E assim se passaram seis meses

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Ontem fez seis meses que o blog se mudou aqui para o Wordpress. Lembra? Eu estava acometido por uma ziquizira tecnológica: tinha esgotado o espaço no blog do Uol/Zip.net, minha câmera tinha pifado em Alagoas e até o Freire's tinha saído do ar.

Eu pensava nesse endereço como transitório; um lugar onde eu pudesse blogar enquanto não arranjasse um jeito de ativar o domínio viajenaviagem.com (que é meu) como blog, para então colocar Google Ads e quem sabe fazer comércio eletrônico.

    primeiropost400.jpg

Mas de repente uma coisa começou a acontecer e ficou mais importante do que tudo isso. Livres da chateação que era autenticar os comentários no Zip.net, vocês passaram a comentar e contribuir intensamente em todos os posts. As caixas de comentário ganharam vida própria, freqüentemente mudando o assunto do post e quase sempre ficando mais interessantes do que o texto que suscitou os comentários. 

Foi quando eu me dei conta de que vocês não eram mais passageiros, mas tripulantes.

Alguns de vocês resolveram criar seus próprios blogs; outros, que já tinham blogs estabelecidos, se aproximaram. E, quando nos demos conta, tínhamos nos tornado uma comunidade -- comigo no papel de Leci Brandão lol

Os acessos não pararam de crescer. Mesmo sem a ajuda das manchetes da homepage do Uol (que de vez em quando mandavam 10 mil visitantes de uma tacada só), o VnV 2.0 somou quase 500 mil visitas em apenas 6 meses (contra as 340 mil que costumava ter a cada 12 meses lá no Uol).

E como o Wordpress tem muito mais prestígio do que o Zip.net no Google, muita gente chega aqui googlando. (Pasme: o post da viagem de trem na Europa, que é de 5 de fevereiro, em alguns dias chega a ter 500 visitas.)

Como eu já não faço mais nada sozinho por aqui, vou pescar três trechos de comentários que definem esses primeiros seis meses da nossa comunidade VnV 2.0.

Primeiro dou a palavra ao Beto, que fala da parte mais visível do blog -- a interação entre os co-blogueiros:

Aproveito o clima de total congraçamento que impera desde ontem à noite aqui no blog que o Ricardo Freire pensa que é dele, a fim de deixar registrada a minha surpresa com o fato de pessoas tão alto astral, educadas e cuidadosas, generosas, divertidas e despidas de qualquer mercantilismo, conseguirem reunir-se, praticamente do nada, para trocar experiências e sentimentos e, de alguma forma que eu não entendo, construírem amizades que, estou certo, vão se consolidar e perdurar.

Edito na seqüência um comentário do Pablo, que revela como essa interação é divertida para quem acompanha, meio como num reality-show:

Há alguns meses acesso o blog e, de tanto ler, as pessoas (comandante e tripulação) vão se tornando personagens. Há uma certa confusão entre realidade e ficção (claro, próprio desse meio), mas com a vantagem de que é vivo, meio sem controle, com algum saudável anarquismo e sobretudo, no caso do VnV, repleto de generosidade. É uma espécie de romance que se constrói a cada dia, cada post e comentário.

E finalmente, um trechinho da declaração da Wanessa, comentando a aula da Professora Sylvia, que acabou inspirando o discurso do Beto e que -- snif snif, desculpaê -- me emocionou profundamente:

Acesso o blog há uns dois meses; comecei a vir aqui porque vou viajar pra Europa em setembro. No começo, meus planos eram bem modestos, ia comprar um pacote qualquer, provavelmente do tipo excursão, só porque ia viajar sozinha (e eu tinha medo de não me sentir muito à vontade viajando sozinha, por lugares desconhecidos, sem ter com quem dividir nada… inclusive o peso da mala!).

Mas a leitura constante do blog me fez mudar de idéia. Resultado: montei a viagem só com as dicas dos posts sobre a primeira viagem à Europa e sobre os trens (li os dois, muitas vezes, de cima a baixo. As dicas para a Bianca eram todas pra mim também!). Segui à risca as dicas do Ricardo, enxuguei bastante o roteiro, escolhi uma área pequena para visitar e vou passar 20 dias entre Londres, Amsterdã, Bruxelas e Paris. Sozinha e feliz!

O post dos hotéis veio tarde pra mim (reservei tudo ontem!), mas, de tanto ler as dicas anteriores da Sylvia, deu pra entender como ela faz as buscas, e acabei utilizando as ferramentas do jeitinho que ela explicou agora.

É tão difícil achar alguém disposto a ensinar o “caminho das pedras” pra gente que está só começando nessa vida de viajante, e aqui tem uma concentração tão grande de gente assim (o próprio comandante Ricardo, a Sylvia, a Majô, a Mô Gribel, o Beto, a Dani G., o Arnaldo, a Jurema, a Mari, o Jorge, o Zé… vou esquecer alguém e cometer uma injustiça…)… Esse lugar é impressionante e viciante!

Pessoal, obrigada, não só pelas dicas, mas principalmente por me despertar pra esse universo apaixonante que são as viagens.

(Sobrou algum lenço sequinho?)

Então agora sou eu que queria agradecer a todos vocês, comentaristas ou não, experientes ou iniciantes, visitantes compulsivos ou ocasionais, que estão fazendo deste blog um lugar tão gostoso de viajar a qualquer momento.

Não sei se vocês notaram -- mas, para quem teoricamente vive viajando, esse semestre eu viajei pouquíssimo. Fui só até ali o sul da Bahia e depois a Alagoas. (No ano passado, nesse mesmo período, eu já tinha ido a Turks & Caicos, tinha cruzado o México de ônibus, investigado as sedes brasileiras na Copa da Alemanha, percorrido as praias de Santa Catarina e do Estado do Rio.)

E mesmo assim, eu me sinto como se tivesse feito várias voltas ao mundo. Muito obrigado a vocês que me fazem viajar todos os dias.

(Eita, que o discurso ficou comprido...)

89 comentários

henrique
henriquePermalinkResponder

Riq, ponto pro blogueiro que acreditou no poder da web, parabéns!
Tem muito jornalista das antigas por aí que não consegue manter site no ar porque ainda "depende de patrocínio". Quando - e se - você colocar Google Ads no VnV, aí sim você vai ver que a rede tem mais e mais poder a cada dia. E que venham muitos e muitos anos de vida!

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Não me canso de elogiar sua iniciativa e o jeito com que você “administra” a nave do VnV. Acredito que nenhum visitante ou tripulante passou por aqui e ficou sem resposta.

Muitos melhoraram seus roteiros, fugiram de roubadas, aproveitaram muito mais a viagem devido as dicas desse blog.

É uma delicia passar por aqui!! É um prazer participar do VnV!!! Que outros semestres venham pela frente!!!

Abs!!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Já que este é o POST DO CORAÇÃO lol

quero declarar que AMOOO incondicionalmente
a nossa 'equipe-boutique' e que me sinto honrada e profundamente
feliz por participar deste projeto .
VIDA LONGA AO VnV , ao comandante e à tripulação :!:

Danielle
DaniellePermalinkResponder

Riq, desde minhas primeiras visitas (e lá se vão 2 anos !!) só faço viagens com suas dicas !
Contaminei meu marido, q a cada viagem a ser programada, pergunta: "E aquele seu amigo blogueiro, o que diz sobre isso ?". Na última viagem ao Nordeste, ao parar nas pousadas do Toque e adjacencias, eu dizia: Tá vendo como temos que considerar o que o Riq diz ??? E aí, ele virou fã (de longe, pq diz não ter tempo para acessar...) mas virou !
E é exatamente o que vc diz ! è sempre um prazer "viajar" com todos os tripulantes ! Parabéns pela coragem e perseverança ! Nós só temos a agradecer !
beijos,
Danielle

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Riq

Parabens pela comunidade que não se reuniria se não fosse voce! Por ter dedicado um pedaço da sua vida a nos, pois sabemos como é cansativo responder, blogar, e tudo o mais!

Já fiz amizades virtuais e pessoais com pessoas interessantissimas, recebi muitas dicas, o patotour ficou mais rico, contribui um pouco com algo dos roteiros que eu conheço, enfim um belo lugar para troca de experiências, alem de inciar outros nos prazeres das viagens....

Espero que voce consiga tornar esta proposta lucrativa, com ads, livros, e quem sabe, mesmo sendo um "personal voayager" , porque não? Alías eu acho que o futuro das agências de viagem com a net, é de serem consultores de viagens, orientando, atendendo com seu conhecimento ao tipo de viagem que o cliente quer, pescando as melhores ofertas, e cobrando um valor por este trabalho -do cliente e não das operadoras- , seja fixo, por hora de serviço, ou porcentual do pacote comprado. Acho que voce tem tudo para ser um dos pioneiros neste serviço!

Muitos anos de vida, e estamos esperando a proxima comemoraçao...

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq,

Dá-lhe lencinho, fiquei com os olhos marejados.
Você é uma pessoa tão generosa, educada, bom caráter, competentemente simples, gentil que deixou que seu espaço virasse uma sala de visitas para um grupo de "viciados" em VNV como nós e taaaantos outros muuuuitos silenciosos.
Você foi o responsável por transmitir e refinar nossos critérios de escolha em tudo, hotéis, restaurantes, no cadeiras plásticas, ombrelones, móveis, enfim tudo que é bom gosto. Não consigo ficar mais em qualquer hotel, tem que ter charme. wink
Mas, o mais legal é sentirmos em você um amigo querido, o mesmo sentimento tenho com toda a tripulação, meninas e meninos, a ponto de fazermos con VNV enções e e sairmos do virtual para termos o prazer de estarmos juntos.
Quero agradecer nesse momento especialmente a você e a Lea que tem se desdobrado para materializar uma viagem à Sicilia NA COLA DA LEA. A sua preocupação e quase desespero rs de que eu não comprasse a passagem sozinha, " que tinha ser com um agente, pois nem todo mundo é profissa como o Rodrigo ". E, claro que como com guru a gente não discute, cumpre !! , tive pela 1a vez um agente de viagens, o Bruno e me senti mó importante como diz D. Morcega. Essa viagem quando sair terá sido feita com muitas mãos amigas, Riq e Léa que me passa os mínimos detalhes para que tiremos o melhor de tudo. Parece que ela vai viajar junto de novo. E eu que não sou boba, vou submeter o roteiro à nossa Phd Sylvia.
Meninas, vocês são uns amorecos. wink
Se viajar sempre foi bom agora está ÓTEMO !!

Riq, obrigada por você existir lol lol lol

E, rumo à nossa Mega con VNV enção no Rio em agosto !!!!!!!

Jorge Menezes
Jorge MenezesPermalinkResponder

O parabens eh para voce Ric, mais a FESTA EH NOSSA!!!!

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Gentem, tô com a Sylvia (de novo, pra variar wink ...): esse já é o meu post do coração! Lencinhos à mil por aqui... Acompanho o Riq hace muchos años e, sem delongas, acho que ele tem o melhor texto pra turismo do Brasil (sempre me diverti horrores, além da informação, com os seus textos na VT). Riq, vc é praticamente meu ÍDALO!!! lol E, sinceramente, curto muito o VnV da wordpress que antes: é uma delícia poder viajar todo dia com vocês!

Liciana
LicianaPermalinkResponder

Riq,

Não, não sobrou nenhum lenço sequinho e ainda ficou faltando!
Que bom, em tempos como os que vivemos, nos sentirmos parte de um grupo - seja da forma que for - e que é do bem. Que bom que o seu ego carente (segundo suas próprias palavras), fez dessa carência algo tão positivo e generoso.
A cada post, em novos comentários, tanto se revela de todos que aqui estão. E vem um quê de orgulho, de felicidade poder participar.
Obrigada, grande beijo!

Beto
BetoPermalinkResponder

Riq, cê não sabe o alívio que você me proporcionou agora. Tava até sumido. Morri de vergonha com esse comentário aí que você reproduziu, porque achei que ficou meio babacoso. A Carla pescou logo: isso aí é discurso de miss. O diabo é que eu não tava fazendo discurso de miss de propósito. Tava sendo eu mesmo. Quando escrevi, havia acabado de mostrar para a minha mulé o comentário da Wanessa, como você bem percebeu, e dito a ela algo parecido com o que escrevi. Disse que era muito curioso como pessoas aparentemente tão do bem haviam se juntado de um modo ainda mais curioso. Tudo, obviamente, tem a ver contigo, com a maneira como você administra o teu barracão. A Sylvia diz que não é dada a babar ovo. Eu também não. E isto aqui não é, de modo algum, babação de ovo. Aliás, vai saber que diabo quer dizer essa expressão. Nem galinha baba ovo. Ela faz outra coisa.
Só quero dizer que gosto muito deste poleiro.

fabio
fabioPermalinkResponder

Riq, eu não sou muito de ficar navegando na Internet, e meus acessos se resumem a assuntos de trabalho, compras e...o VnV! Apesar de não ser dos que mais participam, acesso o blog umas 10 vezes por dia e acompanho todos os assuntos. Pela forma através da qual os posts são abordados e, mais ainda, pelo conteúdo dos comentários, pode-se extrair o alto nível - não social, cultural, mas humano- de todos os frequent participants. Parabéns e vida longa ao VnV...Cheers!

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Nossa... to assim, sabe, meio sem ter o que dizer com medo de tornar-me repetitivo e sem sal.

Só o que tenho a dizer é que vim parar aqui sei lá como, acho até que através daquele post sobre BsAs que é demais, e nesse meio tempo já fundei o Destemperados com o Diego, e fico muito sentido quando não consigo entrar aqui pra saber, ao menos, como estão todos, e qual a dica, charada, foto, desopilação, da semana...

Adoro muito cada um de vocês, e esse PORTAL DE VIAGENS certamente já faz parte de vida e do cotidiano de cada um de nós!

Parece que a gente já se conhece há milenios. Incrível...

Tá, aí ó, já fui repetitivo, com certeza sad

Riq, parabéns pra todos nós, e parabéns por ser uma pessoa tão do bem e agregadora, pois o bem atrai o bem. Se tu não tivesse essa característica bacana (que é somente uma das tantas), certamente não teria atraído pessoas com o mesmo espírito. Isso é uma grande verdade.

E obrigadíssimo pela oportunidade de, a cada dia, viajar para muitos lugares ao mesmo tempo!!!

Dos teus afilhados do Destemperados, um abração bem apertado.

Arnaldo (FATOS & FOTOS de Viagens)

Há alguns anos eu “descobri” Ricardo Freire. Não me recordo, de pronto, há quantos, mas faz um bom tempo que comprei o primeiro livro dele relacionado com turismo - o Viaje na Viagem - e comecei a acessar virtualmente aquele que virou um manual de sociologia turística para mim, a versão eletrônica e internética daquele que passou a ser um “manual” do espírito viajeiro para mim, não pela qualidade como guia, mas pelo jeito atraente de despertar o desejo de viajar. Sei que foi mais ou menos na época em que ele ainda tinha cabelos. E que eles eram pretos.

Tenho bem mais idade que o Riq, acho que uns dez anos mais, ainda conservo uns raros cabelos que teimam em permanecer pretinhos mas começam a embranquecer, mas meu interesse por viagens vem de berço: meu pai era viajante inveterado a lazer e a trabalho e sempre proporcionou à sua família - minha mãe e meus dois irmãos - passeios inesquecíveis nas férias, nem que fosse pra fazendinha da minha tia em Minas, ou, ainda, pro apartamentinho de uma outra tia em Teresópolis, onde passávamos um mês andando naqueles pangarés de aluguel.

A partir dos 18 anos vieram a “independência” da juventude e a necessidade de aprofundar aquilo que meu pai havia semeado em mim: o gosto por conhecer lugares. É claro que não sendo rico, minhas viagens começaram por acampamentos na praia de Saquarema. Não pensem vocês que nasci viajando pra Paris!

Como protótipo de viajante inveterado, desde a infância lia tudo o que havia relacionado ao assunto, da coleção de Seleções do Reader’s Digest e Enciclopédia Delta-Larousse a revistas estrangeiras que raramente apareciam sei lá de onde em minha casa (mas claro que eu percebia que chegavam pelas mãos de meu pai). Algumas imagens destas revistas ficaram definitivamente marcadas e, muito mais tarde, transformaram-se em viagens. Quase tudo o que eu assistia no cinema - de Toulouse Lautrec à Noviça Rebelde, da Ponte do Rio Kwai, O Expresso da Meia Noite, O Assassinato no Oriente Express e Hatari, entre outros – viraram sonhos turísticos, alguns concretizados, outros por se realizarem (a “prateleira” dos desejos turísticos não dá conta de ser esvaziada, nem pelo tempo, nem pelo dinheiro).

Desta época, aos dias de hoje, sempre fui procurar inspiração em como planejar viagens e como escrever sobre elas em gente como o Ricardo Freire (meu maior ídolo viajeiro-escritor), o Amyr Klink, a Família Schürmann, o Tito Rosemberg (meu ‘velho’ ídolo e amigo, jornalista-surfista-expedicionário-aventureiro, com quem eu tenho o prazer de corresponder-me vez por outra e a honra de receber algumas mensagens e visitas ao blog), com o casal Gérard e Margi Moss (que também já me honraram com sua visita) que acumularam 3 mil horas de vôo num planador e deram duas voltas ao mundo com esse avião e recentemente concluíram a expedição Brasil das Águas, com o Airton Ortiz, o pessoal da Expedição Norsul, a Simone ‘Caiaque’ Duarte (minha amiga dos tempos do montanhismo, de quem eu tive a honra de receber um exemplar autografado de um de seus livros - “Travessia Angra dos Reis ao Rio de Janeiro - 30 horas num caiaque” e com quem já tive o prazer de compartilhar algumas aventuras)...

O Riq ainda andava de fraldas quando eu já andava de calças curtas e sonhava com o mundo. Passados esses anos todos, olha só em onde estou, como sou e o que sou: um viajante inveterado escrevendo sobre viagens e compartilhando fotos com vocês!

Cada dia mais uma quantidade maior de pessoas começa a despertar e a tomar consciência do quanto é importante viajar em férias e compensar a vida difícil por alguns breves instantes de liberdade de fazer e estar onde quiser. E o Viaje na Viagem tem um papel preponderante nisso.

Meus primeiros passos em compartilhar minhas viagens e fotografias de viagens na Internet foram as mais óbvias: e-mail. Encher as caixas postais de amigos e familiares com notícias e imagens. No começo (1997) eles até gostavam da novidade, mas comecei a perceber nas respostas secas e curtas, quando não pela ausência delas, que aquilo que eu fazia era tão chato quanto as sessões de projeção de slide de meu pai (não pra mim, eu as adorava e era o primeiro da fila!) ou as minhas projeções de vídeo na TV para os amigos entediados (e olha que eu filmo melhor do que fotografo!)

Mais recentemente comecei a publicar fotos de viagens nos primeiros álbuns virtuais na Internet que faziam o maior sucesso, já que eu os poderia compartilhar com uma quantidade de pessoas impossível de atingir com as fotografias em papel e as dezenas de ábuns fotográficos cuidadosamente elaborados.

Depois vieram os primórdios dos blogs, fotoblogs que jamais gostei, e as primeiras páginas dos portais como UOL e Terra que disponibilizavam duas ou três pagininhas com três ou quatro formatos diferentes e bem simplezinhos para escrevermos em espaço limitadíssimo nossas viagens.

Aí viram os blogs, que de início eram bobinhos e não passavam de diários infantis, no máximo adolescentes. Foram caras como o Riq que ajudaram a transformar a superficialidade e infantilidade dos primeiros blogs nisso que hoje vemos aqui e em todas as demais áreas.

Mas isso tudo vai além do “despertar o desejo de viajar”: uma comunidade de pessoas interessadas em pedir informações auziliada por outra comunidade de pessoas dando informações aleatoriamente criou uma comunidade de pessoas - até antão virtuais - que passaram a conhecer-se pessoalmente, passaram da virtualidade para a ‘presencialidade’. Confesso que jamais me atraiu conhecer fisicamente pessoas que descobri virtualmente, mas também confesso que tenho grande vontade de conhecer os tripulantes deste avião, como jamais pude crer.

Nunca tive atração por conhecer presencialmente pessoas que eu tenha conhecido virtualmente. Todavia, essa comunidade é algo que despertou em mim um sério desejo de nos encontrarmos em convenções, como se fôssemos a um “workshop” ou a um congresso.

Tudo isso pra dizer que: eu me orgulho de integrar essa tripulação, aprendo com tudo o que se escreve, não apenas com a Professora Sylvia (da mais singela inserção de um link à mais completa descrição de um roteiro) ou com o Professor Rodrigo, mas com todos, todos, todos, todos. E que este vício extreamente saudável é algo que me traz grande prazer. Felicidades a você, Ricardo Freire, por todos os méritos que você demonstra recebendo tão bem a todos, e a vocês, tripulação e comentaristas, por terem transposto a barreira entre um simples blog numa comunidade presencial!

Majô
MajôPermalinkResponder

Beto,

Depois dá uma olhada lá no recadinho sobre idade que deixei pra você no post do trem. Achei que você tava deprê. wink

Beto
BetoPermalinkResponder

Majô, eu num fico deprê não. Sou feliz que dói...

Majô
MajôPermalinkResponder

Disso eu tenho certeza !!!! smile Eu tava brincando com você menino wink

noredy
noredyPermalinkResponder

Ricardo,

Estou sem palavras, este NOSSO BLOG é porreta.

plagiando o Monk : Posso chamar todos vocês de ´ Meus Melhores Amigos` ??

noredy

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Arnaldo

Voce já voltou???

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Estava a tentar resistir… É que uma mãe de família tem que trabalhar para dar sustento aos filhos…
Mas não ficava bem uma comemoração dessas sem acento luso. Por esse “facto” tive que entrar em “acção” para vos dar os parabéns (por cá a gente não sabe o que é “parabenizar”) assim neste tom bem deslavado do português de Portugal.
Não é por experiência própria, que sou nova por aqui, mas já dá para ver que o VnV é como o Vinho do Porto: “Quanto mais velho melhor…”.

E já que lembramos o vinho do Porto, acho que posso declarar o VnV o “Vintage” dos blogs de viagens.
Parabéns ao produtor e dono da vinha e à “comunidade blogueira” que todos os dias participa nessa vindima. Um brinde com Porto Vintage: “Chim Chim”!!!!!

Arnaldo (FATOS & FOTOS de Viagens)

Ernesto, já voltei sim... (foram só oito dias).

Arnaldo (FATOS & FOTOS de Viagens)

tim...tim...como se fala por aqui!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Gabriela , e por aqui " ..vos dar os parabéns.. " é muito muito
chique , além de charmoso lol

Célio
CélioPermalinkResponder

Parabéns ao Comandante e à Tripulação.....
Isso aqui só dá certo porque estamos....todos..... de bem com a vida.....

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Celio , e se não estamos de bem com a vida por um momento
a gente sabe a receita : Dar uma passadinha no VnV que tem
sempre um cartão de embarque nos esperando e ainda leva
de brinde umas boas risadas prá acompanhar lol lol

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Sylvia:
MBA, chique e charmoso... É demais para mim... Sem querer entrar numa de "tietagem" (não consigo deixar de repetir esta palavra na última semana...)!!!!!

Arnaldo:
Então seja "Chim Tim" (soa um bocadinho a chinês, mas um arzinho oriental não fica mal -até rimou- nesta comemoração)

Marina
MarinaPermalinkResponder

Riq,

só uma coisa a dizer: amém!!!!

P.S.: Fçao parte do grupo de leitores viciados, mas envergonhados... quase não posto comentários, mas venho aqui todo dia!!!!

Rodrigo Purisch

Vou republicar um texto que já postei lá no blog:

"O Aquela Passagem nasceu após ter encontrado um blog de um tal Ricardo Freire, que já conhecia de uma coluna chamada pergunte ao Riq publicada na Viagem e Turismo (acho que tenho inclusive a última coluna do pergunte ao Riq publicada). Fiquei impressionado com a quantidade de informações presentes naquele blog e acabei identificando pessoas, que como eu, mantinham uma relação de amor com suas viagens. Esse gosto eu herdei de meus pais. Chamou-me ainda a atenção, a interatividade daquele blog e como essas informações eram úteis para mim e para os outros visitantes."

Hoje a interatividade aumentou muito. Nós sabemos com que tema o post começa, mas não sabemos onde ele vai terminar (uma loucura que pode deixar perdidos os menos acostumados ao blog). Os blogs cresceram em conteúdo e qualidade.

O melhor é poder participar disso tudo!

Um abraço e parabéns ao Riq e a tripulação!

Arnaldo, eu professor? Menos, menos.. Lembre-se que você é co-responsável pela existência do Aquela Passagem! e portanto quem me ensinou foi você!

Arnaldo (FATOS & FOTOS de Viagens)

Gabriela, um chim-tim com duas flutes de Moet & Chandon pra todos!

JULIO CESAR CORREA

Conheci o Viaje em abril, quando buscava informações para as Semana Santa em Buenos Aires. E aquela Semana Santa não terminou mais. Passo por aqui todos os dias. Adoro viajar e conhecer outros locais. Mal saio de uma viagem, já estou planejando a próxima. E incontrei dicas incríveis. O seu sucesso não me surpreende. É mais do que merecido. Quem tem que agradecer sou eu.
Muito obrigado e parabéns!
gd ab

Diego
DiegoPermalinkResponder

Os comentários acima já falaram tudo que eu queria dizer, por isso só vou repetir um OBRIGADO POR TUDO!

Hoje, é impossível não passar um dia sem dar um pulo aqui, ver as novidades, ficar morrendo de vontade de ir pra todos os lugares e ainda conversar com os amigos.

Ah, e teu talento agregador é algo que não se vê por aí.

Obrigado e parabéns por tudo!
Abraços
Diego

Eduardo Luz
Eduardo LuzPermalinkResponder

Riq, parabens e voce sabe que o acompanhamento de tudo o que se passa por aqui é uma obrigação pra todos nós que gostamos de viajar ! Te acompanho desde a Xongas e espero continuar espiando o máximo possível este blog que realmente já é uma agência de viagens de primeira qualidade com atendentes cada vez mais prestativos e especializados, com menção honrossíma a prof Sylvia ( a dica que ela deu sobre googlar o endereço do hotel é tão simples quanto sensacional !)

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Eu juro que estava à espera do Zé Maria, mas ele não aparece!!!! Fui só espreitar o youtube e olhem o que encontrei. Estou com medo que o Ricardo se zangue comigo… E hesitei mesmo… Mas não aguentei… O “resemblance” é espantoso… (estou a brincar…É só ligeiro…)
Ricardo… desculpe… Mas... Será que é tão bom na bateria como viajando? http://www.youtube.com/watch?v=GE75OpdAOPA
P.S. Não conheço esse pessoal de lado nenhum (talvez aí conheçam), mas estou em crer que precisam mesmo de “roupa nova”.

E numa versão bem “bacana”: http://www.youtube.com/watch?v=jAbXdhZjZDQ

(Please… Ricardo… Perdoe-me…!!!!!!)

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Sr. Ricardo Schmitt Freire, favor comparecer ao portão da sua caixa de entrada no Xongas, com uma certa urgência!!! 8-)

Obrigado pela atenção.

(tentei fazer uma coisa meio "microfone de aeroporto" mas não rolou né?!

Abraaassss,

Diogo

sandra
sandraPermalinkResponder

Este blog é mesmo sensacional! Vivo divulgando aos amigos para que todos possam participar desta viagem... Viver sem viajar nela é um pecado!
Parabéns
Sandra

Pablo
PabloPermalinkResponder

Sinceramente, estupefato!!!
Sem palavras, mas resumindo (e redundando), acho que comunidade é a palavra.

Salve Leci, clap, clap, clap

Regina Almeida

Riq, o "Viaje na Viagem" foi minha biblia quando decidi descobrir meu país e agora o blog é a biblia que viajo todos os dias, que me dá sensaçoes que somentes temos quando viajamos: sorrisos y surpresas. Voce é divino e generoso com todos e fico feliz em saber que voce existe e tá aí sempre, buscando seu tempinho pra compartir...Como dizem os mallorquines: MOLTES GRÀCIES.....

Thiago Parente

Lá se vão quase dois anos de muitas viagens sem sair do lugar. Comecei a acompanhar o VnV no inicio da expedição pé na areia de 2005, estava com planos de viajar a Santiago em lua de mel e logo eles foram mudados quando vc passou pela Rota Ecológica, depois teve um período q eu não tinha nada pra fazer e resolvi ler o blog inteiro, desde o primeiro post, antes da viagem de volta ao mundo. Depois teve o Mexico, Alemanha, Caribe, Rota Ecológica de novo. Nao sou dos que mais comenta, mas pode ter certeza que sou dos que mais lêem. Aqui as pessoas são inacreditáveis e so tem gente boa aqui. Parabéns a todos nós pelo Vnv 2.0.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Não me lembro como cheguei até aqui, parece que faz muito tempo, só sei que minhas viagens nunca mais foram as mesmas, são sempre melhores... Obrigada galera...

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Si me he quedado, leo y participo del blog es porque me parece el lugar más interesante para contrastar ideas y no sólo de viajes.
Es un óptimo espacio para compartir buenos momentos. Me gusta lo que se dice y de la manera que se dice.
Adoro viajar, pero también leer. Aquí encuentro excelente lectura y opiniones muy inteligentes. ¿Qué más puedo pedir? ¿Alguna conVnVenção, quizás?

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

puxa, uma conVnVenção na Espanha não era má idéia, hein? lol lol lol

Carla
CarlaPermalinkResponder

Ih, não sobrou nem um único lencinho seco pra contar a história... wink

Riq, esses 6 meses foram sensacionais... Vocês talvez não saibam, mas quando a gente se mudou aqui pro Wordpress, no início de janeiro, eu estava de cama com uma crise de hérnia de disco, super baixo astral porque ia ter que adiar a minha viagem de férias - pois a minha maior diversão era ficar aqui no blog, lendo, rindo, dando os meus pitacos... VnV faz bem à saúde!

Eu acompanho o Riq há séculos, desde que esbarrei com o Viaje na Viagem (derivado de árvores!) numa livraria, comprei, li, me apaixonei e comecei a dar o livro de presente pra todo mundo - a alguns devo ter agradado, a outro não sei, não... Eu acompanhava o VnV jurássico, mas não comentava, depois acompanhei o blog no Uol por um bom tempo sem comentar também...

Mas, um belo dia, eu comentei com a minha orientadora na universidade que tinha visto fotos do Mercado Roque Santeiro em um blog, e ela me sugeriu inserir algumas fotos na minha tese (porque um dos autores que eu estudo é angolano). Pedi permissão ao Riq e ele - vocês não vão se surpreender - não só permitiu como me mandou as fotos em alta resolução!!! Aí ele, que já tinha uma fã, ganhou uma admiradora de verdade, e pra sempre!!!

O resto realmente é história... Lá no Uol eu confesso que muitas vezes tinha preguiça de ler os comentários, por ter que esperar abrir aquela caixinha - comentar, então, era o fim! Mas aqui, desde o início, nós transformamos o espaço do blog na sala de visitas do Riq - o papo continua mesmo quando ele não está por perto. Como disse o Beto, "o blog que o Ricardo Freire pensa que é dele"... A essa altura, Beto, acho que nem o Riq acredita mais que o blog é dele... (Aliás, o "discurso de miss" tava lindão, viu? Eu fiquei te zoando porque não tive a boa idéia de dizer primeiro... wink )

Pessoal, no fim das contas o que eu quero dizer é que nós já ultrapassamos há muito tempo qualquer definição de comunidade virtual... Aqueles que ainda não conhecemos pessoalmente, conheceremos em breve, é apenas uma questão de tempo. O que importa, de verdade, é que existem vínculos verdadeiros de admiração, respeito, generosidade e amizade reunindo o Comandante e os membros dessa tripulação. É muito bom fazer parte desse grupo tão especial!!!

Magali
MagaliPermalinkResponder

Sou uma dos tantos leitores silenciosos que passam por aqui todos os dias e me habituei a ler TODOS os comentários. Como não tenho condições de viajar (por falta de grana mesmo) me acostumei a viajar com vcs, e acho isso o máximo. É incrível como as pessoas aqui tornaram-se familiares mesmo p/ nós que não participamos da troca. Só quero agradecer a vcs pela disponibilidade e ao Ric por proporcionar tudo isso. Um grande abraço!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Encontrei uma jóia rara , olhem só:
Declaração publica do comandante >>>>>>
(e que faz parte do post cuja foto aparece ai em cima )
"...Enquanto isso, montei esse blog provisório só para poder escrever alguma coisa ...Obrigadíssimo, e até mais. (Prometo escrever alguma besteirinha aqui todo dia.)"
Postado dia 04 janeiro de 2007 .
UFA! Ainda bem que a intenção ,deste blog ser provisório e de
escrever uma besteirinha todo o dia não vingou!!!
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
http://viajenaviagem.wordpress.com/2007/01/04/bem-vindos-a-primeira-escala-dessa-nova-viagem/#comments

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Ah Rodrigo, bem lembrado. O A Janela Laranja era um blog só para contar alguma coisa quando o Arnaldo chegou e perguntou se poderia linkar meu blog. Pode??? Depois disso me dediquei mais!!! tentei ajudar sempre .....mostrar Amsterdã com mais cuidado, etc....

Foi aí que conheci o VnV e li tudo o que deu nos 2 blogs. Aqui e no blog do Arnaldo.

Logo veio o blog do Rodrigo, uma verdadeira aula de Cia Aérea, daí pra frente.....só fera.... um com mais experiência que o outro....

Obrigado e parábéns para vocês Arnaldo e Rodrigo!!!

Abrs a todos!!

Zé Maria
Zé MariaPermalinkResponder

E assim se passaram...
Momento lencinho.hehe...
http://www.youtube.com/watch?v=w3BZ3kNuHWk

Carol
CarolPermalinkResponder

Pois é Sr Riq, sobrou algum lenço ai ?? Aqui realmente , como todos disseram é ponto de encontro virtual e real... Mesmo para alguns de nós que nao pode viajar sempre , seja por falta de tempo ou por falta de dinheiro; o blog tem o poder de fazer voce esquecer os 05 minutinhos daquele seu problema tao chato do escritorio, a briga horrorosa e desnecessaria com seu marido pela manha, o sr mal educado que te fechou no transito, a politica ou melhor a politicagem desse nosso pais..
Enfim ,leva voce a sonhar, pensar, planejar e almejar um futuro muito espetacular! Parabens a voce e esses ajudantes ... (tao parecendo já Papai Noel e os ajudantes)

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Mari Campos:
O en Brasil, tampoco é má idéia!!!

Majô
MajôPermalinkResponder

Magali,

O bom desse blog é que a gente vive viajando virtualmente. Nossas cabecinhas vão a mil por hora, e como é bom sonhar... wink

Arnaldo,

Como você comecei a viajar ainda criança com minha família. A 1a que rende muitas risadas até hoje, foi de 4 horas a cavalo na Serra da Bocaina. Também comecei nas viagens em grupo, acampando, e como era divertido. smile Minha 1a viagem à Europa fui com grana que juntei, uma fortuna de 500 dolares, e levei 2 anos pagando a passagem e estadia.
Pra ala jovem do VNV, incluindo o Beto claro, ver que nada é fácil, nada cai do céu e qualquer viagem pode ser um grande programa. lol

Tassinari
TassinariPermalinkResponder

Eu também acompanho o Riq a muito tempo, desde os tempos de VIP, Viagem e Turismo e do livro que deu origem à série... Fui um grande sortudo quando fiz uma viagem de um mês pelas praias do Nordeste, de Salvador a Lençóis Maranhenses, em janeiro de 2002 logo após o Riq lançar a versão física do Freire's. Foi o máximo seguir as orientações dele praia a praia!
Lá se vão mais de 5 anos, agora sou um homem casado e minha mulher o chama de "o meu guru". Infelizmente ainda não tive a oportunidade (ou coragem...) de falar com ele pessoalmente. Já o vi numa festa e também de sunga na praia de Tatuamunha: passamos um reveillon fantástico graças a ele na pousada um milhão de estrelas, mas quando ele passou em frente à barraca da praia, eu não estava, quando cheguei minha mulher disse: seu guru acabou de passar aqui andando! Pena!
Ainda não sou assíduo do blog pois achava muito complicado postar comentários, só agora descobri que aqui é fácil... Espero entrar logo para a comunidade que parece ser sensacional.
Grande abraço a todos e abaixo as cadeiras de plástico!
Tassinari

Tassinari
TassinariPermalinkResponder

Tassinari Says:

Julho 5th, 2007 at 5:38 pm
Eu também acompanho o Riq ha muito tempo, desde os tempos de VIP, Viagem e Turismo e do livro que deu origem à série… Fui um grande sortudo quando fiz uma viagem de um mês pelas praias do Nordeste, de Salvador a Lençóis Maranhenses, em janeiro de 2002 logo após o Riq lançar a versão física do Freire’s. Foi o máximo seguir as orientações dele praia a praia!
Lá se vão mais de 5 anos, agora sou um homem casado e minha mulher o chama de “o meu guru”. Infelizmente ainda não tive a oportunidade (ou coragem…) de falar com ele pessoalmente. Já o vi numa festa e também de sunga na praia de Tatuamunha: passamos um reveillon fantástico graças a ele na pousada um milhão de estrelas, mas quando ele passou em frente à barraca da praia, eu não estava, quando cheguei minha mulher disse: seu guru acabou de passar aqui andando! Pena!
Ainda não sou assíduo do blog pois achava muito complicado postar comentários, só agora descobri que aqui é fácil… Espero entrar logo para a comunidade que parece ser sensacional.
Grande abraço a todos e abaixo as cadeiras de plástico!
Tassinari

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar