Eu quero: Ostel, Berlim

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

    ostel400.jpg

Se você curtiu Adeus, Lênin tanto quanto eu, vai querer se hospedar no Ostel, a mais nova invenção berlinense no campo da Ostalgie (nostalgia do Leste).

Trata-se de um hotel-albergue que funciona num bloco de apartamentos da era comunista em Friedrichschain (diga: frrri - drrri - rrrs - ráin), o bairro alternativo do momento em Berlim.

Os quartos (sem banheiros), dormitórios (com beliches) e apartamentos (para até 5 pessoas) são decorados com móveis do tempo da Alemanha Oriental, garimpados em depósitos e mercados de pulgas. (Mas os colchões e os encanamentos são novos.)

    ostel401.jpg

Na recepção os relógios indicam a hora em Moscou, Havana e Pequim! E você pode agendar um city tour de Trabant.

O site não tem reservas online (a reposta é por email); os preços começam em 38 euros (quarto single), mas o mais barato que consegui cotar por aí foi 51. (As camas nos dormitórios começam em 9 euros.)

15 comentários

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Nossa sensacional Riq, também quero!!!

Eu voltei da Lituania com mais vontade de ter conhecido os países da Ex-URSS na época em que eram "fechados" e ficar nesse hotel é um modo de voltar no tempo.

Abs!

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Oi, Riq! Tbem tinha lido sobre esse hotel nos sites daqui... Deve ser muito engracado mesmo! Estive em Berlim há duas semanas, foi o máximo! Um abracao!

Patsy
PatsyPermalinkResponder

Gostei também! Entrar aqui no VNV é passar muita vontade!! Hehehe.... um charme o hotel/albergue, e Berlin deve ser o máximo também!

bjs

Rmx
RmxPermalinkResponder

hhaha muito bom, eu quero esse papel de parede na minha casa.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Bacana a idéia! Fiquei muito curiosa sobre o city-tour de Trabant... wink

Riq, ontem à noite quando estava voltando do trabalho ouvi o seu boletim na Paradiso sobre o The Library. Fiquei fascinada - um hotel de praia com tema de biblioteca? Amei!!! Agora estou aqui babando com o site, gostei até da piscina vermelha... wink

Carla
CarlaPermalinkResponder

Ah, o site do hotel pra quem quiser visitar: http://www.thelibrary.name

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Esse filme faz realmente voltar no tempo...essa primeira foto até parece o quarto da mãe dele smile Aliás, filme muito bacana, faz rir e se emocionar, sem pieguice.
Eu gostaria muito de me hospedar e ter a experiência, sim. Não sei porque esta época me fascina, afinal não tem nada de romântica, mas o fato é que especialmente Rússia e ex-repúblicas soviéticas me atraem muito.
Para quem tem a mesma esquisitice, tem um livro bem simpático chamado 'Em busca da utopia kitsch', do Marcelo Abreu, no qual ele viaja para antigos países do bloco soviético e outros que ainda mantém a chama vermelha acesa.

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Quem quiser conhecer um pouco do comunismo real, deve aproveitar os útimos momentos do Fidel em cartaz, em Cuba....

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Ernesto, foi a minha preocupação, ir a Cuba antes que o Fifo partisse dessa prá melhor. Mas se você quer saber, acho que a mudança não vai ser tão radical assim. Aliás, só tem uma dúvida, quem vai assumir o poder, já que Raulzito também tá muito doente (e já tem 72 primaveritas)? Se vc quiser ver as minhas impressões sobre a ilha, dá um pulinho no meu blog. Abs

GiraMundo com Jorge Bernardes

Eu achei o filme fantastico e achei essa decoracao dez, mas nao topo mais dividir banheiro, quarto essas coisas... Ainda mais na Alemanha onde eu achei que para padrao europeu os hoteis tem precos bem razoaveis....

Horario de Moscou e Pequim? Sei nao, esses lugares ja nao sao mais os mesmos. Deveria ter um relogiao com o horario de Pyong Yang!!!!

Claudia
ClaudiaPermalinkResponder

Adorei!!!
Muito legal a proposta e a decoração! Quero aquele criado maior do 2º quarto. Agora... como disse o Jorge, nada como um banheiro pra chamar de meu!!!

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Quem quiser ver um pouco de Cuba, vale a visita no Blog da Melin, parabens....

Netto
NettoPermalinkResponder

O filme é incrível mesmo, o hotel lembra mesmo o filme

Clarissa
ClarissaPermalinkResponder

Deve ser uma boa oportunidade pra viver, nem que seja por alguns poucos dias, como nesse período. Mas com o conforto e o cardápio de um hotel ... ou a comida tb é a la Alemanha do leste? O filme é uma graça, quanto mais se vê, mais se gosta!

Pablo
PabloPermalinkResponder

Comandante,

Saiu hoje na Reuters uma matéria sobre o Ostel.
As informações são quase as mesmas (sem o toque pessoal seu, é claro), mas serve de complemento
http://br.today.reuters.com/news/newsArticle.aspx?type=entertainmentnews&storyID=2007-06-29T134129Z_01_B745943_RTRIDST_0_CULTURA-ALEMANHA-HOTEL-MUROBERLIM-POL.XML

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar