Varig: low-cost com milhas?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

smiles451.jpg

- Claro que não vamos servir barrinha de cereal (...) mas teremos um serviço de bordo mais prático.

Palavras de Constantino Jr., presidente da Gol, em entrevista ao G1 na qual diz com todas as letras que, sim, a Varig vai ser uma low-cost internacional.

Tá bom, eu sei que você disse isso naquela caixa de comentários smile

34 comentários

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Comandante e caros amigos, estou de volta (ao blog e ao Brasil). Tudo certo por aqui, como sempre! Produção em alto grau, muita novidade e leitura atrasada que preciso pôr em dia....

Bem, tenho que confessar que senti saudades, não apenas da família, do Brasil, do trabalho, mas do VnV, e como!

GRANDE ABRAÇO PRA TODOS...

Tem matéria nova sobre Cape Town! (que cidade maneira!)

Depois vai ter sobre o Safari fotográfico em Mala Mala, é claro. E, podem esperar, centenas de fotos, dicas e sugestões. Safari fotográfico é demais!

Marcio Ito
Marcio ItoPermalinkResponder

Ah, então vai ser misto-frio e polenguinho.

Eles bem que poderiam servir pão de queijo, né?

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Se a varig tem a intenção de associar-se a alguma aliança existente, o serviço deve sofrer uma redução, principalmente quando comparado ao da Antiga Varig. Isso necessariamente não quer dizer serviço ruim, já que algumas concorrentes já fizeram isso.

Caso ela não tenha intenção de associar-se ou queira associar-se em uma nova aliança de LowCost que pode surgir no futuro, não deixa de ser um movimento interessante diante da concorrência.

Muito se critica o serviço de bordo da Gol, mas geralmente viajamos em aeronaves novas ou bem mantidas e temos a possibilidade de pagar uma tarifa inferior em determindas rotas ou datas.

Cabe ao consumidor decidir quanto quer pagar mais por um serviço de bordo completo e o quanto pagaria por um serviço mais espartano. Se, sob seu ponto de vista, ele encontrar uma boa relação custo benefício, ele irá optar pela mesma.

Fica só a sensação que todas as passagens aéreas no Brasil poderiam ser mais baratas, principalmente comparadas as sua concorrentes internacionais. Por outro lado, se as cias não tivessem uma margem de lucro tão grande no Brasil, ninguém tinha comprado a Varig...

Arnaldo,

O Bom filho a casa torna! Ficamos felizes por ter conseguido atingir as suas expectativas!

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalinkResponder

Riq, não quero parecer otimista em excesso... Mas entendi por low-cost, nas palavras do Constatino, uma empresa com um gestão de custos eficiente, senão não faria sentido dizer também que "manterão as características de serviço da Varig'.

No release eles tb falam: "A GOL pretende levar à VARIG a necessária ousadia, excelência em gestão, capacidade financeira e uma base de custos para competir com companhias aéreas sul-americanas e globais." ... "Uma informação fundamental para o trade é que a GOL e a VARIG seguirão como sendo duas empresas independentes, cada uma com sua vocação de serviços." ... "A atuação da VARIG será pautada por uma proposta de serviços diferenciados, vôos diretos e o programa de milhagem (Smiles)."

Abcs wink

Filipe
FilipePermalinkResponder

Concordo em genêro, número e grau com o Rodrigo. Sinceramente nunca entendi essa birra com o serviço de bordo da Gol. E olha que eu não gosto de barrinhas de cereal. Avião é para voar, restaurante para comer. A não ser em viagens com mais de 3 horas acho qualquer serviço de bordo dispensável. Não pago nem um centavo a mais por qualquer coisa que me vão oferecer a bordo. Comerei bem quando chegar ao destino. Comida de avião sempre será comida de avião. Abraços e boa viagem.

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Se a Varig continuar fazendo os vôos internacionais que fazia antes da quebra (Paris, Barcelona, Frankfurt, etc), com preços razoáveis e competitivos com os da TAM, acho que será bom pra todo mundo, APESAR das barrinhas de cereais. Vou apenas me lembrar de levar um lanchinho....

Arnando,
Bem vindo de volta! Vou passar já no seu blog!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

EUROPA PARA INICIANTES
Cruzei com um site bem interessante para os que estão indo
a europa pela primeira vez http://www.fmgomes.com/viagens/europa.php
é em portugues e as informações de hotelaria podem ajudar
a iniciar uma procura

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Francamente?
A Gol era baratinha há um bom tempo atrás.
Hoje ela é um pouco mais barata que a TAM, dependendo do trecho tb.
Já aconteceu de eu encontrar trechos mais barato na TAM que na GOL.
Tá certo que a TAM tb não tá mais essas coisas, o sanduíche virou refeição de 1a classe e a bendita barrinha de cereal e goiabinhas que sinônimo de comida de cia barata, virou uma praga nacional.
A coisa é tão irritante que no lugar da maioria das pessoas pensarem que talvez, eu disse talvez, poderemos voar pro exterior com um custo mais barato, a gente se preocupa com a tranqueira da goiabinha...

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Ah, eu não consigo acreditar em preços melhores...acho que é isso.
Só consigo pensar em comida pior...rs

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Filipe, eu discordo.
Logicamente eu não vôo para comer.
Porém, eu acredito que a maneira que vc trata os seus clientes, seja lá qual for o seu tipo de negócio, faz toda a diferença.
Eu aprendi que se você dá para ele aquilo que ele espera, vc cumpriu a sua obrigação.
Se vc surpreende em pequenas coisas, mesmo que seja um lanche horroroso em uma cia aérea, vc o conquista.
Ao menos é o que penso e concordo. A diferença é o que nos faz fazer boas recomendações de produtos e serviços.
Se uma coisa não agrada, a gente não recomenda.
E estou para ver melhor propaganda que o boca-a-boca.

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Arnaldo, bem vindo!
Dei uma passada no seu blog, mas aqui não tá abrindo de jeito nenhum.
A culpa é da conexão discada pra chinês aposentado.
Amanhã de casa eu vou lá. AH, eu tinha visto parte das fotos naquele link que vc tem lá. São lindas, dá vontade de ir...

Daniela Siqueira

Pela diferença de preço que cobram, eu compro váaaaaaaarios sanduíches pra comer no caminho. Estou com o Filipe.
A gente tem é que deixar de frescura. Nos EUA, as companhias vendem as comidas a bordo e TODO MUNDO leva lanche nos vôos. Nos aeroportos eles vendem lanches já apropriados para levar no vôo. As pessoas trazem de casa lanches prontos. As revistas - como a Condé Nast Traveller - chegam a publicar receitas de lanches próprios para levar nos vôos (eles fazem tipo um concurso para chefs, com o desafio: tem que não ter cheiro, ser portável, não precisar de refrigeração, e ser gostoso). A gente é que fica se sentindo um farofeiro de levar comida em avião...

O problema é que, psicologicamente, a gente acha que está ganhando a comida de brinde, e não pagando (caro) por ela. Aí, achamos que a Gol está sendo mesquinha e fuínha, quando nos dá apenas uma goiabinha, e a Varig e TAM é que são chiques e desprendidas quando nos fornecem lanches melhorzinhos. E a gente não tem nada para fazer nos vôos mesmo, a não ser obcecar com a comida que vão nos trazer...

Carla
CarlaPermalinkResponder

Tou com a Daniela e o Filipe - não pago nem 10 reais a mais para voar em uma companhia que vai me oferecer aquela comidinha plástica de avião - além de sem graça, a dita cuja ainda é altamente calórica... wink

Arnaldo, que bom que você gostou da viagem! Vou lá visitar o seu blog agorinha mesmo!!!

Marcio Ito
Marcio ItoPermalinkResponder

A questão não é a comida à bordo, afinal ninguem sobe em avião pra comer, mas sim o fato de que a tarifa NÃO é barata.

Não acho a tarifa da GOL barata, a tal ponto dela oferecer barrinhas! Isso pra mim é mais uma jogada de marketing.

Pelo que ela cobra, deveria sim oferecer "algo mais"! Ela poder ser eficientíssima na utilização de suas aeronaves, mas como já disseram, acredito que faz muito pouco pelos seus clientes.

Ricardo Freire

Mas tendo em vista que o serviço de bordo da TAM também está uma porcaria (gente, café da manhã com duas torradas, um Poleghinho e um bolinho é quase pior do que barra de cereal) e as duas vão ter 90% do mercado, o que se pode tirar dessa situação é:

- Existe um nicho de mercado para quem criar uma rede de minidélis em aeroportos, como nos Estados Unidos, para vender sandubas prontos, saladinhas e coisas saudáveis para levar a bordo.

(Não, não me perguntem quem procurar na Infraero, porque daqui a três anos e meio eu quero estar bem longe dessa CPI...)

Lucio Tokutake

Hoje a gente pergunta se o vôo é pela Barrinha (GOL) ou Balinha (da Arcor, na TAM)......

Ricardo Freire

Lúcio:
smile
smile
smile

Majô
MajôPermalinkResponder

Antes de mais nada, Arnaldo seja bemvindo !!! Deixei vários recados em seu blog. Achei linda a foto da zebra na sua introdução, claro que as outras tb. E o avião é simplesmente maravilhoso, a nova Varig deveria olhar seu blog rs

Concordo com a Mô que a Gol já teve preços baratos, hoje em dia variam de acordo com a demanda, horários de pico = preços equivalentes à TAM. Já comprei várias vêzes passagens mais baratas na TAM.
Infelizmente o serviço de bordo foi nivelado por baixo nas duas, Gol e TAM. E o problema não acho que seja grana, e sim falta de atenção ao assunto.
Como a Mô, acho que poderiam surpreender os clientes dando mais atenção a este quesito, o que demonstraria um gesto atencioso. Comida boa não tem que ser cara, sim ingredientes bons e criatividade. Vide Jamie Oliver. Por que não, em vôos curtos, talvez mini sanduiches, com recheios modernos e uma apresentação apetitosa. Alimentação mudou, as pessoas estão mais preocupadas em comer corretamente e bem, eles deveriam oferecer até opção natureba. Acredito que a Varig/Gol vai surpreender com algo como associação com um chef, tipo Flávia Quaresma, Alex Atala assinando o menu. Eles lucram muito com passagens, podem sim ter esta atenção com os passageiros.

Sylvia,
Meu oferecimento está de pé, me diga quando seus pais estarão no Rio e o hotel em que se hospedarão, de repente dou uma corridinha na hora do almoço para dar algumas dicas a eles. Meu email é majotsarrobagmailpontocom

Recomendo darem uma olhada no blog do Arthur que está com fotos lindas do MAC em Niteroi, uma obra belíssima do Niemeyer.

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Rs.....Eh, Majô....só vc mesmo pra concordar comigo...rs
A propósito, eu a-do-ro o Alex e o Jamie!!!! rs

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Neste final de semana eu estava num restaurante que era da Associação da Boa Lembrança e tinha vários pratos da Varig, da época em que chefs famosos assinavam o menu da primeira classe. Que diferença...
Mô e Majô, eu gostava muito do Mesa pra Dois, pena que terminou, o Atala é demais. Vivo tentando criar coragem para jantar no DOM...

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Emília, quando tomar coragem, me conta? rs
Assim eu penso se vou...rs
Eu queria ir lá fazer turismo, sabe? Tomar um cafezinho e dar uma olhadinha nele...mas...rs

Emília
EmíliaPermalinkResponder

(risos) Quando eu podia fazer minhas caminhadas, eu passava às vezes na frente do restaurante, mas nunca tive a sorte de vê-lo por lá.
Estou pensando em usar alguma data comemorativa como desculpa: aniversário de namoro, aniversário, a primeira que chegar! smile

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Então, eu tentei usar essa desculpa no meu semana que foi na 2a f...rs
Mas....meus amigos me olharam com uma cara meio esquisita, dizendo que eu queria ir lá só pra ver o chef tatuado..rs
Daí eu não consegui convencer, mesmo insistindo que a comida era ótima!
(isso aqui tá parecendo papo de wc feminino! rs)

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Mudando um pouco de assunto, oh Comandante! Deu no Terra que a Varig lançou descontos de até 90%. E que tem passagem pro Rio a partir de R$89.

GiraMundo com Jorge Bernardes

Mô Gribel, Esse banheiro feminino tem eco... eu ouvi um aniversário na última segunda feira? Parabéns!!!!

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Acabei de checar no Orkut e é isso mesmo!
Parabéns, Mô! Muitos anos e viagens felizes!
(é aproveitando para acabar com o papo de banheiro feminino...rs...)

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Rs...confessa, JB do GM, vc tava escutando lá com o orelhão na porta...
Obrigada... eek)

Lea
LeaPermalinkResponder

Gente,

Acho que, sobre a comida de bordo, tem coisas que vão além da simples refeição. Para muita gente, mesmo os mais viajados, o avião ainda é algo mágico, um transportador para a realização de um sonho, ainda que este caminho seja desconfortável. E, assim como não temos o que fazer com nossas pernas longas ou com a nossa dor nas costas, temos que comer o que nos é oferecido pelas "simpáticas" aeromoças (na maioria dos casos ninguém por aqui leva lanchinho, ne?)
Então na hora H receber duas torradas e um polenguinho é estragar um pouco esse sonho, principalmente em viagens mais longas. É também a "coroação" dos desconfortos - antes um cafe da manha gostosinho era algo como um oásis entre berros de bebês, gordos roncando e cadeiras que não reclinam. Acho que isso acontece mesmo nas low cost - mas o pior é quando o preço pseudo-baixo nem vale o sonho estragado!!! É uma outra forma de ver essa historia toda, não?

___________________________________________________________

Sobre o DOM: recomendo a quem for de NAO PEDIR o menu degustação. A unica vez que tive CORAGEM de ir lá desebolsar uma quantia obcena me dei muito mal na desgustação! Miiiiini porções, algumas nem dignas de nota, e o preço é ainda mais alto do que o de uma entrada e + um prato!!! Mas... tirando isso, vale a pena numa ocasião especial cacifar um jantar (ou almoço! Sai mais barato) no DOM. Junte cinco jantares que vc esqueceu e troque por um que não se apaga tão cedo da memoria.

___________________________________________________________

Por ultimo.... obrigada ao Riq pela cobertura do "furo" e aos 24 tripulantes que se juntaram à comunidade do VnV no Orkut! smile
O endereço é:
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=29793009

Lea
LeaPermalinkResponder

Ah, e faltaram... os parabéns pra Mô!!!

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Eu concordo com a Lea. Não importa se já voei quase mil vezes.
Eu gosto do lanchinho com sabor caixa de sapato, acho que a gente não espera muito mesmo porque sabe que é ruim.
Mas, no mínimo, distrai..rs
E obrigada pelos parabéns! eek)

Hugo
HugoPermalinkResponder

Até hoje, quando fui comprar passagens antecipadas (uns 10 meses antes da viagem) quase sempre encontrei melhores preços na TAM, e quando a Gol era mais barata a diferença era insiginificate e valia mais a pena pagar uns trocados a mais para poder aproveitar a milhagem.

Quanto ao DOM, ainda estou criando coragem para ir em São Paulo e jantar nesse restaurante. Só que pelos preços, vou ter que arrumar muuuuita coragem.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Mô, feliz aniversário atrasado!!!

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Acho que o Aquela Passagem é o primeiro a noticiar:

Air Canada rompe parceria com a Varig dia 05/04/2007

http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/03/air-canada-rompe-parceria-com-varig.html

O fundo que gerenciava a Varig tem participação na Air Canada. O negócio já deu o que tinha que dar e o pessoal tirou o time de campo.

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Atenção associados Smiles que querem ir ao Canadá

Essa só tem no Aquela Passagem:

A recente parceira da Air Canada com a Varig vai acabar dia 05 de abril de 2007

http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/03/air-canada-rompe-parceria-com-varig.html

O fundo que controlava a Varig tem participação na Air Canada. Com o lucro no bolso, hora de se retirar totalmente.

Boatos de Varig na SkyTeam...Atenção, são apenas boatos. Vamos esperar para ver...

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar