Desrespeito é ruim e a gente não gosta

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

A Karinissima deixou esta mensagem numa caixa de comentários; achei que merecia o destaque.

Aproveitando o gancho de companhias aéreas, vou fazer um comentário off-topic mas que me emp*t*ceu e melou o começo do meu feriado! Comprei uma passagem pela OCEAN AIR para voar Congonhas-Galeão na manhã do 7 de setembro. Comprei o bilhete via internet, não havia nenhuma indicação de codeshare com nenhuma companhia aérea. Fiz o check in na Ocean Air e fui para o embarque. E cadê meu vôo na telinha das televisões com saídas e chegadas?

Espero. Espero. Espeeeero.

Então anunciam que vou voar de BRA e que o vôo está super atrasado. Vejam só que delícia. Economizei alguns reais e deixei de voar TAM para prestigiar a Ocean Air (sobre a qual ouvi falar muito bem) e sou enfiada num avião caindo aos pedaços da BRA sem ser avisada previamente?

Enfim, a viagem foi um lixo. Não jogam nem um amendoim para os passageiros e nunca vi poltronas tão apertadas. Não havia nenhum empregado da Ocean Air disponível para esclarecimentos, apenas uma atendente da BRA que me deu um formulário de reclamações.  sad  É brincadeira, né?

Achou pouco? Então leia esse depoimento da Dani Velloso:

Comprei há quase dois meses pacote pra Buenos Aires voando Varig e há coisa de duas semanas antes do feriado, a Varig anuncia que está proibida de voar para Buenos. Quase morri do coração, mas contactei imediatamente a agência que me garantiu que todos estariam sendo realocados.

Pois bem! Tive que esperar até a véspera da viagem para ser comunicada de que fomos alocados NA IDA num vôo da TAM, quase o mesmo horário do da Varig. E a volta? Só saberíamos lá em Buenos…. OK OK

Chegamos 3 horas antes para embarcar no vôo da TAM que somente ao chegarmos no aeroporto, descobrimos que este vôo faria escala em Campinas e conexão em Curitiba. Bom, já estamos aqui vambora!

Aí vem a melhor parte: o avião, ou melhor, a manete sei lá das quantas do avião quebrou quando pousamos em Campinas; ficamos 2 horas parados dentro do avião aguardando a manutenção e suposta tentativa de conserto e claro, sem sucesso. Nos fizeram descer e nessas alturas, nossa conexão em Curitiba para Buenos Aires foi pro espaço!!!!

Depois de muita confusão no aeroporto de Viracopos, sem informação dos funcionários da TAM, gritaria por parte dos passageiros, a fome, o cansaço e o desgaste, nos levaram em um ônibus da TAM para um hotel próximo ao aeroporto. Isso já eram 1 da manhã!!!

Dormimos, ou melhor, cochilamos em Viracopos pois às 6 da manhã, um ônibus da TAM nos pegou no hotel para nos levar a Guarulhos!!!!!! Pois somente de lá, às 10:30 da manhã, sairia um vôo para Buenos Aires. Conclusão: chegada em Buenos as 5 da tarde do dia seguinte e um dia inteiro de pacote perdido….

A volta??? Sem passagem na mão, somente localizadores GOL que nos passaram por telefone. Madrugamos no aeroporto e nos deparamos com uma fila enooooooooooorme de pessoas que haviam dormido lá e estavam em situação igual ou pior do que a nossa, pois nem localizadores tinham. O jeito foi “dar uma furada na fila de leve”, aliás fila nem tinha, foi mesmo gritar um pouco mais alto para ser atendido, endossar as passagens VARIG para GOL e conseguir finalmente embarcar para o Rio de volta!

E os outros? Ninguém mais embarcou! Quem deu “sorte” (?!) teve que dormir em Florianópolis e só voltar no dia seguinte….

O que me resta? Juizado de pequenas causas? Contra a Varig? Tam? Gol? Agência? Vou atirar para todos os lados….

E tem mais: viajar com esta crise, nunca mais!!!

Eita! Mas acho que a história mais triste deste feriado é a da Carla2:

Bom, comigo foi assim no feriado: compramos um pacote com vôo, hotel e translado em BSAS. Para aproveitar ao máximo o feriado, escolhemos viajar na quinta as 8:30 e retornar no domingo as 16:30. Poucos dias antes do embarque, nos comunicaram que nossos vôos haviam sido cancelados ( o de ida e o de volta) e estávamos nas listas de espera!! Acabaram confirmando o vôo da ida as 12:30 e da volta as 11:40. Conclusão: o Vôo da ida atrasou 5 horas (no momento do check-in já recebemos um voucher para almoço), e acabamos chegando em Bs As as 23:30. O vôo da volta saiu no horário, mas foi BsAs - Santiago - SP. Conclusão: nos dias de viagem, quando planejamos ter uma tarde, uma noite e uma manhã para passear, passamos em aeroportos. Mas o melhor do desrespeito foi chegar em BsAs e não ter o tal transfer, ligar para o numero de lá e ninguem atender, até que alguém de lá disse para pegarmos um táxi e depois pedir reembolso… Mas depois de uns berros apareceu um transfer uns 40 min depois…

67 comentários

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Bom, tem tudo a ver com os posts que o Rodrigo anda colocando ultimamente... desrespeito agora parece que virou moda para a maioria das companhias aéreas. sad
Agora, Kariníssima, tenho que te pedir desculpas... porque eu não consegui me controlar e ri no seu texto emp*t*c*do. Até soltando fogo pelas ventas vc é engraçada... :roll:

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Um dia, se o pais se arrumar, teremos concorrência: Bem vindas Virigin, Lan Chile, Jet Blue, e outras que procuram servir bem seus passegeiros. Enquanto isto ficamos com estes desrespeitos, e outros muito mais graves, que foram fatais...

Ps... A Varig assumiu a divida dos terminais da "antiga" no exterior para poder voar. Já os funcionários aqui ficaram a ver navios...

Indeinzação para os que morrerram em acidentes: Nada!! Mas, as empresas já receberam os valores dos seguros, e por incrivel e imoral que seja, estão lucrando com estas mortes!!!

Majô
MajôPermalinkResponder

Kariníssima, imagino sua ira. Elas estão deitando e rolando.
A Gol por exemplo tirou a cozinha dos aviões para colocar poltronas.... :roll:

Dani Velloso
Dani VellosoPermalinkResponder

Ih então se preparem que lá vem a minha história do feriado.... Eu pensava, como muitos, que só acontecia na televisão, sabem bem né?

Comprei há quase dois meses pacote pra Buenos Aires voando Varig e há coisa de duas semanas antes do feriado, a Varig anuncia que está proibida de voar para Buenos. Quase morri do coração, mas contactei imediatamente a agência que me garantiu que todos estariam sendo realocados.

Pois bem! Tive que esperar até a véspera da viagem para ser comunicada de que fomos alocados NA IDA num vôo da TAM, quase o mesmo horário do da Varig. E a volta? Só saberíamos lá em Buenos.... OK OK

Chegamos 3 horas antes para embarcar no vôo da TAM que somente ao chegarmos no aeroporto, descobrimos que este vôo faria escala em Campinas e conexão em Curitiba. Bom, já estamos aqui vambora!

Aí vem a melhor parte: o avião, ou melhor, a manete sei lá das quantas do avião quebrou quando pousamos em Campinas; ficamos 2 horas parados dentro do avião aguardando a manutenção e suposta tentativa de conserto e claro, sem sucesso. Nos fizeram descer e nessas alturas, nossa conexão em Curitiba para Buenos Aires foi pro espaço!!!!

Depois de muita confusão no aeroporto de Viracopos, sem informação dos funcionários da TAM, gritaria por parte dos passageiros, a fome, o cansaço e o desgaste, nos levaram em um ônibus da TAM para um hotel próximo ao aeroporto. Isso já eram 1 da manhã!!!

Dormimos, ou melhor, cochilamos em Viracopos pois às 6 da manhã, um ônibus da TAM nos pegou no hotel para nos levar a Guarulhos!!!!!! Pois somente de lá, às 10:30 da manhã, sairia um vôo para Buenos Aires. Conclusão: chegada em Buenos as 5 da tarde do dia seguinte e um dia inteiro de pacote perdido....

A volta??? Sem passagem na mão, somente localizadores GOL que nos passaram por telefone. Madrugamos no aeroporto e nos deparamos com uma fila enooooooooooorme de pessoas que haviam dormido lá e estavam em situação igual ou pior do que a nossa, pois nem localizadores tinham. O jeito foi "dar uma furada na fila de leve", aliás fila nem tinha, foi mesmo gritar um pouco mais alto para ser atendido, endossar as passagens VARIG para GOL e conseguir finalmente embarcar para o Rio de volta!

E os outros? Ninguém mais embarcou! Quem deu "sorte" (?!) teve que dormir em Florianópolis e só voltar no dia seguinte....

O que me resta? Juizado de pequenas causas? Contra a Varig? Tam? Gol? Agência? Vou atirar para todos os lados....

E tem mais: viajar com esta crise, nunca mais!!!

Marc
MarcPermalinkResponder

Já voei de Ocean Air e fui bem atendido (por sorte ! já ouvi relatos de mal atendimento) era um Fokker 100 com mais espaço entre as poltronas . Eu acho que hoje em dia somos tratados como " Mais um passageiro " ou seja as empresas não se preocupam com os seus clientes e sim em faturar cada vez mais .

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Dani

Processe, pois vale a pena!

Dani Velloso
Dani VellosoPermalinkResponder

Riq, obrigada por compartilhar a minha indignação.... Afinal somos tripulantes nas alegrias e também nas "tristezas" das viagens.... smile

GiraMundo com Jorge Bernardes

Karinissima, eu tenho um advogado pra te indicar: o Ernesto. smile
Você vai ficar rica e vai voar só de jatinho.... smile

Tamara
TamaraPermalinkResponder

Eu tinha passagens pela Varig tbm. Uns 5 dias antes, um funcionário da empresa me liga dizendo que meu vôo tinha sido transferido para a Gol.
Meu vôo pela Varig seria direto. O novo eu teria q sair do Galeão, pousar em Congonhas ( medo!!), de lá pegar um ônibus da Gol para Guarulhos, e só assim um vôo para Buenos Aires com escala em Curitiba. Eu ri da cara do atendente e pedi meu reembolso na hora. Adiei a viagem por 3 dias, avisei a empresa em que tinha alugado um apê, e comprei as passagens pela Aerolineas. Vôo direto, sem atrasos e sem problemas.

Patsy
PatsyPermalinkResponder

Eu já voei de Ocean Air e gostei muito, mas foi antes dessa crise toda, e fiquei sabendo que a Ocean Air comprou a Avianca.

Essa história da Karinissima e da Dani foram complicadas e de um desrespeito total, é bem o que disseram parece coisa que só acontece na tv mas pode acontecer conosco.

Eu viajei de carro mesmo e tinha me esquecido como é horrível em feriado, levei 4 horas para um percurso que levo 1:30h. Uma loucura!

Marcio
MarcioPermalinkResponder

O négocio é geral.
Melhor coisa é viajar de ônibus e torcer para um dia ter trem para todo lugar.

Entrem na justiça!!! pode demorar anos, mas vale a pena!

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Recentemente viajei de LanChile, e me surpreendi. É uma companhia das mais organizadas, com atendimento 100%, serviço de bordo nota mil, mais de 60 filmes pra escolher durante o vôo, e quando soube que iria atrasar um pouco (coisa de 2 horas), recebi uma sms no meu celular avisando. Se não bastasse, abri o note e ali no meu e-mail tbm constava um aviso deles avisando do ocorrido, e dando prazo final para a espera. Em seguida, voei tranquilamente, depois de saber quanto tempo esperaria, e me ocorreu o seguinte: a pior coisa do mundo foi a Lan não ter conseguido comprar a Varig. Aaahh, como seria bom, organizado, moderno e com excelência de atendimento...

Flavia Penido
Flavia PenidoPermalinkResponder

Ano passado no feriado de 07 de setembro em Ilhéus tb tive esse perrengue. E a Gol, achando que estava sendo "magnânima", deu uma "ótima solução": de Ilhéus, a gente pegava um ônibus para Salvador, e de lá, no fim do dia seguinte, a gente voltava.
Pasmem vcs, a maioria dos passageiros TOPOU uma viagem de 5 horas para Salvador para no fim do dia seguinte pegarem um avião para São Paulo.
Em Ilhéus ficamos eu e mais uns 6 gatos pingados (que voamos no dia seguinte).
Isso acontece porque ninguém faz nada. A gente reclama, mas não processa. Então sai mais barato pra eles fazer essa "terra de ninguém"...

Andrea N.
Andrea N.PermalinkResponder

Caramba, que absurdo. Eh por isso que adiei minha visita ao Brasil esse ano. To roxa de saudade (moro em Nova York), mas nao tenho peito pra voar no Brasil, nao. Vixe. Quando eh que essa crise vai acabar???

Paula Brito
Paula BritoPermalinkResponder

Infelizmente temos que correr atrás do prejuízo por conta própria, se quisermos ter algum ressarcimento dos danos causados pela ganância de empresas e falta de fiscalização por parte dos órgãos competentes... Será que isso muda um dia? Aiai...

Yara
YaraPermalinkResponder

Riq, é muito importante colocar as situações ocorridas com todos para denunciar a situação!!!Muitos acham que isso é coisa "de televisão", que estão exagerando e etc. Eu mesma pensava iso até tentar assistir os jogos do Pan...
Meu vôo de Campinas para o Rio atrasou em duas horas (isso porque o teto de Viracopos nunca fecha). Levei numa boa, estava passeando mesmo...Na volta o problema fio muito pior. Era uma segunda-feira e o vôo da Gol partia ás 9:00 da manhã. Esperamos três horas pelo embarque, o salão estava lotado, pessoas no chão e delegações inteiras de outros países largadas pelo aeroporto sem saber o que fazer. Depois de toda essa espera entramos pra sala de embarque, o Vôo foi anunciado e formamos a tal da "fila". Eu estava ajudando um sr. de quase 90 anos e sua esposa que estavam passando mal, qdo percebi que estavamos á UMA HORA de pé na fila de embarque!!! Qdo fomos reclamar, descobrimos que o avião, já atrasado há quatro horas, não poderia decolar porque o piloto e atripulação tinham ultrapassado suas horas de vôo e não havia outros para substituí-los. As pessoas ficaram nervosas, ninguém dava explicação, não informavam que outro vôo pegaríamos e nem liberavam vouchers de almoço. O casalsinho de idosos passou tão mal que foi embora, desistindo de viajar, e nós ficamos brigando, porque precisávamos voltra pra trabalhar (muitos perderam negócios, conexões, dia de trabalho, etc.). Resultado, o Vôo saiu com OITO HORAS de atraso, depois que o capitão e a tripulação foram pro hotel dormir,descansar e retornaram (enquanto nós ficamos largados, abandonados num aeroporto lotado e sujo). Reclamamos para a Anac, fizemos boletim de ocorrência e tudo o mais, e pelo jeito não adiantou: a situação continua caótica!!
A imagem que deixamos para outros países, e para nós mesmos, nos jogos foi péssima e, pelo jeito, não tende a melhorar...

Geraldo
GeraldoPermalinkResponder

Pessoal não sei por que vocês estão reclamando?

Segundo a ANAC a crise aérea já acabou!!

http://www.estadao.com.br/geral/not_ger48158,0.htm

Luciano
LucianoPermalinkResponder

Pôxa, cada vez mais estamos deixando de ser tratados como passageiros e sendo vistos apenas como números. Por isso vou me dar o trabalho de ir duas vezes ao aeroporto. Uma pra fazer o check in (as 11 da manhã) e depois pra embarcar as 15 (recomendação dos atendentes da Varig, caso cancelem o vôo pra ser reacomodado, sem problemas, em outro Varig ou mesmo em um da Gol - isso tudo pra fazer um Porto Alegre - São Paulo, pois vai ser feriado aqui).

Aproveitando que o assunto também é aeroporto, alguém já fez o tour que é oferecido pelo aeroporto de Frankfurt? Vale a pena? Sabe como é, sou meio louco por aviões e como dizem ser possível estar na cabeceira da pista vendo um 747 decolar, além de passear pelo pátio das aeronaves, etc... Estou na dúvida, ainda mais que o meu tempo lá será curto, pois fazer essa passeio implica em, provavelmente, não ter tempo pra dar um pulinho "no centro".

Dani Velloso
Dani VellosoPermalinkResponder

Tamara, você que fez certo. Mas nós estávamos com nossos pais e era um pacote, aí já viu!

Ernesto, dá um help exatamente do que devo fazer para processar todo mundooooooooo!

Mutumutum
MutumutumPermalinkResponder

Putz! Viajar de avião tá essa joça toda?!?! Já viajei de avião duas vezes na vida... estava com saudades de viajar de novo, mas... pensando bem...

Mutumutum
MutumutumPermalinkResponder

Dani Velloso... processar td mundo é fácil; qq advogado sabe exatamente o que fazer... tem ações de indenização por danos morais, materiais, reparação de danos (se a bagagem extraviar), mta coisa mesmo... basta comprovar que viajou, em qual dia, e tocar o pau... as companhias que provem que não fizeram as cagadas (o que duvido que consigam).

Faça as contas. O prejuízo é de um valor maior ou menor de 40 salários mínimos? Se for menor, faça tudo no juizado o/ É barato (na verdade, de GRAÇA!), mais rápido (em menos de 5 anos pode resolver tudo - sim! 5 anos é rápido pros padrões da Justiça) e, ainda, nem precisa de advogado o/

Putz! Desculpe-me pela intromissão, hehehehe. Essa era do Ernesto... mas não tow fazendo propaganda dos meus préstimos não, rssss

Vai que é tua Ernesto o/

Abraços o/

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Pô, Dani, eu lamento muito por você; eu passei o feriado todinho resmungando da MINHA decisão de devolver o bilhete RJ-Bue sad mas acho que foi o mais sensato. Pelo visto a Varig e o Ezeiza trocaram de mal...será pra sempre???

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Kariníssima, que uikendi turbulento, hein??? Pelo menos a impressão do Rio eu espero que tenha sido a melhor possível. Bjins

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

É que a Varig não pagou o pessoal lá na Argentina , e enquanto não
acertarem as pendencias estão proibidos de pousar .

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Amigos

Foi por estas e outras que fiz um roteiro de carro no feriado .... Passeio bonito e barato fomos para Castro e o Canion do Guartelá no Parana... Alguem do Blog conheçe? Se não foi, vale a pena!

Adoramos, baratésimo, ´para ficar os 3 dias, com alcool, pedagio, hospedagem e refeições e passeios, gastamos 550 reais...Há um Hotel excelente em Castro o Bungvilee, www.buganville.com.br, que é um charme, todo decorado com antiguidades, por 90 Reais a diária (do casal!!! ), além da Cidade ser um ponto histórico desde a rota dos tropeiros... O Guartelá é um partque Estadual muito bem cuidado, é o segundo maior canion do Brasil, uma reserva cheia de passáros, belas trilhas, em Castrolanda há um moinho holandes e um museu, onde até me deixaram tocar um daqueles orgãos bonitos que voce vê em Amsterdam... E uma excelente dica para um feriado, e se voce tiver mais tempo pode extender para Vila Velha, e Prudentópolis, a Cidade das cachoeiras, que ainda guarada muito da sua origem Ucraniana, e voltar via Curitiba...Quem tiver uma semana pode acrescentar Foz do Iguaçu, que fica a 300 km. de Prudentópolis, todas as estradas são excelentes (fora a BR 116 para quem voltar de Curitiba para SP)

E, tem excelentes atrações gastronomicas: Galpão da Costela em Castro (R$ 10 a refeição completa, com carne a vontade) , Comida típica Ucraniana em Prudentópolis (R$ 15,00) , e torta autentica holandesa em Cambrei (uma delicia R$ 3 uma fatia enorme...)

Para quem tem crianças a posuada do Canyon Guartlelá é um dos melhores lugares que já vi, pois cheia de atrações, que vão desde uma maquete de um F-1 como parquinhos, um templo egipicio, rios, trilhas, parque aquatico, por R$ 140,00 a diária (sem referições) www.pousadadocanyonguartela.com.br

Fica aqui a dica para todos! Riq, pode postar esta migração do pato!!

Mirelle
MirellePermalinkResponder

Riq, ontem te perguntei sobre aquela viagem pela alsácia e região dos alpes frances e suíços com meus pais e marido. Então, seguindo a tua sugestão estamos pensando em ficar, como cidades de base (hospedagem), em Strasbourg (para ir nos arredores e a Colmar), em Luzern (para irmos a Zurich, Andermatt, Interlaken e Bern) e em Geneve (para Chomonix/Mont Blanc, Zermatt, Megéve, Montreux, Annecy e Lausanne). Bem, considerando que a neve (dezembro/janeiro), a neblina, as poucas horas de claridade por dia e que as estações de trem são centrais, ainda assim vc acha melhor fazer esses bate-voltas de carro? Ou deveríamos pensar em trem, comprando tarifas trecho a trecho?

Daniela Siqueira

Bem, no meio desse caos, deve-se elogiar as companhias que trabalham direito. Na minha última viagem, tive que trocar uma passagem da Varig imexível (trocada por milhas) na última hora, por causa das datas. Acabei comprando a passagem mais barata para Nova York, que ainda incluia a perna de Belo Horizonte para Guarulhos (hoje em dia, as tarifas mais baratas anunciadas NUNCA incluem o trecho interno, o que é o fim para todos os não-paulistanos). Calhou de ser a Japan Airlines, e embarcamos sem nenhuma espectativa. Adorei: vôo no horário, telinhas individuais em cada poltrona, e o vôo, apesar de lotaaaaado, ainda contava com comissários simpáticos, que fizeram a delicadeza de distribuir garrafinhas de água mineral na hora do soninho. Mas na volta, tudo conspirava contra nós: o aeroporto JFK estava lotado, com vôos atrasando (o nosso vôo interno pra lá ficou circulando um tempão até ter permissão para pousar). O avião que ia nos trazer pro Brasil chegou na porta de embarque uma hora antes do horário do vôo - mas aí nos contaram que a @#$#@%$# da Alfândega norte-americana EXIGE que todo mundo que já está no avião (vindo do Japão, gente!) saia do avião, faça alfândega e controle de passaporte, e volte pro avião de novo. Obviamente, isso ia demorar. Já íamos nos preparando pra uma boa espera, quando o balcão da JAL, gentilmente, avisou todo mundo, falou que a espera seria de uma hora, mas disponibilizou na hora vouchers de 15USD pra gente fazer um lanchinho. A gente nem pediu - eles DERAM!! Lá fomos nós contentes comer sanduíche (quente!) e chocolate por conta da JAL. Nem deve ter custado muito pra eles (afinal, eles me compraram por 15 dólares!!), mas agradou em cheio. Conclusão: se puder, prefiro a JAL - eles encantaram cliente por meros 15 dólares, além de um senhor serviço, verdadeiramente profissional.
Blé, mas que a Varig, a Tam e a Gol andam pisando na bola, isso andam. Só a Total ainda não furou comigo - mas também, eles tem o aeroporto todo pra eles, e cobram bem - dá até pra jogar uns amendoins pros passageiros wink

Arthur
ArthurPermalinkResponder

Não pretendo viajar em companhias nacionais tão cedo. A gota d'água foi a tragédia da TAM.
Não temos infra-estrutura e nem governo para crescer. Qualquer setor econômico que "explode" no Brasil vai furar daqui a pouco. Logo vem a conta. Vendas de eletrodomésticos em alta? Não tem energia elétrica. Vendas de automóveis como nunca se viu? Não tem estradas. Todo mundo viajando de avião? Não tem aeroportos nem controle. E por aí vai.
E hoje absolveram o Canalheiros.
Paciência.

Netto
NettoPermalinkResponder

Ricardo, fugindo do tema...... 1º pra agradecer pelas dicas de SP que pedi aqui a um tempo, aproveitei todas, SP me surpreendeu, teatro, restaurantes, fui a familia mancini que vc recomendou, muito linda a rua avanhandava, acabei ficando mais um dia pra aproveitar as outras dicas, muito obrigado...

Netto
NettoPermalinkResponder

2º pra pedir mais dicas........ vou passar um fds livre no Rio com minha namorada, vamos ficar em copacabana, queria dicas pela zona sul de restaurantes , até tipo 100 o casal, como é a 1ª vez q ela vai ao Rio queria ir a algum restaurante na lagoa pra que ela conhecesse... Vc falou uma vez aqui de um sanduiche preferido, não lembro bem... Alguma rua em especial c/ lojas (tem q agradar a mulher né) e cafés pra bater perna... Teatro... De qualquer forma, obrigado , quando conheci o blog já tinha ido aos lençois, mas descobri a Rota exclusivamente através desse blog, depois as dicas de SP....... Valeu

Fatima
FatimaPermalinkResponder

Kariníssima o que vc não sabe é que provavelmente pagou mais caro do que se tivesse comprado no site da BRA, já que a BRA é low cost e a Oceanair tem plano fidelidade de milhagens. Isto posso te garantir porque ja comprei esse vôo pela Oceanair e minha filha pela BRA, no mesmo dia, so que ela pagou 20,00 a menos, pode? agora da proxima vez, entre antes no site da BRA porque eles informam não so o tipo da aeronave (porque no site da Oceanair so aparece o tipo de aeronave), mas a quem pertence, então os 737-300 são da BRA.
O pior é a mentira que os funcionários falam e muitos aceitam. Em julho estava no aeroporto de Congonhas na fila da TAM quando presenciei um absurdo. umas senhoras estavam no horário para o check in para Campo Grande e foram avisadas pela recepcionista que o voo decolou mais cedo e que elas agora deveriam de aguardar o proximo que sairia em 2 hrs. elas ficaram super chateadas. acontece que presenciei tudoeekverbooking. Eles não tiveram nem a dignidade de falar a verdade para as senhoras e oferecerem um "mimo" por isso. Ess é apenas 1 das esórias de aeroporto...

leandro
leandroPermalinkResponder

Bons tempos da velha Varig, da Vasp, da Transbrasil... podem "malhar" o quanto quiserem aqueles tempos, mas era MIL VEZES MELHOR! A aviação no Brasil acabou, a única salvação é voar com as estrangeiras. Tinha monopólio, tinha, mas e daí? As coisas funcionavam, tinha comida ruim mas era comida, saíamos de casa sabendo a hora de embarcar, se o vôoo teria escalas ou conexões, hoje tudo isso surge de repente, o passageiro que se F*, é a filosofia atual.

Carla2
Carla2PermalinkResponder

Meilin, vc não foi p/ BsAs?? Ainda achei que íamos nos trombar por lá!!

Carla2
Carla2PermalinkResponder

Bom, comigo foi assim no feriado: compramos um pacote com vôo, hotel e translado em BSAS. Para aproveitar ao máximo o feriado, escolhemos viajar na quinta as 8:30 e retornar no domingo as 16:30. Poucos dias antes do embarque, nos comunicaram que nossos vôos haviam sido cancelados ( o de ida e o de volta) e estávamos nas listas de espera!! Acabaram confirmando o vôo da ida as 12:30 e da volta as 11:40. Conclusão: o Vôo da ida atrasou 5 horas (no momento do check-in já recebemos um voucher para almoço), e acabamos chegando em Bs As as 23:30. O vôo da volta saiu no horário, mas foi BsAs - Santiago - SP. Conclusão: nos dias de viagem, quando planejamos ter uma tarde, uma noite e uma manhã para passear, passamos em aeroportos. Mas o melhor do desrespeito foi chegar em BsAs e não ter o tal transfer, ligar para o numero de lá e ninguem atender, até que alguém de lá disse para pegarmos um táxi e depois pedir reembolso... Mas depois de uns berros apareceu um transfer uns 40 min depois...

Carla2
Carla2PermalinkResponder

A parte boa foi a Lan - achei até mais espaçoso que o comum - e na volta vááários filmes para escolher, atendimento ok (inclusive o voucher p/ almoço logo no check-in, quando já se sabia do atraso). Gostei, vou viajar mais de lan!

Majô
MajôPermalinkResponder

Netto,
Começando pelo bate pernas para ver lojas wink Leve sua namorada à Ipanema, mais precisamente na R. Visconde de Pirajá. Vocês podem começar pelo Bar 20, onde tem o Obelisco, na rua Henrique Dumont. Dali vão andando na direção do trânsito, muuitas lojas até a Praça da Paz. Ou vice-versa. Começa na Praça da Paz e desce em direção ao Obelisco.

Restaurantes em Ipanema:
- Da Silva é a quilo fica na Praça da Paz, na rua Barão da Torre - é do mesmo dono do Antiquarius super super.
- Gula Gula na R. Anibal de Mendonça que é rua perpendicular à Visconde de Pirajá (2a depois da Henrique Dumont, onde tem o Obelisco)
- Bar Lagoa como o nome diz fica na Lagoa - é um bar antiquézimo, mas com ótimo chopp e tem sanduiches tradicionais. Há quiosques com restaurantes na Lagoa.
- acho que o sanduiche que o Riq deve ter dito, é do Cervantes de pernil com abacaxi ou de filet - fica na R. Prado Junior em Copacabana, perto da R. Princesa Isabel onde tem o Hotel ex Meridien
- Pizzaria Capricciosa - vai ver Globais
- Churrascaria Porcão

no Leblon:
tem também o Gula Gula
Na rua Dias Ferreira há muuuitos, mas em geral são caros ex: Carlotta mas acho que passa dos 100 e o Celeiro - saladas ao quilo
Na R. Ataulfo de Paiva onde passam os ônibus, tem o Jobi que é bar com bom chopp e serve refeições também.

Teatro - no Shopping da Gávea

Se precisar mais dicas grite wink

Netto
NettoPermalinkResponder

Owu, brigadão estou adorando as dicas...... pode deixar q grito sim !!!!!

Paulo e Ana
Paulo e AnaPermalinkResponder

Riq e pessoal!!!!

Estamos de volta do Espelho! Que delícia!!!

E Riq, Silvinha e Calá mandaram abraços pra você! E se der um tempinho, entra lá no nosso blog que eu acabei de postar as fotos. Elas ficaram meio pequenas porque eram muitas...

Abraços a todos!!!

Ana

Diogo
DiogoPermalinkResponder

Riq:

Bom dia!

Tem xongas procê 8-)

Grandjabrass, e have a nice thursday!

Renata
RenataPermalinkResponder

Patsy,
só reparei no seu comentário agora. mas a ocean air não comprou a avianca, a avianca é dona da ocean air, desde sempre. não sei legalmente, mas é.
mas acho que o rodrigo pode explicar isso melhor, porque de cias aéreas entendo nada não..

Rodrigo Purisch

Desrespeito é regra e não exceção! A ídeia da ANAC é boa, mas quando uma idéia tem que se submeter a politicagem perde o foco. Vide o post que fiz sobre a censura da ANAC ao texto da ouvidoria que apontava as falhas da própria ANAC.

Karinissima,
Foi por coisas desse tipo que a parceria entre a BRA e a OceanAir acabou.. Na verdade os vôos da BRA tinham números muito diferentes do OceanAir, mas o passageiro comum não tem obrigação de saber disso. O site da OceanAir não ajuda em nada a informação.

Na venda o grupo Synergy é dono da Avianca e da OceanAir. Apesar disso, as duas ainda não atuam juntas e mantém programas de fidelidade isolados. Apenas as compras de aeronaves estão sendo feitas em conjunto.

Segundo uma nota do Estadão, cada dia a Gol descobre uma dívida nos aeroportos do exterior feita pela Varig. O pior é que tem que pagar para poder voar para lá de novo. Parece que ela paga os aeroportos e não os ex-funcionários, os quais devem recorrer a antiga Varig. É isso que ela defende na Argentina e que tem impedido os vôos por lá.

Uma boa opção para bscar seus direitos é ir a tribunal especial de pequenas causas. Estou com uma pendência com a Varig e ja´tenho marcada a primeira audiência com o juiz em dezembro. Entrei em 21 de junho e já fiz a audiência de conciliação.

Uma das vantagens de comprar passagem com o agente é que ele é co-responsável pela passagem. Se foi no pacote e você não teve opção de escolher os vôos, vai em cima da operadora. Mas guarde todos os papéis, fotos, tickets de compra para poder argumentar sua defesa.

Não é Ernesto?

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

O Rodrigo está certo! Vale a pena ir para os Juizados. Voce tem todo o Direito!

É um tipo de materia simples, que não necessita de advogado. Mas, é necessário filmar e fotografar todo a bagunça, comprovar o atraso, com fotos do painel de avisos, mostrar o despreparo e/ou grosseria dos atendentes de balcão e guardar todas as despesas. Se houver alguem que se proponha a ir testemunhar, melhor ainda. Dica improtante: é mais fácil que as compnhias aceitem pagar créditos em passagem do que dinheiro, como forma de acordo.

Hugo
HugoPermalinkResponder

Imagino a raiva da Kariníssima e da Dani com toda essa bagunça. Nós esperamos chegar um feriado para poder descansar, pagamos caro por uma viagem e o que recebemos é desrespeito e negligência.

Por causa desse caos aéreo fui de BH para Brasília de ônibus, e apesar da viagem ser longa ela foi muito boa, tando que dormi a maior parte do tempo. O ônibus saiu no horário e chegou no horário e como fui um dia antes do feriado e voltei no sábado a noite sequer peguei aquele tumulto que normalmente acontece nas rodoviárias nos feriados.

chris
chrisPermalinkResponder

Sei que estou atrasada, mas a indignação é tanta que não tenho como deixar de expressar a minha revolta. Acho um absurdo que até nos momentos de lazer tenhamos que passar por situações como as descritas acima. E o perigo é nós, brasileiros, nos acostumarmos com a situação e daqui a pouco acharmos tudo isso normal!!!

Ricardo Freire

Netto, assino embaixo nas dicas da Majô.

Se você quiser um dia extrapolar um pouquinho essa cota de R$ 100, sugiro o Guimas, na Gávea, que é o bistrô carioca por excelência.

Na Lagoa tem também o Palaphyta Kitsch, que é um quiosque muito charmoso à beira do espelho d'água.

Você pode comprar ingressos antecipados de teatro no http://www.ticketronics.com.br e no http://www.ingressorapido.com.br .

Se eu fosse vocês eu assistiria a um show no Teatro Rival http://www.rivalbr.com.br .

E não deixaria de ir uma noite à Lapa. Pode ser turisticão, mas eu acho o Rio Scenarium absolutamente imperdível. http://www.rioscenarium.com.br .

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Carla2, acho que a gente só consegue se encontrar aqui nas nossas cidades. Se depender dos aviões, a gente não consegue fazer mais nada "no estrangeiro"... Bjins

Ricardo Freire

Essa é pra Mirelle que vai pra Estrasburgo e pra Suíça
(aqui: http://viajenaviagem.wordpress.com/2007/09/12/desrespeito-e-ruim-e-a-gente-nao-gosta/#comment-25727 )

Mirelle. Você veja como são as coisas. O mundo inteiro quer viajar de carro de todo jeito. Daí me perguntam o que eu acho. Então eu mando pegar trem, repensar o roteiro, ir de avião -- enfim, eu virei o chato anticarro.

Daí vem o seu roteiro, que é ótimo pra fazer de carro, e eu fico feliz. Oba, um roteiro de carro que eu não vou pentelhar!

Mas daí, como o mundo não é fácil, você vem e diz: epa, mas quem disse que eu estava pensando em carro?

Ha ha.

E sabe o quê? Você está absolutamente certa. Nesse seu último comentário você levantou todos os contratempos em que ninguém pensa antes de alugar um carro (sobretudo no inverno).

Vale a pena a agonia de pegar estrada na neblina? Eu vou ser uma pessoa melhor se aprender a colocar correntes antineve no carro?

Muita gente pode se sentir estimulada por esses desafios -- como eu, por exemplo, ante um prato de comida esquisita ou uma experiência antropológica num busão de linha. Mas se isso te assusta (a mim, assustaria), faz todo sentido não encarar.

Acho que um bom exercício para fazer sempre antes de pensar em carro é: nessa viagem, é o carro que vai me carregar ou eu que vou carregar o carro? Ele vai me facilitar a vida ou vai ser uma mala de quatro rodonas, um cachorrão que eu vou ter que alimentar, cuidar e arranjar pouso?

Você está certa em preferir o trem. Aproveite que dá para checar preços tanto no site da SNCF http://www.sncf-voyages.com quanto no da SBB http://www.sbb.ch e veja se vale a pena comprar tudo avulso ou se um passe pode ser melhor. Tem um passe suíço, o Swiss Pass, de 15 dias corridos na segunda classe (versão saver, viajantes sempre acompanhados) que custa 286 dólares (dólares mesmo, não euros; deve ser um bom negócio).

http://www.lufthansacitycenter.com.br/site/controller.jsp?c=listPassFareByCategory&passCategory.uid=4#15

E dando uns pitacos no seu roteiro (sem muita autoridade, viu? eu "conheço" a Suíça de orelhada), aí vão duas sugestões.

- Uma, quente: em vez de Genebra, faça base em Lausanne; você ganha uns 40 minutos em cada perna nos bate-e-voltas na Suíça francesa. (Alguns são puxados; Lausanne-Zermatt leva 3 horas.) Talvez valha a pena ficar um pouco em Lausanne para fazer também Genebra e Montreux, e daí trocar por uma base mais alta, para fazer Zermatt e Chamonix/Mont Blanc sem andar tanto.

- Outra, um palpite: eu trocaria Lucerna por Berna (e nem me importaria com Zurique). A situação cidade-grande-suíça-à-beira-de-um-lago você já vai ter em Genebra e Lausanne. Berna tem um layout diferente (é medieval) e de lá você pode se dedicar mais aos vilarejos alpinos da região de Interlaken. (Mas é só um palpite, viu? Não fui nem a Genebra, nem a Lausanne, nem a Berna, nem a Lucerna. Mas já estive em Zurique, he he).

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Riq, esse seu comentário é praticamente um post. Adorei.

Alexandre Giesbrecht

O link para o blog da Kariníssima está errado. Está faltando um i ("Karníssima").
smile

Beto
BetoPermalinkResponder

O Riq ficou felizão. Enfim recomendou carro e foi obrigado a reconhecer a superioridade do trem. Pô, Riq, inverno na Suíça de carro é só pra sacanear os defensores do carro, né? Mirelle, vai no verão e aluga o diabo do carro. Você vai adorar o passeio. lol

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar