Enquete da semana: achados & perdidos

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Tripulação,

Não foram só os óculos que eu perdi nessa expedição, não. No penúltimo dia dei pela falta de uma camisa (branca, de manga comprida, gola padre e uns relevos, da Richard's, que eu amava) e de uma camiseta (bege, com bolsinho, da Gap, também de estimação, que eu me recusava a aposentar), que devo ter deixado pelas pousadas no caminho.

Mas o pior vem agora.

Ontem, aos 48 do segundo tempo, no aeroporto de Porto Seguro, consegui perder... meu celular novo (que nem era meu, era emprestado pela Nokia). Devo ter esquecido na banca de jornais ou no balcão da lanchonete. Já liguei pra lá, ninguém sabe, ninguém viu.

E o pior é que... tinha dois videozinhos inéditos lá dentro! cry

Mas deixa estar -- nesse fim de semana vou participar de um workshop na Nokia e vou descobrir um modelo ainda mais bacana pra comprar. Eu, que nunca na vida empunhei uma filmadora, agora não posso mais viver sem fazer videozinhos no celular. Pode?

Bom, mas deix'aproveitar o assunto palpitante pra perguntar: o que você andou esquecendo por aí nas suas viagens?

Qual a perda que doeu mais?

Conta pa nóis, vai...

91 comentários

Emília
EmíliaPermalinkResponder

A única perda que me deixou realmente triste foi o de um Armani, de sol, no Club Med Itaparica. Não era tão novo, mas sabe aqueles óculos que se encaixam direitinho em você? Uma pena, dei falta voltando para SP: liguei lá e nada do danado...
Já do celular, uma mulher analógica como eu não sentiria a perda, não lol

Helenice
HelenicePermalinkResponder

Riq, um "achado" para você, que vai conversar com a Nokia no final de semana. Consiga um N95, cacife você tem. Veja na Carta Capital desta semana, na página 62. Se já tinha se apaixonado pelo N80, vai ficar varado pelo novo.
Adorável sua aventura e fantástica sua cobertura/narrativa.
Beijos.

Karla
KarlaPermalinkResponder

Numa viagem ao Sauípe com meu marido e meu bebê, com menos de três meses, deixei mantinha, toalha e um sabonete líquido Mamãe e Bebê cheinho... Não adiantou ligar. Ninguém viu nada! Que triste....

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Pô, que chato hem Riq..
Uma coisa é certa:quando a gente está voltando todo o cuidado
é pouco pois ficamos distraidos e mais relaxados
Eu não costumo me lembrar das perdas, mas teve uma mais ou menos
recente que foi esqueçer num banco de praça uma sacola de plastico
de loja gigante com compras ( de pouco valor monetario ) , óculos
escuros ( aquele , sabe..) , o agasalho predileto para viajar e
todo o plano de viagem de Praga com mapinhas marcados, anotações
importantes e uma maquina fotografica descartável aonde estavam as
fotos dos meus "musts" da viagem de volta ao mundo.
Mas o que mais odiei foi perder a sacolona , preta com uma alça para
pendurar no ombro que era perfeita para passar o dia .
Aprendi : o que é de valor não fica mais fora da bolsa, que nunca jamais
sai do ombro.

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Riq, sinto pelos videozinhos...eram de Arraial, eu imagino?

Karla
KarlaPermalinkResponder

Ricardo,
Depois de ter bebê, quero fazer a primeira viagem a sós com o maridão. Queria conhecer Nova York, o que acha? Não é o lugar mais romântico do mundo, mas Europa não seria o caso. Não sei pra onde, nem onde começar a pesquisar. Não tenho o menor talento na programação de viagens, as queria muito que fosse algo especial. Pode me dar algumas dicas? Beijos e obrigada.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Karla
Dá uma lida com calma.
Vais gostar.
http://www.rotas.xl.pt/1202/a03-00-00.shtml

Hugo
HugoPermalinkResponder

Nossa Riq, que dureza hein. Eu já esqueci uma sunga em um hotel, e nunca mais vi.

Mas perder mesmo foi só a caixa do meu óculos de sol. Eu adoro aquele óculos, e por isso Deus deve ter ficado com pena e me fez perder só a caixa smile . O óculos ainda está comigo, são e salvo.

Angela
AngelaPermalinkResponder

Pessoal, preciso da ajuda de vocês! Em julho completarei um ano de casada e gostaria de comemorar a data em algum lugar no interior de SP. Como não conseguiremos sair de férias, será coisa rápida, um final de semana somente... Vocês podem me ajudar? Queria alguma pousada bem charmosa, com vista para o verde.... Help!

Fabio Nitschke Gomes

Angela, não é exatamente interior de São Paulo, mas acabei de passar uns dias em Visconde de Mauá (no Rio, colado em Minas e logo após a divisa de SP) e gostei bastantão.

Tem várias pousadas neste clima "vista pro verde", com infra pra curtir a dois (lareira, hidro...). Ficamos na Tijupá (www.tijupa.com.br), boas instalações e ótimo atendimento. Os restaurantes também fazem bonito.

A única ressalva é que em julho você vai pegar preços mais altos e cidade lotada... Que tal vocês anteciparem (ou atrasarem) a comemoração? wink

Angela
AngelaPermalinkResponder

Fábio, obrigada! Vou dar uma olhadinha e tentar mudar um pouco meus planos pois realmente o bicho tá pegando em julho!

Marcia Kawabe
Marcia KawabePermalinkResponder

Eu nunca perdi nada de substancial não, só um cartão de desconto da Macys que provavelmente tenha deixado no balcão da loja. Mas na verdade sou tão neurótica, mas tão neurótica em esquecer algo no caminho que acordo durante a noite nos hotéis onde estou dormindo e tenho certeza absoluta que esqueci algo no avião ou no hotel anterior. Mas no dia seguinte procuro e acho o negócio na mala. É só neurose mesmo smile

Julio Cesar Corrêa

Console-se comigo. A primeira vez que fui a Fernando de Noronha, perdia a máquina com 48 fotos.
gd ab

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Deixei meu celular no cofre do Villa dos Corais (em Morro de Sao Paulo), isso pq eu coloquei no cofre pra nao perder na praia (rs). Liguei pra la, eles acharam e mandaram la pra Manaus por Sedex ! Em uma semana estava de novo c o celular (e demorou tudo isso pq em Morro nao tem correios, e eles ficaram esperando nao sei que ir fazer "mandado" em Valença pra poder mandar).

Dayanna
DayannaPermalinkResponder

Riq, eu nunca perdi nada, mas também sou MUUUITO cautelosa. Já meu namorado já perdeu um palmtop DENTRO DO AVIÃO! pode? na hora do pouso o palm dele estava no banco do lado e quando o comandante freou o bichinho caiu e foi escorregando lá pra frente da aeronove... Ele pediu para as aeromoças perguntarem mas ninguém deu moral..foram descendo do avião e alguém ( lá da frente claro) levou o palmtop dele...
Com certeza quem estava na aeronave não é de nenhuma classe baixa não...
Eita brazilzinho esse nosso! Dá até vergonha...

André
AndréPermalinkResponder

De saudosa lembrança, um short de pijama, de flanela. Perfeito para dormir! Ficou no Rio de Janeiro, num hotel na Barra. Era velho, e por isso mesmo, perfeito.

Nunca mais encontrei outro igual.

Zé Maria
Zé MariaPermalinkResponder

Por falar em Richards, aqui vai 'de novo' a mala direta que eu recebi deles, e estou com uma leve impressão que foi inspirada no zelador deste blog:

Diz assim:

'A arte de viver não distingue o trabalho do lazer, a mente do corpo, a educação da recreação.
É simplesmente uma atitute.
Deixando os outros decidirem se estamos trabalhando ou nos divertindo'.

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Pequenos brincos de prata (não eram jóias valiosas não, apenas brinquinhos lindinhos) que eu adorava no Hotel de Salzburg, na Austria. Uma pena, pois era o único par de brincos que não davam alergia que eu havia levado e passei o resto da viagem sem brincos nas fotos, hahahah

As mulheres da tripulação vão me entender certamente.

Beijos

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Riq, amei todo o seu roteiro, mas fiquei mais facinada pelo Espelho. Trancoso fui a muito tempo, quando ainda havia aquela lagoa de lama branca (aliás, o que houve com ela?) e me apaixonei pelo lugar. Preciso voltar pro sul da Bahia urgente depois de suas preciosas dicas.

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Desculpem, fascinada!

Paulo Otávio
Paulo OtávioPermalinkResponder

Em primeiro lugar, adoro seu site! SEU TRABALHO é maravilhoso! Vamos trocar? Rsrs
Olha só, vc pode até achar que é brincadeira, mas não é! Perdi minha mulher em Margarita(Venezuela) , Aliás, nos perdemos por 20 horas. Dai, foi a maior briga ( ela me culpava, eu a culpava) Estava no hotel o tempo inteiro esperando por ela. Ela me procurando em bares , lojas, cassinos. Foi um stress total. O negocio foi tão chato que ela brigou comigo e fez as malas e retornou a Manaus( Sim, somos do Amazonas). Eu não entendi tanta desarmonia e acabei deixando ela ir ate o fim em sua decisao. Fiquei (maravilhosos) 10 dias, ainda, na ILHA. Afinal, esperei o ano todo pelas férias) quando retornei a manaus, pasme: ela tinha ido embora de casa. Levou pertences, móveis. Não contei conversa: fui ao cartório e me separei litigiosamente. Solicitei 15 dias de férias ao empresa q trabalho( pra esfriar a cabeça) e sabe p/ onde eu fui: MARGARITA DE NOVO!! Ora, ora.
Estou com uma "nativa venezuelana". Minha ex-mulher me renunciou. Pensou que eu iria choramingar atrás dela. Paciencia. ELA QUE QUIS assim. Hoje ela esta em Manaus, trabalhamos a duas quadras, somos amigos( eu acho) e eu estou com minha venezuela aprendendo hablar espanhol.. Ah, sim, TENEMOS UM HIJO e SE LLAMA PABLITO.
ABRAÇAO AMAZONICO
Um abraco amazonico

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq, imagino que você esteja pra morrer, eu odeio perder alguma coisa, principalmente essas que são nosso xodó. Eu acho que com seu ibope, tanto as camisas como os óculos vão chegar até você smile, já o celular a Nokia gentilmente vai ter que dar outro. wink

Eu deixei gravuras lindas compradas no Museu D'Orsay, no armário do quarto do Méridien, em Paris. Enviei e-mail para a governanta mas as arrumadeiras, ninguém sabe, ninguém viu.
Deixei no Nilo, mas recuperei, um CD da Diana Krall que eu amo e era difícil de achar, mas ele claro me mandou pelo correio.
A última foi uma roubada, mas roubada mesmo, apoiei uma carteira com dinheiro no balcão da Gallerie Lafayette enquanto pagava, sumiu !!
Reclamei nos achados e perdidos. O gerente do hotel em que estávamos hospedadas também entrou em contato com a Gallerie Lafayette. Dias depois, o gerente do hotel me passou e-mail, avisando que tinham achado a carteira no dia seguinte, sem o dinheiro, claro. Enviou a carteira para mim pelo correio que nunca chegou....

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Tema mais do que atual!!!

Acabei de "deixar" um moletom da Puma em algum lugar de Madrid. Nao ligo muito para essas grifes mas esse tem uma história bem legal.

Eu comprei na Eslovaquia na época minha mulher fez a conta da conversao de moeda para euro e depois para real e disse "Nossa compra que o preco é muito bom!".

Comprei todo feliz, mas comecei a desconfiar do preco.

Dois dias depois fiz a conta novamente e vi que foi caro pra burro.
Aí foi só gozacao. Já tinha comprado mesmo!! Até esses dias quando falava em conversao de moeda eu lembrava essa história. Agora para completar de vez perdi o moletom. Que raiva! Quase certo que deixei na esteira no aeroporto.

Um Abraço direto de San Sebastian, o paraíso dos petiscos!!!

Ah, teclado desconfigurado do Internet café!!!

Majô
MajôPermalinkResponder

Angela,

Dá uma olhada nos comentários dessa enquete http://viajenaviagem.wordpress.com/2007/04/10/enquete-da-semana-pousada-na-serra/#comments
Alguém comentou sobre uma pousada que eu vi o site e achei bacanérrima, acho que perto de São Roque.
Mauá, como disse o Fabio é muito legal, eu adoro.

Angela
AngelaPermalinkResponder

Majô, muito obrigada!!! Vou ver agoooora!!!

Rosa
RosaPermalinkResponder

Riq,
sugestão para a próxima enquete: achados.
O que cada um já achou em suas viagens. Se alguém perdeu, quem sabe alguém achou... Meu marido achou uma nota de R$10 (daquelas de plástico, ainda bem) nas piscinas de Porto de Galinhas. É uma sensação boa, mas a gente fica chateado por que pode fazer falta para quem perdeu. Esquecer mesmo só meus acessórios para limpeza do aparelho ortodôntico, ai procuro a farmácia mais próxima e reponho.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Paulo Otávio, meu marido eu não desgrudo de maneira alguma, meu bem mais precioso é colado o tempo todo. Cômica essa situação que vocês vivenciaram.

Salete
SaletePermalinkResponder

Oi, Riq!
O que eu andei esquecendo? Bem... a perda mais recente foi meu livro (que, aliás, estava muito chato) na pousada Beijo do Vento... Será que você não o encontrou por lá?
Abraços, Salete

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Pra mim a melhor estoria é do Paulo Otavio, meu conterrâneo. Alias essas coisas so acontecem com gente de Manaus ! smile

Minha mãe e eu estavamos na sala de embarque do aeroporto de Manaus. Minha mãe viu uma mala sozinha numa das cadeiras, tava la fazia um tempão. Então ela nao contou vantagem, foi la e pegou a malinha. Tinha somente 15 mil dolares dentro. Fomos direto na Policia Federal. Acabou que era de um japonês empresario, ele esqueceu a mala !Qdo voltamos de viagem ele tinha entrado em contato e mandou mil dolares pra minha mãe. Parece estoria de novela, né ? Mas isso faz um tempaoooo eu ainda era menor de idade e estavamos viajando de Transbrasil (abri o bau!).

Carla
CarlaPermalinkResponder

Ah, eu fico triste só de lembrar... cry Perdi um anel lindo que uma ex-aluna tinha trazido de presente pra mim da Índia... Tirei o anel do dedo para lavar as mãos no aeroporto de Santiago, a caminho do Atacama - e coloquei no bolso do jeans, para não perder. Mas esqueci de recolocar o anel no dedo, e ele deve ter caído naquele ônibus para ir até o avião. Só dei falta dele durante o vôo, e comecei a procurar pelo avião. Acabei protagonizando uma cena engraçadíssima... A bordo estava um time de futebol inteiro - um dos jogadores perguntou o que eu tinha perdido e botou o time todo pra procurar o meu anel... grin Infelizmente não encontraram...

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Boa tarde!

meu marido e eu estamos planejando umas férias na República Dominicana. Alguém tem dicas para nós?

obrigada

Danielle
DaniellePermalinkResponder

Ai gente, nem me fale... Fomos passar um final de semana em Sampa com as crianças para fazer o roteiro Parques Temáticos e logo depois do café da manhã do sábado, saindo para o Hopi HAri, demos falta da bolsa com a máquina digital e a filmadora de DVD zeradinha ! Tascamos de ligar para o hotel (que era até bastante incrementado - Pestana da Brigadeiro Luiz Antonio) mas cadê ? Ninguém sabe, ninguém viu... e a gente ficou tão triste, mas tão triste, que nem lembramos de solicitar a filmagem do circuito interno de TV, já que sabíamos que tínhamos esquecido na recepção... enfim, foi um fim de semana de parques com as crianças regado a fotos e filmagens de celular e palmtop... e muita indignação, porque eu que nunca dei bola para a filmadora, nunca quiz tanto filmar as crianças se divertindo em movimento ! Humpf !
Mas em termos de perder e achar, eu tenho a impressão que sou campeã... eu não, meu marido ! Em uma única viagem de 12 dias pela costa do Nordeste, meu marido conseguiu "perder e achar" 3 vezes a chave do carro ! E entre o perder e achar a gente levava umas 2 horas procurando... No final, meu filho já brigava comigo se eu deixava por engano em algum momento a chave do carro na mão do pai... surreal !

Schnaider
SchnaiderPermalinkResponder

Perdi um relogio Swatch novinho, que tinha ganhado de despedida da galera da empresa, no aeropoto de Barcelona. Fiquei mto triste, soh vi que o relogio tinha caido do meu pulso qndo estava dentro do portao de embarque. Qndo voltei para o Brasil liguei no setor de achados e perdidos do aeroporto p ver se por acaso alguem tinha achado e devolvido, mas nada! sad comprei outro igual e tento me enganar, pensando que nao perdi... humpf sad

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Perder... perder alguma coisa... uhm, acho que só a paciência com algum mal atendimento, tempo, em algum lugar que não tenha gostado, e uma correntinha de ouro, quando eu fui tirar a camisa correndo pra gritar gol do Inter em BsAs em plena Bombonera, e a arrenquei junto, ... mas, basicamente, em viagem, a coisa que eu perco e nunca mais encontro, é a vontade de voltar! 8-)

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Casacos e abrigos: vários. òculos escuros: uma vez. Camara fotografica: uma vez. Ate que não foram tantas coisas.....

Ricardo Freire

Paulo Otávio: sensacional!
lol
lol
lol
Se puder, please, mande dicas de Margarita, que é superdifícil de pesquisar na rede!

Ricardo Freire

A perda mais ridícula: uma jaqueta no aeroporto de Ilhéus!

Foi quando eu esta refazendo todo o campo pra edição de papel do Freire's (eu já tinha feito boa parte para a primeira edição online, que é de 1999 não está mais no ar). Naquela época eu trabalhava na Lew,Lara com um contrato sui-generis: 10 dias por mês na agência, em São Paulo, e 20 dias por email, viajando. Daí de 20 em 20 dias eu deixava o meu carro em algum aeroporto do Nordeste e voltava.

Numa dessas voltas, tirei a jaquetqa do banco de trás e botei em cima do capô. Daí fui tirar a mala do porta-malas, só que esqueci de pegar a jaqueta. Era da Richard's, também, de gabardine bege-escura (?) e gola de couro. Eu amaaaaava aquela jaqueta. (Sim, Zé Maria, eu sou viciado na Richard's. Compro pouco e uso muuuuito.)

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Riq, eu sou suspeita, trabalho com moda, mas acho a Richard's o que há de bacana para homens. E como o Zé ali citou e concordo, os catálogos são lindos, cheios de poesias, com todo o conceito da marca.
Pro moço ali que perdeu a esposa, desculpa, mas não tive como não rir... grin
Eu já perdi um casaco lindo, de lã, em uma viagem para SC. O mocinho da recepção foi colocar as malas no carro, eu não conferi e ele não veio. Ninguém viu, claro. Até porque eu só me toquei 2 semanas depois.. grin
Nessa minha ida a PoA, esqueci minha escova de cabelo comprada 1 dia antes no banheiro do hotel.
Eu sou paranóica, confiro tudo mil vezes para não esquecer nada!

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Ah...vale esquecimento de coisa que não é objeto?
Eu e minha mãe esquecemos meu aniversário em Miami... grin
Só lembramos as 17h, olhando o horário do vôo que tínhamos que pegar no dia seguinte.

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Vou contar a minhaperda. Eu estava em Orlando, FL, em dezembro de 2006. E'ra o dia de retornarmos ao Brasil e nosso vôo era às 16 horas de Orlando para Miami, com conexão para o Rio às 23. Já havíamos preparado todas as malas e separei uma roupa completa (calça, camisa, paletó de lã, sapato, cinto, meias e tudo mais) para a viagem e saímos para uma últimapassada num shopping. Ao retornarmos eu pretendia tomar um banho e trocar de roupa. Como eu havia acabado de tomar banho e trocar de roupa ANTES de ir pro shopping, e a passagem por ele tiha sido bem mais rápida do que eu imaginava, retornamos ao hotel, pegamos as malas e a muda de roupas está lá até hoje!

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Eu eminha mulher temos um código deconduta em dias de viagens, o qual eu chamo de "pente fino". Ambos, isoladamente, revistamos TUDO (gavetas, armários, tudo tudo) antes de irmos embora definitivamente de algum hotel. Tem sido infalível, só que o pente fino dessa vez foi feito ANTES de retornarmos ao hotel ... Essa prática, a do "pente fino", eu aprendi quando escalava e praticava montanhismo. No alpinismo e na escalada, isso é feito sempre um no outro, além de em si próprio... Vale usar esssa prática pra evitarmos perdas por esquecimento, algo que acaba com meu humor. Perder por acidente, sem perceber, já perdi óculos e relógio, mas isso não me irrita tanto quanto perder por esquecimento.

Beto
BetoPermalinkResponder

E aí, Richards (a loja, não o Freire), o blog tá precisando de um patrocínio... wink
O que eu perdi jamais alguém perderia. Um golfinho de pelúcia. Não me entendam mal, eu não levo golfinhos de pelúcia pra viajar comigo. Eu não durmo nem coleciono nada de pelúcia. O golfinho, na verdade, era um mico de carne e osso. Fez com que eu invertesse a ordem de um roteiro, numa dessas viagens alucinadas em que a gente passa por trocentas cidades. Fui de Lisboa direto a Paris, de trem, só pra levar o cetáceo pro então bebê de um casal de amigos franceses. Deixei o bicho no trem, ao desembarcar. Ôxi, agora que eu percebi, este é também um exemplo de berimbau, né não? Dois em um.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Mô, você esqueceu o seu próprio aniversário?!? Estou rindo tanto da sua história quanto da do Paulo Otávio... lol

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Carla, eu sou um caso sem solução... grin
Eu esqueci meu aniversário DUAS vezes.
Minha mãe queria um buraco, mas só nos tocamos "tipo assim": Ah, o vôo é amanhã às 7h, dia 27. Daí paramos, olhamos uma para a outra e dissemos: se amanhã é dia 27, hoje é dia 26, então hoje é meu aniversário. grin Tadinha, ela ficou tão envergonhada...
Mas não foi só esta vez. Um dia, comemorei no sábado antecipadamente.
Daí na 2a feira fui trabalhar, nem aí... Lá pelas 14h, o pessoal me convida para almoçar, pois tinha aniversariante.
E eu: quem faz aniversário hoje?
Putz, passei 4 anos ouvindo gozação...

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Karla, se vc.nos der mais dados, tais como o mês, quantos dias, padrão e faixa de preços de hotel, se tem preferência por tipo de show da Broadway, se gosta de museus e de que tipo deles, de jantar em que tipo de restaurante (francês, italiano, descolado, sofisticado, luz de velas, moderno....), enfim, o máximo do seu perfil (inclusive faixa etária) para que eu e outros possamos ajudar a vc.

Anelise
AnelisePermalinkResponder

Minha mãe já fez até promessa pra minha cabeça esquecida melhorar....
Tenho até vergonha de contar mas.....vamos lá
-Maquina digital (esqueci na casa do amigo que estava visitando em Londres, recuperei pelo correio)
-Carregador de bateria da mesma máquina (hotel em BH, recuperado pelos SEDEX)
-2 moletons da Nike novos (deixei a sacola em alguma outra loja em NY)
-Óculos de Sol Armani (esquecido no ônibus indo pra SP, quem achou fez a festa)
A mais doída foi uma máscara de dormir pink de cetim chiquéeeeeeeerrima que esqueci este ano numa pousada em Búzios aiiiiiiiiiiiii q raiva......

Anelise
AnelisePermalinkResponder

Ahhhhhhh esqueci de contar o esquecimento de um celular, em Porto de Galinhas!!!!! Também recuperei pelo correio. Viva o SEDEX!

Meilin
MeilinPermalinkResponder

O meu pior esquecimento, grazadeus, já faz bastante tempo, eu era adolescente, e viajava sempre sem dinheiro (na maior parte das vezes de carona, mochila nas costas e dedo na estrada). Um belo dia eu resolvi ir DE ONIBUS pra Sampa visitar um amigo. Receosa do que uma noite dentro de um ônibus pudesse me reservar, escondi todo o meu pouco dinheirinho dentro de uma meia e fui pra rodoviária, comprar a passagem. Ao chegar no guichê, eu ESQUECI aonde tinha metido o raio do dinheirinho. Fiquei muito nervosa e peguei um táxi (caríssimo, para os meus padrões juvenis) de volta pra casa, achando que tinha esquecido o tutuzinho. Quando eu botei a mão na bolsa veio a iluminação: Tá dentro da meia, ô lesada...e lá se foi 1/3 do meu orçamento para o weekend paulistano...rsrsrs

Ricardo Freire

Uma vez deixei a fonte do laptop na pousada em Porto de Galinhas, e só me dei conta disso quando acabou a bateria no antigo Blue Tree do Cabo de Santo Agostinho. Tive que voltar 60 km para apanhar...

Ano passado esqueci a tomada do barbeador no hotel em Prado, e não deu pra voltar pra pegar. Mandei vir o barbeador reserva de São Paulo por TAM Express...

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Ih..me lembrei agora da minha maior perda financeira.
Sem informação nenhuma, pegamos um trem de Roma para Bari
na tentativa de ir para a Grecia.
Ao chegarmos no porto compramos a passagem que tinha e, embarcamos
imediatamente. As cabines eram com 4 camas , umas só para mulheres
e outras só para homens.
Exaustos fomos dormir direto , acordamos para o café e estranhei que
todos estavam com as malas na mão ...
Terminado o café fui para a cabine pegar a mala e ela estava no corredor.
Surtei !!!
A minha cama havia sido desmontada, nada de lençol ...
Naqueles tempos viajavamos com dinheiro cash ( não tinha cc internacional ) , divididos meio a meio em 2 bolsas de cintura.
Pois não é que eu tirei a bolsa para dormir e pus embaixo do travesseiro?
E não é que esqueci disso ao sair para tomar café?
Revirei o navio, me escafedi na lavanderia ....nadinha ( lógico )
Foi assim que perdi dois mil dolares em notinhas verdes...
Mas fizemos todo o roteiro direitinho e na volta me matei trabalhando
e comprei os dois mil de volta , que guardei durante 5 anos para a
outra viagem a Grecia.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar