O Pan e o turismo

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Eu tenho a impressão -- gratuita e não-baseada em nenhuma pesquisa ou experiência prévia -- de que as expectativas quanto ao fluxo de turistas durante o Pan do Rio são exageradas.

Para começo de conversa, desconfio fortemente da existência desse personagem, o "turista de Pan". Alguém aí já teve vontade de ir a algum Pan? Ao Pan de Indianápolis? Ao Pan de Winnipeg, no Canadá? Aos Pans de Havana, de Mar del Plata ou de Santo Domingo?

Tudo bem: nenhum desses lugares se compara ao Rio. Mas será que, para o público externo (americanos, que não dão a mínima ao Pan, e europeus, que não têm nadinha a ver com o peixe), a ocorrência de um evento desse tamanho em plenas férias de julho não vai soar mais como um transtorno do que como um atrativo? (Se eu fosse gringo, só marcaria minha viagem para depois que esse negócio acabasse.)

Ei, não me leve a mal: eu sou super a favor do Pan -- mesmo com o descalabro administrativo. Só acho que estamos nos preparando para receber gente que não virá para os jogos.

Quem deve vir? Jornalistas (aos montes), parentes de atletas e turistas internos, bombardeados pela propaganda da TV. Os turistas convencionais vão levar um susto ao chegar ao Rio e saber que uma sub-olimpíada continental está em cartaz.

Veja bem: os hotéis devem ficar lotados, porque o parque hoteleiro do Rio é muito pequeno. Mas se os preços subirem demais, não sei não...

Mesmo se acontecer essa falta de procura por ingressos e acomodações que eu estou prevendo, tomara que isso não caracterize o evento como um fracasso. O Pan não é o Pan; o Pan é o nosso vestibular para construir uma candidatura séria para a Olimpíada (acho difícil) e, o que é mais importante: um ensaio para a Copa.

Eu sou totalmente pró-Copa. E acho que tinha que existir um grupo de trabalho no Ministério do Turismo, reunindo companhias aéreas, operadoras e associações hoteleiras para desde já descobrir um jeito de fazer com que a gringaiada que virá (e para a Copa, eles virão!) consiga aproveitar esse mês no Brasil para viajar para tudo quanto é canto. Não vai ser fácil...

E você? O que acha do Pan do Rio e da possível Copa de 2014 no Brasil?

49 comentários

Gisa
GisaPermalinkResponder

Também acho que está tudo exagerado, inclusive o atraso nas obras! Final de semana passei em frente ao estádio João Havelange e sequer os arcos suspensos estão prontos. Imagina se fosse uma olimpíada? Muito mais atletas, competições...
Estive em Vancouver ano passado, onde vão acontecer os Jogos de Inverno de 2010, já estão duplicando a estrada até Whistler, preparando as acomodações e faturando alto com os produtos licenciados, isso tudo faltando 4 anos e não 90 e poucos dias.
É triste, mas acho que esse Pan vai deixar a desejar. Só a beleza do Rio para compensar toda essa desorganização.

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Riq, é isso mesmo: aqui na Europa NINGUÉM sabe sequer da existência do Pan... E claro que ninguém vai se debandar daqui para ver Jogos, que nao têm absolutamente nada a ver com eles...
Para a Copa é diferente mesmo! Todo mundo já dá como certa a Copa de 2014 no Brasil (já tentei explicar mil vezes, que construir estádios no Brasil é uma operacao, digamos, "mais complicada" do que aqui na Alemanha, mas eles nao me ouvem...Já me fizeram prometer hospedagem a rodo... smile ), e os europeus irao mesmo!

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Minha opinião é de que exagerou-se tremendamente tanto na QUANTIDADE de passageiros (turistas e não turistas) relacionados com o PAN e na QUALIDADE dos preços a serem praticados para as diárias (supunha-se, erradamente, que se poderiam cobrar preços equivalentes aos dos pacotes de Fim de Ano e Carnaval no Rio de Janeiro).

Todavia, de certo que haverá um fluxo enorme de passageiros, os quais eu classificaria como, na ordem de importância, tirando-se os atletas e competidores (que se hospedarão na Vila do PAN): 1- TÉCNICOS envolvidos com a COBERTURA de todas as áreas (jornalistas, televisões, rádios, revistas); 2- TÉCNICOS envolvidos com a OPERAÇÃO (som, imagem, eventos, montagem e desmontagem, transportes, segurança, etc) do PAN, não residentes na cidade do Rio de Janeiro; 3- PARENTES dos atletas e competidores; 4- TURISTAS (não residentes no Estado do Rio de Janeiro) que virão à cidade para assistir aos jogos.

Ricardo Freire

Arnaldo, concordamos em tudo: vai vir um monte de gente, mas não serão turistas convencionais, nem estarão dispostos a pagar fortunas
smile

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Observações:

A expectativa EXAGERADA deve-se, principalmente, aos ATRAVESSADORES que surgiram no decorrer dessa estória: agentes de viagens, operadoras e um monte de "espertos" que informavam aos hoteleiros que tinham um milhão de room/nights para aquele hotel e precisavam urgentemente ter preços e compromissos firmados com os hotéis para poderem formalizar com o "público do exterior" a compra das respectivas hospedagens. Isso gerou uma expectativa absolutamente falsa, na qual os hoteleiros mais ingênuos embracaram, atribuindo preços astronômicos.

É claro que aos poucos os atravessadores (intermediários que supostamente rerpesentavam agentes no exterior) foram "correndo" desses preços, quer por serem extorsivos, quer por efetivamente NÃO representarem absolutamente ninguém (queriam apenas negociar um bloqueio com algum hotel para sairem vendendo depois...) e a coisa toda, esse povo todo foi 'caindo na real'.

Todavia, de fato, e óbviamente, o PAN vai significar um aumento sensível nas taxas de ocupação médias para o período, mas, eu diria, com preços NO MÁXIMO equivalentes às "diárias de balcão", ou seja, em média cerca de 25% maiores que as diárias médias reais.

dandoumpitaco
dandoumpitacoPermalinkResponder

Acredito que o PAN no Brasil será um verdadeiro mico para a imagem do país no exterior. Pode acontecer um milagre e a organização do evento se apressar para deixar tudo nos trinques, mas acho difícil. Este tipo de evento envolve muita política, muito dinheiro, muitos "espertinhos" e, por isso, o espetáculo acaba ficando em segundo plano na cabeça da maioria das pessoas que comandam a parada.

Fiquei feliz em saber que a Colômbia desistiu da candidatura para a Copa de 2014. Isso aumenta, e muito, as chances do Brasil em sediar a competição. Como conseqüência teremos uma invasão de turistas no país, o que vai engordar os cofres de muita gente. Estou esperando para ver. O PAN será um verdadeiro termômetro para a Copa do Mundo. Eu espero apenas que dê tudo certo.

Abraços a todos,
Igor

Claudio
ClaudioPermalinkResponder

Riq e tripulacao,
Aqui nos EUA, nao se comenta de PAN, nem tampouco de Copa do Mundo!!!!!!!
Passei o meu Reveillon no Rio de Janeiro e senti uma certa, digamos, "euforia" PRE-PAN e pude vislumbrar que vai haver uma ressaca POS-PAN...Todo excesso de expectativa, sempre acaba em frustracao(regra universal)...
Qto a Copa do Mundo de 2014...Valeria a pena investir, porque eh, sem duvida, a maior festa esportiva do mundo, com lucro pro pais-sede, alem do efeito turistico enorme que proporciona...Digo, MUNDO , tirando os EUA, onde futebol eh esporte de garotas e chamam aquele jogo de trogloditas de Football(argh)...
Serah q temos a estrutura de fazermos uma Copa do Mundo perfeita e organizada como da ALEMANHA 2006????? Tenho certeza que nao...Caso nao tenhamos um grupo de trabalho como Riq citou acima(que comece este mes, vale a pena lembrar)...
Qto as Olimpiadas..."Sonho meu, sonho meu..." RIO 2076 na cabeca!!!!!!!!!!!!!!!!!

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq, Gisa, Alessandro e Arnaldo,

Concordo com o que dizem em quase tudo, as obras estão atrasadas, como tudo no Brasil, no último dia estarão martelando os últimos pregos. Que o PAN foi uma plataforma para as Olimpíadas e a Copa do Mundo. Que vai gerar mais é turismo interno do Brasil, etc. Que os hotéis vão cobrar tarifa de balcão de alta estação como em todo mês de julho. Por sinal é a época das mais legais para curtir o Rio, pq não chove, os dias são lindos para praia e temperatura amena. Que na Europa eles já conhecem o Riô e San Paolô, independente de PAN.
Mas, acrescento que a razão para que os hotéis não vão poder extrapolar é também porque existem inúmeras pessoas se cadastrando para hospedar atletas e pessoas ligadas ao PAN muitas de graça. O brasileiro é muito hospitaleiro.
Por outro lado, ontem na minha aula de yoga, uma colega que trabalha com helicópteros grandes, comentava (éramos 4 pessoas) que tinha ido na véspera ao COI e tinha ficado impressionada com o mundo de gente e a organização deles, e também o número de pessoas se oferecendo para trabalhar de graça. By the way, ela tinha ido lá apresentar a firma, caso precisassem desse serviço, claro seria bemvindo.

GiraMundo com Jorge Bernardes

Em Santo Domingo foi a mesma coisa e o comitê brasileiro, na época, falava alto para todo mundo ouvir que não teríamos a mesma situação no Rio. Tremenda piada!
A falta de divulgação internacional só nos ajudará a minimizar o impacto do evento que acho que vai rolar sem grandes incidentes, mas cheio de retalhos. No final, vai provar que não temos a menor condição de sediar uma Copa do Mundo no Brasil.

Nico
NicoPermalinkResponder

Aqui no Brasil a mídia sempre exagerou em relação ao Pan e agora por ser no Brasil está tudo mais exagerado ainda. Até pq é uma competição onde os atletas brasileiros se dão bem graças ao baixo nível técnico dos outros competidores. No Pan o Brasil se enche de medalhas, já nas Olimpíadas...mingua. Uma Copa do Mundo no Brasil seria ótimo para o país se fosse bem organizada como na Europa. Mas as chances disso acontecer são mínimas. Pq só nas campanhas para se trazer Copas e Olímpiadas que foram feitas até hj a gente já viu o tamanho da desorganização, o rombo de dinheiro úblico que ficou de rastro e quantos dirigentes esportivos e políticos que lucraram demais com isso.
Quanto ao turismo concordo totalmente com vc Ric, se o Rio espera receber muitos estrangeiros interessados nesse evento. O "turista Pan" será uma decepção.
Mas depois de tanto malhar..hehe...eu ainda acho que será um evento legal, pelo menos para nós brasileiros que gostamos de esportes ,e o Rio acaba compensando a desorganização do evento com seu charme e beleza natural sempre.

Adriane Lima
Adriane LimaPermalinkResponder

Gente, eu não conheço o Rio e estou pensando seriamente em viajar pra lá na época do PAN, pois eu acho que vai ser um período menos... hum... arriscado quanto à violência urbana. Chato dizer isso, mas é a minha expectativa.
Quanto à importância do PAN mundialmente falando, concordo com todo o mundo aí em cima...
Já quanto à possibilidade de campeonatos esportivos maiores, lembro que quando Atenas foi escolhida pra sediar as Olimpíadas de 2004 o pessoal falou bastante sobre a desorganização dos gregos e possíveis atrasos - que aconteceram, mas no fim deu tudo certo.

Majô
MajôPermalinkResponder

Vem sim, Adriane, como eu disse lá em cima, o Rio em julho é uma delícia.

Ricardo Freire

Disse tudo, Majô. "O Rio em julho é uma delícia". Dá um monte de dias de praia, e as mesmas matérias de sempre -- a imprensa surpreendida e ouriçada com praia no inverno smile

Carmen
CarmenPermalinkResponder

No sé que es el PAN, pero voy a explicar mi experiencia con las Olimpiadas del 1992 en Barcelona.
Cuando Barcelona organizó las Olimpiadas, nadie daba nada por ellas. Sólo el espíritu ingenuo y/o altruísta de algunas personas lograron algo que cambió en cierto sentido la ciudad o la perspectiva que se tenía de ella.
Se hizo un gran esfuerzo para recuperar la franja marítima y que la ciudad mirase al mar.
Las Olimpiadas eran en verano y yo estaba en Escocia, huyendo de ellas, pero el día de la inauguración busqué un B&B con una buena TV para ver el espectáculo de La Fura dels Baus y el montaje inaugural.
Fue todo un espectáculo muy emocionante, y no sé si tiene que ver algo eso, pero desde entonces no ha parado de crecer el número de turistas que visitan cada año Barcelona.

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Carmem, as Olimpíadas de Barcelona, para mim, foram as mais bonitas que já vi. Não apenas os jogos, em si, como as instalações espetaculares do Parque Olímpico e da Vila Olímpica. E foram tão marcantes que as duas vezes que visitei Barcelona fui ao Parque Olímpico e ao delicioso Museu Olímpico, com todas as alegorias, adereços, fantasias e tudo mais usado na abertura e encerramento. Lembram-se daqueles gigantescos bonecos "caminhando" pelo Estádio Olímpico? estão lá...

Sobre os jogos Panamericanos, há uma natural desconfiança dos brasileiros a tudo que se faz por aqui, com certa razão, é claro, mas exagerada. O brasileiro põe defeito em tudo porque não se julga capaz. Sim, somos um país pobre e um Estado idem, mas, quem viver, verá!

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Arnaldo, você e muito amável.

Soy de Barcelona, pero no me siento de allí. Cuando estoy en Cuba me siento cubana, en Brasil brasileira, en Francia francesa y así un largo etc.
Soy de donde estoy.
Pero para mí Brasil es un país rico (o podría serlo), joven y lleno de futuro.

Arnaldo, seguro que tú conoces bien lo que es la "España profunda", aún estamos casi en ella. Somos un poco unos nuevos ricos que han vendido sus "cosas" para aparentar que tienen "algo".

Goitacá Bender

Se o pan custou 6 bilhões, uma copa custaria 15 bi e teríamos de vender a Petrobras para bancar a festa.

Sou totalmente a favor da Copa e Olimpiadas. O brabo do Pan é a dinheirama que se gasta.

Ricardo Freire

Carmen, isso aconteceria no Rio e no Brasil se pudéssemos sediar uma Olimpíada ou uma Copa.

O Pan não tem importância como competição: a única potência olímpica que manda seus melhores atletas é Cuba. Trata-se de uma festa basicamente local, com cobertura por jornalistas esportivos do continente. Certamente os cariocas vão fazer uma festa bonita, com ou sem "turistas do Pan".

Mas a importância do Pan é justamente dar força a uma candidatura do Rio a uma Olimpíada, coisa que até hoje não foi levada muito a sério. A única chance do Rio é fazer um Pan absolutamente impecável.

Muita gente é contra a Copa no Brasil, mas eu tenho certeza de que ela será a melhor campanha de publicidade do país que poderemos fazer.

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Ricardo, estamos en la misma línea ¡je!¡je!¡je!

Maums
MaumsPermalinkResponder

Parabens pela excelente matéria.
Gostaria de pedir sua permissão para reproduzi-la em meu site.
Com os devidos créditos e links, claro.
O site é www.trilhaseaventuras.com.br
Grato pela atenção
Abs

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Carmen, você também é uma pessoa extremamente simpática e gentil, especialmente com nosso país, esse Brasil que você tanto ama.

Sobre a Espanha, para mim é um dos melhores países do mundo em termos turísticos. ADORO!

Ricardo Freire

Fique à vontade, Maums! É só dar o link também, que tá limpo smile

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Riq, o caso não é ser contra ou a favor de Copa no Brasil. Somos obrigados a reconhecer que, hoje, o Brasil seria incapaz de realizar uma Copa do Mundo ao menos aceitável, quanto mais impecável como as dos EUA, Japão e Alemanha. Uma Copa não envolve apenas bons estádios, envolve toda uma rede de hospedagem, boa infra-estrutura de transportes (olhem nossas estradas esburacadas e escuras, nossos aeroportos caóticos e em obras permanentes, e nossas inexistentes linhas férreas). Envolve também cidades limpas e organizadas. Pensem com carinho: será que temos mesmo alguma condição de fazer uma Copa?

Ricardo Freire

Eu sou otimista, Caroline. Acho que temos, sim, e uma Copa pode ser um ótimo catalisador para boas coisas acontecerem. A da Alemanha foi linda sensacional -- tanto, que no final os alemães não estavam nem tão preocupados assim em ganhar, mas a se divertir e fazer o mundo se divertir junto.

E tem uma coisa de que todo mundo se esquece -- a comparação vai ser com a Copa da África do Sul... (que tem cada sede esquisita que vou te contar!)

Majô
MajôPermalinkResponder

Carmen,

Falou e disse ! Todo mundo só malhando, aliás o carioca é o primeiro a criticar tudo e todos em sua própria cidade.
Eu também sempre fui super crítica, mas mudei até pelo jeito do Riq ver nossa cidade, enxergando mais o lado positivo e menos o negativo. É questão de mudar os "óculos" . O estado é incompetente ? É. Mas, vamos combinar que é melhor torcer para que o PAN seja um belo espetáculo o que vai fazer bem pra alma de todo mundo smile smile smile

Majô
MajôPermalinkResponder

E querem saber, eu nunca fui assaltada, toc, toc, toc, em minha cidade. Que os anjos digam amém sempre.

Geraldo Gontijo

Sou a favor do evento, e se estivesse aí no Brasil tentaria ir ao Rio para assistir algumas competições! Mas estou muito preocupado com a falta de competência dos organizadores que até agora não conseguiram finalizar uma obra sequer!
Não sei se vocês viram uma declaração dada a umas duas semanas por uma pessoa da prefeitura do Rio que infelizmente não recordo o nome, referente ao mau cheiro causado por um rio que passa atrás da Vila Olímpica, segundo ele isto não será um problema pois “ após duas ou três horas o ser humano se acostuma com o mal cheiro e já não o percebe “

paulinho lencina

riq, concordo com você quanto ao pan. agora, tenho as minhas dúvidas quando à copa do mundo. nao me preocupo tanto com estádios magnificos. acho que faz um consórcio e constrói-se meia duzia deles e o negócio está resolvido - como aconteceu com a euro-04, em portugal. acompanhei de perto esse processo porque trabalhei na agência de publicidade que organizou tudo junto à uefa e estive na copa da alemanha.
dois pontos me preocupam num possivel mundial de selecoes no brasil: infra-estrutura e segurança.
comecemos pela infra. imaginemos 3 cidades brasileiras, cujos estadios têm a capacidade mínima exigida pela fifa: porto alegre (beira-rio). são paulo (morumbi). recife (arrudão).

agora, pensemos nos meios de transporte para levar os torcedores num hipotetico jogo suécia x méxico, no beira-rio; italia x japao, no morumbi; e holanda x argentina, no arruda.

desculpe, mas não dá. talvez a cidade que tenha melhor transporte dessas três seja porto alegre. eu disse talvez. ainda assim nao consigo imagina um sueco alegre (e apertado) pegando o "juca batista" para descer no beira-rio. ou uma holandesinha toda pimpona (com as faces rosadas, claro) espremidissima no "bomba do hemetério" ou "linha do tiro" para ver o match contra os argentinos. talvez sua unica alegria, seria ver que a grande torcida de descendentes de naussau no recife. ainda mais contra os argentinos, por motivos óbvios. e sao paulo? bem, sao paulo nao consegue nem construir uma linha de metrô. imagino que ate 2014, data do evento, terao construido a estacao butantã. ou por outra, as selecoes ficaram presas no engarrafamento da marginal. o jogo teve de ser adiado.

quanto a segurança. ah, a segurança...

paulinho lencina, torcedor do glorioso internacional e, no fundo, adoraria ver um copa no brasil

Ricardo Freire

Paulinho, bem-vindo a bordo!

Olha só -- acho que para dar certo seria preciso definir as cidades-sede o quanto antes (e se deixarem a decisão pro Lula, ela não virá nem no quarto mandato). Só assim teremos 7 anos para nos preparar.

Quanto ao transporte, vamos ter que achar soluções específicas. É mais fácil do que uma Olimpíada, porque só há um estádio por cidade, ninguém precisa ficar zanzando para cá e para lá. Os Estados Unidos também fizeram uma copa sem transporte público decente... Eu fui à final em Los Angeles e quase fiquei preso no mega-engarrafamento do caminho smile

Não acho que a Copa dê um jeito no Brasil, mas pode ser um baita catalisador de ações, por exemplo, na área de segurança.

E o que me importa menos são os jogos. Eu quero é botar essa estrangeirada pra viajar entre um jogo e outro...

Marcio Ito
Marcio ItoPermalinkResponder

Também acredito que como instrumento de divulgação ou marketing, não exista nada melhor do que uma Copa do Mundo no Brasil.

Não dizem que devemos utilizar o que temos de melhor para divulgar nosso país? Então, essa é uma ótima oportunidade.

E como já temos os melhores jogadores do mundo, atuando nos principais clubes europeus, eles mesmo já serias "atrações turísticas".

Ah, gente, queiram ou não, esta é a terra do futebol! Pode estar a maior crise, mas se o seu time do coração ganha, vc é capaz de sorrir, de mostrar alegria e otimismo surpreendentes!

E como disse o Riq, a Copa pode ser um catalisador de coisas boas!

Vamos, vamos ser otimistas! Precisamos disso! Estamos cansados de tanta desgraça, não é mesmo?

Majô
MajôPermalinkResponder

Boa Marcio Ito, é isso aí !!

Miguel
MiguelPermalinkResponder

Acho que a grande pergunta deveria ser: o que ganhamos com isso ? Claro, é uma exposição grande, mas vamos conseguir um saldo positivo ? Desculpem o pessimismo, mas minha mente racional vê um Pan que estorou em 10 vezes o orçamento e que vai deixar pouco ou nenhum legado de infra-estrutura pra cidade. Só consigo pensar que uma Copa multiplicaria o saldo negativo, se pensarmos que o Pan é o protótipo de eventos maiores. Sério mesmo, há vinte anos que a Copa não é realizada em país pobre, as últimas edições tiveram níveis de qualidade absurdos.
Por favor, não me entendam mal. Eu quero ver meu país fazendo bonito, só que tenho a impressão que nossa infra tá andando pra trás nos últimos tempos. Temos muito dever de casa pra fazer antes de uma prova dessas.

Ricardo Freire

Miguel, a próxima vai ser na África do Sul... se eles podem, a gente pode muito mais smile

Todas as nossas festas são lindas. Essa vai obrigar a gente a fazer festa linda E organizada.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

RIQ
Vc vem tomar um mate com a gente no domingo?

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Veeeeeeeeeeeeeeeemmmm grin

Ricardo Freire

Queridos, adoraria, pero... lerê lerê lerê....

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Podem me achar chato, mas acho um CRIME o modo como está sendo organizado este Pan: tudo "nas coxas", obras atrasadas, atletas insatisfeitos, poucas condições de treinamento nas instalações (que traria vantagens comprovadamente) e tantas outras questões menores (algumas até compreensíveis se foram casos isolados), mas o calcanhar de Aquiles do Pan do Rio de janeiro (aliás, quem foi que inventou esta de Pan do Brasil, por favor....) é mesmo a área ambiental, nossas lagoas e a Baía de Guanabara (assim como algumas praias) continuam um verdeiro mar de esgoto, e isto é um grande vexame, todas as obras de despoluição foram deixadas de lado (até o emissário virou um simples cano de esgoto em alto mar sem tratamento), se nem com o Pan as obras saíram, não vão sair mais, infelizmente a mentalidade terceiro-mundista domina os governanates, até quando a obra acontece abandonam, a praia de São Conrado passou o verão TODO poluída, nada de novo se não tivessem inaugurado uma ETE com promessas de acabar com a poluição exceto na ocorrencia de chuvas fortes (só choveu forte uma vez este verão no Rio, foi um verão muito seco, até janeiro foi seco pois só choveu fraco apesar de muitas vezes, mas a poluição continuou e até piorou, afinal, foi só mais uma promessa vazia) mas só um milagre salva este Pan de ser lembrado muito mais pela incompetência.

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Ah, olimpíadas no Rio? Quem sabe 2208, ou qualquer ano mais próximo que tenha, mas terão que fazer muita coisa...

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Ah, só mais coisa, esqueci da copa, acho que há GRANDES chances do Brasil sediar, mais pela falta de concorrentes, claro que vai ser o maior improviso, mas é um sonho bem possível, e o fato de ser depois da África do Sul atenuaria um possível vexame. E não me entendam mal, não desgosto do Rio, só me desencantei, a vejo como um lugar lindo que foi parcialmente destruído pelo homem, me dói ver o estado da Baía e das nossas lagoas, pois eram nossa maior riqueza natural, e acho que São Paulo, por exemplo, faria um Pan tão ruim ou pior do que o nosso, não é implicância com o Rio não.

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Cheguei atrasado devido ao fuso e ao trabalho mas adoro esse assunto e vou falar o que acho.

Pan no Rio – é uma pena mas já estamos "queimando" uma possível candidatura para olimpíada pela má organização e atraso do projeto.
Quando começarem os jogos, faremos bonito com a simpatia e hospitalidade do carioca. Acredito que receberemos alguns turistas principalmente da Argentina e do Chile, mas em menor quantidade do que a projetada. Mas nada de americanos e canadenses ou esqueceram que além de tudo eles precisam de visto.

Copa no Brasil - sou a favor da copa pois será um jeito de forçar a reforma e construção de estádios e a melhora na infra-estrutura de algumas cidades. Isso gera um monte de emprego.
Para conseguir esse mesmo resultado com a administração pública trabalhando normalmente sem um evento desse porte será praticamente impossível.
Mesmo sabendo muito dinheiro será desviado e que muitos espertinhos lucrarão com isso.
Infelizmente as coisas funcionam assim no nosso país. Não acho que está certo nem que devemos achar normal, mas não devemos deixar de sediar um evento como esse porque temos um problema de impunidade............ Xí isso é outro problema.

Só para fechar, trabalhei nas olimpíadas de Sydney e estava morando por lá 6 meses antes dos jogos. A olimpíada faz uma “reforma” no sistema de transporte, melhora a segurança, moderniza a rede de hotéis e gera milhares de empregos. Acredito que uma Copa do Mundo ajude as cidades participantes da mesma forma.
Além disso, mudamos um pouco o assunto principal hoje em dia quando se comenta sobre o Brasil aqui na Europa. O assunto é sempre a violência urbana no RJ e em SP.
Com a exposição de uma Copa do mundo voltaremos a ser lembrados pelas belas praias, pelo carnaval e pelo futebol.
Prefiro meu país com esses estereótipos a responder perguntas como essas “O que está acontecendo no Rio? É normal isso em São Paulo? Como assim um menino foi arrastado? ? ?”

Marina
MarinaPermalinkResponder

Olha, eu estou odiando essa história do Pan. O Rio não tem estrutura para isso. As obras, a maioria, foram feitas sem licitação, tem muita coisa atrasada e ainda vai arrasar com a rotina do carioca, que vai ter um trânsito caótico pra enfrentar além de outras coisas chatas...
Conheço muita gente daqui que já pediu férias nesse período pra amenizar o sofrimento.
Quem não tem condição que não se estabeleça. Eventos desse porte são para cidades que tem uma administração decente, uma infraesturtura que comporte no mínimo o dia-a-dia da cidade (o que não é o caso do Rio) e uma segurança ao menos razoável.
Desculpa a amargura do comentário, geralmente eu sou super otimista, mas esse vai ser o "pan-demônio".

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Pessoal, acabou de sair no terra a oficialização do Brasil como candidato a sede da copa de 2014.

http://esportes.terra.com.br/interna/0,,OI1546781-EI2045,00.html

Acho que esse assunto ainda dá um bom bate-papo aqui no VnV.

Abs!

Miguel
MiguelPermalinkResponder

Você tem razão Riq, confundi as coisas, eles vão sediar a próxima, não concorrer com o Brasil em 2014. Aliás, parece que temos boas chances de sediar mesmo, melhor começar a rezar desde já pra que não façamos feio (fora de campo, veja bem)...

Daniel Schneiderman

Trabalho em uma operadora de turismo receptivo e não existe a MENOR demanda internacional para o Pan... e os sem noção dos hotéis cariocas, não satisfeitos com o fiasco do ultimo carnaval, com varios hotéis com ocupação baixissima, jogaram os preços lá pra cima entre 13/07 e 29/07, o que faz que os desavisados que querem visitar o Rio nestas datas levem um susto com os preços.

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Ibis e Formule 1 do Rio vão abrir sabado 20/04/07, finalmente!!!!

Pensei neles no Ano Novo, no Carnaval, na Semana Santa......Parecia lenda da Internet

http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrLink=3,28,0,19348&IndSeguro=0

Ricardo Freire

Rodrigo, a lenda continua! Sábado dia 20 de abril de 2007 não existe!

Ou é sexta 20 ou sábado 21 smile

(O erro é do site, pessoal. Ou do release. Mas de qualquer maneira ainda não dá pra fazer reserva pelo site da Accor.)

Segundo o Mercado & Eventos, a tarifa de fim de semana do Ibis vai ser de 99 reais. Ou seja: dia de semana deve estar a uns 120. Vamos ver como reagem os hotéis do Flamengo...

(O site da Accor também promete um Ibis Santos Dumont, que eu não sabia que estava nos planos. Quando inaugurar esse, acho o Ibis centro baixa o preço...)

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Riq,

Também tentei as páginas dos dois hotéis e não consegui nada.

Link direto:

Formule 1: http://www.accorhotels.com.br/guiahoteis/formule1/hotel_main.asp?cd_hotel=200

Ibis
http://www.accorhotels.com.br/guiahoteis/ibis/hotel_main.asp?cd_hotel=201

Amanda
AmandaPermalinkResponder

segundo as respostas obtidas pelos sites utilizados podemos chegar a conclusão que, se o Brasil obter a vitória do grande evento conhecido pelo mundo inteiro como Pan-Americano, poderá favorece-lo na sua economia, pois atrairia diversas pessoas para visitar o nosso país, ocasionando melhores proporções para o turismo, seria como o brasil fosse um país popular, conhecido também por um país vitorioso, unido e persistente em suas atitudes, com tudo isso, o conceito do país, perante ao mundo elevaria.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar