Relatório: Litoral de SP pelos pais da Sylvia

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

A Sylvia me mandou um e-mail com o trabalho dos mais novos repórteres de campo do Freire's: os pais da Sylvia.

Além de atualizarem as nossas dicas para o litoral, os pais da Sylvia provam os 80 podem mesmo ser a melhor idade smile

O post Litoral Norte Paulista pros pais da Sylvia e os comentários dos tripulantes viabilizaram uma viagem espetacular de 15 dias entre São Paulo, Campos do Jordão, Ilhabela, Paraty, Camburi e Juqueí. A idade do “casal faceiro" (mais de 80 anos) gerou uma certa apreensão entre os amigos da tripulação em função das estradas e do movimento no feriado de Páscoa.

A solução encontrada foi passar a primeira semana em Campos do Jordão, a cidade mais alta do Brasil. Altitude média: 1.700 m. Reservas feitas no hotel Villa D’Biagy, no Capivari, (o ap. 24 é a melhor acomodação); serviço correto, atencioso e excelente localização. A diária inclui um delicioso chá da tarde alem do café da manhã. Uma outra opção de hospedagem que chamou atenção, pela beleza extraordinária da paisagem, é o Flat Hotel Quatre Saisons no Alto do Capivari. Passeios: Alto da Boa Vista (Museu Letícia Leiner e Palácio), Morro do Elefante (teleférico), Ducha de Prata, Pico do Itapeva, Alto do Capivari , Santo Antônio do Pinhal ( aqui tem um restaurante lindo e bem servido: é o Pinha Pinhão, no Jardim dos Pinhais Eco Parque).

A aventura dessa primeira semana foi uma escalada da Pedra do Bauzinho, no caminho para São Bento do Sapucaí.

A saída de Campos do Jordão, na segunda-feira após o domingo de Páscoa, foi tranqüila, e a chegada em Ilhabela, no meio da tarde, sem transtornos com a balsa. Nenhuma hospedagem neste trecho foi reservada para proporcionar liberdade de escolha, tanto quanto ao local como ao número de noites . Em Ilhabela a hospedagem foi no Real Villabela Hotel, com primoroso atendimento, e localizado num lindo e bem cuidado jardim. A surpresa ficou por conta da descoberta da pousada Solar do Singuita, no sul da Ilha. Um novo site está em construção, já que o atual não faz jus ao charme e à qualidade do mobiliário e dos objetos. As suítes são especialmente recomendadas para quem deseja fazer uma extravagância. Bem próximo fica o restaurante All Mirante, debruçado num penhasco. É uma opção interessante e tem uma belíssima vista da ilha. Ideal para contemplar o pôr-do-sol.

A Paraty das ruas de pedra e dos bouganvilles foi apresentada num lindo dia de sol . O hotel escolhida foi o Coxixo (apartamento ou suíte no segundo andar) que, por orientação da proprietária, a atriz Maria Della Costa, pratica uma tarifa reduzida, em relação aos concorrentes. Segundo a administração da pousada, na maior parte do ano, o tarifário é a metade do praticado na região para permitir que todos possam conhecer a cidade.

As ruas de Paraty estão em obras. Os postes de luz estão sendo retirados da rua e substituídos por cabos subterrâneos, para que a cidade possa receber o título de Patrimônio da Humanidade. Um passeio de escuna pelas praias e ilhas, num lindo dia de sol, e uma aventura pela estrada (?)/trilha de terra até as praias de Trindade e Caxadaço.

No o caminho de volta, em Camburi a recomendada e aconchegante Pousada Canto do Camburi, que passou por reformas recentes, tinha somente um apartamento disponível já na sexta-feira pela manhã (recomendamos os do segundo andar). Acho importante fazer uma observação quanto às pousadas do Litoral Norte: numa mesma pousada o tamanho conforto e charme das instalações é muito variável , razão pela qual uns elogiam mais e outros menos. É importante, ao recomendar uma pousada, indicar o tipo e o número do apartamento.

Muito charmoso e bem atendido, é o Restaurante Manacá. A última noite no litoral foi em Juqueí no Beach Hotel (novíssimo e – para hotel de praia - nota máxima em acomodações, serviço, atenção, simpatia e conservação). Até o final do ano deverá estar pronta uma nova ala. Uma outra boa opção de hospedagem são os apartamentos superiores, com vista para o mar, da Pousada Alcatrazes. Próximo fica o Restaurante Chapéu de Sol, de frente para o mar, com a sua famosa moqueca de peixe. Passeios: A imperdível Barra do Saí e a Barra do Una.

O gran-finale foi a hospedagem no aeroporto de Guarulhos na noite anterior ao vôo de volta para casa: um upgrade em comemoração ao aniversário de casamento (54 anos) da dupla gaúcha.

Ao Ricardo e a todos os amigos VnV o nosso carinho e gratidão! 

Nós é que agradecemos as dicas, Sylvia e pais da Sylvia!

59 comentários

Lena
LenaPermalinkResponder

Riq,
só para atualizar. Recebi um e-mail da Maison Joly de Ilhabela. Eles estão com um site novo, onde é possível ver as fotos dos apartamentos por categoria. Assim, esclareceu aqulea dúvida sobre o tal apartamento standart que era mais barato, lembra?

Campos do Jordão

Visitem Campos do Jordão, uma linda cidade do Estado de São Paulo, para mais informações acesse www.netcampos.com

sonneries téléphones

At télécharger des sonneries back splash cancellation hand up gagner à la roulette en ligne gesture credit tell sports fish cancellation mmf klingeltöne card vigorish drop blind?

Nícia Adan Bonatti

Santo Antonio do Pinhal fica ao lado de Campos do Jordão (cerca de 15 km) e é uma opção muito agradável. Veja em

http://www.santoantoniopinhal.com.br/

Há muitas pousadas lindinhas, (http://www.santoantoniopinhal.com.br/pousada/pousadapinhal.php),

bons restaurantes, saltos de paraglider com instrutor a partir do Pico dos Agudos (1.700 m de altitude), que oferece visão de 360° do Vale do Paraíba.
Importante: nada tem fila, há sempre vagas para estacionar, é delicioso flanar a pé pelas ruas e tudo é mais em conta que em Campos do Jordão.
Costumo hospedar-me em Santo Antonio do Pinhal e frequentar o Festival de Inverno em Campos, época em que esta última fica entupida de gente e não se consegue uma vaga para estacionar, nem nos estacionamentos pagos (e que custam o olho da cara).

Flora
FloraPermalinkResponder

Olá Bóia,
Não sei se seria aqui o lugar certo de comentar, mas é o seguinte:
Estamos indo viajar de carro do Rio para Floripa em Janeiro. Queríamos dar uma ou duas paradas, tanto na ida, quanto na volta. Como estaremos de férias, não temos uma data certa para sair e voltar. Só o hotel (Costão do Santinho) é que está reservado. Somos dois adultos com 2 crianças de 6 e 10 anos. E pensei no litoral Pauista como uma boa opção. Quais locais vcs sugerem?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Flora! Viajar pelo litoral do Sudeste e do Sul sem datas definidas em janeiro não é muito aconselhável. Você vai ter que se contentar com o que sobrar, pelo preço que sobrar.

Paradas interessantes é que não faltam -- Paraty, Ubatuba, Barra do Saí, Ilha do Mel, Bombinhas...

Fora do litoral, Campinas (para o Hopi Hari e Wet'n'Wild), Curitiba e Penha (para o Beto Carrero World) são paradas interessantes.

Luciano
LucianoPermalinkResponder

Em Santo Antonio do Pinhal fui ao restaurante Pinha Pinhão e fui mal servido, atendimento péssimo e comida fria. O local é lindo mesmo.
Ah! ainda me endagaram com bastante nervosismo por que não paguei os 10%.
No dia seguinte me deram a dica na cidade do restaurante Picanha e Pasta dentro do Shoping, o lugar é bem agradável e tem uma área externa. A carne estava uma delícia, o atendimento foi razoável (demorou um pouco).

Luciano

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar