Última parada: Arraial d'Ajuda

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Relembrando: cheguei ao Arraial pela areia -- 12 km, carregando mochila, vindo de Trancoso. Quando acabei de me instalar no quarto já estava escuro. Tomei um banho e fiquei uma hora relaxando na piscina. Dei uma dormidinha; era sexta-feira e seria a primeira vez nos últimos dez dias que eu me sentia saindo para "a noite".

Na saída, porém, o Wilson, que estava na recepção da pousada, me advertiu que alguns restaurantes e bares estariam fechados, devido à ultrabaixa temporada. Mesmo assim, o Arraial não me desapontou: havia gente na rua e nas lojas, e os lugares abertos pareciam animados. Meu restaurante favorito, o pan-asiático Godzilla, estava em recesso, mas peguei uma mesa no seu vizinho Boi nos Aires e comi um belo bife de chorizo ao-ponto-pra-mal. Se o Beco das Cores (uma galeria a céu aberto com oito ou dez botecos-restaurantes) estava fechado, seus concorrentes de sempre, o Girassol e o La Morocha, estavam lotados. Peguei um banquinho junto ao bar do La Morocha e acabei ficando dois gins-tônicas a mais do que o planejado, porque a música -- violão e percussão, com um repertório bem pra cima -- estava boa demais. Eram duas horas da manhã quando voltei para a pousada.

Deixei todas as janelas abertas para ver o nascer do sol no mar. Minha pousada, a Beijo do Vento, fica no alto da falésia sobre a praia do Mucugê.

 beijo193v.jpg beijo193h.jpg

Apesar de charmosíssima e com uma localização excepcional, a Beijo do Vento não é uma pousada luxuosa -- ou seja, aqui vista não custa os olhos da cara (fora do verão, as diárias começam em R$ 160).

    beijo400.jpg 

A equipe é afinada e o serviço, muito profissa. O café da manhã tem sotaque francês -- tipo assim, quiche lorraine e crêpes...

 beijo-cafe210.jpg beijo-cafe211.jpg

No fim do ano passado dois apartamentos ganharam hidros -- uma num megabanheiro com vista para o mar, outra num deck debruçado na falésia. Fiquei no apartamento com hidro no banheiro, mas aproveitei que o hóspede do quarto com hidro no deck só ia chegar à tarde e fui bisbilhotar.    

beijo-deck451.jpg

A R$ 260 na baixa (e R$ 360 no verão), trata-se sem dúvida do apartamento-com-jacuzzi-no-deck mais em conta do Brasil. O que, pra mim, resume o Arraial d'Ajuda: em nenhum outro ponto da costa brasileira charme e bom-gosto custam tão pouco.

 beijo-deck141.jpg  beijo-deck142.jpg beijo-deck140.jpg 

Desci à praia, e a maré estava baixíssima -- coisas da lua nova (e da lua cheia), quando a maré exagera tanto na vazante quanto na cheia.

mucuge450.jpg

O bom da maré baixa é que se represam piscinas naturais nas praias do Mucugê (a praia central da vila) e do Parracho (sua continuação, caminhando 10 minutos para a direita/sul). Algumas barracas alugam caiaques para passear nas piscinas.

parracho450.jpg

No finzinho do Mucugê fica a única barraca charmosa da região, a Plage Blanche. Mas nesta época os donos tocam um restaurante em St.-Tropez e só reabrem a barraca em outubro. Na baixa, o melhor lugar para pegar praia por ali é na Casa do Sol, que fica a uns 20 min. de caminhada, já quase na curva da praia da Pitinga. 

 parracho140.jpg parracho141.jpg pitinga140.jpg

Em termos de paisagem, nenhuma praia do Arraial supera a Pitinga. A chegada pela areia é linda: as falésias aparecem de repente, numa curva, sem avisar. O paredão continua pela praia do Taípe (onde está o Club Med) e só termina antes do Rio da Barra, já em Trancoso. Mas é na Pitinga que a falésia é mais bonita, porque está recoberta de verde. Pena que nenhuma das barracas tente reproduzir por ali as bossas do Arraial.

pitinga450.jpg

Na volta, a maré já tinha começado a encher; mais um pouquinho, e só ia sobrar areia fofa para caminhar.

parrachomucuge450.jpg

À noite, por indicação da Luciana, dona (junto com o Jean-Michel) da Beijo do Vento, fui jantar no restaurante da Pousada Coqueiros, que passou a abrir também para não-hóspedes. A Coqueiros, junto com a Erva Doce, está no topo das minhas recomendações para quem quer gastar pouco (diárias R$ 120 na baixa, que tal?); o restaurante foi uma ótima adição.

Esse filé recheado com brie, com molho de framboesa e batatas rústicas não estava nada mau grin

    steak-coqueiros400.jpg

Como eu já disse, era baixíssima temporada no Arraial. Mas ainda assim eu precisei sair às pressas do restaurante para não perder um monólogo (que se revelou divertidíssimo) no Girassol, "A Mulher Só". Dali ainda fui ao La Morocha e, a caminho da pousada, não resisti à muvuca do Jaé, um bar com música para dançar na rua do Mucugê que eu não me lembro de ter visto em outras passadas. Resultado: eram três da manhã quando entrei para baixo do mosquiteiro.

Mas o outro dia ainda era de trabalho pesado. Precisava fotografar a pracinha da igreja (o centro histórico do Arraial), visitar três hotéis novos e caminhar os últimos 3 km pela areia até a ponta do Apaga-Fogo, onde revisitaria o Eco Resort do Arraial e pegaria a balsa para Porto Seguro.

 pracaigreja140.jpg pracaigreja141.jpg pracaigreja142.jpg

Se eu não estivesse tão apressado, poderia ter ficado para a missa das 10h30...

 praca140h.jpg praca142h.jpg praca141h.jpg

Dos três hotéis que eu queria visitar, só gostei daquele que eu sabia de antemão que me agradaria: o Maitei. É o primeiro hotel de luxo do Arraial -- e fica na vila mesmo, no trecho final da rua do Mucugê, entre duas boas pousadas projetadas pelo mesmo arquiteto: a Paraíso do Morro (que serviu de locação para os primeiros capítulos da novela Paraíso Tropical) e a Baixu Village.

 maitei193h.jpg maitei193v.jpg

Em termos de conforto, equipamentos e qualidade de acabamento, o Maitei está num oooutro patamar. Os preços também são bem diferentes dos praticados no Arraial: agora na baixa os apartamentos estão a R$ 380. Indicado para quem tem grana mas acha Trancoso muito paradão. 

 maitei210.jpg maitei211.jpg

Era meio-dia e quinze quando eu finalmente consegui pôr o pé na areia. Eu tinha marcado uma visita à uma e meia no Eco Resort. E teria que caminhar 3 km (ou seriam 4?) pela areia. Passei pela Praia dos Pescadores, popular entre os nativos, e que estava muvucadíssima naquele domingo. Precisei atravessar três jogos de futebol consecutivos...

delegado-futebol450.jpg

Em meia hora de caminhada cheguei à barraca do Sting, já na praia do Araçaípe. Esse foi o primeiro bar de praia transadinho do Arraial, e continua até hoje o mais simpático. É freqüentado sobretudo por moradores do Arraial; você quase se sente num lugar não-turístico.

sting450.jpg

Eu não tinha tempo para um pit-stop, mas quando passei acabei encontrando o GPS, um figuraça que conheci em 99 ao me hospedar no Espelho pela primeira vez, e que sempre acabo encontrando em algum ponto do sul da Bahia (a última vez tinha sido em Caraíva, e graças a ele consegui chegar de carro à pousada da Ponta do Camarão). GPS acaba de voltar de uma temporada em Alto Paraíso de Goiás e trouxe pedras louquíssimas com as quais ele faz colares lindos. Se você passar pelo Arraial, procure por ele no Sting. A propósito, GPS aproveitou e me apresentou pro Sting, que me contou do povo que aparece no bar por causa da minha indicação no Freire's.

 sting141.jpg sting140.jpg sting143.jpg

Tomei uma cerveja e saí atrasadíssimo, na hora em que já deveria estar no Arraial d'Ajuda Eco Resort, e ainda a uns 20 minutos de caminhada.

aracaipe450.jpg

Cheguei, puf puf puf, e, para minha surpresa, o dono, Carlos Niquini, estava lá. Há uns três anos, quando me hospedei ali, ele tinha acabado de comprar o resort e estava começando a dar um banho de loja no lugar. Os primeiros resultados já eram promissores, e ele me disse que continuaria mexendo em tudo, aos pouquinhos. 

 arraialeco140.jpg arraialeco142.jpg arraialeco141.jpg

Promessa cumprida: o hotel está lindo. Fora do universo de resorts de altíssimo luxo, é o resort mais charmoso do Brasil, sem dúvida nenhuma. Dá uma olhada nesse quarto:

    arraialeco-quarto400.jpg

Pois esse é o novo quarto-padrão do hotel, chamado "superluxo". (São mais bonitos do que as suítes.) O resort ainda tem uma ala de apartamentos não-renovados (os que dão para o jardim), mas que só serão usados em convenções e eventos. Quem vier a lazer só vai se hospedar nesse lindão aí de cima.

Os orixás de Tati Moreno, que estavam no rio Buranhém (o hotel fica num pontal entre o mar e o rio) foram trazidos para o jardim, onde continuam impressionantes.

 arraialeco-orixa140.jpg arraialeco-orixa141.jpg arraialeco-orixa142.jpg

Mas o trabalho do Niquini não se resumiu a deixar o resort com cara de hotel-butique: ele implantou um conceito único entre os resorts brasileiros, que é o de estimular o hóspede a explorar a região. Apesar de vender planos com meia-pensão e pensão completa, o hotel dá ênfase nos planos só com café da manhã, para que o visitante curta as noites do Arraial. O hotel tem uma van que leva os hóspedes à praia da Pitinga, e um folhetinho no quarto recomenda o bar do Sting (foi assim que eu fiquei sabendo da barraca).

E justamente por incentivar o hóspede a sair por aí, o resort precisou elevar a qualidade do que oferece, para não perder na comparação. Tentei listar quantos resorts no Brasil me serviriam uma costeleta de cordeiro desse jeitinho aí (e ela estava tão gostosa quanto bonita), mas não consegui pensar em muitos, não.

 arraialeco-piscina210.jpg arraialeco-cordeiro210.jpg

Minha balsa saiu às 15 pras 4 -- eu tinha que estar às 4 no aeroporto. Gravei um videozinho durante a travessia, falando do meu medo de virar vítima de overbooking.

fim451.jpg

Fui um dos últimos a fazer check-in, mas meu lugar estava confirmado. Em vez de medo de overbooking (coisa que só aconteceu uma vez na minha vida), eu deveria ter medo é de perder celular (coisa que me acontece mais ou menos de seis em seis meses). Aos 48 do segundo tempo, deixei meu celular novinho em algum balcão do aeroporto de Porto Seguro.

Mas para quem poderia ter perdido todo o seu equipamento por causa de uma onda, fiquei no lucro, não fiquei?

No fim das contas, foi uma viagem sensacional. Em se tratando do sul da Bahia, como poderia não ser? Mais adiante eu faço um post-serviço para quem quiser repetir a aventura no todo ou em parte. Fui!

250 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Diogo
DiogoPermalink

Uhuuuuuu!!!!! Término da viagem de posts com chave de ouro!!!

Demais Riq, demais... Fico babando aqui com os teus relatos...

Um abração do fã number one, Diogo.

Diogo
DiogoPermalink

Hugão, acho que acabei de te criar um outro problema... wink

Vai lá no www.destemperados.com e dá uma olhada.

Abrassss 8-)

GiraMundo com Jorge Bernardes

Agora estou na dúvida, Trancoso ou Arraial, onde me hospedar? São 120 pratas mesmo para comer aquele prato?

Veruska
VeruskaPermalink

Riq, (se me permite a intimidade....rsrs....)
Sou uma tripulante diaria , mas como não viajo tanto fico mais lendo e me deliciando com seus "causos" e do resto da tripulação, essa sim, viajadissima!!!
Seguindo seus toques, planejei minha viagem a Natal/06, segui seu conselho em passar pelo menos uma noite em Pipa (passei duas), e simplesmente amei, o único porém é aquela estradinha sinistra para chegar la, sem acostamento e com a taxista a mil..... Enfim, "Amor de Pipa é amor que fica"
Próximo feriado estou indo a Arraial com um "pulinho" a Trancoso e Espelho, não precisa nem dizer que estou anotando tudinho, dicas de pousadas, barracas, restaurantes... e tudo fresquinho...esse sim é um blog atual!!!! Parabéns...

Dani G.
Dani G.Permalink

Acho que gostei mais de Arraial. Mesmo pq essa jacuzzi no deck merece a minha legenda de "se eu fui pobre não me lembro", frase sempre lembrada em viagens que me surpreendem smile

Regina Almeida
Regina AlmeidaPermalink

Com um relato desses, nao tenho duvidas que terei uma semana MARAVILHOSA...porque sei que será uma menos para minha grande viagem ao Brasil....Fiz essa mesma caminhada que voce de Arraial até Trancoso em 2000 e agora com teus posts me trazem somente lindos recuerdos...E realmente Arraial e Trancoso sao o MUSTYYYYYYYYYYY!Boa semana a todos...Adorei as fotos da con VNV çao.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Jorge, 120 pratas é a diária do apartamento, na baixa... O prato era 30 e poucos grin (Mas já corrigi e deixei a informação mais explícita.)

Carla
CarlaPermalink

Riq, como você distribuiria uma estada de 10 dias no Sul da Bahia para quem, como eu, não conhece nadinha da região? Estou encantadíssima com esses posts... E, sobre Arraial d'Ajuda, sempre me lembro que você escreveu (no Freire's, se não me engano) que é "a" escolha para quem tem o bom gosto maior do que o orçamento... wink

SandraM
SandraMPermalink

Riq, querido:
Li em algum lugar que depois das suas "dicas", a gente acaba mudando de idéia e querendo trocar nosso planejamento pelo seu depoimento.
Não tem como concordar com esta idéia. Pode parecer insegurança, mas acho que é mais que isto, é reconhecer a beleza do lugar representado pelas suas ótimas fotos e viajar nos seus textos bem escritos.

Pensando sobre uma reportagem sobre pessoas que têm "profissões dos sonhos" (bacana foto, hein?), lembrei do guardador de carros na Praia do Futuro.
O moleque trabalha de chinelo, às vezes sem, na beira da praia, sob o calor de 30º, e passa o dia no trajeto de uma barraca ao seu carro para pegar um troco.
Também atrasada para o vôo, fiquei injuriada com esta história.
rsrs
Bjs a todos.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Vou pensar, Carla, e te digo quando fizer o post-resumo-serviço da viagem!

Sandra, deu tudo certo por lá? Li em algum lugar que as chuvas este ano lá em cima já se foram, é isso?

SandraM
SandraMPermalink

Tudo certo!
Tempo maravilhoso!
O sirigado do Marcel, tb.
rs
(Amigos de Aracaju disseram que foram mais de dez dias chovendo ininterruptamente.
Outra amiga, em Porto de Galinhas disse que chovia direto na mesma data.)
Só me arrependi por não ter olhado uma barraca da Futuro q vc indicou.
TAva lá e só pensando neste blog.
Foi tudo muito rápido. Não tive tempo de me planejar muito bem.
Vc lembra qual era??SErá q tô confundindo com outro lugar?
Bjs,

Hugo
HugoPermalink

Diogo, que restaurante é aquele????

Se eu tivesse conhecido o seu site antes de marcar minha viagem, iria acabar passando pelos menos 28 dias smile rodando pelo RS.

Não esquece que no dia 23 de junho estarei em Canela, e se der podíamos marcar um jantar em Gramado.

Hugo
HugoPermalink

Riq, eu já tinha vontade de conhecer o sul da Bahia, mas agora já está virando obsessão smile . Ainda irei planejar uma viagem de pelo menos uns 12 dias pela região, visitando todos esses lugares interessantes que você comenta.

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Riq, bela reportagem esta! A quem for e estiver hospedado em Arraial D' Ajuda, recomendo fazer um passeio de um dia até Espelho, ida e volta.

O passeio sai do hotel "Arraial D' Ajuda Eco Resort" (veja no Lobby do hotel, ao lado da Recepção, um cartaz informativo sobre o tour), em jipe Land Rover através de estradas de terra, fazendo trilhas deliciosas, conhecendo fazendas de criação de búfalos e uma aldeia de índios Pataxós, parando em Espelho para aproveitar a manhã e a tarde na praia, com almoço n "Restaurante e Pousada do Bahiano". Leve uma mochila com uma muda de roupas e ao final da praia você pode tomar um banho na pousada e voltar a Arraial no maior conforto.

O Riq fez ótimas fotos nas matérias anteriores (dessa reportagem do circuito a pé pela praia, que nós "trekeiros" chamamos de "travessia") mas, pra ajudar a ilustrar a matéria, quem desejar pode ver meu álbum de fotos do Espelho com trechos no jipe, com os indiozinhos pataxós e com os búfalos!

Abraços a todos!

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Amigos Riq, tripulantes e leitores. A respeito dessa matéria maravilhosa do Riq, que de fato fecha com "Chave-de-Ouro" a ótima série "Travessia a pé no Sul da Bahia" (Riq, 'trekeiro' chama 'caminhada' de 'travessia'!) eu recomendo que quem estiver em Arraial D'Ajuda vá ao hotel "Arraial D'Ajuda Eco Resort" e no seu Lobby, ao lado da Recepção, ver informações acerca de um passeio de um dia, bate-e-volta, que sai do próprio hotel, de Arraial a Espelho, mas em jipe Land Rover e por trilhas de terra (aventura legal se tiver chovido e com lama), passando por fazendas de criação de búfalos e por uma aldeia de índios Pataxós, até a Praia do Espelho, onde para-se na "Pousada e Resataurante do Bahiano" e pode-se usufruir de toda a infra da pousada, almoçar e fazer parte da caminhada que o Riq fez até o ponto onde ele perdeu os óculos e molhou a mochila.

Quem quiser ver fotos ilustrativas do passeio, além de checar toda a matéria do Riq, dê uma passadinha aqui:

http://www.flickr.com/photos/arnaldointerata/sets/72157594149711404/show/

Abraços a todos e parabéns pelo fechamento DEZ, Riq.

Filipe
FilipePermalink

A minha dica para quem nunca foi para o sul da bahia é só uma: vá correndo! É um lugar fantástico. Agora para quem tem dúvidas sobre quanto tempo em cada lugar, posso dizer sem medo de errar: Trancoso é o melhor dos melhores. Se forem escolher um local para ficar mais tempo, Trancoso é o lugar. Abraços e boa viagem.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Arnaldo, agora eles terminam esse passeio em Itaquena, numa base que parece ser bem bacana, decorada à la Baiano. Eu teria passado por lá se não fossem as malditas bolhas nos pés...

Carla
CarlaPermalink

Riq, obrigada! Não tenho pressa, não, take your time... wink Mas, como não quero ficar no feijão-com-arroz quando for praqueles lados, já estou colecionando as dicas...

Carmen
CarmenPermalink

Ricardo, tienes la habilidad de transportarme hasta Bahía. Obrigada por el viaje imaginado gracias al poder de tus palabras.

Estuve este agosto 2006 alojada en Arraial d'Ajuda Eco Resort. A mi, infelizmente, me tocó otro tipo de habitación, bastante mais antiga e não tão charmosa.
Mais el hotel merece la pena ya que é muito tranqüilo e o café da manhã estupendo.
Desde allí ya que está incluido fuí al Parque Acuático. Utilicé siempre o "van". Además o ônibus que va al pueblo e a Trancoso tiene su parada al lado del Hotel.

Mais el Hotel no tiene botiquín. Gran fallo!!!, ya que me corté el dedo con una puerte de los WC de la piscina y tuve que ir yo misma con el barco del hotel, sangrando el dedo, hasta Porto Seguro a una farmacia.

¡Nadie pensó en la necesidad de un buen botiquín en un hotel de 4 estrellas!

Mari Campos
Mari CamposPermalink

O texto está ótimo, como sempre, mas as fotos desta vez me fizeram suspirar de verdade... babei... como disse a Carmen, vc nos transportou direto pra Bahia.

Emília
EmíliaPermalink

Fiquei realmente surpresa com essas fotos, Riq...você sempre comentou sobre o charme de Arraial, mas alguma coisa na minha cabeça sempre o ligava a Porto Seguro. Mas agora...aquelas primeiras fotos, do Beijo do Vento, que coisa deliciosa! Aquela espreguiçadeira branquinha, almofadas de chita, uma caipirinha e aquela vista...do que mais um ser humano precisa???
Adorei todo a expedição, Riq, obrigada por ter blogado ela aqui com tanto carinho smile

Lena
LenaPermalink

Ai ai... tá cad avez mais difícil tomar uma decisão!! Ó Deus, ó vida, ó sorte smile

Diogo
DiogoPermalink

Hugo, fechado o negócio!!! Dia 23 a gente se encontra e enquanto isso eu vou pensando num outro lugar pra irmos...

Abração!!!

Hugo
HugoPermalink

Diogo, está marcado então. Como o encontro VnV BH não está querendo sair, vamos fazer um mini encontro em Gramado.

Arthur
ArthurPermalink

Riq, compra uma algema para seu próximo celular, tipo aquelas de maleta de executivo grin

Leandro
LeandroPermalink

Sempre tive preconceito sobre o resort de Arraial, mas mudei de idéia agora, só conheci Arraail rapidamente (um dia), na verdade, só fiquei o dia todo entre Pitinga e Taípe e depois fui embora, espero poder passar uns dias na cidadezinha o quanto antes!

Este ano as chuvas foram mais fracas que o normal em todo o nordeste, tanto no norte quanto no sul da região até agora, as lagoas dos Lençóis não devem estar muito boas, dizem que tem chovido cada vez menos lá nas estações chuvosas (ano passado até choveu bem mas foi exceção), espero que este belo lugar não esteja ameaçado pelos destemperos do tempo.

Gabriela
GabrielaPermalink

Caro Ricardo & amigos viajantes:

Como falei noutro post, "contra a sua vontade" fui p'ra lá da balsa de Cabrália, lá onde o mar talvez não seja azul... Mas só lhe digo... Tem outros encantos.

Sei que já se deixou conquistar por Maria Nilza (amiga do peito...). Como dizemos por cá "já é meio caminho andado"...

Em 2005 planeava só os dois primeiros dias em Santo André, depois Arraial, Trancoso e Espelho. Experimentei tudo, mas vontade (ou necessidade extrema) de voltar só a Santo André. Acabei lá a viagem desse ano e voltei em 2006 com Santo André promovido a destino principal.
Aconselho vivamente: Santo António, Guiau (Maria Nilza sempre), Mogiquiçaba (mar e rio lindos), Belmonte (cidade deliciosa) e ACIMA DE TUDO viagem de barco vertiginosamente espectacular de Belmonte para Canavieiras. Mangue, cacau, rios, ilhas, sem explicação. Canavieiras vale a pena, a primeira cidade da Costa do Cacau. Aconselho para ficar o "CAsarão" (não dormi mas entrei, no meio da cidade, corresponde ao que o nome inspira). As praias talvez não valham a pena, mas sentir a cidade vale certamente, jantar no restaurante "casa verde???" da D. Maria José, portuguesa de origem Cabo Verdiana e amiga de Maria Nilza (que melhor elogio?).

Por Santo André, não ficaria, NUNCA, no Costa Brasilis, é gastar uma pipa de massa para estragar o que Santo André tem de bom: não vale a pena. Em Santo André "small is beautiful", talvez daí eu me sinta tão bem com os meus míseros 1,46m!!! Optem pela Vitor Hugo ou pela Araticum (minha escolha do coração e minha casa na Bahia...). http://www.vilaaraticum.com.br/
Não vale a pena procurar pela pracinha (como vi Paulistas fazendo: "Cadê a pracinha deste lugarejo que dizem ser encantador??" "Não tem pracinha!!!???!!!).
Pois é... Não tem pracinha, só ruas de terra empoeiradas e esburacadas... GRAÇAS A DEUS... E Deus queira se mantenha assim até minha próxima vez.

Depois da minha primeira visita pesquisei num site de dicas a opinião sobre Santo André e outros locais onde tinha estado. Trancoso, Arraial, Espelho... Lindos de morrer, opinião geral...
De Cabrália para cima, opinião também geral, não é sítio para passar, é para ficar, para morar, não descola, entranha na gente... É por isso que logo que ganhe mais uns eurozitos podem contar comigo por lá!!!

Podem espreitar tudo isso em: http://www.vilaaraticum.com.br/santoandre.htm

“Aquele abraço”

Gabriela

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Gabriela, a travessia de Belmonte a Canavieiras está na minha lista; só nunca tive tempo de realizar. Quando for a Belmonte vou procurar o Casarão e o Casa Verde. Em Santo André, já visitei a Vila Araticum e achei muito charmosa.

Conheço muita gente apaixonada por Santo André, mas o meu coração está mais para o sul...

Gabriela
GabrielaPermalink

Ricardo: É melhor procurar o casarão e a casa verde em Canavieiras... Em Belmonte não encontra certamente...
E... No coração a gente não manda...

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Ha ha ha, desculpe, Gabriela. Ainda bem que você me avisou smile

Carmen
CarmenPermalink

Gabriela, eu estuve en Santo André e fuí a comer(jantar???) a Fazenda Amendoeira e o camino é muito lindo e também o viaje en barco.

Mais é uma zona que necesita desarrollo. É muito importante, a vezes, o turismo pra desarrollar uma zona empobrecida.
Brasil ha de invertir em Brasil é muito necesario pra muitas pessoas.

Gabriela
GabrielaPermalink

Carmen:
É verdade, SAnto André é uma zona que precisa de desenvolvimento e de soluções com qualidade de vida para a população. Mas do que conheço, não querem desenvolvimento a qualquer preço e aprenderam com os erros de outras cidades próximas. Querem escolher o seu modelo de desenvolvimento e têm conseguido fazê-lo, até aprendendo com os erros dos outros. É uma comunidade muito activa, preocupada com o ambiente, com os problemas sociais, etc.
entre estrangeiros que vivem lá e locais, criaram um grupo de trabalho que tem lançado alguns projectos.
Se quiser pode espreitar em http://santoandre-bahia.blogspot.com/ aí vão dando notícias desse trabalho e outras notícias sobre Santo André.

Carmen
CarmenPermalink

Grabiela, obrigada por la información del blog de Santo André.

Resumindo: sul da Bahia « Viaje na Viagem

[...] Arraial d’Ajuda [...]

Cecilia
CeciliaPermalink

Oi Ricardo!

Moro na Alemanha e estou indo visitar a minha familia em Sampa e vamos passar 1 semaninha em Arraial. De tanto surfar acabei encontrando as suas reportagens, fotos maravilhosas (do Arnaldo tbem). Estou de boca aberta, ainda bem que so tem que teclar!!! Meu marido alemao disse que so vamos fater fotos da familia pq as suas sao imbativeis!! Estava cheia de duvidas pq e a 1°vez que o meu marido vai ao Br. e eu nunca estive nesta regiao. Ainda faltam 3 semanas para a nossa viagem e nao acertamos com nenhuma agencia...apesar dos 36° graus de Heidelberg eu gostaria de ir imediatamente para o Arraial !!! Foi bom conhecer voce! Uma abraco,
Cecilia

Cecilia
CeciliaPermalink

...estava tao embevecida com as suas reportagens que cometi dois erros:
..so tenho que teclar...
...fazer fotos....
Desculpe a falta de acentuacao...teclado alemao!!!

Alex
AlexPermalink

Oi ricardo,
vi que voce tem boas dicas para viagem smile Estamos no Rio e estamos querendo ir para Arraial de carro, mas nao estou conseguindo achar um site com dicas de rotas para voce de carro. Voce conseguiria me ajudar com esa questão? Desde já obrigado att Alex

Rafael Albuquerque
Rafael AlbuquerquePermalink

Olá Ricardo!

Só para lembrar a todos que estiverem vindo a Arraial d´Ajuda, que sou taxista e ofereço 25% de desconto aos viajantes deste sítio.
É só agendar sua corrida:
73 99917878 73 9134 3393
Abraço a todos e boas viagens!!!

Daniela
DanielaPermalink

Riq, irei para arraial em novembro, em lua-de-mel. Só que o orçamento está curtíssimo e terei que embarcar em pacote mesmo. Tenho como opção a pousada aquarela, na praia (apaga-fogo) ou a pousada coqueiros (vila). Tenho dúvidas quanto à localização de cada uma. Achei a coqueiros muito charmosa, por outro lado a aquarela é pé na areia... Help! obs.: o meu consolo é que nesse período não há mais disponibilidade nas suítes com hidro da Beijo ao Vento...

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Daniela, eu nunca visitei a Pousada Aquarela. Ela deve ficar ao lado do Arraial d'Ajuda Eco Resort. Não é o melhor trecho da praia; seca bastante na maré baixa e o mar fica turvo por causa do rio. No resort isso acaba sendo menos relevante, porque a piscina é bacana, e o resort é o dono da ponta inteira, onde fez lindos jardins e aproveitou muito bem a beira-rio. Já na Aquarela eu acho que você vai acabar só com os pontos baixos da localização.

Ficando na Coqueiros você vai ficar perto do melhor do Arraial, que é a noite, e vai poder decidir todos os dias em que praia quer ir (se ao Araçaípe, onde fica minha barraca favorita, a do Sting, ou descer ao Mucugê, na Plage Blanche, ou ir de kombi até quase a Pitinga, para ficar na Casa da Praia).

Daniela
DanielaPermalink

Riq, só mais uma dúvida. Na vila, tenho opção de ficar na Pousada Coqueiros ou na Manacá. Algum comentário?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Coqueiros, Daniela. A Manacá tem uma bonita vista mas fica meio fora de mão.

António
AntónioPermalink

Olá!
Sou "cliente" antigo das vossa conversas, mas só agora poderei ir ao sul da Bahia, mais concretamente para Arraial. A agência sugere o Hotel Saint Tropez. É bom?
Pelas fotos parece que sim, mas fico com a sensação de que, ao final do dia, vai ficar um pouco longe para ir ao centro de Arraial (a pé claro).
Alguém pode ajudar?
Quem necessitar de infiormação sobre Portugal (sobretudo Norte), estou ao dispor. Obrigado

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

António, não gosto do St. Tropez não. A estrutura é boa, os quartos são bem confortáveis, a piscina é grande, e você está a menos de dez minutos de caminhada da praia da Pitinga, a mais fotogênica do Arraial.

Só que... o St. Tropez fica ao lado das megabarracas do Parracho, que são uma filialzinha de Porto Seguro no Arraial.

E, à noite, vai depender de transporte para ir à vila, porque não dá para ir nem pela praia (longe) nem pela estradinha (de terra, com alguns trechos que se tornam barro).

Quais são as outras opções que a sua operadora oferece? Diz que eu te ajudo...

António
AntónioPermalink

Muito obrigado pela sua ajuda. É um privilégio ter os seus conselhos!
Entretanto soube também que o St Tropez está isolado por causa de umas obras que obrigam a uma volta enorme para chegar ao centro de Arraial, o que só reforça o seu comentário. Quanto a barulho, já tem em Portugal que chegue!
Assim:
As opções, infelizmente, não são muitas.
Como só posso ir na segunda quinzena de Dezembro e os programas normais de 7 nts são curtos para justificar uma travessia atlântica...estou a usar uma oferta de um operador espanhol (em que regresso no voo vazio que leva o pessoal para o fim de ano, a 27)...mas que permite ficar 14 dias +- ao preço de 8, numa gama limitada de alojamento.
No mesmo vôo/sistema as alternativas são:
Arraial - Ecoresort (muito caro pq somos 5).
PS: Pousada Aldeia das Flores, Vela Branca, Tropical Oceano Praia, Brisa da Praia, La Torre.
Salvador: Catussaba e alguns hoteis no centro.

...já estive em PS (no "só agora" da anterior msg, faltou o "de novo")...mas não achei mta piada, fui salvo pelas excursões e "fugas" diárias para Arraial e Trancoso.. tem aquela demora na balsa... mas se for melhor opção...
Arraial e Trancoso gostei e queria repetir.
Em Salvador já estive na Praia do Forte/Ecoresort ( bom,algo caro, mas adorei) e no Pestana em trabalho (normal).

Sem querer maçar...
Há uma segunda alternativa económicamente interessante para RN/Pipa, usando o mesmo sistema de voos.
Em Natal já estive mas não regressaria, apesar de ter praticamente ficado em casa (Pestana, bom), pois a directora é uma das minhas grandes amigas (Carla Sá Chaves).

A Pipa não fui...a "ideia" que tenho é que é um "enclave" português no Brasil, mas, os amigos que visitaram, gostaram bastante. As opções de alojamento em Pipa são:
Pousada Coco Fresco; Pousada Toca da Coruja (cara); Village Natureza (Beach e Dunas); Dorisol Pipa; Tibau Lagoa.
Sem abusar, qual a opinião?
Mais uma vez muito obrigado pelas suas dicas.
Abraço
António
...sobre Portugal estou sempre ao dispor, para aconselhar e ajudar.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

António: pena não haver mais alternativas fora de Porto Seguro. O Eco Resort do Arraial vale o sobrepreço com relação ao St. Tropez; mas entendo que o real valorizado está deixando alguns de nossos hotéis fora de mercado...

Pipa é outro planeta com relação a Natal; mesmo tão próximas, são completamente diferentes.

Não conheço a Coco Fresco, mas pelo site me pareceu bem interessante; a localização é boa (perto da rua principal e da praia do Amor) e a existência de colchão box spring + ar condicionado split evidencia conforto.

A Toca da Coruja é magnífica, mas eu acho que as acomodações que realmente valem a pena são justamente as mais caras (os bangalôs); os quartos antigos, apesar de bem-resolvidos, custam mais do que deveriam.

Dos Village Natureza, o Beach é mais antigo, mas está numa praia melhor do que o Dunas. (O Dunas inclusive não está debruçado na praia; é preciso atravessar a estradinha -- nesse trecho da costa não há espaço entre a estrada e a extremidade da falésia para pôr um hotel). A praia do Beach -- que se chama do Madeiro ou dos Golfinhos, dependendo com quem você fale -- é a mais bonita da região. Vocês vão precisar de carro para ir à vila (a pé deve dar uma meia hora, sempre pela estrada, o que não é muito agradável). Já o Dunas está mais perto de Tibau do que de Pipa.

Não visitei o Tibau Lagoa; por fora, me parece bem montado. Mas está em Tibau... a 7 km. Eu só ficaria em Tibau se quisesse estar realmente bem longe da muvuca de Pipa. (Não acho que seja o caso.)

Finalmente, gosto muito do Dorisol. Está na entrada da cidade -- a uns 10 minutos de caminhada da muvuca. Como foi originalmente construída para ser um time-sharing, a ala mais antiga tem chalés com sala de estar e cozinha comuns a três quartos (pode ser a melhor solução para o seu grupo). Quanto à praia, é preciso caminhar 300 m até o primeiro acesso à praia central; a praia do Amor está a uns 25/30 minutos de caminhada, atravessando a vila.

Eu decidiria entre a Coco Fresco e o Dorisol (resguardadas as questões de estrutura, claro; nesse quesito, o Dorisol parece nitidamente superior). Se não alugasse carro, ficaria no Coco Fresco, cuja localização permite que se vá a pé à Praia do Amor e às noitadas; iria ao Madeiro de táxi e às outras praias em passeios de bugue. Com carro, ficaria no Dorisol -- para poder decidir entre o Madeiro e a Praia do Amor todos os dias, e ir um ou dia ou outro à Ponta do Pirambu em Tibau ( http://www.pontadopirambu.com.br ) e fazer outros passeios (Cunhaú, Baía Formosa) sem precisar de bugue.

António
AntónioPermalink

Muito obrigado.
Viajar com a família toda restringe as opções pelos valores em causa, mas a festa é muito melhor com os filhos (adoloscentes) por perto e a curtir connosco.
Iremos então conhecer Pipa e passar o Natal em Natal com a nossa amiga do Pestana.
Arraial revisitado ou Trancoso ficarão para outra oportunidade.
No regresso darei notícias.
Grande abraço,
António

...sobre Portugal (sobretudo o Norte), estou ao dispor. Como não posso consultar todos os dias os vossos fantásticos escritos, se eu não responder breve, enviem pf cópia da msg por email. Naturalmente a resposta, será sempre dada nesta fantástica comunidade do Ricardo Freire de que sou fã há bastante tempo e só agora me atrevi a contactar. Boas Viagens!!!

Alessandro Rodrigo
Alessandro RodrigoPermalink

Freire...

Estou em lua de mel com minha esposa aqui no arraial, estive hj no bar do Sting por sua indicacao, li sua materia sobre o arraial e fui ate la, conheci o GPS (figuraça), eo Sting, o que vc acha que nao poderiamos perder por aqui?

Abraço.

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

No Arraial, o bar La Morocha, o restaurante thai (acho que agora se chama Flor de Lótus) e o filé com molho de amoras do restaurante da Pousada Coqueiros. Para almoçar, A Portinha.

Ah, sim: se vocês curtem pratos exóticos, não deixem de ir ao Godzilla. Aquele japa faz umas coisas sensacionais (vietnamitas, coreanas, indianas) que você não vê em outro lugar.

Peguem praia um dia em Trancoso, na barraca Cauim, e passem o entardecer no Quadrado. Jantem no Capim Santo.

Monitorem a previsão do tempo para ir ao Espelho num dia que seja garantidamente bonito.

Arraial no Réveillon « vem comigo…

[...] resto de ano não acaba, pula pro blog do Ricardo Freire que tem Ajudas ótimas sobre Arraial. Mas depois, vem [...]