Good karma

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

joaofotografo450.jpg

Ontem veio o João (esqueci de perguntar o sobrenome!), que trabalha para a revista da TAM, pra me fotografar pra uma materinha da revista.

Ao saber que eu tinha um guia de praias, ele me contou que os pais dele freqüentavam Trancoso no final dos anos 70.

E que ele foi concebido em... BOIPEBA!!!!, nos idos de 81.

Eu acho inacreditável que Boipeba já existisse em 1981...

Momento flashback: acabo de me lembrar da primeira vez que ouvi falar de Morro de São Paulo. Foi em 1982. Quem me contou foi um paulista, que me falou dessa ilha na Bahia, que ficava "em Valença". Achei tudo muito esquisito. Pra começar, uma ilha que se chamava "morro". (Como assim, Bial?) Depois, por que São Paulo na Bahia? E finalmente, a única Valença de que eu já tinha ouvido falar ficava no Estado do Rio...

 

5 comentários

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Eso es: Good luck!!!

Carla
CarlaPermalinkResponder

Pois eu me lembro de uma amiga que morou na Itália por muitos anos e lá ouviu falar em Morro de São Paulo pela primeira vez... A resposta dela era padronizada: "Morro? Que negócio é esse de morro? E por que agora todo mundo vai à praia em São Paulo? Vai pro Rio, meu filho..." grin

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalinkResponder

Hmmm, nosso guru tá mto chique... Tema de matéria na Tam Magazine!
Não esqueça de nos mostrar quando sair. wink

Filipe
FilipePermalinkResponder

Boipeba???? Em 1.981???? O camarada é descendente dos tupinambás ou dos timbiras??? brincadeira...

Ricardo Freire

Bruno, é uma matéria com mooontes de gentes que eles acham exercer profissões "diferentes". Se sobrar mais do que um parágrafo pra mim, eu conto...

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar