Ah, Salvadô...

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

faroldabarra451.jpg

Eu fiquei totalmente passado hoje ao entrar no blog da Carla baiana e dar de cara com essa foto do Farol da Barra. No começo fiquei sem entender direito -- parecia uma montagem, meio Salvador, meio South Beach. Só então reconheci o Edifício Oceânia, marco déco da orla sótérópólitana, que normalmente aparece grandão nas fotos, não assim, no detalhe.

A Carla precisou vasculhar vários computadores até achar a foto para me mandar. A foto original -- que ela teve que cortar para caber no banner -- ia até a praia.

Não sei qual das duas é mais bonita. Só sei que eu pudesse eu pegava o próximo vôo pra Salvadô.

faroldabarra450.jpg

237 comentários

ana amélia
ana améliaPermalinkResponder

Eunice, já tem quase 5 anos que estou fora de Salvador, então estou meio out das novidades, mas tem uma restaurante italiano no pelourinho que eu adoro (pra quem gosta de massas e frutos do mar pois é de comida mediterrânea) que chama La Lupa! Muito gostoso e o dono é muito simpático e atencioso. Sei que é complicado indicar restaurante de massas para paulista mas vou arriscar! Fica na Rua das Laranjeiras, Pelourinho.

Abraço!

Eunice
EunicePermalinkResponder

Ana Amélia: o La Lupa é muito bom, mas acabou de sair do Pelourinho, parece que vai para Ondina. Muitos restaurantes estão fechando por lá. Infelizmente, parece que uma nova época de crise está começando naquele conjunto que não suporta nenhuma "desatenção".

Majô: Não, o Mosteiro de São Bento não tem altar em ouro. Em ouro, é a Igreja de São Francisco. Veja o site do mosteiro: http://www.saobento.org/. Não é de ouro, mas é belo. eek)

Majô: como vc tb gosta de música sugiro um outro programa, o "Barroco na Bahia", veja o site http://www.barroconabahia.com.br/. Um padre alemão, ( Pe Hans Bonish ) restaurou o órgão da catedral, que é magnífico. Ele é o organista da catedral, além disso, mantém um coro barroco, um programa de concertos de música barroca, cursos de línguas e música gratuitos; traz muitos musicistas do leste europeu; tem um café: Café Berlim, em um casarão no Bairro da Saúde, que é um ótimo programa para depois dos concertos, na catedral. No casarão tb funciona uma pequena pousada. A missa da catedral é com música ao vivo ( diferente de São Bento, que é gregoriana ).

Majô: obrigada pelo site dos emoticons, mas mesmo com ele não entendi o que o Riq quis me dizer om o "roll" ( palavra com tantos significados ). eek)

Majô: obrigada pela dica da missa em Notre Dame; lá, procuro, sempre que posso, concertos em pequenas igrejas.

Ricardo Freire

Ha ha, Eunice, a revirada de olhinhos era só para registrar "como é que eu não imaginei isso antes".

Jantei no La Lupa da última vez que fui a Salvador porque tinha ganho o melhor italiano pela Vejinha. Essas notícias de decadência do Pelô (falta de verba para os projetos cuturais e outras mumunhas mais) me deixam chocado.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Majô: ainda música: em Janeiro, no Forte de São Diiogo, na Barra ( um dos três fortes da Barra - o que fica no alto da colina, atráss do Grande Hotel da Barra -, acontece um festival de Música Instrumental; artistas como Yamandu Costa e outros, do gênero, por alguns dias. É um outro bom programa, no verão.

ana amélia
ana améliaPermalinkResponder

Gente estou chocada como ando desinformada sobre minha própria cidade!! Obrigado por me avisarem do La Lupa e esse programa no forte de São Diogo vai ser tudo de bom!! Yamandu Costa com aquela vista maravilhosa é de deixar qualquer um embasbacado!!! Vocês sabem quando será?? Vou passar o mês de janeiro todo lá arrumando as coisas do casamento portanto não posso perder!!!
E quanto ao projeto Pôr do Sol? Rolava na área verde do Othon Palace e começava no início do verão até depois do Carnaval, todos os domingos no fim da tarde sempre com convidados especiais (João Bosco e Djavan eram participantes fiéis!), além das jam sessions que rolavam todo sábado, fim da tarde, no MAM (solar do Unhão) alí na AV. Contorno com excelentes instrumentistas. Um luxo! Será que isso ainda existe? Caso a resposta seja sim, vale muito a pena conferir!

Marcel Alcantara

Eunice! Adorei o projeto desenvolvido no Barroco da Bahia. Você escreveu em um dos seus comentários que o Pelourinho vem passando por uma fase negra. Falta de policiamento? Descaso com o patrimônio histórico? É isso? Fiquei surpreso, pois tem surgido novas pousadas na região, inauguraram o Convento do Carmo e o projeto de som e luz da Igreja de São Francisco, além do projeto do Portal da Misericórdia! Eu li no site de A Tarde que uma nova etapa do programa de restauro dos casarões estava para recomeçar.

Marcel Alcantara

Eunice! Em que pé ficou a situação das barrcas de praia em Salvador?

Marcel Alcantara

Vocês conhecem o Cemitério dos Ingleses da Bahia? É um cemitério histórico com vista para o mar, poucas pessoas conhecem, ele fica na Ladeira da Barra e tá passando por processo de restauro.

svn.br.inter.net/5star/CIB/cib-port_main.html

Ricardo Freire

O que eu entendi, meio que de orelhada, Marcel, é que o governo que saiu não deixou verba empenhada para a continuação dos programas culturais do Pelourinho, e o governo novo não se empenhou -- ops -- em achar verbas para continuar os projetos anteriores. Aqui de fora, me parece politicagem de ambas as partes.

Marcos
MarcosPermalinkResponder

Eunice, o projeto do jazz no MAM voltou, não sei até quando vai continuar, mas por enaunto ta rolando...
e é muito legal..

Eunice
EunicePermalinkResponder

Marcel: muito boa essa sua sugestão do Cemitério dos Ingleses. A visita, se feita à tarde, pode ser “casada” com um jantar no restaurante do Yatch Clube, que é aberto ao público, e fica bem ao lado. Não que a comida seja excepcional ( é decente ), mas a vista...eek). A vista do cemitério a partir do mar tb é muito bonita.

Marcel: vc sabe que o Campo Santo, na Federação, virou atração turística? Existem tours com guias que explicam os diferentes estilos arquitetônicos dos túmulos. Vale uma visita. Ainda falando de cemitérios, vc conhece o de Mucugê, na Chapada Diamantina? Chamado “cemitério bizantino”. Os túmulos são esculturas nas pedras do local; muito interessante. À época áurea do garimpo do diamante, os coronéis trouxeram os artistas do oriente.

Marcel: quanto ao Pelourinho, o culpado deve ser Olavo, o vilão da novela de Gilberto Braga. eek) O governo atual culpa a “herança maldita”; o governo passado diz que há uma crise de gestão. O fato objetivo é que parece haver uma diferença de concepção da utilização do Pelourinho. Em algumas entrevistas que li do atual secretário de cultura, ele se posiciona contra a ocupação “turística” ( lojas e restaurantes ) do Pelô, advogando a ocupação pela população que foi desalojada, quando do restauro do Pelô. Márcio Meirelles, assim se chama o secretário de cultura, foi um bom diretor de teatro – dirigiu o bando de teatro do Oludum e o teatro Vila Velha -, mas até o momento, como secretário, tem gerado polêmica após polêmica: uma outra – cortou toda a verba do Balé do Teatro Castro Alves – ( BTCA ) 1° companhia de dança do Norte/Nordeste, e quinta do país, dizendo, em suas palavras” não sei se ter uma companhia de dança é bom ou ruim para a dança da Bahia”. Esse posicionamento político dúbio, de finalidade de ocupação, tem levado às conseqüentes diminuição de policiamento e de investimento. Vamos ver no que vai dar. O jornal A Tarde, que é politicamente afinado com o governo Wagner, estampou hoje, como título da Coluna Tempo Presente, na segunda página “Volta pro Vila, Velho”. Mas, sinceramente, acho que o Pelô é maior que governos e mesmo que passe um tempo duro, voltará a brilhar.

Marcel: as obras nas barracas de praia permanecem inderditadas, a espera das decisões judiciais , do patrimônio histórico, IBAMA, etc. Uma audiência que deveria ter ocorrida semana passada foi adiada para novembro, por falta de entendimento entre as partes; sinal que o verão vai chegar com o o problema sem solução...Está um “favelão”.

Marcos: Carla baiana já tinha me dado essa notícia, que adorei.

Ana Amélia: viu a resposta de Marcos? – projeto do MAM, já ativo; como vc, espero que os demais continuem. O Motumbá, que ensaiava no Pelô , se mudou para para a área verde do Othon ( tb devido aos problemas do Pelô ).

Eunice
EunicePermalinkResponder

Marcel: acabei de postar a resposta para vc, e fui abrir o site www.samuelcelestino.com.br. que é um site de notícias políticas aqui da província, vá lá e leia a notícia "cultura em crise": agora é a Fundação Casa Jorge Amado que está sendo ameaçada.

Elisa
ElisaPermalinkResponder

Oi Riq,
mais uma vez super-obrigada, por tudo. Pelas dicas que vc me deixa e tb por ter conseguido que eu tenha superado minha timidez e continue a escrever aqui. Como falei na primeira vez que deixei uma mensagem aqui, eu jamais poderia me imaginar escrevendo assim. Não que eu não goste de escrever, ao contrário, até já ganhei concurso de redação (mas coloquei pseudónimo). Mas escrever num blog de alto nível e com meu nome real...
Olha, eu nem por um minuto penso em comparar o hotel onde meu amigos vão ficar com qq outro que eu possa decidir (até agora nada decidido), principalmente porque o Vila Galé que eles vão é o MARÉS, em Guarajuba, que é melhor ainda que o de Salvador. Gostaria de ficar lá pelo hotel e por eles, mas se não tem vaga, fazer o quê? -Curtir Salvador!
Vou te contar rapidinho como foi esta viagem: Seguinte, eu fiquei "deprê" pq precisei cancelar a Itália agora (no proximo ano estarei lá) e assim inventei de ir para Salvador, que levanta o astral de qualquer um. E disse para todo mundo, dia 4 é aniversário de meu irmão, então ele e os amigos decidiram ir tb. Pois nesta data vai ter um evento lá (no Vila Galé Marés, por isso tá lotado) e o evento nacional é justamente da procuradoria (onde eles trabalham). Assim eles vão juntar o útil ao agradável, entende? Eu gotaria de ficar lá, assim poderia ter a boa cia deles e estar em um hotel ótimo, mas isso não é essencial para mim. Pois eu posso ficar em qq hotel, para facilitar seria bom estar mais perto, mas se não for possível não ficarei tirste, não. Penso que só estar em Salvador já é tudo de bom, ainda mais depois destas excelentes dicas acima. Eu sempre quis ficar no Catarina paraguaçu, desde que li muito tempo atrás na revista VT, uma dica sua mesmo deste hotel. Gosto tb da localização do Grande hotel da Barra, faz tempo que fiquei lá, mas agora que vc disse que tem quartos reformados, vou pensar tb.

Eunice, eu simplesmente adooorei todas as suas dicas. Vou todo ano a Salvador, mas sempre faço os mesmos programas, tá na hora de mudar. Em especial eu gostei mais da sua dica da Missa de Domingo no Mosteiro de São Bento. Talvez eu não vá desta vez pr retorno no domingo, mas já vou programar para a próxima. Obrigadão.

Gente, tenho de terminar esse comentário pq já muito grande. Obrigado a todos. Beijos

Eunice
EunicePermalinkResponder

Marcel; se vc for assinante da Folha de São Paulo, veja essas duas notícas; ambas de hoje:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff3009200718.htm

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff3009200719.htm

Ricardo Freire

Eunice, eu assino a Folha mas não tinha lido. Que triste.

Para quem não assina a Folha, reproduzo aqui um trecho de um dos artigos. O grifo é meu.

Dez anos após a inauguração, o Theatro XVIII, no Pelourinho (centro histórico de Salvador), deixou de funcionar porque o governo estadual suspendeu convênio que repassava R$ 310 mil por ano para a manutenção do espaço.
"Com a verba, a gente pagava as contas de água e energia, além de serviços extras", disse a diretora do Theatro XVIII a dramaturga Ana Franco.
Pequeno (142 lugares), o teatro tinha uma das maiores taxas de ocupação (90%) da Bahia. Além dos espetáculos, o teatro promovia debates, saraus literários, cursos para atores iniciantes e aulas de história baiana.
A Secretaria da Cultura diz que uma irregularidade na emissão de uma nota fiscal provocou a suspensão do contrato.
O fechamento do teatro agrava a crise cultural e econômica do Pelourinho.
Desde o começo do ano, cerca de 110 dos 450 comerciantes registrados na Acopelô (Associação dos Comerciantes do Pelourinho) encerraram atividades ou colocaram estabelecimentos à venda.
Com o fechamento das lojas e a falta de policiamento ostensivo, o lugar passa por um processo de degradação. Usuários de drogas, prostitutas e mendigos estão ocupando as principais ladeiras do Pelourinho, afastando os turistas do local.

Ricardo Freire

Elisa! Claro, você tinha falado do Vila Galé Marés no primeiro post lá atrás... desculpaê. eekops:

Mas agora que você já se animou toda para ficar em Salvador, dou a maior força.

Seus amigos provavelmente vão estar num sistema all-inclusive, então terão poucos motivos para se aventurar fora do hotel...

Sugiro que eles te visitem um dia em Salvador e você passe outro com eles sassaricando em algum lugar (ou alguns lugares) entre Arembepe, Guarajuba, Praia da Espera, Praia do Forte e Imbassaí...

Majô
MajôPermalinkResponder

Eunice, que bom você me atualizar com bons programas culturais em Salvador, aliás tudo a ver com o patrimôninio histórico que a cidade dispõe.
Obrigada por me corrigir sobre o altar da igreja de São Francisco, em ouro. Acho que em prata, é o altar do Convento do Carmo.
Este post está ficando um guia atualizado de dicas sobre Salvador wink

Lembrei que aqui no Rio, um belo programa é a visita ao Mosteiro de São Bento que tem um altar lindíssimo, e no domingo tem missa com canto gregoriano.

Sobre a Missa na Notre Dame, em Paris, é à tarde, 6 ou 6 e meia.
Aliás, um bom programa aos domingos é ir às pontes do Sena para ver como o parisiense se diverte. E, depois da Missa tomar um sorvete Berthillon, humm, muito bom.

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq,
Estou lendo agora essa matéria sobre o Pelourinho que repete tudo o que a Eunice comentou sobre a degradação do Pelourinho, é uma pena evil

Alguém tem que fazer alguma coisa !!!!!!!!!!!!!!!!!! Parem de politicagem e dêm prioridade à manutenção deste acervo.

Riq, este assunto merece um post wink

Marcel Alcantara

Eunice: Obrigado pelas notícias, fico triste pela situação do Pelô e espero que esse caso das barracas de praia se resolva logo, pois se arrasta a muito tempo. O projeto de reurbanização da orla que vai de Amaralina até Piatã foi concluído?

Majô: A igreja do Convento de Santa Tereza, que faz parte do Museu de Arte Sacra da Bahia tem um altar de prata que pertenceu à antiga Sé demolida.
http://www.mas.ufba.br/welcome.html

Riq: Concordo com a Majô, o assunto Pelourinho merece um post.

Elisa
ElisaPermalinkResponder

Riq,
vc, mais uma vez, acertou em cheio! Minha idéia, caso eu não consiga confirmar o Vila Galé (estou em lista de espera com prioridade) é exatamente essa que vc descreveu.

Majô,
foi bom saber da Missa com canto Gregoriano, mas vc precisa me dizer onde fica exatamente o Mosteiro onde tem essa igreja. Conheço pouco o Rio, embora durante toda minha vida, desde criança tenha viajado quase todo ano pra esta cidade maravilhosa. É como Salvador, até alguns anos atrás ia todo ano, mas sempre faço os mesmos programas.

Beijos a todos.

Majô
MajôPermalinkResponder

Elisa,
A Missa ccm canto gregoriano no Mosteiro de São Bento, é aos domingos, às 10:00h. Dá uma olhada no site http://www.osb.org.br/ Tem informações e o mapa da localização. Fica na Rua D. Gerardo, no centro da cidade, perto da Praça Mauá, da perimetral. É bom ir de taxi ou carro, é meio fora de mão.
O altar do Mosteiro é todo em ouro uma beleza.
Ah, e vendem numa lojinha na saida, as medalhinhas de S.Bento que são uma ótima proteção. wink

Marcel Alcantara

Na visita ao Mosteiro de São Bento no Rio, usem sempre roupas sóbrias. Uma vez eu levei um amigo da Bahia para conhecer o Mosteiro, fomos barrados por estarmos de bermuda.

Estive lá semana passada o altar-mor e as capelas laterais mais próximas a ele estão sendo restauradas. O altar-mor só pode ser visto através de uma tela transparente que reproduz o próprio altar.

Marcel Alcantara

Eunice: Obrigado pelas notícias, fico triste pela situação do Pelô e espero que esse caso das barracas de praia se resolva logo, pois se arrasta a muito tempo. O projeto de reurbanização da orla que vai de Amaralina até Piatã foi concluído?

Majô: A igreja do Convento de Santa Tereza, que faz parte do Museu de Arte Sacra da Bahia tem um altar de prata que pertenceu à antiga Sé demolida.
http://www.mas.ufba.br/welcome.html

Outro lugar bacana é o Museu Carlos Costa Pinto no Corredor da Vitória. O museu tem uma grande coleção de prata e ourivesaria, com destaque para as chamadas "jóias de crioula".
http://salvador.a-bahia.com/diretorio/gotoframe.php?id=905

Riq: Concordo com a Majô, o assunto Pelourinho merece um post.

Majô
MajôPermalinkResponder

Marcel,
Bem lembrado ! No site do Mosteiro de São Bento, há referência sobre traje adequado. Eles comentam também sobre a restauração que está sendo feita.

Incrível Marcel, eu ia comentar sobre o Museu Costa Pinto, e esqueci de escrever. O Museu merece mesmo uma visita a quem for à Salvador.
Uma curiosidade: meus pais moraram 8 anos em Salvador, e minha mãe sempre comentava que ela e meu pai, tinham ido à casa do Costa Pinto, acho que era Carlos o nome dele, pois ele era um colecionador de antigüidades, e ela disse que tinha um acervo incalculável. Salvas de prata, ele tinha empilhadas das maiores, às menores. Lustres de cristal, ele tinha enfileirados no teto. Jóias de ouro, as que você se refere "jóias de crioula" ele tinha em quantidade.
Eles ficaram impressionados com a quantidade e a qualidade do acervo.
O que está exposto no Museu, é muito pouco em relação ao acervo total.

Elisa
ElisaPermalinkResponder

Gente!
Eu estou amando estas dicas das igrejas, pois este é um progama que eu gosto de fazer, mas nem sempre minhas cias de viagem me acompanham e agora eu já tendo tudo pronto assim posso até ir só. Apesar de que não posso reclamar de meu querido namorado, que ele sim, vai de muito bom gosto.

Majô, como é que vc adivinhou que eu sempre compro as medalhas? Pois este é o souvenir que eu mais gosto. fui agora em junho para Assis na Itália e trouxe medalhas para todos os amigos. Para te falar a verdade sempre trago as mesmas lembrancinhas para todo mundo e a medalha é mais fácil, pq é leve, não ocupa espaço e cada vez que vou a Itália eles já tem outros modelos diferente. Vc advinhou! Beijos.

Marcel, obrigada, vou incluir tb a visita ao convento de Santa Tereza e ao museu Carlos Costa Pinto.

Majô
MajôPermalinkResponder

Elisa,
Também compro e dou para quem gosta.
Em Paris, não deixo de ir à igreja da N.S. da Medalha Milgrosa, na Rue du Bac. Comprei terços e medalhas para distribuir.
Em Olinda, no Mosteiro de São Bento que por sinal tem um altar em ouro lindo, comprei medalhinhas de São Bento, e distribui na família. É bom tê-la sempre como proteção.
Na Catedral de Monreale este ano, também babeu com terços lindos.

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Eunice,
isso mesmo Mariposa - o símbolo é uma toda colorida, eu acreditaria até que se chamava Borboleta rsrs Obrigada!!!

Nossa, como esse site é dinâmico - do Pelourinho a Notre Dame em poucos posts smile (ainda sem carinhas).

Não fui na Missa da Notre Dame da última vez mas assisti num sábado a noite, debaixo de chuva, a oração das freiras acompanhada pelo meu parco francês e o livro de orações que elas disponibilizam para o povo acompanhar. Momento inesquecível!

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Já que um dos temas dos comentários é uma possível ConVnVenção em Salvadô, e possíveis restaurantes onde fazê-la, dêem uma olhada nesta notícia up-to-date.

http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=794348

Estão na confusão o Pereira e o Sato, que o Riq gosta....

Ricardo Freire

Eita... shock

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Pois é, Riq. Talvez isso dê até cadeia.

Elisa
ElisaPermalinkResponder

Riq, Majô, Eunice, Cristina, Marcel e demais tripulantes,
as dicas de hoteis e programas em Salvador foram maravilhosas, me deixaram com "água-na-boca" para ficar só em Salvador, mas aconteceu que eu consegui confirmar minha reserva lá onde estavam meu irmão e outros amigos e para mim uma boa companhia é mais importante que tudo, então fui lá no Vila Galé e só sai para retornar para casa.
Mesmo assim, obrigada já deixei tudo bem pensado para ir nos próximos meses...
Depois eu falo no post dos resorts minha impressão, ok!?
Eu só não entendi porque eles fizeram "tanto doce" para confirmar minha reserva, pois o hotel estava cheio sim (tinha um grande evento com 450 pessoas, entres eles meus amigos), mas não estava lotado. Parece que eles não querem ou talvez não possam (por questão de estrutura de pessoal) lotar totalmente o hotel, pois tinha quarto vago.
Beijos

Kiko Nascimento

Pessoal! Caso tenha algum morador ou futuro morador dessa cidade fantástica, existe um fórum execelnte que mostra todos os lados de Salvador.
Não só problemas, nem só "ôba-ôba". Mas, tudo que a cidade nos oferece.
É o Salvador em foco.
O endereço é http://salvadoremfoco.ning.com/

Sejam bem vindos!

ana amélia
ana améliaPermalinkResponder

Obrigado pela dica, Kiko!
Sou de Salvador apesar de não morar mais lá e esses grupos de discussão são importantes para que todos os lados possam ser ouvidos. Mas, de qualquer jeito, Salvador é demais!!!

Liciana
LicianaPermalinkResponder

Eunice, Dri e todas as(os) tripulantes bahianas(os), estou indo para Salvador no próximo dia 25/10.
Consultei o site de turismo da Bahia e não encontrei informações com horários dos Museus e Igrejas.
Se puderem me ajudar... e ainda, se alguém tiver disponibilidade para tomar uma cerveja e ver o pôr-do-sol que tanto falamos neste post, tô topando.
Meu e-mail para contato lili almeida arroba terra ponto com ponto br
Bjs

michelli
michelliPermalinkResponder

ola bom dia????

gostaria de saber qual é a data que ocorrerá o banho de cheiro no ano de 2008?

mto grata

Miriam
MiriamPermalinkResponder

Vou passar o Reveillon este ano em Salvador, cidade que não conheço e onde vou ficar por tres dias.

Gostaria de dicas sobre onde posso passar o Reveillon, passeios para conhecer a cidade e restaurantes, barzinhos, lugares com música para curtir nos dias em que passarei lá.

Desde já muito obrigada.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar