Parceria com a TAP: gol da TAM

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Se você tem Fidelidade TAM, você acaba de ganhar o dia: conforme o Rodrigo já tinha pescado ontem (mas os portais só deram hoje), a TAM e a TAP assinaram um acordo de compartilhamento de vôos.

Isso quer dizer que agora dá para comprar passagens TAM para a Europa entrando ou saindo por Lisboa, e acumulando milhas. (Agora só faltam vôos diretos a Madri, Frankfurt e Zurique para a TAM igualar à malha dos últimos anos da Varig.)

Segundo o Rodrigo, isso pode ser o começo da entrada da TAM na Star Alliance...

111 comentários

GiraMundo com Jorge Bernardes

Já estou tendo idéias!!!!! Ida por Lisboa, retorno por Paris......

Carla
CarlaPermalinkResponder

Oba!!! Tudo o que eu preciso agora pra ficar feliz é uma companhia brasileira na Star Alliance, porque quem tem programa de milhagem de companhia estrangeira ficou órfão com a saída da Varig... Estou torcendo para que o caminho seja mesmo a entrada da TAM!

Hugo
HugoPermalinkResponder

Jorge, sua idéia é ótima, mas acho que pela TAM se você comprar a ida e a volta separados o preço sobe assustadoramente.

Infelizmente, para pagar um preço normal tem que adquirir ida e volta para o mesmo destino.

GiraMundo com Jorge Bernardes

Hugo, vamô chamar o Rodrigo para esclarecer! Eu achei que pudesse comprar um bilhete para Lisboa pela TAM e embarcar na TAP e comprar o retorno de Paris com TAM. Fica igual, ida e volta comprada com a mesma cia, não fica?
Nem brinca, eu fiquei animado com a idéia.

Rosa
RosaPermalinkResponder

E a TAP vai ter vôos BSB/Portugal. Que ótimas notícias. Minhas ricas milhas da TAM, acumuladas com muito esforço, estou vendo um sonho se realizar..

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Cara tripulação do Vnv: Meu comentário (que, na verdade é um pedido) não tem nada a ver com tema do post. Mas como sei que aqui isso não é problema, mas sim fonte de bons assuntos, gostaria que vocês me indicassem destinos no exterior que sejam viáveis e interessantes para uma mulher desacompanhada. Explico-me: é que tenho sofrido de SFC - síndrome da falta de companhia. Meus amigos estão ocupados, durangos ou chatinhos demais para toparem uma viagem de umas 2 semanas para fora do Brasil. Seguindo a tendência do blog, gostaria de fazer uma "slow-travel", por uma ou duas localidades apenas. Pensei em NY, ou umas duas capitais da Europa para o fim deste ano (inverno) ou lá pra março do outro (primavera). Por favor, ajudem esta "baby-traveler" a ganhar milhas! Conto com as experiências fantásticas de vocês! Saudações a todos!

Hugo
HugoPermalinkResponder

Jorge, eu já olhei passagem pela TAM com ida para Londres e volta por Paris e o preço é 2 vezes mais caro do que uma ida e volta Paris ou ida e volta Londres.

Não sei se essa parceria com a TAP alterou algo, mas a TAM precisa urgentemente começar a utilizar uma alternativa multi-destino para os seus clientes.

Majô
MajôPermalinkResponder

Caroline,

Nenhum problema de fazer viagem sozinha. Eu fui uma vez com uma amiga para a Europa, passamos 1 mês viajando, e aí vi a diferença que é quando você passa a conviver diariamente com uma pessoa, manias etc. Fique aliviada e devia demonstrar sem querer, que ela chegou a me dizer, acho que você está feliz porque estou indo embora. rs Fiquei mais 15 dias em casa de uma amiga de infância que morava em Munique e foi ÓTIMO. Peguei o carro dela com 9 meses de carteira, não falando alemão, só inglês, e fiz a Bavária até Salzburg, ida e volta sozinha. As estradas lá são maravilhosas e as paisagens são o tempo todo você dizendo "que lindo"

Minha dica para uma das duas semanas: vá descobrir Paris smile

GiraMundo com Jorge Bernardes

Caroline,

Acho que Amsterdam e Berlim parecem bons destinos para um viagem solo. Vc já foi a Londres?

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Afirmar que a TAM vai para a Star é difícil, mas tudo é possível. Até quando a TAM vai conseguir manter o melhor dos mundos? American abrindo as portas nos EUA, Air France para Europa e Ásia, TAP para Península Ibérica e África e no fururo, quem sabe, Lufthansa. Essas cias brigam por mercado entre elas e cada uma das atuais parceiras são de alianças diferentes. Se a TAM conseguir manter isso, acho que ela não entra em aliança, mas não por quanto tempo ela vai conseguir sustentar essa situação, só deus sabe.

Boatos falam de TACA na Star Alliance... A TACA é parceira da? TAM!

Outros falam que a Varig está mais para Skyteam... Vou esperar a reação da Varig.

Hugo e Jorge, vai depender dos termos do acordo. Se fosse algo tipo Star Alliance não ia ter problema emitir prêmio para ir com uma e voltar no code share da outra. Vale lembrar que para emitir passagem one way no fidelidade é so em vôos operados pela TAM, não pode em code share.

Quando for comprar uma passagem promocional, normalmente os vôos em code share não têm as tarifas tão baixas como nos vôos próprios. Então se for comprar uma ida por Portugal no code share e volta no vôo TAM de Paris deve sair um pouco mais caro que ida por Milão e volta Paris com võos TAM. Mas tudo vai depender dos termos dos acordos.

Riq,

pedi um help no post sobre a American:

http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/04/um-atalho-para-o-status-elite-do.html

Você tem os contatos?

Um abraço

Fiz um post às 4:06 e você às 4:07, transmissão de pensamento!

Lena
LenaPermalinkResponder

Caroline,
vc quer ficar sozinha mesmo, ou preferiria encontrar gente e ter companhia para passear? Que tipo de programas voce gostaria de fazer e quais sao suas limitacoes? Por exemplo, se voce for "jovem" e do tipo que gosta de conhecer gente, ficar em albergue pode ser uma boa opcao. Se vc for no inverno, acho que seria melhor um lugar menos frio, para que vc possa passear mais, sem correr o risco de que uma nevasca atrapalhe tudo. Vc ja esteve na Europa ou EUA?

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Hugo,

Parceria inicia-se em Julho. Tem de esperar um pouco para as coisas acontecerem.

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Lena e Jorge: A princípio, gostaria de conhecer o lugar, descobrir a "cor local". Tenho receio de albergues, são mesmo uma opção segura. E nunca fui à Europa. Nos EUA, só tenho essa pequena fissura por NY, o resto não me interessa tanto. Valeu a atenção!

Hugo
HugoPermalinkResponder

Rodrigo, me explica uma coisa smile .

Uma vez fiz uma cotação na TAM com ida para Londres e volta por Paris e os preços foram 2,5 vezes mais caros do que ida e volta Paris. Neste caso, tem algum truque para que eu consiga um valor razoável indo por uma cidade e voltando por outra??

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Hugo,

Cada tarifa tem suas regras. Tem tarifa que permite ter uma perna somada com uma perna de outra tarifa ou permite o Open Jaw. Se uma tarifa promocional permite isso, então pode-se somar duas pernas promocionais. Nesse caso, funciona como um open jaw. Vai de A para B e volta de C para A O dente que falta, é o trecho de B para C que é por sua conta.

Pode ser que na TAM, as tarifas que pemitam isso sejam as tarifas mais caras ou a tarifa foi construida somando 2 trechos de ida (one-way), no caso da tarifa não permitir associação, que tem um resultado muito mais caro.

Solução: Ler as regras das tarifas via um GDS (o ITA dá essa informação) e caso for possível, forçar a associação de duas tarifas. Com um pouco de prática dá para fazer isso amadoristicamente do ITA. Nos sites da TAM e Varig, as regras são as últimas coisas a aparecerem...

Lena
LenaPermalinkResponder

Caroline,
eu tenho a seguinte opinião sobre viagem sozinha. Algumas pessoas são mais despachadas que outras e adoram zanzar sozinhas e não se importam em comer sozinhas, etc. Outras andam como para-raios atrás de companhia; logo se enturmam e ficam felizes da vida. E outras se deprimem se não estiverem acompanhadas.
Na primeira vez que fui a Europa, passei uns meses fazendo um estágio e depois fui passear. Optei por ir a lugares onde tinha amigos e podia fazer uma base. Passeei muito só e não me encomodei nenhum pouco. Mas optei por não ir a Itália (que morria de vontade de conhecer), porque não queria arriscar ficar com uma má impressão. Uma amiga tinha ido sozinha e odiado. Resolvi deixar a Italia para o momento certo. Voltei para o Brasil, fui fazer um curso de italiano, arranjei uma companhia e fui para Italia. Não queria mais sair de lá lol Tive que ser arrancada eekops:
Por isso perguntei sobre suas limitações. Se vc é do tipo "cool", que está sempre bem, realize a sua fissura, vá para NYC. Com duas semanas, vc vai virar dona da cidade smile Se quer conhecer a Europa, vá depois do inverno. Paris, como disse a Majô, é uma ótima opção e você pode visitar vários lugares nos arredores.

Lena
LenaPermalinkResponder

Oops, quis dizer "incomodei" eekops:

"Encomodar" deve significar "transformar em comoda!" lol

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Caroline,
Eu viajo sozinha o tempo todo. Ou a trabalho ou a passeio.
A trabalho porque é trabalho e a passeio porque sofro do mesmo mal que você. Ou as minhas datas não combinam, ou meus amigos não querem ir pra onde vou, ou eles têm um companheiro e eu no momento não e não ia combinar o tipo de viagem, ou vários outros 'ous'.
Já fui para a Argentina, pro Chile, vou de novo pra Bs As, final do ano pro Jp e se eu conseguir, ainda quero uns dias em NY em outubro, quero ir para a Cape Town em fevereiro, a lista não tem fim.
Enfim, viajar sozinha é legal, mas tem algumas limitações. Eu sou meio bicho do mato, então evito algumas coisas.
Por exemplo: sabe aquele restaurante fantástico que sempre alguém indica? Eu vou no almoço que é mais cool e levo um livro.
Fora isso, nunca passei aperto. Se você se animar para ir a NY, a tripulação vai ajudar no roteiro. E eu ainda ganho com isso porque usarei as dicas deles que são sempre fantásticas!!

Lena
LenaPermalinkResponder

Caroline,
um detalhe que esqueci de comentar. Em todas as viagens que fiz sempre encontrei mulheres sozinhas. É muito mais comum do que encontrar homens sozinhos.
(Isto é para pensar: por que é mais comum homens frequentarem a noite sozinhos do que mulheres; e mulheres viajarem mais sozinhas do que homens?)
:surprise:
PS: Os albergues sao seguros, sim. Mas e para um publico especifico...

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalinkResponder

Hugo, outra hipótese para o seu caso é que na data que você consultou, um dos vôos estivesse mais lotado que o outro, consequentemente com tarifas mais altas... Pq essa diferença não faz o menor sentido, já que Tam permite uma ampla gama combinações no exterior. Abcs!

Alexandra Godoy

Oi Caroline,

Eu não costumo comentar aqui, mas acho que posso falar um pouquinho sobre viajar sozinha. Como a Mô Gribel, eu também viajo sozinha o tempo todo, principalmente a passeio. Também sofro da síndrome da falta de companhia, mas não deixo isso se transformar em impedimento. Já fui sozinha pra Argentina, Uruguai, França, nordeste e sempre me divirti muito.

Apesar de algumas limitações (você não ninguém para dividir as despesas, ajudar com a bagagem, comentar algo...), nunca tive maiores problemas. Um dos lugares que eu mais curti foi Paris - fui ao teatro, cinema, e também procuro evitar algumas situações, prefiro ir a restaurantes no almoço, e também sempre tenho um livro ou uma revista. Acho que você tem que ir para o lugar que tem mais vontade, não acredito que você terá problemas nem nos EUA nem na Europa!

Majô
MajôPermalinkResponder

Lena,
haha "transformar em cômoda" lol

Caroline,

Como a Mô, eu também não deixo de fazer nada porque esteja sozinha. E acho isso é um fato mundial, mulheres de qualquer idade hoje em dia andam pra todo lado sozinhas, viagens, restaurantes, cinemas, não só pq alcançaram independência econômica, como não têm mais preconceitos . Se eu estiver sozinha para comer em restaurante, faço como a Mô, levo um livro.
Em Paris por ex você vê muuuuuitas mulheres sozinhas.Sugeri porque acho uma cidade encantadora e rica em opções para você descobrir sozinha ou acompanhada.
Quem sabe uma combinadinha Paris e Amsterdam ?

Lena, sua abordagem dá uma tese wink

Carla2
Carla2PermalinkResponder

Caroline,
os albergues são seguros, até no Brasil. A grande vantagem de um albergue quando se viaja sozinha (eu também sofro da mesma sindrome de falta de companhia) é que é mais fácil conhecer pessoas - não precisa "grudar" em ninguém, mas é bom para uma saída noturna ou um passeio que a tarifa é dividida entre as pessoas. Em Paris, fiquei num albergue (péssimo) e tive a sorte de conhecer uma americana que falava fluentemente frances, e foi uma benção - os franceses só são um pouco mais gentis com quem fala a lingua deles.
Na europa, B&B (Bed and Breakfast) também podem ser uma boa opção, têm mais conforto que os albergues e um clima mais íntimo que os hóteis, o que também pode facilitar a aproximação com outros hóspedes.
Europa em geral não tem problema para mulheres sozinhas. Como a Lena comentou sobre a Itália, não é exatamente perigoso, mas os homens italianos têm uma forma de tratar as mulheres que pode sim, assustar um pouco. E as vezes há o pré-conceito sobre as brasileiras... Mas é só não dar muita bola que tudo bem.

Ricardo Freire

Hugo, pra comprar a "passajona" internacional, ou você é um Rodrigo ou uma Sylvia (eu não sou!!!!) ou usa um agente. As possibilidades são infinitas, as nuances são difíceis de entender, as letrinhas miúdas não foram feitas pra nós. Eles têm as manhas das filas de espera, da hora em que as reservas vencem, de quando pode aparecer a classe T ou W ou Q ou o escambau.

Mas a não ser que você consiga uma passagem super-hiper-mega-blaster-descontada (dessas que o D.A.C. proibiu há alguns anos), normalmente a diferença de ir por uma cidade e voltar por outra compensa, sim.

Ricardo Freire

Rodrigo, se você precisar do contato de algum dono de pousada, eu te consigo. Mas companhia aérea... eu é que vou pedir pra você smile

Ricardo Freire

Caroline: assino embaixo em tudo o que as meninas disseram.
smile

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Caroline

Por segurança, voce pode viajar em todos estes lugares tranquilissima, apenas use o bom senso (p. ex. não va ao Central Park a noite... ) . Decida o que voce quer da viagem, se é agito, ou simplesmente passear sem rumo. No primeiro mundo é tranquilo, na Europa idem (e as cantadas vão fazer bem ao seu ego, no máximo vai haver um outro inconveniente)... Na América Latina, Chile e Argentina são Ok, outros paises só se voce for mais deslocada. Africa e paises islâmicos, eu não recomendo. Quanto mais local e desclocado for seu programa, maiores suas chances de arrumar companhia. Eu mesmo já conheci namoradas em viagem, isto sem contar, as amizades, companhias de 1 dia para passeios ( homens e mulheres, não falo nem em namoro, acho que neste ponto as mulheres tem mais facilidade para sairem juntas)... Enfim, não se preocupe... De qualquer maneira, embora seja casado, acho que tái mais uma incrivel utlidade..... VNV cupido aproximando aqueles que gostam de viajar e não tem companhia... Ricrado: olha ai mais um post: Apresente seu amigo /a que não tem companhia e gostaria de conhecer alguem que goste de viajar.... Eu hoje sou feliz, mas realmente para escolher uma parceira, um dos grandes requisitos sempre foi" gostar de viajar, mas sem ser uma turista"...

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Em tempo: Albergues podem não ser limpos, ou confortáveis,mas são seguros, sim!

Luca
LucaPermalinkResponder

Tanta gente aqui dizendo que viaja sozinha por falta de companhia... deveríamos nos unir. E se você quer companhia, ou fique em albergue ou se inscreva no couchsurfing. Tem gente lá inscrita só para sair com os turistas para tomar um café, dar dicas etc.

SandraM
SandraMPermalinkResponder

Quase UMA SEMANA sem sinal de internet!!Alguém merece???Eu não! Sei lá, de repente devo ter jogado pedra na cruz na reencarnação passada...
Pelo menos voltei em dia de ótimas notícias!!
Bjs a todos,

inlisbon
inlisbonPermalinkResponder

Pela parte que nos toca estamos de parabens, deste lado do Atlantico.A Varig não nos servia bem já há bastante tempo, principalmente no que toca ao serviço a bordo e fiabilidade.Poder acumular milhas em voos internos no Brasil vai ajudar bastante para quem tem cartão TAP Victoria.Quanto às viagens open jaw na Europa a TAP faz sem acréscimo significativo de preço.Um abraço
João Paulo

inlisbon
inlisbonPermalinkResponder

Já agora...por este caminho em que o Real anda parece-me que para um europeu periférico vai ser dificil viajar para o país irmão...sniff
...só nos resta o turismo de "pacote"para o Nordeste com a Bra+500€+hotel quase mediocre...Não dá para arranjar um compromisso?

Salete
SaletePermalinkResponder

Ric,
Desculpe invadir esse tema com pergunta de outro gênero, mas preciso urgente de uma ajuda sua. A viagem para Arraial, Trancoso e Espelho é agora, no começo de maio. Não consigo me decidir pelas pousadas porque estava pensando em uma pé na areia. (em Arraial só achei o Ecoresort, que é caro). Aquelas que recomendou, Beijo do Vento e Erva Doce, são infinitamente superiores a qualquer outra que seja na praia?
Agradeço muito a sua atenção,
Salete

Mirella
MirellaPermalinkResponder

Isso ia ser meu sonho de consumo...
Tenho aeroplan, membro da Star Alliance...
Esta faltando voo agora de Sampa para LA...
[]s

Ricardo Freire

Salete, pé-na-aeia é complicado tanto no Arraial quanto em Trancoso, porque dificulta aproveitar a noite.

No caminho da balsa (onde pelo menos passam kombis-lotação à noite), a pousada mais simpática pé-na-areia é a Verde Água ( http://www.verdeaguapousada.com.br ). Fica na praia do Araçaípe, evocê pode ir à pé à barraca do Sting, que é a minha favorita no Arraial.

Na praia do Mucugê (mas a uma distância da vila que só indo de táxi à noite) tem o Mucugê Village, que é simpatiquinho mas, como tem um riozinho atravessando a propriedade, acaba tendo cabanas muito úmidas (pelo menos foi essa a impressão que tive as duas vezes que visitei; faz tempo que não vou). http://www.pousadas-arraial.com.br/ (ops! acabei de entrar no site e eles estão em férias coletivas até 1o. de julho)

Mais adiante, na Praia do Parracho (definitivamente, só de táxi), tem a Pousada Pitinga ( http://www.pousadapitinga.com.br ) , que é roteiros de charme e muito agradável, e o Privillage ( http://www.privillage.com.br ), que acho esquisito (o predinho de apartamentos fica de um lado da estradinha, daí você atravessa para a sede de praia). Até a última vez que apurei, os dois estavam numa faixa de preço Trancoso.

Na vila, o Beijo do Vento ( http://www.beijodovento.com.br ) é a minha favorita no quesito charmosa-com-vista-e-piscina-bárbara (alternativas: http://www.baixuvillage.com.br e http://www.paraisodomorro.com ); a Erva Doce http://www.ervadoce.com.br é a minha preferida na categoria charmosa-e-super-em-conta (alternativa: http://www.pousadacoqueiros.com.br ).

Mas acredite: o gostoso, o diferencial, do Arraial, de Trancoso e até de Caraíva são os vilarejos. Para ter a melhor experiência possível do Arraial, fique na vila; de Trancoso, fique no Quadrado, ou perto dele.

Se você quer uma experiência totalmente pé-na-areia, então fique uns dias no Espelho.

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Sinto imensamente estar ausente daqui, decomentar, de interagir.Tenho perdido ótimas oportunidades de escrever o que penso nestas matérias tão interessantes por aboluto envolvimento no trabalho e na programação final deminha próxima viagem - Dubai, Istambul e Budapest - em maio. De todo modo, ABRAÇOS a TODOS os tripulates e ao Riq.

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Olá pessoal! Acabo de chegar de NYC e, pela primeira vez, experimentei o VisaTravel Money, com muito receio, é claro. Mas deu tudo certo. Saquei nos caixas ATM sem nenhum problema. E a taxa foi até menor que a informada quando adquiri o cartão : apenas U$1,75 por saque. É tão seguro quanto o "travel check", mas bem menos burocrático. E o mais interessante é que você credita o valor no cartão em dólar e pode sacar na moeda local, esteja onde estiver (desde que tenha um caixa ATM). Não sei como funcionaria no Leste Europeu, por exemplo, mas em New York, onde você vive tropeçando numa máquina ATM, foi a minha melhor escolha.

Já tive problemas para sacar com o Itaú Personnalitté no Canadá e nos EUA (nunca consegui sacar). Com o Ourocard do Banco do Brasil tive melhores resultados nos caixas "Plus".

Abraços.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Arnaldo, você faz muita falta!!! Mas às vezes simplesmente não há mesmo tempo para se conciliar tudo... Espero que você faça uma ótima viagem agora em maio! E, sempre que aparecer uma brechinha, dá uma passadinha pra dar um alô, Ok?

Salete
SaletePermalinkResponder

Ric,
Brigadéssimo!!! Vou seguir seu conselho: fico uns dias em Arraial, vou sondar Espelho e se achar que vale a pena, fico 2 ou 3 dias em alguma pousada na praia.
Ainda não me decidi se alugo carro, bug ou se uso van de lá.
Um GRANDE abraço e, mais uma vez, obrigada.
Salete

Fabio Machado
Fabio MachadoPermalinkResponder

Ahammmm, o Arnaldo vai pra Istambul... Tem muita coisa legal...será q ainda está tudo quase de graça??? O passeio pelo Bósforo, que a agência queria cobrar US$100,00, fizemos (eu e a patroa) a U$1,00 (isto mesmo, UM DOLAR, na época R$2,17) o CASAL. No mínimo 4 dias (ficamos 8). Além das várias mesquitas, bazares (inclusive das especiarias), palácios, etc, não deixe de visitar a Cisterna da Basílica, um passeio inusitado. programa também uma visita ao restaurante ou ao salão de chá do hotel Pera Palais, hotel famoso por ter entre seus hóspedes Jacline Onassis, Greta Garbo e, claro, Agatha Christe e pede para visitar o quarto dela (um charme o hotel, com elevadores e telefones antigos) Se tiveres tempo, faz o passeio pelo Bósforo - se não tiver arranja, nao vai se arrepender. Outro passeio ótimo, diferente, é o das Ilha dos Príncipes, onde percorremos a ilha em charrete. Como diriam os antigos, show de bola! Bom, o guia da Folha é ESSENCIAL. Tira muitas fotos pra colocar no teu blog, q tá muito legal, viu?! Vai por nós do VnV e BOA VIAGEM!!!!

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

FÁBIO, eu já fui a Istambul e a viagem deu tão errada, tão errada e atrapalhada, que é como se não tivesse ido. Era Março de 2000 e foi uma viagem completamente desatrada.

Do princípio ao fim, TUDO deu errado. Qualquer dia eu vou publicar no meu blog a “Crônica de uma Viagem DESASTRADA à Grécia e Turquia” .

Sabe aquela viagem que tem tudo pra dar certo?

Mas não deu, decididamente não deu....

Depois de Istambul iríamos à Grécia. Uns dias em Athenas, um cruzeiro pelas ilhas Mikonos, Rhodes, Santorini..., enfim um ‘roteiro-maravilha’!

TUDO, do embarque no Basil ao retorno à casa, deu errado, fragorosamente, errado.

De um maremoto durante o cruzeiro pela pelas ilhas gregas a alteracões vergonhosas nos vôos internos que causaram sérios transtornos ao roteiro, de overbookings ao Ramadan durante a estada na Turquia (vocês não queiram saber o que é estar em turismo numa cidade com TUDO, absloutamente TUDO fechado por TRÊS dias e com uma matança de carneiros da porta do hotel até dentro de postos de gasolina, passando pelo "matódromo" (sim, um enorme parque onde matam os bichos segundo a tradição muçulmana)... Era o Kurban-Bayrami.

Istambul, Turquia! Puxa, como eu havia sonhado estar entre os minaretes da Santa Sofia, caminhar pelas ruas de pedra do Templo de Éfesus, em Kusadasi, perder-me nos labirínticos corredores do Grand Bazar e suas 400 lojas, observar o pôr-do-sol navegando o Estreito de Bósforo, estar frente à frente com o mais famoso brilhante do mundo - o Topkapi -, conhecer os belíssimos palácios do Império Otomano, admirar a Mesquita Azul, enfim, mergulhar naquele clima exótico da cidade onde Agatha Christie inspirou-se para escrever ´O Assassinato no Oriente Express´, aquele trem que percorria a Europa até o oriente e foi considerado o trem mais luxuoso do mundo, que o Riq já conheceu e escreveu sobre ele.

Assim, Istambul ficou como a cidade mais MAL visitada de toda minha vida. Tempos mais tarde, quando eu comeei a programar uma viagem a Istanbul e Budapeste, precisava encontrar uma outra para a drobradinha heterogênea (neste caso, uma trinca), para encaixar usando o critério pessoal de “jamais revisitar um país ou cidade sem deixar de incluir uma nova cidade ou país no roteiro”.

De certa maneira um outro componente me atrai numa viagem: os contrastes culturais, geográficos e arquitetônicos. Sempre me dei bem com eles ao visitar, numa mesma viagem, cidades tão diferentes entre si. A Heterogeneidade me atrai. Dubai surgiu assim, simples, não?!

Veneza com Praga, Nova York com Honolulu, Barcelona com Marrakech, Paris com Tunísia, Istambul com Budapest, Grand Canyon com Las Vegas, Grécia com Turquia, Bangkok com Amsterdam.... São as dobradinhas heterogêneas que me enchem de prazer.

Por issso esse roteiro meio "sem sentido" pra alguns e tão heterogêneo.

Com seu texto, Fábio, a ansiedade pré-viagem aumentou. Você pode medizerquando foi, pra podemos trocar mais e novas idéias aqui no VmV?

Abraços a todos. (minha viagem começará apenas em 11 de maio, até lá ainda "älugo" esse espeço do Riq e o "ouvido" devocês por mais uns dias. Aliás, lá no FATOS & FOTOS de Viagens tem um post novo sobre Óbidos! Convidadíssimos, todos!

Hugo
HugoPermalinkResponder

Rodrigo e Bruno, obrigado pelas dicas, mas como o Riq disse, o melhor vai ser procurar um agente mesmo, até porque já estou usando óculos e essas letrinhas pequenas a cada dia se tornam um desafio maior.

Mas é bom destacar que essa notícia de que é possível fazer uma viagem internacional indo por uma cidade e voltando por outra, e tudo isso por um preço acessível me deu várias idéias.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Arnaldo, seus roteiros não são "sem sentido" de jeito nenhum!!! Eles só não são "arroz-com-feijão"... wink Quando você conta sobre as suas viagens eu sempre me lembro das viagens-dégustation do Ricardo... Um dia eu ainda chego lá!!!

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Arnaldo : Boa viagem!
A todos, uma combinação interessante e que vale a pena na Europa, e um pouco menos na America do Sul, são as idas por um pais, e volta por outro.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Hugo:
Sabes o que faço ?
Como minha lista não tem fim , procuro as ofertas primeiro
e escolho os destinos depois.
Foi assim que com um voo direto Gru- Atenas- Gru ( Vasp)
viabilizamos um mes na Grecia com uma passadinha rapida
por Israel.Se tivesse que ir a Londres ou sei lá onde para
pegar um voo para Atenas não ia rolar pois outras cidades
apaixonantes pelo caminho iam complicar ( e muito ),alem
de ficar financeiramente inviável.
Voos diretos ajudam muito a " não se perder pelo caminho ".

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Sylvia

Quer saber sobre o meu feriado?! (na verdade o feriado é amanhã. podemos chamar de meu finde)

Já tá lá!

Bjos

GiraMundo com Jorge Bernardes

Arnaldo, eu acho seus roteiros ótimos!!!!

Noredy
NoredyPermalinkResponder

Ricardo,
Este probleminha que a Caroline tem, é beeeeeeeeem comum,
conheço uma porção de mulheres nesta situação.
atenção mulheres que estão sozinhas, não tenham medo de viajar , e, independente de seu saldo bancario, Albergue é ótimo, basta não ser timida. indico Paris, Madrid e arredores, Barcelona para começar.

bom tema para enquete .

noredy

Ricardo Freire

Salete, não alugue bugue não. Você consegue um carro pelo mesmo preço. Mas avise que você vai ao Espelho e precisa de pneus em ótimo estado.

Arnaldo, eu também adoooro esses roteiros. Cada um vale por duas ou três viagens diferentes...

Ricardo Freire

Arnaldo, esse ramadã em Istambul está ainda melhor que o Katrina em Miami!

(Agora eu sei por que você não faz questão nenhuma de ir à praia... dos carneiros!!!)

lol

Régis Cardoso

Estou com passagem marcada pra Turquia exatamente no período do Ramadan e fiquei preocupado com essas histórias. Li que seriam 30 dias. Fiquei em dúvida. São só 3 dias ou 30 dias? E fica tudo fechado mesmo (museus, restaurantes etc)? E o povo? Ficam meio brabos, sem paciência? Não dá pra beber em lugar nenhum?

Ricardo Freire

São 4 semanas. Este ano, entre 22 de agosto e 20 de setembro.

Aqui estão listadas as alterações maiores no dia a dia; basicamente, um engarrafamento no fim da tarde e a necessidade de fazer reservas em muitos restaurantes.
http://www.turkeytravelplanner.com/Religion/ramazan_travel.html

Museus permanecem abertos.
http://en.allexperts.com/q/Turkey-207/Visit-During-Ramadan.htm

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Já passei um Ramadan em Istambul .
Não notei nada de estranho , alem de algumas coisas fechadas . Vai tranquilo wink

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar