A volta ao mundo de metrô

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

  metrocidmex-tela.jpg  metrocidmex-papel.jpg

O metrô da Cidade do México funciona das 5 da manhã até à meia-noite. Mas atenção: no sábado é a partir das 6, e no domingo, a partir das 7.

Já pra andar no metrô de Xangai você precisa comprar um cartão de 100 yuans, sendo 30 yuans são de depósito. Cada viagem custa entre 3 e 7 yuans, dependendo do itinerário.

Em Bruxelas, esteja ciente de que da estação Centraal até a estação Heysel são 13 paradas pela linha A1.

E você sabia que dá pra ir de metrô às pirâmides de Gizé, no Cairo?

Pois eu não sabia de nada disso, e fiquei sabendo porque entrei no site urbanrail.net. É uma mão na roda (um pé no trilho?) para quem quer usar transporte público no exterior. Você encontra o mapa das linhas, o horário de funcionamento e o preço de passagens -- e passes! -- em tipo duzentas cidades (não contei) nos cinco continentes.

Você pode imprimir antes de viajar e assim não ficar dependente de encontrar um mapinha do metrô nos guichês de informação turística. Também é bom pra decidir o seu hotel – dá pra ver se a estação mais próxima tá numa linha conveniente ou não.

Em lugares pobres eu não sou muito a favor de transporte público (se bem que, pelo estado desse meu mapinha de papel do metrô da Cidade do México dá pra ver que lá eu usei muuuito -- e adorei). Mas no Velho Mundo usar o sistema de metrô e bonde é parte indissociável da experiência européia.

Peguei essa dica no Gadling. Alguém aí já conhecia?

32 comentários

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

É verdade, Riq, eu também penso que em lugares pobres (exclusivamente pela questão da segurança) eu não curto usar transportes públicos, mas em países "arrumados" eu gosto, e muito. Andar de metrô é extremamente prático, mas o que mais gosto, mesmo, é de bonde. Acho o bonde uma curtição, seja o velho bonde de Lisboa ao moderno e hiper decorado de Amsterdam. Praga, por exemplo, é uma cidade especialmente gostosa de andar de bonde. Os ônibus ficam em terceiro lugar.

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Conhecia sim, Riq...O site é bom mesmo. Só acho beeeeeeem ilusório em relacao, por exemplo..., a SP!!!! Imagina europeu imprimindo esse mapinha e querendo tomar essas linhas "operated by CPTM"?!?!!?

Ricardo Freire

Arnaldo, não consigo entrar no Subway Navigator. Acho que tô com problema na rede ou na memória do Explorer; tem um monte de site pesado que não entra e dá "gateway timeout"...

Alê, dá pra ir ao bunker Daslu de CPTM smile

Ricardo Freire

Consegui entrar agora, Arnaldo.

É bacana, mas é bem diferente. O Subway Navigator te mostra o caminho de metrô (o que é ótimo), mas esse UrbanRail te dá de cara o mapa do metrô e todas as informações essenciais numa página só. O Subway Navigator pesca pra você, mas o UrbanRail ensina a pescar smile

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Hahaha, entao tá! razz

Riq: esqueca o Explorer e instale já o Firefox!

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

É verdade, Riq. O ideal, neste caso, seria o passageiro consultar o UrbanRail para saber os nomes das estações e depois, para saber o roteiro e as conexões, consultar o Subway Navigator , que daria o percurso "de-para", certo? Lembra daquele painelzinho das estações do metrô de Paris, com aquelas lampadinhas? O Subway Navigator é aquilo na era moderna!

Majô
MajôPermalinkResponder

Eu também adoro o bonde, como o Arnaldo, foi uma pena terem tirado os do Rio.

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Alessandro, eu instalei o firefox versão MAC, e me adaptei horrores!!!
Ele me apresenta umas ferramentas para administrar o blog que o Safári não me mostrava, como editar a foto, arrumar o texto, etc e tal...

Sylvia: hoje é o dia de refrescar a memória dessa gente, em função da nossa Con VnV enção, aqui em POA, domingo, né?! Me manda um e-mail pro diogocs@terra.com.br pra gente ajustar os ponteiros.

Todos: gente, o Jorge Bernardes deu uma dica lá no blog de um breakfast ai em sampa, em Moema, que é demais. Passem lá pra prestigiar o rapaz, gurizada! wink

Abraços, e o meu lunchtime terminou... hora de voltar pro trabalho ;( Depois eu retorno!

Goitacá Bender

Adoro o Gadling! Vivo copiando/linkando coisas de lá.

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

O Riq, tem coisa mais leagla do que andar nas buseatas da Colombia, Venezuela, e outros cantos da America, todas deocrdas de um jeito diferente? Transporte coletivo sempre tem aquele toque local!

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Como boa paulistana eu sou louca por metrôs. A primeira vez que fui a Paris enlouqueci com a idéia (não sei se real) de que NADA na cidade fica mais longe do que 500m de uma estação de metrô.
Eu sei que todo mundo recomenda os ônibus, que vc anda sobre a terra e vê a cidade, mas eu adoro o metrô. O parisiense nem se fala! Adoro as 10 linhas e suas 200.000 conexões entre elas. Adoro ver os franceses mal humorados voltando ou indo pro trabalho e mesmo que falem mal deste metrô (mendingos, sujeira, etc) eu acho que tem seu charme. Mais pariesiense impossível...
E como, depois dessa visita, eu adorei me locomover de metrô, resolvi experimentar os de outras cidades:
- De Praga: pequeno, porém fácil e eficaz.
- Viena: a linha 8 (que faz o Ring) passa por quase todas as atrações principais da cidades, e tem interligação com o bonde, que é um charme.
- De Londres: enorme, meio sujo na periferia, mas super útil. Mais modernos e mais deprê do que o de Paris.
- De Roma: quente no verão, com poucas linhas, útil apenas pra chegar na San Polo Fuora Muri (minha igreja predileta em Roma).
- De Budapeste: velho, hiperdesorganizado, com poucas linhas e pouca informação.
- De Amsterdan: esse NÃO recomendo. Só tem 3 linhas, periféricas e é um ponto de traficantes e drogados. Prefira o bonde.
- De Buenos Aires: legal, com a linha mais antiga da America do Sul. Uma atração turística.
- De Madrid não andei da outra vez que visitei a cidade, mas dessa vez eu certamente vou andar e conto!

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Paula, o Metrô de Madri é excelente, certamente vc. vai gostar. Um dos melhores da Europa.

Carla2
Carla2PermalinkResponder

Eu também acho metrô ótimo, mas depois do que me aconteceu na Cidade do México fiquei mais esperta. Vou contar p/ que nenhum outro desavisado faça a mesma burrice que eu:
ao planejar a viagem, vi pelo mapinha, que o metrô atendia o aeroporto e com 1 única baldeação eu chegaria ao centro a apenas 2 quadras do hotel reservado. Vi também que a diferença entre o taxi e o Metro era absurda (algo como 40 dolares x 5 pesos). Aí, garota ixperrrrta, decidi: vou de metrô. Estava indo passar 20 dias no país, passando por locais com diferentes climas, então o tamanho e o peso da mala vcs podem imaginar. Para resumir: os acessos ao Metrô, assim como as baldeações, são feitas por escadarias ENORMES (morracima e morro abaixo...). Tive que arrastar a mala, a mochila das costas e a mim por uma infinidade de degraus, a baldeação era longe a beça, o Metrô bem cheio (cheguei de manhãzinha, no horário que as pessoas deviam estar indo para o trabalho), e as calçadas no centro péssimas, sem contar o desnível imenso entre elas e as ruas. Ou seja, foi um horror, fiquei 2 dias com os braços doendo e só não arrebentei a mala porque era de boa qualidade, a bichinha.
Alessandro, vc tem toda razão, nem tudo que se passa com aquelas bolinhas coloridas ligadas por linhas retas da mesma cor é um mar-de-rosas.... Mas agora aprendi - do aeroporto p/ o hotel só de taxi, a menos que eu já conheça o caminho (em Londres é absolutamente civilizado fazer o trajeto de trem ou metrô).

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Grande Carla, dica espertissima !
Anotar para não esquecer jamais .

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq,

Adorei o urbanrail.net. Mais prático e completo impossível, tudinho na mão do mundo todo. Uma mão na roda, ou como vc disse, um pé no trilho smile

Paula,
Assino embaixo sobre tudo que você falou sobre o metrô em Paris e também tive essa mesma sensação a 1a vez que fui.
Adoro com tudo o que tem, incluindo o cara fazendo marionete, o outro tocando acordeon, a outra cantando, acho um barato.

Mas, adoro o ônibus de lá também. Ficar perdida até que é um bom programa. wink

Majô
MajôPermalinkResponder

Carla 2,

Pelas razões que você descreveu, pra mim do aeroporto ao hotel é taxi. Idem a volta. Melhor custo/benefício :p

Majô
MajôPermalinkResponder

:p)

Majô
MajôPermalinkResponder

aiii Riq, apaga ali ;p

GiraMundo com Jorge Bernardes

Cadê o Eduardo D? Ele precisa anotar essa dica do metrô de Buenos Aires. Tem lá um trechinho histórico do metrô com vagões de madeira que são lindíssimos. Fiquei uns 10 minutos, andei de uma estação para outra apenas e achei o programa imperdível.

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Metro e legal, mas como já falou o Riq metro e malas não combinam.... Paula o Metro de Madrid é excelente, lembra um pouco do França, mas falta um pouco de charme. Do Aeroporto não vá de metro, tem muitas escadas, o melhor é pegar um onibus até a praça Espanha, e de lá um taxi.

Ricardo Freire

O meu truque para quem não quer ou não pode ir de táxi do aeroporto é pegar o transporte público (seja trem, metrô ou ônibus) até o primeiro ponto de baldeação. E a partir daí, em vez de arrastar mala (e descobrir onde fica um hotel numa cidade que não conhecemos), pegar um táquis (rima com Pépis).

Ricardo Freire

Majô, eu tô evitando apagar porque o sistema pode achar que eu tô te chamando de spam smile

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Aqui em Amsterdã existe um ótimo trem para o trajeto aeroporto-centro. Para outros tragétos se puder usar o bonde ou tram como eles chamam por aqui é melhor.

Em Sydney pode pegar o metro para centro que não tem erro. Já em Bangkok vai de táxi mesmo e agüenta o trânsito.

Nossa a Paula me lembrou de uma história boa. Fui pedir informação sobre uma estação na bilheteria do metro de Budapeste. Piada né, a senhora mal humorada me respondeu em húngaro parecia que ia me bater.

Ótima dica. Gostei dos dois sites!!!

Majô
MajôPermalinkResponder

hahah mas, lixo = deleta smile

GiraMundo com Jorge Bernardes

Eu, às vezes, tenho a impressão de que visitei uma outra Budapeste. Eu achei o metrô bem fácil de usar, a bilheteira falava inglês. Tudo tranquilo. Volta e meia eu vejo comentários sobre Budapeste como um lugar onde as pessoas encontraram dificuldades e sofreram com o humor dos húngaros. Eu tive uma ótima experiência lá. Das melhores inclusive.

Emília
EmíliaPermalinkResponder

O metrô de Madrid é bom, assim como o de Barcelona, mas eu acho esse mais bonitinho, fora que eu adorava ouvir o sotaque do cara na gravação: 'Próxima estació: Cataluuuña' smile

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Paula, também sou como você, onde vou gosto de experimentar o metrô.
Um muito interessante é o de Washington, pois foram projetados para servirem como bunkers e todos têm placas de cimento no teto. É sombrio, mas esteticamente interessante e moderno.
O de Buenos Aires é uma fofura, quando você pega aqueles vagões do começo do século passado (nossa, século passado!).
E os de Paris...sempre me lembro da primeira vez que peguei, era mais novinha e fiquei impressionada com os músicos nos vagões. Só tem algumas estações esquisitas, como aquelas próximas à região de Montmartre e afins.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Aqui vai a dica completinha do metrô de B.Aires pro Eduardo anotar: a linha "histórica" é a linha A e a estação preservada é a Peru, na Avenida de Mayo.

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

O metro de Estocolmo é lindo, com obras de arte, e um ambiente agradável. Nem precisa dizer que é lmpo e seguro.

Lola
LolaPermalinkResponder

Genteeee!!!
Lugar pra se andar de trem é no Japão!
É o principal meio de transporte do país, super prático, pontualíssimo e os horários maneiríssimos tipo.... 14:01, 15:59...hahahahhaha
segue o site de trem pra quem quiser consultar!
www.hyperdia.com

Lola
LolaPermalinkResponder

Detalhes super importantes sobre os trens do Japão: são limpos, vc não corre riscos de ser assaltado e tem milhares de linhas!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar