Chat: enquanto o comandante não vem

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Tripulação,

Neste momento estou num çaibercafé em Confins, à espera do vôo de conexão que vai me levar a Porto Seguro. Vou passar os próximos 12 dias zanzando pelo sul da Bahia, a partir do Corumbau.

Espero conseguir fazer uns postzinhos, mas vou depender da conexão das pousadas.

Mas vocês não vão deixar a peteca cair, certo?

Até daqui a pouco. Fui!

133 comentários

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

BOA VIAGEM RIQ !
Aguardamos noticias e prometo que vamos nos comportar.

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Ótima viagem e, se possível, dicas, fotos, sugestões e novidades com a competência de sempre! Abraços.

Hugo
HugoPermalinkResponder

Riq, deveria ter aproveitado sua passagem por Confins e feito um pit-stop em BH. Assim poderíamos ter feito um encontro VnV mineiro.

Mas aproveite o passeio e, se sobrar um tempinho livre, nos traga excelentes dicas.

Eduardo de Carvalho

Riq, preciso da sua ajuda ou dos demais tripulantes.
Vou passar 3 dias em Santiago do Chile, pela primeira vez. Gostaria de saber dicas de passeios, restaurantes, etc.
Muito obrigado!

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Riq

Boa viagem! Por sianl, quando se recomenda o seu blog no google, a pesquisa cai no antigo, e não no novo. Não há como corrigir isto?

GiraMundo com Jorge Bernardes

Ok, a gente toma conta da sua casa.
Essa viagem será tema de alguma reportagem a ser publicada?

Carola
CarolaPermalinkResponder

Riq, vc vai passar por Cumuruxatiba?? Já fui muito para lá e recomendo!!

Os tios do meu noivo moram lá, detalhe que ele nasceu em Paris e ela em Milão casaram, trabalharam em SP e resolveram se aposentar em Cumuru...nada mau!!!

Se for passar por lá te mando dicas de restaurantes...
Boa viagem!!!

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Sul da Bahia... ah inveja...

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq,

Fotos, muitas fotos !!!!
Boa viagem !!

Guilherme Lopes

Concordo com o Hugo...

E olha que o comida de buteco nem terminou...

; )

Guilherme Lopes

Passe por aqui, daqui 12 dias!

Carla
CarlaPermalinkResponder

Conta com a gente, Comandante! Pode deixar o boteco aberto que a gente toma conta... lol

Eduardo, eu tenho algumas dicas do Chile lá no Idas e Vindas, nessa página aqui: http://idasevindas.wordpress.com/dicas-do-chile-do-atacama-aos-lagos-andinos . Se quiser saber mais alguma coisa, pode perguntar, Ok?

Pessoal, vou aproveitar a ocasião e abusar da boa vontade de vocês... Terminei de fazer o esboço de um orçamento/roteiro para a minha viagem ao Peru e à Bolívia em julho e queria uns "pitacos". Por enquanto está assim:

- Passagem TACA SP/La Paz/Lima/Cuzco/SP - US$ 580.00 + tx.emb. Falta orçar a parte Rio/SP/Rio, que não dá pra fazer pelo site - provavelmente o vôo é da TAM, parceira da TACA. Achei interessante como qualquer outro itinerário encarece a passagem, principalmente se eu chegar por La Paz e sair por outra cidade fazendo esse caminho por via terrestre;

- Hospedagem: 12 noites, que distribuí de acordo com os horários dos vôos - isso significa que às vezes vou voltar a uma cidade onde já estive, mesmo que apenas para passar a noite. Consegui hotéis em La Paz (Rosario La Paz), Copacabana (Rosario del Lago) e Lima (León de Oro) a uma média de US$ 45.00 o quarto duplo, sempre nos atacadistas, claro... wink Em Aguas Calientes, tenho o El Santuario a US$ 68.00 e em Cuzco consegui o Las Ruinas a US$ 90.00 e o Picoaga a US$ 100.00 - me apaixonei pelos dois (ainda não escolhi) e decidi "esbanjar" um pouquinho...

- Lago Titicaca: pretendo contratar o transporte com passeios em uma agência em La Paz, mas ainda não recebi o orçamento;

- Trem Cuzco / Machu Picchu / Cuzco: já que fazer a trilha está fora de cogitação... Tenho no site da Peru Rail (valeu, Emília!) o Backpacker a US$ 73 ida e volta e o Vistadome a US$ 113. Vocês sabem se há jeito de baratear esse custo ou se é isso mesmo?

Por enquanto é isso - agradeço a quem quiser meter a colher!!! wink

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Carlinhaaaa pergunta no hotel em La Paz se tem tubo de oxigênio (rs).

Carla
CarlaPermalinkResponder

Dani, depois do seu relato eu não deixei passar essa, não... lol Já conferi pelo site: tem, sim!!!

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Boa viagem Riq, aproveita!!! E passa protetor na careca, hahahahahahaha!!!

Um grande abraço, e xácomigo que eu trato de falar bastante bobagem aqui, hehehe 8-)

Diogo Destemperado.

Hugo
HugoPermalinkResponder

Carla, excelente o seu roteiro e o seu orçamento smile . Eu pensava que essa viagem era bem mais cara, mas pelo visto, com um pouco de boa vontade e esforço é possível organizar um passeio legal por um preço acessível.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Hugo, quando eu via os anúncios das operadoras de turismo no jornal, imaginava a mesma coisa... Tenho visto 6 noites, apenas no Peru, a cerca de US$ 1400, US$ 1500... Talvez a hospedagem seja bem melhor (embora nenhum dos meus hotéis seja abaixo de 3 estrelas...), mas realmente não sei o que encarece tanto...

catitausa
catitausaPermalinkResponder

Ricardo, muito obrigada pela dica do hotel em Buenos Aires. Espero que vc tenha uma otima viagem e curtaaaa muitoooooooooooooooooooo
Catita

Vinícius
ViníciusPermalinkResponder

Boa Viagem!!!

Majô
MajôPermalinkResponder

Carla,

Você não vai passar por Oruro ?
A viagem de trem e o passeio do lago Titicaca são imperdíveis. Valem cada centravo !!!

Carla
CarlaPermalinkResponder

Não vou, não, Majô, não consegui conciliar... sad Vou ao Lago Titicaca, mas só do lado boliviano - fico em Copacabana e depois volto a La Paz para tomar o vôo a Lima.

Marcio
MarcioPermalinkResponder

A tripulação dá conta do recado!

Vai tranquilo!!

Mas volta com um monte de histórias e imagens!!!

Abs!!!

Regina Almeida

Oi Carla! Voce tá planejando do lago Titicaca seguir a Cuzco via Puno?Posso conseguir algumas dicas de hoteis, tenho amiguissima en agencia de viagens em Lima, alem de intimos peruanos...já os colocarei em ativa. Dica: visitar Machu Picchu com parada obrigatoria em Aguas Calientes, por que? O passeio de bate e volta as ruinas é vapt e vupt. ou voce tira fotos ou ouve as teorias sobre o local. Nós fizemos o seguinte: fomos numa excursao com guia, passeamos com o guia e depois ficamos a vontade lá em cima, depois das 3 da tarde tudo fica na mais absoluta calma e tivemos sorte com um casal americano, era noite de lua cheia e foi posivel visitar a cidade de noite...FOI INCRIVEL!!!!! Claro que a linha de onibus que faz o itinerario deixa de circular as 17:00, combinamos com o gerente do hotel que fica justamente a entrada das ruinas e ele nos deixou voltar as 22:30 no onibus que descia os empregados a Aguas Calientes...Se voce conseguir isso, nao jogue fora o ticket de volta, apesar de ser onibus especial para empregados eles te pedem o ticket. Podemos te contar um montao de coisas...é so escrever pro meu mail: brasil-o-brazil@telefonica.net e te daremos todos os "pitacos" na tua viagem....Meu amiguissimo é peruano-bahiano e vai adorar te dar dicas também...Lima é para comer CEVICHE..já te digo onde...Ah que inveja. Vai comer divinamente....E já sabe é só perguntar...O voo de SP a La Paz nao é via Santa Cruz de la Sierra? Beijinhos

Regina Almeida

Ei Riq...Corumbau...Sao Francisco? Tauana? Vila Naia???? Voce nao é brincadeira...E eu aqui em Mallorca morrendo de inveja....Quero saber de todos esses novos locais nessa regiao....Boa viagem....

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Carla

A passagem de trem é bem cara, mas dá para ir de taxi até uma estação próxima, e pegar um trem local, que é bem mais em conta.

Igor
IgorPermalinkResponder

Acabou de cair na minha caixa postal. Foi um assunto abordado pelo comantante uns posts atrás (é longo, desculpem):

"NOTA À IMPRENSA

LICITAÇÃO DO HOTEL CATARATAS NÃO TEM VENCEDOR

Decisão proferida pela Juíza Federal da 6a. Vara de Brasília, nos autos do mandado de segurança nº. 200734000136084-5 concedeu liminar de natureza cautelar "para determinar que as autoridades impetradas abstenham de adjudicar o objeto da licitação até nova apreciação deste juízo..."

As autoridades impetradas são os membros da comissão de licitação e a Secretária do Serviço de Patrimônio da União.

Um dos argumentos da Tropical no mandado de segurança - e que será objeto de julgamento no final - é que a São Mateus (empresa controlada pela Orient Expres Hotels, Ltd., estabelecida no paraíso fiscal das Bermudas) não atendeu uma das exigências de qualificação técnica, ou seja, está tecnica e juridicamente afastada da concorrência.

Os press releases divulgados pela Orient Express no Brasil afrontam o judiciário brasileiro ao divulgar que foi vencedora, que fechará o hotel para reformas, etc. Já em seu site internacional divulga que há "expectativa" de assumir nos próximos três meses.

No entanto, o próprio presidente da Comissão de Licitação reconheceu em documento enviado ontem à Tropical que o certame está suspenso aguardando julgamento (cópia em anexo).

A Tropical confia na independência das autoridades judiciárias brasileiras e não envidará esforços para continuar merecidamente à frente de Cataratas.

Registra algumas das dezenas de questões postas por cidadãos e entidades de preservação do meio ambiente no TCU, na Justiça Federal e no IPHAN. Ao pedir tombamento do Parque Nacional do Iguaçu (proc. nº. 01450.007417/2006-61), o renomado artista plástico gaúcho Vittorio Gheno asseverou que: a) a Constituição Federal tombou o parque (art. 225, § 4 da Constituição da República); b) o Instituto do Patrimônio Histórico Nacional age por omissão em não tombar o Parque no Livro de Tombo; c) em conseqüência do tombamento, as obras suntuosas no Hotel e outras intervenções que afetam o meio ambiente deveriam passar por prévio exame daquele órgão antes de qualquer processo licitatório. Finalmente, e muito importante:

"A preocupação central do edital é para com o aspecto mercantilista (R20;maior preçoR21wink. Está lá escrito com todas as letras num documento denominado R20;Projeto BásicoR21;:

R20;O Hotel das Cataratas necessita de melhoramentos para que o empreendimento possa ser posicionado em um nível superior, de forma a satisfazer aos exigentes gostos dos turistas estrangeiros...R21;

Melhoramentos para R20;satisfazer os exigentes gostos dos turistas estrangeirosR21; e não para preservar o meio ambiente. É uma espécie de internacionalização branca do Parque Nacional do Iguaçu".

Esse pedido de tombamento foi feito desde maio de 2006 e até hoje o IPHAN, por razões que desconhece mantém-se em absoluta inércia.

Muitas e muitas outras questões de fundamental importância para a proteção do meio ambiente foram postas de lado num lufa-lufa, numa pressa incompreensível. Por exemplo,

a) a ausência de estudos de impacto ambiental R11; EIA/RIMA para embasamento do projeto básico, inexistente quando se fala nas obras que serão realizadas nas dependências do Parque Nacional (construção de uma ciclotrilha de aproximadamente 10 km de extensão, com 2m em faixa dupla, bem como, paralelamente, uma faixa de 1,2 m que representa uma mudança significativa na estrutura do Parque e substituição da rede elétrica aérea do interior do parque por rede elétrica subterrânea com 10km de extensão.

b) Inexistência de projeto básico das obras a serem realizadas no Parque Nacional.

c) Não observância da proibição de obras no parque sem prévia audiência do IPHAN, posto que, tombado pela Constituição, está sujeito ao que dispõe o artigo 17 do Decreto-Lei 25/37 em seu artigo 17:

"As coisas tombadas não poderão, em caso nenhum ser destruidas, demolidas ou mutiladas, nem, sem prévia autorização especial do Serviço do Patrimônio Histórico e Artistico Nacional, ser reparadas, pintadas ou restauradas, sob pena de multa de cincoenta por cento do dano causado."

A Tropical quer que o Hotel das Cataratas possa continuar sendo usufruído pelos brasileiros e não apenas para "satisfazer aos exigentes gostos dos turistas estrangeiros".

Manifesta estranheza com declarações nitidamente suspeitas de membro da comissão divulgando providências que seriam da competência exclusiva da Orient Express.

São Paulo, 8 de maio de 2007.

Tropical Hotelaria Ltda."

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Boa viagem! Enquanto vc vai, eu voltei do lugar "misterioso"... smile

Deise
DeisePermalinkResponder

Carla, passa pro mei email seu roteiro qnd tiver pronto. Em dezembro os preços devem etar lá em cima heim...aiiii q meda...voui me organizar logo. Bj

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Oi, Carla!
Eu estava vendo minhas coisas do Peru neste final de semana e me lembrei do nome do hotel em Puno: Eco Inn (http://www.ecoinnpuno.com/)
Está bem na beira do lago, quartos padrão americanizado, novinho (pelo menos era, em 2003) e tem umas alpacas muito simpáticas no jardim.
As estimativas de preço aparecem desde $65 a $85. O empecilho é que fica um pouco afastado do centro de Puno, mas a cidade não tem tantos atrativos, o melhor é aproveitar mesmo o lago.
Em Águas Calientes fiquei no Machu Picchu Inn, mediano, mas bem confortável (principalmente depois de 3 dias acampando grin ). Mas achei ele meio caro, no único site em que aparecia o preço ($120). Você tem o site do El Santuario? Não consegui achá-lo.
Os hotéis de La Paz e Copacabana me parecem muito bacanas, foi um achado...pelos sites me parece um ótimo custo-benefício.
Agora...os hotéis de Cuzco...adorei!!! O Las Ruinas é ótimo, mas o Picoaga me parece lindo... e a localização dos dois é excelente!
Não consegui achar o bilhete do trem, mas tenho certeza que está guardado em algum lugar...quero ver se a categoria era backpacker mesmo. Como muitas agências em Cuzco vendem pacote para Machu Picchu, talvez seja interessante ver se elas conseguem um preço melhor no trem.
Se eu for me lembrando de mais coisas, te falo.
Ah, não se esqueça de apresentar o teu Fidelidade TAM smile

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Ops, esquece o que falei sobre Puno...demorei para escrever o post e só agora que vi que você vai visitar o lado boliviano. Infelizmente não pude fazê-lo devido a questões de força maior, mas quem já foi gostou muito também.

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Ricardo, le deseo lo mejor!!! pero le echaré de menos... Faltará você!

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Carmen, o que é bacana é que daqui a pouco o Riq deve colocar uns posts deliciosos de se ler...com 'aquelas' fotos grin
Boa viagem, Riq!

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Arthur!!!
Como foi de viagem? Queremos saber tudo sobre o 'lugar misterioso' lol

Majô
MajôPermalinkResponder

Arthur,

É isso aí, qual é esse " lugar misterioso" ???? wink

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Carla, eu estive em Machu Picchu em 2001 e tinha um trenzinho "backpacker" cuja passagem não excedia U$ 10,00 tenho certeza, mas cuidado no Peru, eles vivem querendo entubar uns overprices nos turistas desavisados.
O grande barato de aguas calientes é...uma piscina de agua quente (natural) que cai como uma bênçao depois de um dia de caminhada nas pedras. O ruim é que eles fecham às 22:00 hs, e como o povo não sai da piscina, eles vão esvaziando lentamente até que somos expulsos do paraíso térmico pelo frio rsrsrs. Boa viagem, aproveite para tirar fotos, por que no Peru / Bolívia não existe nada Preto & branco, tudo é technicolor

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Carla, pra compensar o trenzinho backpacker de Cuzco Machu Picchu, pegue o trenzãobacanérrimo Cuzco Puno, você vai se sentir no Orient Express - copos de cristal e porcelana no almoço, paisagem andina e um riozinho fazendo companhia a viagem toda...

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Eduardo, vou copiar um resuminho que eu fiz quando uma amiga foi ao Chile, não repare no tamanho do tijolo. Boa viagem

Santiago tem uma parte central bem antiga (que é onde eu sempre fiquei e recomendo que vocês façam o mesmo), e os bairros novos, como Las Condes, cheios de prédios modernésimos.
Os dois hotéis que eu recomendaria são Hotel Londres (www.hotellondres35.cl - Calle Londres nº 35, tel 00xx56-2-638-3939 - 6381165), e Hotel Paris (Calle Paris nº 813, tel 00xx56-2-664-0921). Eles ficam no pedacinho mais charmoso e europeu do centro de Santiago, bem perto da estação Universidad de Chile. Os dois estão a uns duzentos metros um do outro e são disputadíssimos, porque não são caros e aceitam cartão de crédito. Por isso, recomendo reservar antes. Embora eu nunca tenha ficado no Londres, ele é melhor, porque tem internet, os quartos não têm carpete e são mais modernos. Caso vocês não consigam acomodação no Londres, podem ficar no Paris, que, apesar de cafoninha, é encantador. Nesses hotéis, sempre pude contar com a maior boa vontade para prestar todo tipo de informação de que precisei.
Acho que uns quatro dias é uma temporada boa para conhecer a cidade e os arredores.
No primeiro dia, vocês vão precisar trocar dinheiro numa das inúmeras casas de câmbio que existem no centro. Aproveitem para começar a sentir o clima da cidade fazendo o city tour, a pé mesmo, pelas ruas próximas ao Palácio de la Moneda e à Plaza de Armas, que ficam razoavelmente perto. Depois vocês podem ir até o mercado, que não é assim nenhum mercado central de BH, mas é um programa bem pitoresco. Lá vocês serão assediados por trocentos restaurantes e basta escolher um deles para degustar algum dos inusitados frutos do mar ou dos inúmeros peixes com que vão se deparar. Não consigo lembrar o nome do restaurante que agente mais gostou, só lembro que a gente entrava por uma portinha e se sentava no segundo andar. Fujam do Joya del Pacífico e do Donde Augusto, que são meio caros e deixam bastante a desejar.
Depois do mercado, se estiverem com pique para museu, vale a pena o Museo de Arte Precolombino, que tem um acervo muito interessante para olhares brasileiros. O Museo de Bellas Artes também costuma ter umas exposições bem bacanas, só que é totalmente cosmopolita. Quase ali ao lado do hotel, tem ainda o museu da Igreja de San Francisco, cujas peças não estão muito conservadas, mas caso sobre tempo...
De noite, vocês podem escolher um bar ou um restaurante na Bellavista, o bairro boêmio da cidade. Um dos que eu mais gostei se chama Azul Profundo, que serve as ostras gratinadas, e que são realmente uma delícia. Não recomendo a Calle Suécia, onde ficam as boites. É coisa pra garotada.
No segundo dia, se o tempo estiver bom, vocês podem ir ao Cerro San Cristóbal, que é um passeio super legal. Peguem o metrô até a estação Baquedano. Saindo da estação, é só caminhar pela Pio IX até a entrada do Parque Metropolitano. Ao comprar o ingresso, escolham a ida com o funicular e o retorno com o teleférico. Depois de superar um plano inclinado num funicular antigão, que é um barato, se tiverem sorte, verão a Cordilheira dos Andes. Aí vocês descem de teleférico, que passa sobre um bosque lindo. Na descida com o teleférico, vocês têm a opção de fazer um pitstop num lugar que tem umas coisas interessantes para ver, como a Casa de Cultura Anahuac, mas está freqüentemente fechada. Depois de mais um trecho de teleférico, vocês descem na outra saída do parque, caminham por um bairro que tem uns casarões antigos muito bonitos, atravessam o rio Mapocho e saem perto do metrô. No caminho, vocês vão ver um monte de lojinhas de artesanato de lapislazuli, uma pedra que só existe no Chile e no Paquistão.
De tarde, vocês podem fazer um passeio a uma das inúmeras viñas que existem nos arredores de Santiago. Estive na Cousiño-Macul e na Concha y Toro. Gostei mais da Cousiño-Macul, que é uma das mais artesanais, mas o passeio da Concha y Toro também foi legal. Dá pra ir sem empresa de turismo, mas é preciso reservar por telefone com antecedência (os hotéis têm todos os números) e considerar também o tempo de deslocamento, porque todas são afastadas do centro. São visitas guiadas de aproximadamente uma hora, e algumas dão direito a degustação. Se vocês tiverem disposição para carregar as garrafas, os preços podem ser convidativos.
Se ainda sobrar algum tempo, tem outro "cerro" bem legal no centro, o Cerro de Santa Lucia, ao lado da estação de Santa Lucia, que é a imediatamente próxima a da Universidad de Chile, a do hotel de vocês. A vista do cerro também é linda, e impressiona o contraste de edifícios supermodernos, tão próximos à cordilheira. Nunca me senti em perigo, mas li em vários lugares que é meio arriscado ir lá quando está escurecendo.
Ao sair do cerro de Santa Lucia, tem uma feira permanente de artesanato, onde se encontra todo o tipo de souvenir sulamericano que vocês desejarem.

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalinkResponder

Carla, a não ser que você seja uma aficcionada por Machu Picchu ou vá fazer a trilha, não recomendo passar a noite em Aguas Calientes não... Estive lá há um ano e foi a noite mais mal aproveitada do roteiro.
Eu acho que dá pra aproveitar bem o santuário com um só dia de visita, é só não voltar com os grupos para almoçar, ficando nas ruínas até o horário do ultimo traslado até o trem, que geralmente volta pra Cuzco por volta de 15h... Para aliviar, leve seu lanchinho na mochila, pq lá não tem nada o q comprar.

O seu hotel de Lima está super bem localizado na região de Miraflores, pertinho do Larcomar. Mas cuidado com a hotelaria em Cuzco, os hotéis de lá são sofríveis. Tente o San Agustin Plaza ou Internacional.

wink

Carla
CarlaPermalinkResponder

Regina, vou te escrever, sim! Por enquanto, adianto que não vou ter tempo hábil de ir a Puno... Tenho apenas 12 dias e, para conseguir fazer tudo num ritmo tranqüilo, optei por explorar o Lago Titicaca apenas pelo lado boliviano, a partir de Copacabana. Quanto à dica de ficar 1 noite em Aguas Calientes, eu pretendo fazer isso, sim - mas ainda não tinha ouvido nenhuma experiência de quem tivesse feito o mesmo. Que bom saber que realmente vale a pena! Ah, e o vôo pela TACA não vai via Santa Cruz, não - ele vai até Lima e conecta para La Paz...

Ernesto, o trem é meio caro mesmo - mas não sei se tenho vontade de pegar esse trem local, não... Como estou economizando bem nos hotéis, talvez eu faça uma extravagância... wink

Arthur, você voltou!!! Estou curiosa por saber as suas impressões sobre o "lugar misterioso"...

Emília, eu não achei um site próprio do El Santuario também. Vi no Trip Advisor e depois encontrei em sites turísticos ou dos atacadistas... Agora não tenho a referência aqui (não estou no computador de casa...), mas mando depois pra você dar uma olhadinha. Os hotéis de Cuzco são apaixonantes, né? Estou até pensando em experimentar os dois, um antes e um depois de Machu Picchu - será que é muito esquisito fazer isso?!? wink Adorei a idéia de tentar baixar o preço do bilhete com alguma agência em Cuzco - vou mandar uns emails e ver o que consigo!

Meilin, adorei a dica da piscina em Aguas Calientes! Mas a dica do trem a Puno não vou poder aproveitar agora - fica para uma próxima vez...

Carla
CarlaPermalinkResponder

Bruno, a noite em Aguas Calientes é porque eu "preciso" ver o sol nascer em Machu Picchu, mas não posso fazer a trilha... Então pensei em dormir lá e madrugar no dia seguinte como uma alternativa. Obrigada pelo retorno em relação aos hotéis - acho que então é mesmo uma boa idéia caprichar nos hotéis de Cuzco!

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Carla, eu fiquei dois dias em MP: no dia em que cheguei da trilha no sítio, fiquei lá até umas 2 da tarde e desci para Águas Calientes. Almocei, passeei um pouco, descansei (estava morta) e jantei tranquilamente (Meilin, até fui até as piscinas, mas não achei muito convidativas, não...devo ser meio fresca eekops: ). No dia seguinte fui para lá e fiquei o dia inteiro curtindo...subi o Wayna Picchu, fiquei lendo na 'pracinha da árvore' (você vai saber do que eu estou falando quando chegar lá), revi os lugares que mais gostei quando do passeio com o guia, no dia anterior. No meio da tarde desci e peguei o trem de volta para Cuzco.
O lugar é tão especial que vale a pena curtir um pouco mais, se você pode dispor desse tempo.

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Carla

Eu particularmente gosto de pegar um trem bem local, mas é questão de gosto. Em tempo: no Peru todo cuidado com suas coisas é pouco, especialmente se voce vai viajar sozinha. Não há a criminalidade violenta do Rio de Janero, mas os furtos são extremamente comuns e ágeis.

Eduardo de Carvalho

Meilin e Carla: obrigado pelas dicas de Santiago!

JB
JBPermalinkResponder

Ernesto et al,

Este trem "local" para Aguas Calientes ainda existe, só que o Governo peruano aumentou sobremaneira sua tarifa e não compensa mais (além disto vc é obrigado a ficar 2 noites em Aguas Calientes e isso ninguém merece).

Carla,

Achei seu roteiro muito bom, principalmente a ida com calma a Machu Picchu. Não aconselho fazer um bate volta - é turismo sufocante e vc não tem a idéia da multidão de turistas se acotovelando por uma foto pitoresca.

Se precisar de mais alguma informação, é só pedir.

Ah, por falar nisso, poderíamos fazer a 2a. convenção VnV, aproveitando sua viagem e o retorno do Arthur, o q acham???

Guilherme Lopes

Quem vai “postar” a charada de sexta enquanto o comandante estiver fora?

; )

Rodrigo Purisch

Riq,

Faço minhas as palavras do Hugo.

Que tal uma parada em BHZ na volta? Comida de Buteco???

Hugo
HugoPermalinkResponder

Vamos pressionar o Riq porque assim, quem sabe, ele não dá uma parada aqui na nossa terrinha.

Hugo
HugoPermalinkResponder

Carla, os pacotes para Peru ou Bolívia desanimam mesmo porque são bem caros. Mas com a sua licença smile eu já vou salvar o seu roteiro no meu computador pois quando for fazer essa viagem já terei quase tudo pronto.

Por conta própria é mais barato e não tem que ficar em pacote, que eu não gosto.

Salete
SaletePermalinkResponder

Riq,
Eu também estarei por essa região nessa data. Viajo dia 11 para Porto Seguro e fico no Arraial. De lá quero ir para Santo André, Trancoso e Espelho. E você? Em que datas estará nessa região?
Abraços,
Salete

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar