Enquete da semana: café da manhã

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

jaca450.jpg

Qual o seu café da manhã inesquecível (fora de casa, claro)?

O meu: o do Oriental de Bangkok. Foi a primeira vez que eu comi jaca fora do Brasil.

(Pena que era jaca-dura, e não jaca-mole, feito essa que eu comi hoje de manhã. A propósito: caju, longe do patropi, só mesmo a castanha, e olhe lá...)

Ah, sim -- vale também contar sobre roubadas matinais.

(Eu d-e-t-e-s-t-o ter que escolher café da manhã item por item a partir de um menu, como nos Estados Unidos. Sempre peço comida demais e acabo me sentindo assaltado com o tamanho da conta.)

93 comentários

Bia
BiaPermalinkResponder

Durante a semana, ou melhor, em casa, não tomo café da manhã direito. Um copo de leite com nescau e saio pra trabalhar.
Quando vou em hotéis, aprendi a apreciar e curtir o café da manhã.
Algumas das boas experiências foram:
- Alvear em Buenos Aires. Fantástico café! Fora que os derivados do leite na Argentina ajudam bastante.....
- Pousada Wiesbaden em Monte Verde - nessa pousada, você pede o café no quarto a hora que vc quiser. E é um café tão completo, mas tão completo que me dá água na boca só de pensar...Sabe aquilo tudo feito de forma super artesanal e personalizado? ADOREI!

Paulo Freire
Paulo FreirePermalinkResponder

O café da manhã do Mangai em João Pessoa nas minhas férias em dezembro último. Maravilhoso. Frutas e sucos da época, Pão de macaxeira (aipim) assado na hora, tapioca de queijo coalho com côco e outras delícias nordestinas. Tudo estava perfeito.

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

eu AMO café da manhã!
sabe onde é muito bom?
no intercontinental de São Paulo.
qdo queremos tomar um café da manhã "patrão", é lá que vamos!
saindo de lá vamos ao ibira deitar na sombra pra ler e namorar (não, não, nada de correr embaixo de sol, please!).
adoro esse programa!

não curto São Paulo, mas dias assim valem a pena!

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

No Brasil, o melhor café da manhã foi no Ritz Lagoa da Anta. Nos Estados Unidos, foi o do Plaza, ainda que eu não tenha me hospedado, foi café pago mesmo. Na Europa, foi em Paris, no Ritz, também onde fui apenas para o desjejum, não tendo me hospedado. Pagando, para o meu nível econômico de padrão de hotel (4 estrelas, 5 eventualmente), foi o K+K de Praga, um excelente café-da-manhã com tudo para todos os gostos.

Hugo
HugoPermalinkResponder

Na pousada Toca da Coruja (Pipa/RN) tem um excelente café da manhã que é servido até as 12:00hs, e com diversos itens feitos na hora no fogão a lenha.

Outro local ótimo é a Pousada do Toque (São Miguel dos Milagres/AL) pois o café vai até as 21:00hs e é regados de produtos naturais oriundos da horta existente no próprio local.

Mas, não sei porque, um dos melhores cafés que conheço é o da Pousada do Capitão em Ilhabela. Ele não é o maior e nem o mais sortido, mas eu simplesmente adorei. O clima é intimista e tudo é feito no local, desde os bolos, que são deliciosos, até os pães e geléias.

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

Ah, em Las Vegas o estupendo café-da-manhã do Bellagio, um dos cinco estrelas do lugar, estilo self service mas padrão americano. Qualidade primorosa e variedade gigantesca. Desculpe tinha me esquecido deste.

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Hummm...Meu café da manha inesquecível foi o do Embassy Suites Newark... Nunca vi tanta panqueca e tanto ovo diferente... E nao era para escolher por item nao, era auto-servico mesmo!!! A parte ruim foi que eu engordei 4 quilos em uma semana... sad Mas valeu a pena wink

Ricardo Freire

Historinha com café da manhã no meio.

A última vez que eu saí de casa sem hotel reservado foi em 1990. Calhamos de chegar em Berlim na semana da unificação oficial das Alemanhas. Ia ter uma maratona e a cidade estava completamente lotada. Tivemos que ir até uma agência da prefeitura, ou de algum órgão de turismo, que arranjava acomodações em casas de família.

Eu e meu amigo Nick entramos na fila, preenchemos a ficha, e fomos sentar para esperar ser chamados.

Um a um (ou dois a dois, quatro a quatro), os loirinhos e loirinhas que chegaram antes, durante (!) e depois de nós foram sendo chamados -- e nós, nada.

Depois de uma eternidade, nos chamaram. Tínhamos sido aceitos por uma senhora que não morava muito longe da Kurfürstendamm (a antiga avenida chique da antiga Berlim Ocidental, à época ainda por cima). Pegamos um táxi e em dez minutos estávamos lá.

A dona nos recebeu na porta.
- Ach! Sie sind aus Barcelona?

E eu:
- Nein! Aus Brasilien!

Então eu entendi por que tinha demorado tanto pra gente conseguir vaga.

Quando ela estava nos levando para o quarto secundário, chegaram os ocupantes para o quarto principal. Era um casal de mochileirinhos escandinavos que não podiam ter muito mais do que 17 anos. A gente lembrava deles lá do centro de triagem de sem-teto; eles tinham saído pelo menos 50 minutos ANTES da gente.

Ao ver para quem ela ia ceder sua cama, a Frau logo mudou de idéia e nos perguntou se a gente se importava de ir para o quarto dela e dividir uma cama de casal...

A hospedagem foi uma pechincha -- custou o equivalente em marcos a 30 dólares (a mesma coisa que acabaríamos pagando em casas de família em Budapeste e Praga).

O café da manhã da Frau era sensacional -- pão delicioso e frios sortidíssimos. O que não conseguíamos comer ela fazia questão que usássemos para fazer sanduíches para comer durante os passeios. Foi nessa época que eu fiquei viciado em queijinhos La Vache Qui Rit...

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Hahaha...essas Frauen... wink

Jorge Bernardes

No Brasil, eu acho que toma-se um bom café da manhã em quase todos os lugares. As boas pousadas são sempre bacanas. De maneira geral, o custoxbenefício do café da manhã no Brasil é imbatível. Nos EUA, por sua vez, em todos as categorias, nunca consegui tomar um café memorável....
Vou responder dividindo em três categorias:
1) Café com sabor e glamour: Le Mas de Pierre em Saint Paul de Vence, na Provença. Esse hotel é demais. Ficamos umas 4 noites e a cada dia havia uma surpresa no café da manhã. Queijos maravilhosos, sucos fresquíssimos, todos aqueles queijos regionais, frutas vermelhas super frescas. Acho que foi lá que conheci uma groselha pessoalmente smile Até o leite tinha aroma de lavanda... aparentemente, as vacas francesas daquela região se alimentam apenas de lavanda. Tudo muito fresco e com frescura, um café-acontecimento. Programa muito bacana.
2) Surpreendente: The Square Hotel em Copenhagen. Eu não esperava muito, mas o hotel, na vanguarda do design tinha um salão de café todo estiloso na cobertura do prédio. Um café da manhã simplesmente fantástico. Lembro que fui procurar no mercado o "cereal" que eles serviam no café....
3) Vale mais do que custa: Hotel Dall'Onder em Bento Gonçalves. Um hotel grande, onde a CVC leva sua galera. Tem um café da manhã gigante, super variado e de qualidade. Pelo preço, imbatível.

Daniela Siqueira

Os melhores cafés da manhã que eu já tomei foram numa pousada familiar em uma cidadezinha perto de Frankfurt, na Alemanha, o nosso primeiro café alemão - pães com cereais que eu nunca tinha visto, deliciosos, e o melhor chá da minha vida, tudo com a simpatia germânica (que também foi uma surpresa).
O melhor-generosidade: o café da manhã no Hotel Royal Mansour, em Casablanca, no Marrocos. Tinha uma estação de especialidades marroquinas, uma outra de francesas (incluindo queijos Président e outros) e até uma de especialidades japonesas. Todas com um atendente que fazia na hora o que vc quisesse, incluindo panquecas marroquinas. Um almoço (de vários pratos)!
E na Argentina: é só incluir dulce de leche que eu fico feliz wink

Emília
EmíliaPermalinkResponder

No Brasil, adorei o café da manhã que tomava em Lençois, Chapada Diamantina. A pousada era pequena e praticamente só eu e meus amigos estávamos nela. De manhã, a mesa enorme era preenchida por bolos fresquinhos, tapiocas, frutas típicas, sucos feitos na hora, tudo delicioso. O dono, um suiço super simpático, ajudava as funcionárias e depois se sentava conosco para tomar café e bater papo. A pousada se chama Vila Serrano e recomendo muito.
Fora do Brasil é um pouco mais difícil, fora grandes buffets. De viagens mais recentes, me lembro de um café da manhã bem diferente em Puerto Viejo de Talamanca, no lado caribenho da Costa Rica. A pousada era muito fofa, cabanas em meio a um jardim enorme e cada uma delas tinha rede e mesa na varanda para quem quisesse tomar café no bangalô. Um das opções eram panquecas e estavam deliciosas. Fora que vinham frutas, sucos e um monte de outras coisas gostosas, mas com certeza o visual ajudava muito.
Aliás, um item de café da manhã bem curioso é o prato típico mais famoso da Costa Rica, o gallo pinto. É arroz cozido com feijão, com condimentos, coentro e servido com sour cream. É muito bom, se bem feito.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Nossa, que enquete perigosa para uma viciada em cafés da manhã como eu... wink Vou ter que me controlar para conseguir me ater a uns 3 ou 4 apenas...

O Brasil sempre sai ganhando comigo, principalmente pela quantidade e qualidade de produtos frescos - sucos, frutas... O sul do Brasil, então, sempre me agrada. Tenho lembranças maravilhosas do café da manhã do Hotel Vovó Carolina, em Gramado - uma seleção de pães e bolos inacreditável... Há pouco mais de 1 ano fiquei extática com o do Hotel Villa Michelon, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves - sucos de frutas feitos na hora, pães caseiros, bolos deliciosos e até iogurtes de leite de ovelha... Mas também lembro com saudade do café da manhã do Hotel Marruá, em Bonito, e da Pousada Solar do Morro, em Morro de São Paulo, com aquela banana da terra fritinha na hora... Meu Deus, e as tapiocas do Solar Porto de Galinhas... Eu disse que era um perigo me perguntar sobre cafés da manhã... wink

Fora do Brasil, a minha boa experiência mais recente foi no Cala di Volpe, em Montevidéu - sucos, iogurtes, salada de frutas (amo salada de frutas no café da manhã!), pães, um doce de leite maravilhoso e uma seleção de chás imensa! Também lembro com carinho do café da manhã do Petite Charlotte, em Paris, um café em Montmartre próximo ao hotel onde me hospedei, e onde comi os croissants mais leves de toda a minha vida, acompanhados do chocolate quente mais delicioso...

De resto, morro de rir quando me lembro da minha estada no Reino Unido... Ovos com bacon nunca foram a minha praia, mas lá eu mandava ver, porque tínhamos pouco dinheiro e se alimentar bem de manhã era o jeito de economizar nas outras refeições! Em Edimburgo o café da manhã do B&B incluía até mesmo arenque e tomates grelhados - mas isso já era demais pra nós e a nossa anfitriã delicadamente nos oferecia queijos variados para substituir... wink

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Realmente essa enquete dá o que pensar...acabei de me lembrar do café da manhã do Verde que te quero ver-te, em Visconde de Mauá...que delícia: tudo é feito individualmente, como se fossem mini-pratos...sanduichinhos caprichados, tortas e mini-bolos, panquecas...e pode ser tomado no carramanchão do jardim, com os beijas-flores ao lado...
Hugo, sempre ouço falar muito bem da Pousada do Capitão, mas não consigo entender tanta badalação, para ser sincera. As áreas comuns são até charmosas, o café da manhã é bom, mas aquela piscininha no meio e os quartos abafados não me agradaram. Será que foi reformada? Eu devo ter ido já deve fazer uns 8 anos...

Cecilia
CeciliaPermalinkResponder

Emilia, você se adiantou à minha resposta: o café do Verde que te quero ver-te ficou para sempre na minha memória e, talvez, no meu corpo ,que carrega quilinhos a mais até hoje! Ela continua como uma pousada estrelada de Mauá, mas como não aceita menores, tive que me mudar temporariamente para a Fazenda Bhuler, que é ótima mas não tem o mesmo café da manhã. Outro café que não me esqueço é o do Meliá em Cancun onde há estações para cada tipo de culinária: francesa, italiana, mexicana, etc. Na Grécia o que me deixou maluca foi a variedade e cremosidade dos iogurtes, mas para mim não há café mais maravilhoso do que chocolat com croissants em Paris! Para terminar, o café mais excêntrico foi em Prado, sul da Bahia, há 20 anos: a única pousada da cidade, simplérrima, nos recebeu com dois copos de vidro , um bule de café e um enorme pão caseiro com uma peixeira de igual proporção enterrada nele!

Carolina Medina

Ai... eu também amo café da manhã nas férias!! A minha dica é o da Pousada da Foca em Barra do Sahy.... ai que delícia! A chef de lá faz uns pães deliciosos....

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Café da Manha não é essencial, mas é um ótimo luxo que dá um upgrade em minhas viagens.

Caesars Emperor de Johanesbugo: Um café da manha mais internacional que conheci! Tinha que agradar aos americanos, europeus, asiáticos e Africandos. Tinha de misso (japonês) a bife grelhado (lá tinha nome de bife Russo)......

Gostei do café da manha do Marriot do Sauípe, mas foi lá naquela época que o resort só levava paulada de todos os lados e a ocupação era baixa.

Hard Rock de Bali tinha de tudo, mas em tudo faltava um pouco de gosto....

Toyoko In Namba de Osaka, hotel de baixo custo: O café da manha (?) basicamente é café e croissant ( nos demais Toyoko o café é tipico japonês), mas o melhor croissant que já comi na vida. Japonês é o melhor padeiro que conheço. Dizem que Fauchon mandou un padeiros para fazerem estágio no Japão.

Rapha
RaphaPermalinkResponder

O melhor, sem dúvida, foi o do Marriot de Varsóvia. Uma variedade absurda, muitas coisas eram feitas na hora, ali na nossa frente, tipo waffles com sabores diferentes na massa, omeletes, muffins. Inesquecível.

Um outro memorável foi o do NH Columbia, em Montevideo, com o melhor doce de leite às toneladas.

O mais esquisito foram os do interior da Noruega. Como é que aquele povo consegue comer conservas de arenque, salmão e outro peixes às 8 da manhã?!?!?

No Brasil, até onde me lembro, o que mais gostei foi o do Hotel Seara, em Fortaleza, com várias tortas de frutas exóticas (exóticas para mim, lógico).

Agora, na minha enciclopédia viajística, café-da-manhã tem que ser buffet. E por isso os americanos nem constam do meu ranking.

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Um café-da-manhã memorável, assim como toda a cozinha, foi o do Praia do Forte Eco-Resort, na Bahia.

O do Hotel Luzeiros, em Fortaleza, também não fica pra trás. Muito bom!

Ricardo Freire

Rapha, mas é bacana quando o buffet vem à sua mesa. No Unique em São Paulo é assim (ou era, pelo menos; faz mais de ano que eu não vou tomar café da manhã lá): tudo o que você encontraria no buffet é oferecido na sua mesa, em algum momento do café.

Gosto também quando o café quase completo é trazido à mesa, e então você pode pedir quantas frescuras extras quiser (como na Pousada do Toque e na Aldeia Beijupirá).

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

o da Vila Sereia em Boipeba é uma delícia, cada dia uma coisinha diferente, tudo super caprichado e super bem feito...

o da Amendoeira no Toque também é demais...

Nunca achei café da manhã dos Estados Unidos memorável, tanto que não consigo me lembrar de nenhum...Mas acho que eu faço muito aquela coisa de tomar o café em um coffee shop perto...

E vou falar uma coisa: é simplezinho, mas pra mim, qualquer café da manhã de hotel razoável em Paris é um luxo: pode ser só o croissant com manteiga e geléia, o croissant sendo bom, para mim, é o máximo.

Ricardo, adorei a história de Berlin!!!

Ricardo Freire

Quando fui ao Japão me hospedei três noites em três ryokans (hotéis tradicionais) diferentes.

O jantar é uma maravilha: um banquete servido em quatro ou cinco partes, que custaria fácil metade da diária se fosse pedido num restaurante.

Mas daí, no dia seguinte, tem o café da manhã. Tradicional. Japonês. Gente, só nascendo japa para conseguir comer aquelas coisas de manhã cedo.

Ainda bem que no terceiro ryokan a gente precisaria sair às 5 da manhã para pegar o trem, então a dona nos deixou uma térmica com água quente e um saquinho de biscoito pra gente não sair no frio e no escuro de estômago vazio...

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

Pô, os comentaristas vão comentando e dandos suas impressões e eu vou me recordando daquilo que já havia se apagado da minha memória (coisas da idade!). O Rodrigo me fez lembrar de um excepcional café-da-manhã (ou, quem sabe (?), almoço matinal!) do Waikiki Beach Marriott Resort & Spa, onde, no Kuhio Beach Grill (um dos restaurantes do enorme hotel) é servido o desjejum que procura atender ao gosto internacional, norte-americano e asiático (especialmente japonês), sendo destaque uma grande área de omeletes de todos os tipos e para vegetarianos e "ligths".

Ricardo Freire

Buffets: tem quem ache que não pode haver nada mais chique do que um balde com champagne.

Mas eu acho que um buffet de café da manhã é chique de verdade quando tem uma bela jarra de água de coco...

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Em geral, cafés de redes de flats, como Accor e Promenade, são muito bons... Mas o melhor mesmo foi do Tryp Meliá de Brasília, estava lá a trabalho e devo ter engordado uns 4 kg.
Em pousadas e outros hotéis mais típicos, não vi nada especial até hoje, comigo.
Um pouco dentro do assunto, ainda: adoro o chá das cinco da Beira-Mar, em Icaraí, Niterói!

Ricardo Freire

Bem lembrado, Arthur.

A Promenade faz como se deve: tem uma boa seção light.

Já o Blue Tree faz errado: não contente em ter uma seção light, sinaliza o número de calorias em todos os itens do buffet inteiro! (A gente já começa o dia culpado.)

Eduardo Luz
Eduardo LuzPermalinkResponder

Riq, café da manhã memorável é aquele em que voce come o suficiente, com tudo bem feito , num lugar ( cidade e hotel) espetacular e com variedade que te permita não ficar repetindo todo dia a mesma coisa mesmo que voce fique uma semana lá. Até aquela manteiguinha manjada parece especial...
Partindo deste princípio : Post Ranch Inn (Big Sur), Hukka Lodge (Nova Zelandia) e Bora Bora Lagoon ( este é covardia!). E acompanho a Verde-que... do pessoal acima que também é muito bom.
E ultimamente, a minha esposa tem me obrigado a reservar os hoteis sem o café ( e eu tenho gostado muito) e assim, nós conseguimos descobrir um monte de lugar bacana e melhorar ainda mais a viagem.

Caio
CaioPermalinkResponder

Em São Paulo o meu preferido é do SOFITEL, não deixe de ir à Boulangerie que tem no saguão do hotel e comer o mil-folhas de lah e a torta de pera. É delicioso.
No Rio, o do Copacabana Palace também é memorável. Manteiga francesa, queijos e mais queijos, suco de frutas no ponto....ótimo.
E no exterior em Santiago no Ritz Carlton. Maravilha.
O pior foi nesses flats da rede transamérica FLATS, em especial um que tem na Bela Cintra em SP.......o do IBIS é melhor.

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Declaración: soy de chá preto, no me gusta el café.
Por esa razón, desayuné muy bien en los B&B ingleses e irlandeses. Chás de todos los sabores, mermeladas, pasteles, huevos, bacon, pan negro... Allí es la mejor comida del día!!!.
Adoro los desayunos brasileiros, comes bien en cualquier pousada!. Pao de queijo (muy bueno uno que probé en Boipeba, en Arraial d'Ajuda Eco Resort y en Porto Bananas en Trancoso), pastel de mandioca, fruta, sucos, pao de cereais, geléia...hummm!!!.
En España los desayunos son pésimos. Se ha de ir a un hotel de 4 ó 5 estrellas tener un desayuno decente. Sólo se desayuna bien en España, en los alojamientos rurales.

Miguel
MiguelPermalinkResponder

Um dos que mais guardo na memória foi na pousada do Zé Carlos, em Andaraí, Chapada Diamantina. As acomodações são muito simples, mas o café foi algo muito especial. Tapioca, frutas regionais, suco de cajá, ovos, mandioca, banana da terra assada...estávamos saindo para um trekking de quatro dias no Vale do Pathy e esse desjejum levantou a moral mesmo.
Outro inesquecível, pela total extravagância do buffet, foi no Imperial Palace de Las Vegas. Ainda não passei por outra máquina de sorvete num café-da-manhã...

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Ai ai... esse assunto pra mim acaba me dando saudades... bom, pra mim café da manhã bom, é café da manhã no Brasil, aquele mundareu de comida pra vc ficar hooooras morgando depois smile

Pra mim café da manhã de hotel que eu lembre assim com muita "satisfação" foi os que eu tomei nos dias que me hospedei no Tropical Business Flat em Manaus: frutas fresquinhas, pães diversos, croissants, muffins, bolinhos variados, omeletes feitos na hora do jeito que vc quer, e o melhor, a tapioquinha que vc escolhe o recheio... tudo isso com a vista maravilhosa do Rio Negro la fora.

Em Morro de São Paulo, na Pousada Vila dos Corais (que eu achei MARAVILHOSA) tem um café muito bom, mas o problema é que tem muita mosca por la de manhã e isso me deixou meio "irritada"...

Café da manhã que eu definitivamente não gosto: os britânicos. Gordura pura (salsinha, bacon e ovos). Na Escocia tem aquele tal de Black Pudding que eu nao gostei mesmo ! Em Paris o café é "econômico": croissant com geléias, uma baguetinha e o café... nunca muda...

Anny
AnnyPermalinkResponder

Ai, ai, neste quesito vou ter que tirar uma ondinha.
O meu café-da-manhã insquecível foi em Tahaa, no Tahiti; trazido de barquinho e servido no terraço do meu bangalô sobre as águas....
Além de todo o mis-en-cene o café era realmente fantástico, seguindo o padrão de culinária francesa do local. Mil geléias, croissants, french toasts (amo) e etc.
É mega caro e tem menos variedade que no buffet no restaurante (que é incluso na diária), mas são momentos que fazem a gente lembrar o resto da vida....

Carla
CarlaPermalinkResponder

Arthur, o chá da Beira Mar é demais!!! Aliás, você já esteve lá para tomar o café da manhã? Se não tem tudo o que tem no chá das cinco, chega perto... wink

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Ah! recuerdo muy bien los pasteles y paos del Pandoro en Trancoso. Qué placer!!!

Majô
MajôPermalinkResponder

Destaques: no Terra da Luz, em Visconde de Mauá, o café da manhã é primoroso e artezanal, pães, geléias, biscoitinhos e sanduichinhos, bolos, yogurt, coalhada, mel, tudo vem sendo trazido à mesa, só que depois tem que caminhar muuuuito ! Também em Visconde de Mauá, em outra pousada, Vila do Sol, também artezanal em ambiente charmoso, toma-se café da manhã com todas as delícias artezanais, ouvindo-se jazz e vendo os beija-flores rondando.
Excelente também na Pousada do Riacho, na estrada Friburgo-Terê.

Engrosso a fila do Toque, maravilha começar o dia sentado naqueles bancos, com aquele prato de frutas, sucos da fruta que vc imaginar, e aquela tapioca.

Inesquecível o do Méridien em Paris. O café da manhã era um verdadeiro almoço, tinha todos os queijos possíveis e imagináveis, manteigas, pães maravilhosos, sucos, a variedade e qualidade imbatíveis.
O hotel Le Saint-Beuve que fiquei no ano passado é muito mais charmoso, mas o café da manhã é o padrão, com croissant, geléia, manteiga e suco, incluido na diária.

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Miguel, você fez o Vale do Paty! Gostou?
Morro de vontade de voltar e fazer o trekking, dizem que é lindo...

Schnaider
SchnaiderPermalinkResponder

No Brasil, cafe da manha do Thermas de Jurema em Iretama/PR, sem frescuras, coisinhas da fazenda, td caseiro, show de bola!
Nas Filipinas, o "pilipino breakfast" era formado por garlic rice, corned beef e ovo frito, no começo estranhei cheguei a achar que nunca iria me acostumar ao padrao de cafe da manha deles, mas passado quase 1 ano, chegava a pedir mais do que era servido, hehe
Lah tbem foram memoravies os "arroz caldo", tipo um risoto deles servido no cafe da manha, otimo pra comer depois da balada para prevenir aquela ressaca fenomenal!!! Sem falar do macarrao com molho de catchup de banana do McDonalds... yummy!!!

Carol
CarolPermalinkResponder

Para quem tiver curiosidade de tomar um cafe da manha bem japones como o Riq descreveu vá ao Matsubara de Sao Paulo, próximo da Av. Paulista e paralela à Av. 23 de Maio . Meu marido que morou já morou no Japao disse que o do hotel é bem fiel as tradições.
Agora cafe da manha inesquecivel foi numa fazenda em Minas!!! Maravilhoso.

Arnaldo FATOS & FOTOS de Viagens

A Anny arrebentou com o café "trazido de barquinho e servido no terraço do meu bangalô sobre as águas…". Concordo, tem coisas que valem o mega preço que se paga, pela exclusividade, charme ou mordomia...

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Esquema bom e barato : rede "Tim Hortons", no Canadá.

Dani
DaniPermalinkResponder

Uhumm me lembrei de Bonito. O café da manhã da pousada Caramanchão era simples e delicioso. Eu AMO pães e cada dia tinha pães e sucos diferentes, bolo caseiro, geléia. Ai que vontade que dá!

Miguel
MiguelPermalinkResponder

Emília,

O trekking é demais. Eu fiz a travessia de Andaraí ao Vale do Capão, passando pelo Paty, há uns 6 anos. Três dias se for direto, mas é legal também ficar um pouco no Paty pra curtir o Cachoeirão e de repente fazer um ataque ao Morro das Cabras...o pessoal agora faz um esquema junto com os moradores locais, que fornecem abrigo e comida. Ou seja, dá pra você encarar uma autêntica travessia (tida por alguns como a mais bonita do país) sem levar uma mochila cargueira com barraca e comida. Com essa moleza não sobra desculpa!

Flavia Penido
Flavia PenidoPermalinkResponder

Miguel:

Quantos dias vc ficou no total? Fui uma vez para a Chapada Diamantina, há uns 4 anos atrás, e desde então tenho vontade de fazer o Vale do Paty...Vc foi através de alguma agência?

Jurema
JuremaPermalinkResponder

Café da manhã ibom no Brasil tem que ter tapioca com coco, né? O meu mais-que-perfeito foi no Praia do Forte Eco Resort, com direito a muitas frutas, até coco cortadinho, maior luxo, tapioqueira simpaticíssima, bolos e todos os etc possíveis. E era lua-de-mel, mil motivos para ser inesquecível...
No esterior, foi na Itália, no hotel Clelia em Deiva Marina (cidadezinha litorânea da Ligúria, próxima a Cinque Terre). Estávamos na Europa já fazia um bom tempo, e depois de tanto café da manhã de hotel 3-estrelas-minus (o que na Europa quer dizer preço caro para café, leite, às vezes chá, pão, manteiga, geléia e suco de laranja pasteurizado com gosto de passado), ficamos encantados com um café da manhã com pães e bolos super caseiros, frios variados, suco de laranja que você mesmo espremia na hora (luxo máximo!) e um chocolate quante daqueles que quase se come de colher, saborosíssimo, realmente inesquecível... Dá água na boca só de pensar...

Jurema
JuremaPermalinkResponder

Opa, exterior, desculpaí...

Jurema
JuremaPermalinkResponder

Ah, sim, e na Praia do Forte, os miquinhos vêm roubar o seu mamão (ou banana, ou manga...).

M.Gribel
M.GribelPermalinkResponder

Hum, pensando...
O do Transamérica em Salvador há alguns anos foi o melhor.
Em Gramado, o do Hotel Alpestre também era maravilhoso.
O Crowne de Santiago tinha umas panquequinhas maravilhosas.
O café puro com croissante de qualquer boteco em BsAs é tudo de bom.
Ah, e quando eu era moleca, os do Sheraton no Rio.

M.Gribel
M.GribelPermalinkResponder

Amo a tal da tapioca quentinha feita na hora em café da manhã no Nordeste. Vale a viagem.

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Miguel, esse esquema da casa dos moradores é ótima, achei uma ótima oportunidade de fazer o trekking com conforto e tendo contato com o pessoal da região, que é bacaníssima, por sinal. Repetindo a Flavia, vc foi pela Venturas?

Ricardo Freire

Não é sensacional quando uma conversa começa com jaca e caju e termina num trekking pelo Vale do Pati na Chapada Diamantina?

(Miguel! Responde, que eu tô curioso...)

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar