Seu dinheiro

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

fatosreais1600.jpg

O Uol Economia publica uma nota da Reuters que dá conta de que o real é a moeda latino-americana que mais se valorizou com relação ao dólar. Desde 2003, o real valorizou 41% frente ao dólar, enquanto o peso chileno valorizou 24% e o peso argentino, menos de 10%.

O Bloomberg também comenta a supervalorização da moeda brasileira e, no fim da matéria, informa que no ano passado os brasileiros gastaram 5,8 bilhões em viagens ao exterior -- contra 5,7 bilhões em 1998, quando o dólar estava 1 por 1.

Pondo lenha na fogueira, o Luis Nassif diz que, a continuar nesse passo, até o fim do ano o dólar vai estar abaixo de R$ 1,90.

Talvez por isso o Panrotas dê como uma das manchetes de hoje "Internacional é o foco da CVC", sobre a intenção da operadora em aumentar de 20 para 30% a participação de viagens internacionais nas suas vendas.

A pergunta que não quer partir: até quando essa mamata vai durar?

29 comentários

Lena
LenaPermalinkResponder

Palpite: até o Lula ser eleito para o terceiro mandato e decretar o "Socialismo o Muerte!"

Ricardo Freire

Hm, acho que não, Lena. Pelo menos enquanto o Lula der ouvidos ao Delfim Netto. Hoje o Delfim dá uma bela espinafrada no Chávez na coluna dele na Folha, com o título "Çosialismo 21": http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz0702200706.htm
smile

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Eu li em algum lugar que a CVC quer abrir lojas em 12 paises
(incluindo a China), espero não rever o filme da Soletur.
Pois é, a cada 10/15 anos o valor baixo do dolar permite navegarmos
mais pra longe.
Agora é hora e dar um tempo pra terrinha e alçar voo !
Até pq a barra tá pesada , os "ventanistas-meliantes"descobriram a
barbada que é assaltar em massa as pousadas-hoteis no nordeste.
Quem é que quer sair de férias e encarar este trauma?

Lena
LenaPermalinkResponder

Riq,
Deus te ouça!! smile
Mas sabe aqueles ditados que os pais repetem na nossa cabeça exaustivamente quando somos crianças? Todos costumam estar sempre certos e um bem forte é: " Diga-me com quem andas e te direi quem és!". Acho que o Lula não presidiu o Fórum de São Paulo por 12 anos a passeio...

Jose Ricardo
Jose RicardoPermalinkResponder

Já dizia o economista Mário Henrique Simonsen: "A inflação aleja mas o câmbio mata". A continuar assim, repretiremos a crise cambial vivida na transição do segundo mandato do Fernando Henrique. Pra viagem isso é ótimo, mas e para o país??

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Pois é José,eu como economista e viajante compulsiva
o que posso dizer?
Como tudo e como sempre, ótimo para umas coisas e péssimo para outras, bom para uns e ruim para outros.
Como o pais é nosso, ruim para todos.
Como não podemos fazer nada para mudar o cambio vamos tratar
de aproveitar a oportunidade e fazer as malas.

Marcio Ito
Marcio ItoPermalinkResponder

Riq e demais viajantes, esta mamata vai durar até quando nosso juro interno, a famosa SELIC, continuar nesta taxa percentual estratosférica.
O real valorizado é apenas a consequência mais visível desse juro insano que o Brasil pratica. Ou seja, o "mundo" também vem pra cá pra aproveitar essa mamata, porque eles não são bobos, onde é que vão encontrar um juro desses, praticamente s/ risco nenhum?
Como todos querem ganhar dinheiro aqui, cada dia mais dólares chegam, chegando mais dólares, mais ele cai de cotação...
E o nosso Banco Central já sinalizou que a SELIC, dificilmente irá cair rapidamente, ou seja, ele próprio avisou pro pessoal: "Olha, podem trazer os dólares de vocês, porque essa taxa alta vai permanecer por mais tempo.
Eu não sei se esta situação seria propriamente uma mamata, pelo seguinte motivo: se o mundo todo vem pra cá pra aproveitar esta taxa alta, por que estamos fazendo ao contrário? Ou seja, por que não estamos poupando e aproveitando o maior juro do mundo?

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

filó do boteco:
quem era grande durante o plano collor, e ficou sem nada
aprendeu que é preciso viver além de guardar
quem passou por uma guerra aprendeu que o que permanece são
as experiencias vividas
quem esteve muito doente e quase morreu aprendeu que a vida
passa rapido
guardar é fundamental, mas como não podemos levar a carteira para
a outra vida, o dinheiro só tem utilizado quando usufruido

HELENA
HELENAPermalinkResponder

EU ESCUTO TODOS OS DIAS SUA COLUNA NA PARADISO FM E CONFESSO QUE ADOR, POIS SEMPRE TENHO ALGO NOVO PARA CONTAR NA FACULDADE (FAÇO FACULDADE DE TURISMO). O QUE EU TENHO PARA FALAR NÃO SE REFERE A ESSE POST "SEU DINHEIRO", MAS É QUE DIA DESSES VOCÊ FALOU SOBRE ALGUNS PARAÍSOS NATURAIS E TURISTÍCOS ENUMERADOS POR UM REVISTA QUE ESTÃO AMEAÇADOS DE SUMIR DO MAPA. EU FIQUEI MUITO INTERESSADA NESSA QUESTÃO E ESSE SEMESTRE EU VOU TER UMA MATÉRIA RELACIONADA A ISSO (TURISMO E MEIO AMBIENTE) E ACHO Q SERIA INTERESSANTE LER ESSA MATÉRIA E COMPARTILHAR COM A TURMA, SÓ QUE EU RODEI TODO O SEU BLOG (VOCÊ DISSE QUE TERIA UM LINK AQUI) E NÃO ACHEI. SERIA D GRANDE AJUDA E OCÊ ME AJUDASSE A ENCONTRAR..
MUITO OBRIGADA E BOAS VIAGENS...

Ricardo Freire

Bem-vinda a bordo, Helena. Quando o post vai pro arquivo fica difícil de achar mesmo. Mas para chegar à matéria que você quer é só clicar aqui nesse link:
http://viajenaviagem.wordpress.com/2007/02/02/10-maravilhas-para-ver-antes-de-elas-morrerem/

Ricardo Freire

Boa, Sylvia...

E tem outra, Marcio Ito: com o juro que a gente paga no cheque especial, no cartão de crédito e no crediário, a gente nem consegue perceber que o rendimento dos investimentos é tão bom assim smile

Jorge Bernardes

Dá-lhe Marcio, mandou ver no economês para turistas. A gente vê que a coisa tá ficando irreal quando recebe gringo que ganha bem e em libras falando que o Brasil está bem caro.

Jorge Bernardes

E tem mais, o juro precisa ficar alto, porque o nosso presidente andou frequentando o mesmo boteco que a Sylvia, ouviu o mesmo filó e.... depois de uns gorós resolveu gastar também o que ele não tem.

Netto
NettoPermalinkResponder

Infelismente o Brasil pode continuar pro mesmo erro grave do governo FHC, a valorização irreal da moeda, pq real mesmo só para os investidores que vem mamar na grande teta. Quebradeira de empresas nacionais, desemprego recorde, esse filme todo mundo conhece. Ainda me lembro no supermercado da pequena prateleira de produtos importados... Hj a prateleira continua pequena, porém desta vez dos nacionas... E com a prateleira pequena não dá pra empregar mais o mesmo número de trabalhadores... Desemprego, desigualdade, violência...
O resto da história a gente conhece

Netto
NettoPermalinkResponder

Ahhh, eu tb adoro viajar, mas pra viajar eu preciso viver bem !

Malu
MaluPermalinkResponder

Silvia e Riq, concordo com vcs.

Malu
MaluPermalinkResponder

Esqueci da carinha smile smile smile

Marcio Ito
Marcio ItoPermalinkResponder

Gente, esqueci que estamos num blog de viajantes... Fiz um comentário econômico-racional-realista, que foi como um direto no queixo! Desculpa aí, hein pesssoal!
Mas Riq, esse é o problema... A gente paga taxas tão altas no cartão de crédito, no cheque especial e nos financiamentos, que já achamos isso muito normal, coisa do cotidiano.
Eu inverteria o seu raciocínio: não são as taxas dos investimentos que estão pequenas, são os juros dos financiamentos que estão elevadíssimos. Por exemplo, o cartão de crédito cobra taxas por volta de 12% AO MÊS, quando o juro básico brasileiro é de 13% AO ANO!!! Ou o cheque especial de 8% ao mês, o financiamento de 5% ao mês e por aí vai.
Seria como vc pagar R$ 100,00 por uma coisa que vale no máximo R$ 40,00! Este é o lado perverso dos juros, a gente paga pelo que não vale! E estamos acustumados a isso, que nem percebemos.
Agora, também não é pra ficar poupando e deixar as coisas boas da vida de lado, como por exemplo, viajar. Acredito que é possível fazer os juros trabalhar a nosso favor, e utilizar essa vantagem p/ nós!
Chega de dar dinheiro pros banqueiros, né gente?!!

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Para viagens nossas é otimos, mas para quem exporta, é péssimo, veja o desemprego, em polos antes exportadores, de Americana (tecidos ), até móvies e outros no Rio Grande do Suul, sem falar na industria automobilistica em geral....

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

O melhor da poesia para amenizar a ansiedade e
preparar o fim-de-semana pré-feriadão

Viajar! Perder países!
Ser outro constantemente,
Por a alma não ter raízes
De viver de ver somente!

Não pertencer nem a mim!
Ir em frente, ir a seguir
A ausência de ter um fim,
E a ânsia de o conseguir!

Viajar assim é viagem.
Mas faço-o sem ter de meu
Mais que o sonho da passagem.
O resto é só terra e céu.

Fernando Pessoa
20-9-1933

Marcie
MarciePermalinkResponder

Uia, amiga, mandou bem!!! mrgreen

Malu
MaluPermalinkResponder

Para a Sylvia smile

Eduardo de Carvalho

Sou mega-fan do Ricardo, mas é a primeira vez que escrevo aqui. O Marcio Ito tem razão em parte... É fato que a Selic ainda é alta (e tem motivos para se-lo!). Mas os motivos que levam o Real a se valorizar, e devem continuar levando, são outros. Para os que gostam de economia (meu caso!) e querem ler mais sobre isso, recomendo a coluna do Ilan Goldfajn no Valor de hoje. Respondendo à pergunta do Ricardo: eu aposto que a "mamata" das viagens internacionais ainda vai continuar por um bom tempo, oba!! Quem perde são os hoteis locais ultra-caros, sai mais barato ir para a Sardenha do que para o Txai!! Abs, Eduardo.

Marcie
MarciePermalinkResponder

Você se incomodaria de colocar o link dessa coluna, aqui? Por aqui eu não consigo acessá-la. Brigadim! wink

Ricardo Freire

Marcie, chérie, você está respondendo a um comentário de 8 de fevereiro de 2007 smile

Guacira jardim

Olá Ricardo , Tô te descobrindo agora ... e adorando tuas idéias...
O teu livro já conhecia há mais tempo , mas teu site estou conhecendo agora. Bueno , me fale sobre o ferry de Civitavecchia a Barcelona ...Tempo de viagem , acomodações , ambiente , tarifa , etc.
Grata e um abraço.
Gua

Lena
LenaPermalinkResponder

Pra quem não tem acesso ao jornal Valor, na segunda página de Economia do Estadão de hoje, ler coluna do Celso Ming. Segundo ele, o câmbio baixo está aí para ficar; não é temporário, segundo nossos ministros.

helena
helenaPermalinkResponder

muito obrigada mesmo Ricardo...
Foi de grande ajuda...
agora serei seempre visitante do seu blog...

Ricardo Freire

Guacira, nunca fiz a travessia Espanha-Itália de barco. Mas normalmente esses ferries não são muito interessantes, não. Espere um onibusão flutuante com vários tipos de acomodações -- de poltronas no deck principal a cabines com muitas configurações.

Quem opera essa linha é a Grimaldi -- http://www.grimaldi-ferries.com --, três vezes por semana. A viagem dura 20 horas, o que é hora pacas no mar. Só vale mesmo para quem quer aproveitar um passe Eurail Select sem gastar a França como país.

De trem, Barcelona-Roma leva 18 horas no trem mais direto. E de avião dá pra ir pela Vueling http://www.vueling.com, uma boa companhia de desconto que faz cada perna desde 40 euros.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar