganhou algum upgrade sem pedir?

Sim, infelizmente em vôos de curta duração - Madri - Lisboa, pela Iberia. Também me deram executiva num vôo de Dallas a Los Angeles, pela American Airlines e. mais recentemente, de Malta a Milão, pela Alitalia.

Perdeu o vôo com o cartão de embarque na mão?

Não exatamente " perdi", foi "perdido" por mim. Aliás, isso é uam dica EXTREMAMENTE importante a TODOS os viajantes, frequentes ou não: o ticket (aquele carbonado) destacado pela cia., aérea no check-in e colocado (ou grampeado) no cartão de embarque TAMBÉM impede o embarque caso seja perdido, MESMO que o cartão esteja com você. Não adianta espernear que vc. NÃO embarcará. O que ocorreu comigo foi o seguinte: fui ao free-shop do Malpensa (Aeroporto de Milão) minutos antes do embarque para o Brasil e comprei um perfume. O caixa destacou o bilhete para registrar e autorizar a compra e permaneceu com ele involuntariamente, devolvendo-me APENAS o cartão de embarque. O resto, voc~es imaginam!

Conseguiu reabrir um vôo que já estava fechado e embarcando?

Quem me dera eu tivesse esse poder!, mas, considerando a "mineirice" de chegar sempre e ser um dos primeiros a fazer o check-in, acho que não seria preciso...

Hugo
HugoPermalinkResponder

Comigo só aconteceu um evento que eu considero como overbooking, mas a TAM jurou de pé junto que não foi.

A situação foi a seguinte, eu e minha esposa chegamos no aerporto de Confins (BH) 1h e 20m antes do embarque para São Paulo e tinha uma fila gigantesca para o check in. Entramos na fila e esperamos.

50 minutos antes do vôo pedi informações e falaram para continuar na fila.

35 minutos antes do vôo pedi novas informações e a resposta foi: "volta para a fila".

25 minutos antes retornei à atendente e ela disse que o embarque já estava encerrado e que tinha passado uma pessoa chamando os passageiros do meu avião. Depois ela falou para voltar para a fila.

Aí fiquei muito p*** e pedi para ser embarcado no próximo vôo e, após discutir um pouco, me mandaram para um guichê que foi aberto especialmente para despachar as minhas malas.

Quando mandei um e-mail para a TAM relatando o ocorrido ela disse que não houve overbooking e que tudo não passou de um mal entendido.

Hummm, vou fazer de conta que acreditei.

marilia
mariliaPermalinkResponder

mesmo com toda antecedência possível, de confirmação de vôo dias antes, passagem comprada 48 dias antes, chegada ao aeroporto 3 horas antes do embarque, eu já fui vítima de overbooking na varig para ir a Santiago/CL.

não teve como escapar, época de férias né?
alta temporada...

mas mesmo com toda a indenização e todos os cuidados prestados (acomodação em hotel 5 estrelas, refeições, transporte e upgrade na viagem de volta), sei que tudo isso não se compara ao dia inteiro perdido que eu queria ter usado em Santiago (ou o stress do aeroporto), ficou faltando, sabe, porque nem sempre importa só o dinheiro.

Miguel Kreiseler

Tive necessidade de efectuar uma viagem imprevista entre Lisboa-Porto-Lisboa no próprio dia através da TAP.

Cheguei ao aeroporto com quase duas horas de antecedência e comprei o bilhete de ida e volta. Quando passado 5 minutos vou ao balcão de check-in, com o bilhete acabado de comprar para esta viagem urgente e imprevista, sou informado que o voo está em overbooking e que possivelmente só poderei viajar no próximo (que chega ao destino, 1 hora antes da partida do meu voo de regresso).

Fui ainda confortado pela funcionária, que me dizia que se ficasse em terra ganhava uma compensação superior ao valor que tinha pago. Tive que lhe dizer que o que eu queria mesmo, era viajar, não estava ali para ganhar dinheiro ou para passear pelas bonitas zonas comuns do aeroporto (ainda por cima do lado terra. Nem o jornal de oferta para ler enquanto esperava recebi, porque ainda não tinha o boarding card).

Quando estava a fechar o check in lá fui chamado e conseguiram-me arranjar um lugar no avião.

As compras de lembranças para os miudos na zona de free-shop ficaram sem efeito.

Marcio Fenelon

Cheguei em Dallas para ir para San Diego em seguida. Fiquei horas na imigração e acabei chegando quando a porta do avião já estava fechada. A mulher da porta externa foi muito gente fina e, correndo, fez todas aquelas perguntas idiotas sobre bagagem e chegando na porta, deu um tapão e os caras abriram. No avião somente olhares de reprovação...

Jorge Bernardes

Perder vôo mesmo, só por minha própria culpa. Já me "achando" viajante experiente e morando pertinho de Congonhas, passei a abusar do horário de embarque e em janeiro cheguei para embarcar para um vôo da Gol para Floripa no horário em que ele partia. Sei lá o que me passou pela cabeça, eu passei o dia inteiro pensando que o meu vôo sairia às 18hs e cheguei no aeroporto às 17:05hs, o problema é que ele sairia às 17hs e 18Hs era o horário de chegada a Floripa. Mancada minha.... e com esposa grávida..... um dia antes do feriado de SP.... Lamentável, mas como tenho sorte e muita fé, consegui um lugar na lista de espera do vôo da Varig e contornei o enrosco.

Ricardo Freire

Meu overbooking: na volta de um feriadão em Trancoso, cheguei ao aeroporto de Porto Seguro com os 60 minutos regulamentares de antecedência.

Pra quê? O vôo já estava fechado com check-ins de grupos.

Ou seja: eu, que tinha comprado uma passagem cheia, estava fora. Os que tinham ido de pacote da Soletur (sim, eu sou antigo) e tinham pago menos do que eu (e ainda ganho hotel) estavam garantidos.

Ficamos trinta passageiros independentes no chão. A Varig mandou um Brasília nos buscar, e chegamos a São Paulo cinco horas depois da hora prevista. Óóóóóódio!

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

É por essas e outras que eu detesto a Varig.

Jorge Bernardes

Arnaldo, a Nova Varig agora está uma mãe. smile Eles estão na "reconquista". No final, ela convergirá, como as outras, para o serviço BRA de voar, mas temos que aproveitá-la agora. Assim como já aproveitamos a Gol no passado e a TAM bem antes ainda.

Ricardo Freire

Jorge:
smile
smile
smile

Carla
CarlaPermalinkResponder

Bom, nunca passei por nenhuma das alternativas acima... Bem que eu gostaria de ter sido brindada com um upgrade, mas nunca rolou, infelizmente... wink

O único percalço que passei foi por conta da Varig, há séculos atrás, quando ainda havia área de fumantes no avião. Eu vinha de Londres para o Rio, mas o vôo se originava em Copenhagen. Em Londres, quando fiz o check-in com 3 horas de antecedência, só havia lugar na área de fumantes - ou seja, eu, alérgica pra caramba, passei mais de 10 horas no meio do fumacê!!! E esse é apenas um dos meus motivos pra também detestar a Varig...

Jorge, a Nova Varig não está tão mãe assim, não... Eu tinha uma passagem para Buenos Aires marcada para janeiro, mas tive uma crise de hérnia de disco e precisei adiar. Eles queriam que eu fosse pessoalmente ao aeroporto para levar o laudo médico e pedir o adiamento - não aceitaram que a minha agente de viagens ou um procurador intermediasse a transação de jeito nenhum!!! Resultado: preferi pedir o reembolso, que demora cerca de 6 meses, e pagar 10 % de multa, e comprei outra passagem - de outra companhia, claro!

Ricardo Freire

Eu já perdi um vôo com cartão de embarque na mão. Meus pais eram vivos e eu ia passar o feriado em Porto Alegre. Cheguei cedo ao aeroporto, fiz o check-in e me informaram que o vôo estava atrasado. Fiquei fazendo hora pelo aeroporto, sempre prestando atenção no painel. Quando anunciaram o embarque, já anunciaram como "última chamada"! Corri para o orelhão (acho que ainda nem existia celular; de qualquer modo, eu demorei para querer ter um) para avisar o meu pai do horário de saída. Quando cheguei na sala de embarque a porta já estava fechada. O avião ainda estava no finger mas não houve jeito de convencer a jararaca. E o pior de tudo é que eu ainda dei uma bronca no meu pobre pai, botando a culpa nessa mania dele de ir me buscar no aeroporto!

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

Jorge, já me falaram nisso...tou até pensando em acreditar...

Carla
CarlaPermalinkResponder

Bom, eu continuo na minha opinião de que se julga os serviços de uma empresa dependendo da atitude dela na hora em que algo dá errado - porque quando tudo corre bem não dá pra saber mesmo... Por isso estou mais de pé atrás do que nunca com a Varig...

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

jararaca é o adjetivo mais apropriado para aquelas víboras da varig (em minúsculas mesmo!)

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

BINGO, Carla! (pra variar, nós concordando um com o outro!)

Eduardo Luz
Eduardo LuzPermalinkResponder

Eu já fui vítima (se é que podemos chamar assim devido ao desfecho) de overbooking num voo da TAM pra costa do Sauipe. Era num domingo as 19:00 hs, há uns 5 anos. Chegamos cedo ( eu, minha esposa e minha filha) e quando estávamos na fila próximos ao balcão, o atendente nos fez uma proposta de pegar o próximo voo as 21:30 hs e perguntou se ¨quinhentos estava bom¨. Eu pensei: quinhentos reais por duas horas e meia estava bom demais. Fingi de desentendido e ele me disse que depositaria 500 dólares ( eu estava achando que eram reais!!)por pessoa no prazo máximo de um mês e que bastava preencher um formulário. Resultado : o depósito foi feito na minha conta e o pacote de uma semana pro Breezes ficou extremamente barato. Ah ! E tem mais um detalhe; o voo original saiu uma hora e meia depois do horário e acabamos pegando o onibus pro complexo junto com os passageiros dele.
Riq, só mais uma coisa: é melhor ir de St Marteen pra St Barth de barco ou de avião ?

Ricardo Freire

De avião, Eduardo!

Xará
XaráPermalinkResponder

Nem overbooking, nem upgrade, nem cancelamento. O que aconteceu foi conseguir o telefone de uma atendente e sair com ela durante uns meses... smile

Malu
MaluPermalinkResponder

Em Paris no CDG, voando para São Paulo pela Air France, pedi um upgrade para executiva. O rapaz falou: -"sim, é possível com o seu cartão de fidelidade".
Eu só tinha SMILES!!!!! snif :X mad

Mascavo
MascavoPermalinkResponder

Já abri um vôo que estava fechado, quandotinha 13 anos, em 1992. Ia de Curitiba para Florianópolis, com meu irmão. Um tio de Curitiba nos levou ao aeroporto. Chegando lá, o vôo estava já fechado, mas no horário... como éramos crianças viajando desacompanhadas, a companhia achou melhor reabrir o vôo do que realocar, já que não havia outro vôo num horário próximo e, naquela época não seria tão fácil avisar minha mãe, que esperava no aeroporto de destino.

Regina Almeida

Oi Riq! Comigo nao tem overboking, nao tem upgrade, nao acontece nada de estranho...Mas posso contar que aprendi a gostar de caviar quando a AEROFLOT naqueles tempos que jamais voltarao, servia caviar na classe economica..e falo caviar caviar nada de imitaçao!!!Como me acostumou mal a bendita Aeroflot!!!! Lembra da perguntinha da lua de mel? pois o que acha Pousada do Toque em agosto? O Nilo, uma gracinha, já me escreveu mandando as tarifas e quero mandar meus amigos prá lá...

Cecilia
CeciliaPermalinkResponder

Voltando de Salvador ano passado, fomos informados pela Tam que nosso vôo estava lotado, mas poderíamos embarcar no seguinte que sairia em 1 hora. Apesar de estarmos usando milhagens para as passagens, fomos reembolsados em R$300,00 por pessoa para ficar mais um pouquinho na Bahia!!! Adorei!
Quanto a upgrade, meu marido sempre consegue em viagens internacionais a trabalho, apesar de eu ter uma estória engrançada ao contrário. Há alguns anos meu marido foi participar de uma conferência em Paris, viajando de executiva, paga pela empresa. Fui encontra-lo uma semana depois, viajando de econômica, já que nós é que estávamos pagando. No retorno, meu marido solicitou à atendente da Air France que marcasse assentos para que ficássemos juntos. Começou então uma conversa interminável entre ela e uma supervisora como se algo constrangedor estivesse acontecendo. Depois de idas e vindas e por falar francês, entendi o que estava acontecendo: apesar de casados há 20 anos, não tenho o sobrenome do meu marido e, portanto, ela não estava achando a forma correta de informar ao meu "caso" que ele teria que baixar de classe para me acomapanhar, isto é, perder seu assento na executiva para me acompanhar na econômica. Meu marido então esclareceu que éramos casados e que não havia problema nenhum em irmos na econômica. Ela sorriu aliviada e disse que só não me dava um upgrade porque não havia disponibilidade. E assim , ele perdeu o confortável assento na volta!

Tamara
TamaraPermalinkResponder

O final do meu caso foi feliz, mas a hitória é a seguinte:

Ano passado eu estava de Congonhas para o Santos Dummont com meu namorado pela Gol, e eu fiz a besteira de perder aquele papel que agente imprime com o horário do voô. Eu sabia q saia entre 22:00 e 22:50, mas não conseguia lembrar a porcaria do horário. Falei pro meu namorado, pra chegarmos as 21 hs pra não ter nnehum problema, mas ele cismou que o voô saia 22:20 ou 22:30.
Quando chegamos ao aeroporto tinha uma fila IMENSAAAAA no check in. Ficamos lá e percebi que os vôos que estavam pra sair eles iam chamando as pessoas e antecipando-as. Fiquei tranquila pq não chamavam o nosso. Quando cheguei no guichê, a menina disse que o vôo era o das 22:00 hs, nisso ai deviam ser 10 pras 22. provavelmente quando nós chegamos já tinham chamado o nosso vôo. Por muita sorte, o voô estava hiper atrasado e nos conseguimos embarcar. Ainda esperamos mais meia hora!! O que foi muita sorte, pois era o último voô da noite!!!

Lisandro
LisandroPermalinkResponder

Oi Riq! Comigo aconteceu no meu vôo de Maceió para Porto Alegre com conexão em SP Como o aeroporto de Maceió fechou por duas horas devido a mau tempo não chegamos no horário para a conexão. A TAM me colocou no próximo vôo da VASP e deu para mim e minha esposa um trecho ida e volta pa América do Sul. Não foi tão ruim assim né!!!. Abraço...

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Eu tenho uma história de upgrade "de pobre" wink O vôo era de Roma a Munique, pela Alitalia, num aviao pequeno (tipo Fokker 50, mas nao lembro o modelo). Bom, o dito era dividido em executiva e econômica, praticamente 50/50. Entrei no aviao e tomei minha poltroninha na economica, lá no fundo do aviao. O vôo estava super vazio, entraram só mais umas 8 pessoas, todas na executiva. Eu era o único pobrezinho na econômica... Levantamos vôo e uma aeromoca, com ares de dó e desprezo, diz que eu posso ir para a executiva (na verdade, sua cara dizia: "Vai lá para frente, que eu é que nao vou empurrar esse carrinho até o fim do aviao só por sua causa!"...). Mas valeu a pena wink

Marcos
MarcosPermalinkResponder

Vivemos um problema, digamos, "lusitano", em Lisboa. Tínhamos vindo do Rio e descemos em Lisboa a caminho de Paris, numa conexão que sairia horas depois. Normalmente as companhias se encarregam de encaminhas as malas para o vôo de conexão, mas vimos nossas malas na esteira... Achamos que havia algo errado e pedimos para retirar as malas e fomos prontamente atendidos. Colocamos a bagagem num guarda-volumes e fomos almoçar com amigos de Lisboa. Mais tarde, antes de fazer o novo check-in para Paris, esquecemos (erro imperdoável!) de tirar as antigas etiquetas. O funcionário do aeroporto criou a maior celeuma porque "não poderia etiquetar malas já etiquetadas!". Pela reação irada do gajo, entremeada com risos e comentários entredentes do tipo "ora, são brasileiros!...", tratava-se efetivamente de um problema filosófico, do tipo fechar o que está já está fechado ao algo assim (lembrou-me uma outra piada lusitana). Enfim, com a hora passando, muito a contragosto, o tal funcionário resolveu violar seus princípios filosóficos e morais e atirar fora as velhas etiquetas, colocando as novas.

Marcio - http://ajanelalaranja.blogspot.com/

Já fiquei na La Selva de Congonhas 6h30 da manhã esperando a hora de um vôo para Sta Maria que acredito nem exista mais com o cartão de embarque na mão.
Guardei o horário do vôo na cabeça e não o de embarque. Quando entrei na sala de embarque não tinha nem a indicação do vôo na TV, imaginem minha cara. Fora que perdi a única conexão em Porto Alegre para Sta Maria. Tragédia total.....

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

A melhor surpresa da vida foi ganhar ,sem pedir,um upgrade para a
PRIMEIRA classe ( anota ai: não é executiva) num voo da TAP de
Lisboa para Recife.
"Aquelas" poltonas de ultimissima geração que só tem em filmes
e que precisa de manual de instruções para operar.
Eu sempre achei besteira este negocio de primeira classe, pois afinal
todo mundo chega na mesma hora e no mesmo lugar.
Mudei total de opinião: faz toda a diferença, a gente chega como
se não estivesse saido: zero kilometro para a proxima atração.
A diversão ficou por conta de um casal de brasileiros que falava alto
no celular na sala de embarque e fazia questão de dizer ao filho
( que devia estar no Brasil) que estava aguardando a chamada para
a classe executiva.Eles embarcaram e nós ficamos ali até o ultimo minuto.
Ao entrarmos no avião, passamos por eles e a mulher do gajo-ao-celular
cutucou o marido e falou alto:"moorrr da proxima vez quero primeira classe".
Se alguem pensa em pagar uma executiva na Tap, desista pois
é igualzinha a segunda classe ( como dizia minha filha quando era pequena), as mesmas poltronas e espaços.
O que deve ser um pouco melhor é o cardapio, mas quem é que quer
pagar 400 euros por um jantar num avião??

Bia
BiaPermalinkResponder

Overbooking já foi uma coisa normal na minha vida....Milhões de vezes aconteceram, mas todas as vezes, conseguimos resolver e embarcar naquele mesmo avião ou num bem próximo porque já descobri que nessas horas, muitas vezes vc consegue ganhar se ficar lá insistindo, argumentando etc...Se eu preciso mesmo estar naquele lugar aquela hora, insisto, se não, prefiro o prêmio que eles dão por isso...

Essa história de perder o avião na sala de embarque, não aconteceu mas quase. Eu estava lá, sossegada, esperando o avião, que estava atrasado e fiquei tão entretida no livro que eu tinha comprado que não percebi que tinha mudado o portão. Quando me dei conta, os altos falantes estavam GRITANDO meu nome dizendo que eu estava sendo esperada para o embarque no portão tal....
Um vexame! Entrei no avião e todo mundo olhando com aquela cara....

UpGrade já rolou, mas como eu sempre viajo com a família toda, cedo pros meus avós....
A única vez que rolou quando eu estava sozinha, foi num vôo Recife-São Paulo que me deram upgrade pra classe executiva.

Adriane
AdrianePermalinkResponder

Nem overbooking, nem upgrade...

mas uma vez quase perco o avião devido a uma crise de abstinência de pão de queijo. Tava voltando pra Salvador, pela Transbrasil, no Aeroporto da Pampulha. Enquanto não chamavam pra embarque, subi pro restaurante com dois amigos de infância. Tava toda feliz comendo pão de queijo, tomando cervejinha... nos distraimos com o horário (muito tempo sem pães de queijo legítimos na Bahia, a saudade era demais) quando de repente aquela voz de aeroporto chama: "Senhora Adriane Lima..."... Saí correndo pra não perder o vôo. hehehe, depois soube que o avião desceu em BH só pra me pegar, eu era a única passageira na escala. Foi um pouco antes da empresa fechar.

Jorge Bernardes

Carla, entendo os seus motivos smile . Em respeito a sua péssima experiência, vou arriscar a nova Varig na próxima vez, mas com o pé um pouquinho atrás. Eu devo ter tido muita sorte, pois fui muito bem tratado mesmo em Janeiro smile
Com tantas histórias, acabei lembrando da primeira vez que estive na Europa e pegamos uma greve da TAP em Lisboa no dia em que seguíamos para Madrid. Bom, com o bilhete na mão, os vôos no chão e a galera em volta, fiquei lá no aeroporto tentando discutir no balcão o que eles fariam comigo. Do alto dos meus 21 anos, acho que imaginava que eles fretariam um avião para mim smile Bom, teria sido muito mais fácil se eu tivesse ligado imediatamente para a central de reservas e pedido para embarcar em outra cia, eles estavam endossando, mas como perdi tempo indo ao aeroporto, só consegui embarcar com Portugália umas 8 horas depois e acabei perdendo a chance de passear por um dia inteiro em Lisboa. Ainda bem que aprendi já na primeira vez.

Jorge Bernardes

Ricardo, outra história que me lembrei. Dessa vez, não deixei de viajar, mas deixei de comer. Embarquei com a Nordeste de Ilhéus para Congonhas, vôo cheio, mas no horário (naquele tempo, não havia atrasos) e quando a comissária distribuiu a comida, faltou para mim. SÓ PARA MIM. O avião inteiro comendo e eu sem nada, pois faltou uma bandeja (derrubada e jogada no lixo, imagino). Bom, eu sou glutão e não tinha tomado café. Fiquei chateado, a moça falou que me daria um voucher em Congonhas para eu tomar um café, mas eu não queria. Para compensar, meu santo forte me garantiu uma surpresa pra lá de boa. Alguma coisa deve ter acontecido, pois eu viajava de milhas e as milhas dessa viagem nunca foram descontadas, não sei o motivo. Naquela época, a gente emitia manualmente no balcão da cia. Sei lá se perderam o formulário ou se mandaram suspender por causa da falta de comida smile Hoje em dia, a gente paga caro e ganha só barrinha....

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Numa quarta-feira de cinzas, em Salvador, já com o cartão de embarque em mãos, eu e mais duas pessoas bem no final da fila (para entrar no avião) fomos informados de que o vôo da TAM tinha lotado. Nos perguntamos como então aconteceu o check in? Não tivemos resposta. Nem depois do bate-boca conseguiram explicar. INCRÍVEL. Resultado: fomos no próximo, uma hora e meia depois. Sem ganhar milhas, passagem, nem qualquer brindezinho. As malas pelo menos não se perderam. Mandamos avisar para separar nossas malas em Congonhas. Isso foi em 2003.

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

A TAM é a VARIG do Lula, a VARIG de amanhã!

Avassaladora
AvassaladoraPermalinkResponder

Ric, acabou de me acontecer, peguei uma fila de 1 hora e meia no embarque da GOL em Buenos Aires, às 3 da manhã de um sábado!!! Resultado, quase não pego as devoluções do TAX FREE e olhei o Freeshop por míseros 15 minutos, quase perdendo o vôo.

Lena
LenaPermalinkResponder

Em 2003 e 2004 fui várias vezes para o México e , que eu me lembre, acho que todos os vôos tiveram overbooking! Em uma das vezes, qdo cheguei em GRU, a equipe da Varig estava abordando todos os passageiros na fila oferecendo um voucher de USD300 para embarcar no dia seguinte. Eu topei e voltei para casa. Ganhei upgrade em todos os Võos do México e vi muita gente sapatenado no portão de embarque por falta de lugar!

Anny
AnnyPermalinkResponder

Riq,
eu tenho que história de upgrade junto com perda de vôo.
Ano passado estava voltando de Miami pra SP, pela AA depois do reveillon, num vôoo diurno. Não sei se vcs sabem (mas vale a informação) Miami é a Central da AA para os EUA, quase todos os vôos passam por lá.
Chegamos no aeroporto 3 horas antes e passamos as 3 horas na fila do check-in...falei com vários atendentes ao longo da fila que eu ia perder o vôo e tive sempre a mesma resposta: I don't care....
Resultado óbvio: perdemos o vôo. Como era culpa dele nos transferiram para o vôo noturno, de executiva, mas não nos deram hotel nem nada parecido.
Como ainda tínhamos uma galera lá, eles nos pegaram no aeroporto e fomos passear.
O mais legal é que já tínhamos despachados as malas, ou melhor, as abandonado num mar de outras 1000 malas que iam para todos os cantos do mundo; e elas chegaram direitinho.

catitausa
catitausaPermalinkResponder

eu nunca passei por isso e olha que vivo viajando

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

lendo todas estas me lembro de mais duas:
Varig Santiago-Porto Alegre: o microondas do avião estragou no meio
do almoço e a comissaria me disse que iria me dar a sobremesa
antes do almoço, enquanto tentavam consertar o forno.
Quando fiz aquela cara de ????? ela disse em bom portugues:
"tem problema não, vc come a sobremesa primeiro pq lá em
baixo tudo se mistura mesmo"

Durante a Idade Media, quando a ponte aerea Brasil-Miami funcionava
a pleno vapor fomos para o aeroporto, despachamos as malas
mas o cartao de embarque estava em branco.
Fim da historia: o ultimo voo da Branif para o Brasil estava com
overbooking, toda a nossa familia ( e nossas malas ) no avião
e nós em Miami ( no aeroporto) por conta da Braniff : casa/comida/
roupa lavada e com 400usd cash no bolso cada um para não
esbravejar.

Luna
LunaPermalinkResponder

rapaz..
aconteceu assim, dia 17 agora:
íamos (eu e família) pra Alter do Chão, o vôo tava previsto para 04:40.. saímos atrasados de casa e chegamos uns 04:20 no aeroporto.

fomos quase voando pro check-in (da TAM). chegando lá, a atendente disse: 'já está fechado, senhores'. e eu, abaforada, neguei: 'não, lá no aviso ainda está em aberto'. ela diss: "não, já avisamos que está fechado'. Daí, meu irmão pulou: 'Ainda está em aberto, por isso estamos aqui, moça.?. Daí, outra atendente foi até a área externa verificar e voltou dizendo que sim, que estávamos falando a verdade.

Já a moça, aparentemente contrariada por não ter razão, pediu documentos e passagens, dizendo aos colegas: "Mas eu liguei pra lá, pedindo pra fecharem. Liga pra lá e manda fecharem."

Não sei o que ela tava mandando fechar, mas quase tive um filho ao ver que fomos salvos pelo gongo.

Tudo isso recompensado por 03 horas de atraso do vôo.. tsc, tsc.

Ricardo Freire

Uma historinha besta.

24 de dezembro de 1998. Santiago do Chile. Conexão da Lan Chile de São Paulo para o Taiti, com escala na Ilha da Páscoa. (Sim, eu já passei o Natal, ou pelo menos breves instantes dele, na Ilha da Páscoa; agora preciso passar a Páscoa -- ou pelo menos breves instantes dela -- em Natal.)

Íamos passar uma semana num overwater bungalow em Bora Bora -- um evento que ficou conhecido aqui em casa como O Baile da Ilha Fiscal (reservamos com o dólar a 1,20, pagamos com o dólar a 2,20).

Pois bem. O vôo estava overbookado. Nossos lugares, felizmente, estavam garantidos -- talvez por a gente ter feito check-in cinco horas antes, em São Paulo. Mas a moça do balcão queria porque queria nos convencer a ficar em Santiago, com hotel pago pela Lan, e ir no próximo vôo, dali a dois dias.

Eu explicava: minha senhora, a gente tá indo pra Bora Bora. Bangalô. Sobre a água. Sabe quanto custa?

E ela repetia a oferta da Lan. Precisei dizer não três vezes para ela se convencer.

Arnaldo, e são esses que querem comprar a Varig! smile

Enesto
EnestoPermalinkResponder

Umas dicas interessantes para voces, de um advogado experiente em direto do consumidor. Overbocking é falha da cia. Aerea. Se voce quiser aceitar a compensação voluntária, ótimo. Se tiver um pouco mais de paciência ( mas ai vai correr o "risco" de embarcar, pois a cias. preferem sempre quem desiste voluntáriamente, ou até se oferece para isto), voce pode cobrar uma indenização no Juizado de pequenas causas SEM usar advogado. Vcoe vai gastar um pouco de tempo, mas as cias fazem acordos envolvendo passagens. No caso de atraso, se este se der por problemas da aeronave, e for grande a culpa também é da empresa, mas isto não se aplica por exemplo ao caos atual de Congonhas. Perderam suas malas? Responsabilidade total da cia.... Compre o que preciaar, dentro de limites razoáveis e de bom senso, guarde os recibos, e processe a cia... Não esqueça de pedir também uma indenização pelos danos morais, mostrando seus aborrecimentos, como se sentiu chateado, férias fustradas, etc... isto para não falar dos prejuizos que acontecem quando a viagem é de negócios....

Claudio
ClaudioPermalinkResponder

Riq,
Primeiramente, perdoe-me pela mudanca abrupta de tema, mas preciso URGENTEMENTE de sua ajuda! Em meados de abril, quero viajar pra Paris e Barcelona...A grande duvida eh : 01 semana "apenas" em Paris ou 10 dias pelas 02 cidades????? Necessito tambem, sugestoes de hoteis "bons e baratos"...
A sua opiniao e ajuda eh deveras importante, por sua experiencia e por ser meu idolo...
Um abracao

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Vamos la... na época da "finada" Varig eu estava em Miami, no horario, vôo confirmado um dia antes e qdo chegou minha vez no check-in a moça demora horas e volta e me diz que havia um overbook (eles estavam dando preferência pras familias) e que iriam me colocar no vôo da American Airlines que saia 1 hora depois. Ok. A minha amiga que voltaria comigo chegou meia hora antes de mim no check-in embarcou de Varig. Bom, nesse caso foi uma excelente troca, enquanto a Varig veio lotada, nos os quase 30 felizardos do overbook encaramos um vôo da American vazio, e eu voei de Miami até Sampa dormindo nas 3 poltronas do meio. Uma maravilha; smile

Mas calma, nem tudo são flores. Seis meses depois eu voltaria de Dallas pra Manaus. Então fiz o pacote com United e Varig. Era uma quinta-feira, peguei o vôo de Dallas até Miami, com conexão em Chicago ! Qdo cheguei em Miami fui informada que meu vôo da Varig até São Paulo estava em overbooking... teria que voar no dia seguinte. Me mandaram pro hotel e na sexta-feira eu estava la linda e maravilhosa crente que ia embarcar logo... mofei esperando, mas eles enfim me colocaram num vôo para o Rio ! Quando cheguei ao Rio (ja era sabado), mofei quase 3 horas esperando uma conexão pra São Paulo, a ao enfim chegar em Sampa, me informaram que soh haveria vôo para Manaus na manhã de domingo ! Isso eu sai de Dallas da quinta, lembre-se ! Fui de novo pro hotel, e as 9 da manhã de domingo estava de volta em Guarulhos, no check-in a simpatica atendente da Varig me diz: "Senhora, seu vôo esta atrasado". E eu respondo: "Moça, me conta uma novidade !". Pois bem, o vôo que sairia as 10 da manhã so saiu as 5 da tarde. Qdo cheguei em Manaus domingo de noite eu nem acreditava mais isso seria possivel...

E ja levei upgrade sim. Duas vezes na Varig qdo viajava com meu sobrinho pequeno, como não tinha lugar junto pra ele ir comigo na econômico viajamos de executiva. E na Tam conseguimos um milagre de Paris-Sampa de primeira classe, pois a minha mãe estava com dor de cabeça antes ainda do embarque, e eles nos colocaram na primeira. Da Tam eu não posso reclamar smile

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar