Berlim pra Mira

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

A Mira vai fazer uma viagem rapidinha agora em maio, ficando três dias em Berlim e três dias em Amsterdã. Estive em Berlim no ano passado, então está tudo fresquinho ainda na memória do laptop. A Amsterdã, porém, eu não vou há séculos, então abri um post à parte imediatamente abaixo desse. Eu espero contribuições nos dois, mas no de Amsterdã estou mais necessitado smile

Mira, como três dias em Berlim é um tempo exíguo, eu tentaria me hospedar direto no ber-dom150.jpglado oriental, que é onde as coisas estão acontecendo. É na antiga parte comunista que estão os melhores museus, os monumentos restaurados, as novas construções e a vida noturna. A cidade é espalhada, e você vai andar bastante de metrô; hospedar-se no lado oriental faz você economizar algumas baldeações. O lugar ideal para você ficar é a Mitte, o enorme bairro "central" da cidade reunificada.

Se eu voltasse hoje a Berlim, eu tentaria me hospedar no Lux-Eleven, que fica na parte mais descolada da Mitte, mas estava um pouquinho fora do meu orçamento quando viajei pela V&T. Para ficar na rua mais movimentada do bairro, a Oranienburger Strasse, fique no Arcotel Velvet. Querendo um ambiente romântico, sem minimalices, o Honigmond Garden entrega. Na fronteira da Mitte com Prenzlauer Berg, o Prinzalbert é djizainezinho, econômico e recomendado tanto pela Traveler quanto pelo Lonely Planet.

[Colchetes: desta última vez eu fiquei no Ku'Damm 101, que é ótimo -- barato (consegui por 80 euros), bem-freqüentado, com um café da manhã sensacional (cobrado à parte),  cheio de coisinhas orgânicas e gostosas e diferentes servidas em copinhos e pratinhos. Mas a estação mais próxima não era conveniente, então eu tinha que pegar um ônibus, rodar meia Ku'Damm (a antiga avenida chique do lado ocidental) e então pegar o metrô na estação Zoo. Fecham colchetes.]

O passeio fundamental pela nova Berlim começa quando você emerge da estação Potsdamer Platz e dá de cara com o Sony Center – uma praça futurista delimitada por prédios disformes e coberta por um teto de vidro.

     ber-sonycenter181.jpg  ber-sonycenter180.jpg

Há 17 anos ali só havia a desolação do entorno do Muro de Berlim – cuja história você pode conhecer numa exposição montada em frente à praça, usando fragmentos do Muro como suporte.

Continue o passeio pela Eberstrasse. Em poucos minutos você vai avistar, à sua direita, um campo de lápides sem identificação, construídas num labirinto de vielas que afundam no terreno e parecem engolir seus visitantes: é o tocante Memorial das Vítimas do Holocausto.

ber-memorialholocausto450.jpg

Mais um pouco e você chega ao Portão de Brandemburgo. Ali fica a atração mais procurada da nova Berlim: a cúpula de vidro do Reichstag, o Parlamento Alemão, desenhada pelo inglês Norman Foster.

ber-parlamento450.jpg 

Lá em cima é lindo, mas eu não consegui subir. Como a subida é grátis, a fila sempre é enorme. Por mais bacana que seja, não recomendo ficar duas horas na fila de nada no primeiro dia de uma cidade. Deixe para o último -- ou para a próxima. (Sempre é bom ter uma desculpa para voltar. Eu preciso voltar a Berlim, não subi no Reichstag!!!)

De um lado do Portão você tem o parque Tiergarten e, no meio dele, a Siegessäule (diga: ziguessóile), a coluna da vitória onde se encontravam os anjos de Wim Wenders em Asas do Desejo. Mas não agora: a pé fica longe, e de metrô tem baldeação, então deixe para passar lá quando você for ao lado ocidental.

Do outro lado do Portão começa a majestosa avenida Unten den Linden, com sua coleção de palacetes. Pegue um velotáxi (um divertido táxi-bicicleta, que faz tours a 7,50 euros por pessoa) e percorra a avenida até a Museuminseln – ou Ilha dos Museus.

    ber-velotaxi400.jpg 

Visite ao menos o Museu Pergamon, um dos mais importantes museus de arqueologia do mundo. A novidade da ilha é o Bode Museum, que reabriu no ano passado. Os dois foram muito bem descritos pela Jurema aqui.

Depois você pode caminhar até a Alexanderplatz, para subir na Torre de TV, ou, querendo dar o fecho mais charmoso ao passeio, ir até o Gendarmenmarkt (foto abaixo), a mais bonita das praças de Berlim, para sentar num dos cafés da calçada ou traçar um schnitzel chique no Lutter und Wegner.

ber-gendarmenmarkt450.jpg 

(Na mesma praça também fica um bar decorado com painéis gigantes de fotos semipornôs de Helmut Newton, o Newton Bar.) Trouxe a carteira? Você estará nas imediações das ruas mais comerciais da Mitte, Französischer Strasse e Friedrichstrasse.

Mas a muvuca noturna fica do outro lado da Mitte. A rua da noite institucionalizada, com restaurantes e bares já absorvidos pelo circuito convencional, é a Oranienburger Strasse -- um endereço histórico na reocupação de Berlim Oriental, já que foi ali que artistas plásticos ocuparam ilegalmente um prédio caindo aos pedaços, o Tacheles, que continua até hoje meio decrépito, contrastando com o mauricismo da noite em redor.

A noite vai ficando menos óbvia, e mais interessante, na região da Rosa-Luxemburg-Platz, já na direção de Prenzlauer Berg. A Alte Schönhauser Strasse tem restaurantes bacaninhas, como o bem-freqüentadíssimo (e relativamente barato) vietnamita Monsieur Vuong (foto abaixo). Na mesma rua também tem um italiano interessante, o Cantamaggio. Caminhando por ali você vai descobrir outros lugares maneiríssimos.

    ber-vietnamita400.jpg

Um bairro que merece ser visitado de dia antes de você voltar à noite é Prenzlauer Berg, o primeiro a nordeste da Mitte. O bairro foi construído no início do século 19, com predinhos de cinco ou seis andares. À época da reunificação, os edifícios estavam em estado de penúria, e foram aos poucos restaurados e reocupados por casais jovens que queriam criar seus filhos num bairro tranqüilo e verde. Hoje Prenzlauer Berg é um lugar gostosíssimo de passear, com lojas, cafés e restaurantes transadinhos.

    ber-prenzlauer400.jpg 

Desça na estação Eberswalder Strasse. Se o tempo estiver bom, o biergarten da cervejaria Prater, no comecinho da Kastanienalee, estará aberto. A região mais bonitinha é o entorno da praça Kollwitzplatz. Dois bons restaurantes por ali: o tailandês Mao Thai e o italiano Paparazzi. Mas se quiser autêntica comida alemã, a currywurst (salsicha levemente temperada com curry) mais famosa da cidade é vendida no Konnopke's Imbiss que fica embaixo do trilho do trem na estação Eberswalder Strasse.

[Novos colchetes: um bom programa para antes desse passeio prenzlauer-berguiano é dar uma passada no austero Memorial do Muro (desça na estação Bernauer Strasse), onde um trecho dos dois muros (eram dois, com um espaço baldio no meio para praticar tiro-ao-alvo em fugitivos) foi preservado, com direito à instalação de um muro perpendicular de titânio (você vê tudo isso ao rés-do-chão e depois sobe a um mirante).

ber-memorialmuro450.jpg 

De lá são menos de 15 minutos a pé, pela Bernauer Strasse, que vira a já famosa Eberswalder Strasse. Fecham novos colchetes.]

Um outro roteiro bacana, que pode ser feito também a partir da região comercial da Mitte: desça na estação Kochstrasse para visitar o ótimo museu privado do Checkpoint Charlie.

    checkpointcharlie400.jpg 

De lá você pode ir a pé (ou tomar o metrô de novo até a próxima estação, Hallesches Tor) até o Museu Judaico, que tem uma ala que descreve a história, a cultura e os costumes dos judeus na Alemanha, e outra sobre o Holocausto e a diáspora judaica pós-guerra. Essa ala consegue ser extremamente emocionante, mesmo sem fazer uso de nenhuma imagem ou documentos da época dos campos de concentração.

    ber-museujudaico120.jpg ber-museujudaico270.jpg

Desça três estações depois, em Kottbusser Tor, e você estará no coração turco de Kreuzberg. Aproveite que a elegante matriz da rede Hasir abre 24 horas e experimente o mais autêntico döner kebap (o churrasquinho grego dos turcos) que pode existir -- porque o dono do restaurante, Mehmet Aygun, afirma ser o inventor do prato. Será?

E pensar que houve um tempo em que a maior atração de Berlim era a Igreja Memorial de Guilherme I, mantida de propósito no estado em que ficou depois dos bombardeios da 2a. Guerra. Hoje há tanta coisa para ver do lado oriental que você pode esquecer dela... Dá para encaixar a visita no mesmo passeio à Coluna da Vitória. Desça na estação Bellevue para a Siegessäule e na estação Zoo para a igreja; aproveite para seguir o conselho da Jurema e subir ao 6o. andar da KaDeWe (Kaufhaus Des Westens, ou Loja do Ocidente), o decano dos andares gastronômicos das grandes lojas de departamento do mundo, onde o comércio se confundia com a propaganda da fartura do capitalismo.

ber-ampelmannverm801.jpgber-ampelmannverde801.jpgNessa minha última viagem, não tive tempo de fuçar a cena chique de Charlottenburg, no antigo lado ocidental, nem o circuito alternativo-vanguardeiro de Friedrichshain (tido como o novo Prenzlauer Berg). Se você puder, fica aí a dica.

(Curiosidade: querendo ler o meu postal por escrito berlinense de 1998, clique aqui.)

Tem dicas de Berlim pra Mira? Deixe aí na caixa de comentários, bitte!

188 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Sylvia
SylviaPermalink

UAU !!! Tudo o que eu nunca imaginei poder encontrar
está aqui. Riq, vc é bri-lhan-te !! Obrigadissima !

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Sylvia, assim tu me deixa sem-graça
smile

Inagaki
InagakiPermalink

Rapaz, e pensar que não conheço a Alemanha, e que do idioma só sei falar volkswagen, fritz, schumacher, fassbinder e olhe lá... Um dia eu chego lá, Ricardo! grin

sergio
sergioPermalink

Caro Ricardo,
Estaremos, eu e m/mulher, indo a Lisboa p/1ª vez. Pedimos algumas dicas de passeios nos arredores, restarantes,etc. para 7 dias no final de maio. Obrigado

Mira Harari
Mira HarariPermalink

RIC VC É O MAXIMO -SÓ TO LENDO AGORA E JA TO ME DANDO UM TEMPO PRA CONSEGUIR FAZER UMA PARTE DESTE SUPER ROTEIRO TKTS BJS mIRA

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalink

Riq, será que Sylvia não estava falando da careca? razz rss.
Abração!

Sylvia
SylviaPermalink

Bruno:
Vc sabe ,estava falando do conteudo !

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Já coipei o texto pra mim, colei no Word e salvei como " Viagem a Berlim" no meu arquivo de viagens. Ótimo guia! Já deu vontade de ir à Alemanha, país que só visitei Frankfurth e Munique. Vou roubar pra mim esse roteiro da Mira.

GiraMundo com Jorge Bernardes

Até 2005 eu nunca havia pensado em conhecer a Alemanha. Fomos numa turma com o pretexto de visitar um amigo que estava morando lá e acabei me surpreendendo com tudo: povo atencioso, comida bacana, ótimos lugares para passear. Agora, só penso em voltar para conhecer Berlim.

Ricardo: para vc não dizer que ninguém fala das suas fotos. Essas de Berlim estão jóia smile

Eduardo Luz
Eduardo LuzPermalink

Riq, que roteiro, que texto, que fotos !! Pra guardar ( já guardei ) e fazer com muita calma pois ao ler , dá uma vontade muito grande de ir prá lá !
E eu não sei quantas vezes você foi ao Thai Gardens mas eu estive lá de novo hoje e eles montaram um bufê com várias entradas, pratos principais, sobremesas e chás por um preço até razoável (R$ 45,00 por pessoa) e com uma qualidade muito boa além da pimentinha bem carregada em alguns pratos. Vale uma nova chance!

Lia
LiaPermalink

Oi Ricardo e Mira,
Sou uma leitora assídua do seu blog, mas esse é meu primeiro post. A prefeitura de Berlim vai comecar a arrumar a parte ocidental, que ficou meio esquecida depois da queda do muro.

Berlim está linda, o verao já chegou aqui, esses dias tem feito muuiiito sol e 25 graus.
Umas dicas de Berlim: Nao deixe de pegar o ônibus 100 ou 200, esses dois ligam a berlim ocidental a oriental passam pela maioria dos pontos turísticos principais da cidade. Se for andar de metro/ônibus compre ou o ticket do dia que custa 5,25 ou o da semana 25 euros, sai mais barato do que comprar um passe só.
-Nao deixe de ir no Zoo, é lindo demais.
-Para compras a Friedrichstrasse é tb uma ótima opção juntamente com a Kudamm. Outlet vc encontra tb e chama-se b5 center.
-Se vc quiser ver campo de concentração é só ir ao campo de Sachsenhausen que fica nas redondezas de Berlim. Se vc quiser ver Bunkers tb vc encontra perto do Anhalter Bahnhof e tb na Friedrichstrasse.
- Todos os dias tem uns tours de graça, geralmente é na parte da manhã. Não sei o horário que sai, mas na loja da Dunkin donuts eles informam. O ponto de encontro é a Dunkin donuts em frente a estação do Zoo e o tour é em inglês.
- Todos os museus localizados na ilha dos museus são gratuitos na quinta a partir das 18hs.
- Os passeios de barcos no spree tb são uma boa pedida. Principalmente no fim da tarde.
- Agora com o calor os Strandbars já estão abertos. Strandbars são bares ao ar livre a beira do rio, parece que vc está na praia, com areia e coqueiros.
- Se vc não conseguir subir na cúpula do Reichstag, tente subir na torre na Alexanderplatz ou na Funkturm. De lá vc tb ver Berlim toda.
- Quer ver mais de um quilômetro do muro de Berlim? Pegue o u1 até a warschauer strasse e lá vc verá a east side gallery. É bem legal.
- O Hakescher Markt é bem legal, lá vc encontra barzinhos e lojas descoladas.
- Na oranienburger strasse vc encontra a neue Synagoge, é um prédio muito bonito e vale a pena.
- Se vc gosta de Castelo, não deixe de ver em Berlim o Schloss Charlottenburg ou se der tempo dê um pulo em Postdam, que está a 10min de Berlim e veja o sanssouci.
- Com o ônibus 200 vc pode dar uma volta pela Karl-Marx-Allee e apreciar a arquitetura dos prédios da época da DDR.
- A Kulturbrauerei em Prenzlauer Berg é uma boa pedida pra noite.
- Em Charlottenburg na altura da Olivaer Platz vc encontra vários restaurantes e cafés bons.

Qualquer dúvida é só perguntar. Espero ter ajudado um pouco. Bjs

Breno B
Breno BPermalink

Estive em Berlim no ano passado e fiquei com um gostinho de "quero mais". É uma daquelas cidades que vale uma segunda visita.

Minha dica é visitar o campo de concentração Sachsenhausen, nos arredores de Berlim. A viagem demora uns 45 minutos pegando o S-Bahn (metrô de superfície) até a estação Orianienburg. Depois é só dar uma caminhada pela cidadezinha pra chegar.

O campo é grande e possui um museu bem completo sobre os horrores nazistas. É uma boa dica pra quem gosta de história ou é simplesmente curioso sobre até onde pode chegar o comportamento humano.

Confesso que só depois que voltei de lá, procurei conhecer melhor os motivos pelos quais aconteceram esses horrores, tolerados silenciosamente pela população alemã.

Ernesto
ErnestoPermalink

Sergio

Veja o blog do Arnaldo, nos arquivos de Viagem, sobre Lisboa. Esta linkado no bolg do Riq, "fatos e fotos de viagem". Lindas fotos, dicas excelentes, voce vai aproveitar muito mais seu passeio!

Sylvia
SylviaPermalink

O PRIMEIRO VnV POA estava de-li-cio-so !
Ficamos tres horas conversando entre fotos e comilanças .
Diogo e Diego, obrigada pela compania !

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Sylvia, Diogo e Diego! Queremos fotos!!! Ou um link dos Destemperados, pelo menos...

Sergio, aí vão os links diretos pra Portugal no completissíssimo blog do Arnaldo:

http://interata.squarespace.com/jornal-de-viagem/2007/4/14/mosteiro-de-batalha-portugal.html (tour de um dia a Óbidos e Batalha)

http://interata.squarespace.com/jornal-de-viagem/2007/2/9/escapadela-a-lisboa-e-arredores-introduo.html (Lisboa)

Diogo
DiogoPermalink

E digo mais, só quem participou pra saber o teor da conversa e o perfil de cada VnVjante, porque acabo de detonar o meu memorycard. Perdi TO-DAS as fotos, e liguei pra Sylvia apavorado, mas combinamos de fazer desse limão, uma limonada. Seremos obrigados a fazer o 2o. Con VnV enção, e aí sim registrar.
O 1o., ficará pra história!!!
Se fosse vocês, dava um jeito de aparecer por aqui no 2o., e quem cuidará do agendamento, local e horáriol, novamente, será a minha amiga tudibom Sylvia!!!

Sylvia
SylviaPermalink

Riq, o Diogo acaba de me ligar com um :
"olha só " , quando o papo começa assim começo a pensar ;
...hum, o que é que é que deu errado...
pois é, o Diogo ficou tres horas com a máquina na mão, fotografou
tuuudo nos minimos detalhes e na hora de descarregar as fotos
no computador - : nada, nadinha
Vamos ver se o Diego tem alguma .
Mas já combinamos: faremos a segunda con- VnV- ção ( é assim?)
no mesmo lugar, tudo igualzinho só pra mandar fotos .

Diogo
DiogoPermalink

Bá, que merda... é o que dar deixar a máquina na mão da "criança". O Diego não tem tbm. Foi naquela hora que eu fiquei futricando tentando tirar a data das fotos, porque tava me incomodando. Tenho certeza que ali eu consegui estragar.

Majô
MajôPermalink

Diogo e Sylvia,

Excesso de emoção ou de cerveja hahaha

Faz uma montagem, Diogo rs

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Lia, sensacionais as dicas, obrigado!

Conterrâneos, esse memorycard era gremista ou colorado? Essa semana os dois tão perdendo tudo...
smile

Sylvia
SylviaPermalink

Nada de cerveja, o cardapio foi:
Mineral com e sem gás e vinho para os homens.
Quiche de queijo, pizza, e duas sobremesas
que estavam lin-das !
As sobremesas eu só olhei, não provei.
Diogo, tem problema não;durante a semana vamos de novo.

Diogo
DiogoPermalink

O memory era Colorado, como o dono. Mas hoje, quem me deixou mais feliz foi o caxias, que tocou 3, eu disse TRÊS, no greminho, hehehe!!! Inclusive só fomos ao Press fazer a Con VnV enção, depois do jogo...

Majô
MajôPermalink

Humm quiche água na boca, Sylvia.

JB
JBPermalink

Uau,

Que legal que as con-VnV-enções estão se multiplicando Brasil afora. Certamente é uma pena não trasladar essa "intimidade" toda para o mundo real.
Daqui a pouco teremos uma mega con-VnV-enção Nacional anual. Sugiro o Rio como primeira sede, hehe!!!

Abraços,

JB

Jurema
JuremaPermalink

Xiii, desse jeito vou ter que voltar logo para Berlim para aproveitar as dicas do Comandante...
Uma dica curiosa e bizarra que eu tinha esquecido, é o Aquadom, um gigantesco aquário cilíndrico, de 25 m de altura, com 2.500 peixes (segundo eles, nao contei smile ), que fica no lobby do hotel Radisson da Karl-Liebknecht-Strasse 3 ( http://www.berlin.radissonsas.com/ ), pertinho da Museuminsel e da Torre de TV. Olhar o aquário de baixo é de graca, mas se quiser subir no elevador que passa por dentro do aquário (?!!!!) é cobrado ingresso.
Ah, estando por lá, passe na para um sorvete (se estiver calor) ou maravilhosos bombons na Australian Ice Cream, Friederichstrassse 96. Também tem uma loja dessa rede em Amsterdam, perto do Bergijhof, um praca fechada rodeada por casinhas, onde está a casa mais antiga da cidade.

Miguel
MiguelPermalink

Riq e Lia,

Muito agradecido, vou passar por Berlim de novo agora em Maio e tava meio sem idéias, pois já conheço os pontos mais famosos. Vou reforçar a dica do Riq: a ocupação Techeles é muito legal, entrei no Café Zapata, um bar de rock na Oranienburger Str. e nos fundo há um quintalzão comum com outro bar e com o prédio da Techeles. Subi a convite do pessoal de lá e acabei comprando um quadro que decora minha sala hoje. Mais Berlim que esse lugar é difícil !!

Leandro BH
Leandro BHPermalink

Não rola um guia da espanha não?ahahahaaha to indo pra lá em julho

Diego
DiegoPermalink

Riq e amigos
Como o Diogo disse, infelizmente não conseguimos viabilizar as fotos do encontro. Pelo menos eu tirei umas do lugar e da comida na minha máquina.
Ainda hoje a gente posta lá no Destemperados e avisa vocês.
Ah, e no próximo vamos tentar fazer com mais gente. É mto bom trocar experiências assim...No fim da noite a Sylvia já tinha bagunçado toda nossa viagem pra Europa e feito outro melhor ainda. hehe.
Abraços
Diego

Luca
LucaPermalink

Se a Mira vai ficar pouco tempo em Amsterdan, indico fazer um walking tour. Ela vai passar pelos principais pontos turísticos e históricos com um guia explicando tudo. Como a Lia falou, há alguns gratuitos (teoricamente, você só paga se gostar e é óbvio que vai pagar) mas eles não são caros. Ano passado um de dia inteiro me custou uns 12 euros no http://www.brewersberlintours.com/

Luca
LucaPermalink

Amsterdan não, Berlim!

sergio
sergioPermalink

Caros Ricardo e Ernesto,
Obrigado pela excelente dica. O Blog do Arnaldo tem roteiros e lindas fotos de Portugal, e é realmente completíssimo. Também gostei das fotos da África do Sul. Abraços.

Miguel
MiguelPermalink

Luca,

Eu fiz um free tour em Munique e achei muito bom. Perdi o de Berlin por conta do mau tempo e fiquei sabendo que agora tem em Amsterdã também. Recomendo !

http://www.neweuropetours.eu/

Fernanda
FernandaPermalink

Que maravilha! Caiu como uma luva pra mim. Viajo semana que vem pra Berlim, entre outras cidades. Será que não tem dicas desse tipo sobre Praga, Budapeste e Munique também? wink

Cristina
CristinaPermalink

Amei as dicas de Berlin!!! Veio na hora certa.
Ricardo, concordo plenamente que o bom não é ver tudo, mas sentir e as dicas degustativas foram copiadas na minha planilha.
Postei uma mensagem me pedindo uma luz de como ir de Berlin para Amsterda pq não achei nem avião nem trem com boa opção, mas não achei o posto.
Alguém me dá uma luz?
Obrigada!
Cristina

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Cristina, te respondi dia 17, no post em que você tinha perguntado (o dos trens na Europa).

Copiando/colando:

Cristina:

De trem são 6h30, você pode sair às 6h51 e chegar às 13h25 (promocional: 39 euros) ou sair às 8h45 e chegar às 15h01 (promocional: 29 euros), com uma baldeação apenas (Duisburg no das 6h51, Amersfoort no das 8h45).

O noturno com menos complicado leva 12 horas — sai às 21h30 e chega às 9h38, com baldeação em Bruxelas.
http://bahn.hafas.de/bin/query.exe/en

De avião tem um vôo da Transavia que sai às 8h45 e chega às 10h05 por 54 euros.
http://www.skyscanner.net

Marcelle
MarcellePermalink

Ricardo,

Vou para a Europa em agosto com meu namorado e vou ficar 3 dias em Berlim, 3 em Londres, 3 em Roma, 3 em Barcelona e 4 em Paris. Quero visitar um castelo, em qq um desses lugares. Estou na dúvida se vale a pena perder parte de um dia para visitar o Scholoss Charlottenburg, em Berlim, ou se nas outras cidades poderei visitar castelos mais legais...
Gostaria de saber quanto tempo devo levar para visitar determinados lugares em Berlim. Decidi que quero visitar:

- Kaiser Wilhelm Gedachtniskirche (a igreja "Batom")
- Reichstag
- Check Point Charlie
- Brandenburg Tor
-Tiergarten
- Deutsches Histories Museum
- Alexanderplatz
- Berliner Dom
- Topographie des Terrors
- Erotik Museum

Chego em Berlim às 11h55 do dia 03/08 e vou embora às 18h35 do dia 06/08.

Dá para visitar os lugares acima listados? Em que ordem seria melhor?
Não sei se vale a pena visitar o Museu Judaico e a Ilha dos Museus.
Gosto de arte, mas não quero ficar o tempo todo dentro de museus, até pq vou a outras cidades da Europa tb, e verei outros museus em outros países.
abs,

Marcelle

Cristina
CristinaPermalink

Marcelle,
Vc está pedindo dica ao Ricardo mas posso te dizer que eu estive lá no início de Maio e amei tanto a cidade que fico feliz em compartilhar algumas dicas!!! smile

Na exposição Topographies do Terror vc tem direito a um free audio guide, pouca gente sabe. Vale a pena e vc ainda vê o que sobrou do muro.

Da frente da Starbucks proximo ao Bradenburg saem walking tours em espanhol e em inglês onde vc vê a maioria dos pontos turísticos. Museu a céu aberto - quem tem muitos dias é que vai a um dos museus do Museum Island pelo que vi no Albergue que fiquei.

O Reichtag tem subida gratuita - vale a pena subir. A TV é paga, mas dizem que a vista vale o preço.

Fui no Museu Judeu pós visitar um campo de concentração, que peguei a dica aqui, Sauchhassen. O início é um pouco maçante mas a parte relativa a nazismo é chocante.

No seu roteiro já tem o British Museum, o Louvre e o D´Orsay (que fica aberto até as 20hs na quinta, veja o dia que os outros museus ficam abertos), as casas de Gaudi - alias vc estará fazendo uma viagem show hein?!

Saudades de Berlin....

Cristina
CristinaPermalink

Ricardo,
postei um post enorme mas por isso ele deve ter bloqueado. Quero te agradecer MUUUITO as dicas que me deu e peguei aqui lendo os posts quando fui para minha viagem 9 cidades em 22 dias, loucura deliciosa que eu repetiria se voltasse atrás!!! rsrs

Inclui mais 2 cidades graças a convites de amigos que fiz por lá assim conheci uma típica cidade holandesa charmosa (Delf) e uma alemã (Münster). A viagem de ônibus Berlin - Amsterdam foi sofrivel - não tinha avião para o dia que eu precisava encontrar minhas amigas! Mas foi mais barato que o trem.

Berlin foi a cidade que mais gostei. Tirei uma foto do Knnopke Imbiss, o melhor currywurst, embaixo do trilho do trem. Se quiser posso te mandar -meu e-mail tá aí no post.

Kultubrauei é a dica para quartas-feiras - peguei a dica com vc e era perto do meu albergue. Mas atenção - a boite da entrada perto da rua é homo, entrando dentro da fábrica, tem um clube latino que é o máximo!!!

Beijo grande de uma "berlinerin" que tem uma prima em Colônia chamada Luiza que é sua fã!!!

Cristina
CristinaPermalink

O outro que postei para a Marcella sumiu!!!

A exposição Topografies é maravilhosa e tem audioguide gratis incluido - espanhol e inglês.

O Museu Judeu com o tanto de museu legal que ela verá em Londres, Paris, Barcelona, não sei se vale. Gostei da parte relativa a nazismo - tinha ido no campo de concentracao Sausachasen ou algo assim rsrs - New Berlin, a guia em inglês que vai para lá as terças é fantástica. Sai do Starbucks do Bradenburg Tor as 10 ou as 11hs.

Marcelle
MarcellePermalink

Cristina, obrigada pelas dicas!
Tb estou planejando ir para o campo de concentracao Sausachasen, vc levou quanto tempo para chegar lá e visitá-lo? É que quero saber se levo o dia inteiro ou uma manhã...
Ainda não decidi se vou ao British Museum e ao Museu D'Orsay. Vou ao Louvre, com certeza.Se vc tiver dicas de restaurantes bons e baratos e de bares para ir à noite, tb agradeço! Você lembra quanto vc gastou para comer por dia lá? Estou pensando em aproveitar q o preço do euro está um pouco mais baixo, para já comprar algum dinheiro.
obrigada!

Sylvia
SylviaPermalink

Marcele :
Tem uns "MUSTS" no Dorsay e no British que eu não deixaria de ver.
No ultimo andar do Dorsay, a "bailarina do Degas" eno British ao
menos a pedra roseta e as cariatides .

Mari Campos
Mari CamposPermalink

Marcelle, concordo com a Sylvia: não deixe de visitar nem o D'orsay nem o British, que os dois são imperdíveis. O British, além de tudo o que tem dentro, é de graça.

Roney Antonio Rodrigues Filho

Prezados colegas,
Bom dia!
Realmente aqui há muitos comentários, que só ajudam aos viajantes inexperientes como eu.
Vou a Berlin mês que vêm.
Vcs. podem me passar alguma dica de hotel, preços e restaurantes.
Muito Obrigado. Forte abraçó. Roney
Email. roney_rodrigues11@yahoo.com.br

Cristina
CristinaPermalink

Marcella,
mil perdões, demorei mais de mês para voltar aqui! trabalhando demais.
Olha fui para Sauchanssen as 10hs da manhã e voltei às 16hs. Fui com uma guia, menos soturno e mais história, vale a pena. Há guia em inglês e espanhol em frente a Starbucks mas o tour para o campo de concentração tem dias certos. Dá para ir numa manhã se vc for sozinha - lá tem audio guide pago - a estação de trem é longe mas na estação da cidade te dizem onde saltar - é Orange qq coisa, não lembro ao certo.
Ah, quando ao que gastei por dia em comida - fui a muitos lugares mas o que fiz foi almoço ou janto e como sanduba. Engordei 2 kilos.
Monsieur Yong, dica do Ricardo Freire é tudo de bom!!! Mas reserve uns 15 euros se tomar bebida alcoolica.
boa viagem!

Cristina
CristinaPermalink

Ops, seria Oraniesburg - e depois pega um ônibus ainda ou vá a pé.

Ricardo
RicardoPermalink

adorei o tour de Berlim...........por favor manda coisas de campo de concentração próximo a Berlim.......estou indo por lá em outubro!!!

Sylvia
SylviaPermalink

Tem um campo a 35 km de Berlim Ricardo,
o Sachsenhausen
http://www.jewishvirtuallibrary.org/jsource/Holocaust/Sach.html
e fotos aqui
http://www.daltonphotographs.com/Berlin/sach-web/

Taysa
TaysaPermalink

Ricardo , gostaria de uma dica : - vale a pena conhecer Dresden ? Sairei de Praga de trem no dia 14/10 - talvez no horario de 16:14 - a duvida que tenho : ir direto para Berlin ( ficando 5 noites ) ou parar por 1 noite em Dresden e ir para Berlin no dia seguinte no trem das 15 ou 17 hs? Para este percurso terei 5 dias - volto para o Brasil no dia 19 as 20 hs .
Obrigado !!

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Taysa, nunca fui a Dresden, então não posso dar uma opinião muito abalizada.

Na teoria, eu não gosto muito de ficar uma noite só em lugar nenhum; acho que os procedimentos de entrada e saída de hotel acabam tomando um tempo excessivo; e se a gente torna esse esquema o padrão, acaba fazendo uma viagem picadinha demais.

Se você parar um dia, pode escolher entre ficar pela cidade mesmo, ou ir a Meissen (45 min. de S-bahn) http://en.wikipedia.org/wiki/Meissen ou fazer um passeio de barco pelo Elba
http://www.saechsische-dampfschiffahrt.de/Winterfahrten-36,en.html

Dá também para usar Dresden apenas como desculpa para interromper a viagem de trem entre Praga e Berlim. Se você sair no trem das 8h16 de Praga, chega às 10h47 em Dresden. Daí você pode deixar a mala no guarda-volumes da estação e tirar o dia para ficar pela cidade OU ir a Meissen OU fazer o passeio de barco no Elba, e continuar a viagem no trem das 19h04, que chega a Berlim às 21h12. Você vai chegar tipo meio morta, mas se estiver no pique...

mrgreen

Taysa
TaysaPermalink

Ricardo , muito obrigado pelas dicas , em especial a do barco . A minha grande duvida e se 05 dias nao e tempo demais para Berlin .