Enquete da semana: cursos no exterior

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

A enquete da vez é uma ótima sugestão do Ernesto, que está em San Francisco fazendo um curso de inglês. (A propósito: você já leu o relato dele sobre San Francisco? Então leia!)

Você já fez algum curso de idiomas no exterior? Então conte tudo pra gente: onde foi, como foi, o que você achou e que macetes você aprendeu que poderiam ser úteis a quem está pesquisando o assunto.

Nada como estudar em grupo....

117 comentários

Geraldo
GeraldoPermalinkResponder

Este negocio de horario de verão esta complicando minha vida! agora estou 5 horas atrasado! mais aí vai...
Fiquei 1 mes em Houston em 2001, meu ingles já era razoavel, mas o curso me ajudou muito principalmente por dar mais confiança de que veu podia me vivar bem fora da escola!

Aproveitando, estou indo pra Dedham Massachusetts fazer um curso e terei um fim de semana para conhecer Boston, alguem tem dicas ? hotel? o que é possivel fazer em dois dias...
Gracias,
Geraldo

Flavia Kaiser
Flavia KaiserPermalinkResponder

Estudei francês em Paris por um ano, na École France-Langue. Amei!!! Fui quando já tinha 25 anos, e antes disso só tinha estudado 1 semestre de francês. Mas morando com uma família francesa, com 4 meses eu já era fluente smile

Vale muito a pena o investimento smile

Aline Lima
Aline LimaPermalinkResponder

Olá a todos!!
Estou achando esse tópico muito legal mas eu nunca fiz nenhum curso no exterior, pelo menos ainda - se meus planos derem certo, em menos de um ano isso será passado...
Mesmo assim, falo consideralvemente bem inglês e japonês; espanhol eu entendo sem problemas mas ainda sou uma negação para escrever.
O mais engraçado é que eu nunca fiz curso de inglês e japonês eu estudei só um ano e três meses.
Tem mais alguém aqui meio auto-didata? Que outros idiomas estão pensando em aprender? Meus próximos são francês e chinês smile

Gabriela
GabrielaPermalinkResponder

Respondendo a Re Coelho láaaa em cima, eu aprendi super bem o espanhol em Barcelona, mas sempre esta a questao do catalao, que tambem é idioma oficial lá e muita gente o fala nos comercios, ruas, etc. Mas nenhum catalao espera que um estrangeiro fale catalao, e todos conversam com voce em espanhol. Acho que seria uma questao de gosto. Barcelona é menor, é uma graça de cidade, tem praia e muitos europeus. Madri é bem maior, tem muita vida noturna e cultural, mas fica longe do mar. Por outro lado, tem muita imigraçao latino-americana, entao esta a possibilidade de escutar outros sotaques e nao falar o "z e o "c" com a lingua entre os dentes.

Eu mesma nunca falei com a lingua assim porque achava que ficava muito forçado. E depois, como namorei/namoro um venezuelano e morei na Venezuela um tempo, todo mundo aqui em Madri diz que falo totalmente venezuelano. Me sai mais natural que o sotaque espanhol. Mas claro que a gente acaba pegando as expressoes de cada lugar. Vale?

Ricardo Freire

Geraldo, a Mari Campos tem um post de Boston lá no Pelo Mundo:
http://pelo-mundo.blogspot.com/2007/04/boston-agradvel-surpresa.html

Eu estive rapidinho, voltando de uns dias em Cape Cod. A única coisa de que me lembro é o brunch de domingo do Four Seasons. Fenomenal...

Schnaider
SchnaiderPermalinkResponder

Oi Emilia, eu sou Alumni da AIESEC Cuitiba, fui membro ativo entre 1997 e 2001 qndo sai pra fazer meu estagio. Vc tbem foi membro da AIESEC?

Ricardo Freire

Gabriela, eu estudei um mês de espanhol em Porto Alegre umas duas encarnações atrás. Naquela vida Porto Alegre só tinha um curso oficial de espanhol (!); era na PUC e se chamava Cultura Hispânica. E o professor... era eshpanhol de Eshpanha! Hoje sou capaz de falar com os ésses chiados e os zês e cês (e dês finais!) com a língua entre os dentes. Meu cunhado, que é meio americano, meio andaluz, fica impressionado com meu athento de Madrith... haha.

Mas eu só falo assim ou de sarro, ou se por acaso estou aí por essas bandas. Adoro poder comer os ésses, como se faz aqui na América Latina (influência andaluz...)

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Bom, vamos la... vou falar da minha experiência do outro lado dos cursos de idiomas: de quem vende !

Eu fiz intercâmbio, depois facul nos USA e tb virei professora de inglês... por tudo isso acabei me envolvendo nesse mundo dos cursos no exterior.

A minha dica number 1 e mais importante:
quem quiser economizar no curso, trate direto com a escola no pais onde vc quer ir ! Pq ? Bom... deixa eu contar !

Qdo eu so "indicava" adolescentes pro intercâmbio eu recebia da agência 50 dolares por cada indicação... e eu pensei ? Qto sera que a agência descola ? Fui atras ! Comecei com a STB e depois com a YFU, cada aluno que eu mandava por intercâmbio me dava um lucro de 300 a 400 dolares, dependendo se eram 6 meses ou 1 ano... esse valor eu tirava ja do valor pago pelo intercambista, e so depositava o resto pra agência de Sao Paulo (que devia tirar o dela...)

Depois iniciei vendendo os cursos de linguas para adultos: no ELS vc pode tratar direto com a escola no pais onde vc quer ir, mas pouca gente sabe/faz isso ! Sempre procuram agências, dai eu cobrava uma "taxa admistrativa" que variava muito (200-300 dolares), pois se eles quisessem eu tb podia resolver o visto com um despachante...

Na EF a cada 10 que eu mandava eu ganhava uma viagem. Isso além das comissoes e bla bla. Um negoção o mundo dos negocios dos cursos !

Dai vcs perguntam: mais vc devia ter muito trabalho... nem ! O que eu tinha que fazer era somente dar os formularios para os estudantes preencherem com tudo, recolher o pagamento, e mandar tudo pra agência ou direto pra escola no exterior... em um dia eu resolvia tudo... no caso do aluno querer ficar em familia hospedeira eu so esperava o programa me mandar o contato... e passava pro aluno. So. Estresse zero.

Dica number 2:
cuidado com as agências, pq elas empurram tb a passagem aérea, e vc nao tem opçao de escolher uma mais barata ! Tirando o caso de intercâmbio de adolescentes que precisam voar com uma passagem tarifa cheia com validade de um ano, os demais podem voar em qualquer vôo... as agências sempre empurram um mais caro pra ganhar uma comissao...

Dica number 3:
mesmo ja sendo adulto eu aconselho ficar numa familia hospedeira, mesmo tendo que "obdecer" as regras da casa. Assim vc faz uma imersão total no idioma e na cultura. Geralmente nos dormitorios vc so faz amizade com estrangeiros, e vc tende a encontrar brasileiros e nao vai falar o idioma 24horas ao dia...

Dica number 4:
as meninas professoras ja falaram - não va sem saber o basico do idioma. Eh jogar dinheiro fora ! Termine o curso no Brasil e va pra aperfeiçoar pronuncia e ganhar fluência !

Acho que é isso. smile

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Qdo eu ainda nao morava aqui na Bélgica vim fazer curso de francês na Alliance Française de Bruxelas. Era menos da metade do preço do que o curso nas escolas francesas ! So que eu aprendi a falar "septante" pro 70 wink

Acho Bruxelas uma opçao bem mais barata do que a França pra quem quer estudar francês. Eu pagava no intensivo com aulas todos os dias (3 horas e meia por dia) um pouco mais de 300 euros por mês. Nas escolas francesas esse era o valor de uma semana ! Além do custo de vida ser menor na Bélgica do que em Paris por exemplo !

Rosa
RosaPermalinkResponder

Dani, que ótima dica, minha filha Deborah, 22 anos, faz letras inglês aqui em BSB, mas precisa aprender francês e espanhol o mais rápido possível, como ela também trabalha, tem que ser em 30 dias de férias. Se der certo falo com você mais pra frente. Pode ser?

Flavia Kaiser
Flavia KaiserPermalinkResponder

Dani G., eu pagava menos de 200 euros por minha mensalidade na France-Langue em Paris...

Adriane
AdrianePermalinkResponder

Hum, adorei a dica de francês na Bélgica! A gente acaba esquecendo e sempre associando à França... vou guardar isso....

Emília
EmíliaPermalinkResponder

Schnaider, fui membro da AIESEC aqui em São Paulo, em meados dos anos 90. Uma boa época grin
Mas acabei não fazendo estágio fora, tinha conseguido um que queria muito aqui mesmo.

Bruno Vilaça
Bruno VilaçaPermalinkResponder

Estudei inglês em Vancouver ano passado. E recomendo muitíssimo!

A cidade é perfeita (principalmente no verão), as coisas funcionam, o povo é civilizado, mas sem perder uma certa ginga não muito comum aos canadenses... Dizem que Van é a San Francisco de lá... E eu bem concordo!

Estudei na Global Village, que é uma rede pequena, mas muito competente. Havia apenas 3 brasileiros (ótimo!) e uma avalanche de suíços e coreanos. A faixa etária era um problema, mas acho que isso é comum a todas as escolas. Pra amenizar, peguei uma turma de "business english" que me caiu como uma luva.

Usei milhas com a Air Canada, me matriculei diretamente no site da escola (com um mega desconto de 30% -- pagando online no cartão de crédito) e aluguei um flat em downtown com a ajuda de uma amiga que mora lá pagando quase o mesmo que uma casa de família -- que costumam ficar longe pacas.

O mundo inteiro está reunido em Vancouver... E quem gosta da cozinha asiática (japonesa, coreana, vietnamita, malaia, indiana, mongol, tailandesa...) ali é o lugar!

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Flavia ! Que bom, pq eu pesquisei bastante e so achei de 600-800 euros... sem contar com as despesas extras... e o custo de vida acabou sendo menor na época em Bruxelas. Hoje em dia eu nao sei dos valores em Paris, mas tenho certeza que com dindin de estudante pra viver por aqui é bem mais barato, tipo moradia, transporte e alimentaçao ! Qto custa a carte orange pra um mês ? Qdo meu marido morava em Paris (2005) eu paguei mais de 60€ de carte orange pra 3 zonas... aqui vc paga 25€ de abonamento pro ônibus/tram por mês e roda todas as cidades... o de 3 meses custa 70€ e um ano 199€... creio que custo x beneficio por aqui é bem mais em conta !!!

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

a e Alliance Française-Europa (é esse o nome da de Bruxelas) é a unica que da o certificado reconhecido pela Uniao Européia ! wink

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Ai, evitem cursos de inglês em Brighton e Bournermouth ! So tem brasileirooooo ! Se vier vai ser pra fazer festa razz

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Uma dica baratissima de curso de francês em Bruxelas é a ULB (Universidade Livre de Bruxelas). Cada 10 semanas de intensivo custa 74€ (esse foi o preço do ano letivo passado). Qualquer pessoa pode se matricular !!!

Beto K
Beto KPermalinkResponder

Dani G.: que escola você estudou francês em Bruxelas?

Jurema
JuremaPermalinkResponder

Eu morei em Stuttgart, na Alemanha, e estudei alemão por um ano no ifa, Institut für Auslandsbeziehungen e.V. ( http://cms.ifa.de/ ). O curso era muito bom, se você realmente quisese aproveitar. Eu estava por lá como expatriada, meu marido foi transferido pela firma, então não foi esquema de intercâmbio ou apenas o curso. Na época (2002) o curso custava cerca de 600 euros por período de dois meses e meio.

Acho que um ponto fundamental (e difícil de ser controlado) é que não tenha outros brasileiros na sua turma, o que faz você usar a língua estudada. Nos intervalos das aulas, é comum as rodinhas por nacionalidade, cada um falando a sua língua. Claro que isso atrasa o aprendizado, né? Fazer amizade com pessoas de outras nacionalidades força a falar a língua, ainda que no começo desenhos, caretas e mímicas façam parte da comunicação.

De qualquer forma, você estar no país e ouvir a língua o tempo todo, fazer supermercado, ir a padaria, assistir televisão e etc dão uma imersão que nenhum curso no Brasil permite. Se bem aproveitado, com certeza vale o investimento de tempo e dinheiro.

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Dani G., que ótima dica! Esse curso na ULB é baratíssimo!!!

Re Coelho
Re CoelhoPermalinkResponder

Para Carla: A lista q fiz está em casa mas acho q lembro de algumas coisas, eu uso salto todo dia então darei férias para os meus pés tb, mas acho q no seu caso vc precisará de roupas sociais certo? Falaram q calças e sutiãs não tem como comprar lá (Dublin) pq não ficam bem então ficou: 2 calças jeans (uma no corpo), 1 calça preta, 1 moleton//10 blusinhas de cores diferentes, tecidos que não amassam//1 short//3 blusas de lã//1 twin set//1 casaco mais pesado q já ta velho, vou levar na mão para os primeiros dias e depois comprar lá. Sapatos: 1 tênis estilo aqueles da Timberland impermeável, 1 sapatilha, 1 tênis mas "leve" estilo aqueles da puma e Havaianas. Todas essas roupas já estarão usadas e jogo fora qdo for voltar dando lugar para as novas. Em Dublin chove muito, por isso o tênis impermeável. Ah e toda a roupa estará dividida naqueles "travel organizer" para ficar mais prático e seguro na mochila. Para o frio tb vou levar aquelas blusas que protegem do vento que já foram indicadas aqui no site. Mas acho q seguindo as dicas da Sylvia, tirando as eventuais roupas para palestra e jantares formais eu tô levando roupa d+... O q me diz Sylvia? De qq forma espero ter inspirado...

Re Coelho
Re CoelhoPermalinkResponder

Gabriela, Obrigada pela dica, acho q vou ficar com Barcelona, sou de SP então acho q será melhor ficar em uma cidade um pouco diferente daqui, com praia.... rsrsrs.

Sobre os cursos na França, uma amiga minha está indo estudar em Angeer, ela fechou tudo com a escola/universidade, o curso eu não sei qto ficou mas como moradia foi 230 euros (residência estudantil) por mês.

Para quem viajou com a EF eu achei q eles cobram muito caro por coisas q a gente consegue fazer sozinha (mais do que as outras agências) até fizeram um terrorismo comigo tipo vc estará sozinha lá, irá se perder, é mais seguro... o q vc's acharam depois q chegaram no destino? Sentiram isso tb?

Dani G.
Dani G.PermalinkResponder

Beto K: estudei na Alliance Française que fica na Art Loi.

Rosa: estou às ordens smile

Re Coelho: vc vai estudar onde em Dublin, uma amiga minha acabou de voltar de 6 meses la. E me disse da "furada" que foi onde ela estudou (nao sei o nome, mas posso me informar). Muito cuidado ! Se vc quiser um contato em Dublin, a minha melhor amiga dos tempos de escola mora la ! So me avisar wink

Quem quiser estudar neerlandês (ou holandês, como queiram). O curso intensivo que eu faço em Leuven custa 62€ por cada dois meses. E pra se matricular so precisa do passaporte... Sei que é informação inutil, pq cargas d'aguas alguém vai querer estudar neerlandês, né ? razz

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Voces conhecem alguem que tenha feito curso de frances em Montreal?

Rosa
RosaPermalinkResponder

Dani, obrigada pela atenção e simpatia... Bjs para você e para o baby Gabis.
Qualquer coisa me comunico com você, com certeza.

Beto K
Beto KPermalinkResponder

Dani G: muito obrigado! Tô tendo idéias pras próximas férias graças às suas dicas... hehe

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Re :
Troca as 10 blusinhas por 4 blusinhas + 3 camisas ( qua dá para sobrepor
e tirar se precisar ; são uteis no aquecimento )
Capricha nas meias e meia calça e leva toda a roupa de baixo que podes
precisar . As calças fora do Brasil fogem muito da modelagem que a gente
gosta , eu acho que nem vale a pena perder tempo procurando ( a não ser
que queiras umas super largas, cintura alta etc.. ) .
Se for inverno : gorro, cachecol, luva são indispensáveis e um agasalho
para chuva vem sempre bem ( aquela chuva fina com vento que sombrinha não protege nada ).
Para uma eventual ocasião mais formal saia e blusa de uma cor só é
mais util que vestido pois permite mais variações ( para mais ou menos careta , mais ou menos formal ) e mais que tudo : pensar em estar
corretamente vestido para a ocasião sem chamar a atenção .
Se ninguem parar para olhar é pq está correto . Esse é meu mantra smile
Sabem como é ? Estar transparente ? É ... é dificil mas a gente aprende
e vale a pena , acreditem !
( mulher transparente num pais tropical é quase impossivel rsrsrs
com todas vestindo um tamanho menor do que deviam , com um decote
mais que exagerado , acessorios totalmente inadequados ," aquele ar
de praia na cidade " que a gente acha muito esquisito quando passa um
tempo maior fora .. imagina num outro país ... é ET TOTAL.. rsrs )

Patsy
PatsyPermalinkResponder

Geraldo, dicas de Boston pra você.
A cidade é pequena e em dois dias pode-se conhecer muita coisa! Você pode começar belo Boston Common o parque central e optar pelo Freedom Trail ( http://gonewengland.about.com/cs/bostonattractions/a/aafreedomtrail.htm ) é uma linha vermelha no chão mesmo, você vai seguindo e conhecendo todos os pontos interessantes, gratis e útil!

Eu iria no Queen's Market na Government Center e depois seguiria para a Neuburry Street, subiria até a Biblioteca central na Cople e iria no Prudential, o predio mais alto, a vista é linda, e andaria pelo Charles River, até cruzar e cair em Cambridge, visita a Harvard e MTI é muito legal!!! E também a Harvard Square, tem muita lojinha, shows ao vivo, restaurantes por lá.
A noite eu entraria em algum barzinho da rua do Prudential, e também há varios restaurantes, se vc gosta de sopa, o Clam Chowder é local e deliciosa, vale a pena conferir wink

Re Coelho
Re CoelhoPermalinkResponder

Sylvia, muito obrigada gostei da idéia de trocar por camisas, realmente aumentará as minhas opções, esse kit inverno eu esqueci de colocar lá em cima, mas tá na lista e será o grande responsável por eu não enjoar das minhas roupas, mas estou focando mais em levar coisas impermeáveis por causa dos 364 dias de chuva q tem lá.

Dani, realmente estão aparecendo muitas escolas que oferecem as exigencias mínimas para vc entrar e trabalhar, e com isso as chances de entrar em furadas tá gigante. Uma dica q recebi e fica pro pessoal é escolher as escolas com 20 horas semanais, que geralmente é mais focada para alunos que querem estudar do que as de 15 horas. Então eu quero sim o nome da escola e o contato, estou pretendendo estudar na CES Ireland, pela agência Sem Destino, mas estou desconfiada dos preços, tem muita diferença entre o preço da agência e o da escola... Se você puder perguntar se ela conhece essa escola eu agradeceria muito. Ah e manda um bjo pro Gabriël (com esse trema q eu acho chiquérrimo!!) Ele é muito fofo, leio sempre o seu blog. Parabéns e obrigada pela ajuda.

Geraldo
GeraldoPermalinkResponder

Riq e Patsy,
Muchas Gracias!!!
Geraldo

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

hahaha Re .. não vais ter tempo para enjoar de roupas não ...
eu pelo menos só quero saber se estão cheirosas se não vou sentir frio nem calor e se vou poder passar confortavel todo o dia .. falta espaço no
meu cerebro em viagem para pensar em roupas ( por isso penso tudo
tudo antes de sair .. ) smile

Carla
CarlaPermalinkResponder

Pessoal, dei uma passada aqui rapidinho, ainda não deu tempo de ler tudo o que vocês escreveram para colaborar com a minha mala - mas já quero deixar registrado o meu "muito, muito, muito obrigada", porque tenho certeza que a ajuda será mais do que fundamental!!! wink

Re Coelho
Re CoelhoPermalinkResponder

Ai Sylvia paguei um King Kong qdo fui para o Canadá estudar... levei uma mala com 8 (sim OITO) casacos pesados.. kkk fora blusas, calças e meias.. nada combinando entre si..já sai com a mala abarrotada daqui.. e o pior.. era PRIMAVERA!!! 1º viagem sabe como é né... rsrs mas traumas a parte todo mundo fala q eu sou doida de ir só com uma mochila.. mas Sylvia vc como uma viajante experiente por favor me conforte.. tá bom né???

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Já dei zilhões de mancadas ( lógico, a gente só aprende fazendo..)
mas faz uns bons 10 anos que acerto na mosca grin

Aprendi de verdade quando fomos passar um mes só na Grecia , sem
destino definido de barco de um lado pro outro .. só dava para carregar uma coisa né ? Como a gente voltava pra Atenas de vez em quando ,
ficou um malão lá que eu ia colocando os berimbaus e passando coisas
de uma mala pra outra .. e ai vi que não precisava daquele malão ..

Eu acho que a maior chatice do mundo é carregar mala então faço qualquer negócio smile não vejo nenhum problema com tua bagagem Re ..
mas se faltar é facilimo de resolver né ??
Vai por mim.. vai sobrar ...

Re Coelho
Re CoelhoPermalinkResponder

Detalhe Sylvia, foram duas semanas apenas..rsrsrs. Mas dessa vez vou pagar pra ver, se faltar e for pra comprar que seja lá já que eu vou comprar faltando ou não né!! Muito Obrigada por mais essa ajuda.

Sylvia
SylviaPermalinkResponder

Oito casacos pra duas semanas vai pro Guiness Re ! smile smile
Conheço uma que levou dez calças jeans para dez dias em Paris
( ela mora aqui em casa e a mãe dela ( esta que vos escreve ) estava junto ... mas não há o que fazer além de olhar enviesado :roll: )

Lu Francesa
Lu FrancesaPermalinkResponder

Em Nice, tem um curso muito bom (CAVEL) que é da faculdade de Letras, são 16 semanas, se não me engano, e custa 720 euros (preço total), recomendo =) ,ele so acontece duas vezes por ano, geralmente setembro a janeiro, e fevereiro a maio/junho smile

Marcel Alcantara

Riq, essa enquete foi providencial para mim! Acabou mudando todos os meus planos. No começo de dezembro eu embarco para um estágio de 3 meses no Hotel Pestana Palace em Lisboa, vai ser a minha 1ª viagem ao exterior. Os meus planos eram que depois do término do estágio eu trancaria a faculdade e iria estudar inglês em Malta. Mas lendo os comentários dos tripulantes eu cheguei a conclusão que, por o meu inglês ainda ser muito básico eu estaria jogando dinheiro fora. Está decidido, quando o estágio acabar eu retorno para a faculdade e espero avançar mais no meu curso de inglês no Brasil antes de fazer um intercâmbio.
http://www.pestana.com/hotels/pt/hotels/europe/LisbonHotels/Palace/Home/

deiatatu
deiatatuPermalinkResponder

Já fiz vários cursos aqui na Alemanha pelo Goethe Institut e no Reino Unido e a minha dica para evitar encontrar muito brasileiro eh evitar viajar na época de férias do Brasil, principalmente julho.
Tbém aconselho a ficar em casa de família, pois é muito enriquecedor ver como as pessoas vivem, o q elas comem, a decoracao tipica do lugar, etc. Sempre tive sorte com as host-families. Minha primeira viagem quis ficar numa residencia de estudantes e foi roubada total: uma zona, sujeira, "panelinhas" do povo dos mesmos paises, enfim, o q aprendi foi soh em sala de aula.

Carla
CarlaPermalinkResponder

Sylvia: lol Santo de casa não faz milagre mesmo, amiga... wink

Re Coelho
Re CoelhoPermalinkResponder

Sylvia, então vc entende bem q é possível sim fazer esse tipo de coisa né wink

Pra quem está indo estudar fora por um longo período não fuja de brasileiros totalmente, são eles que geralmente irão te ajudar a encontrar aquele ap com aluguel baratinho ou vão te indicar em algum emprego tente conversar com todos. Ficar só com franceses, espanhóis´, italianos tb não vai melhorar o seu Inglês, e dificilmente vc irá conviver só com locais.

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Estudei na Cultura Inglesa, mas nunca tive chance de morar fora. Só fiquei fluente quando trabalhei por 3 anos em 2 órgãos governamentais britânicos no Brasil.

Durante este tempo, orientava estudantes interessados em Educação no Reino Unido, mas voltado para o trabalho. Lá é possível combinar idioma com alguma disciplina técnica - artes, jornalismo, culinária, petróleo e gás (esta última a área que eu trabalhava). Um bom site para pesquisar cursos lá que inclui informações sobre bolsas de estudo é o www.educationuk.org.br

Um lugar legal que ninguém pensa para estudar inglês é a Escócia - apesar do sotaque ser diferente do inglês BBC, se vc entender um escocês, entende um inglês e após 3 dias em Trinidad e Tobago, até eles rsrs

Espanhol eu fiz FISK por 2 anos, viajei com um grupo latino na minha primeira viagem à Europa (a única que fui de excursão) e quando voltei avancei 1 semestre. Meu sotaque varia com a pessoa que eu estiver falando. O bom de ter aula com diversas nacionalidades é isso - e ainda assim tive que me acostumar com o sotaque venezuelano. O sotaque do México, que eu nunca fui, é o mais puro, acho que valeria estudar lá.

Adorei a dica do francês na Bélgica. Passei 3 dias lá este ano com 1 ano de estudo francês e foi ótimo antes de encarar francês em Paris, no meu retorno a cidade. Mas misturo muito com inglês e espanhol!

Jorge, matricula a Clara em mais de um idioma logo pq depois que a gente cresce fica mais difícil rsrs O filho de 4 anos da minha melhor amiga já sabe algumas palavras em inglês, muito fofo!!!

Mah
MahPermalinkResponder

DANI G:

Você poderia me dizer o nome da escola em Dublin que foi uma " furada" e qual o nome da escola que sua amiga recomenda? Ah, vc acha melhor tratar direto com a Escola?

Grata

MARILIA
MARILIAPermalinkResponder

Gente gostaria de saber se voces tem informações sobre esses programas de AU PAIR ?Este programa consiste em voce trabalhar no EUA como baba morando com a familia e estudando pela tarde.Será que é válido?O custo desse programa comparado com outros é bem inferior, lembrando que cada semana trabalhada voce recebe cerca de 120 dolares.

grata

Lia Oliveira
Lia OliveiraPermalinkResponder

Pretendo ir para Toronto em abril ou maio fazer curso de imersão inglês por 4 semanas. Preciso decidir pela escola EF ou ILAC. Você tem alguma informação que me ajude a decidir por uma delas ?

Grata. (19) 96251879

Aretha
ArethaPermalinkResponder

Pessoal, muito interessante esta enquete...

Preciso de todas as dicas possíveis, estou pretendendo ir para a Irlanda fazer um curso de inglês já que meu visto americano foi negado (já estava com o curso certo).
Vocês acham duas semanas pouco? Porque inicialmente ia fazer 3 semanas...
toda ajuda é bem vinda

Paula Araújo
Paula AraújoPermalinkResponder

Bem, na verdade, minha experiência com aempresa Sem Destino não tem sido satisfatória, para não dizer, ruim. Em fevereiro de 2009, fiz uma compra de duas semanas de curso de tango e espanhol em Buenos Aires, para estudar na escola Ecela.
Sou de Salvador, contatei a empresa Sem Destino, exatamente, por sem umas das poucas no Brasil que fazia o contato com a escola Ecela.
Acontece que, já pago o curso, na véspera de minha viagem (véspera mesmo. A viagem aconteceu em 07 de junho de 2009), em 03 de junho de 2009, recebo o comunicado que a empresa não fazia mais pacote com a Ecela e que me mandariam para uma escola chamada: Amauta. Nada contra a escola indicada nos meus preparativos de viagem. Acontece que eu tinha alugado um apartamento bem próximo da escola anterior, exatamente, para facilitar minha estadia em Buenos Aires. Bem, resumo da ópera: eles ficaram de devolver o que paguei pelo curso, fizeram contato coma Ecela, informando que eu chegaria em Buenos Aires para a aula no dia 08 de junho de 2009.
O que posso falar, A Ecela é muito boa escola. Bem localizada, excelente Staff, tive bons colegas, fui recebida com carinho e, lá, mesmo, em cartão efetuei o pagamento do curso. O site de aluguel de apartamento em Buenos Aires é eficiente, foi honesto e pontual comigo.
Já a Sem Destino, após inúmeros e-mails e telefonemas para Henrique, o diretor da empresa, até hoje, 24 de julho de 2009 (cinco meses após a compra e quase dois meses após o anúncio de que não trabalhavam com a Ecela), não depositaram o que me cobraram, sem contrapartida de serviços.
Enfim, é esse o meu testemunho sobre a Sem Destino...Uma verdadeira Decepção!!!
Paula Araújo.

Paula Araújo
Paula AraújoPermalinkResponder

O texto foi enviado para o blog da empresa. Em verdade, postei aqui, para que fiquem expertos quanto aos seus pacotes de intercâmbio. Um abraço.

Gilsa Rios
Gilsa RiosPermalinkResponder

Alguem já fez curso de inglês na Kaplan ou Nese de Cambridge/Boston? Estou pretendendo fazer um curso de imersão por 1 mês, mas não tenho referência das escolas. Será que tem muito brasileiro? Nada contra, mas com nativo por perto, a gente cai na tentação de falar portuguÊs.
Abs.
Gilsa

Rosana Santos
Rosana SantosPermalinkResponder

Também estou interessada em fazer curso de inglês na Kaplan, em NY. Alguém já estudou por lá para dizer como é??
Adorei todas as dicas smile

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar