Ah, Salvadô...

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

faroldabarra451.jpg

Eu fiquei totalmente passado hoje ao entrar no blog da Carla baiana e dar de cara com essa foto do Farol da Barra. No começo fiquei sem entender direito -- parecia uma montagem, meio Salvador, meio South Beach. Só então reconheci o Edifício Oceânia, marco déco da orla sótérópólitana, que normalmente aparece grandão nas fotos, não assim, no detalhe.

A Carla precisou vasculhar vários computadores até achar a foto para me mandar. A foto original -- que ela teve que cortar para caber no banner -- ia até a praia.

Não sei qual das duas é mais bonita. Só sei que eu pudesse eu pegava o próximo vôo pra Salvadô.

faroldabarra450.jpg

237 comentários

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Ricardo,
linda as fotos mesmo, obrigada por nos brindar com elas.

Todas as vezes que o trabalho me manda para lá (mês passado duas vezes, nada mal rsrs), tiro uma foto deste lugar - lembro da primeira vez que vi há 10 anos - primeiro carnaval em Salvador, ao som de "Todo dia no mar do farol..." (que me perdoem os que detestam axé, mas a música é linda).

Em tempo, o novo Shopping Salvador é muito bonito.

Boas viagens a todos!

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq, eu sou nascida em Salvadô e Bia aprendeu a andar no Farol da Barra, dizia minha mãe wink

Baideuei, eu fiz uma pergunta no post anterior e você ainda não me respondeu, tá avexado ? mrgreen

Ricardo Freire

Já vi sim, Majô. Acho que amanhã eu vou postar a ronda dos blogues -- o serviço acumulou eekops:

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq, será que só eu tive problemas para subir comentários, ou o wordpress tá com problema ? De vez em quando essa página ficava cinza e mudava a formatação das letras e cores, muito esquisito. Essa era a pergunta.

Ricardo Freire

A Liciana também está com problemas, Majô. E teve mais alguém que se queixou que ontem não conseguiu comentar...

Zé Maria
Zé MariaPermalinkResponder

A photo de baixo é esplendorosa.

Marcel Alcantara

Riq! Eu não resisti e acabei pedindo a foto para Carla também. Quando eu nasci meus pais moravam no Edifício Napoli que é bem próximo do Oceania. Moro no Rio desde os 12 anos, mas o Farol continua sendo o meu lugar preferido na cidade amada!

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Riq, e eu pegava carona no mesmo vôo com vc. Devo ter sido baiana na outra vida, pq simplesmente A-D-O-R-O aquela terra. Ai que delicia o vento do Farol da Barra... ai ai...

Eunice
EunicePermalinkResponder

Riq,

Acho que vou providenciar um "Clube dos Tietes do Riq", no Oceania. eek) Agora, estamos na semana dos carurus para Cosme e Damião, mais um bom motivo para o vôo.

Ju
JuPermalinkResponder

Ah, eu tb ia... grin

Carla
CarlaPermalinkResponder

Que fotos lindas essas da minha xará!!! grin Sem exagero, acho que são as mais bonitas que já vi do Farol da Barra...

Rogéria
RogériaPermalinkResponder

Passar o Carnaval em Salvador é uma experiência única, mesmo para quem não se arrisca a correr atrás do trio. Eu, que sou foliã de carteirinha e bato ponto por terras soteropolitanas a todo chamado de Momo, troquei o trio uma noite por um camarote que fica aí, bem no Edifício Oceania. Não podia haver lugar mais perfeito. Sentir a energia das pessoas que passam lá embaixo nos blocos, a brisa do mar abraçando a gente e o Farol maravilhoso, grande e iluminado bem à nossa frente são forças capazes de fazer nossos corações baterem mais do que os tambores do Olodum. Simplesmente emocionante. Agora eu me pergunto: "O que é que a Bahia tem?" Porque só ela pra nos deixar assim em estado de graça...

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Presente! Mais uma superfã de Salvador...eu não sei o que acontece comigo quando estou por lá, parece que eu tô matando as saudades de um lugar querido de muito tempo (e olha que eu só fui conhecer a cidade em 2002!), especialmente quando se começa a descer a avenida da beira-mar, logo depois do Corredor da Vitória e se vê a Cidade Baixa e Alta e a Baía de Todos os Santos, ô paisagem maravilhosa...
Cristina, eu não sou fã de axé, mas parece que fica tocando uma trilha sonora sem parar na minha cabeça, e a principal música é essa que você cometou aí em cima. Deve ser um efeito colateral de quem baixa por aquelas bandas grin
Minha frustração é nunca ter conseguido companhia para passar o Carnaval lá.

Rosa
RosaPermalinkResponder

Duas lacunas que pretendo preencher o quanto antes: carnaval em Salvador (2009) e carnaval em Recife/Olinda (2010), nem que seja só para apreciar com moderação...

Carla
CarlaPermalinkResponder

Oh minha gente, faz assim nao. Eu to aqui quase chorando, o coracao apertadinho.
Tem sete anos que eu moro longe do maior amor da minha vida, e o farol da barra e o simbolo da minha saudade.
To indo em Janeiro, alguem quer fazer um encontro do VnV no lugar com a vista mais bonita da cidade? O bar se chama Barra Vento e da pra olhar o Farol sob a perspectiva da segunda foto, sem o zoom. O lugar e bem turistico, mas o chopp e gelado e o acaraje delicioso.
E ai? Combinado?

Anelise
AnelisePermalinkResponder

Tb quero!!!!!!!
Ai q saudade eu tenho da Bahia.

Minhas passagens para o Carnaval 2008 estão compradas. Minha super companheira de viagem está dando pra trás....começou a namorar....

Acho q podia virar um enquete né Riq? Alguém já ficou na mão com algum companheiro de viagem? E como saiu dessa?
hahahah

Abç a todos

japeres
japeresPermalinkResponder

Caro Ricardo,
Já babei muito com Viaje - que é minha página inicial do navegador no notebook e agora te escrevo às 10:15 e daqui a pouco, às 13:50 estarei embarcando pra lá e claaaaaaaaaaaaaro que tentarei tirar uma foto pelo menos semelhante a essas belezas da Carla. Abraços a todos.

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Quase tinha me esquecido de comentar: a Majô é soteropolitana... Tá explicada a energia da moça grin

SandraM
SandraMPermalinkResponder

E por falar em Salvador...
Há anos fui lá e como já conhecia a Dadá de um festival em SP, não hesitei em provar sua moqueca lá no Pelourinho.
Foi uma das melhores refeições da minha vida.
O problema é q ficou uma dúvida.
A comida dela é boa mesmo ou seria minha admiração pelo local, ingredientes e pela linda pessoa que é??
Será q aqui alguém já teve a mesma q eu tive??
Será q chegaram a mesma conclusão??

Ricardo Freire

Eu adoro todas as moquecas bacanas de Salvadô -- Dadá, Yemanjá, Bargaço... prefiro na Dadá, porque o ambiente sempre é mais pitoresco, esteja onde ela estiver.

Aliás, o único problema da Dadá é esse "onde ela estiver". Ela vive se metendo em sociedades que um dia acabam; quem é de fora nunca sabe exatamente onde ela está... Alguém sabe se ela voltou a ativar o restaurante original, no Alto das Pombas?

Majô
MajôPermalinkResponder

Emília, só nasci lá, vim com 2 anos para o Rio, mas ADORO minha cidade natal. Bia veio com 8 anos, e minha mãe dizia que ela falava um português corretíssimo, "eu já lhe disse", os baianos falam o português corretamente, já no Rio.... Ela falava assim " ó mãe ", beeem cantado. Voltei lá com 24 anos... Amei o jeito baiano de ser, mas eles me diziam "você é muito acélerada ", claro que bem cantado. Bem, você não levava menos de 2 horas para almoçar nos restaurantes rsrs.
Ah, e na ocasião que estive lá com um grupo de amigos, comemos lagostas iguais ao do seu post, na praia com batida de pitanga, djilica smile
Tenho muita vontade de voltar à minha terrinha natal wink

adriana
adrianaPermalinkResponder

Ah... Salvador é um luxo, ne??? Mas esse papo de comida me lembrou uma "dúvida" que há tempos eu queria tirar... Vocês que são habituees podem me dizer quanto sairia mais ou menos um jantar pra dois no Carlota do Rio??

Aniversário de namoro, eu queria dicas charmosas e financeiramente compativeis com o final do mês!!

(Desculpem o off topic mais uma vez...)

Ricardo Freire

Adriana -- com um mix de rolinhos de entrada, dividindo sobremesa e não exagerando no vinho ou nas caipiroskas, acho que sai uns R$ 200 para o casal.

Ricardo Freire

Ops... talvez um pouco mais. Com couvert e 10%, uns R$ 240.

Majô
MajôPermalinkResponder

Falando em comida, adooooro acarajé das baianas de lá, sem pimenta of course. Vatapá, mas não como servem aqui no Rio, só um creme, tem que ser o legítimo com pedaços de peixe e camarões inteiros, flor do azeite de dendê que é comprado no Mercado Mudelo e camarão seco, de preferência de lá também. Quem quiser a rceita eu tenho. Ah e a cocada preta puxa, djilicia.

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq, já que você tá aqui, eu não cobrei nada no e-mail não, só fiz aquela pergunta, e pedi pra você dar uma olhada e dar um oi. :roll:

Ricardo Freire

Ha ha, Majô, eu sei; mas a minha maneira de dizer que vi é postando aqui grin

Majô
MajôPermalinkResponder

intidji, mas não carece não mrgreen

Majô
MajôPermalinkResponder

Adriana
Tem que ser no Leblon ?

Carla
CarlaPermalinkResponder

Majo, querida conterranea, volte la e receba de novo a sua entidade baiana, puxe pela memoria...hehehe! Vatapa com pedacos de peixe e camarao fresco e' coisa mais do sul. La na Dinha, na Cira e em todas as outras baianas de acaraje o vatapa e' so o creme mesmo. O camarao seco vem separado, mas elas colocam tudo dentro do acaraje junto ai fica parecendo a mesma coisa.
Beijocas!

EduardoLuz
EduardoLuzPermalinkResponder

Já que pingou uma pergunta sobre o Carlota-Rio, alguém já foi ao Olympe do Claude Troisgros e como foi a experiência ?

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Gente...eu vou até para de visitar esse post. Pensar em acarajé com essa fome do meio-dia? Hmmm...não dá certo razz
Aliás, alguém tem algum lugar em SP para indicar onde se possa comer um acarajé decente? Às vezes bate aquela vontade doida e não sei para onde correr...

Ricardo Freire

EduLuz, eu gostava mais quando era Troisgros; voltei logo depois que reabriu como Olympe e achei um pouco formal demais. Bom, talvez agora esteja mais condizente com os preços smile

A comida sempre é tudo de bom, claro. Num Marlene x Emilinha com o Laurent, eu sou mais Troisgros.

Agora... no momento, no quesito gastar-uma-nota-pretíssima-pra-comer-no-Rio, acho que pode ser mais divertido ir à Sudbrack...

Caroline®
Caroline®PermalinkResponder

Oba! ConVnVenção em Salvador! Carla-baiana, tô dentro! Pra quando é isso???

Andre      http://andreurso.blogspot.com/

Ola, Ricardo,
O Alto das Pombas virou bar e, por enquanto, até onde sei, nunca é demais desconfiar, ela está "só" com o restaurante no Pelourinho. Ah, esse fim de semana fui a uma ilha lindíssima aqui em Angola chamda Mussulo. É um mix de Boipeba com Ilha dos Frades e uma pontinha de Caribe. Querendo conhecer, pinta lá no blog http://andreurso.blogspot.com/

EduardoLuz
EduardoLuzPermalinkResponder

Caramba, eu sabia que a Roberta Sudbrack estava com tudo mas não imaginava tanto. Se for pela diferença de sites a Emilinha Sudbrack ganha da Marlene Troisgros fácil, fácil ! E o restaurante dela só tem menu degustação. É isto mesmo ?

Ricardo Freire

Ha ha, Edu, a mulher do Troisgros se chama Marlene smile

A Sudbrack só trabalha com menus-degustação, sim; mas no andar de baixo, onde serve no balcão, o cardápio é reduzido e um pouco menos caro.

No andar de cima, é só um mesão (tem uma mesa auxiliar, menor) e um monte de pratinhos. O affair dura umas três horas, e no final ela vem falar com cada um dos comensais. Dá pra alugar ela à vontade, tirar dúvidas, perguntar como se faz...

Ricardo Freire

André, me falaram muito do Mussulo quando estive em Angola. À época não consegui achar nada na internet. Adorei suas fotos... o bar de praia é bem mais charmoso do que eu podia esperar. (Bom, aqueles bares chiques lá da "ilha de Luanda" já são bem bacaninhas....)

ANA
ANAPermalinkResponder

Oi Pessoal;
Vou a muitos lugares bacanas para comer no Rio, mas até agora não achei nenhum que se compare ao Aprazível em Santa Teresa. è tudo de bo, comida, serviço, decoração...e uma vista inimaginável. Quem puder, e não tiver medo de subir o morro...vale a pena.
Quanto à Salvador, também é uma cidade muito querida; vou sempre porque meu marido ( olha a propaganda...) tem uma filial do sebo dele lá. Chama-se BERINJELA e fica na Travessa da Ajuda, bem perto do pelourinho. Aliáis no sebo de lá , que é bem maior do que o daqui, tem um bistro só de comida natural que é bem bacana.

Rogéria
RogériaPermalinkResponder

Emília e Anelise,
Vamos juntar uma turma e sair no bloco VnV pelas ruas no Carnaval de Salvador! "We are the world of Carnaval, we are Bahia..."

Carla
CarlaPermalinkResponder

André, amei o seu blog! Já fui lá e deixei uns comentários... wink

adriana
adrianaPermalinkResponder

Majô,

Não precisa ser no Leblon não!! Carro serve pra isso, né? Aliás, Ana, o Aprazível era o primeirão da lista, mas o aniversário é hoje e eles só abrem de quinta a domingo, não é??

Eu pensei também no Olivier Cozan, mas descobri em cima da hora que meu dignissimo possui lembranças sentimentais com esse restaurante... E o Carlota eu acho que ficou fora do orçamento... Algo em torno de 150, eu acho.

Thanks, pessoal... E, quando será que tem uma ConVnVenção no Rio pra eu me apresentar ??

Majô
MajôPermalinkResponder

Carla conterrânea, esse jeito de preparar o vatapá, minha mãe aprendeu aí em Salvadô :roll: Ela dizia que algumas pessoas serviam frio também, cortando como bolo. Mas, fazia diferença quando alguém trazia para ela a flor do azeite, e o camarão seco também. Outra, o bobó de camarão que comemos aqui, e que por sinal eu adoooro, ela dizia que em Salvadô era bobó de fruta pão. Claro que você não era nascida mrgreen
Acarajé como a das baianas daí, e a cocada preta, mham, mas haja calorias. sad
Tô morrendo de vontade de voltar à terrinha mesmo. Acho que vou trair o Nilo nas próximas férias wink

Eduardo Luz, a Sudback tá mesmo mais up do que o Troisgros.
Marlene Troisgros lol lol lol

baianices
baianicesPermalinkResponder

Gente, eu so chego no Brasil dia 13 de Janeiro. Pelamordedeus, nao vao fazer essa convencao antes disso. A nao ser que tenha uma outra edicao em Janeiro.

Ricardo, o restaurante do Alto das Pombas estava aberto em Março quando fui la. Dada sempre diz que nao abre mao daquele ali, e o unico que sempre foi dela. Se virou bar, Andre, e uma decepcao pra mim. Nao ha nada como comer aquela comida maravilhosa num quintal, feito se a gente estivesse na casa da avo, no interior.

Majô
MajôPermalinkResponder

Adriana,
O Gula Gula de Ipanema é uma gracinha, e acho que cabe nesse orçamento.
Tem também o Mangiamo, no Loft, conhece ? Perto do Condado de Cascais. A comida é boa, o restaurante é bonito, com pé direito alto, e acho que vai caber no seu orçamento também.

Carla baiana
Carla baianaPermalinkResponder

Gente, essa baianices ai de cima sou euzinha, viu?

Majô
MajôPermalinkResponder

Ah, e sobre a conVNVenção no Rio de Janeiro eu topo, é só combinarmos. wink

Andre      http://andreurso.blogspot.com/

Valeu, Ricardo.
Em breve vou colocar mais fotos do Mussulo no site. Apesar de achar que o fotografo não está à altura da beleza do lugar, tenho certeza que dá para ter uma pequena idéia desse paraíso ainda desconhecido para muita gente no Brasil. Carla, valeu pelas palavras. A idéia do blog é ser um ponto de contato com os amigos que ficaram no Brasil e também ajudar a levar um pouco uma outra imagem de Angola e da Africa que não os cliches que estamos acostumados a ver nos jornais. Afinal esse continente é encantador. Caótico muitas vezes, mas surpreendente sempre! Abraços a todos.

Majô
MajôPermalinkResponder

Adriana,
Achei este site que tem fotos do Mangiamo http://www.gastromania.com.br/mostra_entrevista.asp?codigo=8
A Marcela bate um bolão !!
Quem está indo para Barra, fica antes do Downtown, à direita.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Cancelar