Enquete da semana: viagens P&B (perto e barato)

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

guartelapb.jpg

Aproveitando uma sugestão do Ernesto: que viagens de fim de semana ou feriado vocês recomendam, para fazer de carro, a partir da sua cidade?

Querendo dar a dica já com hotel e restaurante, a gente agradece grin

(Foto: Parque Estadual do Guartelá, PR -- enviada pelo Ernesto.)

139 comentários

Ricardo Freire

Adoro siri mole, Eunice grin
Conheci o Mistura há pouco tempo; não imaginava que fosse tão bom.

Ricardo
RicardoPermalinkResponder

Quem pode me dar dicas de Ilha Bela ??? Tem que ser charmoso !!!!

Renata
RenataPermalinkResponder

ops !!!! Escrevi errado !!! Dicas para Renata, por favor smile

fabio
fabioPermalinkResponder

Já que o assunto é siri mole, vou dar um pitaco...Me hospedei no Eco Resort da Praia do Forte a trabalho e, durante uma semana, acho que devo ter comido a moqueca de siri mole umas 5 vezes...E o preço (acho uns 35 reais, dando pra dois com pouca fome) era muuuuito inferio aos dos pratos de frutos do mar servidos no restaurante a la carte.

Renata
RenataPermalinkResponder

Xará, rsrs, não sei qual sua idéia.. mas se topar uma trilha, lugar sossegado, sem energia elétrica mas cheio de charme (ainda não conheço, mas vou semana que vem - a Emília também), pode dar uma olhada bonete.com.br.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Renata, meu Deus, transmissão de pensamento!!!! Eu ia sugerir exatamente a Pousada Canto Bravo, que eu não conheço, mas estou namorando a séééééculos!!!!
Depois dá notícias dela, tá?

beijos

Eunice
EunicePermalinkResponder

Riq,

1° balsa: sentido Salvador-Aracaju: entra em Indiaroba, segue para Terra Caída, pega a balsa para Porto Cavalo ( daí siga para Abaís ). Sai às 6/ 12, 13:30, 19;45 20:15 , 21:45. Retorno 15 min a mais .

2°balsa: Caueira- Mosqueiro; mesmos horários mais 30 minutos.

A distância rodoviária entre as duas balsas é de 45 km.

Sugiro que antes de viajar confirme se os horários continuam os mesmos pois existe variação sazonal. No verão, mais horários. Telefone para Alan, Brisatur de Aracaju, 79- 3223-1781.

O resturante Casa da Mangueiras está listado em Imbassay, no Guia Quatro Rodas, mas na edição 2004 não tem 4 estrelas.

Fábio:

Trabalho bom, hein? eek) O siri mole é um crustáceo raro em outras partes do mundo. Raro e muito caro. Em Maryland, nos EEUU, exite um similar de siri mole, extremante caro. Aqui, desse preço que vc falou.

Dentre os resorts da linha verde, o Praia do Forte, para mim, continua imbatível.

WB
WBPermalinkResponder

Gostaria de lembrar de Cunha (SP) : facil ascesso pela Dutra, se puder vá até a Pedra da Marcela (se o dia estiver claro da pra ver até Paraty).
No circuito das aguas paulista além de Serra Negra e Aguas de Lindóia, temos também Socorro (esportes de aventura) e pra quem quer turismo rural radical : Monte Alegre do Sul (a cidade presépio).
Minha duvida de algum tempo : ficar em Penedo e visitar o parque nacional de Itatiaia ou ficar no parque e passear em Penedo. Depois de ler os comentários acho que já decidi : fico no parque. Mas a Carla citou que esta mal cuidado ? Será que vale o passeio ?
Mara : blog de hoteis de recreação próximos a SP acho que seria de muito interesse pros paulistanos e dos arredores. Vá em frente.
Eunice quer nos endoidar de vez ? Que loucura ! Quando eu for a Salvador e conseguir fazer meia duzia de suas indicações já tô feliz!!!

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Ricardo
Ilha Bela nunca fui mas gostei muito deste "pouquinho" de Brasil que a galera escreveu por aqui.

Complementarei o que os cariocas escreveram com uma idéia para o final de semana - express tour pela Serra que faço com meus amigos que vêm de fora - Rio-Petrópolis-Teresópolis-Rio - a estrada Itaipava - Teresópolis é linda apesar de ser mão única para ir e mão única para voltar.

No caminho, o famoso croquete do Alemão. Esse tour tb é gastronômico smile
Chegando na hora do almoço em Petrópolis, almoce na churrascaria do Quitandinha - um amigo escocês se sentiu em casa lá. A vista para o lago, o sol, a comida (não é o Porcão, mas vale). Depois vá a Casa de Santos Dumont, a Catedral de Petrópolis, o Museu Imperial (para andar de chinelão), o Palácio de Cristal.

Depois siga até Itaipava, vá pela estrada sinuosa até o Hotel Alpina em Teresópolis. Trabalhei próxima ao Hotel e comi muito lá qdo morei na cidade - o Francisco, o maitre é super atencioso... A Toca-Terê é uma pousada digna de roteiro de charme mas caríssima, linda e charmosa para casais em lua-de-mel - tem um restaurante de comida mineira Tutu Terê. A Pizzaria Manjericão é tradicional, mas faltou reportar aqui o famoso Caldo de Piranha, um restaurante tradicionalíssimo na cidade que apesar de não ser praiana tem o único caldo de peixe que eu como sem medo (após uma infecção de 4 meses por causa de um caldo de peixe em Maracajaú). A Taberna Alpina deu uma caída mas o pato com purê de maçâ e o croquete de batata continuam ótimos!

Vá até a CBF, no Comary e peça para te deixarem entrar (é um condomínio, mas eles deixam ir até a placa da CBF para tirar foto e vc ainda vê os campos onde a seleção treina, além do lago do Comary. O parque Nacional e a vista do Soberbo complementam seu tour de um dia.

O Express tour by Cristina tb pode ser feito ao revés como testei no último Sete de Setembro, começando com Terê e terminando por Petrópolis.

Andrea S. B.
Andrea S. B.PermalinkResponder

Que legal a Debora e WB terem citado o Circuito das Águas!

Apesar da gente aqui ter começado muito cedo esse papo de turismo próximo à capital paulista (lá pelos idos da década de 20), estamos tentando reciclar a idéia de turismo prá terceira idade.
Estão surgindo vários roteiros de agriturismo com visitas a fazendas produtoras (queijo, vinho, frutas).
Tem também um projeto para revitalizar as antigas fazendas de café do sec. XIX entre Amparo, Itapira e Serra Negra (muitas delas já serviram de locação para telenovelas globais).
Aliás a cidade de Amparo tem seu centro histórico tombado pelo Patrimônio Cultural. É todo composto por casarios do Ciclo do Café super imponentes!
Prá quem tem filhos o bom mesmo é Aguas de Lindóia que tem um mega Parque Central projetado por Burle Max, onde pode-se "soltar os pequenos" e esquecer da vida!
Isto sem falar nas super corredeiras e cachoeiras de Socorro e Monte Alegre do Sul, que WB já deu a dica.
Ah!Estamos ganhando também um roteiro gourmet com nosso primeiro restaurante estrelado Guia4Rodas especializado em Bacalhau tipo Porto na cidade de Serra Negra.
Caso não dê prô "comandante" ir na bacalhoada do Zé Maria em Itú, fica a dica: o bacalhau do Sr. Martins é inesquecível! Tem muito português, principalmente de Santos, dizendo que nunca comeu nada igual, nem na terrinha!!!!!
Prá mais informações estou às ordens, pessoal!

Majô
MajôPermalinkResponder

Cristina, essa estrada que liga Itaipava, perto do Vale da Boa Esperança e Cuiabá, à Teresópolis é realmente linda ! Em Petrópolis tem também a churrascaria Majórica, muito boa.

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

A Holambra é simpatica, mas para mim, na exposição e um programa atamente idngena, fica tudo muito cheio, e não há tantos atrativos além dos que a Cidade proporciona.

Um lugar que acho simpático e barato perto de SP, é Piracicaba, com o Rua do Porto, ao lado do Rio, com seus restaurantes de paixes, e a revoada de patos no final da tarde. Quem quiser estender pode ir para São Pedro, almoçar no restaurente do Senac, e se quiser extender mais um dia, ir para Brotas, pela Serra.

fabio
fabioPermalinkResponder

Na Rio Petrópolis, já chegando em Petrópolis, sugiro uma parada no Pavelka ao invés do Alemão. É ótimo e dá pra comprar um monte de comidinhas pra levar na viagem...

Eunice, passei um mês em Salvador esse ano (não, não fiquei de novo no Eco Resort, mas em Pituba), e só fiz o passeios tradicionais (Yemanjá, Praia do Forte, Solar do Unhão, Pelourinho...). Tudo bem, todo mundo quando vem pro Rio vai a Copacabana, né? Pois é...Da próxima vez, já vou estar escolado...

ANA
ANAPermalinkResponder

Chama-se estrada das hortências essa que liga Itaipava à Teresópolis. É realmente linda, mas tem que ter muito cuidado porque é extremamente perigosa. Há trechos em curva que não passam dois carros ao mesmo tempo (!!!!) e praticamente não há acostamento.Mas recomendadíssima. Vale o passeio.

Renata
RenataPermalinkResponder

Marina,
estou chegando à conclusão que a Canto Bravo significa a mesma coisa pra todo mundo.. aquele tipo de lugar ´tenho que ir de qualquer jeito´, mas nunca dá certo. Assim que voltar conto - e ainda espero encontrar a Emília por lá para uma mini conVnVenção.. Com certeza na volta postamos as impressões.

Yara
YaraPermalinkResponder

Só pra ajudar na discussão, eu moro no interior de São Paulo e posso dar algumas dicas pra quem quer fugir da capital:
1. O Resort em Campinas é grande, tem uma boa infra-estrutura, mas pra quem gosta de algo mais não vale a pena, porque na cidade não tem muita atração “turística”, digamos assim. Temos Shoppings e poucos bons restaurantes, só. Pra quem estiver aki durante a semana, vale aparecer no Café Filosófico, uma programação cultural da CPFL.
2. Pra quem gosta de trilhas, Joaquim Egídio, pertinho de Campinas, é cheia delas pra se ir a pé ou de bike. O melhor de tudo são os restaurantes e bares que ficam pelo caminho e que são um ótimo pit-stop. As comidas são caseiras e deliciosas. Se alguém quiser, depois eu posso passar os nomes de alguns bem legais.
3. Holambra: A Expoflora é a maior furada do mundo!!Acreditem, eu levei a minha mãe nos últimos três anos e prometi nunca mais fazer isso. É lotada, muuuito lotada. A exposição de flores diminui a cada ano e a parada das rosas é decepcionante. A comida típica é boa, mas vale a pena visitar em outro dia mais tranqüilo (com trema) e quem tem criança pode visitar a mini- fazenda a qualquer época também.
4. Serra Negra: é gostosa pra quem gosta de ver lojinhas. Tem muitas coisas com bons preços em malhas e couros.
5. Litoral sul: Itanhaem, umas das cidades mais antigas do nosso litoral. Sou suuuper suspeita pra falar pois desde que nasci vou pra lá. Não tem nada pra fazer, só curtir o clima de praia e de férias.
6. Litoral norte: Camburi, como alguém já disse é sensacional - super tranqüila e com uma ótima praia. Fiquei na pousada Camburioca(www.camburioca.com.br), simples, mas muito boa, tem piscina aquecida e serviço de praia. Juquehy, é ótimo pra quem tem família com filhos pequenos, pois a estrutura é melhor (tem farmácia, padaria, supermercados). É uma delicinha, cheia de passeios e com belas praias. O problema é que as praias são quase todas particulares e as que sobram vc entra por uma ruazinha estreita...Ilhabela, amanhã vou pra lá e depois conto como foi. Estava olhando enquetes antigas e vi comentários sobre o DPNY. Vou me hospedar lá, espero que dê tudo certo. Já fiquei no Porto Pacuiba (www. portopacuiba.com.br). Excelente, na praia do Vianna. Acho melhor contar tudo qdo voltar.
Espero ter contribuído um pouco, já que vcs sempre me ajudam!!
b-jocas
Y

Yara
YaraPermalinkResponder

Sorry, foram dois!!!!!
sad
Meu computador está doidinho!!

Izabel
IzabelPermalinkResponder

Para quem gostou da dica do Ernesto, e pretende conhecer a região do canyon, e as cachoeiras de Prudentópolis, na cidade há uma base de esportes radicais chamada ninho do corvo ( http://www.ninhodocorvo.com.br ). O proprietário organiza atividades em meio a natureza, a tiroleza (conehcida de todos), rapeleza (uma mistura de rapel com tiroleza) e a corvoleza (um tipo de tiroleza no meio de um canyon, mto show). Tem ainda um cascading de 80m no salto sete que é maravilhoso (o único problema é voltar para a base, caminhada de 45 minutos morro acima). Estive lá no carnaval desse ano e adorei. Fiz as atividades em dois dias, mas é possível fazer tudo em um só. A tiroleza, corvoleza e a rapeleza são em locais próximos, tipo um circuito. Entre a rapeleza e a corvoleza é possível caminhar por uma trilha no meio do canyon (lindíssima) e chegar ate o Recanto Perehousky onde a D. Isabel serve um típico almoço ucraniano, com verduras colhidas na hora (por apenas R$12,00).
Para quem gosta também é possível fazer rafting no Rio dos Patos com corredeiras que chegam até o nível IV (eu fui em época de seca, o que impossibilitou o rafting).
Em um segundo dia recomendo conhecer as cachoeiras da região, que realmente são belíssimas. A estrada para as cachoeiras não é bem sinalizada -aliás recomendo que o motorista olhe as placas e o passageiro fique conferindo as placas no sentido contrário, pois lá têm o costume de colocar placas em somente um dos sentidos da estrada. O que se pode fazer é entrar em Prudentópolis, pegar um mapinha em uma das agências (tem uma na rua principal em frente à Igreja) e seguir para a estrada com o mapinha.
Duas das muitas cachoeiras permitem que vc chegue até a beiradinha, lá onde a água começa a cair mesmo. Em uma delas vc pode ter a vista tanto de cima, quanto descer até onde continua o rio (se vc encarar subir uns 300 degraus na volta, claro).
É uma viagem barata, mas muito legal. Qto a hospedagem, me recomendaram esses hotéis em Prudentopolis:
Pousada Ozera : http://www.ozera.com.br fone 42 34465316
Hotel Elite : http://www.elitehotel.com.br fone 42 34464838
Hotel Mayná: http://www.hotelmayna.com.br fone 42 3446-2091

Eu fiquei no Mayná (R$ 62 a diária p/ casal) mas não acho q vale a pena. Sugiro hospedar-se em Ponta Grossa que tem hotéis bem melhores e fica a apenas 1 hora de Prudentópolis (o Brystol Vila Velha é um deles).
Ainda dá para esticar até Vila Velha e Furnas!!! Mas desses lugares não tenho dicas pois não vou lá há muito tempo.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Majô - A região do Vale do Cuiabá é realmente linda e tem excelentes restaurantes e hotéis/pousadas!!!! Sou fã!

Fábio - Estou contigo mais uma vez, acho a Pavelka melhor que o Alemão! Maaaas, o Alemão tem sua tradição, não é mesmo??? Sempre paro na Pavelka e compro biscoitinhos e faço uma "boquinha" antes de seguir viagem!!!!

Renata - ô coisa boa vai ser essa viagem!!! Espero que faço um sol maravilhoso pra vocês aproveitarem demais!!! Mas, por favor, não esquece de voltar pra contar depois!!!! rssss

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Renata e Marina...apesar do tempo instável, acho que dessa vez vai dar certo grin
Depois eu conto...

Majô
MajôPermalinkResponder

Fábio, eu sempre paro na Pavelka quando chego, é ótimo para um expresso. E na volta para comer um sanduiche de pão de leite que é uma delícia com linguiça de frango. Fora o mil folhas deles, yogurts, frios, massas etc etc

Ana, a estrada é perigosa mesmo, muitas curvas.

Majô
MajôPermalinkResponder

Marina, o Vale do Cuiabá é lindo mesmo, Bia tem uma amiga que tem uma casa lá, onde passamos um fim de semana, que vista linda para as montanhas, e sossego total, mas a estrada para chegar é bem ruinziha. O ar puríssimo ! O Vale da Boa Esperança também é lindo, passava sempre férias com minha prima, banho de rio, passeios na mata. Hoje em dia ficou para very important people.
O Alemão tem a tradição mesmo. Tem uma lojinha em Petrópolis, na 16 de março, bom para uns croquetes.

Eunice
EunicePermalinkResponder

Fábio,

Minhas sugestões, exceto a do restaurante, foram para o que considero arredores de Salvador ( viagens sem dificuldades para quem está aqui ) e não na cidade. Esses passeios "clássicos" que vc fez, acho-os todos bons, teria outras sugestões mas ficam para qd Riq perguntar sobre programas turísticos na própria cidade. eek) Mas uma coisa sei, destino turístico depende muito da cultura e da personalidade do viajante, e também do momento; às vezes, naquele instante, tudo que se quer é descansar.

fabio
fabioPermalinkResponder

Majô, talvez o Alemão esteja pra Penedo assim como a Pavelka está pra Mauá...wink

fabio
fabioPermalinkResponder

Majô, podemos dizer que o Alemão está pra Penedo assim como a Pavelka está pra Mauá... wink

fabio
fabioPermalinkResponder

Eunice, concordo com vc, fiz o que podia dada minha limitação de tempo e considerando que estava com duas crianças pequenas, mas tenho certeza que a cidade tem muito mais a oferecer...

Majô
MajôPermalinkResponder

haha Fábio, você vai arrumar confusão.

Izabel
IzabelPermalinkResponder

Para quem gostou da dica do Ernesto, e pretende conhecer a região do canyon, e as cachoeiras de Prudentópolis, na cidade há uma base de esportes radicais chamada ninho do corvo (www.ninhodocorvo.com.br). O proprietário organiza atividades em meio a natureza, a tiroleza (conehcida de todos), rapeleza (uma mistura de rapel com tiroleza) e a corvoleza (um tipo de tiroleza no meio de um canyon, mto show). Tem ainda um cascading de 80m no salto sete que é maravilhoso (o único problema é voltar para a base, caminhada de 45 minutos morro acima). Estive lá no carnaval desse ano e adorei. Fiz as atividades em dois dias, mas é possível fazer tudo em um só. A tiroleza, corvoleza e a rapeleza são em locais próximos, tipo um circuito. Entre a rapeleza e a corvoleza é possível caminhar por uma trilha no meio do canyon (lindíssima) e chegar ate o Recanto Perehousky onde a D. Isabel serve um típico almoço ucraniano, com verduras colhidas na hora (por apenas R$12,00).
Para quem gosta também é possível fazer rafting no Rio dos Patos com corredeiras que chegam até o nível IV (eu fui em época de seca, o que impossibilitou o rafting).
Em um segundo dia recomendo conhecer as cachoeiras da região, que realmente são belíssimas. A estrada para as cachoeiras não é bem sinalizada -aliás recomendo que o motorista olhe as placas e o passageiro fique conferindo as placas no sentido contrário, pois lá têm o costume de colocar placas em somente um dos sentidos da estrada. O que se pode fazer é entrar em Prudentópolis, pegar um mapinha em uma das agências (tem uma na rua principal em frente à Igreja) e seguir para a estrada com o mapinha.
Duas das muitas cachoeiras permitem que vc chegue até a beiradinha, lá onde a água começa a cair mesmo. Em uma delas vc pode ter a vista tanto de cima, quanto descer até onde continua o rio (se vc encarar subir uns 300 degraus na volta, claro).
É uma viagem barata, mas muito legal. Qto a hospedagem, me recomendaram esses hotéis em Prudentopolis:
Pousada Ozera : www.ozera.com.br fone 42 34465316
Hotel Elite : www.elitehotel.com.br fone 42 34464838
Hotel Mayná: www.hotelmayna.com.br fone 42 3446-2091

Eu fiquei no Mayná (R$ 62 a diária p/ casal) mas não acho q vale a pena. Sugiro hospedar-se em Ponta Grossa que tem hotéis bem melhores e fica a apenas 1 hora de Prudentópolis (o Brystol Vila Velha é um deles).
Ainda dá para esticar até Vila Velha e Furnas!!! Mas desses lugares não tenho dicas pois não vou lá há muito tempo.

Anelise
AnelisePermalinkResponder

Oi Pessoal!!!!

Eu vou me permitir indicar minha cidade mesmo, Poços de Caldas MG.
260 km de SP, 160 km de Campinas.

Muitas montanhas, paisagens maravilhosas, ar puro, um bom comércio, águas sulfurosas, e muita comida boa.....

Culturamente falando, indico agora no dia 28 de setembro a Sinfonia das Águas, evento de música clássica, ao ar livre. De muito bom gosto.

Gosto de 2 hotéis aqui, o Pálace Hotel e o Monreale Resort.

Quem quiser mais dicas é só perguntar!!!!!!

Érica França

Bem, eu amo Paraty!!!! E acho que vale um final de semana sim, já fiz até bate e volta saindo de São José dos Campos. O fundo do Vale do Paraíba, como Guaratingueta, é muito gostoso. Em Guará, há um povoado chamado Pedrinhas e de lá, dá para subir até Gomeral (por estrada de terra) e, depois, para Campos do Jordão. Mas não é qualquer carro que aguenta. O meu, buá, não aguentou!

Andrea S. B.
Andrea S. B.PermalinkResponder

Yara:

1. O resort de Campinas, The Royal Palm Plaza, funciona super bem prá quem quer acrescentar mais um dia de apoio visitando o Hopi Hari. Tenho amigos de Santos que fazem isso com frequência.

2. A Expoflora da Holambra é um pouco cansativa para nós da região, que costumamos frequentá-la todos os anos. Mas continua sendo uma surpresa para turistas do Brasil inteiro que ainda não a conhecem.
O que é imensamente importante para o turismo na nossa região!

3. Serra Negra não é só legal para fazer compra nas "lojinhas". O entorno da cidade possui lindas paisagens de vales e montanhas. Numa das rotas rurais, existe uma Vinícola artesanal que aceita visitas, onde a casa principal é toda de pedra, cópia autêntica das casas rurais da Toscana na Itália. Existe também a Cachoeira dos Sonhos, onde é possível passar o dia sem "farofa"!

4. Juquehy não possui praias de difícil acesso. Muito pelo contrário, o acesso é permitido apenas para pedestres (ainda bem!) e se faz pelas transversais da rua principal, como em Maresias.

Carmen:

Prá você anotar:
As praias do litoral norte paulista são super agitadas no verão! Com excelentes pousadas e restaurantes de boa comida. Vale a pena anotar: Juquehy, Barra do Sahy, Camburizinho, Maresias, Paúba. Na rota, vale a pena conhecer o restaurante Manacá, uma experiência!

Pati Tessarollo

Seguem algumas dicas de programas PBP (perto, barato e praianos) para quem está no Rio:

Praianos

1. Almoço no Bistrô do Mac, em Niterói.
2. Pôr do Sol no Pontal do Atalaia em Arraial do Cabo.
3. Ventinho e bronze na praia do Foguete em Cabo Frio.
4. Alugar um caiaque na Enseada da Tartaruga em Búzios.
5. Aproveitar para subir até o Mirante da Praia Brava tbém em Búzios.
7. E curtir um show de jazz no bar do Gran Cine Bardot na Rua das Pedras.

Majô
MajôPermalinkResponder

Andrea S.B. , o Manacá é ótimo mesmo smile

WB
WBPermalinkResponder

Andrea S. B.
Obrigado pela complementação dos comentários, o meu e o da Debora.
Fui há 3 anos à Serra Negra e me surprendi com a cidade, tranquila, bons restaurantes, e passeios pelos arredores. No ano seguinte fiquei em Aguas de Lindóia, sossego total. Neste ano fiquei em um hotel fazenda perto de Monte Alegre do Sul, e fui até Socorro para alguns passeios. Esta região melhorou muito em opções turisticas. E claro tem também a boa comida caipira.

Andrea S. B.
Andrea S. B.PermalinkResponder

WB:
O bom da nossa região do Circuito das Águas Paulista é isso mesmo! Tem de tudo prá todos os gostos e prá todos os bolsos!!!!

Se vc quer sossego, tem sempre um hotel fazenda legal prá nem sequer se preocupar em sair dele... Ah! Lembrando que Bragança Paulista e Itatiba fazem parte da nossa região, onde está o premiado H. Fazenda Dona Carolina.

Se vc quer agito, a noite de Amparo é cheia de opções e o dia em Serra Negra passa super rápido nas "lojinhas"- prá quem não gosta de passeio rural....

Esqueci de incluir também que, prá quem gosta de equitação, Morungaba tem Fazendas onde se pode passar o dia tendo aulas de montaria...

Ah! Falando em Monte Alegre do Sul, existe lá um restaurante beeeeem familiar ( familiar mesmo,hein! ) o Restaurante Universal que tem o melhor leitaõzinho que já comi em minha vida! Uma dilícia...

É sempre bom lembrar que estamos bem pertinho de SPaulo e Campinas e nos finais de semana é preciso reservar hospedagem com antecedência pq tudo lota rapidinho - alguns hotéis da região já estão com reservas fechadas para o Reveillon!!!!!

Liu
LiuPermalinkResponder

Eunice e Ricardo,
TEnho uma novidade. Esse tempo de viagem Aracaju/SSA deve reduzir, pq onde há a balsa de terra caída será construída uma ponte. Coisa para daqui a uns dois anos. O projeto já está pronto. Não tenho maiores detalhes.
Abs a todos

grazi
graziPermalinkResponder

Pra quem mora no Vale do Paraíba e não conhece Cunha, eu recomendo. É tudo de bom, charmosa e o pessoal lá está investindo muito no t urismo. Cheia de recursos naturais, artesanatos. Para saber mais entre no site cunhatour. Pousadas Vila Rica (simples, barata e tudo de bom, limpíssima e café da manhã impecável com muitas guloseimas a base de pinhão, que tem muito no local). Pra quem procura requinte recomendo a estalagem Shambala, chique que só. Se tiver pique, desça de bike até Paraty pela Estrada Real. Durante a noite, pizzaria Casarão, uma delícia.

Larissa
LarissaPermalinkResponder

Eunice, ricardo, fábio...

Sou de aracaju, e tenho uma notícia bem legal. a ponte mosqueiro/caueira ficou pronta e foi inaugurada há duas semanas. agora para quem quiser vir ssa/aju, só terá uma balsa para atravessar, a de terra caída. mas essa tb tem seus dias contados, pois a ponte de lá já está em andamento.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar