Búzios pro Fabio

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

jfinho450.jpg

Depois do feriado -- e num meio de semana -- o Fabio quer ir a Búzios. Vai ser a primeira vez dele por lá, e ele pede dicas.

Eu já adiantei algumas dicas de hospedagem (duas pousadas em conta no centrinho e outras duas na Praia dos Ossos, perto da praia minha favorita, a Azeda).

É impossível não rodar todas as praias numa primeira visita; minhas preferidas são as prainhas no diminutivo (Azeda-Azedinha, Ferradurinha, João Fernandinho) e a praia do Forno. Querendo serviço de bordo, sou mais João Fernandes.

Não deixaria de jantar no Bar do Zé e no Sawasdee. Gosto também dos grelhados da Brigitta's e do Boom, um quilo na rua de trás, a Manoel Turíbio de Farias (para almoçar).

E num dia lindo não deixaria de ir até as Prainhas do Pontal do Atalaia, no Arraial do Cabo.

E você? Que dica buziana tem para dar ao Fabio? Diz aí....

prainhas450.jpg

(Fotos: no alto do post, João Fernandinho; acima desta legenda, Prainhas do Pontal do Atalaia.)

389 comentários

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Tem vários anos que não vou a Búzios, mas eu diria que:
- a praia do Pontal do Atalaia que o Riq indicou é a coisa mais linda que eu já vi na vida.
- Esta época venta bastante em Búzios, até mais ou menos final de setembro, início de outubro. Por isso, para pegar uma praia, anime-se e não saia tão cedo e nem fique até tão tarde, pois é meio friozinho e a água de lá não é como o nordeste.
- Pensando nisso, ponha uma malha na mala. Vc provavelmente irá precisar dela a noite.
- Se alguma moça for com vc, diga para ela esquecer os saltos se for caminhar na Rua das Pedras, é torção na certa.
- E se quiser saber como será o tempo no dia seguinte, vá até a Rua das Pedras, pare em frente a Bee, na esquina e olhe para o mar.
Se a proa dos barcos estiverem apontando para:
- direita: é sol
- esquerda: chuva
- continente: o tempo vai mudar
- oceano: provavelmente não vai virar.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Como é que é ??
Estes teus talentos ocultos vão me enlouquecer Mô !!
ès a " mulher do tempo" enrustida ?
Agora falando sério : isso só vale para Búzios ?

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Precisamos com urgencia um tripadvisor em portugues para
podermos atualizar e dividir as informações.
Olhem só :

http://www.tripadvisor.es/Hotels-g303492-Buzios_State_of_Rio_de_Janeiro-Hotels.html

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Risos...só vale para lá, Sylvia.
Pura observação e papo com os pescadores.
Ah, e tem que ser ali, onde eu falei, não serve qualquer praia.
Mas falando sério, eu realmente deveria ser meteorologista. Quando eu morava no Rio, era batata. Não errava uma única vez.
Aqui em SP é um pouco mais difícil, mas depois de quase 10 anos, ao menos os dias de chuva eu acerto. rs

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Adorei seus talentos meteorológicos, Mô! Vou prestar mucha atenção agora na posição dos barcos...
TAmbém sou fãzona do Pontal do Atalaia e do Brigitta´s. Acho a atmosfera de Búzios uma delícia, sempre.

Rodrigo Varandas

Bar do TAKAKATÁ...
Sinônimo de alegria e diversão, um lugar único, fica na Rua das pedras "CENTRO DE BÚZIOS''. Lá você pode tomar drinques e sucos originais e exóticos, ouvir uma música e dar suco para o PITBULL que fica solto dentro do bar. HAHAHAHAHA!!! e Boa viagem.

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

O pit que andava de bandana ainda tá vivo????? grin
Ou será um primo do original? grin
Porque eu me lembro dele nas minhas temporadas a trabalho por lá, entre 92~96!
E ele era bonzinho demais, todo mundo brincava com ele.
E o Taka era mesmo uma festa....

Majô
MajôPermalinkResponder

Essa é a melhor época para ir a Búzios, dias lindos e sem muvuca. Aliás, ótima época também para vir ao Rio, dias lindos, dá pra ficar na praia o dia inteiro se quiser.
Pra mim, as praias mais bonitas, aliás todas são bonitas, são a Azeda e inha, Ferradura e do Forno.
Agora, preparem o bolso, pois lá é tudo caro.
À noite, como a Mô disse, refresca bastante.
Deve dar um pulo também em Arraial, é lindo.

Ótima viagem Fábio smile

Nelson
NelsonPermalinkResponder

Olá Ricardo, tudo bem?

Eu vou para o guarujá no dia 15/9. Você teria alguma dica de uma boa pousada por lá (principalmente perto da praia das astúrias).

Agradeço desde já,

Fabio Nitschke Gomes

Pô, Riq, brigadão pela vitrine!!! smile De hospedagem, acabei escolhendo a pousada La Chimère - preços razoáveis, parece arrumadinha, e principalmente a localização: me agrada a idéia de dispensar o carro para alguns deslocamentos. Depois eu conto se rolou bem.

Pelo tempo que temos para curtir, acho que vai dar pra visitar todas as praias. E as dicas de bares e restaurantes vão ser valiosas!

Mô, Sylvia, Majô, Mari, Rodrigo... Infalíveis como sempre! Obrigado pelas dicas iniciais. wink

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Puxa, faz tanto tempo que não vou para Búzios...o Satyricon e o Le Streghe ainda estavam abertos :roll: (aliás, uma pena, os dois eram muito bons).
Acho que as minhas favoritas batem com a de todos: Azeda e Azedinha, João Fernandes e Fernandinho e do Forno. Só não sou muito fã de Geribá, apesar de toda a badalação.
Não se esqueça do equipamentinho básico de snorkel, dá para ver uns peixinhos por lá (e águas-vivas também, cuidado!).
Ah, e coma um crepe de banana-chocolate-doce de leite lá no Chez Michou por mim, ok? lol

ANA
ANAPermalinkResponder

Oi Pessoal;
Vou para Búzios dia 21...Tentei a Pousada do Corsário, mas estava lotada. A Pérola apesar de bacana, acho meio claustrofóbica. Vou ficar na Vila Déste no Morro do Humaita. A suite aparentemente é bem bacana e a localização é boa....só espero que eu não sofra com o barulho...Depos eu conto para vcs...A pousada é esta aqui: www.viladeste.com.br
Se alguém a conheçe por favor se pronuncie.
Um abraço

Majô
MajôPermalinkResponder

Ana,

Pelo site parece bacana. wink Boa viagem e aproveite aquela vila linda smile

Fabio Nitschke Gomes

Ana, a Vila D'este veio "assinada" no email da La Chimère quando pedi informações iniciais. Dei uma olhada e gostei do site, das fotos... Me pareceu cuidadosa nos detalhes.

Imagino que possam pertencer aos mesmo donos - e sabe que isso pesou um pouco na minha escolha? Se for isso mesmo, pensei que este cuidado com uma infra mais bacanuda talvez possa "respingar" positivamente na mais simples... wink

De qualquer modo, devo dar um pulo nela pra dar uma olhada. Mas só vou estar de volta muito em cima da sua data (e não sei se vou me conectar antes), acho que não dá pra esperar meu comentário não...

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Fabio, ja fiquei na La Chimere 3 vezes ! EU adoro ! Os quartos nao sao grandes, mas sao bem confortaveis ! O salinha do café da manhã tb é aconchegante e eles te servem à mesa, e vc ainda pode pedir coisinhas que nao venham no menu... de la vc vai a pé pra Azeda e Azedinha.. se quiser ir rm outra praia pega uma "aquataxi" ali na praia dos ossos mesmo ! De noite caminhe até a rua das pedras pela Orla Bardot ! O por do sol é lindo ! Vc vai gostar da pousada (que nem parece pousada, é mais um hotelzinho charmoso !).

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Emília, meus chefes sempre me levavam para almoços intermináveis nesses 2 restaurantes. Eram demais!
Ah, os crepes do Michou.... isso deu saudade mesmo!

Marcia
MarciaPermalinkResponder

Oi pessoal !
Cada vez que vou a Búzios resolvo experimentar um nova pousada, mas de todas a que eu prefiro é a Pousada dos Guardiões http://www.pousadadosguardioes.com.br/ na Ferradura a diária é por volta de 180 reais. O quarto é um conforto ! E o café da manhã tb era muito bom. Ela é bem novinha..acho q tem apenas uns 3 anos.
Outra q tb é bem agradável e bem mais em conta é a Quinta do Lago...
http://www.buziosonline.com.br/quintadolago/
Não ficam na melhor praia, mas o diferencial é que ambas são bem novas.

Vale conferir os sites...

Qto a restaurante...sugiro para o almoço o Bananaland (Grastonomia a quilo....a comida é uma delícia e as sobremesas de banana tb !)

Abs!

Ricardo Freire

Ana,

Modéstia às favas, eu fui o primeiro a badalar a Vila d'Este lol Ela está na categoria Favoritas no capítulo Búzios do Freire's de papel...

O Morro do Humaitá sempre foi o meu local preferido em Búzios: dá para ir caminhando à Rua das Pedras e à Azeda, o estacionamento é fácil, sair e chegar de carro também. Das pousadas com vista, não gostei do El Cazar (achei pretensiosa e levemente cafona; mas foi há muito tempo, pode ter mudado), gostei muito da Casas Brancas (ainda na sua fase modesta, antes de ganhar um banho de loja e entrar para o circuito lua-de-mel-de-gringo), e achei a Byblos assim-assim -- mas a Vila d'Este me conquistou de cara. De lá (2001) pra cá ela esteve um tempo dentro da rede Othon (!!!!), mas depois saiu. Não sabia dessa ligação com a La Chimère.

O Morro do Humaitá só deixou de ser perfeito por causa da expansão da Orla Bardot e da instalação de um complexo bar-restaurante-boate praticamente ao pé do morro. Mas eu não tenho base concreta para criticar; nunca me hospedei lá num dia em que a boate funcionasse. Se você ficar na noite de sábado, você relata pra gente a experiência? Obrigado!

Ricardo Freire

Marcia, não consigo gostar da Ferradura como localização. Não curto muito a praia (é linda, mas em Búzios a concorrência é mais dura, he he) e sobretudo a ocupação. Esse layout meio loteamento é bacana quando você tem uma casa, mas para me hospedar... mas, enfim, é uma implicância, eu sei. A praia tem pousadas ótimas. Essas duas eu não conheço, e já tinha ouvido falar superbem da Quinta do Lago; já visitei a Pedra da Laguna e é charmosíssima.

Ricardo Freire

Quanto ao Pérola: concordo com a Ana. Acho os quartos charmosos, o ambiente bacana, a localização ótima, e a solução arquitetônica simplesmente genial (para quem não sabe: o lugar era um shoppingzinho colado à Rua das Pedras que não deu certo e foi transformado em hotel).

Só que esse layout sem vista, com uma piscina cercada de quartos por todos os lados, não combina com hotel de luxo. Eu não consigo me ver naquela piscina de dia tomando sol e caipiroskas. (De noite é outro papo.) Se ele fosse apenas um hotel básico-descoladão-moderninho, com preços mais em conta, seria perfeito.

Ricardo Freire

Rodrigo, da última vez que estive em Búzios (primeiro semestre do ano passado), o Takakatá, ou seja lá como se chame (eu sempre tenho a tendência de dizer Takanakatakatá...) estava fechado; achei até que estivesse desativado.

Alguém esteve recentemente em Búzios e viu o bar funcionando?

(De qualquer maneira, esse negócio de se postar na porta e esperar que o cara te olhe pela camerinha e te aceite no bar n-ã-o é c-o-m-i-g-o. Nem tento. Detesto...)

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Riq, eu não sabia dessa do Takakaakkaakakananatatakaka.
Mas como eu disse, meu período buzianossauro é jurássico e tem anos que não vou.
Concordo com vc que isso é O porre.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Para atualizar o assunto destes dois ultimos posts , vcs sabem que eu
estava gozando quando falei que meu programa predileto era essa
indiada de ficar na porta né ?
Faltou uma carinha( que não existe-ainda) de gozação ..

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Mô, jantar em uma noite bonita, na varanda do Le Streghe...não tem preço (messsmo, já que ele não existe mais).
Riq, já fiquei no El Cazar, mas achei meio velhusco. A localização é ótima, a vista, maravilhosa.

Ricardo Freire

Eu tive a mesma impressão, Emília. E naquela época ele era o top de todos os guias...

Ricardo Freire

Nelson, eu sou uma das três maiores desautoridades em Guarujá! Não entendo quase nada -- e nem sei onde fica a praia das Astúrias.

Para você ver o tamanho da encrenca, eu só conhecia a Enseada; só no ano passado fui ver Pitangueiras. (E sabe que eu achei bem engraçado, fora de temporada?)

Mesmo assim meio totalmente sem-noção, eu confesso que fui com a cara do hotel Ferraretto, em Pitangueiras. (Mas não subi no quarto.)

http://www.ferrarettohotel.com.br/

Majô
MajôPermalinkResponder

Riq,
Você não tá com sono e confundiu com o restaurante Tanaka ? :roll:

Fabio Nitschke Gomes

Riq, esta "ligação" do Vila d'Este com o La Chimère é especulação minha, porque ambos assinam o email... (Mas pode ser só uma mesma "central de reservas"...)

Marcia: Quinta do Lago entrou na minha lista inicial porque já foi citada em matérias de turismo, mas acabei descartando pela localização. (Ok, não conheço nada por lá, mas preferi algo mais perto do "centrinho"...) wink

Dos preços, a La Chimère está com uma promoção "de inverno" (e para pagamento adiantado) que a deixou na mesma faixa da Quinta do Lago - e daí, a julgar pelos sites, também me pareceu melhor no custo/benefício.

Aliás, estes eventuais descontos têm sido um "plus a mais" pra viajar fora de temporada... No primeiro semestre a gente já se deu bem em Visconde de Mauá: na pousada Tijupá, na baixa e durante a semana, os chalés saem por UM TERÇO do preço dos finais de semana da alta.

leandro
leandroPermalinkResponder

Se estiver bonito o dia e quiser dar uma escapadinha de Búzios, a praia da Ilha de Cabo Frio (bem em frente ao Pontal do Atalaia) é a mais bonita que conheço no Rio e até hoje me arrependo de não ter levado máquina (só se chega por passeio de barco), se não quiser entrar em barco fique no Pontal do Atalaia mesmo, excelente sugestão do Riq e da Mô, só espero que não esteja tão lotada como eu peguei em janeiro de 2006, para estacionar foi um pandemônio depois de comer poeira numa estradinha esburacada. Existe uma estação meteorológica com dados na internet em tempo real de Arraial do Cabo, pelo que vi hoje as rajadas de vento tem variado entre 30 e 60km/h na parte da tarde, e a temperatura do ar ficou entre 21ºC e 23ºC a maior parte do tempo nos últimos dias, mas talvez chegue até picos de 25ºC no feriado e semana que vem. Tanto Búzios como Arraial são pontas, por isso venta bastante e não faz calor, a vantagem de Buzios é o que o relevo acidentado abriga várias praias do vento, mas as melhores praias de Búzios perdem em beleza para as melhores de Arraial.

ANA
ANAPermalinkResponder

Eu espero que realmente eu tenha sorte e não pegue um dia daqueles de badalação na orla bardot.
Na verdade a pousada (Vila Déste) chamou a minha atenção por ser pequena- o que pode ser bom e ruim- uma vez que os quartos parecem muito próximos e instalados nos arredores das 2 piscinas ( se eu não der sorte de coabitar com hospedes bem educados, certamente terei problemas com barulhos). De toda forma a pousada me pareceu bem clean, de bom gosto e bem cuidada. Quando chegar prometo relatório completo. Abraço a todos.

Nelson Biagio Junior

Obrigado, Ricardo.

Sei que há um sofitel lá no guarujá, mas está sem vagas para esse período...

Abraços,

Ricardo Freire

Eu visitei o Sofitel do Guarujá no finzinho das obras e achei bem simpático. Nessa faixa dos supercaros, o Casa Grande, na praia da Enseada, é muito bom; já me hospedei e gostei bastante. Mas tirando os cinco-estrelas, nunca entrei em outros hotéis na ilha.

Ricardo Freire

Emília, que eu saiba o Satyricon de Búzios não fechou, não; apenas passou por reformas e hoje divide o espaço com a pizzaria Capricciosa, que é do mesmo grupo. As duas casas continuam listadas nos sites dos restaurantes ( http://www.satyricon.com.br e http://www.capricciosa.com.br ).

Ou fechou recentemente e eu não estou sabendo?

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Sawasdee, restaurante tailândes! (Quer dizer, acho que ainda existe).

Ingrid
IngridPermalinkResponder

Olá,

Só pra começar o post: eu sei que Búzios no feriado é completamente diferente de Búzios em qq outra época do ano... Mas enfim...

Acabei de chegar do feriado em BZ (afinal.. eu adoro uma muvuca). Já fui inúmeras vezes pra lá e desta vez fui dar uma passada nas praias Azeda e Azedinha. Uma dica é quando estacionar ali na praia dos Ossos, não pegue o taxi (ou aquataxi sei lá)... R$4,00 por pessoa para um trajeto de 5 minutos. Não vale a pena mesmo...

Chegando nessas praias, já q era feriado, tava igual piscinão de Ramos... lotado e, como a praia é mínima com uma faixa de areia tão pequena quanto... lógico q não deu pra ficar por lá. Mas nessas praias tem até 'garçons' que oferecem de tudo e falam até 'inglês'.. hahaha...

Um praia Gostosinha de ir é a Tartaruga.. o mesmo esquema da Azeda e azedinha (uma micro faixa de areia concetrando todas as pessoas), mas tem um restaurante gostosinho... dá pra ir no final da tarde e almoçar lá.

Ahh outra dica que já foi falado aqui antes... Leve um casaquinho, afinal BZ venta demais e depois de todo sol que vc vai pegar de dia (aquela insolação básica), vai sentir um friosinho a noite.

ANA
ANAPermalinkResponder

Pessoal;
Acabei de chegar da Vila Déste em Búzios. Recomendadíssima.
O serviço é impecável, com direito à arrumação do quarto toda vez que vc sai para dar uma voltinha. O café da manhã é uma delicia e o visual dispensa comentários.
Ficamos na suite master. É cara, mas para mim, valeu cada centavo.
Tem uma jacuzzi na varanda (coberta, mas bate sol a tarde), que mais parece uma piscina com uma vista deslumbrante e um por do sol de tirar o fôlego. O quarto é de super bom gosto, amplo e com um ótimo chuveiro.
O barulho da orla Bardot não incomodou em nada porque os quartos têm janela anti-ruido.
Bem, se tivesse com muito custo que fazer críticas diria que:
1) falta um estacionamento;
2) o chão da suite está um pouco velho em comparação com os móveis e a decoração em geral; podiam trocar;
3)Acho meio inconcebível que uma pousada desse nível e com esse valor de diária não tenha TV a cabo.
Mas gente, não imagino lugar melhor para ficar em Búzios. Tudo de bom, vale a pena conferir.
Abraços a todos.

Ricardo Freire

Ótima notícia da janela anti-ruído, Ana!

Quanto à falta de TV a cabo, poderia ser pior: na vizinha Casas Brancas -- pelo menos da última vez que eu me hospedei -- a TV, de 14 polegadas (!), ficava desligada e guardada no armário (!!). Se você quisesse ver, tinha que pedir pro pessoal botar o aparelho em cima da mesinha...

ANA
ANAPermalinkResponder

Pois é Ricardo...é o fim da picada não?
Mas realmente é 10 a Vila Déste.
Não ouvi absolutamente nada.
Um abraço.

Majô
MajôPermalinkResponder

Ana,
Quanto você pagou a diária ?

Queria saber onde vendem janela anti-ruido. wink

ANA
ANAPermalinkResponder

Majô;
Paguei R$900,00 e no fim de semana eles exigem mínimo de 2 diárias...
Foi uma extravagância, mas valeu a pena....Olha depois no site www.viladeste.com.br a suite master para vc ter uma idéia.Super bom gosto e uma vista deslumbrante.
A janela anti-ruído, ao menos para mim que sofro de insônia, foi fundamental.
Nas vezes em que fui à varanda de madrugada, percebi que seria bem complicado dormir sem ela...
bjos.

ANA
ANAPermalinkResponder

PS: Devo ter dado azar, mas a comida do Bar do Zé dessa vez deixou muito a desejar....Erraram na mão feio....comida fria e com excesso de tempero. Fiquei com mal estar por todo dia seguinte.....
Na rua de trás fui em um restaurante simples, mas a comida estava ótima e super barata: Restaurante do David.
Ah e como sempre os pasteizinhos de camarão do Bar dos Pescadores em Manguinhos. Infelizmente pelo que percebi estão dando uma elitizada e banho de loja naquilo lá, que em bem pouco tempo vai deixar de ser meu "pé sujo" favorito. Uma pena.

Majô
MajôPermalinkResponder

Ana, que vista hem !!! Olhei o site, a pousada é bacanérrima mesmo. Aquela hidro com aquela vista, uau !! Você não vai esquecer nunca, né mesmo ? wink

Fabio Nitschke Gomes

Eu e a Mel estivemos em Búzios de 10 a 14 de setembro, 8h de carro a partir de São Paulo, propositalmente após o feriado para fugir da bagunça – a idéia era mesmo descansar, então dava pra abrir mão do famoso agito local, indo durante a semana e fora de temporada. (E sabe que, depois de pegarmos Visconde de Mauá praticamente deserta em condições semelhantes, Búzios estava mais movimentada que a gente imaginava?)

Escolhemos ficar na La Chimère (www.lachimere.com.br), que descobri ser do mesmo dono da bacanuda Vila d’Este (www.viladeste.com.br), ambas hoje sob controle dos filhos. Mas este parentesco “nobre” não evitou algumas escorregadas... Primeiro, meu email perguntando sobre estacionamento não foi respondido (não tem, o que não foi um problema nesta época, mas deve ser um pepino em alta temporada).

Ao check-in descobrimos que a pousada estava passando por uma grande reforma, mas nos disseram que os trabalhos só ocorriam depois que todos os hóspedes saíam para passear. Lenda: o café da manhã já era ao som das maquininhas de cortar azulejo... E logo na chegada percebemos que a cama parecia ruim (ou quebrada), e a janela do banheiro dava pro corredor de acesso, então perguntamos se havia possibilidade de trocar de quarto. A pousada estava praticamente vazia e o funcionário se prontificou a perguntar ao gerente, mas a resposta não chegou até hoje. Resultado: atravessei quatro noites meio mal dormidas (mas a Mel não se incomodou).

Ressalvas feitas, a pousada tem instalações simpáticas, bom café da manhã, ambiente agradável e até uma piscininha espremida, muito mais cenográfica que utilizável. A localização é bem boa: a poucos minutos da praia Azeda/Azedinha, e com uma caminhada alcança-se pra um lado a praia de João Fernandes e pro outro a Rua das Pedras, atravessando tranqüilamente a Orla Bardot.

Búzios oferece um extenso cardápio de praias, umas mais bonitas que outras, e de brinde vários points para um belo pôr-do-sol. O litoral entrecortado cria reentrâncias, baías, enseadas, cada uma com uma característica e “tempero” próprio, convidando à exploração. E fora de temporada o deslocamento entre elas é bem tranqüilo, permitindo migrar de uma a outra no correr do dia.

Nossa praia preferida foi a João Fernandinho, à qual reincidimos duas vezes: “protegida” pela encosta e pelas pedras, árvores que oferecem uma sombra amigável, um ambiente que se torna mágico ao pôr-do-sol... E ainda o serviço de primeira dos criativos bares, montados em barcos de pescadores sobre a areia. Do pioneiro bar(quinho) do meio, ali há 25 anos, saem caipirinhas caprichadas e água de coco sempre no ponto, além de cadeiras (reclináveis) para atravessar o dia.

Os dias estavam bem bacanas, com muito sol, o calor amenizado por ventos fortes e constantes. Deu praia todos os dias, mas à sombra às vezes pedia um casaquinho leve... O chato é que o mar estava sempre “batido”, desconvidando para passeios de barco e prejudicando muito a visibilidade nos mergulhos. As temperaturas caíam bem ao fim da tarde, quando já se via casais encapotados caminhando pela orla, e as noites exigiam traje completo – cheguei a ver uma menina usando cachecol, mas também não era pra tanto.

O movimento nas praias estava num ponto ideal, nem desertas nem muvuca, e a densidade de argentinos era maior do que em réveillon no Puerto Madero: o vendedor de sorvetes passa oferecendo “helados” e qualquer comerciante precisa gastar o portunhol para defender o aluguel. Com a proximidade do fim-de-semana, o movimento vai aumentando e uma leva de ambulantes sai das tocas pra invadir as areias.

E flanelinhas invadem as ruas... Na última noite acabamos sofrendo com um destes: ao parar o carro numa travessa semi-deserta, próxima à praça, o “guardador” já entrou na canela: “a gente tá recebendo adiantado pelo estacionamento”. Inconformados com o despropósito, fomos obrigados a procurar outra vaga... E reclamar pra quem, se mesmo em frente da delegacia vizinha tinha carros estacionados sobre a calçada? (Aliás, infelizmente um traço tão característico dos cariocas quanto os R e S marcados...) O achaque nos tirou completamente o humor e abortamos o jantar programado no Sawasdee (www.sawasdee.com.br), sobrando um certo sabor amargo pelo resto da noite. sad

Falando em trânsito, abre parênteses: o ponto de taxi na praça é uma peça de humor involuntário... Fiquei imaginando todos os taxistas em reunião pra decidir como chamariam mais atenção ao seu ponto (como se houvesse concorrência e já não bastasse cercarem a praça com uma interminável fila de carros). E vinham as sugestões: uma placa bem grande, claro... Bem alta, uns 5 ou 7 metros... Se der, sobre a rua pra ficar ainda mais visível... E muito bem iluminada... Ah, com umas luzinhas azuis em volta... Isso, e com uma luzinha piscando na ponta... E que tal um slogan do tipo “taxi é legal”?... Bem, parece que juntaram todas as sugestões e a placa está lá, esperando algum surto de bom senso da prefeitura para que se ponha abaixo tão descabido monumento. Fecha parênteses.

Para espairecer, preferimos bater perna e curtir as lojinhas de moda e design da Rua das Pedras e arredores, programa obrigatório, de onde destaco o belíssimo trabalho de resina da Sobral (www.rsobral.com.br).

Uma das vantagens desta época é que é possível escolher onde e o quê você quer comer: como as praias, todos os restaurantes têm lugares à disposição – mas alguns também estão às moscas, o que não é legal, a não ser que você não se importe em dividir o restaurante somente com os garçons. (Pra mim não rola, sempre acho que o forno vai estar desligado e que precisarão acordar o cozinheiro...)

Numa cidade com tantas opções atraentes (pela qualidade, não pelos preços), chama a atenção o forte movimento nos restaurantes por quilo: além do Boom (www.boombuzios.com.br), o Buzin (www.buzin.com.br) também é uma referência. Mesmo que chamar de “gastronomia” soe pretensioso para ambos e com o quilo a R$ 40, o buffet correto, ambiente agradável e atendimento esforçado podem justificar a preferência. Arrisco um palpite: um restaurante destes que migre para ganhar vista pro mar pode se tornar imbatível...

Ainda no quesito comida, os crepes do Chez Michou... Ícone do local (na verdade, quase um clichê), sempre movimentado, foi destino certo para as sobremesas, com o já saudoso crepe de banana com calda de chocolate e sorvete.

No fim das contas, valeu muito a pena! Búzios coleciona um diferenciado conjunto de boas praias e infra robusta (hospedagem, restaurantes, passeios, lojas...), mas mantêm sua aura de muito charme e personalidade. No fim não visitamos todas as praias, nem esticamos até Arraial do Cabo, mas nada disso prejudicou o resultado: passar uns dias em Búzios (e terminar com o final de semana no Rio de Janeiro) é uma excelente pedida para uma semana de férias. Voltamos pra casa com um agradável gostinho de “quero mais” e com a impressão de que repetir a dose é só uma questão de tempo. wink

Ricardo Freire

Obrigadíssimo, Fabio!

Putz, eu podia ter te falado da reforma da La Chimère... mas como ela já estava em reforma no primeiro semestre DO ANO PASSADO, já dava pra se esperar que tivesse acabado, né? shock

Que diferença da relação entre praias e restaurantes, né? Queremos as praias vazias, mas de restaurantes vazios queremos distância lol Mas acho que vocês fizeram certinho: deixar o restaurante para ver na hora e não pegar um que esteja às moscas.

Essa incomodação com estacionamento no centro é que é chatíssima. Ficando onde vocês ficaram nos Ossos dá preguiça de ir a pé até a Rua das Pedras, mas eu iria só para poupar a encheção flanelística...

Fabio Nitschke Gomes

Bom, Riq, ninguém é obrigado a adivinhar se uma pousada está em reforma ou não, né? smile Tema espinhoso (pra eles), porque toda instalação precisa mesmo de manutenção/renovação... Mas se é complicado pra pousada fechar totalmente pra reforma, pior é importunar os hóspedes com ela, não?

Eu acho, primeiro, que a pousada deveria avisar com antecedência, e não deixar como "surpresa de boas-vindas". Deveria também se comprometer com os horários, respeitando (e priorizando) os hóspedes. Por fim, se você aceitou as restrições e foi em frente, deveria, a título de compensação ou desculpas, receber algum desconto ou contrapartida - afinal, na prática, não é possível permanecer na pousada durante o dia. Algo assim como os que fazem "soft opening"... (Infelizmente nehuma destas opções ocorreu a eles, nem sequer um pedido de desculpas pelo inconveniente. Ruim, né?)

Dos restaurantes, concordo contigo! smile Nestes casos, de turma é mais fácil que casal, acho que isso pega menos...

Do embate flanelístico, pensei a mesma coisa: "por que não viemos à pé?". Sem dúvida teria sido muito melhor, fora que caminhar na orla já é, em si, parte do programa...

Mas eu vou além e discuto a necessidade/viabilidade de ir de carro pra Búzios, em geral. (Pelos poucos relatos que ouvi, em alta temporada deve ser algo próximo de um retrato do inferno!) Sei que chegar lá é um certo problema, mas depois daria pra contar com as inúmeras vans que cruzam as ruas a todo momento...

Além disso, ficando nos Ossos dá pra encarar a pé da Rua das Pedras até João Fernandinho, numa boa. Fora que a orla ficaria ainda mais agradável sem veículos barulhentos jogando fumaça enquanto você assiste ao pôr-do-sol... wink

Ricardo Freire

Fabio, a reclamação é justíssima. (E eu com receio do barulho da Orla Bardot...)

Quanto a carro em Búzios, acho que:

1) é fundamental (pra ter liberdade de escolha de praia)

2) deve ser usado com total moderação (pelos problemas de estacionamento).

Fabio Nitschke Gomes

Concordo 100%! É o ponto de equilíbrio para lá.

Mas que não deixei de lembrar da tua definição de carro como uma "malona de quatro rodas"... grin

SandraM
SandraMPermalinkResponder

Caramba!!!Não tinha visto este post antes.
Vai pro meu favoritos!
Bjs,

GiraMundo com Jorge Bernardes

Eu não conheço Búzios, mas agora já sei que se eu for lá, eu vou ficar fora do centro, vou levar um carro e vou separar uma verba para ir jantar de táxi toda noite smile

Ricardo Freire

Jorge, o melhor é ficar instalado a uma distância do Centro que você possa vencer a pé, à noite. As pousadas do Morro do Humaitá cumprem esse quesito à perfeição -- mas é preciso perguntar por vidros anti-ruído. Se você não fizer questão de vista, o hotel Pérola Búzios também é logisticamente perfeito -- está longe do barulho, mas ao lado da Rua das Pedras. A melhor localização de todas é essa da Praia dos Ossos, onde ficou o Fabio -- desde que você se anime a caminhar 20 min. todas as noites.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar