Enquete da semana: Europa no inverno

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Hamburgo

Quando me pedem para destrinchar viagens à Europa no fim do ano e nas férias de janeiro, a minha reação inicial é tentar demover o perguntador. Me vêm à cabeça os dias curtos e gelados, às vezes molhados e ventosos, que desconvidam às caminhadas e deixam as fotos sombrias.

Claro que de vez em quando acontece aquele dia (ou, com sorte, aquela seqüência de dias) com céu claro e luz espetacular, em que as fotos saem mais bonitas do que nunca e você descobre o prazer de andar, andar, andar e não suar.

Mas na média acredito que não valha a pena torrar uma grana que nos faz falta para passar as férias brigando com as condições atmosféricas.

Mas se você só pode viajar no inverno europeu, bom, então sugiro que não monte um desses roteiros cheios de escalas e coisas para ver, ver e ver. O inverno é mais apropriado a experimentar.

Faça base numa cidade grande, aloje-se com conforto, e planeje seus dias em torno não de monumentos e vistas, mas de cultura e gastronomia. Fez um dia bonito? Ótimo, saia para para passear. Está chuviscando e ventando? Museu, cinema, exposição, visita ao mercado para fazer um piquenique no quarto. Alugar um apartamento é ideal: ao brincar de morador, você não sente o tempo passado em casa como perdido.

O inverno é uma época especialmente difícil para ir com dinheiro contado; ficar na rua o dia inteiro é muito mais tranqüilo no verão.

E você? Tem alguma experiência de férias no inverno europeu para contar?

E os nossos correspondentes europeus, o que dizem? O que podemos fazer para encarar a Europa no frio e aproveitar que os lugares não estão abarrotados de turistas?

Contem pra gente, pufavô...

Atenção: clique nas páginas anteriores da caixa de comentários para ter acesso a todos os relatos

531 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

Ana Claudia
Ana ClaudiaPermalink

Quando vcs dizem inverno conta novembro na Italia?
+ou- Roma/Toscana/Milao/Veneza.

Sem problemas o frio mas chuva atrapalha e muito, neh?

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Rita, mais um pouquinho e você vai acabar me convencendo a passar todos os invernos em Paris grin

Das suas dicas, já tomei chá na mesquita e jantei no Régalade (era um dos "bistros modernes" indicados pelo Jeffrey Steingarten). E tô de olho no marché d'Aligre desde que li no Gridskipper.

* suspiro profundo *

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Carmen, este ano tivemos um inverno bem chuvoso no Brasil. A chuva ficou mais tempo do que devia no Nordeste e até aqui no Sudeste, que costuma ter invernos secos, a gente sofreu com a chuva e com um frio que há muitos anos não se fazia tããão presente.

Acho que o culpado fui eu: nos dois últimos agostos eu estava percorrendo o Nordeste e não choveu nada acima da Bahia; este ano não saí de casa e, em represália, a estação das chuvas se prolongou...

:roll:

Mô Gribel
Mô GribelPermalink

Sylvia, vc tá falando sério que leva uma balança na bagagem? grin

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

A pergunta é: e quanto pesa a balança?
mrgreen

E pra Dani da RyanAir: não sei se refresca alguma coisa, mas além dos 15 kg despacháveis você pode subir com 10 kg de bagagem de mão grátis.

Eduardo Luz
Eduardo LuzPermalink

Riq, esta eu posso falar pois o minha informação é recente. Fiquei 15 dias em Roma em janeiro/07 e foi muito bom. Choveu continuamente 1 dia somente e no restante alternavam-se períodos de melhoria, pequenos chuviscos e até alguns de sol com temperatura próxima de 18°C. Até blusa tive que tirar!! As fotos ficaram excepcionais e encontrei facilidade até pra ir ao Museu do Vaticano e na Capela Sistina também. É óbvio que não estava vazio mas o aproveitamento foi excelente. Eu coloquei basicamente em prática a tua idéia : fiquei todo o tempo em Roma já contando com alguns dias de tempo ruim o que permitiria visitar o máximo de igrejas/museus e o restante pra andar e andar. Só dei uma saída de um dia pra ir a Pompéia/Napoli. E o bom foi que deu pra repetir uma série de lugares : fui comer pizza no Bafetto 3 vezes, jantar na Enoteca Chianti duas, tirei n fotos do Coliseu das n vezes que passei na frente e entrei nele, assisti ao jogo Lazio e Milan e assim por diante.
Nâo quero ser politicamente incorreto mas acho que as nossas imprudências com a natureza estão facilitando essse comportamento do clima ! E nada melhor do que aproveitarmos !
E estou pensando seriamente em aproveitar janeiro próximo pra ir a Paris no mesmo esquema . Ainda mais agora com as dicas da Rita que já estão devidamente registradas.
E por último, eu já coloquei o VnV como link no meu blog e estou te avisando. Não tem problema, né ?

Mari Campos
Mari CamposPermalink

Eduardo, eu sou suspeita, porque amo Paris nas 4 estações. Mas no começo deste ano passei 15 dias lá, em pleno inverno, e achei a cidade ainda mais encantadora do que tinha achado nas outras vezes - com direito a muitas destas dicas da Rita cumpridas wink

Ana
AnaPermalink

No ano 2005 sim que choveu no nordeste. Concretamente a noite do 1 de agosto chuviscou em Salvador. O 13 de agosto choveu muito em Sao Miguel dos Milagres e o 15 de agosto caiu agua o dia tudo desde Maceio ate Recife e, finalmente, o día 16 chuviscou ao meio dia em Olinda

Sylvia
SylviaPermalink

Levo uma balança sim , e é tãaao pequeninha e tãaooo levinha que
dá até para colocar no bolso da camisa lol
O nome dessa balança é DINAMOMETRO , comprei na 1,99 , é de plastico
e dá para pesar até 10 kilos .
Para pesar basta colocar os objetos numa sacola plastica qualquer e colocar a balança na alça :roll:
Tb levo ela para comprar malas e sacolas .
Vejam aqui uma fotinho de um profissional ( o meu é redondinho e
amarelo cheguei rsrsrsr )
http://www.funbec.com.br/bmMecanica.html

Sylvia
SylviaPermalink

Riq, tenho duas balanças ( dois dinamometros) mas uma está com as
meninas então não posso dizer com exatidão quanto pesa a balança,
mas creio que uma 15/20 gramas smile

Mari Campos
Mari CamposPermalink

Mais uma da Sylvia que entra para o caderninho, junto com baby food, malas trancadas antes de viajar e outras do gênero lol

Alexandre Giesbrecht
Alexandre GiesbrechtPermalink

Mudando mais que completamente de assunto: "Xongas" morreu mesmo ou há algum plano de ela voltar? Sinto uma falta danada...

Mô Gribel
Mô GribelPermalink

Só podia mesmo ser coisa dela! grin

Arnaldo (Fatos & Fotos de Viagens)

Por falar em peso de bagagem, já que saiu-se um pouquinho do assunto, vou dar meu "depoimento":

SEMPRE pesamos nossas malas ANTES de sairmos do Brasil, ainda em casa, para que tenhamos uma noção de como estamos;

NESTA última viagem, confesso que ainda não sei o motivo, todos os vôos (exceto os de e para o Brasil) foram com a Alitalia e internacionais, portanto, com franquia de DUAS malas para cada passageiro com 32 kg cada. Todavia, fui surpreendido no trecho entre Milão e Dubai com a informação de que estaria com excesso de peso. A atendente me mostrou no "print" (era bilhete eletrônico, não bilhete físico) a inscrição 20 kg ao lado de cada trecho. eu teria que pagar 20 euros por quilo, mas como tenho milhagem que me proporcinou ingressar no Ulisse Club, que me dá mais 10 kg, e consegui tirar uns papéis e guias e colocá-los na mala de mão, escapei de pagar uma boa grana;

Em dois dos três hotéis que fiquei havia uma balança no banheiro e pude redistribuir o peso nas malas evitando novas surpresas;

MUITA coisa pode ser retirada das malas (especialmente se estivermos nos aproximando do limite de peso), como sabonetes, shampoos, líquidos, embalagens de papel, etiquetas, etc. Normalmente eu faço uma "limpa" nesse sentido, e recomendo que essa "limpeza" seja radical, extrema mesmo;

MUITAS pessoas se surpreendem ao terem suas bagagens de mão pesadas na hora do check-in e isso tem sido cada vez mais comum. além das dimensões o peso máximo é entre 5 e 8 kg, dependendo da cia. aérea e do avião;

Cada dia as cias. exercem maior contrôle sobre o peso das bagagens e isso tem sido quase uma regra, motivo pelo qual recomendo muito cuidado, especialmente em viagens longas e com vários trechos voados;

Se trazer peso é o objetivo da viagem, especialmente no trecho final (país visitado e Brasil) eu recomendo verificar o custo de uma mala extra, o que é sempre muito mais barato do que pagar por quilo excendente;

Já fiz isso uma vez quando vim de Orlando pro Rio e comprei um conjunto de caixas de som com um pesado sub-woofer que juntos pesavam 30 kg. Paguei 80 dólares apenas, na Americcan Airlines, o que foi muito mais econômico que pagar por quilo na categoria "excesso de peso". Arrumei tudo sem as embalagens numa mala de 10 dólares. neste caso comprei uma balança de 5 dólares no Wallmart (sim, eu juro, custou CINCO dólares!) e pesei tudo direitinho, distribuindo o peso igualmente pelaspor todas as malas. assim, não me surpreende o fato de a Sylvia ter levado uma balança de mão, apenas o fato de que não sei como pesar 32 quilos numa balança assim!

Mô Gribel
Mô GribelPermalink

Não há a menor possibilidade de algum dia nesta vida eu conseguir ser organizada a este ponto.
Por enquanto, tenho dado "sorte". Nossa Senhora das Sacoleiras e São Pedro dos Maleiros têm me ajudado, pois apesar de eu sempre voltar carregada, jamais paguei 1 centavo de excesso.
Ainda bem...

Sylvia
SylviaPermalink

Arnaldo, eu peso antes de sair, depois peso o que adquiro só isso .
Como falei lá em cima , coloco os objetos numa sacola plastica e peso.
Claro, isso não serve para sacolagem da pesada, serve para aqueles
pequenos souvenirs que a gente jura que não pesa nada.
Vcs sabem que um jeans pesa meio kilo ? Pois é ... sad
( eu tb tenho estas balanças em pounds comprada numa 2,99 para pesar
as muambas no tempo do 1:1 ; hoje é um berimbauzão )

Flavia Penido
Flavia PenidoPermalink

Sylvia, a próxima vez que eu viajar pro exterior, vou contratar vc como luggage advisor...

estou me sentindo uma jeca, eu e minha multidão de malas cheias de sapatos e livros...

Mô Gribel
Mô GribelPermalink

E uma camisetinha de malha 300 gr! grin
Ah, botas, quase 1kg. Um pulover, de tricot, cerca de 500 gr.
Jeans, se não for 8 Oz, quase 1kg, que é o peso de uma toalha de banho.
Já um tênis, entre 400 e 600 gr, claro, depende do tamanho.
Meias, 50 gr, casacos de lã podem passar de 1kg, se tiver golas felpudas, 1,2kg. grin

Joao Paulo
Joao PauloPermalink

Para mim, habitando em Lisboa, as poucas viagens que me fazem apanhar mais frio são Paris, pelas razões tão bem explicadas acima,Londres, pela atmosfera "natalicia" e Roma,sempre.
Acresentaria a Suiça,que fica muito bonita nessa altura.Gosto das pequenas cidades de Montreux, Lausanne,Vevey e, na neve, Gstaad (apesar da exagerada opulencia e da profusão de casacos de peles que enlouqueceria qualquer defensor dos direitos dos animais)Para ainda um pouco mais de sol vou para Sevilha sonhar com a Primavera
Um abraço

leandro
leandroPermalink

Eu não considero o invenro de parte da Europa rigoroso, a maioria dos brasileiros acostumada com o clima tropical ou subtropical discorda veementemente de mim, mas o fato é que a Corrente do Golfo modera e muito o inverno principalmente no OESTE europeu, cidades do Canadá na mesma latitude de Paris e Londres tem neve abundante 6 meses ou mais por ano e temperauras que chegam fácil a 30 ou 40 graus negativos no auge do inverno, Paris teve em média mínima de 5 graus negativos no dia mais frio do ano levando em conta os tempos recentes, e numa onda de frio muito forte que NÃO tem todo ano faz 10 negativos (num dia normal de inverno mal desce de zero na madrugada), Londres então é o cúmulo da amenidade, 5 graus negativos é raríssimo no centro da cidade hoje (já foi mais comum, no passado não tão distante chegou a congelar o Tâmisa), e a maioria dos dias de inverno fica entre 5 e 10 graus com 0 a 5 graus de noite (para a latitude é MUITO ameno), tanto que pegar neve em Londres ou Paris é considerado um PRIVILÉGIO, pois é pouco comum nevar em ambas mesmo no auge do inverno. O mesmo vale para Tóquio, do outro lado do mundo, mas as temperaturas negativas são ainda mais raras. Na Europa quanto mais para leste mais frio fica o inverno, em algumas partes da Alemanha e em países como Rep Checa, Hungria e Polônia, entre outros na mesma região, há chance de pegar frio rigoroso, embora não dure o invenro todo, vem em ondas que só podem ser previstas com poucos dias de antecedência. Nos Alpes obviamente o frio aumenta com a altitude, sendo praticamente constante em algumas regiões o ano inteiro, mas cidades baixas como Genebra não são tão frias nem no inverno. A região do Mediterrâneo é toda de inverno bem ameno (pela lógica, quanto mais ao sul mais ameno), mas não dá nem para pensar em pegar praia para um brasileiro (alguns russos encaram na boa), em Atenas até nevou em 2003 e 2004, mas é raro, o normal é frio não muito forte de noite e agradável de dia, o mesmo vale para Madri, Istanbul é um pouco mais fria que Atenas e Madri e por lá costuma nevar quase todo ano, mas só de 1 a 3 dias por ano.

leandro
leandroPermalink

Desculpem a troca de letras em 2 palavras "inverno".

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Caramba, Leandro, pensei que você só entendesse de clima no Brasil shock Tô impressionado mrgreen

leandro
leandroPermalink

Finalizando, Roma e Lisboa são capitais que praticamente nunca (ou nunca mesmo) se pintam de branco no inverno.

leandro
leandroPermalink

Gosto de pesquisar sobre isso, mas tudo é muito relativo, muita gente MORRE de frio no inverno londrino, e é perfeitamente compreensível ainda mais se for um brasileiro, até no RIO DE JANEIRO tem gente que quase "congela" nos dias mais frios, é muito relativo mesmo. Para o turista comum do Brasil tropical pouco importa se, sem a Corrente do Golfo, Londres não teria 5 graus postivos e chuva em janeiro, mas 30 graus negativos e 1 metro de neve como cidades do Canadá e Rússia na mesma latitude, é tudo frio. Para os locais importa e muito, tanto Londres como Paris não tem a mínima estrutura para neve, se nevasse só como neva em NY de vez em quando as cidades viveriam o caos absoluto, elas aguentam (e mesmo assim não muito bem) só a nevinha fraca que cai nos dias mais frios do ano.

Roberto
RobertoPermalink

Olá pessoal, gostaria de saber alguma dica de hotel bem localizado em Barcelona e no Porto (Portugal).
Obrigado

Sylvia
SylviaPermalink

Que tal uma tabelinha básica de peso de roupas para por na mala ?
Topas Mô ?
É bom lembrar que essa nóia de peso não vale para viagens pelo Brasil e redondezas, nem para viagens em que a passagem tem aquela belezinha
escrita assim bem claro : por volume ( dois de até 32 por pax) ai não
precisa nem pensar ( mas precisa carregar sad )
Para mim europa é sinonimo de pouquissima bagagem, sempre !
Menos é mais e um é melhor smile

Rodrigo Purisch
Rodrigo PurischPermalink

Malas, essas malas e suas regras... Pesquisar essas regras foi uma das tarefas mais chatas que já fiz para blog....

Finalmente publiquei o início do comparativo!

Mas essa idéia de balança de catador de papel é legal (tipo dinamômetro).

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Já fiz o post com o link e publico amanhã cedinho, Rodrigo!

Quem não quiser esperar:
Intro: http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/09/o-excesso-de-bagagem-pode-fazer-o_01.html
Cias. européias: http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/09/o-excesso-de-bagagem-pode-fazer-o.html

Elisa
ElisaPermalink

Sylvia,
essa idéia da balança (como muitas outras que vem de vc) é demais! Para mim, que é sempre um tormento as minhas malas... Imagina, eu sou baixinha, magrinha, tipo mignon, mas sempre com umas malas enoooormes, nos últimos anos (com a ajuda de meu namorado) estou melhorando aos poucos e cada vez consigo reduzir um pouquinho a mala.
Mas essa sua da balança foi sensacional, outra vez uma vez vc arrazou!!!! Bjs.

leandro
leandroPermalink

Tem uma corrente dizendo que o Aquecimento Global pode cortar o "combustível" da Corrente do Golfo, mergulhando toda a Europa numa sequência de invernos congelantes e potencialmente fatais, acho isso um tremendo catastrofismo barato, mas quem tiver suas dúvidas aproveite enquanto é tempo... (emoction gargalhado que ainda não tive paciência para aprender).

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Leandro, é só passar o mouse por cima dos emoticons que a fórmula é revelada. Esse da gargalhada é : lol : sem o espaço entre os dois pontos e o lol.

lol

Flavia Penido
Flavia PenidoPermalink

Mudando do assunto bagagem (que me envergonha) o que vcs acham que atrapalha mais no inverno na Europa (além de escurecer cedo): o frio, frio frio, ou a chuva? Eu prefiro morrer de frio a ficar na chuva...

Leandro, esse seu post é uma aula de clima europeu...nada como números para desmistificar algumas coisas...

leandro
leandroPermalink

vamos ver: lol:

leandro
leandroPermalink

última vez

lol

leandro
leandroPermalink

Posso dormir tranquilo...

Salete
SaletePermalink

Riq!
Você é um amor! Sempre sintonizado no que a gente quer... E eu estou mesmo pensando se vale a pena ou não ir á Europa no inverno.
Se for, onde consigo passagem de avião em conta?
Abração, Salete

Gus
GusPermalink

Eu diria que visitar a Europa no inverno tem lá suas vantagens. Quem não conhece o frio de verdade e gosta do clima, vale a pena. Quem não conhece neve, vale a pena. Quem quer menos multidão e filas, vale muuuito a pena. E, se for em casal, vale a pena demais smile
Claro que o troca-troca de roupas, o peso das malas e preguiça de sair são desvantajosos. Mas os preços ficam bem mais em conta. E o visual, branquinho de doer os olhos, não se vê todo (ou nenhum?) dia aqui no Brasil...
E falaram aí que Alemanha nem pensar, né? Pois bem, estive lá em dezembro e foi maravilhoso. Munique, pra ser mais exato. As cervejarias ficam tão agitadas qto o verão. É delicioso tomar uma bebida que esqueci o nome, quente e feita de vinho, nas praças.
Ok, sou cachaceiro, podem dizer. Mas mesmo quem não é vai se amarrar smile

Alessandro
AlessandroPermalink

Gus: Glühwein wink

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Flavia, eu acho neve lindo e não tenho muito problema com frio, não; já aprendi o truque da roupa de baixo térmica + sueterzinho leve + casacão pesado e luvas.

O que me deprime é frio acompanhado de chuva e/ou dias infinitamente nublados. Uma seqüência de três ou quatro dias púmbleos com muito frio me deixam deprimidão.

O Gus, que gosta de inverno europeu, tocou num ponto interessante, também: estar bem acompanhado. Assim como eu não recomendo o inverno para viagens muito econômicas, também não aconselho para viajantes solo...

Ricardo Freire
Ricardo FreirePermalink

Salete, vôos intra-europeus em conta você pesquisa no Skyscanner, http://www.skyscanner.net . Mas lembre-se de que as companhias de desconto têm limites menores de bagagem -- para um panorama completo, dê uma chegadinha no Rodrigo http://aquelapassagem.blogspot.com .

Se você vai fazer poucas escalas, pode ser mais interessante incluir os trechos intra-europeus na sua passagem intercontinental. Orce com um agente de viagem. Aqui na comunidade a gente tem alguns muito bons, como a Liciana ( lilialmeida arroba terra ponto com ponto br ) e o Bruno ( http://www.superviagem.com.br ).

Dani
DaniPermalink

Ai...brigada pela atenção q vcs derammmm, brigada mesmo!!!
Vou entrar nos links agora mesmo...só q antes precisava agradecer....brigada mesmo!!!

Dani
DaniPermalink

Ah esqueci de responder...Ricardo...o plano era da Itália para França...depois Holanda....mas se precisar deixar a mala em sevilha e voltar...faria isso numa boa...
o problema mesmo era q não sabia onde deixar e quanto isso me custaria...

Salete
SaletePermalink

YESSSS!!! Você é DEZ mesmo!
É disso que preciso, de Licianas e Brunos.
Riq, muito obrigada!
Salete

Carla
CarlaPermalink

Ninguem falou sobre Londres, tirando o Leandro, que confirmou que as temperaturas nao sao assim tao baixas...

Eu sei que chove mto por lah e os dias sao extremamente cinzas, mas como a Dani G. falou, programa de inverno na Europa eh museu e em Londres, a maioria eh de graca !!!!

Eu estarei na Rep. Tcheca e em Londres nesse inverno... vamos ver como sera!!!

Abracos,
Carla SP

Mô Gribel
Mô GribelPermalink

Sylvia, eu topo!
Vou colocar lá no blog no final de semana.
grin

Sylvia
SylviaPermalink

GENIAL Mô !
Assim não preciso usar minha balança-de-bolso-amarela para pesar
coisa por coisa .
lol

Sylvia
SylviaPermalink

Dani , podes saber o preço olhando diretamente nos sites das
estações de trem e dos aeroportos .
O que sei é que tem dois tipos de lugares: os lockers , que podes colocar
o que quiser e couber ( tem uns grandes e outros menores) e levas a chave contigo , mas muitos deles são para até 48 ou 72 horas.
O outro são os "maleiros" que cobram por volume independentemente
do tamanho da bagagem.
Nenhum é assim baratinho não ... economico é deixar num hotel que é free , e voltar para buscar. :roll:

Lili
LiliPermalink

Tem uma coisa que ninguém falou e eu passei a pensar se não é piração minha: é que o peso das roupas de inverno, pra quem está a pé, andando quilôooometros, cansa quase tanto quanto o solzão no verão...

Sylvia
SylviaPermalink

É sim Lili , mas o peso das roupas de inverno pesa o dobro quando
levamos elas daqui . Compradas lá são muito mais leves pois os
materiais de tecnologia avançada são leves , trocam frio e calor ,
são anti alérgicos ..enfim , nada a ver com o que a gente tem no armário
e coloca na mala .
Bom é levar os daqui e trazer os de lá smile ( e deixar lá os daqui :roll: )