Enquete da semana (bis): milhas

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Eu já tinha me decidido pelo tema da enquete (as 7 maravilhas), mas não queria perder a chance de aprofundar um assunto relevante que surgiu na caixa de comentários do post do caos aéreo.

O Bruno, o Arnaldo, a Sylvia e o Rodrigo puseram na roda ótimos argumentos a favor de diferentes estratégias, como o a transferência de milhas para programas de companhias dentro de uma mesma aliança, a concentração em uma ou duas companhias (visando a benefícios que vão além das passagens grátis) e a infidelidade em razão de preços e itinerários.

Meu pitaco: eu acho que para aproveitar tudo o que um programa de milhagem pode oferecer você precisa ter talentos de advogado e auditor. Se eu tivesse, inventaria uma profissão -- personal mileage advisor, por exemplo lol . O cliente me revelaria seus hábitos de viagem, sua lista de próximos destinos previstos para viagens a trabalho e em férias, a média mensal de gastos no cartão de crédito e em outros meios de pagamento, e meu programinha genial recomendaria: associe-se aos programas da companhia tal e da companhia tal, troque seus cartões de crédito por esse e aquele, e pare de pagar isso, aquilo e aquiloutro com cheque. Boas viagens! Ah, sim: a consulta é quinhentão mrgreen

Mas infelizmente, como eu falei, eu não tenho esse talento...

Então eu fico na minha, juntando milhas da TAM, que por enquanto continuam facinhas de virar vôos (domésticos!) grátis.

E você? Tem conta em algum programa de milhagem? Já conseguiu voar grátis alguma vez? Conta pra gente...

46 comentários

Felipe V.
Felipe V.PermalinkResponder

O Fidelidade da TAM já foi mais facinho de se ganhar milhas, pelo menos voando.
O que ajuda mesmo são os pontos dos cartões de crédito convertidos em milhas.
E outra.... cada dia mais a TAM vem restringindo seu fidelidade. Essa estória que não há limitação de dias, assentos etc já é coisa do passado.
Se a classe (T) para emissão do bilhete-prêmio não estiver disponível no vôo solicitado, não tem como emitir através do Fidelidade, mesmo que o vôo não esteja lotado. Já aconteceu duas vezes comigo.
Com a palavra, o Rodrigo.
Sds.

Lili
LiliPermalinkResponder

Tenho Smiles, que apesar de meio difícil para marcar as passagens, era o que tinha mais destinos. Minha lua - de - mel foi no Chile, com passagem de milhas. Depois, consegui tirar para Poa e fiz Serras Gaúchas e durante a crise da Varig, tirei p/ Guarulhos, comprei o trecho pra Argentina e fiz uma dobradinha: uma semana em SP, outra em Bs. As. Aproveitando o assunto das maravilhas, todo ano tento Lima, no Peru, e por um ou outro motivo, nunca dá certo. Agora, cheguei a transferir as milhas pra Tam (meus cartões me dão essa opção) e me decepcionei: quem voa é a TACA, que limita os assentos p/ o Fidelidade Tam. E pra completar, paguei um ágio de 20% das milhas p/ poder transferir pra Tam (pro Smiles é 1 dólar, uma milha). Tenho um amigo entendido que diz que o melhor é ter o cartão da Tam (1 dólar = 1,33 milha) e com ele, pagar a fatura de um outro cartão, dentro do mês, pagando um pouquinho de juros e com isso, duplicar as milhas. Aí já é um pouco demais pra mim, muita emoção eu não aguento! Tomara que a Varig volte logo...

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Já voei com Smiles , mas deixei de usar mais do que usei e
não me preocupo com isto .
A minha preferencia é sempre pela melhor relação custo-beneficio smile

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Eu já voei grátis algumas vezes: 2 vezes para Buenos Aires (uma TAM e uma Smiles), 1 para Maceió (Smiles), 1 para Montevidéu (Smiles) e 1 para Nova York (TAM). Além dos cartões da TAM e do Smiles, também tenho o Flying Blue (KLM/Air France), mas só fiz esse último porque a TAM, apesar de parceira da Air France, não aceitou meu vôo GRU-BKK-GRU (23 mil milhas!) porque o trecho GRU-CDG só conta em vôos da própria TAM e não dos parceiros...
sad De qualquer maneira, hj o programa da TAM é o mais fácil de descolar passagens grátis, na minha opinião, e os pontos dos cartões de crédito ajudam muito. Mas eu também sou fiel na medida do possível: se a diferença de valor é grande, eu fico com a companhia mais barata, claro - e daí concentro as compras no destino no cartão de crédito, que vão acabar virando milhas também. wink

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Riq, eu participo de um programa de milhagens do cartão do Banco Real, e acumulo 1,5 milhas por dólar. Num primeiro momento, elas não tem nenhuma destinação direta, somente quando eu autorizar a migração do cartão para a cia que eu quiser...

Portanto, ele é "praticamente" um centralizador de milhas que pode ser descarregado anytime 8-)

Arnaldo (FATOS & FOTOS de Viagens)

No meu caso é o seguinte:

A) PROGRAMAS:

1) Para EUROPA (e de lá para Ásia e Oceania), uso a ALITALIA;

2) Para USA, a AMERICAN Airlines;

Tenho, ainda, circunstancialmente, milhas na TAP e na SOUTH AFRICAN Airways (cia pela qual pretendo voar quando for às Ilhas Maurício via Cape Town) e VARIG (argh!), umas milhas remanescentes que pretendo usar pra um vôo doméstico algum dia.

BENEFÍCIOS:

1) Já voei internamente pela AMERICAN Airlines um bom trecho (Miami-Honolulu-Los Angeles-Nova York) com milhas acumuladas;

2) Tenho milhas acumuladas nesta mesma cia. que devem me proporcionar igual gratuidade, as quais pretendo usar em 2008;

3) Tenho milhas acumuladas na ALITALIA que me proporcionam, atualmente, vantagens como: mais 10 Kg por mala, prioridade de embarque (como se fosse primeira), prioridade em lista de espera, prioridade no check-in (efetuado no balcão da primeira classe, mesmo voando econômica), uso de salas VIP, 25% a mais de milhas na pontuação para vôos efetuados no ano fiscal de 2007, ente outras.

4) Ainda não usei minhas milhas da ALITALIA, mas com as das viagens a Dubai e Istambul (agosto) e Bangkok e Cingapura (outubro) terei milhas suficientes acumuladas para ao menos um vôo gratuito em econômica Brasil-Milão, mas ainda não sei como empregarei essas milhas (se em vôos internos, em up grade de classe (econômica para executiva), se em trechos futuros para uma viagem ao Chipre.

Lecyr
LecyrPermalinkResponder

amigo,

Viajei recentemente à ITÁLIA ,como ter as milhas pela Alitalia.

Passagens pagas em dinheiro.

Obrigada por me ajudar

Ricardo Freire

Se você guardou os cartões de embarque, é só contactar o escritório da cia. e iniciar o processo de registro das milhas. Mas se você não estava inscrita no programa de milhagens deles vai ter que contar com o favorzinho de quem lhe atender.

GiraMundo com Jorge Bernardes

Como não sou advogado ou auditor, eu vou juntando minhas milhas sem pensar muito em como vou gastá-las, não sou nada fiel, compro sempre a que tiver o melhor preço e atender a minha necessidade de viagem, porque sei que todas são restritas e para mim que não consigo planejar com antecedência, é complicado planejar uma viagem com o resgate de milhas. Quando acontece, é porque surgiu uma oportunidade.

Nós não temos mais um bom plano de milhagens local. O da TAM ficou inviabilizado com essa história de ganhar ponto cheio apenas pagando tarifa cheia. Eu nao pago tarifa doméstica cheia de jeito nenhum!!!! Já pensou pagar 1500 reais por trecho para ir a Belém para ganhar um ponto na TAM. Tá de brincadeira.

Eu não sou nada fiel. Vou juntando minhas milhas nas três grandes alianças: Oneworld (British Airways), StarAlliance (TAP) e SkyTeam (KLM), conforme vou viajando.

Eu gosto muito do Flying Blue da KLM/AirFrance porque na aliança deles estão as cias que costumam ter as melhores tarifas para os destinos que eu quero. A KLM tem ótimas tarifas para a Europa, oferece um serviço justo na econômica, opera um ótimo avião espetacular a partir de São Paulo e desce em Amsterdam que é um aeroporto jóia para conexões. E a Continental é a minha cia aérea americana preferida e sua filhota CopaAir tem ótimos preços e conexões para as Américas. A Continental têm o aeroporto de Newark pra eles smile Tudo em Newark é mais fácil do que no JFK e conexão lá é muito mais fácil.

Quando viajo a trabalho, junto sempre com a Oneworld porque os meus destinos são sempre os mesmos e as cias são sempre BA e AA, então junto milhas com eles também.

Agora vou juntar com a Star Alliance via TAP, porque eu fazia isso com a Varig....

Rodrigo Purisch

Programa de Fidelidade= Fidelidade + passageiro frequente. Só desta forma ele funciona. Se você não tem intenção de seguir isso, opte pela melhor tarifa da cia que ofereça um serviço de seu interesse. Se essa tarifa puder acumular milhas, acumule, mas não olhe para essas milhas como um super extra, a não ser que você possa acumular naquela passagem um número de milhas tão alto que facilmente você possa completar a milhagem necessária para atingir uma passagem prêmio.

Emissão de passagem prêmio, não gosto de grátis (eu paguei por essas milhas!), usando o número mínimo de milhas vai se tornar uma operação de guerrilha. Não é a toa que existem tanto sites especializados em milhas nos EUA (paraíso dos programas de fidelidade).

Quanto a TAM, nesta página : "Não há limitação de assentos para passagens grátis em vôos TAM dentro do Brasil e dentro da América do Sul"

Propaganda enganosa???

No post sobre cartões de crédito tem uma mini discussão sobre o tema milhas e cartões.

No Aquela Passagem tem alguns posts mais longos sobre o tema:

História dos Programas

Nem Tudo São Flores

Milhas Aéreas: Acumular ou Não Acumular?

Ricardo Freire

Rodrigo, pela minha experiência, em vôos domésticos a única limitação (recente, inclusive) da TAM é a reserva com sete dias de antecedência. Se tiver lugar vago, eles dão, até em datas caríssimas. (Eu tinha 20.000 pontos e íamos para Maceió no fim do ano. Fiz a ida num corujão da Gol por 230 reais e voltamos no dia 1o. de janeiro com duas passagens-prêmio na TAM num vôo em que os assentos estavam custando 1.200 reais CADA no site!!!!)
Mas para a América do Sul nunca tentei, então não posso dar meu testemunho...

Rodrigo Purisch

Os posts do Arnaldo e do Jorge mostram como é difícil dar uma receita de bolo do tipo qual é o melhor cartão entre todos os programas.

Para cada viajante, um cartão. É obvio que existem uns mais generosos que outros. Mas o que adianta ele ser generoso e a cia não voar para o destino que você normalmente vai? Ou para o aeroporto que voce deseja? Ou oferecer um serviço de bordo ou suporte pela internet e telefone fora das suas necessidades?

Rodrigo Purisch

Riq,

Essa limitação de antecedência anda se espalhando. Para não pagar taxa extra na American são 21 dias.....

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

É isso mesmo, Rodrigo, para cada viajante um cartão de crédito atende melhor o seu perfil. Mas eles acabam sendo essenciais no ganho de milhas para quem não viaja sempre pela mesma companhia. Para mim, o custo-benefício da passagem é mesmo o que importa na viagem - se ainda por cima juntar milhas, melhor.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Pra variar Rodrigo , arrasou e falou tuudo lol

Felipe V.
Felipe V.PermalinkResponder

Rodrigo, não sou entendido do assunto, mas acho que é propaganda enganosa sim, pelo menos para vôo internacional dentro da América do Sul.
Já aconteceu duas vezes comigo. Se eu fosse comprar o bilhete, tinha vaga. Mas se eu fosse tirar pelo Fidelidade, não tinha vaga. Tinha que mudar as datas.
Com todos os atendentes da TAM que falei, eles foram unânimes em afirmar que nem sempre é possível tirar um bilhete-prêmio em trecho internacional, mesmo o vôo não estando cheio.
Essa tal da classe T tem que está disponível no sistema deles pra emitirem o bilhete prêmio, senão não emitem.
Vejam que pela internet, ainda não dá para comprar bilhetes internacionais da TAM usando pontos do Fidelidade. Tem que ir na loja.
Isso também não deixa de ser uma restrição!
E digo mais, a TAM/CredicardItau num vai deixar essa moleza por mto tempo não.
Isso que a Lili falou acima já despertou a cobiça dos que adoram milhas.
Agora paga-se todas as contas (boleto bancário, água, energia, conveniados, recarga de celular etc) na fatura do cartão de crédito, e depois vem um caminhão de milhas.
E os juros são pro rata. Se se paga uma conta hoje no cartão, e hoje mesmo se faz o pagto avulso do cartão no mesmo valor, não vem juros. Apenas a taxa de R$ 1,00 por conta.
Pra quem não costuma viajar (pagando) mto de avião, mas possui boa movimentação no cartão, é uma boa.

Luciano
LucianoPermalinkResponder

Oi Pessoal. Tento sempre ser fiel. Não só pelos benefícios, mas por gostar da Varig - nada contra as outras. Já voei Smiles POA-Rio (consegui emitir com 10 dias de antecedência apenas) POA-Santiago (com bastante antecedência e com milhas dos sogros que iam vencer), ano passado emiti uma POA-Toronto pela Air Canada (devolvida pois engravidamos e achamos melhor cancelar) e agora em setembro vamos a Frankfurt, com nosso baby (ela vai pagando - R$ 400,00 pois não vale a pena torrar 70.000 milhas). Nossas milhas são de voar (maior parte) Varig, Star Alliance e Alitalia (quando podia acumular) e gastos em cartão/parceiros. Minha única reclamação foi não conseguir status prata por voar na Alitalia. Acumulamos com cartões do Banco do Brasil (minha esposa) e eu Santander Smiles. Esse dá um monte de milhas (3.000 na renovação, 1.000 no meu aniversário, 1.000 pelo adicional, 100 por mês por gastar R$150,00 por mês e mais 100 por mês por pagamento em dia). Tenho outro Santander (me deram - sem anuidade) e já tenho 10.000 pontos lá (5.000 por aceitar o cartão e mais 5.000 na renovação) que posso passar pra Varig, TAM ou TAP. Enquanto não venceram ficam lá. Ultimamente a Varig deu mais um ano de validade pras milhas o que nos possibilitou acumular ainda mais. Com vôos pra Santiago..... lá vamos nós em 2008.

Danielle
DaniellePermalinkResponder

Lá em casa, eu e meu marido temos cada um seu programa de milhagem particular e mais 1 que é comum a nós dois.
Meu marido tem cartão American Express que pode converter seus pontos para vários programas de milhagem (extinta VARIG, TAM, etc...). Eu tenho um Personallite VISA que antes acumulava só para o SMILES, mas agora acumula tb para a TAM.
Nós dois temos American Airlines.
Já voamos com milhagens para POA e Santiago, via smiles. Agora em Setembro vamos para o Hawaii com a promoção das 30.000 milhas da AA.
MAs não tenho tanta fidelidade assim. Todo o ano eu tento, mas as nossas férias de verão no Nordeste são sempre via GOL, porque a passagem invariavelmente sai muito mais barata....

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalinkResponder

Apesar de ter vários cartões, lá em casa sempre usamos só o Smiles, até o último velório... Aliás, vale dizer que "éramos de casa"... E ainda temos um saldinho lá pra arrematar quando as vacas gordas voltarem.

Já fomos a Noronha, Lima, BsAs + Santiago e ao Canadá pela Air Canada no auge da crise da empresa ano passado.

E vocês viram as últimas notícias? Varig está negociando acordos com a Lufthansa, Iberia, Spanair, British, Air France/KLM, Continental e Delta... Seria esse o melhor dos mundos para acumular e utilizar milhas??? Só aguardando pra ver...

Carla
CarlaPermalinkResponder

O meu programa é o Mileage Plus da United, que eu não escolhi propriamente, mas que me agrada porque as milhas não expiram, desde que sejam movimentadas, o que é fácil de fazer com o cartão de crédito. Eu estava mais satisfeita quando a Varig era parte da Star Alliance, e fiquei meio órfã com a saída dela, sem uma companhia aqui por perto para juntar minhas milhas... Não me inscrevi em outro programa mais "doméstico", tenho escolhido minhas passagens de acordo com a minha conveniência de preço e horário. E, contrariando o príncipio de que "milhas boas são milhas voadas" estou guardando as minhas para comemorar o fim do meu doutorado, no Havaí ou no Alasca, ainda não decidi... wink

Lena
LenaPermalinkResponder

Deus te ouça, Bruno!! Tenho tantas milhas smiles, acumuladas por tanto tempo, e com tanto sacrifício, que não me conformo com o sumiço dos vôos da Varig sad

Fui a Noronha e Lençóis Maranhenses com bilhete prêmio (viu , Rodrigo smile ). Me restam ainda 160mil milhas!

Desde o ano passado, os pontos dos cartões de crédito deixaram de ser transferidos diretamente para o Smiles. AGora, como disse o Diogo, eles vão acumulando no próprio cartão, e depois posso transferir para onde quiser (Varig, TAM, ou até para compra de passagem da Gol).

No caso do cartão do Unibanco, posso resgatar os pontos como bônus, que entram como crédito na fatura para compra de passagens ou diárias de hotéis. AInda não consegui encontrar um atendente no call center do cartão que me informe qual é a relação de pontos para bònus mrgreen

Cheguei a ter pontos para 3 bilhetes prêmio da TAM, mas perdi todos. Traumatizei!! Agora então, com esta história de só ganhar o total de pontos quem pagar a tarifa cheia, nem sonho mais com eles. Aliás, Jorge, tem bilhete da TAM para Porto Seguro pro 1.500 reais cada perna!!! Pode?

Carla
CarlaPermalinkResponder

Perguntinha de quem está meio por fora das outras alianças: voar TACA conta milhas na TAM?

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Em outras épocas já viajei bastante de milhas, várias vezes para o Nordeste, Sul e Buenos Aires, com a TAM e Varig. Agora, porem, desde que a Gol entrou e a tarifa mais economica da TAM não pontua, está dificil, como bem mostrou o Rodrigo, que é de longe o que mais entende do assunto, e bem disse: milhas, não são gratis, pagamos por elas... AGora, eu faço como a Silvia, quando a viagem não e a trabalho,escolho a de melhor custo beneficio ( e, nas viagens médias, tenho preferido o onibus)

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Carla :

Pergunte ao Rodrigo!!! Ele é o oraculo das passagens!!!

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Eu voei um monte de vezes grátis no Brasil.
Pela TAM, foram 18. Pela Varig, mais 10. Depois fiquei um tempo mais em 'terra' firme, então tem sido mais lento acumular as milhas.
Acabei de transferir as milhas do Amex para a Tam e agora em agosto, quando entra um bônus do Visa Turismo da CEF, também irão para a TAM.
Com isso ganho mais 2 trechos para a América do Sul.
Nos últimos 2 anos eu tenho quase sempre viajado de GOL, por causa das tarifas, daí não tenho acumulado tantas milhas.

Karine
KarinePermalinkResponder

Eu já viajei várias vezes nas milhas tanto da TAM quando da Varig. Quase todos domésticos, mas com as milhas da varig eu tirei um trecho ida e volta Aukland-Queenstown pela Air New Zealand. E também já fui de graça para os EUA pela American.

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Tenho o Smiles e o da TAM. Nunca consegui nada... sad E tenho também uma raridade, um cartão de milhagem da Transbrasil, acho que vou vender no e-Bay.

Fabio Nitschke Gomes

Eu tenho (ainda) o Smiles com umas sobras, mas antes da quebra da Varig usei os acumulados em uma viagem pros Estados Unidos + pontos de cartão pra uns dias em Noronha. wink

Tenho uns pontos acumulados na KLM da recente ida à Europa, mas ainda não dá pra usar pra nada (talvez algum trecho interno por lá numa próxima).

Só porque estavam na mão, tenho umas migalhas na TAM e na American Airlines, mas que neste ritmo não devem dar em nada.

Por enquanto vou juntando os pontinhos de uso do Amex - uma hora destas pago a taxa de transferência e jogo tudo num dos programas disponíveis - a TAM é um deles, mas antes tenho que ler o blog do Rodrigo... smile

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Fabio ,eu tenho a vida inteira de cartão no Amex pontos e
te recomendo não transferir nada que não seja pra uso imediato.
Ou seja transfere só na hora de emitir .
Se eu tivesse transferido para minha conta smiles... sad

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Arthur, eu também tenho um! Será que se juntarmos o preço melhora? rs

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Eu tenho um cartão de milhagem para cada "grande aliança" (OneWorld, Star Alliance, Sky Team). Nenhum deles é de crédito. Verifico parcerias cada vez q viajo, para sempre acrescentar milhagem em algum cartão. Tem funcionado, inclusive com a TAM, pois coloco as milhagens domésticas no meu cartão da American. E já viajei pro Havaí de milhagem. grin

Carla
CarlaPermalinkResponder

Rodrigo, obrigada pela resposta antes mesmo que eu tivesse tempo de ler a sugestão do Ernesto! wink

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Mô Gribel, podemos leiloar um, dizendo que é raridade para aumentar o valor, e um ano depois leiloar o outro...rs

sandra
sandraPermalinkResponder

confesso Confesso que ainda me sinto um pouco órfã do smiles e da star alliance, pela qual cheguei a ir duas vezes para a Europa, uma para o Canadá e umas duas ou três para o nordeste, além de uns três upgrades tb para a Europa. Já com a one world, apesar de já ter pegado uma passagem para os Estados Unidos, ainda não consegui me entender direito. Viajei para a Alemanha pela Ibéria e creditaram pouquíssimas milhas no meu cartão da American (não aceitaram o da Tam), se eu uso o cartão da american nos vôos da Tam eles não creditam o percentual extra do cartão gold, ou seja, ainda não aprendi a usar direito como acumular as milhas voadas pelas companhias da one World. Quanto aos pontos com o cartão de crédito gosto do Amex já que as milhas não expiram e podem ser usadas em várias companhias

Rodrigo Purisch

Sandra,
Você está misturando as alianças e cias aéreas.
A TAM tem acordos com a American e não tem nenhum acordo com a Iberia.
Nesses acordos, seu status elite e seus benefícios não costumam valer (no caso dos acordos TAM).
A Iberia e a American fazem parte da mesma aliança. Nesse caso seu status elite e benefícios valem. Atenção: em quase todas as alianças existem uma restrição de acúmulo de milhas em vôos promocionais das cias participantes (geralmente econômica promocional). Esse deve ter sido seu caso no vôo Iberia (algumas tarifas acumulam só 30% das milhas)
Vide: http://www.aa.com/content/br/aadvantage/participantes/companhiasAereas/premiosIB.jhtml

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Tenho o Fidelidade da TAM, que para vôos domésticos funciona muito bem, mas para vôos internacionais não; Por exemplo, em maio quis reservar uma passagem para novembro ida e volta pela TAM. Não tinha mais disponibilidade para bilhetes emitidos com milhgens nem para os dias que eu queria nem para os dias próximos.
Então, vou gastar minhas milhas aqui no Brasil mesmo, como o comandante orientou.

Ingrid
IngridPermalinkResponder

Bom, como estou indo viajar ano que vem para Europa (e minha 1ª viagem sozinha) e nunca tive um cartão de crédito... (pasem, mas é verdade), resolvi que seria hora de fazê-lo !! Então fui pesquisar a melhor opção de cartão que pudesse converter as minhas compras em milhas...

Comecei a fuxicar tudo (e esse blog foi uma grande fonte de info) e bateu uma frustração quando descobri que o Flying Blue (po causa da Skyteam) não tem parceria com nenhum cartão de crédito no Brasil (afinal, no meu caso, lá estão as melhores opções de cias aéreas - opinião totalmente particular).

Continuando a fuxicar, vi q o AMEX, ao se inscrever no programa Membership R., vc pode converter seus pontos em milhas, inclusive para Delta (que faz parte da aliança Skyteam - q eu tanto queria)... Ou seja, pelo que eu entendi, vc se cadastra no programa de milhas da Delta, converte seus pontos do cartão AMEX para esse programa e pode viajar por qq cia Skyteam !!

Tentei escrever pro Rodrigo.. do blog da Passagem... mas dá sempre erro quando tento escrever lá, por isso postei aqui !!

Essa semana vou providenciar o cartão e ver se minhas suspeitas se confirmam... Caso alguém saiba.. por favor, me avise !!

Valeu !!

Jorge
JorgePermalinkResponder

Pessoal,

Gostaria da experiência de vcs para me ajudar na melhor operação que posso fazer. Em julho/agosto de 2009 terei de ir a Europa a trabalho, vou aproveitar e levar a família. O roteiro é +- o seguinte: 4 dias em Portugal, 4 na Espanha e 10 a 12 na França. Me falaram que o melhor para meu caso é fazer um cartão AAdvantagem da American Airlines e acumular pontos até lá e conseguir pelo menos 1 passagem completa pela Ibéria que é do mesmo consórcio. Gostaria que os colegas dessem suas opiniões sobre suas experiências já que nunca viajei para o exterior.
Agradeço antecipamente.

Jorge

Adriano Marcelo

Quais dicas voces me dão?
O caso é o seguinte..tenho milhas no cartão de credito e pretendo transferi-las para o programa de milhagens da TAM.
até aí, tudo bem.
Outra coisa: em qual situação as milhagens são computadas? na hora do Check in ou quando se emite a passagem??
Estou com passagem comprada pra Lisboa, Ida e volta...elas pontuam no programa da TAP - Victoria.
Mas como vou "perder a passagem de volta" (vou ficar por lá)...vou perder a pontuação equivalente a passagem de volta?
Tava afim de acumular as milhas de IDA e VOLTA, mas não vou voltar, entende??
e pra terminar: Será que dá pra converter essas milhas da TAP para Milhas da TAM depois disso tudo??
Abraços!!

Celi
CeliPermalinkResponder

Alguém poderia explicar melhor essa estória de pagar o boleto de outro cartão de crédito com o cartão de crédito da TAM e assim dobrar os pontos??!!!!!!!!!!!!!!!!
Obrigada!

renato
renatoPermalinkResponder

Eu tambem perdi meu cartao da swiss,o que faco para conseguir outro e nao peder minhas milhas

Sergio MEllo
Sergio MElloPermalinkResponder

Bom dia

Alguém poderia me ajudar.. em Novembro de 2009 fui para Europa com Air France, não sabia nada sobre esse negocio de milhas, agora eles falaram que eu deveira ter me cadastrado para ter direito, sem fazer parte do plano de fidelidade, perco essas milhas ...
A pergunta é a seguinte, se fui com eles é só com eles que tenho essas milhas...
Existiria alguma forma de resgatar, sem que seja com a AIR FRANCE?
Pois lá eles dizem que sem cadastro teria até 3 meses para resgatar, com cadastro até um ano...

E agora em?

Ricardo Freire

Siga as instruções da Air France.

Sileuza Romualdo Gomes Antunes

Quero fazer uma viagem para porto seguro e usar as minhas milhas
o que devo fazer o que vc diz da cidade? o que devo conhecer?
quero conhecer tudo, mas não quero ir pela cvc.
agurado resposta.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sileuza! Nossa dica é ficar numa pousada no Arraial d'Ajuda, que tem praia melhor e noite mais descolada que Porto Seguro. Dali você pode ir um dia a Porto, outro a Trancoso, e quem sabe alugar um carro com amigos que fizer para ir à praia do Espelho.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar