BH no NYT

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

bardocaixotenyt450.jpg

Beagá tá com tudo e tá prosa. Como se não bastasse a matéria sobre Inhotim que saiu mês passado na Travel & Leisure, agora nesse fim-de-semana a cidade é protagonista de um artigo no caderno de viagem do New York Times.

"A cidade onde o mundo é um bar", diz o título, de onde o leitor parte para um passeio por alguns dos botecos de responsa da cidade, selecionados por Seth Kugel -- que está se revelando um especialista em baixa gastronomia brazuca.

No roteiro estão a Mercearia Lili, o Via Cristina, o Freud Bar de Nova Lima, o Casa Cheia no Mercado Central, o Bar do Véio e o Bar do Caixote (da foto acima, surrupiada na maior cara-dura do site do NYT).

Só não gostei de terem escolhido, para representar todos os botecos (pelo menos na edição online), justamente a foto do mais mega-sujinho de todos, o Bar do Caixote. Quem não conhece vai achar que todos os botecos de Beagá parecem restaurantes de beira de estrada na Índia :roll:

E ocê que mora em Beagá, pruveita e conta pra gente quais são os seus botequins favoritos...

55 comentários

Guilherme Lopes

Riq,

Concordo com o que você falou sobre o bar do Caixote. Mas para quem não entende o espirito do Bar pode ser algo meio beira de estrada na Índia, mesmo. Alem do NYT o Guia 4 Rodas também insiste em indicá-lo.

Amanhã eu escrevo a minha lista dos meus butecos preferidos. Agora estou planejando a viagem para Floripa, no feriado de Finados.

Ah, e que dia que vamos ter uma conVnVenção aqui em BH?

; )

Ricardo Freire

Guilherme, como eu não conheço nenhum, só digo que eu não escolheria a foto do Caixote para representar todos os da lista; mas em princípio (sem conhecer) acho bacana um bar assim ser indicado, sim.
:cool:

Erika
ErikaPermalinkResponder

BH é mesmo um bvar em cada esquina, mas quem quiser comer comida de buteco com qualidade pode ir ao Mercado Central e comer o melhor jiló com fígado na chapa da paróquia.
Ou então ir ao Chefe Túlio que é tbm tudibom.

É até difícil escolher, porque é bom demais da conta, sô.

E tô com o Guilherme, podia mesmo ter uma conVnVenção aqui.

Bêj e kêj nocês todos.

Guilherme Lopes

Então fica o convite. O Rodrigo vai ficar de olho na próxima promoção de passagem aérea, ai você vem pra cá.

Acabei de ler o texto original e gostei bastante. Apesar de preferir Brahma.

Érika, todo mundo tem o(s) seu(s) butecos preferidos.

Ontem a tarde, eu fui ao Reciclo 2, escutar um sambinha. E depois fui ao O BAR, muito bom também.

Como temos um grupo (quase uma confraria), em que saímos todas as Terças, cada semana em um buteco diferente, este post vai ser bem útil.

; )

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Fígado com jiló?? :roll:
Erika, minha amiga querida, nem em sonho! grin

Guilherme Lopes

É muito bom, Mô!

E pastel de angu, vocês conhecem?

; )

Ernesto
ErnestoPermalinkResponder

PArece um lugar interessante para uma futura reunião....

Rodrigo Purisch

Riq,

Vem de GRU dia 4 de dezembro na hora do almoço e volta sábado dia 8. Ida 0 reais volta, 100 reais. Promoção da Gol Você faz a Festa. As datas não são nenhuma Brastemp (rsrs), mas foi o melhor que consegui...

http://aquelapassagem.blogspot.com/2007/10/gol-promoo-envolve-macei-belo-horizonte.html

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Guilherme, meus pais, avós, primos, etc, é tudo mineiro.
Mas angu, fígado, tutu, quiabo e jiló, não dá! grin

Guilherme Lopes

BH vai ser HUB do VnV!!!

; )

Rodrigo Purisch

Mô,

Angu e quiabo (com ou sem baba), os dois bem temperados

Figado com jiló

Tutu com torresmo e um arroz novinho...

Vem pra BH qua agente te inicia nas iguarias...e tu viras mineira de vez!

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Mô, um jilozinho combinado com arroz e feijão e uma carne de porco fritinha...hmmm. Como diria o Riq, dilícia grin
Já o fígado não precisa vir junto, mas passado no fogão a lenha, com bastante cebola. Mas tem que ser bem fresquinho.
Guilherme, não me lembro de onde ouvi falar do pastel de angu, mas deve ser muito bom.
Acabei de comer e já estou com fome de novo wink

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Rodrigo, sobre iguarias mineiras...eu sempre tive problemas com comidas feitas com sangue. Mas uma vez aí nas Minas Gerais eu tive coragem para experimentar o frango ao molho pardo. Menino...que coisa boa!

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Ai, pessoas queridas, eu até vou pra BH mesmo pq tenho família aí.
Mas os quitutes, de verdade, não dá. Eu sou mega chata com comidinhas, detesto feijão, fígado nem amarrada, angu tenho pavor! grin
Mas eu sobrevivo de pão de queijo e dos doces da Cheese Cake..

Majô
MajôPermalinkResponder

Ai gente, quiabo, jiló, mocotó, rabada tô fora wink

Frango ao molho pardo é uma delícia mesmo.
Tutu como o Rodrigo disse com arroz fresquinho é uma delíca, aliás adoro arroz com feijão.

Erika
ErikaPermalinkResponder

Guilherme vamos levar a Mo prá comer figado com pastel de angu rsrss

O Reciclo é tudibom tbm Guilherme.

Opa.. Rodrigfo sabe tudo tbm.. rsrs

Ai, deu água na boca este post.. rsrs nham nhammm

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Nem amarrada, Erika! E se me ameaçar, eu não vou praí no Natal nunca mais! hahahah

Erika
ErikaPermalinkResponder

ahahahhaa medrô...

Rodrigo Purisch

Esse pastel de angu tem até congelado em supermercado. por aqui (Verde Mar)..

Mô,

Empada de queijo meia cura? Linguiça defumada?

Erika
ErikaPermalinkResponder

Vamos fazer um VnV qdo c vier, Mô.. rsrs
E eu nem sou VnV assídua heim rsrs

Mas gostei da idéia.. rsrs

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Isso não tem a menor graça! grin
Fígado pra mim é ameaça!

Rodrigo Purisch

No Natal tem leitoa a pururuca....

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Empada adoro! Linguiça como não...rs
Pururuca foi meu apelido dado por um ex! grin
Acho que eu não deveria ter contado, agora é tarde... mas tb não como não...rs

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Mô: lol
A próxima reunião vai ser no Consulado Mineiro, para você ir se adaptando grin

Erika
ErikaPermalinkResponder

Rodrigo, esta Mô não come nada, conheço de longa data. Melhor a gente levar ela no Cheese Cake lá no Diamond que ela vai fazer a festa... rsrss

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

OH, Emília, por que você já quer me excluir? sad magoei...rs
Eu já fui lá uma vez e consegui não comer nada além de uns bolinhos de aipim ...rs

Rodrigo Purisch

Pururuca,

Tudo bem, já convivo com uma vegetariana mesmo. Lido facilmente com essas limitações gastronômicas.

Pode vir pra Bh tranquila!

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Vou fingir que isso não foi pra mim! grin

Erika
ErikaPermalinkResponder

Bunitófira, vem tranquila, c sabe que aqui c tem guarida. rsrs

Qualquer coisa c foge prá casa da minha mãe.. ahahaha

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Eu vou pra sua mãe! Ela até me dá presentes! grin
Gente, vou indo. Amanhã tenho prova cedo... rs
Boa noite pra vcs!

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Gente, jiló com fígado é para heróis, mesmo! Haja coragem... Esses mineiros são animados. grin grin

Em algum momento do passado, eu lembro de ter visto uma estatística de q em BH existia algo como 1 bar para cada 150 habitantes, o q é o mais alto índice per capita do Brasil. (Inutilidade pública do dia servida com pururuca aos chegados do VnV.) grin

Tati
TatiPermalinkResponder

Acho que sua estatistica de 1 bar pra cada 150 habitantes já ta desatualizada Lucia... É um bar pra cada esquina, e se bobear ainda sobra bar... O Bife de fígado acebolado com jiló e uma cerveja gelada do Mercado Central não tem pra ninguém! É irresistivel até pra quem faz cara feia... Eu mesma não comia de jeito nenhum, até provar!

Lucia Malla
Lucia MallaPermalinkResponder

Ih, Tati, deve estar mesmo. Deve ter pelo menos uns 10 anos q eu li isso, pq lembro da galera de BH na faculdade depois repetindo essa estatística infinitamente, com todo orgulho q a cidade merece.

A reportagem do NYTimes fala em 12,000 bares. Haja duplo fígado - de tira-gosto e para absorver tanto álcool! grin

Gente, BH é demais. Acabei de ler a reportagem. Faz jus mesmo a essa cidade, q merecia há tempos um texto tão alto nível no cenário internacional. Adorei.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Uma vez eu li em algum lugar que o boteco é a praia de BH... Achei a descrição super bacana - não conheço lugar mais legal nesse país pra sentar num barzinho e deixar passar a noite jogando conversa fora com os amigos, bebendo um chopinho e petiscando... wink Morro de saudades da época em que eu realmente freqüentava BH!

Hugo
HugoPermalinkResponder

Nossa, eu nunca tinha ouvido falar desse bar do caixote. Os outros eu já conhecia, mas esse da foto, para mim, é novidade.

Raramente vou em bares pois não bebo cerveja e, para falar a verdade, adoro ficar em casa, na varanda, batendo papo com minha esposa, amigos e comendo um tira gosto caseiro.

Mas seria ótimo receber a visita de vocês para um bom bate papo. É só marcarem a data e o lugar.

GiraMundo com Jorge Bernardes

Os nossos bares deveriam ser produtos de exportação. Não conheço similares no mercado internacional.

Os estrangeiros vão a loucura quando visitam um bom boteco em terra brasilis.

Filipe
FilipePermalinkResponder

O melhor bar de BH é o bar do Careca, atrás da fábrica de tecidos do cachoeirinha, a carne de panela é imperdível. Buteco em BH é sinônimo de dobradinha, pescoço de peru, pé de porco, galopé (galo+pé de porco), costelinha, linguiça, moela, língua, rabada, jiló e cebola. Aqui filé com fritas quem pede é turista. smile . Venham com a mente aberta e experimentem um pouco de tudo, com certeza ninguém mais vai pedir pastel para acompanhar chope. ( como vcs. conseguem consumir essa combinação absolutamente imprópria?). Abraços e boa viagem. PS.: Bar com combinaçãoes mais "radicais" é o temático, mistura de cozinha mineira com pernambucana. Bom demais.

Alexandre
AlexandrePermalinkResponder

Pois é, Ricardo! O que não falta aqui em BH é boteco! Além bares já citados na reportagem e colegas acima, eu gosto muito do O Bar (com cervejas de vários países, para todos os gostos e $), Estabelecimento (cerveja gelada e ótimo ambiente), Choperia Albano´s (o melhor chopp de BH) e, para fechar a noite, o Bolão, onde há um dos mais conhecidos pratos da cidade: o Rochedão!

E tá faltando mesmo a conVnVenção de BH! Aproveita a dica do Rodrigo e vem logo!

Um abraço a todos!

Meilin
MeilinPermalinkResponder

Ôba, conVnVenção em BH? Claaaaaro que eu vou, é imperdível, pó marcar...

Paulo Torres
Paulo TorresPermalinkResponder

A Mercearia do Lili citada na reportagem é tipo o pior atendimento de Minas Gerais... Na linha desses bares aí, sou fã do Tatiara, no bairro Anchieta, casa da melhor panqueca de BH.

Guilherme Lopes

Outras dicas: botecos do Santa Tereza, além do Temático, destaque para o Bar do Walter (simples, mas com tira gostos e atendimento nota 10) e para a Parada do Cardoso (boas pizzas, inclusive pizza de Tropeiro!)...

O Tizé no Lourdes está renovado e ficou bacana...

Vale também comer uma BARRIGA DE PORCO no Bar do Doca e tomar um chopp no Pinguim!

; )

Adriane Lima
Adriane LimaPermalinkResponder

Ai gente... estive em BH nesse fim de semana para um casório.

Passei a manhã/tarde de sábado no Bar Fortaleza, do Mercado Central. Ô Mercado bom, meu deus do céu. Todo o mundo que eu apresento o Mercado fica com aquele olhão arregalado de menino entrando na Fantástica Fábrica de Chocolates. hehehe.

Fígado eu não topo, mas o único lugar que eu como jiló, junto com o pernil acebolado, é no Bar Fortaleza. De pé. Só experimentando pra ver como é bom, mesmo. Comi tanto que desta vez nem deu pra bater ponto no Casa Cheia. O Mexidoido chapado citado na matéria do NYT é uma maravilha, gente.

Uma coisa ótima que acho que ainda não foi mencionada é o preço dos pratos. Tudo é baratim demais da conta. Esse Mexidoido fica na faixa dos inacreditáveis R$10,00. Os outros PFs também.

Filipe adoro o bar do CAreca. Não me lembro em qual dos dois que tem um tal de um alho em conserva que dá pra comer PURO, gente, é um trem de doido mesmo....

Pros que moram em BH e ainda não conhecem o Bar do Freud, citado lá no NYT, vale muito a pena. O lugar é quase que IMPOSSÍVEL de encontrar, fica no meio do mato. É tão frio, mas tããão frio, que o bar tem umas mantas pra quem não foi devidamente agasalhado. E tem mesas NAS ARVORES. Não é embaixo, não... é em cima mesmo. Um espetáculo.

Voltei ontem com 5kg a mais na bagagem, em Doces de Leite Viçosa (tricampeão em concursos como o melhor doce de leite do Brasil) e pacotes do pão de queijo Verdemar congelados (sei-lá-quantas vezes eleito o melhor de BH).

E já estou arrependida achando que foi pouco....

Guilherme Lopes

Atenção: PASTEL DE ANGU EM SP!

Não sei se tem o mesmo gostinho do pastel de angu aqui de Minas, mas vale a pena provar...

Arrumaram um novo apelido e um recheio que deve ser muito bom: Pastel de Polenta recheado com rabada!

É o tira gosto (do concurso Boteco Bohemia) do BARBIRÔ (Rua Vergueiro, 1889 - Paraíso, tel: 11-5081-4040).

Alias esta é versão paulistana do nosso COMIDA DI BUTECO!

Fonte: Blog Comes e Bebes.

; )

edy abreu
edy abreuPermalinkResponder

uai, aqui em bh tem q ir no Tudão, no Stonehenge Rock Bar, na Obra, na Up.. aqui só tem buteco bão demais, sô!

Carla2
Carla2PermalinkResponder

Gente, BH sempre me surpreende!! Hoje fui a Inhotim, é realmente o máximo!! Quem vier a BH tem que conhecer! Uma vez li uma crítica sobre o Burle Marx, por ele usar plantas exóticas, mas que fica lindo, isso fica. Um passeio ótimo para passar o dia, entre as instalações e os jardins maravilhosos...

Guilherme Lopes

Dica: Amici

Muito bom este “buteco”! Charmoso e com um cardápio criativo.

Tenho que voltar lá para experimentar o pastel de feijoada.

Amici: Rua Francisco Deslandes, 156 - Anchieta

; )

bruno cesar
bruno cesarPermalinkResponder

carne cozida, jilo recheado de bacon, angu queijo cebola e cebolinha o melhor prato de Belo Horizonte..

Luiza
LuizaPermalinkResponder

recomendo o bar graças a deus,tem dia que tem sambinha...otimo! super aconchegante

Débora
DéboraPermalinkResponder

Oi Ricardo, realmente a tão usada frase: "si num tem mar, nois vaum pru bar", é a cara de BH !!!
Bem, concordo com você em relação a foto do bar do caixote...
BH tem vários ambientes agradabilissimos, para todos os gostos e bolsos...
indico o Maria de Lourdes - http://www.mariadelourdes.com.br/ (estilo butequim)... otimo chopp.
e o Distinto - http://www.distintorestaurante.com.br/ (estilo restaurante informal). Ótimo serviço e delicias gastronomicas, a um preço justo.

Os arredores de BH tambem nao podem deixar de ser visitados. Pra mim, a melhor pousada (indico de olhos fechados) - para casais:
http://www.estalagemdomirante.com.br/ e tambem, proximo a ela o restaurante http://www.topodomundo.com/
Lugar lindo, vista maravilhosa e clima super agradável!

Venha a BH mais vezes, as vezes você poderá ser surpreendido por várias novidades!
Bj
Déb

GGR
GGRPermalinkResponder

Morei muito tem em BH, e tem suas particularidades

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar