Maldivas? Seychelles? Taiti? Maurício?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

mald450.jpg

Com o real valorizado e o novo vôo da Emirates (que leva quase direto às Maldivas, com uma conexão bem rápida em Dubai), muita gente volta a sonhar com as ilhas paradisíacas do Índico e do Pacífico Sul.

Se a gente criasse uma moeda chamada txai, ou Tx$, que equivalesse à diária do bangalô mais barato do resort de Itacaré (R$ 1.250,00, ou cerca de 600 dólares), veríamos que dá para se hospedar em resorts top dessas ilhas entre Tx$ 1 e Tx$ 1,50. Claro que é preciso levar em consideração a passagem aérea, o tempo de deslocamento, e todos os extras. Mas se você já cogitou alguma vez fazer essa extravagância, esse é um bom momento.

Eu já estive nas Maldivas, em Zanzibar e em Bora Bora. E acrescento o que sei de orelhada das Seychelles e de Maurício.

Maldivas. 1.100 ilhotas de cartum de náufrago (só areia e coqueiros), um pouco acima da linha do Equador, próximas à Índia. Apenas 100, escolhidas a dedo, têm hotéis -- e somente um hotel em cada ilha. Águas transparentes. Barreiras de corais pertíssimo da areia. Snorkel facílimo. Hotéis de luxo -- e, devido à grande concorrência, com boa relação custo x benefício. Os hotéis mais novos importaram a estética palafita-chic do Taiti. (Às vezes, com densidade demasiada, para o meu gosto.) Os pontos baixos são o exotismo zero (não há hotéis em ilhas habitadas) e o fato de não haver nada a fazer a não ser tomar sol e mergulhar. O ponto alto é não haver nada a fazer a não ser tomar sol e mergulhar grin Acesso: via Dubai (Emirates), Cingapura (Singapore) ou Viena (Austrian). Quando ir: novembro a abril. Site oficial: Visit Maldives.

Seychelles. 115 ilhas de vários tamanhos, um pouco ao sul do Equador, no meio do Índico, à altura (mas longe) da costa da Tanzânia. Há desde ilhas bem grandotas, como Mahé (onde fica a capital) e Praslin, até ilhotinhas desabitadas. A paisagem mistura montanhas com vegetação densa e praias pequenas; as mais fotografadas -- normalmente em La Digue -- têm enormes pedras graníticas sobre a areia (em Trindade -- Paraty -- a gente tem umas meio que por aí, mas não com água turquesa). A maioria dos visitantes passa por essas três ilhas, ou então monta base em Mahé e faz bate-e-voltas de avião para outras ilhas. Na alta temporada, as praias de La Digue podem ficar cheias demais durante a estada dos excursionistas. Além desse circuito mais popular existem as ilhas-de-um-hotel-só, como Frégate, North Island e Desroches. Vendo pelas fotos, acho que North Island e Frégate podem ser páreo para as Maldivas, sim -- sobretudo para quem acha o visual ilha-de-cartum-de-náufrago muito monótono. Mas os hotéis dessas ilhas exclusivas são mais caros que as Maldivas (até porque têm menos bangalôs). Há um ótimo mapa interativo no site Seyexclusive. Acesso: via Johanesburgo (Air Seychelles), Dubai (Emirates), Maurício, Munique, Roma e Paris (Air Seychelles). Quando ir: maio a outubro. Site oficial: Seychelles Travel.

Maurício. Uma grande ilha no Índico, a leste de Madagascar, numa latitude que, no continente africano, daria em Moçambique. Há montanhas, florestas, praias azul-turquesa e uma capital pitoresca, Port-Louis. O povo é de origem predominantemente indiana, com imigrantes africanos, malgaxes e chineses. O turismo é controlado, com poucas opções para o mochileiro e inexistência de turismo de massa de pacotes. Os resorts são elegantes. Sem nunca ter ido a nenhum dos dois lugares, eu arriscaria dizer que Maurício seria uma Jamaica mais segura e com resorts, na média, mais sofisticados. Acesso: via Johanesburgo (South African, Air Mauritius), Seychelles (Air Seychelles) ou Londres (British). Quando ir: maio a setembro. Site oficial: Discover Mauritius.

Zanzibar. Ilha na costa da Tanzânia (é o "Zan" de Tanzânia; "Tan" vem da parte continental do país, a antiga Tanganica.) Um dos lugares mais exóticos do planeta: mistura mundo árabe com África negra e colonização britânica. É o lugar mais em conta de todos esses listados aqui; e, a julgar somente pelas praias, talvez nem merecesse estar nesta seleção. A praia realmente sensacional da ilha fica na ponta norte: é Nungwi, que também é um vilarejo de pescadores. O resto da costa é tomado por resorts melhorzinhos ou piorzinhos, como no nosso Nordeste. A pequena (e labiríntica) capital -- a cidade histórica de Stone Town -- é fascinante, e merece pelo menos uns dois pernoites, em algum hotelzinho de charme como o Emerson & Green. Se em vez de ficar numa pousada em Nungwi a idéia for gastar Tx$ 1,50 por noite, então vá direto ao Mnemba Club, um hotel caríssimo de cabanas rusticíssimas (tudo de madeira e palha, chão de areia) numa ilha privada. Foi lá que eu passei um réveillon com Emma Thompson... Acesso: via Johanesburgo e Dar Es Salaam (South African, depois companhias regionais). Quando ir: julho a fevereiro. Guia independente: Zanzibar.org.

Taiti. Ilha principal da Polinésia Francesa, cujo nome é erroneamente atribuído ao país inteiro (perdão, à dependência francesa ultramarina inteira). Um lugar LLL: lindo, longe e louco de caro. O que faz essas ilhas tão especiais é a topografia: montanhas majestosas dominando ilhas relativamente pequenas, circundadas por anéis de coral. Se você for até lá, ponha a mão no bolso e passe pelo menos uns dias em Bora Bora, onde esse visual é ainda mais lindo. Foi aqui que inventaram a palafita chic; mas se você não quiser pagar entre Tx$ 1 e Tx$ 1,50 para dormir debruçado na água transparente, pode tentar a sorte num hotel simples ou pousadinha... Acesso: via Santiago (Lan). Quando ir: maio a agosto. Site oficial: Tahiti Tourisme.

E você? Esteve recentemente num desses lugares? Ou foi a Fiji, Marquesas, Ilhas Cook, Tuvalu, Vanuatu, Comores, Moçambique? Conta pra gente vai...

Leia mais:

221 comentários

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Quantas dicas interessantes. E, quem linkar o Thaiti, vai ver que tem opções não tão caras, sem contar que da para dar uma paradinha na Ilha de Pascoa.

Mas, meu sonho mesmo são as Seychelles, pelas fauna única, dizem que semelhantes, a Galápagos, que já fui, e realemente é o paraiso perdido onde os animais não tem medo do homem.

Pergunta : praia por praia, não faz mais senso ir a Los Roques, que é linda, ou Antigua, com menos horas de voo, e preços mais em conta?

Nestas ilhas todas, como bem falou o Rodorigo, a unica opção para patos mais economicos são os cruzeiros, que as vezes ficam na faixa dos 1200 dolares para 9 dias com pensão completa pela Princes, na qual já viajei (mas para a Russia, e não para o Thaiti) e recomendo.

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

Por sinal a página com os hoteis em conta de Bora Bora, são bem interessantes, tem hoteis simples, por 100 a 200 dólares.

E, quem gosta de tomar coca a 8 dólares, pode trazer uma caixinha do Brasil...

leandro
leandroPermalinkResponder

Comparando Maldivas com Bora Bora (por fotos, pois infelizmente nunca cheguei perto):

cor da água: empate

areia: Maldivas

paisagem: Bora Bora

sandra
sandraPermalinkResponder

fiquei em um novotel em bora bora que foi uma excelente relação custo benefício. eu definitivamente o recomendo para os mais duros que querem conhecer esse paraíso com algum conforto

Schnaider
SchnaiderPermalinkResponder

Filipinas, 7.107 ilhas tbem nao estao no roteiro? humpf sad

Rodrigo Purisch

Sylvia,

O negócio é saber qual ilha ou em que aprte da ilha. A experiência vai depender muito disso. Fiz uma viagem relâmpago a Phuket. Fiquei lá na confusão enão vi nada demais. Mas sei que existem hotéis maravilhosos espalhados pela ilha. Phi Phi, deixou uma saudade......Nessa tive vontade de ter dormido.

Schnaider,

O Negócio é saber qual delas visitar. Existem ainda problemas sérios de segurança nas ilhas mais ao sul. Boracay é a famosa e parece ser uma ilha segura. Só que dá um certo trabalho chegar lá. Não há vôos diretos.

Schnaider
SchnaiderPermalinkResponder

Oi Rodrigo,
Eh, os voos para la soh saindo de Manila mesmo sad
Visitei El Nido que fica na Ilha de Palawan ( http://www.elnidoresorts.com ) e a Ilha nao fica para trás das ilhas da Tailandia em quase nenhum quesito, a nao ser esse do voo. O problema de segurança esta mais concentrado na Ilha de Mindanao, cuja visita é desaconselhada por todos.

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Lucia, eu também penso nessa 'questão Maldivas'...mesmo assim acho que a balança está pendendo para a Polinésia, com todos esses relatos bacanas. O fator mergulho faz tudo ficar mais interessante...
Eu dei uma lida no seu blog sobre Palau, que lugar é aquele? Eu tenho pavor de águas-vivas, mas acho que até encararia a lagoa wink
Renata, ótima dica do piquenique low-cost no motu grin

Rita
RitaPermalinkResponder

Eu estive em Fiji em 2005 e foi a maior decepção que ja tive em viagens. O turismo é super massificado, tipo grandes resorts com serviço pessimo ou ilhas honey moon super caras onde você também depende da ma infra-estrutura das ilhas. Os nativos não são nada amigaveis e você fica o tempo todo com aquela impressão que esta "incomodando o pesoal". Fiquei decepcionada em relação aos sites de mergulho também, com corais bem danificados. Gostei bastante da Nova Caledônia e meu marido fala a mesma coisa que o da Lucia sobre Vanuatu. O norte da Australia também tem praias paradisiacas e grande barreira de coral é imperdivel pra quem mergulha. Eu morei na Australia e sobre dicas alih no Pacifico, eu ainda fico com a Nova Zelândia, que eu acho desbundante quanto à paisagem, natureza, diversidade e atividades, apesar da falta das opções praia cristalina e calor.

Joao Paulo
Joao PauloPermalinkResponder

Apesar das lagoas espectaculares de Bora Bora e da beleza de Moorea, acho que não repetiria o Tahiti.Fiz a viagem em Janeiro e fiquei com a sensação que gostei mas que toda aquele dispendio de USD e o horrivel jet lag do regresso não compensam tanto assim. Não me arrependi, mas para mim chegou!
Fui às Maldivas há 3 anos atrás e gostei muito.Fiquei no White Sands Resort, que recomendo vivamente(só as palafitas, os bungalows são fraquinhos)!,
http://www.naiade.com/en/hotels/maldives/white_sands_resort/default.aspx
Para tentar conhecer um pouco mais a realidade do país arrisquei ir ao atol de Gan (90 minutos de avião nas linhas aereas locais,só para quem não tem medo de avião estranho), a unica ilha habitada e em que é possivel contactar com os locais.Fiquei alojado no Equator Village
http://www.equatorvillage.com/
As praias são bastante piores que as das "ilhas hotel".O hotel é de facto uma antiga base aerea inglesa do tempo da segunda guerra.Foi muito interessante poder pegar na bicicleta e passar pelas diversas ilhas ligadas por pontes, conhecendo os locais.Deu para "conhecer" um país que não tem nada a ver com o estereotipo das Maldivas.Um pouco obscuro, mas o povo é encantador e não está habituado a ver turistas.Passamos nós a ser a atração local.Muito divertido.
O hotel não é recomendável mas é a unica opção possivel de alojamento.O serviço é "sovietico", o hotel é gerido pelo estado.Frequencia:alemães e russos interessados basicamente em mergulho, que é extraordinário por ali.
Para uma viagem tão grande penso que faz sentido parar no Sri Lanka.A Emirates pára lá em rota para Malé na ida e no regresso.O Sri Lanka tem praias extraordinárias, um interior luxuriante, uma cultura milenar, vale mesmo a pena conhecer.
Vocês não acham que a Emirates, apesar de ter um serviço fantástico, é "apertadinha" no que toca a espaço em económica?Só usei a companhia para os trechos Nice-Dubai-Malé e volta mas achei que toda aquela tralha que colocam por baixo das cadeiras paras as telas individuais altamente desconfortável!

JULIO CESAR CORREA

Essa tá difícil de escolher. Sinceramente não sei. Quando olho os anúncios desses maravilhosos paraísos tropicais, me pergunto se realmente são isso tudo que falam. Se fossem paraísos mesmo, não seriam tão anunciados. Mas para não deixar sem resposta, talvez Zanzibar.
gd ab

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

João Paulo :
Fala mais do Sri Lanka . Tenho uma curiosidade tremenda em saber
de quem já foi lá e para as Maldivas tb :
* Para quem não tem interesse em mergulho , as praias, a cultura ,
a historia do Sri Lanka , acrescentam muito mais que as Maldivas né?
E a cor do mar ( mesmo sem os atóis ) é a mesma . É isso ?
Tenho que escolher um ou outro e gostaria da tua opinião
smile

Ricardo Freire

JP e Sylvia -- eu passei pelo Sri Lanka a caminho das Maldivas mrgreen

Uma longa história. Da primeira vez que tentei ir às Maldivas, em 93, eu chegaria por Trivandrum, em Kerala, coroando um longo tour pelo Sudeste Asiático e Índia. Só que a Indian Airlines entrou em greve, e eu precisei redistribuir aqueles cinco dias pela Índia mesmo.

Quando voltei à Índia, em 96, planejei novamente terminar nas Maldivas. Só que, cismado com as companhias aéreas indianas, resolvi chegar por outros meios. Fui pelo Sri Lanka! Marquei um vôo da Air Lanka de Madras para Colombo. Fiquei cinco dias por lá. E continuei, justamente pela Emirates, a Malê.

O Sri Lanka em 96 ainda estava superdifícil de "turistar". Por causa da guerra civil, o check-in no aeroporto era feito com 4 horas de antededência; não se podia chegar de táxi ao prédio do aeroporto; havia um pré-check-in feito num outro lugar, a 15 minutos de distância, de onde éramos transportados de ônibus para o aeroporto em si.

Tive a oportunidade de ficar em dois hotéis lindos, pagando uma ninharia.

O primeiro, o Galle Face, na capital, Colombo, é da mesma linhagem dos Raffles e Peninsulas. Quando fiquei estava semidecrépito (o ar condicionado, por exemplo, não funcionava). Mas já era lindo. Olha como ele ficou agora:
http://www.gallefacehotel.com/html_classic/home_classic.htm

De lá fomos a Galle, onde ficamos no único hotelzinho que havia dentro das muralhas do forte holandês. O hotel se chamava New Oriental e custou 60 dólares (caríssimo, para o Sri Lanka da época). Pois não é que, dez anos mais tarde, o hotel vira um... AMAANNNNNN?????????? Amangalla, senhores!
http://www.amanresorts.com/home.aspx?id=306

Fiz também um programa de índio: contrariando o funcionário da agência de viagem que havia dentro do Galle Face, contratei um motorista para nos levar a Kandi, na montanha, para ver plantações de chá. Cinco horas para ir, cinco horas para voltar! Por mais bonito que tenha sido o que se viu, não há quem volte com boas lembranças de um passeio-de-um-dia como esse.

Sylvia, o Sri Lanka ficou na minha cabeça como uma Índia tranqüila, uma Índia budista, sorridente e amistosa.

Quanto à praia, não fui atrás de praias bonitas; estava mais interessado nos hotéis em que fiquei, e ainda perdi o dia no passeio que não deveria ter feito. As praias que vi, nas cercanias do forte de Galle e perto de Colombo, não eram nada que a gente não tivesse no Brasil.

Mas parece que há praias lindas. E muitos, muitos hotéis charmosos, a preços ótimos. Eu voltaria correndo!!!!

Joao Paulo
Joao PauloPermalinkResponder

Sylvia,
Se tivesse que escolher mesmo entre Maldivas e Sri Lanka eu optaria sem qualquer duvida pelo Sri Lanka.Mas o ideal seria dar um saltinho de Colombo para Malé (o voo é curtissimo) para aquela sensação de imersão dentro de um postal ilustrado de uma ilha tropical perfeita com uma mar de sonho...mas Sri Lanka é mesmo outra história. Adorei o interior luxuriante, os templos budistas perdidos no meio da selva,as plantações de chá, os hoteis coloniais ingleses, a cidade sagrada de Kandy,todo o ambiente de um país budista fortemente religioso.O sorriso único daquela gente paupérrima mas com uma filosofia de vida que aceita os infortunios com uma tranquilidade desarmante, os elefantes presentes em todo o lado como meio de locomoção ou como força de trabalho,o rasto portugues naquele longinquo Ceilão,enfim...
As praias são óptimas.Eu passei uma semana na praia de Bentota e gostei.Isto foi antes do Tsunami e o meu hotel foi totalmente destruido pelas consequencias devastadoras do maremoto.Não sei como é que está a reconstrução da costa é melhor informar-se primeiro.Não podemos dizer que o mar é igual ao das Maldivas, aí estas ganham claramente!Mas dá para fazer umas belas férias de praia com viagens curtas a lugares interessantes.
Um abraço

Joao Paulo
Joao PauloPermalinkResponder

Olá Ricardo,
mandei o post ao mesmo tempo que o teu , daí a redundancia dos comentários...É claro que eu só sugiro uma ida a Kandy e ao interior ficando lá e nunca regressando, as estradas são pessimas,como é costume...
um abraço

Ricardo Freire

Claro que eu entendi, JP!
Quando eu voltar ao Sri Lanka também quero devotar o tempo necessário ao interior e à montanha.
A propósito: em Colombo peguei um taxista de sobrenome Silva que me disse que "shoe", em cingalês, se diz "sapato", e "shirt" se diz "camisa".
grin

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Rodrigo, o lance é q ele viajou bastante pelas ilhas do Pacífico, e de cada uma ele aponta elementos culturais interessantes, ou mergulhos superbos. Rarotonga, onde ele esteve, tem mergulhos ótimos, mas é um esquema resortão mesmo. Os elementos culturais são não tão brilhantes, mas se vc quer férias pra descansar em praia de mar azul, lé tbm é ótimo. Aliás, ele acha "dispensável" mas voltaria num piscar de olhos, só porque é Pacífico, e é belo acima de tudo... O "problema" é q essa enquete é tão paradisíaca e de sonhos, q aí gera essas bizarrices como Rarotonga "dispensável". Mas é uma questão de perspectiva: perante as demais ilhas q são o máximo, entende?

Sobre Palau, Rodrigo, eu tenho alguns posts no meu blog antigo (q está para mudar de endereço):

http://umamallapelomundo.blogspot.com/search/label/Palau

Eu amei Palau, muito. E não precisa ficar no resort caro. Pode ficar em pequenos hotéis em Koror, q são mais baratos. Nada é muito longe por ali. Os mergulhos são os mais fantásticos do planeta, e as ilhas são muito únicas, diferentes de tudo o mais q se vê pelo mundo, cheia de cavernas e lagos de água salgada. E há mais q mergulhos por lá. O artesanato palauense é interessantíssimo, com um sistema monetário (!!) de contas coloridas. (Os antigos nativos usavam as contas como moeda de troca.)
Agora, vc vai precisar de barco para se deslocar para qualquer lugar, então precisa fazer passeios via operadora, pq tudo é meio longe. Os melhores lagos e afins ficam a uma meia hora de barco, saindo de Koror.

Sobre Filipinas: não fui a Boracay, mas fui entre outros lugares a Malapascua, q o Lonely Planet chama de "Next Boracay" - fomos para ver o tubarão thresher. Fiquei num bangalô chiquérrimo à beira da praia por 10 dólares, e eles têm uma variedade de restaurantes interessante (para uma ilhota tão minúscula). Os preços nas Filipinas são muito baratos, mergulhos não custam mais de 50 dólares. E são fabulosos, porque ali a área de maior biodiversidade subaquática do planeta. Eu não deixaria de ir a Dumaguete também, para ver a ilha de Apo, q é uma delícia.

Mas vc precisa sair do Brasil com transporte entre ilhas já definido. A maior parte das ilhas grandes é interconectada por superferries, mas os locais "paradisíacos" são alcançados apenas com barcos do tipo "bangka". O q a gente fez foi combinar o traslado com o hotel ou com a operadora de mergulho. Eles fazem isso tranquilamente, pq sabem q transporte nas Filipinas é um problema à parte.

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Sylvia, pelo seu comentário ali de escolher um ou outro.... vc está montando outra RWT??? Que inveja.... wink
Ah, se eu conseguisse convencer meu marido! :roll:

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Riq e João Paulo :
Vcs são uns amores !
Ameeei estes depoimentos , agora não tenho nenhuma sombra de
duvida quanto ao Sri Lanka : é a minha cara !
Mari , paciencia muita paciencia e vai em frente que consegues ( eu
fiquei quase 10 anos negociando ... paciencia budista smile
Vai lendo, estudando, planejando, deixa tudo pronto pois quando surgir
uma oportunidade é só tirar da cartola lol
Eu não consigo terminar o roteiro pois dependo da Air China entrar duma
vez para a Star .. tá demorando demais essa burocracia :roll:

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Tô negociando há 3, Sylvia... então vou me conformar de ter mais uns 7 anos pela frente... lol
O meu roteiro já tá prontinho, redondinho de tudo! Pronto para sair da cartola!!!!
Vou ficar torcendo pra vc conseguir fechar o seu com a Air China rapidinho! wink

Cristina Louro

Finalmente tomei coragem de entrar neste espaço que já faz parte do meu dia a dia (já sigo o Comandante – perdoem-me o abuso – desde o tempo do Freire’s)! O milagre... Ilhas Maurícias (deste lado do Atlântico damos-lhe um toque mais feminino). Estive em lua-de-mel, em Maio/2005, e adorámos. Após muita indecisão quanto ao Hotel e parte da ilha com melhor clima nesta época do ano, optámos pelo Le Meridien que fica em Pointe Aux Piments a meia distância entre Port Louis (a Capital) e Gran Baie. É uma ilha com muito para visitar (reservas de aves, Chamarel – terra colorida, Jardim Botânico (Pamplemmouses), etc.) e onde se pode utilizar em segurança os transportes públicos para descobrir o país verdadeiro. No quesito comida não tenho muito a acrescentar pois as nossas refeições foram quase sempre no Hotel e foram excelentes mas é comida de resort internacional. Havia 3 restaurantes: um buffet, um na areia da praia e um outro, um pouco afastado, que funcionava como um restaurante independente com vista para o mar/praia. O hotel, embora grande, tinha vista para o mar em todos os quartos e para a montanha no corredor de entrada para os mesmos. Embora houvesse muita gente no hotel havia sempre cadeiras disponíveis na praia, mesa nos restaurantes, não era preciso esperar para sermos atendidos onde fosse. Quanto às praias são lindíssimas com água transparente, quentes, quase sem ondulação, mas... com um pequeno problema – tem alguns ouriços-do-mar que se devem ter em atenção. As pessoas são simpatiquíssimas e falam fluentemente, na sua maioria, inglês e francês mas, mesmo quando apenas falam crioulo... o gesto é tudo! Para os navegantes que gostam de compras, tem vendedores de roupa como a Ralph Lauren (falsa mas de muito boa qualidade) e de adereços (colares, pulseiras, pacheminas, etc.) na praia e não são muito insistentes quando dizemos que NÃO, tem muitos mercados, estilo souks, onde se pode e deve regatear à vontade.
Pesando os prós e os contras é sem dúvida um local a visitar!!!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Diz pro chefe falar com meu chefe Mari eekops: :roll:
Vou deixar o e mail lá no blog Mari .

Cristina : smile adoro os "fake legitimos " são mesmo perfeitos !

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Sylvia, meu caso é mais complexo... eu queria unir a RTW com um ano sabático.... eekops: Thanks pelo email, vou tentar; mas acho que é por isso que, mesmo falando com o seu chefe, tenho muchos anos pela frente... :roll:

Ricardo Freire

Cristina, obrigadíssimo pelo relato! É exatamente assim que eu imaginava Maurício/Maurícia: exótico/exótica, mas seguro/segura e amistoso/amistosa.

Camila
CamilaPermalinkResponder

Se eu pudesse escolher, sem valor limite ($$$) com certeza escolheria as Maldivas. Entre Seychelles e Mauricio, no entanto, ficaria em Mauricio. Acho tudo muito parecido nos dois lugares, mas em Mauricio a estrutura de turismo ja esta estabelecida. Um hotel 5 estrelas em Seychelles corre o risco de ter um servico meia estrela. Quem for em lua-de-mel para Seychelles vai passar nervoso. Em duas viagens de quatro dias que fui para la (calma, sou comissaria, nao milionaria!!!) nao consegui comer nada decente e nem tomar um suco de frutas, para ter-se uma ideia. Ja em Mauricio eh tudo um pouco mais barato, tao lindo quanto e com esportes aquaticos e outros detalhezinhos que fazem a viagem mais animada.
Quando ao Sri Lanka, eh a minha paixao. O povo eh o mais amistoso de todos, a comida (simples e apimentaaaaada). Na ida para Kandy, uma paradinha em Pinnawala para ver o orfanato dos elefantes eh mais que sugerida.
Ai gente, me perdi nos comentarios! Nao sei quem falou da Emirates. Eu tambem concordo que os avioes da Emirates com aquelas tralhas em baixo do assento (voce voou no Airbus 330, ne?) nao eh tao bom. Mas nos voos longos, e principalmente nesse do Brasil (nao vejo a hora!!!) vamos usar o 777 Ultra super mega moderno (o aviao chegou semana passada). E eu garanto que eh beeeem mais espacoso. E nao tem as caixinhas embaixo porque o sistema de entretenimento eh diferente. Mil canais de musica e video, da pra imaginar??? Aquelas caixinhas consistem no sistema de entretenimento. E nos Airbus antigos (como os da TAM) rouba o precioso espaco das pernas.
Vejo voces por esses lados.
Abracos Riq!

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Bom Mari , em se tratando de ano sabático a coisa é mesmo
muuuito dificil lol mas vou ficar torcendo aqui pela batalha smile
( quem sabe um mes pra começar e depois que ficar viciado
um ano inteirinho ? )

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Camila , quando precisares de uma assistente me chama tá ??

Camila
CamilaPermalinkResponder

Pode deixar, Sylvia...
rsss

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Sylvia, acho que em um mês eu não consigo: gosto de ficar um moooonte no mesmo lugar lol mas eu vou tentando, vou tentando... até porque viciada eu já estou mrgreen

Renato
RenatoPermalinkResponder

Estive em Zanzibar ano passado e posso recomendar o seguinte: primeiro, não há necessidade de passar por Dar Es Salaam e não compensa mesmo, pois há vôo de Johannesburg para Stonetown. Se por acaso optar por conhecer a Tanzânia (que vale muito a pena se for escalar o Kilimanjaro e conhecer o Serengeti e Ngorongoro Crater), e depois for a Zanzibar, vá de avião!! Não faça a loucura que fiz de ir de "first class" de navio. Segundo: em Zanzibar fique em Nungwi, há pousadas bem baratas (mochileiro sim senhor!!), e você vai querer ficar só na areia ou mergulhando, que aliás foi o melhor mergulho que já fiz - Mnemba Atoll (tubarão, polvo soltando tinta, tartarugas, está bom p/ você?). E no final ainda dá prá carregar um artesanato Masai. Agora, se seu esquema for outro, tive a chance de conhecer o Ras Nungwi Beach Resort, e realmente vale cada real de quem pode pagar.

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

Estou cada vez mais MAURÍCIOS...

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

...e pensando em substituir EGITO (ainda não estou rpeparado pra Egito nem Índia!) em MAIO de 2008 por Maurícios...

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Egito é sobremesa light hindú !
Nada a ver , no stress , mas.. tem que ir no inverno Arnaldo
e tirando o Cairo que é facinho , sobe o Nilo com um grupo num cruzeiro
de 4 ou 5 noites . D-I-V-I-N-O !
Taí um lugar que é ruim deixar para ir depois de velho .

Arnaldo - FATOS & FOTOS de Viagens

SYLVIA, eu irei ao Egito sim, já até vi um pacote que gostei, porque chega no cairo e voa direto a Abu Simbel, pra embarcar um dia depois no navio de cruzeiro. Achei bem legalk, fora todas as maravilhosas dicas suas e que os tripulantes deram e que estão todas bem guardadinhas! O cruzeiro é de cinco dias também. achei bem legal, mas ainda não estou a fim de encarar. Tenho algumas preferências. Em Março sim, estou ansiosíssimo pra conhecer Bangkok e Cingapura!

Eduardo Luz
Eduardo LuzPermalinkResponder

Renato, como é a Tanzânia? Eu quase fui pra lá no começo do ano mas não consegui reservar em Ngorongoro que dizem ser sensacional e que é aonde eu estava mais interessado!

Lu
LuPermalinkResponder

Tô chegando meio atrasada, mas estou adorando tudo o que li! Vou arquivar o relato da minha xará sobre Palau, que nunca tinha ouvido falar. Aiás, mudei até p/Lu p/ñ fazer confusão. E vou visitar tb o htl do JP nas Maldives.

Estou programando a minha viagem p/Maldives e acho que agora sai mesmo!!!!! E parece que a nossa escolha do htl será a sugestão do comandante - Cocoa Island. A ppio, fiquei um pouco receosa pois a ilha tem 200 x 50 m. Dá p/imaginar 5 dias lá? Mas, como sou absolutamente louca por mar,principalmente daquela cor (uma das minhas grandes frustrações como brasileira é n termos um mar daquela cor tendo uma costa tão grande!), e adooooro ver peixinhos e corais, vou tentar ñ fazer nada direito ao menos uma vez na vida! Mas, pelo atendimento na troca de e-mails c/eles, já estou encantada c/o atendimento, além dos ótimos reviews no trip advisor (dica da Sylvia!). E, vou conhecer a Emirates e depois conto p/vcs. Mas, ir direto, nem pensar!!! Meus Tx$$$ foram mto suados p/chegar nas Maldives, e pagar tão caro ainda desfusada e cansada. Vou fazer uma escala técnica em Dubai, aproveitando a promoção da Emirates de US 69 por nt por pax. Depois sigo adiante p/o paraiso. Na volta,escoli um dia em que ñ tem vôo p/conexão, de modo que a Emirates vai me dar o htl. Daí, descanso de novo p/enfrentar a volta.

Qto ao Taiti, estive lá há uns 25 anos atrás. Ficou na minha memória que eu tinha passado 3 dias no paraiso - Bora Bora! Era realmente divino e bem selvagem naquela época! Então fico c/medo de voltar, pagar caro e me desapontar. Que nem Jeri, que fui qdo ainda ñ tinha nada, hoje ñ tenho coragem de voltar. Prefero ficar c/aquela imagem (hum,isso tá parecendo coisa de gente velha!). Mas, um conselho que dou p/quem vai é: use uma camiseta qdo entrar no mar. Eu lembro que entrava às 10, 10 e meia só p/dar uma olhadinha, e qdo eu dava por mim, eram 4 da tarde, e eu já tinha até perdido a hora do almoço. Ñ há protetor solar que resista tanto tempo! E, finalmente, acho que o Taiti tem outras coisas p/fazer além do mar (se vc conseguir sair de dentro d água). Naquela época, me aconselharam a ir tb a Raiatea, Rangiroa e Huahine, mas ñ deu, só fui mesmo p/as 3 ppais. Quem sabe, m dia eu volto p/conhecer outras.

Ricardo Freire

Lu, já comprei sal grosso e instalei aqui ao lado do computador para que a MINHA inveja não atrapalhe essa sua viagem espetacular!

Vou querer fotos, hein?

grin

Lu
LuPermalinkResponder

Riq, será um prazer colaborar c/o seu blog! Espero trazer fotos maravilhosas! E, qto à inveja, vc sabe que eu ñ estou comentando c/quase ninguém sobre essa viagem exatamente por causa disso. Mas, aqui, no seu blog, eu ñ tive a menor preocupação c/isso pois sei que a inveja de todos aqui é sempre no bom sentido. Afinal, somos todos viajantes, e, como tal, ... um dia sou eu, outro dia é vc. E, de mais a mais, como vc mesmo diz, o grande barato da viagem é sonhar, estudar, pesquisar sobre ela. E, aqui no seu blog, essa troca é deliciosa, pois a gente passa a conhecer tantos lugares!!! Às vezes dá até p/cansar de tantos lugares que a gente "viaja" num mesmo dia. Outras, nem precisa mais ir lá pois já conheceu por osmose, c/relatos tão legais. Em suma, obrigada por me levar p/viajar p/tantos lugares legais.

Rodrigo Purisch

Esse post é o sonho dos loucos por mar azul e areia branca! Eu sou, por isso adoro as Prainhas de Arraial do Cabo. Acho que o Riq também.

O pior é que depois de lê-lo as dúvidas aumentam....

Mas que dá para viajar só de ler essas dicas, isso dá!

Vou ter que fazer um control C e control V para não perder essas de vista.

Lu
LuPermalinkResponder

JP,

Fui lá visitar o seu htl das Maldivas - White Sands, e tb fui no trip advisor e fiquei sabendo que ele vai fechar p/grandes reformas no natal e só reabre em meados (ou final) de 2008, como 5*, bem mais caro. Assim sendo, pode ser que já esteja meio "final de festa". Na dúvida, ñ vou arriscar, é mto longe prá isso! Mas, valeu a dica!

GiraMundo com Jorge Bernardes

Só estou conseguindo ler isto aqui com cuidado hoje!!!!
Minha conclusões (não conheço nenhum desses paraísos listados), mas:

O Taiti deve ser mais a minha cara. Pular de ilha em ilha e ter alguma coisinha para fazer quando não aguentar mais ficar no mar azulejado... nem que for dar uma voltinha na ilha.

Maldivas deve ser maravilhoso, mas escolher o hotel-ilha certo pode fazer toda a diferença entre gostar e achar o melhor lugar da Terra.

Seychelles parece mais variado do que eu pensava. Em Ilhabela, na praia Jabaquara também tem umas rochas parecidas com as de lá, o mar, entretanto é verde... smile

Maurício: sim, preciso ir até lá. Tenho certeza de que vou gostar de ver essa sopa de culturas num lugar tão legal. Acho que dá pra fazer a loucura de ir até lá com a Clara.... Uhnnnnn: Cidade do Cabo+Maurício.... Tá ficando uma viagem legal.

carolina ceneviva rodrigues

Ricardo, uma delícia o seu blog, sempre que estou prestes a ir a algum lugar, passo por aqui para ver as tuas dicas. Estou vivendo em Moçambique desde 2004 e por acaso notei que vc nunca veio para estes lados. Caso queira algumas dicas dos locais mais legais, como a Ilha de Bazaruto, Vilanculos, Pemba, Inhambane e Maputo é só gritar, já fui a todos. Há muitos brasileiros por aqui.
Mas vim contribuir aqui sobre Zanzibar, onde estive e amei, juntamos a viagem com um safari pelo Ngorogoro Crater e Lake manyara e eu recomendo 100%. Ficamos nos hotéis da cadeia Serena Hotels, e foi tudo impecável. Viajo daqui há 10 dias para as Maurícias , espero ter boas coisas para contar.
Um Abraço!!

Ricardo Freire

Eita, Carolina! Outro dia li sobre um resort chiquérrimo que abriu em Benguerra, o Azura http://www.azura-retreats.com .

Quando você quiser dar dicas sobre Moçambique (sobretudo as que caibam no nosso bolso, he he), por favor, mande!

Sou doido pra ir praí...

Diogo Zimmermann Falkenbach

Oi Pessoal ! Realizei o meu Grande Sonho !

Foi minha Primeira Viagem Interncaional !

Estou dando Dicas de Bora Bora que fica no Tahiti e Papeete é a Capital.

Entram no meu Orkut que vocês vão ver algumas fotos de Bora Bora da minha Viagem do meu Sonho. Viagem Inesquecível !

Bora Bora é o Céu na Terra !!! É Super Fantástico ! O Lugar é Mágico !!!

E na volta fiquei 3 Noites em Santiago do Chile. Foi bem legal.

No Chile fiquei no Hotel Neruda é ótimo super bem localizado no Centro do lado da Pizza Hut e MC Donald's.

Viajei no dia 13 de Maio de 2007

1 Noite em Papeete que é a capital do Tahiti no Hotel Sofitel que é Lindo.

Fiquei 6 Noites em Bora Bora no Hotel Novotel Bora Bora Beach Resort que é Lindo e super enconta. O Café da manhã é Delicioso nos dois hotéis. Fiz o Pacote incluíndo só o Café da manhã.

Fica 3 a 5 minutinhos à pé, pertinho da Praia Beach Matira que é Linda !

Fiz o Passeio para o Lagoonarium com Pic Nic foi Lindo !!! O Passeio custa 138 dólares com o Pic Nic. O Peixe é uma Delícia !!!
Sem Pic Nic e com menos tempo de passeio custa 98 dólares.

Passeio de Safari 4X4 Custa: 98 dólares.
E também fiz o Passeio Safari 4X4 que é uma Aventura. São 3 montanhas com Paisagens Lindas e Fantásticas. E no final do Passeio conhece a Fábrica de Pérola Negra. É muito Legal e lá tem um guia que fala Português e Italiano ele é super simpático.

O Restaurante Bloody Mary é Lindo e a comida é uma delícia. A Entrada custa 14 dólares e o Prato Principal 38 dólares. Sobremeza deliciosa uma Torta de Coco com sorvete. No restaurante tem uma brasileira trabalhando lá ela é super legal e simpática. No Hotel tem que já reservar que você quer ir para o Restaurante Bloody Mary e aí eles mandam um Ônibus para levar e trazer gratuitamente.

Abraços Diogo !!!

Douglas
DouglasPermalinkResponder

Estou estruturando uma viagem ano que vem para a Polinésia, em especial Moorea e Bora Bora. Vi algumas pessoas falarem dos custos de alimentos, bebidas e passeios nas ilhas. A minha pergunta é: esse custo (de uma coca-cola por exemplo de usd 8,00) é no hotel ou em mercados/supermercados fora do hotel? eh tão caro se alimentar na Polinésia?..

patir
patirPermalinkResponder

Douglas, voltei de lá há um mês e realmente tudo é muito caro! (coca cola US 5,00 e cerveja US 7,00 em média). O valor alto dos produtos não se deve apenas ao turismo de luxo e sim à dificuldade de distribuição desses produtos pelas ilhas. Existem alguns supermercados fora do hotel mas o preço não varia muito, é só um pouco mais barato! Mas com certeza é uma viajem que vale a pena!!!

PatiR
PatiRPermalinkResponder

Estou fazendo um blog sobre a minha viagem à Polinésia Francesa, se alguém estiver procurando informações sobre este destino passe por lá: http://moananui.wordpress.com/
Um abraço!

Cristiane
CristianePermalinkResponder

Eu estive na Paradisiaca Polinesia Francesa em maio deste ano. Conheci Tahiti, Moorea e Bora Bora. Deslumbrante! Deus caprichou nesse local! Realmente nao e barato, mas vale a pena cada centavo gasto. Ficamos nos Hoteis: Le Mandarim (Papeete), Hibiscus (Moorea) e Novotel (Bora Bora). Ha comercio perto dos hoteis, uma Hinano, por exemplo, custa metade no supermercado do que no Restaurante da Praia. Minha dica e que nao deixem de conhecer a Praia de Matira em Bora Bora e curtam o local, aluguem bike e buggy pois o paraiso vai muito alem dos bungalows overwater.

P.S. Desculpem a falta de acentuacao.
Abracos

grace olsson
grace olssonPermalinkResponder

Eu fui 4x aMoçambique e 8, ao todo, ao continente africano.
A Ilha de Moçambique é um dos lugaresmais lindos na face da TERRA.
Das Ilhas mencionadas por vc, já fui A Seychelles,|Maldivas,Mauricios,Zanzibar. São todas lindas à maneria individuald e cada uma.
Mas ILha deMoçambique é uma ilha perdida noocano Índico. Cheia de histórias e romances sem fim.

maria
mariaPermalinkResponder

Olá Riq,
acabo de voltar da Africa do Sul onde ficamos no Kruger e Cape town....adoramos muito e já planejamos voltar...mas agora pro Serengueti e talvez pra Mnemba.Voce acha que vale a pena ir pra esta ilha ?vale o investimento ?obrigada
maria

Ricardo Freire

Leia um relato recente sobre o Mnemba no Outro Modo de Viajar, da Claudia Carmello:
http://outromododeviajar.wordpress.com/2009/10/14/mnemba-island-a-grande-extravagancia/

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar