Dr. Alessandro em Kyoto

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Doktor Alessandro deixou Munique para uma breve temporada de estudos em Kyoto, no Japão. Não é porque ele não tem blog que ele ia escapar de mandar um relato de viagem mrgreen Aí vai o primeiro do que -- eu espero -- seja uma série. Só a foto é que é minha, porque -- só soube agora e ainda estou em choque -- Dr. Alê aboliu a fotografia da sua vida há oito anos. Mas Alessandro! Agora já dá pra tirar foto com o celular!!!

kyoto450.jpg

Sabe aquele Japão, com templos e jardins, que você sempre teve na cabeça ? Pois ele existe! E fica em Kyoto! Kyoto é esse Japão, mas muito mais do que isso.

Enquanto tentava esticar minhas pernas no econômico espaço da assim chamada classe do vôo em que estava e tentava convencer meu corpo que já era à tarde e não de madrugada, preparava-me para pousar no aeroporto de Kansai, perto de Osaka, com todos os medos de um viajante para a) um país desconhecido b) com uma língua para mim ininteligível.

Kansai é o retrato do Japão moderno: eficiência total, poucas filas, limpeza impecável. Até minha mala veio em uma velocidade até então desconhecida para mim, em qualquer aeroporto que eu já tenha passado. Graças ao atendimento de todas as minhas preces, quem iria me receber estava lá, me esperando e falando uma língua ocidental… E com uma simpatia, que eu constataria mais tarde, que não é rara nesse país.

Depois de trocar euros caros por yens baratos, tomamos o trem para Kyoto, praticamente duas horas de viagem. A partir daí comecei a praticar a única forma de comunicar com os japoneses não-falantes de inglês (ou “ingurishi” para os nossos ouvidos…): sorrir, agradecer (não importa em que língua) e se curvar. Depois de ser bombardeado por informações pelo meu acompanhante (que tinha preparado um verdadeiro “dossiê Kyoto” para a minha estadia), chegamos a estação de Kyoto (que já foi descrita em outra oportunidade…) wink

Apesar do meu corpo dizer que queria dormir, meu guia disse que era hora de jantar. E assim fomos, a um pequeno restaurante no subsolo da estação (que mais parece uma praça de alimentação de um shopping). Nem um pouco confiante, entrei num restaurante – como muitos outros – que tinha todo o cardápio em modelos de plástico, na porta do restaurante. E qual não foi a surpresa, de comer um dos melhores jantares japoneses que já tive. Um sashimi fresquíssimo de atum, um outro peixe cru (totalmente indefinido) com molho de ameixas frescas, tempura crocante e quentinho, um arroz fantástico e, a melhor surpresa da noite, “soba”, um macarrão de trigo sarraceno, frio, com alga nori picadinha por cima, para ser comido com shoyo, cebolinha e wasabi. Perfeito para o verão japonês.

Verão esse, na verdade, amazônico. Kyoto parece uma sauna, com temperaturas acima de 30 graus o tempo todo e muito umidade relativa do ar. De sobremesa ainda tivemos uma espécie de gelatina de algas, transparente, com um pó doce de feijão. Delicioso. A descrição não condiz com a maravilha do sabor. wink

Os primeiros contatos com essa cidade e essa cultura já revelaram o que se tornaria claro mais tarde: o quão especial é poder vivenciar essa fascinante sociedade, ao mesmo tempo tão familiar, dos inúmeros sushis e sashimis comidos, e tão desconhecida.

(Alessandro Hirata)

29 comentários

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Este é um dos lugares em que sempre tive vontade de ir!!

Bela descrição!

E, fica como pré viagem para a Mo, que vai para lá!

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Alessandro,

O filho de unos amigos míos é um enamorado de Japón e sabe muitas cosas.
Me dijo un día que nosotros (os que falamos espanhol) tenemos las mismas vocales y la misma pronunciación que el japonés.
Me dijo que si un español dice: "mikasita", el japonés sabrá que tenemos hambre.
Mi casita (en castellano es mi casa pequeña) mais en japonés quiere decir tengo hambre.
O filho de mis amigos não sabe cómo se escribe mais si cómo se pronuncia.

Supongo que comerás muy bien, si te gusta muito o pescado. Eu adoro a comida japonesa sushi, maki, tempura...sake, também!!!

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Delícia de relato, Alê! Continue mandando bala! Esse ano o Japão (esse mesmo, da nossa cabeça, de Kyoto wink ) entrou definitivamente na minha listinha.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Beleza de relato Alê !
Kyoto estava na minha lista só pq o comandante escreveu bonito smile
Minha única assim.. dúvida é quanto a comida .
Baby food no Japão vai ser comida japa , lógico .. e eu que não gosto
nadinha nadinha vou ficar no macarrão ? É .. nada mal , dá pra curtir
macarrão tres vezes por dia durante uns dias lol
Continua mandando tuas impressões aqui pro blog emprestado tá ?
A gente adooora !!!
( eu tb uso o blog emprestado e tb não gosto de parar de observar
para tirar fotos :roll: )

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Sim, sim, Ernesto!!! Tomara que ele continue escrevendo! grin

Lena
LenaPermalinkResponder

Muito legal, Alê! Quanto tempo você fica por aí?

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Sylvia: Hahaha, é isso mesmo...nao suporto parar para tirar fotos... Mas vc nao gosta de nadinha mesmo? Tenho certeza que vc acha alguma coisa...E tempura?

Lena: Passou um mês por aqui!

Brigadao, Riq wink

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Oiii Alê !!
Ai já é amanhã ou é ontem ?? lol
Meio dia aqui mais .. o que 11 horas ? Complicou ..
Não gosto de nadinha não .. tô mal na foto :roll:
Ainda bem que encontrei uma única alma gemea que não gosta de
parar para fotos ! É ou não é verdade que a gente fica procurando o melhor angulo e da foto e não enxerga mais nada ...

Lena
LenaPermalinkResponder

Sylvia,
em algum post aí atrás, você comentou que quando entrava em um site pela segunda vez para fazer uma cotação os preços disponibilizados eram maiores que os primeiros consultados. Aí o Rodrigo comentou que você precisava desabilitar alguma coisa no browser, que eu nao lembro o que é :roll: Como não consigo achar o post, me diz o que deve ser desabilitado, pleaaaaase? eekops:

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Sylvia: Aqui já é amanha wink 12 horas mais tarde!
Pois é, eu sempre digo que nao quero ver as coisas pela lente da máquina wink Mas admito que morro de raiva por nao poder ver fotos depois... Mas tudo bem, guardo tudo na memória lol

Deve ter alguma coisa que vc goste! Pode deixar que a gente acha! wink

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Lena
Vai lá no Explorer ( se é isso que tens ) Ferramentas
Opções da Internet - limpar tudo ( cookies , senhas etc )
Tem é que limpar os cookies smile

Alê então estás no cyber madrugadão ! Aqui vai ser feriadão , e daqui
a pouco o povo vai sumir smile Uma ótima estada para ti !

Marcio
MarcioPermalinkResponder

Demais Alê,

Mas volte com as fotos!!!

Abs!

GiraMundo com Jorge Bernardes

se quiser eu posso acompanhar só pra bater as fotos...

Majô
MajôPermalinkResponder

Alê, aproveita e compra uma mega mini Nikon que aí deve custar uma mixaria, tira as fotos, e se não quiser depois pode mandar pra mim wink

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

MAJÔÔ !!!!
Se não entendeuuu menina !!??
nos dois aqui somos meio tantãs .. a gente acha que parar para pensar
em tirar fotos mela o clima ...
( tá certo , eu tenho um companheiro "centrado" que me lembra disso
e bate umas fotos , e lembra tb que tem que comprar uns souvenirs ,
e mais um monte de coisas ...senão eu fico viajando na contemplação )

Majô
MajôPermalinkResponder

Sylvia, pra mim é tão normal, a câmera é uma continuação da minha mão, clico tempo todo, mesmo em contemplação, acho que é coisa de maluco mexmo. Por isto não pensei que pudesse estragar o clima eekops:
Ainda bem que você tem um companheiro centrado wink pra comprar uns berimbaus, eu tenho até o boi bumbá da lojinha da Gilda do Toque, pendurado no meu carro, segura essa. lol

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Alê vc foi embora e nao veio me visitar !!!! Te mato razz

Menino TIRA FOTAS !!!!! Que coisa. Adorei o relato, um diiiia vou ao Japão... mas a lista de mus go ta é grande, viu ?

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Iche Majô .. acabo de ver uma gafe minha lol
É bom corrigir pq se aconteçe do "companheiro!" passar por aqui ..hmmm
Vou ouvir um comentario , assim no meio de outro assunto , como quem não quer nada :
Companheiro .. ah , é ?
Sou casado contigo a vida inteira , não sou petista ..
companheiro por que ?
Tá bom companheiro smile , sorry , maridão
A explicação oficial : é o companheiro de viagens lol :roll:

Majô
MajôPermalinkResponder

Sim, Sylvia porque pode ser marido e não ser bom companheiro de viagens, no caso ele é bom nas duas coisas, certo ?
Claro que não confundir com "companheiros e companheiras"..... do PT

Sylvia, vi ontem ou hoje que você colou um site de roupas térmicas, acho que num comentário pra Elisa, procurei nos posts agora e não achei. Quando chegar em casa queria salvar. tks

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Não lembro onde foi Majô .. tenta lá num dos dois das zoropa

Majô
MajôPermalinkResponder

Ok, vou procurar mais tarde. Deve ser mexmo das zoropa. Eu acabo achando. wink

CArol
CArolPermalinkResponder

Ale, meu marido disse que a melhor forma de comunicaçao para quem nao fala nada de ingles sao os sorrisos,agradecimentos.. Quando ele chegou ai, a familia que o hospedou nao falava outra lingua a nao ser japones. Entretanto foi a familia que melhor o acolheu, ajudou-o e com a qual ele mantem contato hoje após 09 anos!!

Lena
LenaPermalinkResponder

Majô e Sylvia, lol lol

Sylvia, acho que o que a Majô falou para o Alê mandar para ela, não foram as fotos, mas a Nikon mrgreen

Ricardo Freire

Majô e Sylvia,

1) a Lena tem razão

2) "92% Tactel® Nylon 8% Lycra® Spandex":
http://viajenaviagem.wordpress.com/2007/02/05/vai-fazer-uma-grande-viagem-de-trem-pela-europa/#comment-24734

lol

Majô
MajôPermalinkResponder

He he Lena, foi isso mesmo o que eu disse, tirar as fotos e depois pode me mandar a câmera que eu aceito. lol lol

Riq,
Brigadim, eu escrevi pra Sylvia e desliguei o computador pra vir para casa, mas vim com a idéia que podia ser nesse post mesmo.
Mudando de assunto, eu escrevi um post ontem, porque achei que era minha obrigação. Não sei se você leu, se não leu devia ter lido e palpitado. Pois, hoje saiu matéria no Boa Viagem, exatamente sobre este assunto. Assentos na classe econômica. Há projetos de 4 arquitetos que propõem novas poltronas. Devemos engrossar este coro.
Acho que nós somos os clientes, e portanto podemos e devemos esbravejar e lutar para que saiamos destas latas de sardinhas. Questão de saúde !!!!

Ricardo Freire

Já vou lá, Majô, e linko pra cá amanhã. Bela pauta! Beijos!

Majô
MajôPermalinkResponder

Cê não falha mrgreen

Alessandro
AlessandroPermalinkResponder

Dani: Em outubro já estou de volta em Munique wink
Majô: É mais fácil eu te comprar a câmera de presente do que tirar as fotos... mrgreen

Majô
MajôPermalinkResponder

Alê, não me diga uma coisa dessas, que desgosto sad

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar